Você está na página 1de 8

JAISON JEFERSON KÜSTER

RA 8085812

PORTFÓLIO
CICLO 3

Centro Universitário Claretiano


Licenciatura em Educação Física
Didática e Metodologia do Ensino
da Educação Física
Tutora Raquel Daffre de Arroxellas

PERUS
2019
CENTRO UNIVERSITÁRIO CLARETIANO

Curso: Licenciatura em Educação Física


Disciplina: Didática e Metodologia do Ensino da Educação Física
Tutor: Raquel Daffre de Arroxellas R.A.: 8085812
Aluno: Jaison Jeferson Küster Turma:
DGEFL1901PERA3O

Plano de Aula
Nome da Aula: Reconhecer a identidade e apropriação das vivencias do handebol
Numero de Aulas: 14 aulas
Tempo de cada aula: 50 minutos
 Sondagem e anaminése: 2 aulas (conversa e questionário a ser respondido com os
responsáveis e assinados pelos mesmos)
 Teoria: 1 aula ( levar xerocado o texto para obter tempo hábil na explanação do
conteúdo)
 Regras: 2 aulas
 Passes: 2 aulas
 Drible: 2 aulas
 Arremesso: 1 aula
 Bloqueio: 1 aula
 Sistema de jogo: 1 aula
 Competição: 1 aula
 Avaliação escrita: 1 aula

Objetivo Geral: entender a importância do esporte na escola e nas vivência diária. Este
estudo tem como objetivo mostrar a importância do desenvolvimento esportivo dentro do
ambiente escolares e fora deste. ... proporcionar o desenvolvimento das habilidades motoras
que são essenciais para um bom desenvolvimento infantil.
Objetivos Específicos:

 Formação integral do ser humano, a formação integral, crítica, humanística, solidária,


é trabalhar cidadania e os valores.

 Orientar o educando de como ele deve realizar adequadamente uma atividade física
como o jogo de handebol

 Formar um aluno autônomo, crítico e criativo, com sólido conhecimento da Cultura


Corporal de Movimento.

 Apropriação das regras do esporte por parte do educando

 Reconhecer a importância de viver em grupo

 Respeito e valorização do próximo

 Recursos

HUMANOS: Professores, alunos, equipe diretiva

MATERIAIS: bolas de handebol, cones sinalizadores, coletes, camisetas...


As aulas /treinamento serão sempre divididas em três partes, sendo:
Parte inicial: alongamento, aquecimento orgânico e muscular, exercícios preliminares com
bola.
Parte principal: exercitação técnica específica do conteúdo que o educando já se apropriou
teoricamente, agora a ser trabalhado na aula/treino.
Parte final: aplicação tática do conteúdo trabalhado; alongamentos finais.

Desenvolvimento

Quando falamos em esporte e mais especificamente handebol pensamos em lugares


onde praticamos o mesmo, pode ocorrer em diversos locais como escola, escolinha de
esportes, clubes, equipes de base. Porém, destes lugares o que mais atrai os educandos para
essa vivencia é o ambiente escolar, onde os mesmos podem se apropriar das regras, interagir
com os colegas e tudo isso com a supervisão de um profissional capacitado como o professor
de educação física. Este por sua vez deve estar bem embasado e motivado para que os
educandos também se encantem pelo esporte. alunos que não conhecem a modalidade e que
podem vir a ser ou não praticantes devido a experiência com este esporte é a escola.
O esporte na escola só tem sentido quando entendido como atividade escolar e
integrado ao projeto pedagógico desta escola. Assim, o esporte e o handebol na escola devem
servir para a formação do indivíduo como um todo, para isso é muito importante que o
professor faça uma sondagem de seu publico a fim de verificar a melhor forma de trabalhar e
explorar as potencialidades de cada educando.
Professor bem embasado, conhecendo bem seu público e com um bom plano de aula
são ingredientes principais para garantia de sucesso e apropriação do conhecimento.
A ideia de perder e vence deixará de ser o principal objetivo do aluno, a interação,
ajuda mutua, cooperação, respeito as diversidades estarão no contexto da aula e no objetivo a
ser alcançado.

Regras do Handebol

Para entendermos o que acontece em cada competição e trajetória de uma modalidade


olímpica iremos analisar as regras do handebol.
Com duração de 60 minutos em cada partida, sendo que a mesma esta dividida em dois
tempos, cada um de 30 minutos. Em caso de empate, teremos a prorrogação que será dividido
em dois tempos de 5 minutos cada
• Cada partida deste esporte tem dois árbitros, somamos a eles dos juízes de gol e centro. Para
garantir um juízo perfeito quando uma equipe esta no ataque quem comanda é o arbitro que
esta do lado da mesma;
• Na área reservada para o goleiro não poderá ficar nenhum jogador. Apesar disso, o jogador
pode lançar a bola estando no ar, e isto não constituirá falta;
• Pode-se dar no máximo três passos com a bola, a partir dos passos permitidos o jogador
deverá lançar a bola ou fazer algum movimento para não estar caindo em falta;
• Se estiver quicando a bola o jogador poderá dar mais que três passos com a mesma;
• É proibido arrancar a bola com as mãos do adversário, podendo apenas tomar a bola com
uma das mãos e ficar com ela aberta;
• Se quiser bloquear o adversário o jogador poderá usar o corpo, sem usar nenhum modo de
agressão. Se houver algum movimento que caracterize violência para impedir um gol, a
partida será paralizada pelo juiz a fim de se fazer o tiro de 7 metros, a beneficio da equipe do
agredido.
A organização da quadra é feita com as linhas que também fazem parte das regras do
handebol:
• As que delimitam o espaço da quadra são as linhas laterais e de fundo;
• A que restringe a movimentação do goleiro é a linha dos quatro metros quando é cobrado o
tiro de sete metros;
• A que marca a área do goleiro durante a partida é linha dos seis metros;
• A linha dos sete metros é a que indica a posição certa para o jogador quando for cobrar o tiro
de sete metros;
• Voltada para a cobrança de faltas temos a linha dos nove metros, organizando a formação da
barreira de defesa.
Segue abaixo a o número de jogadores que fazem parte de uma partida de handebol:
• Armador: é o jogador com mais experiencia pois ele comanda o curso do ataque;
• Meias (esquerda e direita): são os especialistas em arremesso. Normalmente são os de maior
estatura do time;
• Pontas (esquerda e direita): iniciam os ataques e comandam o contra-ataque;
• Pivô: permanece entre as linhas de seis e de nove metros, tendo como objetivo abrir a defesa
dos adversários;
• Goleiro: mais ainda do que no futebol arcam com a responsabilidade da vitória da equipe
Avaliação: de forma continuada respeitando o tempo de cada individuo e seu
desenvolvimento, será analisado todo avanço do educando no processo, sua interação com o
grupo, sua observação e desenvolvimento nas atividades propostas.
Bibliografia:

Hildebrandt, Reiner; Laging, Ralf. Concepções abertas no ensino da Educação Física. Rio
de Janeiro. Ao livro Técnico, 1986.

Kunz, Elenor. Transformação didático-pedagógica do esporte . Ijui : Unijui, 1994.

Bracht, Valter. Esporte na escola e esporte de rendimento. Movimento – Ano VI – Nº 12 –


2000/1
FICHA DE ANAMNESE PARA PARTICIPAÇÃO NAS ATIVIDADES FÍSICAS
ESCOLARES
DADOS PESSOAIS ALUNO
Nome:__________________________________________________
Idade: _______________________Peso ______ Altura ______
Endereço: _______________________________________________
CEP: ________________________
Bairro: ________________________ Cidade:_________________________
Estado:_________________
Nome dos Responsáveis:
___________________________________________________________________________
___________________________________________________________________
( Tel.Res. Responsável )_______________ Tel.Com. ( ) ______________________
Cel. ( )_________________
Em caso de emergência avisar: ____________________________________________
Tel: ( )_______________________

Data de nasc. Aluno: _______________ Serie:______________ Ano_______


E- mail: __________________________________________________________________

HISTÓRICO CLÍNICO ALUNO


Tratamento médico atual: ( ) Sim ( ) Não
Medicamentos em uso: _______________________
Antecedentes alérgicos: ( ) Sim ( ) Não
Quais: ______________________________________
Portador de marcapasso: ( ) Sim ( ) Não
Alterações cardíacas: ( ) Sim ( ) Não
Quais: _______________________________________
Hipo/hipertensão arterial: ( ) Sim ( ) Não
Distúrbio circulatório: ( ) Sim ( ) Não
Qual: ________________________________________
Distúrbio renal: ( ) Sim ( ) Não Qual:
_____________________________________________
Distúrbio hormonal: ( ) Sim ( ) Não Qual:
_________________________________________
Distúrbio gastro- intestinal: ( ) Sim ( ) Não Qual:
____________________________________
Epilepsia- convulsões: ( ) Sim ( ) Não Frequência:
__________________________________
Alterações psicológicas/ psiquiátricas: ( ) Sim ( ) Não Quais:
__________________________
Estresse: ( ) Sim ( ) Não Obs.
___________________________________________________
Antecedentes oncológicos: ( ) Sim ( ) Não Qual:
_____________________________________
Diabetes: ( ) Sim ( ) Não Tipo:
________________________________________________
Algum tipo de doença: ( ) Sim ( ) Não Qual:
________________________________________
TRATAMENTO DA MEDICINA ESTÉTICA E CIRÚRGICA
Implante dentário: ( ) Sim ( ) Não Qual:
____________________________________________
Tratamentos Dermatológico/ Estético: ( ) Sim ( ) Não Qual:
_____________________________
Cirurgia Plástica Estética: ( ) Sim ( ) Não
Qual:______________________________________
Cirurgia Reparadora: ( ) Sim ( ) Não
Qual:___________________________________________

TERMO DE RESPONSABILIDADE
Eu___________________________________________CPF_____________________,
responsável pelo aluno: _____________________________________________declaro
verdadeiras as declarações por mim fornecidas, estando ciente de todos benefícios, os riscos,
as indicações, contra-indicações, principais efeitos colaterais e advertências gerais por mim
fornecidos.