Você está na página 1de 6

BREVE LISTINHA DE EXERCICIOS SOBRE

COEFICIENTE DE SOLUBILIDADE - CONCENTRAÇÕES


01 – Uma solução composta por duas colheres de sopa de 07 – Considere uma solução aquosa saturada de KCl, com
açúcar (34,2g) e uma colher de sopa de água (18,0 g) corpo de fundo, a 20ºC e os seguintes valores:
foipreparada. Podemos dize r que: 10º.C 20º.C 30º.C
1) A água é o solvente, e o açúcar o soluto.
2) O açúcar é o solvente, uma vez que sua massa é maior Cs KCl em 1,0g 2,5g 5,0g
que a da água. 1kg de agua
3) À temperatura ambiente o açúcar não pode ser
considerado solvente por ser um composto sólido.
Está(ão) correta(s): De acordo com os dados acima, para diminuir a massa do
a) 1 apenas b) 2 apenas c) 3 apenas corpo de fundo basta:
d) 1 e 3 apenas e) 1, 2 e 3 I. Aquecer o sistema.
II. Adicionar água e agitar.
02 – Um determinado sal tem coeficiente de solubilidade III. Agitar a solução.
igual a 34g/100g de água, a 20ºC. Tendo-se 450g d água a IV. Decantar a solução.
20 ºC, a quantidade, em gramas, desse sal, que permite Dessas afirmações, são corretas apenas:
preparar uma solução saturada, é de: a) I e II. b) I e III. c) II e III.
a) 484g. b) 450g. c) 340g. d) 216g. e) 153g. d) II e IV. e) III e IV.
03 – A solubilidade do K2Cr2O7, a 20ºC, é de 12g/100g de 08 – Observe os sistemas
água.
Sabendo que uma solução foi preparada dissolvendo-se
20g do sal em 100g de água a 60ºC e que depois, sem
manter em repouso, ela foi resfriada a 20ºC, podemos
afirmar que:
a) todo sal continuou na solução.
b) todo sal passou a formar um corpo de chão.
c) 8g de sal foi depositado no fundo do recipiente.
d) 12g do sal foi depositado no fundo do recipiente.
e) 31g do sal passou a formar um corpo de chão. Agora analise estas afirmações:
I. No sistema I, a solução está insaturada.
04 – Após a evaporação de toda a água de 25g de uma II. No sistema II, a solução está saturada.
solução saturada (sem corpo de fundo) da substância X, III. Não existe solução saturada sem precipitado.
pesou-se o resíduo sólido, obtendo-se 5g. Se, na mesma Está(ao) correta(s) somente a(s) afirmativa(s):
temperatura do experimento anterior, adicionarmos 80g da a) I. b) II. c) III. d) I e II. e) I e III.
substância X em 300g de água teremos uma solução:
a) insaturada. b) saturada sem corpo de fundo. 09 – Colocando-se 400g de cloreto de sódio (NaCl) em 1
c) saturada com 5g de corpo de fundo. litro de água pura, à temperatura de 25°C, podemos
d) saturada com 20g de corpo de fundo. afirmar que:
e) supersaturada. Dado: CS = 360g de NaCl / L de água, a 25°C.
a) O sal se dissolve totalmente.
05 – Quatro tubos contêm 20 mL de água cada um. b) O sal não se dissolve.
Coloca-se nesses tubos dicromato de potássio nas c) Parte do sal se dissolve e o excesso se deposita,
seguintes quantidades: formando uma solução saturada.
Tubo A Tubo B Tubo C Tubo D d) O cloreto de sódio, a 25°C, é insolúvel.
e) Precisaríamos de 200g de cloreto de sódio a mais para
Massa 1,0g 2,5g 5,0g 7,0g que ele se dissolvesse totalmente.
K2Cr2O7
10 – Observe a sequencia abaixo, em que o sistema I se
encontra a 25°C com 100g de água:
A solubilidade do sal, a 20ºC, é igual a 12,5g por 100 mL
de água. Após agitação, em quais dos tubos coexistem,
nessa temperatura, solução saturada e fase sólida?
a) em nenhum. b) apenas em D. c) apenas em C e D.
d) apenas em B, C e D. e) em todos.

06 – O coeficiente de solubilidade de um sal é de 60 g por


100 g de água a 80°C. A massa em gramas desse sal, nessa Analise agora as seguintes afirmativas:
temperatura, necessária para saturar 80 g de H2O é: I. A 25°C, a solubilidade do sal é de 20g/100g de á gua.
a) 20. b) 48. c) 60. d) 80. e) 140. II. O sistema III é uma solução supersaturada.
III. O sistema I é uma solução insaturada.
IV. Colocando-se um cristal de sal no sistema III, este se 1,00 kg de água, a 20°C, quantos gramas de ácido restam
transformará rapidamente no sistema I. na fase sólida?
Está(ao) correta(s) somente a(s) afirmativa(s): a) 50g. b) 75g. c) 100g. d) 150g. e) 175g.
a) II e IV. b) I e III. c I e II. d) I, II e III. e) II, III e IV.
16 – A curva de solubilidade de um sal hipotético está
representada abaixo.
11 – (MACKENZIE-SP) A quantidade de água necessária para dissolver 30g de sal
T (°C) Solubilidade do KCl (g/100g de água) a 30°C é:
0 27,6 a) 45g. b) 60g. c) 75g. d) 90g. e) 105g.
20 34,0
40 40,0 17 – Adicionando-se separadamente, 40g de cada um dos
60 45,5 sais em 100g de água. À temperatura de 40°C, quais sais
Em 100g de água a 20°C, adicionam-se 40,0g de KCl. estão totalmente dissolvidos em água?
Conhecida a tabela acima, após forte agitação, observa-se
a formação de uma:
a) solução saturada, sem corpo de chão.
b) solução saturada, contendo 34,0g de KCl, dissolvidos
em equilíbrio com 6,0g de KCl sólido.
c) solução não saturada, com corpo de chão.
d) solução extremamente diluída.
e) solução extremamente concentrada.

12 – Prepararam-se duas soluções, I e II, através da adição


de 5,0 g de cloreto de sódio, NaCl, e 5,0 g de sacarose,
C12H22O11, respectivamente, a 10 g de água e a 20°C, em
a) KNO3 e NaNO3. b) NaCl e NaNO3. c) KCl e KNO3.
cada recipiente. Considerando que as solubilidades (g do
d) Ce2(SO4)3 e KCl. e) NaCl e Ce2(SO4)3.
soluto/ 100 g de H2O) do NaCl e da C12H22O11 são 36 e
203,9, respectivamente, em relação às soluções I e II,
18 – Evapora-se completamente a água de 40g de solução
pode-se afirmar que:
de nitrato de prata, saturada, sem corpo de fundo, e obtém-
a) a solução I é saturada e todo o soluto adicionado se
se 15g de resíduo sólido. O coeficiente de solubilidade do
dissolveu.
nitrato de prata para 100g de água na temperatura da
b) a solução II é insaturada e todo o açúcar adicionado se
solução inicial é:
dissolveu.
a) 25g. b) 30g. c) 60g. d) 15g. e) 45g.
c) ambas são saturadas e nem todo o soluto adicionado se
dissolveu.
19 – A solubilidade do hidróxido de ferro II, em água, é
d) ambas são instauradas e todo o soluto adicionado se
0,44g por litro de água a 25°C. A massa, em gramas, dessa
dissolveu.
substância, que se pode dissolver em 500 mL de água,
e) ambas são supersaturadas.
nessa temperatura, é:
a) 0,90g. b) 0,56g. c) 0,44g. d) 0,36g. e) 0,22g.
13 – As curvas de solubilidade têm grande importância no
estudo das soluções, já que a temperatura influi
20 – O gráfico abaixo mostra a solubilidade de K2Cr2O7
decisivamente na solubilidade das substâncias.
sólido em água, em função da temperatura. Uma mistura
Considerando as curvas de solubilidade dadas pelo gráfico,
constituída de 30g de K2Cr2O7 e 50g de água, a uma
é correto afirmar que:
temperatura inicial de 90°C, foi deixada esfriar lentamente
a) há um aumento da solubilidade do sulfato de cério com
e com agitação . A que temperatura aproximadamente
o aumento da temperatura.
deve começar a cristalizar o K2Cr2O7?
b) a 0ºC o nitrato de sódio é menos solúvel que o cloreto
de potássio.
c) o nitrato de sódio é a substância que apresenta a maior
solubilidade a 20ºC.
d) resfriando-se uma solução saturada de KClO3,
preparada com 100 g de água, de 90ºC para 20ºC, observa-
se a precipitação de 30 g desse sal.
e) dissolvendo-se 15 g de cloreto de potássio em 50 g de
água a 40ºC, obtém-se uma solução insaturada. a) 25°C. b) 45°C. c) 60°C. d) 70°C. e) 80°C.
14 – Tem-se 540g de uma solução aquosa de sacarose 21 – Uma solução aquosa salina foi cuidadosamente
(C12H22O11), saturada, sem corpo de fundo, a 50°C. Qual a aquecida de forma que evaporasse parte do solvente. A
massa de cristais que se separam da solução, quando ela é solução obtida, comparada com a inicial, apresenta-se
resfriada até 30°C? mais:
Cs = 220g/100g de água a 30°C; Cs = 260g/100g de água a a) diluída com maior volume. b) diluída com
50°C. menor volume. c) diluída com igual volume.
a) 20g. b) 30g. c) 40g. d) 50g. e) 60g. d) concentrada com maior volume. e) concentrada com
menor volume.
15 – A solubilidade do ácido bórico (H3BO3), a 20°C, é de
5g em 100g de água. Adicionando-se 200g de H3BO3 em
22 – A dissolução de uma quantidade fixa de um composto temperatura mais elevada que a inicial. Este aumento de
inorgânico depende de fatores tais como temperatura e tipo temperatura provoca alteração do meio ambiente, podendo
de solvente. Analisando a tabela de solubilidade do sulfato ocasionar modificações nos ciclos de vida e de reprodução
de potássio (K2SO4) em 100g de água abaixo, indique a e, até mesmo, a morte de peixes e plantas. O parâmetro
massa de físico-químico alterado pela poluição térmica, responsável
K2SO4 que precipitará quando 236g de uma solução pelo dano ao meio ambiente, é:
saturada, a 80°C, for devidamente resfriada até ati ngir a a) a queda da salinidade da água.
temperatura de 20°C. b) a diminuição da solubilidade do oxigênio na água.
Temperatua (°C) 0 20 40 60 80 100 c) o aumento da pressão de vapor da água.
K2SO4(s) 7,1 10,0 13,0 15,5 18,0 19,3 d) o aumento da acidez da água, devido a maior dissolução
a) 28g. b) 18g. c) 16g. d) 10g. e) 8g. de dióxido de carbono na água.
e) o aumento do equilíbrio iônico da água.
23 – Ao adicionar-se cloreto de sódio em água, a
dissolução do sal é acompanhada de uma queda de 27 – O gráfico a seguir, que mostra a variação da
temperatura da solução. solubilidade do dicromato de potássio na água em função
Pode-se, portanto, afirmar com segurança que: da temperatura, foi apresentado em uma aula prática sobre
a) a dissolução é exotérmica, pois o sal de cozinha absorve misturas e suas classificações. Em seguida, foram
calor da vizinhança. preparadas seis misturas sob agitação enérgica, utilizando
b) a dissolução é um processo endotérmico e o sal é tanto dicromato de potássio sólido e água pura em diferentes
menos solúvel quanto maior for a temperatura. temperaturas, conforme o esquema:
c) a dissolução é um processo exotérmico e o sal é tanto
mais solúvel quanto menor for a temperatura.
d) a dissolução é endotérmica e a solução é saturada
quando 100g de sal são adicionados a 1 litro de água.
e) a dissolução é um processo endotérmico e o sal é tanto
mais solúvel quanto maior for a temperatura.

24 – A figura abaixo representa a variação de solubilidade


da substância A com a temperatura. Inicialmente, tem-se
50 g dessa substância presente em 1,0 litro de água a 70
ºC. O sistema é aquecido e o solvente evaporado até a
metade. Após o aquecimento, o sistema é resfriado, até
atingir a temperatura ambiente de 30 ºC.
Determine a quantidade, em gramas, de A que está
precipitada e dissolvida a 30 ºC.

Após a estabilização dessas misturas, o número de


sistemas homogêneos e o número de sistemas
heterogêneos formados correspondem, respectivamente, a:
a) 5 – 1 b) 4 – 2 c) 3 – 3 d) 1 – 5 e) 4 e 5

28 – A solubilidade de um gás em um líquido aumenta


quando elevamos a pressão do gás sobre o líquido e
25 – Analise os dados de solubilidade do KCl e do Li2CO3 também quando
contidos na tabela a seguir, na pressão constante, em várias reduzimos a temperatura do líquido. Considere espécies de
temperaturas e assinale o que for correto. peixe que necessitam, para sua sobrevivência, de elevada
01. Quando se adiciona 40g de KCl a 100g de água, a taxa de oxigênio dissolvido na água. Admita quatro lagos,
20ºC, ocorre formação de precipitado, que se dissolve com A, B, C e D, com as seguintes características:
aquecimento a 40°C. Lago A: altitude H e temperatura T (T > 0°C)
02. Quando se adiciona 0,154g de Li2CO3 a 100g de água, Lago B: altitude 2H e temperatura T
a 50°C, forma-se uma solução insaturada. Lago C: altitude H e temperatura 2T
04. O resfriamento favorece a solubilização do KCl, cuja Lago D: altitude 2H e temperatura 2T
dissolução é exotérmica. Sabe-se que, quanto maior a altitude, menor é a pressão
08. Quando se adiciona 37g de KCl a 100g de H2O, a atmosférica. Os peixes teriam maior chance de
30°C, forma-se uma solução saturada. sobrevivência:
16. A dissolução do Li2CO3 é endotérmica e favorecida a) no lago A. b) no lago B. c) no lago C. d) no
com o aumento de temperatura. lago D. e) indiferentemente em qualquer dos lagos.
26 – A poluição térmica, provocada pela utilização de água
de rio ou mar para refrigeração de usinas termoelétricas ou 29 – Admita que a solubilidade de um sal aumenta
nucleares, vem do fato da água retornar ao ambiente em linearmente com a temperatura a 40ºC; 70,0g desse sal
originam 420,0g de uma solução aquosa saturada.
Elevando-se a temperatura dessa solução a 80ºC, a 0,20mol/L com 50mL de uma solução aquosa do
saturação da solução é mantida adicionando-se a 70,0g do mesmo sal, porém, de concentração 0,40mol/L. A
sal. Quantos gramas desse sal são dissolvidos em 50g de
concentração (em relação ao MgSO4) da solução
água a 60ºC?
a) 15,0g; b) 45,0g; c) 40,0g; resultante será de
d) 20,0g; e) 30,0g. a) 0,15 mol/L b) 0,27 mol/L c) 0,38 mol/L
d) 0,40 mol/L e) 0,56 mol/L
30 – O gráfico apresenta as curvas de solubilidade para
duas substâncias X e Y: 37) Misturando-se 20mL de solução de NaCl, de
concentração 6,0mol/L, com 80mL de solução de
NaCl, de concentração 2,0mol/L, são obtidos 100mL
de solução de NaCl, de concentração, em mol/L,
igual a:
a) 1,4 b) 2,8 c) 4,2 d) 5,6 e) 4,0

38) A salinidade da água de um aquário para peixes


marinhos expressa em concentração de NaCl é 0,08M.
Após a leitura do gráfico, é correto afirmar que
a) a dissolução da substância X é endotérmica. Para corrigir essa salinidade, foram adicionados 2 litros de
b) a dissolução da substância Y é exotérmica. uma solução 0,52M de NaCl a 20 litros da água deste
c) a quantidade de X que pode ser dissolvida por certa aquário. Qual a concentração final de NaCl multiplicada
quantidade de água aumenta com a temperatura da água. por 100?
d) 100 g de X dissolvem-se completamente em 40 g de
H2O a 40ºC.
39) Misturam-se 200 mililitros de solução de
e) a dissolução de 100 g de Y em 200 g de H2O a 60ºC
resulta numa solução insaturada. hidróxido de potássio de concentração 5,0g/L com
300 mililitros de solução da mesma base com
31) Para preparar 1,2 litros de solução 0,4M de HCl, concentração 4,0g/L. A concentração em g/L da
a partir do ácido concentrado (16M), o volume de solução final vale
água, em litros, a ser utilizado será de: a) 0,50 b) 1,1 c) 2,2 d) 3,3 e) 4,4
a) 0,03. b) 0,47. c) 0,74. d) 1,03. e) 1,17.
40) 300 mililitros de solução contendo 0,01mol/L de
32) Na preparação de 500mL de uma solução aquosa sulfato cúprico são cuidadosamente aquecidos até
de H2SO4 de concentração 3 mol/L, a partir de uma que o volume da solução fique reduzido a 200
solução de concentração 15mol/L do ácido, deve-se mililitros. A solução final, tem concentração, em
diluir o seguinte volume da solução concentrada: mol/L, igual a
a) 10 Ml b) 100 mL c) 150 mL a) 0,005 b) 0,010 c) 0,015
d) 300 mL e) 450 mL d) 0,016 e) 0,018

33) Uma solução aquosa de ácido sulfúrico (H2SO4), 41. (PUC-SP) Tem-se um frasco de soro glicosado, a
para ser utilizada em baterias de chumbo de veículos 5,0% (solução aquosa de 5,0% em massa de glicose).
automotivos, deve apresentar concentração igual a Para preparar 1,0Kg desse soro, quantos gramas de
4mol/L. glicose devem ser dissolvidos em água?
O volume total de uma solução adequada para se a) 5,0x10-2 b) 0,50 c) 5,0 d) 50 e) 5,0x102
utilizar nestas baterias, que pode ser obtido a partir
de 500mL de solução de H2SO4 de concentração 42. (FEI-SP) As massas de H2C2O4 e H2O que devem
18mol/L, é igual a ser misturadas respectivamente para preparar 1000g
a) 0,50 L b) 2,00 L c) 2,25 L de solução a 5% de H2C2O4 são:
d) 4,50 L e) 9,00 L a) 60 e 940g b) 90 e 910g c) 50 e 950g
d) 108 e 892g e) 70 e 930g
34) Que volume de HCl concentrado (16 mol/L) é
necessário para preparar 2,0L de HCl 0,20mol/L? 43. (FESP-SP) Foram misturados 160g de etanol
com 320g de água. Sabendo que as densidades do
35) 450mL de uma solução de NaOH 0,5mol/L foram álcool e da solução são, respectivamente, iguais a
adicionados a 150mL de uma mesma solução de 0,80g/ml e 0,96 g/ml, pode-se afirmar que o teor em
0,25mol/L. A solução resultante contém concentração volume de etanol na solução é de:
igual a: a) 30% b) 40% c) 70% d) 65,5% e) 50%

36) À temperatura ambiente, misturam-se 100mL de


uma solução aquosa de MgSO4 de concentração
44. (UFCE) "...Os legumes também devem ser restam no béquer apenas cristais do sal CuSO4.5H2O.
colocados de molho com a casca, durante 30 Que quantidade, em mol, se formou desse sal?
minutos numa solução de um litro de água com uma a)1,0 b)1,0x10-2 c)1,0x10-3 d)1,5x10-2 e)1,5x10-3
colher de sopa de água sanitária." O texto refere-se
a recomendações que o jornal Folha de São Paulo 49.(UFMG) Soluções são preparadas dissolvendo-se,
(29/11/1991) faz para se evitar contaminação pelo separadamente, 100mg de LiCl, NaCl, NaHCO3,
bacilo do cólera. Se uma colher de sopa tem Na2CO3 e K2CO3 em 0,10 L de água. A solução que
capacidade para 10 mL e a água sanitária usada terá a maior concentração (mol/L) será a de:
contém 37,25g de hipoclorito de sódio (NaClO), por a) LiCl b) NaCl c) NaHCO3 d) Na2CO3 e) K2CO3
litro de produto, a solução para lavar os legumes
tem molaridade aproximadamente igual a: 50. (Vunesp-SP) Dissolveram-se 2,48g de tiossulfato
a) 0,005 b) 3,725 c) 0,745 de sódio pentahidratado (Na2S2O3.5H2O) em água
d) 0,050 e) 0,372 para obter 100cm3. A molaridade dessa solução é de:
a) 0,157 b) 0,100 c) 0,0001 d) 1 e) 0,000157
45. (UFMG) Uma cozinheira bem informada sabe
que a água contendo sal de cozinha dissolvido ferve 51. (UFRN) A concentração molar M da glicose
a uma temperatura mais elevada que a água pura e (C6H12O6) numa solução aquosa que contém 9g do
que isso pode ser vantajoso em certas preparações. soluto em 500mL de solução é igual a:
Essa cozinheira coloca 117g de NaCl em uma panela a) 0,01 b) 0,10 c) 0,18 d) 1,00 e) 1,80
grande. Assinale a alternativa que indica
corretamente o volume, em litros, necessário de 52. (UFAC) A molaridade de uma solução aquosa que
água para a cozinheira preparar uma solução 0,25M contém 36,5g de ácido clorídrico (HCl) dissolvido em
de NaCl água até completar 2 litros de solução é igual a:
a) 0,125 b) 2,00 c) 8,00 d) 29,3 e) 0,372 a) 0,5M b) 1,0M c) 1,5M d) 2,0M e) 2,5M

46. (FUVEST) A concentração de íons fluoreto em 53. (UFMG) Uma solução 0,1mol/L de um hidróxido
água de uso doméstico é de 5,0x10-5 mol/L. Se uma alcalino MOH é preparada dissolvendo-se 0,8g de
pessoa tomar 3,0L dessa água por dia, ao fim de um hidróxido MOH em 200mL de solução. A fórmula do
dia a massa de fluoreto, em miligramas, que essa hidróxido é:
pessoa ingeriu será igual a: a) CsOH b) KOH c) LiOH d) NaOH e) RbOH
a) 0,9 b) 1,3 c) 2,8 d) 5,7 e) 1,5
54. (Vunesp-SP) No ar poluído de uma cidade,
47. (UFCE adaptado) Observe a tabela a seguir e assinale a detectou-se uma concentração de NO2
molaridade das soluções nos três balões volumétricos. correspondente a 1,0x10-8 mol/L. Supondo que uma
pessoa inale 3L de ar, o número de moléculas de
número NO2 por ela inaladas será igual a:
Volume de moles Temperatura a) 1,0x108 b) 6,0x1015 c) 1,8x1016
22 23
do soluto
d) 2,7x10 e) 6,0x10

55. (FCC-BA) Qual dos sais abaixo, ao se dissolver em


Frasco O
1000mL 1 mol 20 C água, forma soluções em que a concentração em
1
mol por litro do ânion é igual à do cátion?
a) MgCl2 b) NaNO3 c) K2SO4 d) BaF2 e) Li3PO4
Frasco O
500mL 0,5 mol 20 C
2 56. (Fuvest-SP) Comparando soluções aquosas 0,01 molar
das substâncias
Frasco O
100mL 0,1 mol 20 C
3
I-cloreto de magnésio

II- Cloreto de amônio


a) 0,1M b) 1M c) 10M d) 0,01 e) 0,001

III- sulfato de amônio


48. (FCC-BA) Um béquer contém 10mL de solução
aquosa 0,10 mol/L de sulfato de cobre II (CuSO4).
IV-cloreto de potássio
Deixado em ambiente ventilado, após alguns dias
V-cloreto de hidrogênio As concentrações molares das soluções hidróxido de
sódio e ácido sulfúrico são, respectivamente, iguais
Conclui-se que apresentam igual molaridade de um a:
mesmo íon as soluções das substâncias: a) 13,53 e 14,30 b) 14,30 e 27,06 c) 27,06 e 1,35
a) I e II b) I e IV c) I e V d) II e III e) II e IV d) 14,30 e 13,53 e) 1,43 e 1,35

57. (Cesgranrio-RJ) Em um balão volumétrico de 64. (FAAP-SP) Prepara-se uma solução aquosa de
500mL foram colocados 9,6g de MgCl2, sendo o ácido sulfúrico, de densidade igual a 1,064g/mLl,
volume completado com H2O destilada. Sabendo pela adição de 25g de H2SO4 a 225g de água. A
que o MgCl2 foi totalmente dissolvido, assinale a porcentagem em massa do soluto e a concentração
concentração aproximada de íons Mg+2 nessa (em g/L) da referida solução são, respectivamente,
solução: iguais a:
a) 0,05M b) 0,1M c) 0,2 d) 0,4M e) 3,2M a) 25 e 98 b) 22,5 e 49,0 c) 10 e 106,4
d) 25 e 225,0 e) 10 e 25,0
58. (ITA-SP) Qual o valor da massa de sulfato de
ferro III anidro que deve ser colocada em um balão 65. (UFRN) O volume de água, em mL, que deve ser
volumétrico de 500mL de capacidade, para obter adicionado a 80 mL de solução aquosa 0,1M de
uma solução aquosa 20 milimol/L em íons férricos, uréia, para que a solução resultante seja 0,08M,
após completar o volume do balão com água deve ser igual a:
destilada? a) 0,8 b) 1 c) 20 d) 80 e) 100
a) 1,5g b) 2,0g c) 3,0g d) 4,0g e) 8,0g
GABARITO
01) D 02) E 03) C 04) C 05) C 06) B 07)A 08) B 09) C 10)
59. (ITA-SP) Uma determinada solução coném A 11) B 12) B 13) E 14) E 15) D 16) C 17) A 18) C 19) E
apenas concentrações apreciáveis das seguintes 20) C 21) E 22) C 23) E 24) massa precipitada (não
espécies iônicas: 0,10 mol/L de H+(aq); 0,15 mol/L de dissolvida) = 20 g de A; massa dissolvida = 30 g de A 25)
Mg+2(aq); 0,20 mol/L de Fe+3(aq); 0,20 mol/L de SO4-2(aq) 01 + 08 = 09 26) B 27) B 28) A 29) A 30) E
e x mol/L de Cl-(aq). Com base nessas informações, é
possível afirmar que o valor de x é igual a:
a) 0,15 mol/L b) 0,20 mol/L c) 0,30 mol/L
d) 0,40 mol/L e) 0,60 mol/L
ENQUANTO VC........
60. (Cesgranrio-RJ) A concentração de cloreto de
sódio na água do mar é, em média, de 2,95g/L.
Assim sendo, a concentração molar desse sal na
água do mar é de aproximadamente:
a) 0,050 b) 0,295 c) 2,950 d) 5 e) 5,850

61. (UFMG) Qual é a concentração comum de uma


solução aquosa de hidróxido de sódio (NaOH), cuja
molaridade é de 0,04M?
a) 160g/L b) 16g/L c) 1,6g/L d) 40g/L e) 0,04g/L EUZINHO.......
62. (UFCE) Qual é a molaridade de uma solução
aquosa de etanol (C2H6O), cuja concentração é de
4,6 g/L?
a) 4,6 b) 1,0 c) 0,50 d) 0,20 e) 0,10  

63. (UFES) Temos as seguinte soluções concentradas:


Densidade Porcentagem DIVIRTAM-SE!!!!!!!!
Solução
(g/ml) em massa
Hidróxido
1,43 40,0
de sódio
Ácido
1,70 78,0
sulfúrico

Você também pode gostar