Você está na página 1de 72

1.

 Linguagem Visual
1 1 Composição
1.1. Composição
• A composiçãoi ã da d imagem
i segue algumas
l
convenções herdadas da pintura clássica e
modificadas a partir do desenvolvimento das
artes gráficas e digitais. Depende também de um
repertório
p de imagens
g de cada individuo,, ou seja
j
um índice de tudo que vimos durante a vida e
buscamos identificar ao olharmos ao nosso redor.
Sã de
São d modo d gerall comuns à culturalt i
imagética
éti
ocidental e se referem a uma educação visual já
assimilada durante a educação e a exposição aos
meios de comunicação.
• (a) Regra dos Terços ‐ Os sujeitos principais se 
ç q
colocam na interseção das linhas que dividem 
vertical e horizontalmente a tela em 3 partes 
iguais.
iguais
(a) Regra dos Terços
(a) Regra dos Terços
(a) Regra dos Terços
(a) Regra dos Terços
• (b) Escala ‐ Existe uma relação aparente de 
q g
tamanho que a imagem transmite. A 
audiência julga interpretando várias chaves 
visuais: comparando o entorno com o sujeito
visuais: comparando o entorno com o sujeito 
que se conhece o tamanho; comparando o 
sujeito com sujeitos de tamanhos conhecidos;
sujeito com sujeitos de tamanhos conhecidos; 
em função do espaço dentro do 
enquadramento; relacionando a perspectiva 
da tomada.
(b) Escala
(b) Escala
• (c) Sentido Visual ‐ É preciso respeitar a 
É
ç q g p
direção do olhar, o que significa sempre deixar 
mais espaço à frente que atrás. Para isso, 
deixar espaço livre no sentido em que o tema
deixar espaço livre no sentido em que o tema 
se move para dar equilíbrio e reforçar o seu 
significado.
significado
(c) Sentido Visual
• (d) Eixo de 180° ‐ Em quaisquer planos 
p
sucessivos de duas pessoas olhando ou 
falando com outras, é necessário que ambas 
sejam apresentadas olhando em sentidos
sejam apresentadas olhando em sentidos 
opostos, viradas uma para a outra. A 
correspondência da linha do olhar confirma a
correspondência da linha do olhar confirma a 
relação espacial. Essa continuidade também 
serve para a direção do olhar para objetos em 
geral.
(d) Eixo de 180°
(d) Eixo de 180°
(d) Quebra do Eixo de 180°
(d) Quebra do Eixo de 180°
2. Linguagem Cinematográfica
2 1 Enquadramentos Básicos
2.1 Enquadramentos Básicos
• PLANO ABERTO (“LONG SHOT”)
• PLANO MÉDIO
PLANO MÉDIO
• PLANO FECHADO (“CLOSE‐UP)
• (a) PLANO ABERTO (“LONG SHOT”) – a câmera 
j q
está distante do objeto, de modo que ele 
ocupa uma parte pequena do cenário. É um 
plano de AMBIENTAÇÃO
plano de AMBIENTAÇÃO.
(a) PLANO ABERTO (“LONG SHOT”)
• (b) PLANO MÉDIO (“MEDIUM SHOT”) –
É a 
j
câmera está a uma distância média do objeto, 
de modo que ele ocupa uma parte 
considerável do ambiente mas ainda tem
considerável do ambiente, mas ainda tem 
espaço à sua volta. É um plano de 
POSICIONAMENTO e MOVIMENTAÇÃO
POSICIONAMENTO e MOVIMENTAÇÃO.
(b) PLANO MÉDIO (“MEDIUM SHOT”)
• (c) PLANO FECHADO (“CLOSE‐UP) – a câmera 
p j q
está bem próxima do objeto, de modo que ele 
ocupa quase todo o cenário, sem deixar 
grandes espaços à sua volta É um plano de
grandes espaços à sua volta. É um plano de 
INTIMIDADE e EXPRESSÃO.
(c) PLANO FECHADO (“CLOSE‐UP)
2 1 Enquadramentos Básicos
2.1 Enquadramentos Básicos
• PLANO GERAL (PG)
( )
• PLANO DE CONJUNTO (PC)
( )
• PLANO MÉDIO (PM)
• PLANO AMERICANO (PA
PLANO AMERICANO (PA
• MEIO PRIMEIRO PLANO (MPP)
• PRIMEIRO PLANO (PP)
• PRIMEIRÍSSIMO PLANO (PPP)
PRIMEIRÍSSIMO PLANO (PPP)
• PLANO DETALHE (PD)
• (a) PLANO GERAL (PG) – Com um ângulo visual 
bem aberto, a câmera revela o cenário à sua 
frente. A figura humana ocupa espaço muito 
reduzido na tela Plano para exteriores ou
reduzido na tela. Plano para exteriores ou 
interiores de grandes proporções. Também 
chamado na intimidade de “Geralzão”
chamado, na intimidade, de “Geralzão”.
(a) PLANO GERAL (PG) 
• (b) PLANO DE CONJUNTO (PC) – Com um 
g
ângulo visual aberto, a câmera revela uma 
parte significativa do cenário à sua frente. A 
figura humana ocupa um espaço
figura humana ocupa um espaço 
relativamente maior na tela. É possível 
reconhecer os rostos das pessoas mais
reconhecer os rostos das pessoas mais 
próximas à câmera. Também poderíamos 
chamá‐lo de “Geralzinho”.
(b) PLANO DE CONJUNTO (PC) 
• (c) PLANO MÉDIO (PM) –
É A figura humana é 
q p p
enquadrada por inteiro, com um pouco de 
“ar” sobre a cabeça e um pouco de “chão” sob 
os pés
os pés.
(c) PLANO MÉDIO (PM) 
• (d) PLANO AMERICANO (PA) – A figura 
q j p
humana é enquadrada do joelho para cima.
(d) PLANO AMERICANO (PA) 
• (e) MEIO PRIMEIRO PLANO (MPP) – A figura 
q p
humana é enquadrada da cintura para cima.
(e) MEIO PRIMEIRO PLANO (MPP) 
• (f) PRIMEIRO PLANO (PP) – A figura humana é 
q p p
enquadrada do peito para cima. Também 
chamado de “CLOSE‐UP, ou “CLOSE”.
(f) PRIMEIRO PLANO (PP) 
• (g) PRIMEIRÍSSIMO PLANO (PPP) –
Í A figura 
q p
humana é enquadrada dos ombros para cima. 
Também chamado de “BIG CLOSE‐UP” ou 
BIG CLOSE .
“BIG‐CLOSE”
(g) PRIMEIRÍSSIMO PLANO (PPP) 
• (h) PLANO DETALHE (PD) – A câmera enquadra 
p p (
uma parte do rosto ou do corpo (um olho, 
uma mão, um pé, etc.). Também usado para 
objetos pequenos como uma caneta sobre a
objetos pequenos, como uma caneta sobre a 
mesa, um copo, uma caixa de fósforos, etc.
(h) PLANO DETALHE (PD)
2 3 Angulo da Câmera
2.3 Angulo da Câmera
• Â
ÂNGULO NORMAL
• PLONGÉE (palavra francesa que significa 
PLONGÉE (palavra francesa que significa
“mergulho”)
• CONTRA‐PLONGÉE (com o sentido de “contra‐
CONTRA PLONGÉE ( id d “
mergulho”)
• (a) ÂNGULO NORMAL –
 quando ela está no 
p q
nível dos olhos da pessoa que está sendo 
filmada.
(a) ÂNGULO NORMAL
• (b) PLONGÉE (palavra francesa que significa 
É
g
“mergulho”) –) qquando a câmera está acima do 
nível dos olhos, voltada para baixo. Também 
chamada de “câmera
chamada de  câmera alta
alta”.
(b) PLONGÉE (palavra francesa que significa “mergulho”)
• (c) CONTRA‐PLONGÉE (com o sentido de 
É
g ) q
“contra‐mergulho”) – quando a câmera está 
abaixo do nível dos olhos, voltada para cima. 
Também chamada de “câmera
Também chamada de  câmera baixa
baixa”.
(c) CONTRA‐PLONGÉE (com o sentido de “contra‐mergulho”)
2 4 Lado do Ângulo;
2.4 Lado do Ângulo;
• FRONTAL
• ¾ (TRÊS QUARTOS)
¾ (TRÊS QUARTOS)
• PERFIL
• DE NUCA
• (a) FRONTAL – a câmera está em linha reta 
p
com o nariz da pessoa filmada.
(a) FRONTAL
• (b) 3/4 – a câmera forma um ângulo de 
p g
aproximadamente 45 graus com o nariz da 
pessoa filmada. Essa posição pode ser 
realizada com muitas variantes
realizada com muitas variantes.
(b) 3/4
• (c) PERFIL – a câmera forma um ângulo de 
p g
aproximadamente 90 graus com o nariz da 
pessoa filmada. O perfil pode ser feito à 
esquerda ou à direita
esquerda ou à direita.
(c) PERFIL
• (d) DE NUCA – a câmera está em linha reta 
p
com a nuca da pessoa filmada.
(d) DE NUCA
2 5 Movimentos de Câmera
2.5 Movimentos de Câmera
• Movimentos dentro do quadro
• Movimentos da câmera
Movimentos da câmera
• (a) Movimentos dentro do quadro – com a 
p p j
câmera parada, pessoas e objetos mudam de 
posição, tanto lateralmente quanto afastando‐
se ou aproximando‐se
se ou aproximando se da câmera (ou numa 
da câmera (ou numa
combinação dessas duas possibilidades).

ENTRAR OU SAIR DE QUADRO
ENTRAR OU SAIR DE QUADRO
AFASTAR‐SE OU APROXIMAR‐SE DA CÂMERA
• (b)
(b) Movimentos da câmera –
i d â quando a câmera 
d â
movimenta‐se (e ela pode fazer isso de várias 
maneiras diferentes), você muda o 
enquadramento (que fica mais aberto, mais 
fechado, ou se desloca lateralmente).

PANORÂMICA (ou PAN), TILT
TRAVELLING
ZOOM (ZOOM‐IN ou ZOOM‐OUT)
3 Luz e Cor
3. Luz e Cor
• Qualidade
• Direção
• Cor
• Intensidade
• Textura
(a) Qualidade – Dura e Suave
(b) Direção – Frontal, Lateral e Contra Luz
* http://www.zvork.fr/vls/
(c) Cor – Temperatura de Cor
(e) Textura – Objetos que dão formas à luz
4 Câmera DSLR:
4. Câmera DSLR:
• Abertura(f‐Stop)
• Velocidade (Shutter)
Velocidade (Shutter)
• Sensibilidade (ISO)

* http://camerasim.com/camera‐simulator/
(a)Aberura(f‐Stop)
(b) Velocidade (Shutter)
(c) Sensibilidade (ISO)
Abertura Diafrágmax   Velocidade de Obturador x    Sensibilidade (ISO)
5 Estilo
5. Estilo