Você está na página 1de 2

EXERCÍCIOS IV

Outubro/2019

1-(Ministério Público/Goiás) De conformidade com o Código Civil Brasileiro, sobrevindo


descendente sucessível ao testador, que não tinha, ou não o conhecia, quando testou e se esse
descendente sobreviver ao testador, nesse caso, o testamento:

a) é rompido apenas parcialmente;


b) é considerado absolutamente nulo;
c) é rompido em todas as suas disposições;
d) não se rompe.

2-Ocorre quando o testador contempla vários beneficiários (coerdeiros ou colegatários), deixando-


lhes a mesma herança, ou a mesma coisa determinada e certa, em porções não determinadas, e um
dos concorrentes vem a faltar.

a) Revogação
b) Substituição vulgar
c) Substituição recíproca
d) Direito de acrescer

3-(Ministério Público/SP/82º - em parte ) Assinale a hipótese que autoriza a deserdação de


descendente por seu ascendente:

a) ofensas físicas contra o cônjuge, filhos ou pais do ascendente.


b) autoria de crime culposo contra o ascendente.
c) união livre e estável da filha com homem solteiro, separado ou divorciado.
d) relações ilícitas com a madrasta ou o padrasto.

4-(OAB/SP/120) Romper-se-á o testamento se:

(A) o testador dispuser de sua metade, não contemplando herdeiros necessários de cuja existência
saiba.

(B) ocorrer superveniência de descendente sucessível ao testador, que não tinha ou não o conhecia
quando testou.

(C) o testador manifestar vontade contrária à que se encontra expressa no anterior.

(D) herdeiro nomeado desamparou o autor da herança, sendo descendente seu, com o intuito de
atentar contra sua vida.
5-(XXX EXAME DE ORDEM UNIFICADO- 2019) Juliana, Lorena e Júlia são filhas de Hermes,
casado com Dóris. Recentemente, em razão de uma doença degenerativa, Hermes tornou-se
paraplégico e começou a exigir cuidados maiores para a manutenção de sua saúde. Nesse cenário,
Dóris e as filhas Juliana e Júlia se revezavam a fim de suprir as necessidades de Hermes, causadas
pela enfermidade. Quanto a Lorena, esta deixou de visitar o pai após este perder o movimento das
pernas, recusando-se a colaborar com a família, inclusive financeiramente. Diante desse contexto,
Hermes procura você, como advogado(a), para saber quais medidas ele poderá tomar para que, após
sua morte, seu patrimônio não seja transmitido a Lorena.

Sobre o caso apresentado, assinale a afirmativa correta.

A) A pretensão de Hermes não poderá ser concretizada segundo o Direito brasileiro, visto que o
descendente, herdeiro necessário, não poderá ser privado de sua legítima pelo ascendente, em
nenhuma hipótese.
B) Não é necessário que Hermes realize qualquer disposição ainda em vida, pois o abandono pelos
descendentes é causa legal de exclusão da sucessão do ascendente, por indignidade.
C) Existe a possibilidade de deserdar o herdeiro necessário por meio de testamento, mas apenas em
razão de ofensa física, injúria grave e relações ilicítas com madastra ou padrasto atribuídas ao
descendente.
D) É possível que Hermes disponha sobre deserdação de Lorena em testamento, indicando,
expressamente, o seu desamparo em momento de grave enfermidade como causa que justifica esse
ato.

6- (VUNESP - 2010 - MPE-SP - Analista de Promotoria I) Considere as afirmações seguintes:

I. tanto o instituto da indignidade quanto o da deserdação procuram afastar da herança aquele que a
ela não faz jus, em razão de reprovável conduta que teve em relação ao autor sucessionis, ou, ainda,
contra seu cônjuge, companheiro, ascendente ou descendente;

II. a pena de indignidade é cominada pela própria lei, nos casos expressos que enumera, ao passo
que a deserdação repousa na vontade exclusiva do de cujus que a impõe ao culpado, em ato de
última vontade, desde que fundada em motivo legal;

III. somente a autoria em crime de homicídio doloso, tentado ou consumado contra o autor da
herança, pode afastar o herdeiro da sucessão.

Está correto o contido em:

A)I, II e III.
B)I e III, apenas.
C)II e III, apenas.
D)I e II, apenas.
E)I, apenas.