Você está na página 1de 26

Curso: SI

Disciplina: MATEMÁTICA DISCRETA

Notas de Aula sobre


Análise Combinatória

Prof. Luciana Paiva

1
Como surgiu a Análise
Combinatória?

Da necessidade que os homens


tiveram em calcular maneiras
seguras de ganharem em certos
jogos de azar.
Tais como:
Baralho, Dados e Moedas
Análise Combinatória
Introdução
 A análise combinatória visa desenvolver métodos que
permitem contar o número de elementos de um
conjunto, sendo estes elementos, agrupamentos
formados sob certas condições.
 A primeira vista pode parecer desnecessária a
existência destes métodos. Isto é verdade se o número
de elementos que queremos contar for pequeno.
Entretanto, se o número de elementos a serem contados
for grande, esse trabalho torna-se quase que impossível,
sem o uso de métodos especiais.
3
 Exemplos
1) A é o conjunto de números com 2 algarismos distintos
formados a partir dos dígitos 1, 2 e 3.

A = {12, 13, 21, 23, 31, 32}


Número de elementos de A: 6
2) C é o conjunto das seqüências de letras que se
obtêm, mudando-se a ordem das letras da palavra
ARI (anagramas da palavra ARI).
C = {ARI, AIR, IRA, IAR, RAI, RIA}

Número de elementos de C: 6

4
 Exemplos
3) D é o conjunto de números de três algarismos, todos
distintos, formados a partir dos dígitos 1, 2, 3, 4, 5, 6,
7 e 8.

D = {123, 124, 125, ... , 875, 876}

Número de elementos de D: 336

5
 PRINCÍPIO FUNDAMENTAL DA CONTAGEM
Se uma ação é composta de duas etapas sucessivas,
sendo que a primeira pode ser feita de m modos e, para
cada um destes, a segunda pode ser feita de n modos,
então o número de modos de realizar a ação é m.n.

6
 Exemplos
1) Temos três cidades X, Y e Z. Existem 4 rodovias
que ligam X com Y e 5 que ligam Y com Z. Partindo
de X e passando por Y, de quantas formas podemos
chegar até Z?

7
Diagrama de Árvore

8
 Exemplos
2) Uma moeda é lançada três vezes. Qual o número de
seqüências possíveis de cara (K) e coroa (C) ?

As seqüências podem ser obtidas através do diagrama


de árvore:

9
9
10
Exemplos práticos de
Análise Combinatória
1º Exemplo: Saída para uma festa
Caso você resolva sair p/ uma festa
e precise escolher que roupa usar,
você separa duas calças e três
camisas, que considera próprias
para a ocasião. De quantas
maneiras diferentes você consegue
se vestir?Quantos conjuntos você
pode formar?
Temos: 2 calças e 3 Camisas

• Cada calça forma 3 • Se você se dispõe


conjuntos, uma com de 2 pares de
cada camisa, como sapatos, o número
são duas calças ainda vai ficar
temos: multiplicado por 2.
2x3=6 conjuntos

2 calças x 3 camisas x 2 pares de


sapatos.
2x3x2=12 maneiras de se vestir
R$ R$
2º Exemplo: Caixa eletrônico Casos 10 5,00

1º 1 18
Imagine um saque num
2º 2 16
caixa eletrônico, no valor
de R$ 100,00. De quantas 3º 3 14
formas diferentes a 4º 4 12
maquina pode efetuar o
pagamento, admitindo que 5º 5 10
só existam notas de R$ ° ° °
5,00 e R$ 10,00
° ° °
° ° °
10º 10 Ñ
11º Ñ 20
A importância da ordem
• Vamos fazer dois sorteios, 1º de um carro
e depois de uma bicicleta, entre 10
pessoas.
10 possíveis ganhadores p/ o carro
9 possíveis ganhadores p/ a bicicleta
Como são prêmios distintos, temos:
10x9=90 possíveis duplas de
ganhadores
OBS: Neste caso a ordem
importa e chamamos de
Arranjos.
Quando a ordem não
importa
• Se o sorteio fosse de dois carros,
teríamos:

10x9=45 possíveis duplas de


2 ganhadores
3º Exemplo: No Ônibus
• Num ônibus, ficaram vagos 5 lugares e há 7
pessoas em pé, entre elas uma gestante.
Por educação, um dos lugares vagos foi
cedido à senhora gestante. De quantas
maneiras diferentes os outros passageiros
podem ocupar os demais lugares vagos,
ficando, obviamente, 2 em pé?
• Neste caso a ordem importa, então
teremos:

6x 5x 4x 3= 360 maneiras
QUANTIDADE DE ARRANJOS

An,k  n.(n  1).(n  2).....(n  (k  1))


 
produtode k fatores

n!
An,k 
(n  k )!

18
Usando a Formula do Arranjo:

A6,4 => Arranjos de 6 pessoas em grupo


de 4.
Temos:
A 6,4 = 6! => 6x5x4x3x2! =360
(6-4)! 2!
Fórmula: An,k = n!
(n-k)!
•E se for 5 pessoas em 5 lugares?

Temos:
5x4x3x2x1 = 5! = 120 maneiras

Obs: Arranjos como esse são


chamados de Permutação
PERMUTAÇÕES
Denominamos permutação de n elementos dados a toda
sucessão de n termos formada com os n elementos
dados.

Número de Permutações de n elementos distintos:

Pn  n!
Exemplo:
Quantos são os anagramas da palavra BRASIL?
Resp.: 720

21
Número de Permutações com elementos repetidos:

n!
P n
n1 , n2 , n3 ,...,nk

n1!n2!n3!...nk !
Exemplo:
Quantos são os anagramas da palavra:
a) ELEGER b) CANDIDATA

Resp.: a) 120 b) 30240

22
Exemplo de Combinação
• O setor de emergência de um
hospital conta, para plantões
noturnos, com 3 pediatras, 4
Clínicos gerais e 5 enfermeiros. As
equipes de plantão deverão ser
constituídas por 1 pediatra, 1 clínico
geral e 2 enfermeiros.
a) Quantos pares distintos de enfermeiros
podem ser formados;
C5,2 => Combinação de 5 enfermeiros em grupos de 2.

C5,2 = 5x4 = 5x4 = 20 = 10 duplas


P2 2! 2
b) Quantas equipes de plantão distintas
podem ser formadas.
Temos: 3 pediatras, 4 clínicos e 5 enfermeiros.
Cada equipe deve ter: 1 pediatra, 1 clínico e 2 enfermeiros
R= 3x4xC5,2 =3x4x10 = 120 equipes
Obs: As combinações são os Arranjos descontando
as permutações. E nas combinações, a ordem
não importa.
QUANTIDADE DE COMBINAÇÕES

Combinações de n elementos em
grupos de k elementos:

n!
Cn , k 
k!(n  k )!

25
COMBINAÇÕES

Exemplo:
Formar as combinações dos algarismos 1, 3, 5 e 7 em
grupos de 2.

4! 4!
C4 , 2  
2!(4  2)! 2!2!

4.3.2! 12
C4 , 2   6
2!2! 2.1
26