Você está na página 1de 5

Paul Tournier

Mitos e
Neuroses
Desarmonia da vida moderna

A B U

EDITORA

Editora Ultimato

Digitalizado por id

www.semeadoresdapalavra.net

Nossos e-books são disponibilizados gratuitamente, com a única finalidade


de oferecer leitura edificante a todos aqueles que não tem condições
econômicas para comprar.
Se você é financeiramente privilegiado, então utilize nosso acervo apenas
para avaliação, e, se gostar, abençoe autores, editoras e livrarias,
adquirindo os livros.

SEMEADORES DA PALAVRA e-books evangélicos


Co pyr ight © 1947, Delachaux et Niestlé, S.A. , Neuchatel, Suíça

TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.

Publicado originalmente sob o títu lo Désharmonie de La Vie


Moderne. Traduzido do espanhol com permissão e co m todos os
d ireito s reservados a ABU Editora e Editora Ultimato.

PRIMEIRA EDIÇÃO:
Julho 2002

TRADUÇÃO:
Yara Tenório da Motta

REVISÃO:
Milto n Azevedo Andrade Délnia M. C. Bastos

CAPA:
Sônia Couto
(Sobre foto de Kléo s M. Lenz César Jr.)

Catalogação na Fo nte do Departamento Nacio nal do Livro

To ur nier, Paul. 1898-1986


T725m
2002
Miros e neuroses; desarmonia da vida moderna / Paul Tournier:
tradução de Yara Tenório da Motta. — São Paulo: ABU Editora ;
Viçosa : Ultimato, 2002. 160p.

Tradução de: Mitos y neurosis.


ISBN 85-86539-52-X
I SBN 85-7055-039-1
1. Psicologia social. 2. Neurose. 3. Mitos. 1. Morra, Yara Tenório da. II. Tíiulo.
CDD: 157.7

ABU Editora
Caixa Postal 2216 - 01060-970 São Paulo, SP Telefone: (11) 5031-6278-
www.abub.otg.br/editora

Editora Ultimato
Caixa Postal 43 - 36570-000 Viçosa. MG Telefone: (31)3891-3149-Fax: (31)3891-1557 —
www.ultimato.com.br
***

Apresentação

Para nosso s dois filho s, Jean-Louis e Gabr iel, e para essa


geração jo vem, à qual a nossa geração deve ped ir perdão,
po r lhe haver legado um mundo tão enfer mo .

Uma foto de Tournier mostra um senho r meio calvo, de fisionomia bo ndo sa, sentado ao lado da
lareira de sua casa, batizada de "Le grain de blé" (O grão de trigo), na cidadezinha de Troinex,
subúrbio de Genebra, o mesmo lo cal em que nasceu e terminou seu s d ias, aos 87 ano s, em 8
de
outubro de 1986. Pois bem, sempre que leio (ou releio ) algu m d e seus livros, tenho a sensação de
estar naquela sala, co nversando com u m velho amigo. Seus textos são todos assim — escritos co m
um tom de intimidade que torna a leitura agradável e fluente.
Mas não no s enganemos. Esse estilo Sumário
co loquial, essa hu mild ade intelectual convivem com grande
sabedoria e cultur a privilegiada; de forma que, se você se der ao cuidado de r eler algumas de suas
paginas, vai enco ntrar certamente idéias que passaram despercebidas em leituras anteriores.
Assim é o livro que o prezado leito r tem em mãos. É sem dúvida obra pr ofu nda, embo ra não difícil.
Nele, Tournier chama a atenção par a um tema de tr anscendental importância: o "esp írito desta
época" está doente. Isso quer dizer que os problemas emo cionais do ho mem e da mulher mo dernos
não são gerado s, na maioria das vezes, apenas por suas experiências e traumas infantis, nem po r
qualquer
Apresentaçãooutro .......................................................................................................................
fator ind ividual. Não. É toda uma cultura que padece de uma enfermidade cuja 5
origem está na repressão do espir itual, no aband ono de suas fontes cristãs (sem, com isso, ter-se
esquecido
O Conflitodos valores
Interior cristão s).Moderno
do Homem Assim, as pessoas estão divid idas: guardam no mais pro fundo
.................................................................................. 6 do
seu ser um anseio por u ma vida mais elevada, ao mesmo tempo que se deixam arrastar pela o nda de
egoísmo cínico que caracteriza nossa época e que as leva a reivind icar u ma liberdad e quase
A Hierarquia na Pessoa......................................................................................................... 21
irrestrita, mas desvinculada da correspondente responsabilidade. E eis um ponto a realçar: embor a
escrito antes da metade do século passado (1947), o livro é mais pertinente hoje do que quando fo i
A Separação
publicado pelaentre o Espiritual
pr imeir a vez, jáeque o Temporal
os problemas ......................................................................
que Tournier abo rda não fizeram mais 35 do que se
agravar.
O aMito
E cura?do EProgresso
esse o grande..........................................................................................................
desafio atual da Igr eja, não apenas como instituição, mas também 48 como
comunidade daqueles que foram to cados por Jesus. "Vivemo s — d iz Tournier — a hora da Igreja".
O como
E Mito do Poder .................................................................................................................
a enfermidade do mundo afeta cada um de nó s, "a cur a do mundo depende da60nossa cura
pessoal". Este livro se propõe a auxiliar nessa cura.
Quero terminar esta breve apresentação, relatando um fato inter essante, que mostra co mo
A Cura................................................................................................................................ 69 os
escritos de Tournier, embora aparentem dir igir-se mais ao intelecto, produzem efeito s pr ofundos no
coração. O caso....................................................................................................................
Obras Citadas é narr ado pelo psicó logo cristão Gary Co llins em seu livr o The Christian 79
Psychology of Paul Tournier (A Psicologia Cristã de Paul Tournier). Ao terminar seu primeir o
livro, havendo -o submetido à crítica de amigo s cristãos, viu- se frente a opiniõ es tão contraditórias,
que reso lveu pro curar um antigo professor e amig o, homem descrente mas de profu ndo bom senso ,
em quem nosso jovem autor depositava grande confiança. "Leia o livro para mim", pediu o
professor. Depo is de várias ho ras de leitura, o homem interrompeu-o com u m pedido: "Está bem.
Agora vamos orar." Espantado, pergunto u To urnier: "Mas, como? O senhor agor a é um cr istão ?
Quando se converteu?" "Agor a", respo ndeu o professo r. Que nosso Pai de toda a bondade abençoe sua leitura
par a que ela o ajude a crescer mais e mais na maravilhosa graça do Senhor Jesus.