Você está na página 1de 59

Na instrumentação bem como nas atividades pertinentes as áreas

técnicas, não é simplismente que procuremos falar difícil, é o simples


fato de que os objetos e procedimentos têm nome.
O uso correto da simbologia de representação de instrumentos é fundamental
para a correta apresentação de documentos na área de controle e
instrumentação.

Toda esta simbologia foi padronizada pelos órgãos normativos, no caso a


ISA (The international society for measurement and control, antiga
Instrument Society of America) e a ABNT (Associação Brasileira de Normas
Técnicas).
Em geral esta notação é utilizada lado a lado com a
representação dos equipamentos de processo
formando um documento denominado diagrama
P&ID (Process and Instrumentation/ Piping
(tubulação) and Instrumentation Diagram).
UM P&ID DEVE INCLUIR
• Instrumentação e nomenclatura •Todas as válvulas e suas identificações
•Equipamentos mecânicos com nomes e números (tags) • Direção de fluxo
•Dimensões e identificação de tubulações

• Outros - drenos, redutores •Entradas e saída de controle, intertravamentos


IDENTIFICAÇÃO E SÍMBOLOS DE
INSTRUMENTOS

• Para facilitar o entendimento dos


fluxogramas apresentados vamos
conhecer, a essência da norma S 5.1
(Instrumentation Symbols and
Indentification) da ISA (Instrument Society
of América).
• As normas de instrumentação estabelecem símbolos gráficos e codificação para
identificação alfanumérica de instrumentos ou funções programadas, que deverão
ser utilizados nos diagramas e malhas de controle de projetos de instrumentação.
As normas de instrumentação estabelecem símbolos,
gráficos e codificação para identificação alfanumérica
de instrumentos ou funções programadas, que
deverão ser utilizadas nos diagramas (PNI) e malhas
de controle de projetos de instrumentação.
De acordo com a norma ISA-S5, cada instrumento ou função
programada será identificado por um conjunto de letras que o
classifica funcionalmente e um conjunto de algarismos que
indica a malha à qual o instrumento ou função programada
pertence.
Sendo assim todo equipamento industrial deve ser identificado por seu tag.

Este tag é formado pelo nome da área, tipo do equipamento e um número


seqüencial, caso haja mais de uma equipamento do mesmo tipo na mesma
área, separados por hífens, o que totaliza oito caracteres. Muitas empresas
adotam tags mais longos de 12 ou mais caracteres.
10 GRUPO DE LETRAS 20 GRUPO DE LETRAS
LETR VARIÁVEL MEDIDA FUNÇÃO

10 LETRA MODIFICADORA PASSIVA ATIVA MODIFICADORA

A ANÁLISE ALARME

B CHAMA

C CONDUTIVIDAD CONTROLADOR

D DENSIDADE DIFERENCIAL

E TENSÃO ELEM.PRIMÁRIO

F VAZÃO RAZÃO

G VISÃO DIRETA

H MANUAL ALTO

I CORRENTE INDICADOR
ELÉTRIC
J POTENCIA VARREDURA

K TEMPO TAXA DE VARIAÇÃO C. O ESTAÇÃO DE


TEMPO CONTROLE
L NÍVEL LAMPADA BAIXO
PILOTO
M UMIDADE INSTANTANEO MEDIO

N
O ORIFÍCIO DE
RESTR
P PRESSÃO PONTO DE TESTE

Q QUANTIDADE TOTALIZAÇÃO

R RADIAÇÃO REGISTRADOR

S VELOCIDADE SEGURANÇA CHAVE

T TEMPERATURA TRANSMISSOR

U MULTIVARIÁVE MULTIFUNÇÃO

V VIBRAÇÃO VÁLVULA

W PESO OU FORÇA PTA. DE PROVA

X N. CLASSIFICAD

Y ESTADO SOLENÓIDE / RELE

Z POSIÇÃO ACIONADOR
10 GRUPO DE LETRAS 20 GRUPO DE LETRAS
LETR VARIÁVEL MEDIDA FUNÇÃO

10 LETRA MODIFICADORA PASSIVA ATIVA MODIFICADORA

A ANÁLISE ALARME

B CHAMA

C CONDUTIVIDAD CONTROLADOR

D DENSIDADE DIFERENCIAL

E TENSÃO ELEM.PRIMÁRIO

F VAZÃO RAZÃO

G VISÃO DIRETA

H MANUAL ALTO

I CORRENTE INDICADOR
ELÉTRIC
J POTENCIA VARREDURA

K TEMPO TAXA DE VARIAÇÃO C. O ESTAÇÃO DE


TEMPO CONTROLE
L NÍVEL LAMPADA BAIXO
PILOTO
M UMIDADE INSTANTANEO MEDIO

N
O ORIFÍCIO DE
RESTR
P PRESSÃO PONTO DE TESTE

Q QUANTIDADE TOTALIZAÇÃO

R RADIAÇÃO REGISTRADOR

S VELOCIDADE SEGURANÇA CHAVE

T TEMPERATURA TRANSMISSOR

U MULTIVARIÁVE MULTIFUNÇÃO

V VIBRAÇÃO VÁLVULA

W PESO OU FORÇA PTA. DE PROVA

X N. CLASSIFICAD

Y ESTADO SOLENÓIDE / RELE

Z POSIÇÃO ACIONADOR
10 GRUPO DE LETRAS 20 GRUPO DE LETRAS
LETR VARIÁVEL MEDIDA FUNÇÃO

10 LETRA MODIFICADORA PASSIVA ATIVA MODIFICADORA

A ANÁLISE ALARME

B CHAMA

C CONDUTIVIDAD CONTROLADOR

D DENSIDADE DIFERENCIAL

E TENSÃO ELEM.PRIMÁRIO

F VAZÃO RAZÃO

G VISÃO DIRETA

H MANUAL ALTO

I CORRENTE INDICADOR
ELÉTRIC
J POTENCIA VARREDURA

K TEMPO TAXA DE VARIAÇÃO C. O ESTAÇÃO DE


TEMPO CONTROLE
L NÍVEL LAMPADA BAIXO
PILOTO
M UMIDADE INSTANTANEO MEDIO

N
O ORIFÍCIO DE
RESTR
P PRESSÃO PONTO DE TESTE

Q QUANTIDADE TOTALIZAÇÃO

R RADIAÇÃO REGISTRADOR

S VELOCIDADE SEGURANÇA CHAVE

T TEMPERATURA TRANSMISSOR

U MULTIVARIÁVE MULTIFUNÇÃO

V VIBRAÇÃO VÁLVULA

W PESO OU FORÇA PTA. DE PROVA

X N. CLASSIFICAD

Y ESTADO SOLENÓIDE / RELE

Z POSIÇÃO ACIONADOR
10 GRUPO DE LETRAS 20 GRUPO DE LETRAS
LETR VARIÁVEL MEDIDA FUNÇÃO

10 LETRA MODIFICADORA PASSIVA ATIVA MODIFICADORA

A ANÁLISE ALARME

B CHAMA

C CONDUTIVIDAD CONTROLADOR

D DENSIDADE DIFERENCIAL

E TENSÃO ELEM.PRIMÁRIO

F VAZÃO RAZÃO

G VISÃO DIRETA

H MANUAL ALTO

I CORRENTE INDICADOR
ELÉTRIC
J POTENCIA VARREDURA

K TEMPO TAXA DE VARIAÇÃO C. O ESTAÇÃO DE


TEMPO CONTROLE
L NÍVEL LAMPADA BAIXO
PILOTO
M UMIDADE INSTANTANEO MEDIO

N
O ORIFÍCIO DE
RESTR
P PRESSÃO PONTO DE TESTE

Q QUANTIDADE TOTALIZAÇÃO

R RADIAÇÃO REGISTRADOR

S VELOCIDADE SEGURANÇA CHAVE

T TEMPERATURA TRANSMISSOR

U MULTIVARIÁVE MULTIFUNÇÃO

V VIBRAÇÃO VÁLVULA

W PESO OU FORÇA PTA. DE PROVA

X N. CLASSIFICAD

Y ESTADO SOLENÓIDE / RELE

Z POSIÇÃO ACIONADOR
10 GRUPO DE LETRAS 20 GRUPO DE LETRAS
LETR VARIÁVEL MEDIDA FUNÇÃO

10 LETRA MODIFICADORA PASSIVA ATIVA MODIFICADORA

A ANÁLISE ALARME

B CHAMA

C CONDUTIVIDAD CONTROLADOR

D DENSIDADE DIFERENCIAL

E TENSÃO ELEM.PRIMÁRIO

F VAZÃO RAZÃO

G VISÃO DIRETA

H MANUAL ALTO

I CORRENTE INDICADOR
ELÉTRIC
J POTENCIA VARREDURA

K TEMPO TAXA DE VARIAÇÃO C. O ESTAÇÃO DE


TEMPO CONTROLE
L NÍVEL LAMPADA BAIXO
PILOTO
M UMIDADE INSTANTANEO MEDIO

N
O ORIFÍCIO DE
RESTR
P PRESSÃO PONTO DE TESTE

Q QUANTIDADE TOTALIZAÇÃO

R RADIAÇÃO REGISTRADOR

S VELOCIDADE SEGURANÇA CHAVE

T TEMPERATURA TRANSMISSOR

U MULTIVARIÁVE MULTIFUNÇÃO

V VIBRAÇÃO VÁLVULA

W PESO OU FORÇA PTA. DE PROVA

X N. CLASSIFICAD

Y ESTADO SOLENÓIDE / RELE

Z POSIÇÃO ACIONADOR
10 GRUPO DE LETRAS 20 GRUPO DE LETRAS
LETR VARIÁVEL MEDIDA FUNÇÃO

10 LETRA MODIFICADORA PASSIVA ATIVA MODIFICADORA

A ANÁLISE ALARME

B CHAMA

C CONDUTIVIDAD CONTROLADOR

D DENSIDADE DIFERENCIAL

E TENSÃO ELEM.PRIMÁRIO

F VAZÃO RAZÃO

G VISÃO DIRETA

H MANUAL ALTO

I CORRENTE INDICADOR
ELÉTRIC
J POTENCIA VARREDURA

K TEMPO TAXA DE VARIAÇÃO C. O ESTAÇÃO DE


TEMPO CONTROLE
L NÍVEL LAMPADA BAIXO
PILOTO
M UMIDADE INSTANTANEO MEDIO

N
O ORIFÍCIO DE
RESTR
P PRESSÃO PONTO DE TESTE

Q QUANTIDADE TOTALIZAÇÃO

R RADIAÇÃO REGISTRADOR

S VELOCIDADE SEGURANÇA CHAVE

T TEMPERATURA TRANSMISSOR

U MULTIVARIÁVE MULTIFUNÇÃO

V VIBRAÇÃO VÁLVULA

W PESO OU FORÇA PTA. DE PROVA

X N. CLASSIFICAD

Y ESTADO SOLENÓIDE / RELE

Z POSIÇÃO ACIONADOR
IDENTIFICAÇÃO E SÍMBOLOS DE
INSTRUMENTOS
• Exemplo: PDIT
• P =1a Letra ⇒................................. • Pressão
• D = Modificada ⇒........................... • Diferencial
• I = Passiva ou de Informação ⇒.... • Indicador
• T = Ativa ou de Saída ⇒............... • Transmissor

•RESP.: Transmissor indicador de


pressão diferencial.
EXERCÍCIOS

FIC CONTROLADOR INDICADOR VAZÃO


LT TRANSMISSOR DE NÍVEL
AT TRANSMISSOR DE ANÁLISE
PRC CONTROLADOR REGISTRADOR DE
WIC PRESSÃO
FRC CONTROLADOR INDICADOR DE PESO
PIC CONTROLADOR REGISTRADOR DE
FS VAZÃO
ZR CONTROLADOR INDICADOR DE PRESSÃO
PIT CHAVE DE VAZÃO
REGISTRADOR DE POSIÇÃO
EXERCÍCIOS
LSHH CHAVE DE NÍVEL MUITO ALTA
TDIT TRANSMISSOR INDICADOR DIFERENCIAL
DE TEMPERATURA
TRANSMISSOR INDICADOR DE NÍVEL
LIT VISOR DE NÍVEL
LG VÁLVULA DE CONTROLE DE
TV TEMPERATURA
LALL ALARME DE NÍVEL MUITO BAIXO
PSV VÁLVULA DE SEGURANÇA DE PRESSÃO
ZSL CHAVE DE POSIÇÃO BAIXA
FV VÁLVULA DE CONTROLE DE VAZÃO
VÁLVULA DE CONTROLADORA DE
PCV PRESSÃO
TRC CONTROLADOR REGISTRADOR DE
TEMPERATURA
Localização Montagem do Localização Auxiliar
primária Campo *** Normalmente
*** Normalmente acessível ao operador
acessível ao
operador

Instrumentos 1 2 3
discretos *

Display 4 5 6
compartilhado,
controle
compartilhado

Função em 7 8 9
computador

Controle Lógico 10 11 12
Programável
Instrumentos montados
Placa de Orifício
no mesmo alojamento

Medidor Venturi Luz Piloto Purga

Tubo Pitot Intertravamento lógico


Diafragma de selagem indefinido

i
• A Fig. abaixo mostra os símbolos e funções de
processamento de sinais.
Válvula

Válvula com atuador pneumático de diafragma

Válvula com atuador elétrico (senoidal ou motor)

Válvula com atuador hidráulico ou pneumático tipo


pistão

Válvula manual

Válvula auto-operada de diafragma


Especifique cada um dos instrumentos da
malha, em função da norma S.5.l. :

LT-100 CAMPO
LIC-100 CAMPO
LAH-100 PAINEL
LAL-100 PAINEL
LSL-100 PAINEL
LSH-100 PAINEL
LG-100 CAMPO
Qual o tipo de sinal de transmissão da malha LIC-
100 ?

• ( ) Elétrico

• ( ) Pneumático

• ( ) Hidráulico
Qual o tipo de sinal de transmissão ?

• ( ) Elétrico

• ( ) Pneumático

• ( ) Hidráulico
Ex.: Vazão

Registrador montado no
painel e transmissor local
com transmissão
pneumática.
Ex.: Vazão

Registrador de vazão com


registrador de pressão.
Registradores no painel e
transmissores locais com
transmissão pneumática.
Ex.: Vazão

Controlador e registrador de
vazão comandando válvula
de controle, com transmissão
pneumática.
Registrador no painel e
transmissor local.
Ex.: Pressão

Alarme de pressão alta


montagem local.
Ex.: Pressão

Controlador de pressão, tipo


cego, comandando válvula
de controle, com
transmissão pneumática.
Ex.: Pressão

Registrador-controlador de
pressão, comandando
válvula de controle, com
transmissão pneumática.
Registrador no painel e
transmissor local.
Ex.: Temperatura

Indicador e
registrador de
temperatura no
painel, com
transmissão elétrica.
Ex.: Temperatura

Registrador controlador
de temperatura, no
painel (com transmissão
elétrica) comandando
válvula de controle, com
transmissão pneumática.
Ex.: Temperatura

Controlador-indicador de
temperatura, tipo
expansão comandando
válvula de controle, com
transmissão pneumática.
Ex.: Nível

Visor de Nível
Ex.: Nível

Controlador e registrador de
nível comandando válvula de
controle com transmissão
pneumática. Controlador no
painel e transmissor local.
Ex.: Nível

LCV-301

Instrumento combinado:
LIC LT controlador, indicador de
301 301
nível e transmissor,
comandando válvula de
LI
controle, com indicador no
301
painel e com transmissão
pneumática.
Exercício

Apostila
Pag. 30 - Exercícios 4 e 5
Introdução à instrumentação
Introdução à instrumentação
Introdução à instrumentação
Introdução à instrumentação
Exercício

FLUXOGRAMAS DE ENGENHARIA

• Listar todos os instrumentos e seus


respectivos significados, a sua localização
e tipo de transmissão.