Você está na página 1de 5

1ª Questão: Qual é a estrutura básica de um microcomputador?

Descreva a
função de cada bloco básico.

 Unidade de processamento central


Unidade lógica e aritmética (ALU): processa operações lógicas e
aritméticas sobre os dados que passam por ela. Exemplos de operações
aritméticas são adição e subtração e de operações lógicas, AND, OR,
NOT, e de deslocamento (SHIFT).
Registradores: é uma unidade de memória capaz de armazenar e
deslocar informações binárias (bits). São utilizadas como
armazenamento temporário. Quando há a execução de instruções de
um programa, os dados são processados pelo processador e são
movidos de volta para a memória principal.
Temporizados e controles: geram sinais que controlam as operações no
exterior e interior da CPU. Gerenciam todos os eventos associados à
operação do microcomputador, as chamadas interrupções.
 Unidade de memória
Memória de armazenamento de programa (não volátil): são memórias
somente para leitura de dados. Os usuários não podem alterar seu
conteúdo. Exemplos de memórias não voláteis: ROM, Flash, FeRAM.
Memória de armazenamento de dados (volátil): só armazena os dados
enquanto recebe energia. Exemplo de memória volátil: memória RAM.
Armazena programas em execução. Quando não há energia para
alimentá-la, os dados armazenados são apagados.
 Unidade de entrada e saída (IO)
Saída de informações: ocorrem por meio de dispositivos chamados
periféricos. Esses dispositivos decodificam os dados em informações
quem possam ser entendidas pelo usuário. Exemplos de dispositivos de
saída; monitor, driver de CD-ROM, etc.
Entrada de informações: ocorrem por meio de periféricos, que codificam
os dados para que possam ser processados pelo microcomputador.
Exemplo de dispositivos de entrada: mouse, teclado, pen drive, etc.
2ª Questão: Em que sentido hardware e software são equivalentes? E não
equivalentes?
São equivalentes, pois qualquer operação feita por software, pode também ser
feita por hardware. Não são equivalentes, pois cada um executa qualquer
operação de formas diferentes, o software de forma lógica e o hardware de
forma física.

3ª Questão: No computador 1, o tempo de execução de todas as instruções é


10 ns. No computador 2, o tempo de execução é de 5 ns. Você pode afirmar
com certeza que o computador 2 é mais rápido? Justifique sua resposta.

No computador 2 a cada 5 ns ocorre um ciclo de máquina, portanto o


computador 1 é mais rápido, pois como ele tem um tempo maior para executar
as instruções, ele gastará menos ciclos de máquina para executá-las.
4ª Questão: Caracterize cada um dos níveis de um computador moderno
(máquinas multiníveis) conforme o jargão utilizado em Organização de
computadores.

 Nível 0 (Lógico Digital): São constituídos por portas lógicas onde cada
porta tem uma ou mais entradas digitais (0 ou 1), e fornecem, como
saídas funções como: AND, OR, INVERSORA, entre outras. Cada porta
é composta por transistores implementados em CI's. Um pequeno
número de portas podem ser combinados para formar Circuitos
Somadores, Contadores, multiplexadores, memórias, registradores e
outros circuitos que compõem o nível lógico digital dos computadores.

 Nível 1 (Microarquitetura): há um conjunto de registradores que formam


uma memória local e a ULA que é capaz de executar operações
aritméticas simples. A ULA pega os dados contidos nesses
registradores, operações aritméticas com eles e armazena em algum
registrador.
 Nível 2 (ISA - Arquitetura de Conjunto de Instruções): Todo fabricante de
computadores publica um manual para cada um dos computadores que
vende : “Manual de referência de Linguagem de Máquina” que trata do
nível ISA. Nesse manual há a descrição do conjunto de instruções da
máquina executadas por interpretação pelo microprograma ou pelos
circuitos de execução do hardware.
 Nível 3 (Sistema Operacional): As instruções são executadas pelo SO.
Mas há instruções que são interpretadas pelo microprograma.
 Nível 4 (Linguagem de Montagem): esse nível fornece um método para
as pessoas escreverem programas para os níveis inferiores em uma
forma que não seja tão desagradável quanto as linguagens de máquina
real. Os programas em linguagem de montagem são primeiro traduzidos
pelo programa assembler, para linguagem de nível 1, 2 ou 3, e em
seguida interpretados pela máquina real.

 Nível 5 (Linguagens de alto nível): Nesse nível estão as linguagens que


são usadas pelos programadores de aplicações. Geralmente um
programa escrito nessas linguagens são traduzidos para os níveis 3 e 4
por tradutores conhecidos como compiladores.

5ª Questão: O que se entende por Barramento?

É um conjunto de fios elétricos condutores que interligam os dispositivos de um


computador. Como: CPU, memória principal, HD.

6ª Questão: Defina e caracterize microcódigo.

É um software armazenado em uma memória não volátil. Este software é um


interpretador de comandos que busca instruções em assembly na memória
principal e envia sinais para execução destas instruções pelo hardware do
computador.
7ª Questão: Uma CPU, em relação ao número de instruções de
processamento que pode reconhecer, pode ser classificada em CISC ou RISC.
Caracterize cada uma delas.

 Complex Instruction Set Computing (CISC) – Computador com conjunto


de instruções complexo. Implementa tantas instruções de microcódigo
na CPU quanto possível. Exemplo: Pentium(Intel)

 Reduced Instruction Set Computing (RISC) – Computador com conjunto


de instruções reduzido. Implementa somente um conjunto essencial de
instruções de microcódigo na CPU, suficientes para atender à maioria
das instruções de programa. Não precisa ser interpretada. Possui menor
custo e maior confiabilidade. Exemplos: PowerPC (Motorola), Alpha
(HP), Sparc (SUN).

8ª Questão: Cite e caracterize os elementos que compõem a CPU de um


computador.

 Unidade lógica e aritmética (ALU): processa operações lógicas e


aritméticas sobre os dados que passam por ela. Exemplos de
operações aritméticas são adição e subtração e de operações
lógicas, AND, OR, NOT, e de deslocamento (SHIFT).

 Registradores: é uma unidade de memória capaz de armazenar e


deslocar informações binárias (bits). São utilizadas como
armazenamento temporário. Quando há a execução de instruções
de um programa, os dados são processados pelo processador e
são movidos de volta para a memória principal.

 Temporizados e controles: geram sinais que controlam as


operações no exterior e interior da CPU. Gerenciam todos os
eventos associados à operação do microcomputador, as
chamadas interrupções.
9ª Questão: Um computador possui um clock de 100 MHz com capacidade de
processamento de 32 bits e um segundo computador possui um clock de 150
MHz com capacidade de processamento de 16 bits. Forneça a taxa de
transferência de cada um deles.
Resposta em anexo.

10ª Questão: Caracterize cada uma das gerações de computadores (de zero a
cinco).

 Geração Zero (Computadores Mecânicos - 1642 a 1940): Os


computadores eram mecânicos. Faziam operações simples. E a entrada
e a saída usavam fita de papel perfurada.
 Primeira geração (1940 a 1955): Os computadores utilizavam válvulas
eletrônicas. Fazia-se o uso do cartão perfurado. Quebravam após horas
de uso. Usavam ar condicionado para dissipar o calor. Tinham alto
consumo de energia. Tinham velocidade de milissegundos (milésimos de
segundo).

 Segunda Geração (1955 - 1965): Computadores baseados em


transistores. Velocidade de microssegundos. Menor aquecimento, maior
poder de cálculo, maior confiabilidade e menor consumo de energia. O
primeiro modelo de computador 100% transistorizado possuía
aproximadamente 800 transistores e consumia menos de 100 watts.

 Terceira Geração (1965 - 1980): Uso de circuitos integrados


(transistores, resistores, diodos e outros componentes eletrônicos
miniaturizados e montados sobre um único chip). Foram aprimorando-se
até chegar ao estágio de adaptação aos computadores. Os custos de
produção caíram e o que deixou o computador acessível para empresas
de médio porte, centros de pesquisa e universidades menores.

 Quarta geração (1980 - 1990): Possuíam em circuitos de larga


escala(1.000 transistor por chip). Surgiu o conceito de PC (Computador
Pessoal).

 Quinta geração (1990 - hoje): Ultra large scale integration. São os


computadores modernos. Ampliou-se a capacidade de processamento
de dados, armazenamento e taxas de transferência. Diminuição do
tamanho. Execução de muitas operações simultaneamente pelas
máquinas.

11ª Questão: Cite as principais características do Circuito Integrado 7483


(função e detalhamento dos pinos).
A função do O CI 7483 é somar duas palavras binárias de quatro bits, A4A3A2A1
e B4B3B2B1 e produz uma saída binária S4S3S2S1.Os bits mais significativos de
cada palavra são A4 , B4 e S4 respectivamente. O CI apresenta dois pinos de
propagação de bits. O pino C0é um bit de propagação de entrada enquanto o
bit C4 é um bit de propagação de saída. Ambos os pinos servem para a
formação de contadores de maior magnitude onde C0é o bit que se propagou
da coluna mais a direita (numa soma convencional de palavras de quatro bits
ele é aterrado) e C4 o bit que se propaga da coluna mais a esquerda (numa
soma convencional de palavras de quatro bits há sempre a possibilidade de
geração de uma palavra de cinco bits).

12ª Questão: Defina e exemplifique a Lei de Moore.


A lei de Moore prevê um aumento anual de 60% no número de transistores que
podem ser colocados em um chip. Ou seja, o número de transistores
integrados em um chip dobra a cada 18 meses. Isto é, em um chip com 1000
transistores após um ano tem 1600 transistores.
60% de 1000 = 600 transistores
1000+600= 1600 transistores após um ano.

13ª Questão: Efetue as seguintes operações aritméticas:


a) 10101111 + 101101
b) 1010 + 10011 + 110101
c) 1011101 – 10011
Resposta em anexo.

14ª Questão:Informe em que sistema de numeração o mesmo é apresentado.


Dados:
I - Endereço IPV4: Decimal
II - Endereço MAC: Hexadecimal
III - Endereço IPV6: Hexadecimal
IV - Operações aritméticas em um microcomputador: Binário

15ª Questão: Informe a função das seguintes instruções em assembly:


a) mov r1, #20h
Copiar o valor 20 em hexadecimal, para o registrador 1.
b) mov a,r3
Copiar o valor que está no registrador 3, para a posição de memória a.
c) add a,r3
Somar o valor que está no registrador 3, com o valor que está na
posição de memória a.
d) mov r5,a
Copiar o valor que está na posição de memória a, para o registrador 5.
e) subb a, r2
Subtrair o valor que está no registrador 2, pelo valor que está na posição
de memória a.
f) inc a
Somar +1 ao valor que está na posição de memória a.