Você está na página 1de 6

Integrando e Complementando

Informativo bimestral da CNPICS. 1ª Ed. 08/2018

Conhecendo as PICS

AURICULOTERAPIA
Formação em
Auriculoterapia
para profissionais
de saúde da
Atenção Básica
A CNPICS, em convênio com a UFSC, está
promovendo a edição 2018 do Curso de
Formação em Auriculoterapia para profissionais
de saúde da Atenção Básica (80h), que conta
com 19 polos em 12 estados. Mais de 4 mil
profissionais concluíram o curso!

A acupuntura auricular, também a partir da fusão dessas duas técnicas.


conhecida como auriculoterapia, é Acredita-se que tenha sido desenvolvida
um recurso terapêutico da Medicina juntamente com a acupuntura sistêmica
Tradicional Chinesa (MTC) que (corporal) que, atualmente, é uma
promove a regulação psíquico- das terapias orientais mais populares
orgânica das pessoas através de em inúmeros países e amplamente
estímulos nos pontos energéticos utilizada na assistência à saúde. Na
localizados na orelha – onde todo o atenção básica, a acupuntura auricular
organismo encontra-se representado é utilizada em atendimentos individuais
como um microssistema – por meio de para diversas condições de saúde, após
agulhas, esferas de aço, ouro, prata, avaliação clínica por profissionais de
plástico, ou sementes de mostarda, equipes de saúde da família. Ela pode
previamente preparadas para esse fim. ser adotada como tratamento principal
A auriculoterapia chinesa faz parte de ou, mais comumente, em associação
um conjunto de técnicas terapêuticas com outros recursos terapêuticos,
que tem origem nas escolas chinesa e enriquecendo as possibilidades de Informações:
francesa. A versão brasileira acontece cuidado em saúde. http://auriculoterapiasus.ufsc.br/

POR DENTRO
DAS PICS 02 eventos
03 Relato de
Experiência
05 vocÊ conhece
06
Glossário Temático
pics: 1º INTERCONGREPICS
atenção primária de PICS
É REALIZADO NO RIO
ressignificando no município de
CONFIRA OUTROS Milagres/CE Manual de
o cuidado EVENTOS Implantação de PICS
Integrando e Complementando

por dentro das PICS

pics: ressignificando o cuidado


Por: Daniel Miele Amado
Coordenador Nacional das PICS

integração – ao modelo convencional e


hegemônico de cuidado – de racionalida-
des com olhar e atuação mais ampliados,
agindo de forma integrada e/ou comple-
mentar no diagnóstico, na avaliação e no
cuidado.
Um ponto importante a ser ressaltado
é que as PICS atuam igualmente para
o empoderamento dos sujeitos, favore-
cendo a percepção dos processos de
adoecimento e de cuidado, seja nos as-
pectos individuais, coletivos ou sociais,
a aquisição de ferramentas que possibi-
litem o autocuidado, e a construção de
redes cuidadoras nas comunidades. Esse
A construção de um sistema público e externas e outras doenças consideradas
processo de empoderamento individual
universal de saúde apresenta diversos crônico-degenerativas. Assim, é neces-
e coletivo possibilita o uso mais racional
desafios, mesmo estando em conso- sário um modelo de cuidado centrado
das ações e serviços de saúde, despri-
nância com estratégias defendidas pela na pessoa e não na doença, centrado
vilegiando a cultura de medicalização e
Organização Mundial de Saúde (OMS) na família e na comunidade, um modelo
de utilização exagerada e indevida de
que o reconhece como principal forma de que considere e atue na complexidade exames e procedimentos, o que impac-
garantir a saúde da população. A estrutu- biopsicossocial. ta profundamente nos custos do sistema
ração de um sistema universal que bus- Nesse sentido, as práticas integrativas e de saúde.
ca a integralidade e a equidade para um complementares em saúde (PICS) são Assim, a Coordenação Nacional de Prá-
território, nas dimensões das do Brasil, abordagens que ampliam o olhar dos ticas Integrativas e Complementares em
necessita um modelo eficiente, que atue profissionais sobre o processo saúde e Saúde (CNPICS) assume a responsabi-
de forma inter setorial e que empodere os doença e sobre as ofertas terapêuticas lidade de realizar a gestão da PNPIC, de
sujeitos e comunidades no desempenho de cuidado à população. Reconhecidas forma transversal às ações do Departa-
dos processos que interagem com os como Medicinas Tradicionais, Comple- mento de Atenção Básica (onde está in-
diversos determinantes sociais da saúde. mentares e Integrativas, pela OMS, as serida) e das outras áreas do Ministério
O modelo de cuidado ofertado pela rede PICS foram instituídas no Brasil pela Po- da Saúde, contribuindo para que esta
de serviços de saúde tem tido que se lítica Nacional de Práticas Integrativas e política pública seja efetivamente implan-
adaptar à mudança no perfil das neces- Complementares no SUS (PNPIC), em tada nos estados e municípios brasilei-
sidades de saúde, que saiu de uma alta maio de 2006. ros e possa colaborar para a melhoria do
mortalidade por doenças infecciosas para Entre as principais diretrizes da PNPIC Sistema Único de Saúde e da saúde de
uma predominância de óbitos por doen- está o aumento da resolutividade dos toda a população, a partir de um cuidado
ças cardiovasculares, neoplasias, causas serviços de saúde, que ocorre a partir da mais integral.

COORDENAÇÃO NACIONAL
DEPARTAMENTO DE DE PRÁTICAS INTEGRATIVAS E
ATENÇÃO BÁSICA COMPLEMENTARES EM SAÚDE
http://dab.saude.gov.br/portaldab http://dab.saude.gov.br/portaldab/ape_pic.php
email: pics@saude.gov.br

2
Integrando e Complementando

Eventos

1º INTERCONGREPICS é realizado no rio


O Ministério da Saúde promoveu o 1º 2018, na cidade do Rio de Janeiro com o ideia foi ampliar o debate sobre a utiliza-
CONGRESSO INTERNACIONAL DE objetivo de constituir fóruns de discussão ção e propagação dessas práticas nos
PRÁTICAS INTEGRATIVAS E COM- internacional para integração e troca de Sistemas Nacionais de Saúde, aprofun-
PLEMENTARES E SAÚDE PÚBLICA e experiências entre os profissionais e ges- dando os conhecimentos e discutindo os
recebeu o III CONGRESSO INTERNA- tores das diversas práticas integrativas, avanços das incorporações das práticas
CIONAL DE AYURVEDA, em março de tanto do Brasil como de outros países. A integrativas e complementares.

O Congresso possibilitou aprofundar os variedade de informações difundidas e ampliam as abordagens de cuidado e


conhecimentos e discutir os avanços das conhecimentos compartilhados por meio as possibilidades terapêuticas para os
incorporações das PICS nos cenários in- de palestras, mesas compartilhadas, vi- usuários, e colaboram para maior inte-
ternacional e nacional, permitindo o com- vências e espaços de cuidado em práti- gralidade e resolubilidade da atenção à
partilhamento de experiências quanto à cas integrativas e complementares. saúde. Além de integrar essas práticas ao
sua implantação e gestão pelos países A Política Nacional de Práticas Integrati- sistema oficial de saúde, a PNPIC apoia
que já as contemplam em seus sistemas vas e Complementares no SUS (PNPIC) e dialoga com outras áreas transversais
oficiais de saúde. Os quatro dias de even- contava com 19 práticas. Na abertura do que atuam na oferta de serviços e de
to contaram com a presença de 27 paí- evento, o Ministro da Saúde, Ricardo Bar- produtos de qualidade, o que possibilita
ses, aproximadamente 4.000 participan- ros, assinou a Portaria Ministerial GM nº ampliar os conhecimentos relacionados e
tes, mais de 900 trabalhos apresentados 702, publicada em 21 de março de 2018, qualificar os profissionais envolvidos com
nas modalidades oral e pôster, grande institucionalizando outras 10 práticas que as práticas integrativas.

FIQUE DE OLHO
O MINISTÉRIO DA SAÚDE GOSTARIA
DE SABER SUA OPINIÃO SOBRE
O EVENTO
PARA QUE POSSAMOS PLANEJAR UM
PRÓXIMO CONGRESSO
Acesse o site do 1º INTERCONGREPICS
e reveja algumas apresentações, fotos e matérias
RESPONDA O QUESTIONÁRIO ONLINE NO LINK
sobre o evento.
http://bit.ly/PesquisaINTERCONGREPICS
Link: http://congrepics.saude.gov.br/#!/#sobre_nos

3
Integrando e Complementando

Eventos

Sessão Solene
Encontro Estadual para em Homenagem
Fortalecimento da AB em Belo ao Dia Mundial
Horizonte / MG do Tai Chi e Chi
Kung
Aconteceu, nos dias 9 e 10 de maio, mais um O Dia Mundial de Tai Chi
Encontro Estadual para Fortalecimento da e C h i Ku n g c e l e b r a d o
Atenção Básica, dessa vez na capital mineira. anualmente, no último
O evento é um dos 37 que acontecem em sábado do mês de abril, para
todo o país com o objetivo de reunir Ministé- divulgar as práticas de Tai
rio da Saúde, estados e municípios em um
Chi e Chi Kung pelo mundo,
faz parte do calendário
mesmo espaço e ampliar o diálogo sobre a
de eventos estabelecidos
qualificação da Atenção Básica.
pela Organização Mundial
O evento contou com workshop de práti- de Saúde, durante a
cas integrativas e complementares em saúde comemoração do Mês da
(PICS) mediado por Layza Nogueira e Lorena Saúde. A missão é promover
Melo, técnicas integrantes da Coordenação publicamente o crescente
Nacional de Práticas Integrativas e Comple- conjunto de pesquisas na
mentares em Saúde (CNPICS) do Ministério área de saúde relacionadas
da Saúde (MS). O workshop contou com 75 às práticas corporais da
medicina tradicional chinesa.
gestores, de diversos municípios do esta-
Neste ano, em 27 de abril, no
do, e abordou a Política Nacional de Práti-
Plenário Ulysses Guimarães
cas Integrativas e Complementares no SUS da Câmara dos Deputados,
(PNPIC), trazendo a publicação institucional aconteceu a Sessão Solene
Manual de Implantação de Serviços de Prá- em Homenagem ao Dia
ticas Integrativas e Complementares no SUS Mundial do Tai Chi e Chi
como orientação aos municípios que ainda Kung, com participação

‘‘
não as ofertam, e possibilitando esclareci- da Coordenação Nacional
de PICS, representada por
mentos de dúvidas sobre o tema. Realizar a vivência de Denise Mancini, integrante
A abertura da apresentação foi realizada
Dança Circular durante o da equipe técnica.
pelas técnicas da CNPICS e, na sequência,
Gelza Matos – referência estadual em PICS
evento foi uma experiência
– apresentou os dados e as ações desen-
gratificante e que me
volvidas em Minas Gerais. “A procura pelos fez refletir sobre a
gestores e coordenadores de saúde por au- importância de práticas
xílio para a implantação das PICS em seus para sensibilização de
municípios, após o workshop, é a melhor gestores, pois é através
descrição, para mim, do êxito do encontro destes que o processo de
estadual em BH”, disse Gelza.
No encerramento do encontro, os partici-
pantes tiveram a oportunidade de ter uma
implantação das PICS no
SUS pode se instaurar e
‘‘
vivência em PICS, por meio da dança circular
fortalecer.
conduzida pela apoiadora Cristina Ferreira. Cristina Ferreira
Divulgação

4
Integrando e Complementando

Eventos

Webinar e International Congress


on Integrative Medicine & Health
Em agenda internacional, o Coordena-
dor Nacional de Práticas Integrativas e
Complementares em Saúde, Daniel Mie-
le Amado, participou de dois eventos de
valorização da experiência nacional em
PICS no SUS: o Webinar e o Internatio-
nal Congress on Integrative Medicine
& Health.
O Webinar Medicina Tradicional e Com-
plementar na Atenção Primária à Saúde:
40 anos depois de Alma-Ata, realizado
em 8 de maio de 2018, teve o objetivo
de examinar o papel das medicinas tra-
dicionais e complementares na APS, no
contexto do 40º aniversário da Declara-
ção de Alma-Ata, Estratégia de Saúde
Universal da OPAS/OMS e da Estratégia
de Medicina Tradicional da OMS 2014-
2023. No evento, o Coordenador Nacio-
nal palestrou sobre o tema “O papel das
práticas integrativas e complementares Fonte: Boletin Bireme (adaptado).
na Atenção Primária à Saúde no Brasil”.
O segundo evento da agenda foi o Inter- Link do portal BVS MTCI Américas: http://mtci.bvsalud.org/pt/
national Congress on Integrative Medicine Leia a matéria completa: http://boletin.bireme.org/pt/2018/05/29/promocao-da-bvs-
& Health (Congresso Internacional sobre medicinas-tradicionais-complementares-e-integrativas-para-ampliar-a-colaboracao/
Medicina Integrativa e Saúde), realizado
em Baltimore, EUA, de 8 a 11 de maio, e
organizado pelo Consórcio Acadêmico
de Medicina e Saúde Integrativa dos Es-
3º Encontro
tados Unidos. O evento reuniu aproxima- Nacional
damente mil participantes, de 30 países,
principalmente pesquisadores e profissio- dA Academia
nais de diversos perfis, interessados em
pesquisas nas áreas de PICS.
da Saúde
Em ambos os eventos foi constatada a
A Coordenação Nacional de Práticas
importância da BVS MTCI Américas e
Integrativas e Complementares em
do trabalho que está sendo desenvol- Saúde (CNPICS) participou do 3º En-
vido com a colaboração da Rede MTCI contro Nacional do Programa Acade-
para as Américas, sob coordenação da mia da Saúde, ocorrido nos dias 5 e
Bireme/Opas/OMS e apoio das unidades 6 de junho de 2018, em Brasília / DF.
técnicas da Opas/OMS. Os participantes Estavam presentes no evento as referên-
A Coordenação Nacional de PICS foi cias estaduais do Programa Academia
desses eventos ressaltaram os resulta- representada pela técnica Lorena Melo da Saúde, que puderam dialogar sobre a
dos do trabalho colaborativo e articulado, e teve como tema central as PICS e In- interface das práticas integrativas com o
apesar do pouco tempo em que o projeto terlocuções e Contribuições ao Cuida- Programa, especialmente no que tange ao
está em andamento. do no Programa Academia da Saúde. cuidado em saúde.

5
Integrando e Complementando

Relato de Experiência

promovendo saúde no âmbito da atenção


primária no município de Milagres/CE
Autores: Leilany Dantas Varela, Rosa Maria Grangeiro Martins, Wanessa Grangeiro Sampaio Luna, Jorge Samuel Lima
Gonçalves, Maria Edmara Morais Fernandes da Silva, Ruthe Coelho Cabral e Maria Nadja dos Santos Ferreira.
A fim de contribuir para o processo de PICS implementadas foram auriculotera- namento do laboratório e compra de
cuidar da saúde na atenção primária pia, acupuntura, ventosa/moxa, osteopa- instrumentais necessários para o labo-
em saúde (APS), este relato de expe- tia e shantala. ratório. O Nasf conta com fisioterapeu-
riência tem como objetivo descrever a O perfil dos usuários assistidos é o de ta especialista em acupuntura e com
experiência na execução de práticas in- portador de agravos crônicos. O labo- cursos complementares nas práticas
tegrativas e complementares em saúde ratório foi instalado em julho de 2017 e, executadas.
(PICS) na Estratégia de Saúde da Famí- até fevereiro de 2018, contemplou um A implementação das PICSS tem contri-
lia (ESF) e de um laboratório do Núcleo produto profícuo, que vem repercutindo buído para o fortalecimento das ações
de Atenção à Saúde da Família (Nasf) diretamente na condição de vida dos primárias do município de Milagres/CE,
do município de Milagres, Ceará. usuários, pelos relatos de diminuição de tendo em vista a ampliação de ações de
Trata-se de um relato de experiência de dores crônicas, melhora de qualidade de matriciamento entre Nasf e ESF. Para
natureza descritiva. Inicialmente, para a vida e, principalmente, por fazer valer os 2018, contribuindo para o processo de
implementação das PICS, foi necessário princípios do SUS. Assim, foram atendi- continuidade da atenção, foi proposta
um matriciamento com os profissionais dos 66 usuários no período citado, com a realização de novas etapas de edu-
da ESF, com intuito de contribuir para quantitativo total de 170 sessões, assim cação permanente voltada aos profis-
a educação permanente em saúde, de distribuídas: 35 de auriculoterapia, 70 de sionais enfermeiros, médicos e dentis-
estabelecer parcerias na implementação acupuntura, 37 de ventosa e moxa, 20 de tas da ESF, como forma de expandir a
dessas práticas no processo de trabalho osteopatia e oito de shantala. descentralização dessas PICS para os
das equipes e de captação de usuários Para implantação do laboratório de espaços de trabalhos locais, posto que
para a demanda. Além do estabeleci- PICS, foi necessário investimento em o acesso a terapêuticas integrativas e
mento das PICS no processo de trabalho compra de insumos para aplicação das holísticas proporciona uma melhoria
das equipes, foi instituído um laboratório práticas, manutenção mensal, transpor- das condições de vida e afirma a pre-
para recebimento de pacientes encami- te para os trabalhadores atuarem nos venção como premissa para manter a
nhados pela ESF, funcionando em todas territórios das ESFs semanalmente, saúde, estimular o autocuidado e em-
as manhãs de sexta-feira. As principais adaptação de uma sala para funcio- poderar o indivíduo.

Você já conhece?
A Biblioteca Virtual em Saúde em Medicinas Tradicionais, Procurando algum conceito?
Complementares e Integrativas (BVS MTCI) guarda uma ampla O Glossário Temático Práticas Integrativas e
produção científica das 29 práticas instituídas no SUS pelo Complementares em Saúde traz os principais
Ministério da Saúde, dentre muitas outras. A iniciativa busca termos e conceitos referentes ao tema. Procurou
facilitar o acesso à informação científica e técnica sobre o tema, algum termo e não encontrou? Discorda de algum
além de estimular a colaboração e o fortalecimento de pesquisas. conceito? Conhece algum termo das PICS que
O lançamento do portal ocorreu no 1º INTERCONGREPICS. não está no Glossário? Mande um e-mail para nós:
Para saber mais, acesse: http://mtci.bvsalud.org/pt/ pics@saude.gov.br
O Glossário está disponível em:
O Ministério da Saúde, por meio da CNPICS, oferece cinco http://portalarquivos2.saude.gov.br/images/
cursos introdutórios sobre algumas PICS: antroposofia aplicada pdf/2018/marco/12/glossario-tematico.pdf
à saúde, medicina tradicional chinesa, práticas corporais e
mentais da medicina tradicional, gestão das PICS e uso de
plantas medicinais e fitoterápicos para ACS. Todos estão
disponíveis na plataforma AvaSUS. Dúvidas sobre a implantação das PICS?
Saiba mais em: https://avasus.ufrn.br/ O Manual de Implantação de Serviços de Práticas
Integrativas e Complementares no SUS pode
As PICS têm sido amplamente estudadas e, pensando em ajudar! O Manual conta com modelo de Plano de
impulsionar o desenvolvimento de estudos nessa área, foi criado Implementação das PICS, questões referentes ao
o Consórcio Acadêmico Brasileiro para Saúde Integrativa que tem financiamento e um exemplo de implantação das
o objetivo de contribuir para fortalecer a legitimidade científica das PICS em um serviço de saúde.
PICS e já conta com 280 pesquisadores oriundos de 57 O Glossário está disponível em:
instituições.
Saiba mais em: http://mtci.bvsalud.org/pt/consorcio- http://189.28.128.100/dab/docs/portaldab/
academico-2/ publicacoes/manual_implantacao_servicos_pics.pdf