Você está na página 1de 7

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS ALEXANDRE

HERCULANO
COD. 153000
DGEstE/DSRN

Ano Letivo 2016 / 2017

7º​ Ano – Turma ​B Teste de avaliação de Português ​– 26/10/2016

Nome​: …………………………………………………………………………….. ​Nº​: ……. Professor:


…………………………………

Classificação: ……………………………………………………. Encarregado (a) de Educação:


………………………………

Grupo I- LEITURA E EDUCAÇÃO LITERÁRIA

TEXTO A

Lê o texto. Em caso de necessidade, consulta o vocabulário apresentado.

China
Mudar de vida pelos seus cães

2010-12-04

Um pouco por todo o mundo, mais nuns países que noutros,


vai havendo quem dedique o seu tempo aos animais
abandonados. Sendo literalmente realizado por paixão, não
deixa de ser um importante trabalho social e de grande valor
para as sociedades modernas.
De Tangquan, na província de Nanjing, no Leste da China,
vem o exemplo supremo​1 deste tipo de dedicação a cães e
gatos. Ha WenJin, uma cidadã chinesa, começou por retirar da rua alguns animais errantes​2​,
apenas para os adotar. Com o passar do tempo, por volta de 2002, os cães e gatos que foi
resgatando​3 já eram tantos, que teve de abdicar​4 do seu emprego - era uma empresária próspera -
para conseguir tratar em condições de todos os seus animais. Cada vez mais foi acolhendo cães e
gatos, até que chegou aos números atuais: 1500 cães e cerca de 200 gatos.
Pelo caminho ficaram todas as suas poupanças, depois vendeu as joias que tinha adquirido ao
longo da vida, mais tarde o carro, e por fim até da casa se desfez para alimentar e cuidar de todos
aqueles que acolheu. Neste momento, trabalham consigo mais dez pessoas, assalariadas​5​, que a
ajudam todos os dias a cuidar dos cães e gatos que alberga​6​.
Mas apesar de toda esta dedicação e de ter gasto tudo o que tinha para o bem do resto da
população e dos seus animais, construindo um centro de resgate e mantendo-o ao longo dos anos,
Ha WenJin, vê-se agora em risco de ver o seu trabalho e dedicação perder-se. Isto porque as
autoridades locais não reconhecem o seu trabalho e querem que abandone o local onde está
instalado o seu centro de resgate, por causa do barulho que os cães fazem e também porque
AGRUPAMENTO DE ESCOLAS ALEXANDRE
HERCULANO
COD. 153000
DGEstE/DSRN

Ano Letivo 2016 / 2017

querem de volta o terreno onde estão os animais. A data para abandonar o local é 4 de dezembro.
[…]
​http://bicharada.net/animais/noticias.php?id=1459​ ​(texto adaptado)
Vocabulário: ​1 supremo -​ que está acima de tudo/ máximo​. 2 errante – ​perdido​. 3 resgatar – ​livrar do cativeiro/
recuperar. 4 abdicar – renunciar/ desistir de (aquilo a que se tem direito). ​5 assalariado ​– trabalhador que recebe
salário. 6 ​albergar ​– acolher/acomodar.

Responde aos itens que se seguem, de acordo com as orientações que te são dadas.
1. Seleciona, para responderes a cada item (1.1. a 1.5.), a opção que permite obter a afirmação
adequada ao sentido do texto.

1.1. Por todo o mundo, há:


a) quem se dedique a animais por interesse.
b) quem se dedique a todos os animais apenas por paixão.
c) quem se dedique aos animais abandonados.
d) quem se dedique ao trabalho social.

1.2. Uma cidadã chinesa, da província de Nanjing:


a) dedicou a sua vida à sua empresa.
b) tratou com dedicação todos os animais que lhe ofereceram.
c) tratou com dedicação todos os animais sem deixar de trabalhar na sua empresa.
d) resgatou muitos cães e gatos, cuidando deles a tempo inteiro.

1.3. Ha Wenjin:
a) foi obrigada a vender todos os seus bens para poder tratar dos animais resgatados.
b) vendeu as joias, o carro e a casa para fazer face às despesas com os animais.
c) acolheu animais abandonados e não gastou muito dinheiro.
d) recebeu sempre muitas ajudas em dinheiro.

1.4. As pessoas que ajudavam Ha Wenjin:


a) trabalhavam gratuitamente.
b) ganhavam um salário.
c) aceitavam recompensas.
d) receberam muito dinheiro.

1.5. O centro de resgate dos animais abandonados:


a) recebeu uma grande ajuda do Estado.
b) doou o espaço onde foi construído o albergue.
c) mereceu o reconhecimento das autoridades locais.
d) está com muitas dificuldades e corre o risco de fechar.
AGRUPAMENTO DE ESCOLAS ALEXANDRE
HERCULANO
COD. 153000
DGEstE/DSRN

Ano Letivo 2016 / 2017

TEXTO B

Lê o texto. Em caso de necessidade, consulta o vocabulário apresentado.

O SAPATEIRO POBRE

Havia um sapateiro que trabalhava à porta de casa e todo o santíssimo dia cantava. Tinha
muitos filhos, que andavam rotinhos pela rua, pela muita pobreza, e à noite, enquanto a mulher
fazia a ceia, o homem puxava da viola e tocava os seus batuques muito contente.
Ora defronte do sapateiro morava um ricaço, que reparou naquele viver e teve pelo
sapateiro tal compaixão que lhe mandou dar um saco de dinheiro, porque o queria fazer feliz.
O sapateiro lá ficou admirado. Pegou no dinheiro e à noite fechou-se com a mulher para o
contarem. Naquela noite, o pobre já não tocou viola. As crianças, como andavam a brincar pela
casa, faziam barulho e levaram-no a errar na conta, e ele teve de lhes bater. Ouviu-se uma
choradeira, como nunca tinham feito quando estavam com mais fome. Dizia a mulher:
- E agora, que havemos nós de fazer a tanto dinheiro?
- Enterra-se!
- Perdemos-lhe o tino. É melhor metê-lo na arca.
- Mas podem roubá-lo! O melhor é pô-lo a render.
- Ora, isso é ser onzeneiro!
- Então levantam-se as casas e fazem-se de sobrado e depois arranjo a oficina toda
pintadinha.
- Isso não tem nada com a obra! O melhor era comprarmos uns campinhos. Eu sou filha de
lavrador e puxa-me o corpo para o campo.
- Nessa não caio eu.
- Pois o que me faz conta é ter terra. Tudo o mais é vento.
As coisas foram-se azedando, palavra puxa palavra, o homem zanga-se, atiça duas solhas na
mulher, berreiro de uma banda, berreiro da outra, naquela noite não pregaram olho.
O vizinho ricaço reparava em tudo e não sabia explicar aquela mudança. Por fim, o sapateiro
disse à mulher:
- Sabes que mais? O dinheiro tirou-nos a nossa antiga alegria! O melhor era ir levá-lo outra
vez ao vizinho defronte, e que nos deixe cá com aquela pobreza que nos fazia amigos um
do outro!
AGRUPAMENTO DE ESCOLAS ALEXANDRE
HERCULANO
COD. 153000
DGEstE/DSRN

Ano Letivo 2016 / 2017

A mulher abraçou aquilo com ambas as mãos, e o sapateiro, com vontade de recobrar a sua
alegria e a da mulher e dos filhos, foi entregar o dinheiro e voltou para a sua tripeça a cantar e a
trabalhar como de costume.

in ​Contos Populares Portugueses

Vocabulário: ​batuques – ​ruídos de golpes repetidos; ​compaixão ​– ​pena; ​onzeneiro – ​avarento; ​sobrado ​–
andar de casa; ​defronte​ – em frente; ​tripeça ​– ofício de sapateiro.

Responde, de forma completa e bem estruturada, aos itens que se seguem.

2.Este texto é um conto popular. Justifica esta afirmação com a transcrição de uma marca de
oralidade e de uma expressão popular.
________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________

3. Refere qual foi a atitude do vizinho rico perante a pobreza do sapateiro.


________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________

4. O sapateiro começou a discutir com a mulher. Explicita a razão.


________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________

5. Indica a solução que o sapateiro encontrou para pôr fim ao conflito familiar.
________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________

6. Refere a lição de moral que retiras deste conto.


________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________
AGRUPAMENTO DE ESCOLAS ALEXANDRE
HERCULANO
COD. 153000
DGEstE/DSRN

Ano Letivo 2016 / 2017

BOM TRABALHO!

Leitura e Educação Literária Total


Pergunt 1.1 1.2 1.3 1.4 1.5 2. 3. 4. 5. 6.
a 50
Cotação 4 4 4 4 4 4 6 6 6 8

7º​ Ano – Turma ​B Teste de avaliação de Português ​– 26/10/2016

Nome​: …………………………………………………………………………….. ​Nº​: ……. Professor:


…………………………………

Grupo II – GRAMÁTICA

1. Do excerto transcrito em baixo, indica as palavras que são nomes.

- ​(…) O dinheiro tirou-nos a nossa antiga alegria! O melhor era ir levá-lo outra vez ​ao
vizinho defronte, e que nos deixe cá com aquela pobreza​ q
​ ue nos fazia amigos​ ​um do outro!
_____________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________

2. Identifica a ​classe e subclasse da palavra sublinhada e classifica a ​oração sublinhada na


seguinte frase:

O homem puxava da viola ​e​ t​ ocava os seus batuques muito contente​.

Classe e subclasse​:​ _____________________________________________________________

Oração: ______________________________________________________________________

3.​ O dinheiro tirou-nos a nossa antiga alegria!


3.1. Identifica o sujeito, o complemento direto e o complemento indireto da frase acima
transcrita.
AGRUPAMENTO DE ESCOLAS ALEXANDRE
HERCULANO
COD. 153000
DGEstE/DSRN

Ano Letivo 2016 / 2017

Sujeito​:____________________________________________________________________
Complemento direto​:________________________________________________________
Complemento indireto​: ______________________________________________________

3.2. Reescreve a frase anterior, passando a forma verbal para o futuro do indicativo e fazendo
as respetivas transformações.
_____________________________________________________________________________

3.3. Escreve a forma do verbo apresentado, de acordo com o tempo e modo indicados.
a)- Tu não ____________________ (entender/ pretérito perfeito) a beleza deste livro?
b)- Ele nunca ____________________ (perceber/ pretérito mais-que-perfeito simples do
indicativo) esta matéria.
c)- Oxalá tu ____________________ (aceitar/ presente do indicativo) a nossa decisão.
Grupo III – ESCRITA (30 pontos)

Imagina que ganhavas o euromilhões. Num texto expositivo de 120 a 180 palavras, descreve o que
fazias (ou não) com esse prémio para ser mais feliz. Podes relacionar o teu texto com a história do
“Sapateiro pobre”.
________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________
AGRUPAMENTO DE ESCOLAS ALEXANDRE
HERCULANO
COD. 153000
DGEstE/DSRN

Ano Letivo 2016 / 2017

________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________

BOM TRABALHO!
Gramática Total
Pergunta 1. 2. 3.1 3.2 3.3
Cotação 3 6 5 3 3 20 pontos