Você está na página 1de 6

3 Identidade e colaboração

8 entre os regimes
Retomada de interesse no 9
tema
4

2
Coerência Interna 11

5
1

10
Fragmentação da análise
6

Guerra Fria
TIPOLOGIA
7

20 12

19

14

15 13

18

Negação 17
16

Bolchevismo
1. Conjunto de movimentos e regimes de extrema direita que dominou um grande número de países europeus desde o início dos anos 1920 até 1945.
2. Símbolo típico da esquerda e de movimentos trabalhista convertido para o campo da direita ultranacionalista.
3. O que provocou a retomada de interesse nos estudos sobre o fascismo?
4. O que provocou a retomada de interesse nos estudos sobre o fascismo?
5. Explicação que restringe o Holocausto e o fascismo a experiência da Alemanha, o fascismo surge como uma possibilidade histórica já encerrada.
6. Culpabilização ampla poderia favorecer a sovietização.
7. Teoria explicativa que estabelece pontos comuns nas práticas exteriores de regime díspares para dar coerência a uma abordagem que engloba em si
elementos diferentes como socialismo e fascismo, capitalismo e ausência de propriedade privada, política dita científica e irracionalidade.
8. Fala e pratica que rapidamente assegurou uma identidade e colaboração entre os regimes fascistas na Europa.
9. Discurso antiuniversalista, contrário a herança iluminista.
10. União de liberais, católicos, comunistas e socialista contra o fascismo.
11. Defesa de sua originalidade própria através da busca de raízes nacionais e/ou raciais.
12. Falência do sistema liberal e seu caráter geneticamente desagregador, e o princípio da representação é considerado nocivo e manipulador.
13. Resposta a crise da sociedade libera; Defende a abolição da cidadania liberal com a superação das diferenças; O Estado é visto de forma
harmoniosa, despidos de contradições no seu interior, apresentado como fator de coesão nacional; Propõe a devolução da identidade aos indivíduos e
são contrários a culpabilização individual pelo fracasso da sociedade.
14. Raça, história, espírito da nação deveriam ser o cimento da nova comunidade.
15. Forma liberal de lidar com a relação capital x trabalho.
16. Proposição marxista para a relação capital x trabalho.
17. De personalidade autoritária e carismática, dava sentido, garantia a unidade e personificava a reunião da federação de poderes que caracterizava o
Estado fascista.
18. Identificado diretamente com o judaísmo, aparece como uma resposta errada, fragmentada e antinacional a crise da sociedade liberal.
19. Perseguição (eliminação violenta) a minorias identificadas com a alteridade, como judeus, homossexuais, comunistas ou deficientes físicos.
20. Estratégia fascista diante da presença de um forte movimento operário e sindical na Itália e Alemanha.
1
16 Culto a força, violência e
6 hierarquia
Fim da I Guerra 14
17
Efervescência Política
15
3
2

Características 19
4
18

5
Modelo FASCISMO NA
Liberal 20
capitalista ITÁLIA
parecia
8 esgotado 21

9 Ditadura Fascista 22

Amplo aparato de controle


policial
23
24
11 12
10

26

13

Crescimento 25
eleitoral expressivo Manteve inicialmente as
em 1921 instituições da Estado liberal
1. Forma como foi vista o resultado da participação da Itália na Primeira Guerra Mundial, pois a maioria de suas reivindicações territoriais não foram atendidas.
2. Taxa elevado de desemprego, falta de recursos para indústria, elevação do preço dos alimentos, processo inflacionário que levou empobrecimento desde os operários e a classe média até os
pequenos proprietários rurais.
3. Fundado em 1892, com fortes bases operárias, prevalecia no partido uma posição favorável à revolução proletária; nas eleições de 1919, venceu com 32% dos votos, tornando evidente o desgaste
dos partidos liberais. Essa vitória foi seguida de grande mobilização por todo o país com uma série de greves por melhores salários e condições de trabalho.
4. Fundado em 1921 a partir da ala esquerda do Partido Socialista, tinham um programa leninista, considerando grandes as chances revolucionárias.
5. Criado com o objetivo de barrar a expansão do socialismo no país em 1919.
6. As classes médias urbanas e dos pequenos proprietários rurais se sentiam explorados pelo grande capital e viam com temor as mobilizações populares. Qual era o temor?
7. Tinha sido membro ativo do Partido Socialista até 1914, quando foi expulso por apoiar a entrada da Itália na I guerra. Tornou-se líder do fascismo na Itália.
8. Grupo nacionalista de extrema direta, formado por indivíduos classe média, eram anticlericais, marcavam oposição a democracia liberal e ódio ao comunismo.
9. Milícia paramilitar de apoio ao fascismo, uniformizada com camisas pardas, erma chefiadas por ex-oficiais militares, agregaram rapidamente jovens burgueses e proletários insatisfeitos com a
política institucional. Agiam cruelmente, dissolviam manifestações, destruíam sedes de sindicatos e partidos de esquerda, perseguiam lideranças operárias, espancavam e assassinam anarquista e
comunistas. Foram financiadas por proprietários rurais e burgueses da região.
10. Adoção de uma estratégia legalista para ampliação das bases. Aumento da crítica ao liberalismo, radicalizou a rejeição aos conceitos centrais da esquerda e reforçou o tom nacionalista.
11. Mussolini, cerca de 30 mil camisas negras, invadiram a capital italiana, ocupando prédios e estações ferroviárias.
12. Nomeado para o cargo que ocupou até sua morte. Chegou lá pelo convite do rei Vítor Emanuel III.
13. Seu uso permitiu um sucesso eleitoral em 1914, com 65% dos votos. O líder socialista Giacomo Matteotti protestou contra a ação da milícia e foi assassinado. Foi pedido o afastamento de
Mussolini, o rei rejeitou. Mussolini se consolidava.
14. Crença no uso da força e violência, investimento em armas, expansão das práticas militares para vida política e social. Somado a isso, a defesa da nação unida, sem conflitos internos, movida por
sentimentos patrióticos.
15. Forma como lida com opiniões diversas.
16. Valorização da concentração do poder, repressão as liberdades individuais em nome da ordem.
17. A ação e a crença deveriam substituir a razão e a reflexão.
18. Ação de Mussolini que apontava para a rápida transformação do regime numa ditadura. Foi permitido apenas o partido fascista, que ficou subordinado ao Estado.
19. Uso dos meios de comunicação de massa – jornais, rádios e documentários – para divulgar os feitos do governo e disseminar o culto a sua figura, de um homem viril, atlético, trabalhador, que
defendia os pobres e lutava pelo bem de todos.
20. Adotou uma política fiscal protecionista que estimulou a indústria de bens de consumo, fortalecendo o mercado interno. Forte política de obras públicas e produção de armas, medidas fizeram
baixar os níveis de desemprego. Deteve a importação e alimentos e buscou a autossuficiência na produção de cereais favorecendo as pequenas propriedades e os sistema de parceria.
21. Estado como gestor e árbitro das relações entre capital e trabalho. Eliminação dos sindicatos que não aderiram ao fascismo, em seu lugar surgiram associações que reuniam trabalhadores e
patrões, cuja função eram solucionar harmoniosamente disputas e divergências entre empregadores e empregados. Na prática impunham controle estatal e e patronal sobre os operários, o que
permitiu aumento do lucro das empresas que apoiaram o regime e o arrocho dos salários dos trabalhadores.
22. Concessões a trabalhadores se misturavam com medidas de controle policial: estabelecia o seguro contra acidentes de trabalho e garantia jornada de 8h, mas proibia greves e extinguia os
sindicatos.
23. O papa, Pio XI, aceitava o estado italiano e, em contrapartida, o governo reconhecia a soberania da Igreja sobre o território do Vaticano, além de ceder terras ao papado.
24. Forma como era chamado o líder fascista. Termo derivado de dux, chefe, na Roma Antiga. 25. A juventude era estimulada a obediência ao líder: “ crer, obedecer, combater”. Professores de
escolas e universidade tinham obrigação de exaltar as realizações dos regime e aspectos da vida do líder. Manifestações públicas se multiplicaram em louvor ao regime e seu líder.
26. Invasão da Etiópia (1935).
4
3 6
Aumento do
déficit público e 5
Fim da I Guerra dos índices
2
inflacionários,
conflitos sócias e
políticos
9
20
21
1

8
Representantes da
esquerda foram presos ou
7 19 afastados do parlamento,
Censura, suspenção de
10
Adolf Hitler direitos e garantias civis,
(1889-1945) instituiu o antissemitismo
18 Educação: como política oficial de
orientações Estado
ideológicas do 22
11 nazismo; estudo
da Antiguidade
Clássica; Esterilização
Nacionalista,
meninos para dos doentes
12 Anti-comunista, 17
serem soldados e hereditários, 23
anti-liberal, a
meninas eliminação dos
derrota na guerra
13 deveriam portadores de
derivava do golpe
valorizar a deficiência
republicano e
maternidade. física 24
14 defendia o
16
desrespeito ao
Tratado de
Organizações de
15 Versalhes.
esquerda divididas 25
1. Nome dado ao fascismo na Alemanha.
2. Sentimento em virtude da Alemanha ser culpabilizada pela guerra e ter que assinado o Tratado de Versalhes.
3. Rebeliões armadas de grupos socialistas, inflação, desemprego, carestia, indústrias paradas e áreas de plantio e cultivo destruídas.
4. Forma como ficou conhecido o novo regime, misto de parlamentarismo e presidencialismo, adotado após a queda do Kaiser.
5. Nome do movimento que fez parte da onda comunistas que varreu a Europa no segundo semestre de 1918. A Pregação revolucionária originou-se de uma dissidência do Partido Social-
Democrata, primeiro reunido na Liga Espartaquista, depois transformado em Partido Comunista Alemão.
6. Milícia formada por ex-oficiais e ex-soldados do exército, financiada pelas classes burguesas e agrárias, para reprimir a manifestação revolucionária.
7. Austríaco, ex-cabo do Exército alemão, ferido e condecorado com a cruz de ferro na primeira guerra mundial, foi o grande líder do fascismo na Alemanha.
8. Nome do partido fascista na Alemanha, fundado em 1919, que tinha em suas fileiras comerciantes arruinados pela crise do pós-guerra, desempregados, ex-militares, etc.
9. As milícias nazistas eram conhecidas como?
10. Com apoio de Erich Luddendorf, herói da Primeira Guerra, Hitler tentou desferir um golpe de Estado em 1923. Tentativa ficou conhecida como?
11. Hitler foi condenado a cinco anos de prisão, mas foi anistiado poucos meses depois. Nome do livro que escreveu enquanto estava preso?
12. Superioridade e pureza dos alemães sobre judeus, eslavos, ciganos, negros e outros grupos étnicos.
13. Alegação de que os alemães teriam direito a um território na Europa que reunisse os povos germânicos em um só império.
14. Culpabilização dos judeus, seriam os piores inimigos da Alemanha, acusados pela miséria enfrentada e contaminação da raça ariana, eram capitalistas avarentos e responsáveis pela
criação e difusão do comunismo.
15. Paralisou os investimentos estrangeiros e impediu a continuidade do processo de recuperação da economia alemã, levou a inflação a níveis estratosféricos, arruinou a classe média e
aumentou o número de desempregados.
16. Resultado da crise econômica.
17. Entre 1930 e 1932, o número de deputados nazistas aumentou de 170 para 230.
18. As classes dominantes alemãs aderem definitivamente ao nazismo ( apoio de industrias como Krupp, Bosch, Siemens) e pressionam o presidente Hindenburg juntamente com grandes
mobilizações de massas organizadas pelo Partido Nazista.
19. Nazistas chegam ao poder, dando início ao que consideravam?
20. Hitler unifica os cargos de chanceler e presidente após a morte do marechal Hinderburg, adotando o título de?
21. Evento ocorrido em 1933 utilizado por Hitler para acusar os comunistas de tentativa de golpe, decretar estado de emergência, suspender as garantias democráticas e ampliar os seus
poderes.
22. Órgãos de repressão: polícia política e tropas de proteção.
23. Setor comandado por Joseph Goebbels (1897-1945). Responsável pelas cerimonias, desfiles, bandeiras, símbolos, produções artísticas e controle das informações divulgadas por rádios,
jornais e sistema de autofalantes.
24. Intervenção do Estado, com obras públicas, impulsão a indústria de armamentos, contenção da inflação, expansão do crédito, políticas fiscais, agricultura e indústria retomam
crescimento com o congelamento dos salários, ajuda de grandes capitalistas internacionais e nacionais.
25. Com o crescimento econômico e apoio da população, Hitler começou a violar as determinações do Tratado de Versalhes, abrindo caminho para a Segunda Guerra Mundial.

Você também pode gostar