Você está na página 1de 2

 Eis o que nos propomos fazer com todo o rigor sempre em

defesa da sustentabilidade e solvabilidade desta


LISTA B
instituição

 Acreditamos que o nosso programa, integrado no projeto


eleitoral JUNTOS POR UMA CPAS MAIS JUSTA, irá virar a
página na história da CPAS dando lugar a uma Caixa mais
transparente, responsável, rigorosa, dialogante e
seguramente mais sustentável do que a que temos tido nos
últimos triénios.

 Com o vosso apoio, estamos JUNTOS POR UMA CPAS MAIS


JUSTA!

Para tal contamos com o vosso voto.

Carla Maria Bernardes

Candidata à Presidência do Conselho de Fiscalização da CPAS


no triénio 2020-2022 “Juntos por uma CPAS mais Justa”
Cláudia Miguel Caetano
Triénio 2020/2022
Candidata a Membro Suplente
É premente mudar a CPAS!

O nosso lema é torná-la mais justa, mais humana, mais


mutualista, mais equitativa.
LISTA B Como?
Para mais detalhes:
Abra e encontre as RAZÕES pelas quais DEVE VOTAR EM NÓS!
https://cpasmaisjusta.wordpress.com/programa
É premente mudar a CPAS e assegurar a solvabilidade e  Toda a afetação e captação de recursos financeiros será
sustentabilidade da instituição cuidadosamente escrutinada sendo, simultaneamente,
avaliado o seu impacto na gestão corrente e na situação
 Com a entrada em vigor do atual regulamento da CPAS, foi financeira da Caixa.
criado o Conselho de Fiscalização, que tem como principal
função a fiscalização da administração da nossa Caixa e do  O suporte legal e documental que alicerça a atuação da
zeloso cumprimento da Lei e dos regulamentos vigentes. Direção, designadamente relatórios de contas, pareceres e
propostas, será sempre verificado e apreciado em
 Este órgão crucial deve também proceder à aferição da conformidade com as normas legais e contabilísticas.
regularidade da aplicação das normas e registos
contabilísticos e da sua correspondência com o suporte  A rentabilidade das aplicações financeiras e investimentos
documental, escrutinando a exatidão, rigor e transparência patrimoniais será igualmente alvo de atenção particular.
de todos os movimentos financeiros por eles suportados.
Relatório anual
 Entre os objetivos de atuação regular, destacam-se a
verificação da exatidão documental da prestação de contas, da  O Conselho de Fiscalização tem a missão de elaborar um
aplicação criteriosa das políticas contabilísticas, das relatório anual sobre a ação fiscalizadora, dando parecer
finalidades dos critérios valorimétricos adotados e a análise sobre o relatório de contas e as propostas apresentadas pela
dos seus reflexos na avaliação rigorosa do património e dos direção e, do mesmo modo, assegurar a eficácia dos sistemas
resultados. de gestão de riscos e de controlo interno.

 O atual contexto financeiro da CPAS é deveras preocupante  O relatório anual deverá, assim, espelhar de forma clara uma
colocando-se problemas graves de sustentabilidade e reflexão acerca da evolução dos movimentos
solvabilidade, os quais têm causas diversas. contabilísticos, emitir parecer acerca da situação
financeira da Caixa, apresentar uma previsão das suas
 Neste contexto, cabe ao Conselho de Fiscalização assegurar necessidades financeiras e, eventualmente, pronunciar-se
a transparência, o rigor e a exatidão dos procedimentos acerca da aplicação de um coeficiente de sustentabilidade
contabilísticos bem como o cumprimento das normas financeira de modo a garantir que as reservas
legais, estatutárias e regulamentares. matemáticas se manterão intactas.

 A atuação da Direção da CPAS será objeto de fiscalização  Tornar a CPAS mais sustentável, eficiente e transparente
permanente de modo a assegurar que este órgão pratica, de
facto, uma boa gestão financeira e patrimonial.
JUNTOS POR UMA CPAS MAIS JUSTA