Você está na página 1de 72

Formação INCA

17
20

Dia de Formação
sobre o IoMET®
Dr Régis GROSDIDIER
Médico especialista em micronutrição

Em parceria com

Couv_09-16.indd 3 06/12/2016 17:17:17


Dr Régis GROSDIDIER

IoMET®

Filmagem
proibida
1

Annabelle 03/02/1944 2

• Consulta de 30/10/2007.
• Cirurgia ORL marcada (transplante de tímpanos, o médico ORL diz que a
intervenção é « de risco » e aconselhá-a ficar com a sua sinusite, com risco
de perda total de audição, operação marcada para dia 04/12/2007.
• Antecedentes : há 10 anos durante uma grande constipação, perdeu a
audição, forma feitos inúmeros testes sobre alergias: alergias aos bolores,
pólens. Infância: meningite cerebroespinal: tratamento longo com penicilina
em 1956.
• Tomografia, muitas antibioterapias para otites e sinusites.
• O marido corta as árvores do jardim !!!
• Retira antigos amálgamas dentárias.
• Zumbidos.
• Consultou um osteopata: melhorou.
• Em junho de 2007 : perda total de audição, tratamento de 2 meses com
antibióticos e cortisona (médrol) sente-se um pouco melhor, forte dores de
cabeça, língua carregada, nariz permanentemente entupido.
• Ph urinário 6,5.
2 Documentation strictement réservée aux Professionnels de Santé. À ne pas diffuser. Reproduction interdite. © 2016 NUTERGIA. Tous droits réservés

1
Anamnese alimentar : Annabelle 03/02/1944
2
Pequeno-almoço
• Uma ou duas fatias de pão branco + queijo, doce ou xarope ou mel.
• Café sem açúcar.
Lanche
• 10h maçã, banana ou iogurte com açúcar.
Almoço
• Sopa e pão 1 x por semana.
• Legumes, carne.
• Lasanha 1x semana.
• Peixe 1x semana.
• Bebida: água Brita, cerveja Maes.
• Cuscuz 1x semana.
Lanche da tarde
• Maçã, chá ou pudim, bolo caseiro.
Jantar 19h 30
• 2 fatias de pão com charcutaria ou queijo e doce.
• Gelado.
• Peso 54 Kg 1m57 BMI 21.
• Na menopausa o ginecologista aconselhou-a em comer muitos produtos à base de lácteos
para lutar contra a osteoporose e fazer muitas caminhadas.
3 Documentation strictement réservée aux Professionnels de Santé. À ne pas diffuser. Reproduction interdite. © 2016 NUTERGIA. Tous droits réservés

Annabelle – 1ª consulta : 18,7 (27/10/07)


2

 OLiGOMAX Mo
 ERGYPHILUS 1manhã,1noite
 ERGYDREN 2 tampas
 MY’COKIL 2x2
 GREEN’FLOR 3 c.manhã

4 Documentation strictement réservée aux Professionnels de Santé. À ne pas diffuser. Reproduction interdite. © 2016 NUTERGIA. Tous droits réservés

2
Annabelle - 2e consulta: 8,8 (20/11/07) 2

 OLiGOMAX Mo
 ERGY 3
 ERGY D
 ERGYPHILUS Plus
 SUPRAM. DESMODIUM 2 tampas
ERGYTAURINA 2X2
 ERGYSIL 2 tampas

5 Documentation strictement réservée aux Professionnels de Santé. À ne pas diffuser. Reproduction interdite. © 2016 NUTERGIA. Tous droits réservés

3ª consulta : 03/08/2008 2

• Muito bem a nível orl.


• Problemas dentários com infeção.
• Nova ponte dentária, não tomou antibióticos.
• Abcessos por baixo da úvula, toma sporanox porque talvez tenha
fungos.
• Voltou a ter conjuntivite e blefarite = antibióticos.
• Teve uma grande constipação.
• Dores nas mãos; toma Voltaren.
• pH urinário 5.
• Problemas Urgências porque sangramento ginecológico.
• Hipersalivação.
• Quando come queijo, não fica bem.
• Regularmente com infeções dentárias.

6 Documentation strictement réservée aux Professionnels de Santé. À ne pas diffuser. Reproduction interdite. © 2016 NUTERGIA. Tous droits réservés

3
Annabelle – 3ª consulta : 10,2 03/08/2008
2

 OLiGOMAX Mo
 MY’COKIL 2x2
 GREEN’FLOR 3 comp. de manhã
 ERGYSDESMODIUM
 BIOTAURINE
 ERGYPHILUS Confort
 ERGYSIL
 Após um mês SYNERBIOL
 ERGY D

7 Documentation strictement réservée aux Professionnels de Santé. À ne pas diffuser. Reproduction interdite. © 2016 NUTERGIA. Tous droits réservés

Annabelle – 4ª consulta : 1,1 (20/02/11)


2

• Está bem, viagem avião.


• Aparelho auditivo porque ligeira surdez.

8 Documentation strictement réservée aux Professionnels de Santé. À ne pas diffuser. Reproduction interdite. © 2016 NUTERGIA. Tous droits réservés

4
A Nutrição Celular Activa®

9 Documentation strictement réservée aux Professionnels de Santé. À ne pas diffuser. Reproduction interdite. © 2016 NUTERGIA. Tous droits réservés

O conceito de saúde NUTERGIA

A Nutrição Celular Activa® = NCA

« Devolver às células carenciadas e intoxicadas o seu melhor potencial


funcional com oligoelementos, essenciais para os processos enzimáticos,
que favorecem a integração de micronutrientes específicos »

« É na célula que devemos procurar a chave de cada


problema biológico porque qualquer organismo vivo é,
ou foi um dia, uma célula … »
E.B Wilson (1925) Biologia celular

10 Documentation strictement réservée aux Professionnels de Santé. À ne pas diffuser. Reproduction interdite. © 2016 NUTERGIA. Tous droits réservés

5
Perturbações celulares = elo mais fraco
Carências Situação stressante Intoxicações
Oligoelementos Modo de vida Excesso alimentares
Vitaminas Doces
Antioxidantes Alimentos acidificantes
Ácidos gordos essenciais Produtos lácteos
Aminoácidos essenciais Cáries dentárias
Fibras prebióticas TERRENO Putrefação cólica

IDEAL
Hereditariedade
(Metabolismo celular ótimo)
Terreno genético
Intoxicações
= Terreno Metais pesados
Tabaco, álcool, excitantes
inato
DESEQUILÍBRIO Pesticidas, conservantes
Polimedicação
Distúrbios funcionais Ondas electromagnéticas
sintomas

= Terreno
adquirido
Documentation strictement réservée aux Professionnels de Santé. À ne pas diffuser. Reproduction interdite. © 2016 NUTERGIA. Tous droits réservés
11

NCA : A Nutrição Celular Activa®


1989 A NCA nível 1 = Biologia celular
1 5 colaboradores
Complexo cofactores
BICEBE
Oligoelementos
catalizadores
ERGYBIOL

1993 A NCA nível 2 = Seguindo observações clínicas 2 29 colaboradores


Desintoxicação Restructuração
Oligoelementos ou Oligoelementos
fitominerais +
+ Micronutrientes específicos
desintoxicante

2000 A NCA nível 3 = Personalizar em função do 3 52 colaboradores


terreno CHANBIO® (teste IoMET®)
FASE 1 Fase 2
Ergybiol
Ergybiol
+
+
desintoxicante
Co-factores personalizados
personalizado

2015 Novo IoMET® 4 200 colaboradores


12 Documentation strictement réservée aux Professionnels de Santé. À ne pas diffuser. Reproduction interdite. © 2016 NUTERGIA. Tous droits réservés

6
Desde a informação genética até às proteínas

Transcrição Tradução

ADN ARN Proteínas


(sequência de nucleótidos) (sequência de nucleótidos) (sequência de aminoácidos)
 Receptor
 Anticorpos
 Enzimas
…

13 Documentation strictement réservée aux Professionnels de Santé. À ne pas diffuser. Reproduction interdite. © 2016 NUTERGIA. Tous droits réservés

Nível 1 : Cofatores e Catalizadores


Carências em Catalizador Quantidade e/ou
e/ou Cofactor substrato
inadaptados
Cofactor Substrato
Catalizador (vitaminas B e C)
(oligoelementos)

Locais de
ligação do
substrato
Enzima Enzima
inactiva activa

Alteração da enzima:
Genética
 Carência em aminoácidos
 Acidez
 Oxidação
 Glicosilação
14 Documentation strictement réservée aux Professionnels de Santé. À ne pas diffuser. Reproduction interdite. © 2016 NUTERGIA. Tous droits réservés

7
Nível 1 : Cofactores e Catalizadores

BICEBE
(à base de 11 vitaminas, zinco,
crómio)

Cofactor
Catalizador (vitaminas B e C)
(oligoelementos)

ERGYBIOL
(à base de água do mar, litotâmnio,
oligoelementos

Reforça a
dinâmica celular

15 Documentation strictement réservée aux Professionnels de Santé. À ne pas diffuser. Reproduction interdite. © 2016 NUTERGIA. Tous droits réservés

Cascatas metabólicas enzimáticas

Substrato
Cu2+ S1
inicial S1 = substrato 1
S2 = substrato 2
Mn2+ S3 = substrato 3
S4 = substrato 4
S5 = substrato 5
S2 Zn2+ S3

Co2+

S4 Cr3+ S5
• Diluição quantitativa (1018/1023).
Mo2+
• Concentrações relativas e finais (Zn/Cu).
• Forma iónica = biodisponibilidade. S6 Substrato
final
• « High Energy » = estado ativo do elemento mineral.

16 Documentation strictement réservée aux Professionnels de Santé. À ne pas diffuser. Reproduction interdite. © 2016 NUTERGIA. Tous droits réservés

8
Nível 2 : Desintoxicação / Restructuração

DESINTOXICAR RESTRUCTURAR
1 mês 2 meses

Vitaminas
Radicais Livres
Antioxidantes
Ácidos
Minerais
Toxinas
Oligoelementos
Tóxicos
AGPI

Produção celular
(ARN, proteínas,
fosfolípidos)

17 Documentation strictement réservée aux Professionnels de Santé. À ne pas diffuser. Reproduction interdite. © 2016 NUTERGIA. Tous droits réservés

Nível 3 : O IoMET®

Experiência adquirida junto de milhares de terapeutas


e observações de clientes (em 2014, + de 28 000 IoMET® internet)

7 Terrenos
bionutricionais
CHANBIO®

= Resultado das perturbações celulares


Devido ao inato mas sobretudo ao adquirido ambiental

Distúrbios funcionais
= sinais exteriores de perturbações celulares

18 Documentation strictement réservée aux Professionnels de Santé. À ne pas diffuser. Reproduction interdite. © 2016 NUTERGIA. Tous droits réservés

9
A consulta

Determinação do perfil
IoMET® específico do pacientes

Tratamento
global personalizado

Para tratar as CAUSAS específicas


na retaguarda dos sintomas

19 Documentation strictement réservée aux Professionnels de Santé. À ne pas diffuser. Reproduction interdite. © 2016 NUTERGIA. Tous droits réservés

Questionário

81 perguntas sobre : Questionário disponível no site


 Higiene de vida do paciente. IoMET® Pro
 Os distúrbios funcionais e queixas. www.pro.iomet.pt
 Os factores ambientais.

20 Documentation strictement réservée aux Professionnels de Santé. À ne pas diffuser. Reproduction interdite. © 2016 NUTERGIA. Tous droits réservés

10
Histograma IoMET®

Além do gráfico, 2 informações


importantes :
 Terreno dominante
 Índice IoMET®

21 Documentation strictement réservée aux Professionnels de Santé. À ne pas diffuser. Reproduction interdite. © 2016 NUTERGIA. Tous droits réservés

O IoMET® uma ferramenta inovadora


www.pro.iomet.pt

Quais os objetivos do IOMET?

Entender a origem
bionutricional dos
distúrbios

22 Documentation strictement réservée aux Professionnels de Santé. À ne pas diffuser. Reproduction interdite. © 2016 NUTERGIA. Tous droits réservés

11
Conectar-se ao site IoMET Pro
www.pro.iomet.pt

23 Documentation strictement réservée aux Professionnels de Santé. À ne pas diffuser. Reproduction interdite. © 2016 NUTERGIA. Tous droits réservés

Para acrescentar um novo paciente

24 Documentation strictement réservée aux Professionnels de Santé. À ne pas diffuser. Reproduction interdite. © 2016 NUTERGIA. Tous droits réservés

12
E criar um novo perfil IoMET

Pode preencher o questionário :


 Na consulta com o paciente,
 Enviar-lhe por mail para preencher antes da consulta,
 Ou imprimir em papel.
25 Documentation strictement réservée aux Professionnels de Santé. À ne pas diffuser. Reproduction interdite. © 2016 NUTERGIA. Tous droits réservés

Uma interface paciente legível

 Visualizar facilmente o perfil IoMET atual (e passado)


 Assim como os tratamentos seguidos pelo paciente

26 Documentation strictement réservée aux Professionnels de Santé. À ne pas diffuser. Reproduction interdite. © 2016 NUTERGIA. Tous droits réservés

13
Personalizar facilmente o tratamento do paciente

E consultar as informações
das fichas dos produtos
Enviar os tratamentos diretamente para o mail do paciente
 e abrir o seu site IoMET pessoal
27 Documentation strictement réservée aux Professionnels de Santé. À ne pas diffuser. Reproduction interdite. © 2016 NUTERGIA. Tous droits réservés

Pesquisar facilmente um paciente

28 Documentation strictement réservée aux Professionnels de Santé. À ne pas diffuser. Reproduction interdite. © 2016 NUTERGIA. Tous droits réservés

14
A importância
do IoMET®

Em parceria com

29

Ferramenta de diagnóstico e de acompanhamento

Importância para o terapeuta Importância para o paciente

 Ferramenta pedagógica visual e simples  Visualiza os seus desequilíbrios


para explicar ao paciente. específicos.
 Definição do ou dos terreno(s)  Visualiza globalmente as suas
dominante(s). perturbações e evolução do seu
 Definição do nível global de terreno.
perturbações (índice).  Conselhos alimentares específicos.
 Ferrramenta de seguimento e de  Explicação e tratamento dos seus
adaptação das curas e de suas durações. distúrbios.
 Conselhos alimentares associados ao  Maior envolvimento.
terreno.
 Abordagem de prevenção.

30 Documentation strictement réservée aux Professionnels de Santé. À ne pas diffuser. Reproduction interdite. © 2016 NUTERGIA. Tous droits réservés

15
Os terrenos CHANBIO®

Em parceria com

31

7 Terrenos CHANBIO®
CARENCIADOS EQUILIBRADO EM EXCESSO

C H A N B I O
Carenciado
em AGPI
Hipoglicémico
Ácido
Desmineralizado
Neurodistónico

Baso-Colítico

Intoxicado
Oxidado-Desnaturado

32 Documentation strictement réservée aux Professionnels de Santé. À ne pas diffuser. Reproduction interdite. © 2016 NUTERGIA. Tous droits réservés

16
O terreno C
Carenciado em AGPI

Em parceria com

33

Terreno C : Carenciado em AGPI


C

Características do terreno:
• Carência no aporte, na assimilação,
na metabolização dos AGPI
perturbadores : Distúrbios observados :
 a comunicação celular. • Baixa de imunidade, distúrbios
 a imunidade(inflamação, ORL.
infeções, alergias). • Alergias, asma.
 O funcionamento hormonal e • Distúrbios cutâneos.
nervoso. • Distúrbios femininos.

Causas frequentes :
• Alimentação (alimentos industrializados – ácidos gordos trans…), pouco ou
nenhum ácido gordo de qualidade, de peixes gordos e oleaginosas).
• Alteração da mucosa intestinal  má assimilação (ver terreno B).
• Situação de stress oxidativo (inflamação crónica, tabaco, stress…) 
alteração dos AGI (ver terreno O).

34 Documentation strictement réservée aux Professionnels de Santé. À ne pas diffuser. Reproduction interdite. © 2016 NUTERGIA. Tous droits réservés

17
Papéis fisiológicos do Manganês - Cobre
C
 O manganês e o cobre ativam muitas enzimas

Activação antagonista Defesa antioxidante e modulação das


cálcica (7 vezes + do que reações inflamatórias: Cu/Zn SOD.
Mg).
Indispensável ao
Síntese de transporte do
anticorpos. Ferro.

Mn Activação
da SOD.
Cu Poderoso imuno-
estimulante. Ação anti-
infecciosa. Regula a
funcão dos macrófagos.

Controlo
da reação
Inibição do Agente anti-viral e anti-
inflamatória.
crescimento microbiano por oxidação do
bacteriano. ácido ascórbico e estimulação
da produção de anticorpos.

35 Documentation strictement réservée aux Professionnels de Santé. À ne pas diffuser. Reproduction interdite. © 2016 NUTERGIA. Tous droits réservés

OLiGOMAX Manganês - Cobre


C
OLiGOMAX Manganês - Cobre

% VRN*
Magnésio 22 mg 6
Manganês 2 mg 100
Cobre 1 mg 100
Zinco 0,13 mg 1,5
Ferro 75 µg 0,5
Selénio 7,7 µg 14
Crómio 5,6 µg 14
Molibdénio 5,6 µg 11
5 ml por dia em ½
* Valores de Referência do Nutriente
copo de água

36 Documentation strictement réservée aux Professionnels de Santé. À ne pas diffuser. Reproduction interdite. © 2016 NUTERGIA. Tous droits réservés

18
Tratamento terreno C C
Fase 1 Fase 2
(1 mês) (1 a 2 meses)

OLiGOMAX Mn-Cu OLiGOMAX Mn-Cu


5 ml /dia 5 ml /dia

ERGYORTHO SYNERBIOL
(à base de vitaminas C, E, (à base de óleos de borragem e de
carotenoídes, polifenóis, selénio, peixes selvagens)
manganês, cobre) 2 cápsulas/dia
2 a 4 cápsulas /dia

SYNERBIOL BICEBE
(à base de óleos de borragem e de (à base de 11 vitaminas, zinco, crómio)
peixes selvagens)
2 cápsulas/dia 1 a 4 cápsula(s)/dia

37 Documentation strictement réservée aux Professionnels de Santé. À ne pas diffuser. Reproduction interdite. © 2016 NUTERGIA. Tous droits réservés

Terreno C O terreno hipoglicémico esgota


H I
o organismo. Provoca desordens
metabólicas e pode provocar Muitos toxicos acumulam-se nos
O uma sobrecarga ponderal tecidos adiposos. Por isso, uma
importante relacionada com uma dieta de emagrecimento
Devido à sua estrutura, os
acumulação dos triglicéridos. acompanha-se por uma libertação
ácidos gordos polinsaturados
Além disso, uma carência em massiva de toxinas e tóxicos.
são os alvos preferidos dos
AGPI tem impacto na saciedade O medo de engordar é muitas vezes
radicais libres. Por isso , um
e na regulação da glicémia. a causa de uma carência em ácidos
stress oxidativo induz a
gordos polinsaturados… neste caso
produção de derivados
pense em tratar os 2 terrenos.
tóxicos, os hidroperoxídos,
capazes de atravessar as C
membranas e atingir outros
compartimentos celulares.
Os oligoelementos essenciais :
O intestino é o local de absorção
B
Manganês-Cobre
São capazes de induzir por dos ácidos gordos.
sua vez, a oxidação de • Reforçam a imunidade.
Existe uma ligação estreita entre a
proteinas ou do ADN… Estes • Regulam a inflamação.
flora intestinal e ácidos gordos
efeitos de sobressalto estão contidos no bolo alimentar: estão a
implicados na aterosclerose,
doenças intestinais crónicas,
N decorrer estudos no sentido de
A fluidez das membranas neuronais, entender estas interações.
doenças neurodegenerativas,
intimamente ligada ao seu teor em
até os cancros…
ácidos gordos polinsaturados,
Somente o glutatião é capaz
de travar este processo em
condicionam não só a sintese e A
libertação dos neuromediadores Uma carência em minerais ou
cascata. oligoelementos (particularmente Zn
mas também as capacidades
O tratamento de um terreno e Mg) podem ter uma repercussão
cognitivas do individuo e a sua
oxidado é crucial antes de no funcionamento das desaturases.
resposta ao stress crónico ou
tratar o terreno C.
agudo.

Documentation strictement réservée aux Professionnels de Santé. À ne pas diffuser. Reproduction interdite. © 2016 NUTERGIA. Tous droits réservés

19
O terreno H
Hipoglicémico

Em parceria com

39

Terreno H : Hipoglicémico H

Características do terreno :
• Distúrbios da glicémia (hiper e/ou Distúrbios observados:
hipo) provocando distúrbios • Excesso de peso, diabetes.
metabólicos (excesso de peso, • Dores de cabeça, vertigens.
resistência à insulina, diabetes de • Grande cansaço, astenia.
tipo 2…). • Nervosismo, hiperemotividade.
• Carências em vitaminas B, em Cr e • Falta de confiança em si.
em Zn.

Causas frequentes :
• Alimentação excessiva em glúcidos (índice glicémico elevado) e em
lípidos de má qualidade.
• Hereditariedade.
• Disbiose (ver terreno B).
• Stress crónico (cortisol …) (ver terreno N).

40 Documentation strictement réservée aux Professionnels de Santé. À ne pas diffuser. Reproduction interdite. © 2016 NUTERGIA. Tous droits réservés

20
Papéis fisiológicos do crómio H
 Biologicamente ativo num complexo (cromodulina) age
nas células-alvo da insulina.
 Degradação progressiva com a idade.
Aumenta a entrada de glucose
Ação no sistema na célula  hipoglicemiante
monoaminérgico
 "anti-depressão-like"

Cr Acresce a entrada de
aminoácidos na célula

Modifica os níveis de
diversas citoquinas: Reduz a lipogénese, o
ação no sistema colesterol total, aumenta o
imunitário HDL-colesterol

Ação sobre os níveis


de leptina
regulação do peso

41 Documentation strictement réservée aux Professionnels de Santé. À ne pas diffuser. Reproduction interdite. © 2016 NUTERGIA. Tous droits réservés

OLiGOMAX Crómio H

OLIGOMAX Crómio

% VRN*
Magnésio 22 mg 6
Zinco 0,13 mg 1,5
Ferro 75 µg 0,5
Cobre 62 µg 6
Crómio 40 µg 100
Manganês 36 µg 2
Selénio 7,7 µg 14
Molibdénio 5,6 µg 11
* Valores de Referência do Nutriente
5 ml por dia em
½ copo de água

42 Documentation strictement réservée aux Professionnels de Santé. À ne pas diffuser. Reproduction interdite. © 2016 NUTERGIA. Tous droits réservés

21
Via que utiliza a glucose H

43 Documentation strictement réservée aux Professionnels de Santé. À ne pas diffuser. Reproduction interdite. © 2016 NUTERGIA. Tous droits réservés

Índice glicémicos H

44 Documentation strictement réservée aux Professionnels de Santé. À ne pas diffuser. Reproduction interdite. © 2016 NUTERGIA. Tous droits réservés

22
Tratamento terreno H H
Fase 1 Fase 2
(1 mês) (1 a 2 meses)

OLiGOMAX Crómio OLiGOMAX Crómio


5 ml /dia 5 ml /dia

BICEBE SYNERBIOL
(à base de 11 vitaminas, zinco, crómio) (à base de óleos de borragem e de
peixes selvagens)
1 a 4 cápsula(s) /dia
2 cápsulas /dia

ERGYMAG BICEBE
(à base de magnésio e de vitaminas B) (à base de 11 vitaminas, zinco, crómio)

1 a 3 cápsula(s)/dia 1 a 4 cápsula(s)/dia

45 Documentation strictement réservée aux Professionnels de Santé. À ne pas diffuser. Reproduction interdite. © 2016 NUTERGIA. Tous droits réservés

Terreno H O cérebro sendo o primeiro N


A consumidor de glucose no nosso
organismo, é importante limitar os
B O excesso de açúcar, com a
indução do sobreconsumo de
lanches doces provocando
hipoglicémias reacionais, podendo
oligoelementos favorece o acentuar um terreno N.
O intestino é o primeiro órgão aparecimento de um terreno A. O Além de mais, fortes consumidores de
capaz de regular a glicémia magnésio é indispensável para o açúcar têm frequentemente um
secretando o GLP-1 (Glucagon- metabolismo do açúcar na célula. consumo de proteinas de má
Like Peptide-1), chamado incretina, qualidade; cuidado com as carências
em função da riqueza do bolo em aminoácidos precursores de
alimentar em açúcar. É esta
hormona que irá estimular o nervo H neuromediadores !

vago e regular a secreção da


insulina e constituir com o Peptido
O oligoelemento essencial:
Crómio
C
No caso de sobrecarga ponderal,
YY, as duas principais hormonas • Regula o metabolismo os terrenos C e H estão muitas vezes
"corta fome". O nível de GLP-1
glucídico. ligados. De facto, os triglicéridos
secretado é dependente do nivel
• Aumenta a eficácia da armazenam açúcares e AG.
de fibras prebióticas fermentadas
insulina. Além disso, um regime rico em
pela flora : um intestino "saudável"
gorduras saturadas modificam a flora
garante um bom controlo da
intestinal e o eixo cérebro-intestino
glicémia!
Além de mais, relembramos que
I favorecendo um sindrome metabólico
O fígado, órgão de armazenagem e a insulino-resistência.
alguns micro-organismos como a
Candida albicans são grandes dos glúcidos em forma de
consumidores de açúcares
simples: um terreno H é por isso
glicogénio também é o órgão
chave dos processos de As hiperglicémias repetidas O
detoxificação… favorecem os fenómenos de
um solo fértil para o seu
Saúde hepática e gestão dos glicação muitas vezes associados a
desenvolvimento!
açúcares estão ligadas! uma inflamação silenciosa.

46 Documentation strictement réservée aux Professionnels de Santé. À ne pas diffuser. Reproduction interdite. © 2016 NUTERGIA. Tous droits réservés

23
O terreno A
Ácido-desmineralizado

Em parceria com

47

Terreno A : Ácido-desmineralizado A

Características do terreno:
• Má gestão dos ácidos (alimentação,
stress, desporto em excesso...)
provocam uma:
Distúrbios frequentemente
Acumulação dos ácidos nos
observados:
tecidos (tecido conjuntivo).
• Desmineralização, osteoporose.
Desmineralização.
• Dores osteo-articulares.
• Fragilidade músculo-tendinosa.
• Irritação das mucosas.

Causas frequentes :
• Alimentação rica em alimentos acidificantes.
• Stress (ver terreno N).
• Má absorção mineral (ver terreno B).
• Sobrecarga hepática importante (ver terreno I).
• Falta de exercício físico e respiração incorreta.

48 Documentation strictement réservée aux Professionnels de Santé. À ne pas diffuser. Reproduction interdite. © 2016 NUTERGIA. Tous droits réservés

24
Papéis fisiológicos do zinco e do silício A
 O zinco e o silício diminuem progressivamente com a idade.
 O silício cataliza as enzimas da síntese do colagénio,
elastina e glucosaminoglicanos.

Síntese do colagénio Crescimento e desenvolvimento do


esqueleto, elaboração dos tecidos
Componente do osso conjuntivos

Metabolismo Favorece a flexibilidade


ácido-base e a cicatrização da
Zn pele.
Favorece a Si
remineralização Proteção da
óssea integridade vascular.
Diminue o colesterol
Actividade da delta-6 Ação nas LDL e a
desaturase: regulação colagenases e no lipoperoxidação
metabolismo da Metabolismo das
da inflamação.
vit. A citoquinas  ação anti-
Cofactor SOD e
inflamatória
catalase: antioxidante

49 Documentation strictement réservée aux Professionnels de Santé. À ne pas diffuser. Reproduction interdite. © 2016 NUTERGIA. Tous droits réservés

Silício da NUTERGIA A

50 Documentation strictement réservée aux Professionnels de Santé. À ne pas diffuser. Reproduction interdite. © 2016 NUTERGIA. Tous droits réservés

25
OLiGOMAX Zinco - Silício A

OLiGOMAX Zinco - Silício

% VRN*
Magnésio 24 mg 12
Zinco 3 mg 30
Ferro 0,15 mg 1
Cobre 0,12 mg 12
Manganês 72 µg 4
Selénio 15,4 µg 28
Crómio 11,2 µg 28
Molibdénio 11,2 µg 22

Extrato (equivalência planta seca) :


Bambu 1370 mg
Com Silício 24 mg
5 a 10 ml por dia em *Valores de Referência do Nutriente
½ copo de água

51 Documentation strictement réservée aux Professionnels de Santé. À ne pas diffuser. Reproduction interdite. © 2016 NUTERGIA. Tous droits réservés

Tratamento terreno A A
Fase 1 Fase 2
(1 mês) (1 a 2 meses)

OLiGOMAX
OLiGOMAX
Zinco - Silício
Zinco - Silício
5 a 10 ml/dia
5 a 10 ml /dia

ERGYMAG
ERGYBASE (à base de magnésio e de
(à base de sais básicos e zinco) vitaminas B)
2 a 4 cápsulas/dia 1 a 3 cápsula(s)/dia

ERGYORTHO SYNERBIOL
(à base de vitaminas C, E, (à base de óleo de Borragem e de
carotenóides, polifenóis, selénio, peixes selvagens)
manganês, cobre)
2 a 4 cápsulas/dia 2 cápsulas/dia

52 Documentation strictement réservée aux Professionnels de Santé. À ne pas diffuser. Reproduction interdite. © 2016 NUTERGIA. Tous droits réservés

26
Terreno A
Um consumo excessivo de açúcar
H
O provoca um metabolismo celular
elevado e aumenta a produção de
N
O terreno O é Os distúrbios do sono ou o stress
a consequência de ácidos.
provocam um sobreconsumo de
inflamações silenciosas. Esta produção pode gerar carências
magnésio. Este consumo em
Esta inflamação em oligoelementos e em minerais
excesso pode acentuar as
generalizada pode acentuar base (Mg, K, Cr, Zn…).
carências em oligoelementos e
os efeitos prejudiciais da favorecer o terreno A, instala-se um
desmineralização.
A círculo vicioso : um terreno A limita
a faculdade do organismo em gerir

• Uma carência em minerais ou


C O oligoelemento o stress.
essencial :
oligoelementos (particularmente Silício :
zinco e magnésio) pode ter
consequências no funcionamento
• Consolida as estructuras B
ósseas e as cartilagens. O desregulamento do pH
das desaturases e causar
carências em ácidos gordos • Catalizador de enzimas influência a formação de uma flora
polinsaturados. da biosíntese do patógena. De facto, uma
• Os hábitos alimentares também colagénio. alimentação desequilibrada pobre
têm um papel importante na em fruta e legumes e rica em carnes
produção de ácidos: os grandes
Um excesso de acidez
I têm um impacto na flora, e tem por
consequência um aumento da
consumidores de carne têm
provoca a longo termo um produção de ácidos no lúmen
muitas vezes carências em
esgotamento dos emunctórios, intestinal. Estes ácidos podem ser
ácidos gordos polinsaturados e
produzem também muitos ácidos, Este esgotamento pode reabsorbidos e favorecerem um
consequência da degradação das provocar dificuldade em eliminar terreno A.
proteinas dos animais. as diferentes toxinas que
acumulamos.

53 Documentation strictement réservée aux Professionnels de Santé. À ne pas diffuser. Reproduction interdite. © 2016 NUTERGIA. Tous droits réservés

O terreno N
Neurodistónico
Em parceria com

54

27
Terreno N : Neurodistónico N

Características do terreno : Distúrbios observados frequentemente:


• Desequilíbrio do sistema • Cansaço crónico, anergia.
neurovegetativo. • Stress, nervosismo, ansiedade.
• Terreno típico dos pacientes com • Depressão.
stress, ansiosos, com • Distúrbios do sono.
espasmofilia… • Espasmofilia, espasmos musculares.

Causas frequentes :
• Muitas vezes de origem hereditária.
• Stress da vida.
• Alimentação carenciada en minerais (Mg, Ca, K).
• Disbiose, desequilíbrios intestinais (2º cérebro…).

55 Documentation strictement réservée aux Professionnels de Santé. À ne pas diffuser. Reproduction interdite. © 2016 NUTERGIA. Tous droits réservés

Papéis fisiológicos do magnésio N


 Participa como cofator em centenas de reações
enzimáticas.

Estrutura do osso e do esmalte dentário.


Consolidação das membranas celulares.

Cadeias respiratórias,
Actividade da delta 6-
ciclo de Krebs, glicolise
desaturase  produção
anaerobia, síntese de
de prostaglandinas.
proteínas.

Mg
Actividade do
Armazenamento e receptor à insulina.
secreção de hormonas e
neurotransmissores.

Contração muscular.

56 Documentation strictement réservée aux Professionnels de Santé. À ne pas diffuser. Reproduction interdite. © 2016 NUTERGIA. Tous droits réservés

28
OLiGOMAX Magnésio N

OLiGOMAX Magnésio

% VRN*
Magnésio 56 mg 15
Zinco 0,13 mg 1,5
Ferro 75 µg 0,5
Cobre 62 µg 6
Manganês 36 µg 2
Selénio 7,7 µg 14
Crómio 5,6 µg 14
Molibdénio 5,6 µg 11
* Valores de Referência do Nutriente
5 ml por dia em
½ copo de água

57 Documentation strictement réservée aux Professionnels de Santé. À ne pas diffuser. Reproduction interdite. © 2016 NUTERGIA. Tous droits réservés

Tratamento terreno N N
Fase 1 Fase 2
(1 mês) (1 a 2 meses)

OLiGOMAX Magnésio OLiGOMAX Magnésio


5 ml /dia 5 ml /dia

ERGYSTRESS (à base de L-
tirosina,Bacopa, magnésio, vitaminas B)
1 a 3 cápsula(s) /dia

e/ou BICEBE
(à base de 11 vitaminas, zinco, crómio)

VECTISEREN 1 a 4 cápsula(s) /dia


(à base de L-tryptophane Rhodiola, , vitaminas
B e C)
1 a 2 cápsula(s) /dia

ERGYCALM ERGY 3
(à base de Espinheiro-alvor, Balota, Melissa,
Oligoelementos) (à base de óleos de peixe selvagem)

1 a 2 tampa(s)-dose/dia 2 cápsulas /dia

58 Documentation strictement réservée aux Professionnels de Santé. À ne pas diffuser. Reproduction interdite. © 2016 NUTERGIA. Tous droits réservés

29
Terreno N

O stress oxidativo tem um efeito O H


prejudicial nas funções neuronais. A glucose sendo a principal fonte A
Por isso, numerosos estudos de energia do cérebro, o terreno A pilhagem de minerais base
demonstraram um efeito benéfico H aumenta os efeitos prejudiciais observados no terreno A, diminuiram
de diferentes antioxidantes nas associados ao terreno N. a sua disponibilidade para a síntese
pessoas com stress ou e regulação das funções neuronais
depressivas. É o caso por
exemplo da curcumina que tem a N (magnésio por ex).

função de diminuir por exemplo a O oligoelemento essencial :


secreção excessiva do cortisol.
Magnésio
• Redução do cansaço.
• Regula o fluxo nervoso e
Entre os perturbadores
I contração muscular. Há alguns anos, os cientistas B
neurológicos presentes na descobriram um segundo cérebro:
o intestino. É composto por cerca
alimentação, pode-se referir o
glúten de trigo e a caseina do O terreno C, carenciado em
C de 100 mil milhões de neurónios e
leite. Estudos revelam que trocam informações com a nossa
ácidos gordos polinsaturados é
alguns metabolitos « cabeça".
um terreno que favorece ou
intermediários chamados O intestino alberga também alguns
agrava os distúrbios do terreno
"opioides-like" podem ter efeitos milhares de bactérias que
N.
no comportamento. influenciam a síntese de
De facto, a carência em ácidos
Além disso, os metais pesados neurotransmissores.
gordos polinsaturados afeta a
são tóxicos para o sistema fluidez das membranas
nervoso central. neuronais, essencial às suas
funções.

59 Documentation strictement réservée aux Professionnels de Santé. À ne pas diffuser. Reproduction interdite. © 2016 NUTERGIA. Tous droits réservés

O terreno B
Baso-colítico

Em parceria com

60

30
Terreno B : Basocolítico B
Distúrbios observados
Caracteristicas do terreno: frequentemente:
• Disbiose de putrefação. • Distúrbios do transito.
• Alteração da mucosa intestinal • Intolerâncias digestivas.
(Leaky Gut Syndrome). • Inchaços.
• Síntese de poliaminas tóxicas. • Sindrome do cólon irritado (SCI).
• Insuficiência digestiva ou hepatobiliar.
• Candidiase.

Causas frequentes :
• Alimentação inadaptada (muito ácida e acidificante, proteínas a mais,
falta de fibras - ver terreno A).
• Problemas digestivos (mastigações insuficientes, hipocloridria,
intolerâncias desconhecidas – lácteos, glúten, FODMAPs).
• Certos medicamentos (IBP, antibióticos, anti-inflamatórios…).
• Stress e a sua consequência direta no tubo digestivo (ver terreno N).

61 Documentation strictement réservée aux Professionnels de Santé. À ne pas diffuser. Reproduction interdite. © 2016 NUTERGIA. Tous droits réservés

Papéis fisiológicos do molibdénio


B
 O molibdénio é um elemento do cofator a molibdénio (complexo
entre o óxido de molibdénio e uma molécula de molibdopterina),
indispensável para a atividade das molibdo-enzimas (xantina
oxidase, sulfito oxidase, aldeído oxidase…).

Cofator a molibdénio.
Síntese da
glutamina (via molibdénio

glutamina
sintetase)
Mo molibdopterina

Proteção
Ação da MnSOD antioxidante dos
lactobacilos

62 Documentation strictement réservée aux Professionnels de Santé. À ne pas diffuser. Reproduction interdite. © 2016 NUTERGIA. Tous droits réservés

31
OLiGOMAX Molibdénio B

OLiGOMAX Molibdénio

% VRN*
Magnésio 22 mg 6
Zinco 0,13 mg 1,5
Ferro 75 µg 0,5
Molibdénio 50 µg 100
Cobre 62 µg 6
Manganês 36 µg 2
Selénio 7,7 µg 14
Crómio 5,6 µg 14
* Valores de Referência do Nutriente

5 ml por dia em
½ copo de água.

63 Documentation strictement réservée aux Professionnels de Santé. À ne pas diffuser. Reproduction interdite. © 2016 NUTERGIA. Tous droits réservés

Tratamento terreno B B
Fase 1 Fase 2
(1 mês) (1 à 2 mois)

OLiGOMAX Molibdénio OLiGOMAX Molibdénio


5 ml /dia 5 ml /dia

ERGYPHILUS Confort
(à base de fermentos lácticos)
ERGYPROTECT 2 a 4 cápsulas /dia
Confort
(à base de Glutamina, Melissa, quercetina,
Curcuma, Camomila) ou
2 cápsulas/dia
ERGYPHILUS Plus
(à base de fermentos lácticos)
2 a 4 cápsulas/dia

ERGYDIGEST ERGYPROTECT plus


(à base de fibras, glutamina,Curcuma,
(à base de Alcachofra, Rabano negro, Alecrim,
Camomila)
Bardana, Oligoelementos)
1 a 2 tampa(s)-doseadora(s)/dia 1 saqueta/dia

64 Documentation strictement réservée aux Professionnels de Santé. À ne pas diffuser. Reproduction interdite. © 2016 NUTERGIA. Tous droits réservés

32
ERGYPROTECT Confort
ERGYPROTECT Plus

Documentation strictement réservée aux Professionnels de Santé. À ne pas diffuser. Reproduction interdite. © 2016 NUTERGIA. Tous droits réservés

Ergyprotect plus: Nova fórmula

Nova fórmula do Ergyprotect porque proibição do uso da argila nos


suplementos alimentares desde março de 2015.
 Eliminação da argila
 Compensado por  Glutamina e  Inulina

• Composição:
 Fibras e pectina de maçã
 Farinha de trigo sarraceno fermentado
 Inulina granulada
 L-Glutamina
 Extrato de curcuma
 Bagaço de uva
 Camomila alemã
 Aroma natural de maçã
 Hidrolisado de gérmen de alfarroba
 Vitamina B2
Documentation strictement réservée aux Professionnels de Santé. À ne pas diffuser. Reproduction interdite. © 2016 NUTERGIA. Tous droits réservés

33
Ergyprotect plus : o que muda

Ingredientes Ergyprotect Ergyprotect plus


Para 3 saquetas
Argila 36g 0
Fibras totais 4.4g  5.1g

Vitamina B2 0  0.63mg
Inulina 0.75g  1.5g
L-Glutamina 0.560g  1.2g

Documentation strictement réservée aux Professionnels de Santé. À ne pas diffuser. Reproduction interdite. © 2016 NUTERGIA. Tous droits réservés

ERGYPROTECT Plus : resumindo

Fibras Glutamina Curcumina Camomila Vit B2

• Solúveis e insolúveis. • Combustível • Anti-inflamatória. • Anti-inflamatória. • Protege do


dos enterócitos. • Antioxidante. • Efeito stress
• Impacto  na
gastroprotetor. oxidativo.
microbiota. • Produção de
energia. • Mantém as
• Melhoram o conforto mucosas
intestinal. • Síntese do
normais.
glutatião.
• Produção de AGCC.
• Reforçam a barreira
intestinal.

 Mucosa intestinal permeável, irritada.


 DCI, colopatias funcionais.
 Distúrbios intestinais : diarreia, obstipação,
dor abdominal.

Documentation strictement réservée aux Professionnels de Santé. À ne pas diffuser. Reproduction interdite. © 2016 NUTERGIA. Tous droits réservés

34
Ergyprotect confort

Alternativa as saquetas: problema de sabor, intolerância as fibras:

 L-Glutamina
 Extrato de Melissa
 Extrato de Matricária
 Extrato de cebola – Quercetina
 Extrato de curcuma –Curcumina
 Hidrolisato de gérmen de alfarroba
 Estearato de Magnésio
 Vitamina B2

Documentation strictement réservée aux Professionnels de Santé. À ne pas diffuser. Reproduction interdite. © 2016 NUTERGIA. Tous droits réservés

ERGYPROTECT Confort : resumindo

L Glutamina Curcumina Melissa Camomila Quercetina Vit B2

• Combustível • Anti • Ação • Anti-inflamatório. • Melhora a • Protege do


dos inflamatório. calmante nos função stress
• Efeito
enterócitos. distúrbios barreira das oxidativo.
• Antioxidante. gastroprotetor.
digestivos junções
• Produção de • Mantém as
• Proteção das provocados apertadas.
energia. mucosas
cartilagens. por stress ou
normais.
• Síntese do nervosismo.
glutatião.

 Mucosa intestinal permeável, irritada, intolerante.


 MICI, SII, colopatias funcionais.
 Distúrbios digestivos relacionados ao stress.

Documentation strictement réservée aux Professionnels de Santé. À ne pas diffuser. Reproduction interdite. © 2016 NUTERGIA. Tous droits réservés

35
Composição dos ERGYPROTECT Confort e Plus

L-glutamina
Maçã
Camomila
Melissa Trigo sarraceno fermentado
Curcuma
Quercetina (Cebola) Inulina
Alfarroba
Polifenóis (Uva)
Vitamina B2

Ergyprotect Ergyprotect
Confort Plus

Documentation strictement réservée aux Professionnels de Santé. À ne pas diffuser. Reproduction interdite. © 2016 NUTERGIA. Tous droits réservés

Composição dos ERGYPROTECT Confort e Plus

• Combustível dos enterócitos.


• Ação calmante nos • Produção de energia.
distúrbios digestivos
• Síntese do glutatião.
associados ao stress ou
ao nervosismo.

• Anti-inflamatório.
• Efeito gastroprotetor.

L-glutamina
Camomila • Anti-inflamatório.
Melissa • Antioxidante.
Curcuma
Quercetina (Cebola)
Alfarroba
Vitamina B2 • Impacto  na microbiota.
• Melhora o conforto intestinal.
• Produção de AGCC.
• Reforça a barreira intestinal.
Ergyprotect
• Melhora a função
barreira das junções
Confort
• Protege do stress oxidativo.
apertadas.
• Mantém as mucosas normais.

Documentation strictement réservée aux Professionnels de Santé. À ne pas diffuser. Reproduction interdite. © 2016 NUTERGIA. Tous droits réservés

36
Composição dos ERGYPROTECT Confort e Plus

• Combustível dos enterócitos. • Impacto  na microbiota.


• Produção de energia. • Melhora o conforto intestinal.
• Síntese do glutatião. • Produção de AGCC.
• Reforça a barreira intestinal.

• Anti-inflamatório.
• Efeito gastroprotector.

L-glutamina
Maçã
• Anti-inflamatório. Camomila
• Antioxidante.
Trigo sarraceno fermentado
Curcuma
• Proteção cartilagens. Inulina
Alfarroba
Polifenóis (Uva)
Vitamina B2
• Impacto  na microbiota.
• Melhora o conforto intestinal.
• Produção de AGCC.
• Antioxidante
• Reforça a barreira intestinal. Ergyprotect
Plus
• Protege do stress oxidativo.
• Mantém as mucosas normais.

Documentation strictement réservée aux Professionnels de Santé. À ne pas diffuser. Reproduction interdite. © 2016 NUTERGIA. Tous droits réservés

A gama ERGYPROTECT no conforto intestinal

Curcumina
Fibras
Glutamina
Camomila
Quercetina
Melissa
Vitamina B2

Integridade
Mucosa intestinal
Dor

Inflamação
mucosa intestinal
Radicais livres / Células imunitárias /
Radicais oxigenados Citoquinas

Curcumina Curcumina
Camomila Camomila
Glutamina Glutamina
Melissa Melissa
Quercetina
Vitamina B2

Documentation strictement réservée aux Professionnels de Santé. À ne pas diffuser. Reproduction interdite. © 2016 NUTERGIA. Tous droits réservés

37
Curcumina

• Restaura a integridade da barreira intestinal perturbada pelas


dietas alimentares ocidentais :
 reforça as junções apertadas (Claudin / ZO-1). Ghosh e al., 2014
 Restaura a atividade da fosfatase alcalina intestinal. Ghosh e al.,
2014
 Aumenta o comportamento da citoquina anti-inflamatória (IL-10)
e diminui o comportamento da citoquina pro-inflamatória (IL-1 e
TNFa). Song e al., 2010
 Efeito antioxidante (expressão da SOD). Song e al., 2010

• Permite combater o stress e a toxicidade de alguns vírus e toxinas


bacterianas nas infeções intestinais. Cho e al., 2015

• Reduz os sintomas e melhora a qualidade de vida das pessoas


que sofrem com DII (doença de Crohn e colite ulcerosa) (Brumatti e al.,
2014)

Documentation strictement réservée aux Professionnels de Santé. À ne pas diffuser. Reproduction interdite. © 2016 NUTERGIA. Tous droits réservés

Propriedades gerais da curcumina


 COX2
 NF-kB
 Radicais livres
NRF2
 Glutatião transferase

Inflamação
Sistema nervoso :
Sistema Alzheimer…
cardiovascular
Proteção dos neurónios/stress oxidativo
 COX  Apoptose neuronal
 Peroxidação lipídica  Formação da placa de proteína
b-amiloídes
Curcumina  Degradação destas placas

Imunidade
Desintoxicação
Actividade fagocitária
Activação NRF2
 Linfócitos B e T
 Expressão de
Duplicação de vírus
enzimas de
Antibacteriano
desintoxicação
Antiparasitário

Documentation strictement réservée aux Professionnels de Santé. À ne pas diffuser. Reproduction interdite. © 2016 NUTERGIA. Tous droits réservés

38
Camomila
• A Camomila selvagem ou Matricária camomila (Matricaria recutita) é
uma planta herbácea anual da família das Asteraceaes.

• Planta medicinal conhecida e utilizada desde a Antiguidade.

• Contém vários compostos ativos

Documentation strictement réservée aux Professionnels de Santé. À ne pas diffuser. Reproduction interdite. © 2016 NUTERGIA. Tous droits réservés

Camomila

• Actividade antibacteriana contra Helicobacter pylori. Shikov e al., 2008

• Actividade anti-diarreia, anti-secretória e anti-espasmódica via a


ativação de canais K+. De la Motte e al., 1997 ; Mehmood e al., 2015

• Actividade anti-inflamatória via inibição de COX-2 e de iNOS nos


macrófagos ativados pela LPS (lipopolisacarideo) Srivastava et al., 2009 ;
Bhaskaran et al., 2010 ; Drummond et al., 2013

• Efeito protector das mucosas gástricas contra as lesões induzidas


pelo etanol com redução da peroxidação dos lípidos e aumento da
atividade antioxidante (glutatião). Al-Hashem e al., 2010 ; Cemek e al., 2010

• Diminuição dos efeitos do stress. Pinto at al., 2008

Documentation strictement réservée aux Professionnels de Santé. À ne pas diffuser. Reproduction interdite. © 2016 NUTERGIA. Tous droits réservés

39
Melissa

• A Melissa officinalis é uma planta herbácea vigorosa da família das


Lamiaceaes.

• A Melissa é tradicionalmente utilizada pela sua ação tranquilizante


e nos efeitos do stress e distúrbios digestivos associados:
inchaços, gazes, digestão difícil.

Documentation strictement réservée aux Professionnels de Santé. À ne pas diffuser. Reproduction interdite. © 2016 NUTERGIA. Tous droits réservés

Melissa

• Alivia a ansiedade resultante do stress e acalma os distúrbios


do humor agindo diretamente nos receptores nicotínicos e
muscarínicos do cérebro. Kennedy et al., 2006

• Alivia as cãibras e o ardor do estômago, diminui a produção de


ácido gástrico e contribui para a proteção do aparelho digestivo das
úlceras. No animal, reduz os espasmos intestinais. Khayyal et al., 2001

• Associadaà menta ou ao coentro demonstrou uma redução dos


sintomas do SII como dores, desconforto e inchaços. Vejdani e al., 2006

• Possui propriedades anti-inflamatórias (Bounihi e al., 2013). Contém


OE de citral conhecido por inibir a secreção de TNFa e de NO. Abe e al.,
2003 ; Lin et al., 2008

Documentation strictement réservée aux Professionnels de Santé. À ne pas diffuser. Reproduction interdite. © 2016 NUTERGIA. Tous droits réservés

40
Quercetina
A quercetina é um polifenol da classe dos flavonóides de tipo flavonol
presente nas plantas.

A quercetina encontra-se nas plantas ligadas a um açúcar para formar um


heterósido.

A quantidade de quercetina encontrada nas plantas varia em função das


condições de crescimento, da época e da colheita.

Documentation strictement réservée aux Professionnels de Santé. À ne pas diffuser. Reproduction interdite. © 2016 NUTERGIA. Tous droits réservés

Quercetina
• Armadilha de radicais livres pelas suas propriedades antioxidantes
da classe de flavonoides (Bors et al., 1994) e aumenta o nível de
glutatião (Segundo Andrea e al., 2015)

• Efeitoanti-inflamatório provavelmente pela inibição da produção de


ON. (Angeloni et al., 2012)

• Reforça as junções apertadas através do aumento da expressão


das proteínas associadas e favorecendo a sua associação. Suzuki e al.,
2011

• Protegeo estômago contra os danos causados pelo etanol


e reduz a inflamação gástrica causada por
(Segundo Andrea e al., 2015)
uma infeção de Helicobacter pylori (González-Segovia e al., 2008)

• Reduz as úlceras aftosas com aplicação local. Hamdy e al., 2010

• Protege os enterócitos dos danos causados pelo cigarro


impedindo a peroxidação dos lípidos membranários. Begum e al., 2004

Documentation strictement réservée aux Professionnels de Santé. À ne pas diffuser. Reproduction interdite. © 2016 NUTERGIA. Tous droits réservés

41
Efeito da Quercetina nas junções apertadas

•Suzuki et al., 2011

Documentation strictement réservée aux Professionnels de Santé. À ne pas diffuser. Reproduction interdite. © 2016 NUTERGIA. Tous droits réservés

Vitamina B2

• A vitamina B2 corresponde à riboflavina

• Nutriente essencial para a saúde humana que deve ser fornecida


pela alimentação (leite, ovos, carne magra, levedura alimentar…).

• Aportes nutricionais aconselhados: (Afssa)

Documentation strictement réservée aux Professionnels de Santé. À ne pas diffuser. Reproduction interdite. © 2016 NUTERGIA. Tous droits réservés

42
Vitamina B2

• Alegação reconhecida pela EFSA : a vitamina B2 contribui para a


proteção das células contra o stress oxidativo.
 Coenzima indispensável para o normal funcionamento da
Glutatião redutase Ashoori e al., 2014

 Poderá ter propriedades antioxidantes independentes da


Glutatião redutase

• Alegação reconhecida pela EFSA : a vitamina B2 contribui para a


manutenção de mucosas normais.
 uma carência em vitamina B2 afeta as mucosas.

Documentation strictement réservée aux Professionnels de Santé. À ne pas diffuser. Reproduction interdite. © 2016 NUTERGIA. Tous droits réservés

Glutamina
• A glutamina não é um aminoácido essencial, mesmo que o nosso
organismo seja incapaz de a sintetizar suficientemente nalgumas
situações de stress.

• A glutamina está no entanto pouco presente na nossa alimentação,


encontramo-la na forma de glutamato mas que permite no entanto
a sua síntese.

Glutamina
sintetase

• Encontra-se livre no sangue, mas também armazenada nos tecidos.


Os músculos contêm 2/3 do pool intracelular.

• Contém 2 grupos azotados, em que um provém do seu precursor o


glutamato e proveniente de um ião amónio do sangue.

Documentation strictement réservée aux Professionnels de Santé. À ne pas diffuser. Reproduction interdite. © 2016 NUTERGIA. Tous droits réservés

43
Glutamina : mais do que um aminoácido
• A glutamina é mais do que um elemento das proteínas (as proteínas contêm 6%),
tem um papel de destaque em muitas funções, por isso a glutamina é o
aminoácido livre mais abundante do organismo (50-60% das reservas em aminoácidos) :

 Pela balança glutamina - glutamato, regula a homeostasia ácido-base


e a homeostasia do amoníaco (transporte ou eliminação no fígado e
ríns).

 Importante no metabolismo da glucose.

 Importante no cérebro na síntese do glutamato (que não ultrapassa a


barreira hemato-encefálica) e do GABA.

Um aminoácido central como dador de carbono e de azoto pela síntese


de outros aminoácidos, os ácidos nucléicos (bases de purina e de
pirimidina).

Combustível privilegiado das células com divisão rápida (células


imunitárias, enterócitos).

 Permite regular o stress oxidativo com a síntese do Glutatião.

Documentation strictement réservée aux Professionnels de Santé. À ne pas diffuser. Reproduction interdite. © 2016 NUTERGIA. Tous droits réservés

Glutamina : mais do que aminoácido

As necessidades em Glutamina aumenta consideravelmente em algumas


situações : traumatismo, intervenção cirurgica, doença grave.

O organismo compensa com a sintese endógena (fonte muscular), mas que


necessita geralmente de um aporte suplementar pela alimentação.

Darmau, 1993

Documentation strictement réservée aux Professionnels de Santé. À ne pas diffuser. Reproduction interdite. © 2016 NUTERGIA. Tous droits réservés

44
Glutamina e energia (cíclo de Krebs)
A glutamina é a fonte principal dos enterócitos (os 2/3 da glutamina
captada pelos intestinos é oxidada)

Encontrado na
citrulina, a alanina, a
prolina e a ornitina

NADH

Darmau, 1993

Documentation strictement réservée aux Professionnels de Santé. À ne pas diffuser. Reproduction interdite. © 2016 NUTERGIA. Tous droits réservés

Glutamina e permeabilidade intestinal


O intestino depende da alimentação ou de outros tecidos porque existe uma
fraca capacidade de síntese.

A Glutamina é importante para a manutenção da permeabilidade intestinal:


 Apoia o crescimento normal da mucosa intestinal e previne a atrofia da mucosa
e das vilosidades Coëffier e al., 2003
 Uma carência em Glutamina provoca uma baixa da expressão das proteínas
das junções apertadas (claudin-1 e occludin) e a sua relocalização. Li e al., 2004

 Molda a inflamação intestinal reduzindo a produção de citoquinas pro-


inflamatórias. Coëffier e al., 2002 ; Coëffier e al., 2002,

 É benéfica para lutar contra os efeitos prejudiciais dos esforços físicos


intensos (Zuhl et al., 2014), dos AINE (Hond e al., 1999), do acetaldeído (metabolito do
etanol) e na permeabilidade intestinal. Basuroy e al., 2005
 Reduz os efeitos gastro-intestinais dos tratamentos anti-cancro (quimioterapia
e radioterapia). Savarese e al., 2003
 Aumenta a esperança de vida dos pacientes com cuidados intensivos (De-
Souza e al., 2005), possivelmente restaurando as funções da barreira intestinal e
reduzindo os riscos de infeção. Ding e al., 2003
Documentation strictement réservée aux Professionnels de Santé. À ne pas diffuser. Reproduction interdite. © 2016 NUTERGIA. Tous droits réservés

45
Glutamina e permeabilidade intestinal

Rao et al., 2012

Documentation strictement réservée aux Professionnels de Santé. À ne pas diffuser. Reproduction interdite. © 2016 NUTERGIA. Tous droits réservés

Possível mecanismo de manutenção da


permeabilidade intestinal pela Glutamina
Suplementação
em Glutamina

Junção
apertada

Junção de
adesão

Carência em
Glutamina

Rao et al., 2012

Documentation strictement réservée aux Professionnels de Santé. À ne pas diffuser. Reproduction interdite. © 2016 NUTERGIA. Tous droits réservés

46
Glutamina e síntese da glutationa
A glutamina permite lutar contra o stress oxidativo pela síntese da
glutatião via o glutamato.

Lúmen intestinal

Glicina Cisteína

Glutamato

Cisteína

Glicina Cisteína Glutamato

Sido et al., 1998 Sangue


Documentation strictement réservée aux Professionnels de Santé. À ne pas diffuser. Reproduction interdite. © 2016 NUTERGIA. Tous droits réservés

Glutamina, Glutamato e GABA

Glutamina

Célula Glial Glutamato

Glutamato Excitante

GAD Vit. B6,


Decarboxilase Cl-, Ca2+
Neurónio
Self-control
GABA calmante

Sinais de carências em GABA : instabilidade, falta de calma,


incapacidade em descontrair, rigidez, músculos tensos,
incapaz de descansar por estar tenso.

Documentation strictement réservée aux Professionnels de Santé. À ne pas diffuser. Reproduction interdite. © 2016 NUTERGIA. Tous droits réservés

47
Terreno B (p1)

O H
A inflamação da mucosa intestinal, O intestino é o primeiro órgão capaz
que seja aguda ou crónica de de regular a glicémia com a
baixo grau é bastante prejudicial
para o ecosistema no seu todo B secreção da GLP-1 (Glucagon-Like
Peptide-1), a incretina, em função
(flora, mucosa e GALT). O oligoelemento essencial: da riqueza do bolo alimentar em
Sabe-se que os polifenóis têm um Molibdénio açúcar. É esta hormona que irá
impacto na flora intestinal • Contribui para melhorar os estimular o nervo vago e regular a
favorecendo o crescimento de distúrbios digestivos. secreção de insulina e constituir
bactérias benéficas e inibindo as • Contribui para o com o Peptídeo YY, as duas
bactérias patogénias. metabolismo dos principais hormonas « corta-fome".
Vários estudos demonstram a O nível de GLP-1 secretado é
compostos sulfurados.
importância de antioxidantes dependente do nível de fibras
vegetais nas patologias prebióticas fermentadas pela flora :
inflamatórias intestinais. um intestino "saudável" é a garantia
de um bom controlo da glicémia!
C Além de mais, relembramos que
O intestino é a sede da absorção de ácidos gordos. alguns microorganismos como
Candida albicans são grandes
Distúrbios da mucosa intestinal têm um impacto na
consumidores de açúcares lentos :
assimilação de ácidos gordos. um terreno H é um terreno fértil para
Existe um relação estreita entra a flora intestinal e ácidos o seu desenvolvimento!
gordos contidos no bolo alimentar: estão a decorrer
alguns estudos para entender estas ligações.

95 Documentation strictement réservée aux Professionnels de Santé. À ne pas diffuser. Reproduction interdite. © 2016 NUTERGIA. Tous droits réservés

Terreno B (p2)

A N
O sistema digestivo contém
• Uma alimentação
desequilibrada pobre em fruta e 100 mil milhões de neurónios
legumes e rica em carne, têm e a mesma quantidade de
um impacto na flora; traduz-se neurotransmissores do que o
por um aumento da produção B cérebro! O intestino, é hoje em
de ácidos no lúmem intestinal. dia considerado como o nosso
Este desregulamento do pH O oligoelemento essencial : 2º cérebro e o ator importante:
intestinal influência a formação Molibdénio sintetiza 80% da serotonina do
de uma flora patogénia e os • Contribui para melhorar os organismo… Saúde intestinal
ácidos produzidos podem ser problemas digestivos. e saúde mental estão ligados!
absorvidos e favorecer um • Contribui para o metabolismo
terreno A. dos compostos sulfurados.
• As fibras prebióticas favorecem
a assimilação de alguns
oligoelementos (Mg, Ca, Cu…),
intervindo no equilíbrio ácido- A permeabilidade da barreira intestinal gera um excesso na passagem de
I
base do organismo. tóxicos na circulação e uma solicitação importante da função de
detoxificação hepática.
Por isso, um terreno B não tratado vai ter consequências no terreno I. Não
esquecer que o intestino e a microbiota também estão envolvidos na
desitoxicação com manifestação do citocrómo por exemplo….

96 Documentation strictement réservée aux Professionnels de Santé. À ne pas diffuser. Reproduction interdite. © 2016 NUTERGIA. Tous droits réservés

48
O terreno I
Intoxicado

97

Terreno I : Intoxicado I

Características do terreno: Distúrbios frequentemente


• Excesso de toxinas e tóxicos observados:
celulares e hepáticos. • Distúrbios cardio-vasculares.
• Ultaprassagem das • Sobrecarga ponderal ou metabólica.
capacidades de eliminação do • Distúrbios relacionados com
organismo. poluições, tabaco, álcool, amálgamas,
metais pesados.

Causas frequentes :
• Terreno de excessos (da mesa, álcool, tabaco, medicamentos…).
• Relacionado ao terreno oxidado com a idade (aumento dos riscos
cardiovasculares) por vezes devido a um intestino poroso.

98 Documentation strictement réservée aux Professionnels de Santé. À ne pas diffuser. Reproduction interdite. © 2016 NUTERGIA. Tous droits réservés

49
Papéis fisiológicos do zinco
I
 Intervém na atividade de mais de 300 enzimas e mais de mil milhões de
fatores de transcrição.
 Declíneo progressivo com a idade (diminuição dos aportes e da absorção).
Equilíbrio ácido-base.
Papel importante de Metabolismo hormonal
antioxidante: (insulina, tiroxina,
actividade da SOD glucocorticoides…).
e da catalase.

Funcionamento
do sistema
imunitário e Zn Metabolismo dos açúcares,
cognitivo. ácidos gordos, proteínas e da
vitamina A.

Fertilidade, Síntese dos ácidos


reprodução. nucleícos.

Síntese do colagénio e dos


aminoácidos sulfurados  manutenção
dos ossos, pele e faneras.

99 Documentation strictement réservée aux Professionnels de Santé. À ne pas diffuser. Reproduction interdite. © 2016 NUTERGIA. Tous droits réservés

OLiGOMAX Zinco I

OLiGOMAX Zinco

% VRN*
Magnésio 22 mg 6
Zinco 5 50
Ferro 75 µg 0,5
Cobre 62 µg 6
Manganês 36 µg 2
Selénio 7,7 µg 14
Crómio 5,6 µg 14
Molibdénio 5,6 µg 11
5 ml por dia em * Valores de Referência do Nutriente
½ copo de água

100 Documentation strictement réservée aux Professionnels de Santé. À ne pas diffuser. Reproduction interdite. © 2016 NUTERGIA. Tous droits réservés

50
Tratamento terreno I I
Fase 1 Fase 2
(1 mês) (1 a 2 meses)

OLiGOMAX Zinco OLiGOMAX Zinco


5 ml /dia 5 ml /dia

ERGYTAURINA BICEBE
(à base de compostos sulfurados, (à base de 11 vitaminas, zinco, crómio)
vitaminas B6, B9, zinco) 1 a 4 cápsula(s) /dia
2 cápsulas /dia

ERGYEPUR SYNERBIOL
(à base de Cardo mariano, Desmodium, (à base de óleos de Borragem e de
Alcachofra, Boldo, Oligoelementos) peixes selvagens)
1 tampa-doseadora/dia 2 cápsulas /dia

101 Documentation strictement réservée aux Professionnels de Santé. À ne pas diffuser. Reproduction interdite. © 2016 NUTERGIA. Tous droits réservés

Terreno I
O H
A fase 1 de detox hepática gera O fígado, orgão de armazenamento Entre as numerosas
N
de glúcidos, em glicogénio também é perturbações neurológicas
derivados oxidados, tratados
o orgão chave dos processos de presentes na alimentação,
geralmente por diferentes detoxificação… podemos referir o glúten de
antioxidantes, por isso, um Saúde hepática e gestão dos trigo e a caseina do leite:
terreno I, com solicitação açúcares estão interligados! Estudos revelaram que alguns
excessiva do fígado, favorece o metabolitos intermediários
aparecimento do terreno O. Ao
contrário, uma carência ou um I chamados "opioides-like"
podem ter efeitos no
excesso de antioxidantes no O oligoelemento essencial : comportamento.
organismo associado a um Zinco
terreno O, não neutralizará os
derivados tóxicos gerados pela
• Atividade e manutenção da
SOD. A permeabilidade intestinal, B
fase 1, tornando o processo de favorece a passagem de
• Eliminação da toxinas e
detox perigoso. tóxicos e tóxinas no
tóxicos.
organismo sobresolicitando
Muitas toxinas acumulam-se no C as funções hepáticas de
tecido adiposo. Por isso, uma dieta A detox.
« emagrecimento » acompanha-se Um excesso de acidez provoca Além disso, o intestino, órgão
de uma libertação maciça de com o tempo, um esgotamento confrontado às toxinas e
toxinas. dos emunctórios. Este tóxicos presentes no bolo
O medo de engordar é por vezes a esgotamento pode gerar uma alimentar possuem as suas
causa de carências em ácidos dificuldade em eliminar as próprias capacidades de
gordos polinsaturados… Neste toxinas e tóxicos que detoxificação (como os
caso, pense em tratar os 2 acumulamos. citocromos).
terrrenos em simultâneo!

102 Documentation strictement réservée aux Professionnels de Santé. À ne pas diffuser. Reproduction interdite. © 2016 NUTERGIA. Tous droits réservés

51
O terreno O
Oxido-desnaturado

103

Terreno O : Oxido-desnaturado O

Características do terreno :
• Terreno típico dos distúrbios
degenerativos por excesso de Distúrbios frequentemente observados:
radicais livres endógenos e • Envelhecimento acelerado.
exógenos. • Inflamações crónicas.
• Marca uma situação de stress • Distúrbios neuro-degenerativos.
oxidativo. • Doenças crónicas/ degenerativas.

Causas frequentes :
• Inflamações crónicas (artrose com terreno A, problemas
cardiovasculares com terreno I…).
• Envelhecimento.
• Alimentação pobre em frutas e legumes frescos.
• Stress (ver terreno N), excesso de sol, tabaco…

104 Documentation strictement réservée aux Professionnels de Santé. À ne pas diffuser. Reproduction interdite. © 2016 NUTERGIA. Tous droits réservés

52
Papéis fisiológicos do selénio
O
 Incorporação em mais de 30 seleno-enzimas com propriedades antioxidantes como GPx.
 Declínio progressivo com a idade (diminuição dos aportes e da absorção).

Antioxidante
Desintoxicação dos xenobióticos, anti-
asma, alergia, artrite
Prevenção DCV e diabetes Regulação dos metabolitos do
ácido araquidónico e expressão
dos genes pró-inflamatórios.
Síntese das prostaglandinas
Regulação das
hormonas da tiroide
Se
Estimula e regula a
imunidade: estimulação NK,
neutrófilos, LT, LB,
macrófagos; síntese das
Anti-cancro prostaglandinas
Espermatogénese

105 Documentation strictement réservée aux Professionnels de Santé. À ne pas diffuser. Reproduction interdite. © 2016 NUTERGIA. Tous droits réservés

OLiGOMAX Selénio O

OLiGOMAX Selénio

% VRN*
Magnésio 22 mg 6
Zinco 131 µg 1,5
Ferro 75 µg 0,5
Cobre 62 µg 6
Selénio 50 µg 91
Manganês 36 µg 2
Crómio 5,6 µg 14
Molibdénio 5,6 µg 11
* Valores de Referência do Nutriente
5 ml por dia em
½ copo de água

106 Documentation strictement réservée aux Professionnels de Santé. À ne pas diffuser. Reproduction interdite. © 2016 NUTERGIA. Tous droits réservés

53
Protocolo terreno O O
Fase 1 Fase 2
(1 mês) (1 a 2 meses)

OLiGOMAX Selénio OLiGOMAX Selénio


5 ml / dia 5 ml / dia

ERGYORTHO
(à base de vitaminas C, E,
carotenoides, polifenóis, selénio,
SYNERBIOL
manganês, cobre) (à base de óleos de Borragem e de
peixes selvagens)
2 a 4 cápsulas/dia 2 cápsulas /dia

ERGYDREN ERGYORTHO
(à base de vitaminas C, E,
(à base de Rainha dos prados, Alcachofra, carotenoides, polifenóis,selénio,
Groselheira Negra, Alburno de Tília, manganês, cobre)
Oligoelementos)
1 a 2 tampa(s)-doseadora /dia 2 a 4 cápsulas /dia

107 Documentation strictement réservée aux Professionnels de Santé. À ne pas diffuser. Reproduction interdite. © 2016 NUTERGIA. Tous droits réservés

Terreno O
A
A fase 1 de detoxificação
hepática gera derivados
I Um excesso de acidez provoca
a longo termo um esgotamento
oxidados, tratados dos emunctórios. Este
normalmente com esgotamento pode gerar
antioxidantes, por isso, um dificuldade em eliminar as
terreno I, que solicita em várias toxinas que acumulamos. H
excesso o fígado, favorece o Um terreno H não tratado pode
aparecimento de um terreno provocar produtos de glicação,
O. Ao contrário, uma O verdadeiras toxinas pro-oxidantes
carência ou um excesso de e pro-inflamatórias. Estes
O oligoelemento essencial:
antioxidantes no organismo, produtos de glicação estão
Selénio envolvidos no envelhecimento
associada a um terreno O,
• Actividade das enzimas mas também nas lesões dos
não neutralizará os
antioxidantes. tecidos observados em diversas
derivados tóxicos gerados
• Proteção celular contra o patologias como a diabetes.
na fase 1, tornando o
stress oxidativo.
processo de detox perigoso.
O fígado, órgão de
armazenamento de glúcidos,
em glicogénio também é o O stress oxidante tem um efeito prejudicial nas funções
N
órgão chave nos processo neuronais. Por isso, diversos estudos demonstraram um beneficio
de detox... dos diferentes antioxidantes nas pessoas com stress ou
Saúde hepática e gestão dos depressivas. É o caso, por exemplo, da curcumina que pode ter
açúcares estão fortemente um papel importante na diminuição da secreção excessiva do
cortisol.
ligados!

108 Documentation strictement réservée aux Professionnels de Santé. À ne pas diffuser. Reproduction interdite. © 2016 NUTERGIA. Tous droits réservés

54
Terreno O

C
Muitas toxinas acumulam-se no
tecido adiposo. Por isso, uma dieta
« emagrecimento » acompanha- A inflamação da mucosa
B
se de uma libertação massiva de intestinal, aguda ou crónica é
toxinas. O medo de engordar é por
vezes a causa de uma carência O prejudicial para o ecosistema no
seu todo
em ácidos gordos polinsaturados.
O oligoelemento essencial: (flora, mucosa e GALT).
Neste caso, pensar em tratar os 2
terrenos em simultâneo! Selénio Os polifenois têm um impacto na
• Actividade das enzimas flora intestinal favorecendo o
antioxidantes. crescimento de bactérias
• Proteção celular contra o benéficas e inibindo as bactérias
stress oxidado. patogénias.
Diversos estudos demonstram a
importância dos antioxidantes
vegetais nas patologias
inflamatórias intestinais.

109 Documentation strictement réservée aux Professionnels de Santé. À ne pas diffuser. Reproduction interdite. © 2016 NUTERGIA. Tous droits réservés

Principios e interpretação
do IoMET®

110

55
Regras de interpretação

• Para simplificar a leitura, os terrenos perturbados (>30%) aparecem


destacados.
• Os sinais clínicos devem ser orientados pelo terapeuta com o tratamento do
terreno a tratar mesmo que seja inferior a 30%.

REGRA BASE: ACONSELHAR SEMPRE O TRATAMENTO DO TERRENO


DOMINANTE.

111 Documentation strictement réservée aux Professionnels de Santé. À ne pas diffuser. Reproduction interdite. © 2016 NUTERGIA. Tous droits réservés

Tripé do ecosistema intestinal

MUCOSAS

Entupimento do
Se Terreno B >30 Fígado

INTEGRIDADE
= ABSORÇÃO

Simbiose
SISTEMA IMUNITÁRIO FLORA INTESTINAL
INTESTINAL

= GALT
= 80 % das células imunitárias

112 Documentation strictement réservée aux Professionnels de Santé. À ne pas diffuser. Reproduction interdite. © 2016 NUTERGIA. Tous droits réservés

56
Regras de interpretação

113 Documentation strictement réservée aux Professionnels de Santé. À ne pas diffuser. Reproduction interdite. © 2016 NUTERGIA. Tous droits réservés

O índice IoMET®

Índice IoMET® :
Indicador de perturbação global dos terrenos.
 Considera o conjunto dos desequilíbrios dos 7 terrenos.
 Riscos dos pacientes relacionados com os seus hábitos nutricionais
e modo de vida.

Importância dupla :

 ADAPTAR o tratamento e a duração das curas.

 APRECIAR QUANTITATIVAMENTE
a melhoria do estado geral após um tratamento.

114 Documentation strictement réservée aux Professionnels de Santé. À ne pas diffuser. Reproduction interdite. © 2016 NUTERGIA. Tous droits réservés

57
O índice IoMET®

Perigo acrescido

115 Documentation strictement réservée aux Professionnels de Santé. À ne pas diffuser. Reproduction interdite. © 2016 NUTERGIA. Tous droits réservés

Como adaptar o tratamento?

92% da população* tem um valor de índice compreendido entre os 4 e os 17.


*Estudo realizado com 22733 perfis IoMET® entre 2003 e 2008.
Índice Índice
IoMET® IoMET®

- 4 Exposição aos riscos 17 +

 Melhor envolvência do paciente


 Personalização do tratamento

 Repetição do IoMET®

Frequência recomendada entre 2 IoMET® = 3 a 6 meses

116 Documentation strictement réservée aux Professionnels de Santé. À ne pas diffuser. Reproduction interdite. © 2016 NUTERGIA. Tous droits réservés

58
https://pro.iomet.pt/pt/extranet/aide.php

117 Documentation strictement réservée aux Professionnels de Santé. À ne pas diffuser. Reproduction interdite. © 2016 NUTERGIA. Tous droits réservés

Na prática

118

59
Caso prático

Protocolo proposto

Conselhos alimentares

119 Documentation strictement réservée aux Professionnels de Santé. À ne pas diffuser. Reproduction interdite. © 2016 NUTERGIA. Tous droits réservés

Caso prático

Protocolo proposto

Conselhos alimentares

BASO-COLÍTICO

120 Documentation strictement réservée aux Professionnels de Santé. À ne pas diffuser. Reproduction interdite. © 2016 NUTERGIA. Tous droits réservés

60
Caso prático

Protocolo proposto

Conselhos alimentares

CARENCIA DE AGPI

121 Documentation strictement réservée aux Professionnels de Santé. À ne pas diffuser. Reproduction interdite. © 2016 NUTERGIA. Tous droits réservés

Caso prático

Protocolo proposto

Conselhos alimentares

122 Documentation strictement réservée aux Professionnels de Santé. À ne pas diffuser. Reproduction interdite. © 2016 NUTERGIA. Tous droits réservés

61
Caso prático

Protocolo proposto

Conselhos alimentares

OXIDADO
DESNATURADO

123 Documentation strictement réservée aux Professionnels de Santé. À ne pas diffuser. Reproduction interdite. © 2016 NUTERGIA. Tous droits réservés

Outros casos práticos

124

62
David 36 anos 1

• Nascido no fim do tempo, cesariana complicada, sem leite materno,


faringite crónica, sem febre, malformação cardíaca ao nascer,
distúrbios do ritmo, em 2016, 900 extrassístoles em 24 horas:
hospitalização de emergência com distúrbios do ritmo (240
pulsações) : conclusão stress « espasmofílico ».
• Em 2008 intervenção cirúrgica cardíaca.
• Problema de estômago, vómitos nocturnos, refluxo ácido = nexiam 20
(PH métrie = 160 refluxo ácido/24h).
• Hiperhomocisteinémia 19,7 = folavit.
• Diz-se hipermaníaco, intolerante aos cheiros, consultou um psiquiatra
por causa da espasmofilia.
• Razão da consulta: engordou 16 kg num ano, hernia hiatal.
• 96 kg 180 cm = BMI 29,6.

125 Documentation strictement réservée aux Professionnels de Santé. À ne pas diffuser. Reproduction interdite. © 2016 NUTERGIA. Tous droits réservés

David 36 anos 1
• Pirose, vómitos nocturnos= nexiam 20.
• ph métrie 160 refluxo /24h.
• Taquicardia.
• 2 crianças com 1 e 4 anos : displasia renal.
• 4 a 5 motilum por dia.
• TA 16/10.

Anamnese alimentar
• Um copo de leite de soja com chocolate no carro (não consegue
levantar-se cedo de manhã).
• Barrita de chocolate Kellogs.
• 11h uma maçã= mal suportada.
• Cookie de manteiga ou de chocolate, pacote de biscoitos.
• Petisca durante o dia, produtos lácteos doces.
• Profissão: comercial no chocolate.
• Não bebe vinho.

126 Documentation strictement réservée aux Professionnels de Santé. À ne pas diffuser. Reproduction interdite. © 2016 NUTERGIA. Tous droits réservés

63
David 36 anos 1

• Biologia sanguinea.
• Glicémia em 90, HBA1c : 5.6.
• Tiroide ok.
• Enzimas hepáticas ok.
• Balanço lipídico HDL 62, colest. 201, triglic 66.
• Catequolaminas ok.
• Ph urinário 1,3.

127 Documentation strictement réservée aux Professionnels de Santé. À ne pas diffuser. Reproduction interdite. © 2016 NUTERGIA. Tous droits réservés

David 36 anos – janeiro 2011


1

 OLiGOMAX Mo
 ERGYPROTECT
 ERGYDREN Novo plano alimentar
 ERGYPHILUS Confort
 ERGY D

128 Documentation strictement réservée aux Professionnels de Santé. À ne pas diffuser. Reproduction interdite. © 2016 NUTERGIA. Tous droits réservés

64
David 36 anos – março 2011
1

 OLiGOMAX Mg
 ERGYSTRESS 2x2 • Perdeu 11 kg em 7 semanas.
 VECTISÉEREN 3 cápsulas 16h • Quase sem refluxo.
 ERGYBASE 2 cápsulas • TA 12/7.
 VECTIPUR 2x2 • 1 motilium em 7 semanas, sem
 ERGY D rinite alérgica, com mais fôlego,
 ERGYPHILUS Plus 1 cáps. menos oprimido, mantém o stress!!
noite

129 Documentation strictement réservée aux Professionnels de Santé. À ne pas diffuser. Reproduction interdite. © 2016 NUTERGIA. Tous droits réservés

Homem de 61 anos 5
Abril 2010
• Tratamento terreno B 3
meses

Agosto 2010

• = Risco CV importante :
 ERGYTAURINA,
ERGYORTHO,
OLiGOMAX Se

130 Documentation strictement réservée aux Professionnels de Santé. À ne pas diffuser. Reproduction interdite. © 2016 NUTERGIA. Tous droits réservés

65
Senhora nascida em 1963 6

• Quistos mamários, mãe cancro da mama.

Outubro 2010

131 Documentation strictement réservée aux Professionnels de Santé. À ne pas diffuser. Reproduction interdite. © 2016 NUTERGIA. Tous droits réservés

Victor nascido em 1984 7

• Dores dispersas não identificadas, com patchs de morfina.


• Fisiopatologia : teoria de Guy Simonnet (Bordeaux).
• Receptores NMDA e poliaminas (espermina, espermidina, putrescina a partir
de ornitina).

132 Documentation strictement réservée aux Professionnels de Santé. À ne pas diffuser. Reproduction interdite. © 2016 NUTERGIA. Tous droits réservés

66
Criança com 7 anos com problemas ORL e alergias
8
• Gostaria de saber se podemos fazer um tratamento como se fosse para um adulto com
doses adaptadas ou não?
• Tem alergia ao pólen, a gatos, às gramineas, é intolerante à proteina do leite. Não foram
feitos testes porque é tratado com cortisona e anti –histamínicos e poderia alterar os
resultados. Tem bronquites asmáticas, anginas, febre dos fenos, muitos problemas ORL
que alastram muitas vezes até aos pulmões.
• É uma criança que não come quase nenhum legume nem fruta desde os 2 anos de
idade, recusa os estratagemas da mãe. Começa agora a comer cenoura crua, rabanetes
e sumo de fruta. Come muita carne e queijo. Como tem dificuldade com os sabores e as
texturas (vómitos), não sei se tomará algum tipo de medicação.

133 Documentation strictement réservée aux Professionnels de Santé. À ne pas diffuser. Reproduction interdite. © 2016 NUTERGIA. Tous droits réservés

Mulher de 52 anos - IMC : 19,8 11

• « Fibromialgia ».
• Ablação da tiroide, ablação VB, (quistos), histerectomia, líquen
atrófico vulvar, estenose biliar reoperada.
• Esgotada, dores na anca durante a noite, diarreia gordurosa.

134 Documentation strictement réservée aux Professionnels de Santé. À ne pas diffuser. Reproduction interdite. © 2016 NUTERGIA. Tous droits réservés

67
Mulher com 64 anos - IMC : 26,2 12

• « Fibromialgia », ateroma, AVC, colesterol, infeções ORL repetidas.

135 Documentation strictement réservée aux Professionnels de Santé. À ne pas diffuser. Reproduction interdite. © 2016 NUTERGIA. Tous droits réservés

Annie, 61 anos 13

• Excesso de peso (20 kg), HTA (TTT hipotensor + fluidificante para o


sangue), ácido úrico
• Artrose, tendinites...
• Alergias +++ (sol desde criança, cortisona - desodorizantes : eczema &
prurido ++++, lactose, soja : diarreia).
• Stress +++++.

Acompanhamento:
• Gestão do stress ++++.
• Alimentação individualizada :
desacidificação, gestão dos açúcares
& excitantes, AGPI, monodietas...

136 Documentation strictement réservée aux Professionnels de Santé. À ne pas diffuser. Reproduction interdite. © 2016 NUTERGIA. Tous droits réservés

68
Uma paciente: T.A., 36 anos, 168cm, 63kg 14

• Endometriose há 4 anos, gerida por hormonoterapia « previsão: para


toda a vida» (sem menstruação).
• Obstipação crónica desde a adolescência (laxativo indispensável),
inchaços e dores abdominais intensas.

137 Documentation strictement réservée aux Professionnels de Santé. À ne pas diffuser. Reproduction interdite. © 2016 NUTERGIA. Tous droits réservés

Site Nutergia grande público

Aconselhar os pacientes a
ler os dossier sobre a saúde
no nosso site :
www.nutergia.pt
Uma fonte de informação
rica e muito bem
documentada, dirigida ao
grande público para ajudar
a sua prática.

Partilhe connosco no
Facebook

@laboratório.nutergia

138 Documentation strictement réservée aux Professionnels de Santé. À ne pas diffuser. Reproduction interdite. © 2016 NUTERGIA. Tous droits réservés

69
Site Nutergia profissional

Peça um código de
acesso em
www.nutergia.pt >
espaço
profissional

139 Documentation strictement réservée aux Professionnels de Santé. À ne pas diffuser. Reproduction interdite. © 2016 NUTERGIA. Tous droits réservés

Site IoMET® profissional

140 Documentation strictement réservée aux Professionnels de Santé. À ne pas diffuser. Reproduction interdite. © 2016 NUTERGIA. Tous droits réservés

70
Obrigado!

141

71

Você também pode gostar