Você está na página 1de 5

INSTITUTO FEDERAL DO TRIÂNGULO MINEIRO

ESDRAS SANTOS DE OLIVEIRA

ELETRICIDADE EXPERIMENTAL
FONTES DE ALIMENTAÇÃO MULTIMETROS PROTOBOARD

UBERABA 07/10/2019
FONTES DE ALIMENTAÇÃO
O que é uma fonte de alimentação?
A fonte de alimentação pode ser definida, pois é um dispositivo elétrico usado para fornecer
energia elétrica a cargas elétricas. A principal função deste dispositivo é alterar a corrente
elétrica de uma fonte para a voltagem, frequência e corrente precisas para fornecer a carga. Às
vezes, essas fontes de energia podem ser nomeadas como conversores de energia elétrica.
Alguns tipos de suprimentos são pedaços de cargas separados, enquanto outros são fabricados
nos aparelhos que eles controlam.

Fontes de Corrente Contínua.


Fontes de corrente contínua. Eles também são chamados de fontes de alimentação, são um
dispositivo que converte a tensão alternada da rede de suprimento em uma ou várias tensões,
praticamente contínuas, que alimentam os diferentes circuitos do dispositivo eletrônico ao
qual está conectado ( computador , televisão , impressora , roteador) etc.).

Fonte de alimentação DC
Uma fonte de alimentação CC é aquela que fornece uma tensão contínua de CC à sua carga.
Com base em seu plano, uma fonte de alimentação CC pode ser controlada a partir de uma
fonte CC ou de uma fonte CA como a rede elétrica.
MULTÍMETROS
Os multímetros digitais ou voltímetros são usados por contratados elétricos e técnicos de
serviço em uma ampla gama de operações, incluindo reparo de aparelhos, HVAC, TI,
trabalhos manuais e manutenção preditiva.

Tipos de multímetros:
Existem diferentes tipos de multímetros, como os multímetros analógicos, digitais .

Multímetro digital: O multímetro usado principalmente é o multímetro digital (DMM). O


DMM executa todas as funções de CA para CC, exceto analógicas. Possui duas sondas
positivas e negativas, indicadas nas cores pretas e vermelhas, é mostrado na figura. A sonda
preta conectada ao e a sonda vermelha conectada pelo requisito do usuário para medir ohm,
volt ou amperes. As duas tomadas são utilizadas quando o visor LCD mostra o que está sendo
medido (volts, ohms, amperes, etc.). Proteção contra sobrecarga que evita danos ao medidor e
ao circuito e protege o usuário.

Multímetro analógico: O multímetro analógico ou VOM (volt-ohm-miliamperímetro) é


construído usando um medidor de bobina móvel e um ponteiro para indicar a leitura na
balança. O medidor de bobina móvel consiste em uma bobina enrolada em torno de um
tambor colocado entre dois ímãs permanentes. À medida que a corrente passa pela bobina, o
campo magnético é induzido na bobina que reage com o campo magnético dos ímãs
permanentes e a força resultante faz com que o ponteiro conectado ao tambor desvie na
escala, indicando a leitura atual. Também consiste em molas presas ao tambor, que fornecem
uma força oposta ao movimento do tambor para controlar a deflexão do ponteiro.
PROTOBOARD

As protoboards talvez sejam umas das ferramentas mais importes para quem esteja
começando com eletrônica e montagem de circuitos, pois com ela é possível montar dezenas
de circuitos sem a necessidade de soldar qualquer componente. Neste tutorial apresentaremos
o porquê utilizar e como utilizar uma protoboards.

Em português, o nome correto para a famosa protoboard é Placa de Ensaio ou Matriz de


contato, o que define bem a função dela e como ela funciona.

Quando trabalhamos com circuitos elétricos em laboratório, seja para fins educacionais ou
profissionais, muitas vezes usamos a protoboard. Ela tem o intuito de simplificar o processo
de estudo e pesquisa referentes aos circuitos elétricos e eletrônicos.

Com uma protoboard é possível construir protótipos de projetos ou ensaiar circuitos, pois,
sendo ela uma matriz de contato reutilizável, evitamos a necessidade de confeccionar uma
placa de circuito impresso e possibilitando a fácil alteração do circuito, deixando ele flexível.
REFERENCIAS BIBLIOGRAFICAS

https://portal.vidadesilicio.com.br/protoboard/