Você está na página 1de 15

Cartilha de

Cessão, Requisição e
Exercício dos
empregados da
Infraero em outros
órgãos públicos
Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária – Infraero
Diretoria de Serviços e Suporte Jurídico
Superintendência de Gestão de Pessoas - DSGP
Gerência do Efetivo e do Trabalho - GPET
Sumário
1. APRESENTAÇÃO ............................................................................................................... 3
2. NORMATIVOS QUE DISCIPLINAM A MATÉRIA ......................................................... 3
3. CONCEITOS ........................................................................................................................ 3
a. REQUISIÇÃO....................................................................................................................... 3
b. CESSÃO ............................................................................................................................... 3
c. COMPOSIÇÃO DA FORÇA DE TRABALHO (EXERCÍCIO EM OUTROS ÓRGÃOS) 3
d. ÓRGÃO CESSIONÁRIO ..................................................................................................... 3
e. ÓRGÃO CEDENTE ............................................................................................................. 3
4. HIPÓTESES EM QUE O EMPREGADO PODERÁ SER CEDIDO, REQUISITADO OU
EXERCER ATIVIDADE EM OUTRO ÓRGÃO PÚBLICO ....................................................... 3
5. O INÍCIO DO PROCESSO DE CESSÃO, REQUISIÇÃO E EXERCÍCIO ........................ 6
6. AUTORIDADE RESPONSÁVEL POR AUTORIZAR A CESSÃO................................... 7
7. ÓRGÃO OU ENTIDADE QUE PUBLICARÁ A PORTARIA DE CESSÃO..................... 7
8. MOMENTO EM QUE O EMPREGADO PODERÁ SE APRESENTAR NO ÓRGÃO
CESSIONÁRIO ............................................................................................................................ 7
9. NOMEAÇÃO DE EMPREGADO JÁ CEDIDO PARA CARGO EM COMISSÃO OU
FUNÇÃO DE CONFIANÇA NO PRÓPRIO ÓRGÃO ................................................................ 7
10. NOVA CESSÃO NO CASO DO EMPREGADO JÁ CEDIDO....................................... 7
11. A REMUNERAÇÃO DO EMPREGADO QUE FOR REQUISITADO OU CEDIDO ... 7
12. EQUIVALÊNCIA DOS CARGOS ................................................................................... 8
13. FREQUÊNCIA ................................................................................................................. 9
14. FÉRIAS ........................................................................................................................... 10
15. BENEFÍCIOS .................................................................................................................. 10
16. ACESSO ÀS PÁGINAS DA INFRAERO ..................................................................... 11
17. RETORNO À EMPRESA............................................................................................... 12
18. SÍNTESE ......................................................................................................................... 14

2
1. APRESENTAÇÃO

Esta cartilha visa facilitar o acesso às informações aos empregados cedidos,


requisitados, bem como aos interessados em exercer atividades em outros Órgãos Públicos.

2. NORMATIVOS QUE DISCIPLINAM A MATÉRIA

A cessão, requisição e exercício de empregados em outros órgãos públicos estão


previstas nos seguintes normativos:

a. MP – 18.14 (APE) – Manual de Procedimentos – Cessão de Empregados e Requisição de


Profissionais;
b. Decreto nº 9.144/2017 - Dispõe sobre as cessões e as requisições de pessoal em que a
administração pública federal, direta e indireta, seja parte;
c. Portaria nº 342/2017 - Estabelece regras e procedimentos quanto à cessão de servidores
e de empregados públicos da Administração Pública Federal direta, indireta, autárquica e
fundacional;
d. Lei nº 8.112/1990 - Dispõe sobre o regime jurídico dos Servidores Públicos Civis da
União, das autarquias e das fundações públicas federais.

3. CONCEITOS

a. REQUISIÇÃO
É o ato sem a necessidade de concordância do órgão ou da entidade de origem, implica a
transferência do exercício do agente público, sem alteração da lotação no órgão de origem.

b. CESSÃO
É o ato autorizativo pelo qual o agente público, sem suspensão ou interrupção do vínculo
funcional com a origem, passa a ter exercício fora da unidade de lotação ou da estatal
empregadora.

c. COMPOSIÇÃO DA FORÇA DE TRABALHO (EXERCÍCIO EM OUTROS ÓRGÃOS)


É a ação que poderá ser utilizada pelo Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e
Gestão - MP, com a finalidade de promover a composição da força de trabalho dos órgãos e
entidades da Administração Pública Federal, para determinar a lotação ou o exercício de
empregado ou servidor, independentemente de assumir cargo em comissão ou função de
confiança.

d. ÓRGÃO CESSIONÁRIO
Órgão no qual o empregado irá exercer suas atividades.

e. ÓRGÃO CEDENTE
Órgão de origem e lotação do empregado cedido, requisitado ou em exercício.

4. HIPÓTESES EM QUE O EMPREGADO PODERÁ SER CEDIDO, REQUISITADO


OU EXERCER ATIVIDADE EM OUTRO ÓRGÃO PÚBLICO
As hipóteses são:

3
a. Requisição: o Órgão interessado deverá emitir documento à Infraero, requisitando o
empregado. Os órgãos que podem requisitar são:
i. Advocacia Geral da União – AGU: Lei nº 8.682, de 14 de julho de 1993;
ii. Presidência da República – PR, e órgãos vinculados: Lei nº 9.007, de 17 de março de
1995.
O Fluxo 1 representa, de forma resumida, como funciona a requisição de empregados. A
qualquer tempo do processo pode haver interrupção ou cancelamento.

• O Órgão interessado encaminha


Órgão interessado Ofício para a Presidência da
Infraero requisitando o
empregado.

• Realiza análise técnica;


• Solicita manifestação do
Infraero empregado e da chefia
imediata;
• Publica a portaria.

Fluxo 1 - Fluxo resumido de Requisição

b. Cessão: A cessão é realizada para a ocupação de cargo em comissão ou de função de


confiança em outro órgão público ou entidade dos Poderes da União, dos Estados, do Distrito
Federal e dos Municípios, incluídas as empresas públicas e as sociedades de economia mista.
i. A cessão que implique reembolso pela administração pública federal, direta ou
indireta, somente ocorrerá para o exercício de cargo em comissão ou função de
confiança com graduação mínima equivalente ao nível 5 do Grupo – DAS;
ii. A cessão para outros Poderes ou entes federativos somente ocorrerá para o exercício
de cargo em comissão ou função de confiança com graduação mínima equivalente ao
nível 4 do Grupo – DAS;
iii. O Ministério Supervisor do Órgão interessado deverá emitir documento ao Ministério
dos Transportes, Portos e Aviação Civil – MTPA, solicitando a cessão do empregado
e indicando o cargo em comissão ou função de confiança com a graduação mínima
acima citada.
O Fluxo 2 representa, de forma resumida, como funciona a cessão de empregados. A
qualquer tempo do processo pode haver negativa, interrupção ou cancelamento.

4
• O Órgão interessado encaminha
Ofício para a Presidência da
Órgão interessado Infraero, solicitando a cessão do
empregado.

• Realiza análise técnica;


Infraero • Solicita manifestação do
empregado e da chefia
imediata.

Ministérios dos
• Realiza análise
Transportes, técnica;
Portos e Aviação • Publica a portaria.
Civil

Fluxo 2 - Fluxo resumido de cessão

c. Composição da força de trabalho (Exercício em outro órgão público): para cumprimento


ao texto da Lei 8.112, art. 93, §7º - “O Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão, com a
finalidade de promover a composição da força de trabalho dos órgãos e entidades da
Administração Pública Federal, poderá determinar a lotação ou o exercício de empregado ou
servidor, independentemente da observância do constante no inciso I e nos §§ 1º e 2º deste
artigo.”
O processo de exercício de empregados em outro órgão público inicia nas seguintes
hipóteses:
i. O Órgão interessado encaminha ofício à Presidência da Infraero com o(s) nome(s)
do(s) empregado(s) selecionado(s) para a composição da força de trabalho;
ii. A Superintendência de Gestão de Pessoas – DSGP prospecta órgãos, como por
exemplo, em localidades onde há aeroportos em processo de concessão.

É prerrogativa do Órgão interessado realizar o processo de seleção, não havendo nenhuma


interferência da Infraero nessa etapa do processo.
É prerrogativa do Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão a priorização
entre os processos dos órgãos e a definição de orçamento destinado à Cessão para os órgãos.
O Fluxo 3 representa, de forma resumida, como funciona o exercício de empregados. A
qualquer tempo do processo pode haver negativa, interrupção ou cancelamento.

5
• Prospecta órgãos (em locais
que há dependências em
Infraero processo de concessão).

Órgão • Envia Ofício de interesse (informando


quais empregados ou quais perfis
interessado desejáveis).

• Realiza análise;
Infraero • Solicita manifestação da chefia
imediata e do empregado.

Ministério do
Planejamento, • Realiza análise;
Desenvolviment • Publicação da
portaria.
o e Gestão

Fluxo 3 - Fluxo resumido de Exercício

d. Para atender os seguintes casos:


i. Infraprev (parágrafo único, art. 7º, Lei Complementar 108/2001);
ii. SINA (conforme Acordo Coletivo em vigor e §2º, art. 543, CLT).
e. Para atender situações previstas em leis específicas;
f. Para cumprir Termo de Cooperação Técnica e Administrativo ou Convênio
Administrativo.
Dúvidas antes da publicação da portaria deverão ser encaminhadas para
cessaoempregados@infraero.gov.br.

5. O INÍCIO DO PROCESSO DE CESSÃO, REQUISIÇÃO E EXERCÍCIO

O início do processo de cessão e requisição parte do Órgão cessionário e geralmente


ocorre da seguinte maneira:

a. Ao ter conhecimento do interesse do empregado em prestar serviços ao Órgão, este


solicita documentos do empregado, se for o caso, o convida a participar de etapas de entrevistas
ou outras formas de avaliação;
b. Alguns Órgãos exigem que o empregado não responda a processo administrativo na
Infraero. Assim, o nada consta de processo administrativo pode ser obtido por intermédio do e-
mail cessaoempregados@infraero.gov.br;
c. Caso a análise do Órgão seja positiva, é encaminhado Ofício para a Infraero solicitando
a liberação do empregado

O início do processo de composição de trabalho está descrito no item 4, subitem c.

6
6. AUTORIDADE RESPONSÁVEL POR AUTORIZAR A CESSÃO
As cessões serão autorizadas pelo Presidente da Infraero.

7. ÓRGÃO OU ENTIDADE QUE PUBLICARÁ A PORTARIA DE CESSÃO

a. Requisição: Será publicada pela Infraero;


b. Cessão: Será publicada pelo Ministério dos Transportes, Portos e Aviação Civil – MTPA;
c. Exercício: Será publicada pelo Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão -
MP.

8. MOMENTO EM QUE O EMPREGADO PODERÁ SE APRESENTAR NO ÓRGÃO


CESSIONÁRIO

O empregado deverá aguardar a publicação da Portaria, bem como a carta de


apresentação.
A carta de apresentação será emitida pela Coordenação de Cessão de Empregados –
RHCP-4.
As portarias têm vigência de 30 dias e o empregado deverá se apresentar neste período,
caso haja excepcionalidade, a Infraero tentará negociar com o órgão a prorrogação do prazo.
Dúvidas após a publicação da portaria deverão ser encaminhadas para
controlerh@infraero.gov.br.

9. NOMEAÇÃO DE EMPREGADO JÁ CEDIDO PARA CARGO EM COMISSÃO OU


FUNÇÃO DE CONFIANÇA NO PRÓPRIO ÓRGÃO
Na hipótese de o empregado público já cedido ser nomeado no mesmo órgão não há a
necessidade de novo processo de cessão.

10. NOVA CESSÃO NO CASO DO EMPREGADO JÁ CEDIDO

O empregado que já está cedido e inicia um novo processo deve:


a. Aguardar, no órgão atual, a publicação da nova Portaria de Cessão;
b. Negociar com o Órgão onde está exercendo as atividades qual será o último dia de
trabalho, bem como solicitar o Ofício de encerramento da cessão;
c. Apresentar para a Infraero o Ofício de encerramento da cessão no Órgão anterior,
contendo a data do último dia de exercício;
d. Apresentar no novo Órgão a carta de apresentação, emitida pela Coordenação de Cessão
de Empregados – RHCP-4, da Infraero.
Dúvidas após a publicação da portaria deverão ser encaminhadas para
controlerh@infraero.gov.br.

11. A REMUNERAÇÃO DO EMPREGADO QUE FOR REQUISITADO OU CEDIDO


O empregado continuará recebendo sua remuneração normalmente pela Infraero.
Caso o empregado venha a ser nomeado para o exercício de cargo em comissão ou função
de confiança no Órgão onde está atuando, deverá optar pela remuneração conforme abaixo:

7
a. A remuneração da Infraero (contracheque emitido pela Infraero) com acréscimo de 60%
do valor do cargo em comissão ou função de confiança (contracheque emitido pelo Órgão
Cessionário), ou;
b. 100% do valor do cargo em comissão ou função de confiança (contracheque emitido pelo
Órgão Cessionário), acrescido do adicional por tempo de serviço e de qualquer outra parcela
considerada- vantagem pessoal (contracheque emitido pela Infraero).

12. EQUIVALÊNCIA DOS CARGOS


Essas informações podem ser obtidas no anexo da Orientação Normativa nº 11, de 9 de
setembro de 2013, da Secretaria de Gestão Pública do Ministério do Planejamento, Orçamento e
Gestão:
a. Poder Legislativo

Cargo em comissão Senado Cargos em comissão


Federal Poder Executivo Federal
SF-03 NES
SF-02 DAS-6
SF-01 DAS-5
AP-01 DAS-5
AP-02 DAS-4
AP-03 DAS-3
AP-04 DAS-2
AP-05 DAS-1
AP-06 FG-1
AP-07 FG-2
AP-08 FG-3
Tabela 1 - Equivalência com o Poder Legislativo - Senado Federal

Cargo em comissão Câmara Cargos em comissão


dos Deputados Poder Executivo Federal
Cargos de Natureza Especial
CNE-07 NES
CNE-09 DAS 101.6
CNE-10 DAS 101.5
CNE-11 e 12 DAS 101.4
CNE-13 DAS 101.3
CNE-14 DAS 101.2
CNE-15 DAS 101.1
Secretário Parlamentar
SP-24 e 25 DAS 101.5
SP-19 a 23 DAS 101.4
SP-14 a 18 DAS 101.3
SP-10 a 13 DAS 101.2
SP-07 a 09 DAS 101.1
SP-05 e 06 FG-1
SP-03 e 04 FG-2
SP-01 e 02 FG-3
Tabela 2 - Equivalência com o Poder Legislativo - Câmara dos Deputados

b. Poder Judiciário

8
Cargo em comissão Poder Cargos em comissão
Judiciário Poder Executivo Federal
CJ-4 NES
CJ-3 DAS-6
CJ-2 DAS-5
CJ-1 DAS-4
FC-6 DAS-3
FC-5 DAS-2
FC-4 DAS-1
FC-3 FG-1
FC-2 FG-2
FC-1 FG-3
Tabela 3 - Equivalência com o Poder Judiciário

c. Poder Público da União

Cargo em comissão Poder Cargos em comissão


Judiciário Poder Executivo Federal
CC-7 NES
CC-6 DAS-6
CC-5 DAS-5
CC-4 DAS-4
CC-3 DAS-3
CC-2 DAS-2
CC-1 DAS-1
FC-3 FG-1
FC-2 FG-2
FC-1 FG-3
Tabela 4 - Equivalência com o Poder Público da União

d. Empresas Públicas e Sociedades de Economia Mista da União, bem como órgão


e entidades dos Estados, Distrito Federal e Municípios

Cargo do Poder Executivo Cargos das Empresas Públicas e das Sociedades de


Federal Economia Mista Federais e dos Órgãos ou Entidades
dos Estados, dos Municípios e do Distrito Federal
Secretário-Executivo Autoridade máxima da empresa pública federal, estadual ou
municipal, sociedade de economia mista federal, estadual
ou municipal, ou autoridade máxima subordinada ao
Secretário Estadual, Municipal ou Distrital do órgão ou
entidade cessionário
DAS-6 2º nível hierárquico
DAS-5 3º nível hierárquico
DAS-4 4º nível hierárquico
DAS-3 5º nível hierárquico
DAS-2 6º nível hierárquico
DAS-1 7º nível hierárquico
FG-1 8º nível hierárquico
FG-2 9º nível hierárquico
FG-3 10º nível hierárquico
Tabela 5 - Outras equivalências

13. FREQUÊNCIA

9
O Órgão cessionário deverá informar a frequência dos empregados mensalmente, por
meio de Ofício à Infraero.
A comunicação de afastamento deve ocorrer ao órgão cessionário e a Infraero. Quanto ao
órgão cessionário, o empregado deve verificar quais são as exigências. Para a Infraero, a
comunicação deve ocorrer conforme segue:
a. Atestados referentes às licenças médicas: digitalizar e encaminhar para a Coordenação de
Cessão de Empregados pelo e-mail cedidos.atestados@infraero.gov.br.
b. Atestados de acompanhamento ou consultas e exames de meio período: digitalizar e
encaminhar pelo e-mail controlerh@infraero.gov.br;
Atenção: A área de SST exige ciência da chefia imediata do Órgão cessionário no verso dos
atestados médicos.
Obs.: Devem ser cumpridos os prazos previstos no Manual de Procedimentos MP – 18.06
(APE) – Afastamento Temporário de Empregado.
Caso o empregado tenha alguma dúvida, pode entrar em contato por intermédio do e-mail
controlerh@infraero.gov.br.

14. FÉRIAS

Na carta de apresentação ao cessionário é informada a programação de férias do


empregado constante no Sistema da Infraero.
Para nova marcação ou alteração das férias deve ser encaminhado Ofício para a
Coordenação de Cessão de Empregados – RHCP-4.
O Ofício digitalizado e outros assuntos relacionados às férias poderão ser encaminhados
ao e-mail atendimentorh@infraero.gov.br.
O empregado poderá visualizar a programação registrada no sistema da Infraero por meio
do RH online (http://www.infraero.gov.br/rhonline/), utilizando o usuário e senha de rede.
Verifique e atenda aos prazos descritos no Manual de Procedimentos MP – 18.01 (APE).

15. BENEFÍCIOS
Os empregados cedidos podem optar pelos benefícios da Infraero ou do Órgão
cessionário.
As informações podem ser acessadas por meio da página Institucional do site da Infraero
(www.infraero.gov.br), na aba <Acesso à Informação > <Empregados e Infraero Saúde> ou por
meio do link rh.infraero.gov.br.
As solicitações de reembolso devem ser realizadas por meio da CAC RH, no RH Online.
Pelo RH Online o empregado pode, entre outras informações:

 Atualizar dados cadastrais e de seus dependentes (alguns dados necessitam do


envio de comprovante por meio da CAC RH);
 Consultar beneficiários;
 Consultar utilização por benefício;
 Consultar histórico de reembolso;
 Verificar ocorrência de recebimento de tíquete e alterar a opção de quantidade de
recebimento de tíquete alimentação e refeição.

10
 Verificar ocorrência de transporte;
 Consultar saldo odontológico;
 Ter acesso ao Portal Infraero Saúde (caso não lembre da senha, é necessário abrir
chamado na CAC_RH);
 Consultar dependentes;
 Consultar programação de férias;
 Visualizar a Ficha do Empregado;
 Visualizar histórico da designação de função de confiança;
 Consultar contracheque;
 Consultar contracheque por período;
 Consultar Informe de Rendimentos;
 Consultar Margem Consignável.

16. ACESSO ÀS PÁGINAS DA INFRAERO

É dever do empregado acompanhar as informações transmitidas por e-mail e outras


páginas oficiais da empresa, para que isso ocorra é necessário acessar o e-mail da empresa com
frequência e manter as informações atualizadas no cadastro da Infraero.
Todas as comunicações com os empregados são realizadas por meio do e-mail
corporativo. Observar as orientações abaixo:
a. Para acessar o e-mail:
i. Acesse o link inframail.infraero.gov.br/owa;
ii. No campo “nome do usuário” digite i + matrícula + @infraero.gov.br
Ex.:i100000@infraero.gov.br;
iii. No campo “senha” digite a senha de rede atualizada

b. Para acessar RH Online, Banco de Talentos, Sobre o PEAE e outros recursos da Infraero:
i. Login: i + matrícula
ii. Senha: senha de rede atualizada

c. Para alterar a senha ou gerar uma nova


i. Pelo link do Gestão de Senhas:
 Abrir um browser (Utilizar apenas o Internet Explorer) e digitar a url:
https://gestaodesenhas.infraero.gov.br, no campo de endereço;
 Preencher o campo usuário com a matrícula de rede (Orgânico =
ixxxxxxx) e a senha inicial que deverá ser trocada;
 Após a troca da senha, o processo de expiração será de 60 dias;
 Conferir se o e-mail não está na caixa de Spam ou Lixo Eletrônico do e-
mail informado no chamado.
ii. Pelo telefone: Segunda-feira à Sexta-feira, de 8h às 20h, 0800 723 3500 ou (61)
3312-3500.

d. Para acessar rh.infraero.gov.br (Canal CAC-RH para celular, tablet e computador):


i. Por meio de Código de Acesso
 No campo “CPF” digite o CPF;

11
 No campo “Seu telefone celular” digite o telefone celular com o DDD.
Lembre-se que o celular deve ser o mesmo cadastrado no Gestorh.
 Clique em “Solicitar o Código de Acesso”
 No campo “Informe o Código de Acesso” digite o código recebido por
SMS.
ii. Por meio Infrabook
 Realizar login no Yammer
 Na mensagem “Ao continuar, você concorda com os Termos de
Serviço e com a Política de Privacidade do CAC-RH” clicar em
Permitir.

17. RETORNO À EMPRESA


O retorno à Empresa pode ocorrer por:
a. Solicitação do órgão cessionário: Quando o órgão encaminha Ofício para a Empresa,
informando o retorno do empregado a Infraero.
i. A Infraero responde o Ofício solicitando prazo de até 30 dias para lotar o empregado;
ii. O empregado deve definir dentre as dependências disponíveis, em qual deseja
trabalhar. Para saber as dependências disponíveis, o empregado deve encaminhar e-
mail para cessaoempregados@infraero.gov.br.

b. Solicitação da Infraero: a Infraero comunica ao órgão cessionário que o retorno do


empregado deve ocorrer em até 30 dias. Não ocorre em caso de requisição.
c. Solicitação do empregado: o empregado solicita o retorno à Empresa.
i. O empregado deve solicitar ao Órgão cessionário a Carta de encerramento da cessão;
ii. Deve solicitar no e-mail cessaoempregados@infraero.gov.br a lista de dependências
disponíveis e informar qual é a de preferência.
Ao retornar, o empregado deve se apresentar ao RH local para atualizar o cadastro, o
horário de trabalho e o ponto eletrônico.
Quando o empregado tem interesse em nova cessão, não há obrigatoriedade de retorno à
Infraero. Pode optar por aguardar no Órgão onde está exercendo suas atividades ou retornar para
a Infraero e aguardar.
Caso retorne à Infraero, o empregado dependerá de anuência da chefia para liberação de
nova cessão.

12
13
18. SÍNTESE
O empregado cedido, requisitado ou em exercício em outro Órgão (composição da força
de trabalho) deve acompanhar o e-mail corporativo e manter seus dados cadastrais atualizados.
As comunicações da empresa com o empregado ocorrerão por meio do e-mail.
Caso a Infraero tenha recebido o pedido de cessão, requisição e composição da força de
trabalho e está em fase anterior à publicação da portaria, as dúvidas e questionamentos deverão
ser encaminhados para cessaoempregados@infraero.gov.br.
Dúvidas e questionamentos, após a publicação da Portaria de cessão, deverão ser
encaminhados para controlerh@infraero.gov.br.

14
15