Você está na página 1de 16

:No contexto econômico mundial, a situação típica da América Latina durante os anos oitenta,

e que ainda permanece no Brasil, apresenta algumas características negativas. Assinale a


alternativa que melhor expressa esta situação.

a) Escassez de recursos naturais, baixas taxas de densidade demográfica, alta inflação,


estagnação econômica e grande percentual de população ativa.

b) Elevadas taxas de densidade demográfica, desemprego, população eminentemente rural,


agricultura irrigada e dívida externa elevada.

c) Abundância de recursos naturais, altas taxas de densidade demográfica, altos salários reais,
distribuição igualitária de renda, baixo índice de analfabetismo.

d) Altos níveis de industrialização, baixas taxas de mortalidade infantil, dificuldade na


manutenção do regime democrático, predomínio de grandes propriedades rurais, escassez de
recursos hídricos.

e) Alta inflação, dívida externa elevada, estagnação econômica, concentração de riquezas,


desemprego, dificuldade na manutenção do regime democrático.

resposta:[E]

Apesar da industrialização, os países latino-americanos não conseguiram ainda romper o


elevado grau de dependência em relação aos centros da economia mundial capitalista. Esta
dependência deve-se, principalmente, à

a) ausência generalizada de medidas que incentivem a integração econômica, através da


criação de blocos regionais.

b) necessidade de fluxos de capitais internacionais para incrementar as atividades econômicas


nacionais.

c) brusca redução das alternativas de exportação provocada pela crise dos países socialistas.

d) ausência generalizada de dispositivos legais que privilegiem o ensino básico, facilitando a


incorporação de cidadãos no mercado de trabalho.

e) hipertrofia do setor secundário da economia, provocando grande desequilíbrio na balança


comercial dos países.

resposta:[B]

:A análise do gráfico a seguir, relacionada com a estrutura econômica dos referidos países,
permite-nos afirmar que:
a) os níveis de industrialização muito próximos dos países da CEE garantem-lhes níveis
parecidos no padrão de vida.
b) todos os países da CEE que lideraram a navegação comercial do século XVI possuem hoje
alto padrão de vida.
c) o país da CEE que liderou a Revolução Industrial no século XVIII hoje apresenta um nível de
vida comparativamente mais baixo.
d) os países da CEE em que a agricultura tem um grande peso no PIB apresentam-se com níveis
de vida mais baixos.
e) os países da CEE que só conseguiram sua unificação nacional no século XIX são os que têm
níveis de vida mais baixos.

resposta:[D]

:Na questão da regionalização, o mundo pode ser dividido segundo o nível tecnológico e de
rendas; com base no modelo sócio-econômico e político e a regionalização tradicional. Quanto
à industrialização pode-se dizer que são de industrialização tardia os países:

a) Cuba, Coréia do Sul, Uruguai e Bolívia.

b) Nigéria, Sudão, Zaire e Egito.

c) Argentina, México, Brasil e África do Sul.

d) Brasil, Iugoslávia, E.U.A. e Irã.

e) E.U.A., França, Japão e Alemanha.

resposta:[C]

:A industrialização brasileira tem como marco a década de 1930, com o processo de


implantação de setores de base. Isto não quer dizer que, antes daquela década, não houvesse
indústrias no país. Elas existiram, só que compuseram um setor de pouca monta e, ainda:

a) se caracterizaram pela forte dependência a uma política de investimentos governamentais.

b) se basearam em capitais provenientes da exportação da borracha amazônica.

c) tiveram, na redução de tarifas de importação de manufaturados, seu principal fator de


competitividade.

d) estiveram ligadas à formação de um mercado consumidor representado pelo afluxo de


imigrantes europeus assalariados.

e) apresentaram forte concentração de investimentos nos setores de energia e transportes.


resposta:[D]

Quanto ao fato de o Brasil ser considerado país subdesenvolvido industrializado, é correto


afirmar que:

(01) Mesmo não tendo superado a situação de subdesenvolvimento, o Brasil se industrializou,


apoiado na iniciativa de milhares de trabalhadores e na abertura do mercado externo aos
produtos brasileiros.

(02) No estágio atual do sistema capitalista, não se pode mais definir a situação brasileira
como de subdesenvolvimento devido à forte presença da indústria.

(04) O grau de industrialização alcançado pelo Brasil pode ser atribuído, em grande parte, à
expansão do setor de bens de consumo duráveis e não-duráveis.

(08) O Brasil tornou-se um país subdesenvolvido industrializado principalmente pela


participação de empresas multinacionais em setores relevantes da atividade industrial.

(16) A situação de país subdesenvolvido industrializado não é exclusiva do Brasil. Outros


países, como Argentina, México, Coréia do Sul e Formosa, estão em posição semelhante.

Soma = ( )

resposta:04 + 16 = 20

Tomando como ponto de partida as informações contidas no gráfico a seguir, a afirmação


correta é:
(imagem abaixo)

a) A partir de meados da década de 60, a população urbana brasileira passa a ser mais
numerosa do que a população rural, em razão do aumento das migrações estrangeiras
juntamente com o das migrações internas de origem rural.
b) A partir de meados dos anos 60, a população urbana do país passa a ser mais numerosa do
que a população rural, em razão da industrialização acelerada provocada pelo "milagre
econômico" brasileiro ocorrido nessa década.
c) A partir de meados da década de 60, a população urbana passa a ser mais numerosa do que
a população rural, em razão da industrialização que se acentua desde o final da década de 50,
provocando migrações do campo para a cidade.
d) A década de 80 reflete o predomínio da população urbana do país, muito mais como
resultado do grande crescimento industrial deste período, considerado como o do "milagre
econômico" brasileiro.
e) As décadas de 40 e 50 indicam uma população rural maior do que a população urbana do
Brasil, pois a estrutura agrária do país ainda não se caracterizava pelo predomínio do latifúndio
que expulsava o homem do campo.
resposta:[C]

:O comércio mundial apresentou um crescimento muito grande a partir da década de 1950,


sendo que cada país teve uma participação diferente nesse processo de crescimento das
trocas mundiais. A respeito do comportamento do comércio internacional, pode-se afirmar
que:

I - a grande maioria desse comércio é feita entre os países de industrialização mais avançada;

II - nas transações comerciais internacionais predominam os produtos industrializados;

III - são as grandes empresas que realizam grande parte dessas transações internacionais,
principalmente as multinacionais;

IV - está havendo maior exportação de manufaturados por alguns países considerados


"periféricos".

As afirmativas corretas são:

a) somente I e IV.

b) somente II e III.

c) somente III e IV.

d) somente I, II e III.

e) I, II, III e IV.

resposta:[D]
As seguintes afirmações referem-se à industrialização brasileira.

I. Participação do capital das multinacionais na construção de infra-estrutura em produção


energética e rede viária.

II. Concentração espacial no Sudeste, em especial no eixo Rio-São Paulo.

III. Participação governamental, através do Plano de Metas, durante o governo Kubitscheck.

IV. Aplicação de vultosas verbas em ciência e tecnologia no setor de pesquisa das


Universidades.

Quanto a essas afirmações,

a) todas estão corretas.

b) somente a I está correta.

c) somente a II e a III estão corretas.

d) nenhuma está correta.

e) somente a I, a III e a IV estão corretas.

resposta:[C]

Esta questão versa sobre os processos de industrialização e de evolução econômica.

( ) A Europa Oriental caracteriza-se por ser uma das regiões do mundo onde existe uma grande
concentração industrial.

( ) A arrancada industrial no Brasil ocorreu a partir da década de 1950, com o Plano de Metas,
no Governo Juscelino Kubitschek.

( ) O estudo do processo de evolução econômica do Brasil nos revela que, no século XVIII, o
eixo econômico estava centralizado em Minas Gerais, e estruturado na atividade mineradora.

( ) A indústria siderúrgica, além de provocar um grande consumo de minério de ferro, utiliza


também o carvão como combustível a como coque de metalurgia, e os minérios que são
consumidos como ferro-liga.

( ) Um país industrializado não é necessariamente desenvolvido, da mesma maneira que um


país desenvolvido não é obrigatoriamente industrializado.

resposta:F V V V V

Analise as proposições em relação ao processo de industrialização.

( ) A indústria moderna se caracteriza por uma grande divisão do trabalho e o seu ritmo
depende basicamente das máquinas.
( ) As manufaturas tiveram o seu período áureo na Época Moderna (século XVI a XVIII).

( ) No sistema de manufaturas a energia básica é a eletricidade.

( ) A indústria moderna surgiu de fato com o Capitalismo.

( ) O artesanato surgiu com a Revolução Industrial, em fins do século XVIII.

resposta:V V F V F

"Na América Latina, países como o Brasil, o México, a Argentina e o Chile deflagraram
processos industriais antes da Segunda Guerra Mundial, baseados no desenvolvimento do
mercado interno (substituição de importações) e, mais tarde, em estímulos à indústria de
base. No leste asiático, os pequenos dragões ou tigres asiáticos ingressaram na industrialização
pós-guerra, utilizando como modelo a exportação de bens de consumo de baixo investimento
tecnológico, orientado para o mercado dos países desenvolvidos."

Refletindo para além do texto, pode-se afirmar que os países subdesenvolvidos

a) mencionados, industrializaram-se em momentos diferentes da história do capitalismo,


embora com caminhos diferentes, vêm, aos poucos, superando a situação de pobreza
econômica e social.

b) mencionados, podem servir como modelos para todos os demais que desejarem sair da
condição de subdesenvolvimento, pois o caminho é a industrialização.

c) mencionados, não tiveram na industrialização o caminho para a superação de seus


problemas sociais, uma vez que são, todos eles, países dependentes política, econômica e
tecnologicamente.

d) podem, de modo geral, seguindo o exemplo dos chamados "tigres da Ásia", tornarem-se
desenvolvidos, distanciando-se do tipo de industrialização latino-americana.

e) não mencionados, vêm conhecendo processos mais recentes de industrialização, o que a


prazos maiores ou menores, os levarão a superar suas condições de pobreza econômica e
social.

resposta:[C]

Sobre o processo de industrialização e distribuição espacial da indústria brasileira, é


INCORRETO afirmar:

(01) A grande concentração industrial localiza-se na região Sudeste, particularmente, no


estado de São Paulo.

(02) As regiões Norte e Centro-Oeste apresentam uma participação marginal no setor


secundário do país.

(04) A região Norte tem-se destacado nos últimos 10 anos, com as indústrias extrativas
minerais, siderúrgicas e automobilísticas.
(08) A Região Sul tem experimentado um notável crescimento no setor secundário nas últimas
décadas.

Resposta: 04

Embora pouco extenso, o Sudeste é a mais importante região brasileira em termos


econômicos e políticos. Sobre as características dessa região, julgue os itens que se seguem.

( ) A região Sudeste distingue-se do restante do Brasil por ser a área com maior proporção de
terras baixas. O relevo dessa região apresenta um claro predomínio de planícies sedimentares,
desgastadas pela erosão.

( ) O regime de chuvas dessa região é típico do clima temperado: as chuvas concentram-se no


inverno, o verão é a época da estiagem.

( ) A devastação da mata atlântica foi provocada pela expansão da agricultura e da indústria,


que deixaram apenas manchas da floresta.

( ) São Paulo, Rio de Janeiro e Belo Horizonte são as três metrópoles da Região Sudeste. Essas
cidades concentram uma grande parte da produção industrial, do comércio e dos serviços do
país.

( ) O processo de industrialização não atingiu toda a região sudeste, o que produziu espaços
geográficos diferenciados e grandes desigualdades dentro da própria região.

resposta:F F V V V

A industrialização, no Brasil, provocou profundas transformações na organização do espaço.

Baseando-se nessa afirmativa, pode-se dizer:

(01) No período do governo de Juscelino Kubitschek, o Brasil atingiu um estágio de


desenvolvimento e independência econômica que possibilitou a consolidação do seu parque
industrial.

(02) O período do "milagre econômico" caracterizou-se pela concentração industrial, pela


produção de bens de consumo duráveis e pelo aprofundamento dos desníveis regionais.

(04) O crescimento econômico brasileiro, nas décadas de 70/80 deste século, está associado
ao crescimento da sua dívida externa.

(08) Ao se industrializar, o Brasil conseguiu crescer economicamente e promover o seu


desenvolvimento.

(16) A indústria automobilística brasileira consolidou a formação do complexo industrial de São


Paulo.

resposta:02 + 04 + 08 + 16 = 30
Os três últimos governos federais brasileiros investiram enormes recursos em projetos
econômicos de grande vulto. Um desses projetos destaca-se por ser de grande extensão e
complexidade territorial, abrangendo setores como o de energia, transportes, mineração e
industrialização. Trata-se do projeto:

a) Jari.

b) Angra II.

c) Transamazônico.

d) Carajás.

e) Itaipu.

resposta:[D]

A construção da usina hidrelétrica de Tucuruí favoreceu o aproveitamento mineral:

a) do Quadrilátero Ferrífero.

b) da Serra dos Carajás.

c) do Maciço do Urucum.

d) da Serra do Navio.

e) de Mossoró.

resposta:[B]

Dentre os recursos minerais do Brasil, destacam-se o minério de ferro, o manganês e o


alumínio. A produção de um destes recursos atende tanto o mercado interno como o externo;
porém, em uma das jazidas, toda a produção obtida é exportada. Assinale a alternativa que
indica o recurso mineral, a localização da jazida e o país importador.

a) Minério de ferro, Maciço do Urucum, Japão.

b) Alumínio, Serra de Carajás, Estados Unidos.

c) Manganês, Serra do Navio, Estados Unidos.

d) Minério de ferro, Serra do navio, Alemanha.

e) Manganês, Quadrilátero Ferrífero, Japão.

R: C
:Entre as maiores reservas minerais do mundo estão as da Amazônia, onde se encontra a Serra
dos Carajás no sudeste do Pará, que se destaca pela produção de

a) prata, diamante, chumbo e enxofre.

b) ferro, cobre, manganês e ouro.

c) carvão, cromo, prata e potássio.

d) níquel, petróleo, urânio e chumbo.

e) ferro, zinco, estanho e calcário.

R: B

O maciço de Urucum, localizado no Mato Grosso do Sul, no Pantanal é rico em ferro e


manganês. No entanto, as suas reservas não estão sendo aproveitadas economicamente de
acordo com o seu potencial.

Dentre as alternativas a seguir, assinale a que MELHOR responde o motivo desse não
aproveitamento.

a) Não apresentam um teor em ferro e manganês que permitam o aproveitamento para a


indústria siderúrgica.

b) Para a produção do aço há necessidade do carvão e o Mato Grosso do Sul não possui
reservas carboníferas necessárias à produção de coque, associada à pequena industrialização
do Mato Grosso do Sul.

c) O País precisa ter reservas futuras para alimentar as indústrias siderúrgicas, nas próximas
décadas, e a reserva mineralógica de Urucum é uma das mais ricas do mundo no teor de ferro
e de manganês.

d) Não existem ferrovias ou rodovias organizadas que viabilizem o transporte do ferro


pelotizado para as siderúrgicas localizadas no Sudeste do País.

e) As reservas são extensas mas o teor mineral em ferro é baixo e as reservas de Carajás - PA
continuam a atender às necessidades dos principais mercados de consumo do país.

resposta:[D]

Assinale a alternativa INCORRETA sobre a produção mineral brasileira.

a) A energia produzida por Tucuruí permite a produção de alumínio no vale do rio Trombetas.

b) Os portos de Vitória e Tubarão escoam a produção mineral do Quadrilátero Ferrífero.

c) O maciço de Urucum é pouco explorado, em virtude da baixa concentração industrial da


região.

d) O projeto Carajás praticamente dispensou obras de infra-estrutura, por encontrar-se em


área já servida.
e) A serra do Navio, no Amapá, destaca-se na produção de manganês, exportado
principalmente para os Estados Unidos.

resposta:[D]

...) é responsável pela maior produção brasileira de minérios de ferro e manganês (...). Ao seu
redor ou diretamente vinculadas à disponibilidade de seus minérios, encontram-se diversas
indústrias siderúrgicas, responsáveis pela produção de aço. Há dois canais para o escoamento
do minério (...) através de Estrada de Ferro Vitória-Minas (...) e através da Estrada de Ferro
Central do Brasil (...)."

(SENE, E. & MOREIRA, J. C. "Geografia Geral e do Brasil. Espaço Geográfico e Globalização". São
Paulo: Scipione, 1998. p. 214.)

A área de extração mineral a que o texto se refere é o(a)

a) Quadrilátero Ferrífero.

b) Serra de Carajás.

c) Projeto Trombetas.

d) Maciço de Urucum.

e) Serra do Navio.

resposta:[A]

:Em relação às fontes de energia do Brasil, podemos afirmar que:

a) o preço do quilowatt de energia nuclear é um estímulo à instalação dessa fonte energética.

b) o aproveitamento dos nossos rios de planalto é de aproximadamente 90%, donde se conclui


que o Brasil deve buscar outras fontes energéticas.

c) o carvão mineral é uma importante fonte de energia, sendo que as principais vantagens das
jazidas brasileiras são o baixo custo da produção e a grande quantidade de carvão
coqueificável.

d) a produção de energia elétrica no Brasil é basicamente de fonte hidráulica e sua


participação supera a ordem de 75%.

e) as regiões sudeste e sul, juntas, participam com quase 75% da produção e 30% do consumo
total de energia elétrica.

resposta:[D]

Em relação às fontes de energia, assinale a alternativa incorreta.

a) A lenha ainda é muito utilizada no Brasil, principalmente para a produção de carvão vegetal.
b) O petróleo, além de ser uma fonte de energia, fornece matéria-prima para a indústria
petroquímica.

c) As refinarias de petróleo Landulfo Alves e Gabriel Passos se localizam em São Paulo.

d) Energia térmica é obtida pela queima de um combustível.

e) Os principais tipos de energia utilizados pelas indústrias são: a térmica, a elétrica e a


nuclear.

resposta:[C]

Sobre o consumo de energia no Brasil é correto afirmar que

a) a Região Sudeste não consegue consumir toda a energia que produz.

b) o setor residencial e de comércio representam 80% do consumo total de energia.

c) mais da metade da energia consumida no País provém de fontes renováveis, como a


hidráulica e a biomassa.

d) nesta década, devido às sucessivas crises econômicas, não tem havido aumento do
consumo de energia.

e) o petróleo e o carvão mineral representam mais de 70% da energia produzida para consumo
no País.

resposta:[C]

Nos últimos 40 anos quando se falava em exploração de petróleo no país, o nome que vinha à
cabeça dos brasileiros era um só: Petrobrás. Desde 1953, a estatal detinha o controle absoluto
da exploração e produção nacional de óleo.

"VEJA", S.P., 23/06/99.

Sobre essa importante fonte de energia, assinale a(s) proposição(ões) CORRETA(S).

(01) O crescimento acelerado da produção nacional de petróleo, nas últimas décadas, permitiu
que o Brasil se tornasse auto-suficiente nesse setor.

(02) A ampliação das reservas e da exploração de petróleo, no Brasil, foi possibilitada pela
descoberta de novos campos, localizados principalmente nas bacias sedimentares da
plataforma continental.

(04) O programa nacional de privatizações preservou, integralmente, a Petrobrás que ainda


detém o monopólio da exploração desse recurso natural de importância estratégica.

(08) O petróleo é um combustível fóssil que, tal como o carvão, constitui um recurso
energético vital para as modernas sociedades urbano-industriais.
(16) A Petrobrás, criada em 1953, no governo Getúlio Vargas, é exemplo de empreendimento
que demonstra a intervenção do Estado na economia para impulsionar setores considerados
essenciais.

resposta:02 + 08 + 16 = 26

(...) O consumo nacional de derivados de petróleo acusa uma ascensão regular, que traduz o
desenvolvimento das atividades do país, não só quanto ao transporte mas também quanto à
indústria.
No entanto (...) essa ascensão constante do consumo implica necessariamente um aumento
das importações, com dispêndios crescentes de divisas, que poderão ser empregadas na
compra de outras utilidades estrangeiras, quando o permitir a produção brasileira de óleo
mineral".
(DEL PRIORE, Mary et alli (orgs). "Documentos de História do Brasil: de Cabral aos anos 90".
São Paulo: Scipione, 1997.)

Esse texto é parte da mensagem enviada por Getúlio Vargas ao Congresso Nacional, em 1951,
propondo a criação da Petrobrás.
A leitura do texto permite concluir que o principal objetivo da Petrobrás era:
a) ampliar a exportação de petróleo, obtendo mais divisas para a economia nacional
b) aumentar a produção petrolífera, garantindo recursos para o desenvolvimento industrial
c) incentivar a construção de rodovias, objetivando o aumento do consumo de petróleo e
derivados
d) desenvolver a pesquisa petroquímica, gerando autonomia para o setor de produção de
petróleo

resposta:[B]

Refletindo sobre a dinâmica que marcou as etapas da industrialização brasileira, leia as


afirmativas abaixo, assinalando V para verdadeiro e F para falso:

( ) Ainda sob o governo de Getúlio Vargas, o estado brasileiro assumiu um importante papel na
industrialização brasileira, ao criar as companhias estatais de infra-estrutura e as indústrias
pesadas necessárias ao nosso desenvolvimento.

( ) Juscelino Kubistcheck redirecionou o modelo industrial brasileiro durante seu governo ao


abrir o país para a entrada das indústrias leves multinacionais, como por exemplo no setor
automobilístico.

( ) Durante o regime militar, o projeto de desenvolvimento econômico brasileiro voltou a


apoiar-se majoritariamente na iniciativa privada e nacional. A prioridade dos militares era
evitar o endividamento externo e direcionar investimentos à educação e à saúde.

( ) A partir dos anos 90, o Brasil passou a seguir fielmente os fundamentos do neoliberalismo, e
assim promoveu a diminuição da participação do Estado nas atividades econômicas e
industriais brasileiras, através de um amplo programa de privatizações no setor infra-
estrutural e de indústrias de base.
( ) Atualmente, as multinacionais controlam a maioria do mercado no setor das indústrias
leves; já no setor dos bens de produção ainda é vetada qualquer participação da iniciativa
privada.

A seqüência correta é:

a) F - F - V - F - V

b) F - F - V - V - V

c) V - V - F - F - V

d) F - V - V - V - F

e) V - V - F - V - F

resposta:[E]

Analise as alternativas que se referem às atividades econômicas da Região Sul do Brasil.


Identifique a alternativa INCORRETA.

a) A área industrial da região metropolitana de Porto Alegre é a mais recentemente


implantada, destacando-se a refinaria Presidente Vargas e as indústrias automobilísticas.

b) Dos Estados do Sul, destaca-se Santa Catarina na produção de carvão mineral, com 70% da
produção nacional.

c) A agricultura do Sul é a mais próspera do país, devido ao clima, à topografia favorável, à


mecanização e à técnica.

d) O talco é explorado no Paraná, que é o maior produtor nacional. A área de exploração situa-
se próximo a Ponta Grossa em Itaiacoca.

e) A região Sul possui o maior rebanho de ovinos do país e o maior parque frigorífico para
abate e industrialização de aves.

resposta:[A]

Observe o mapa a seguir.


(imagem abaixo)

Considere os seguintes fatores que influíram na expansão da indústria no território paulista.

1) O agravamento do "caos urbano" levou o governo federal a estabelecer incentivos para a


descentralização industrial.
2) A dinâmica do capitalismo industrial no Brasil levou, principalmente após a II Guerra
Mundial, a forte concentração industrial no Estado de São Paulo.
3) A implantação do Pró-Álcool nas regiões de Campinas e Ribeirão Preto.
4) A implantação do complexo aeronáutico e de indústrias de material bélico no Vale do
Paraíba.
5) A implantação do parque petroquímico e siderúrgico (COSIPA) em Cubatão.
Assinale a alternativa que apresenta a associação correta desses fatores com os períodos I (até
1975) e II (de 1975 a 1986).
a) 1.I; 2.I; 3.II; 4.II; 5.I
b) 1.II; 2.I; 3.II; 4.II; 5.I
c) 1.II; 2.I; 3.II; 4.I; 5.II
d) 1.I; 2.II; 3.II; 4.I; 5.II
e) 1.II; 2.I; 3.I; 4.II; 5.I

resposta:[B]

A industrialização brasileira tem como marco a década de 1930, com o processo de


implantação de setores de base. Isto não quer dizer que, antes daquela década, não houvesse
indústrias no país. Elas existiram, só que compuseram um setor de pouca monta e, ainda:

a) se caracterizaram pela forte dependência a uma política de investimentos governamentais.

b) se basearam em capitais provenientes da exportação da borracha amazônica.

c) tiveram, na redução de tarifas de importação de manufaturados, seu principal fator de


competitividade.

d) estiveram ligadas à formação de um mercado consumidor representado pelo afluxo de


imigrantes europeus assalariados.

e) apresentaram forte concentração de investimentos nos setores de energia e transportes.

resposta:[D]

Sobre a zona franca de Manaus podemos afirmar corretamente que:

a) seu parque industrial é dominado principalmente por modernas indústrias têxteis e


alimentícias.

b) seu projeto industrial tem como base a proteção tarifária e, em sua estrutura dominam os
capitais internacionais.

c) sua produção se destina basicamente a atender à demanda do mercado consumidor


regional.
d) mesmo caracterizando-se como um pólo industrial, a zona franca não chegou a promover
um processo de expansão urbana.

e) domina a utilização de matérias-primas regionais atendendo às necessidades do mercado


consumidor.

resposta:[E]

A industrialização, no Brasil, provocou profundas transformações na organização do espaço.

Baseando-se nessa afirmativa, pode-se dizer:

(01) No período do governo de Juscelino Kubitschek, o Brasil atingiu um estágio de


desenvolvimento e independência econômica que possibilitou a consolidação do seu parque
industrial.

(02) O período do "milagre econômico" caracterizou-se pela concentração industrial, pela


produção de bens de consumo duráveis e pelo aprofundamento dos desníveis regionais.

(04) O crescimento econômico brasileiro, nas décadas de 70/80 deste século, está associado
ao crescimento da sua dívida externa.

(08) Ao se industrializar, o Brasil conseguiu crescer economicamente e promover o seu


desenvolvimento.

(16) A indústria automobilística brasileira consolidou a formação do complexo industrial de São


Paulo.

Soma ( )

resposta:02 + 04 + 08 + 16 = 30

O maciço de Urucum, localizado no Mato Grosso do Sul, no Pantanal é rico em ferro e


manganês. No entanto, as suas reservas não estão sendo aproveitadas economicamente de
acordo com o seu potencial.

Dentre as alternativas a seguir, assinale a que MELHOR responde o motivo desse não
aproveitamento.

a) Não apresentam um teor em ferro e manganês que permitam o aproveitamento para a


indústria siderúrgica.

b) Para a produção do aço há necessidade do carvão e o Mato Grosso do Sul não possui
reservas carboníferas necessárias à produção de coque, associada à pequena industrialização
do Mato Grosso do Sul.

c) O País precisa ter reservas futuras para alimentar as indústrias siderúrgicas, nas próximas
décadas, e a reserva mineralógica de Urucum é uma das mais ricas do mundo no teor de ferro
e de manganês.
d) Não existem ferrovias ou rodovias organizadas que viabilizem o transporte do ferro
pelotizado para as siderúrgicas localizadas no Sudeste do País.

e) As reservas são extensas mas o teor mineral em ferro é baixo e as reservas de Carajás - PA
continuam a atender às necessidades dos principais mercados de consumo do país.

resposta:[D]