Você está na página 1de 57

CURSO DE HEMATOLOGIA E ONCOLOGIA

Apresentação
Prof. Dra. Vanda Sakae
Assahide Ogasawara
Mini-currículo

Dra. Vanda Sakae Assahide Ogasawara

• Médica pela Universidade Federal do Paraná.

• Mestre em Clínica Médica pela Universidade Federal do Paraná.

• Residência Médica em Hematologia e Oncologia, pela Universidade Federal do Paraná.

• Especialista em Cancerologia pela Soc. Brasileira de Cancerologia - SBC.

• Membro efetivo da Sociedade Brasileira de Oncologia Clínica – SBOC.

• Membro efetivo da Associação Brasileira de Porfiria – ABRAPO.

• Professora da Universidade Positivo de Medicina.

• Diretora Técnica do Instituto de Hematologia e Oncologia Curitiba – IHOC.


ALTERAÇÕES DOS LEUCÓCITOS
ALTERAÇÕES DOS LEUCÓCITOS

Hemograma
3 séries

hemácias
plaquetas vermelha
b
r
a
n
c
a

leucócitos
ALTERAÇÕES DOS LEUCÓCITOS
ALTERAÇÕES DOS LEUCÓCITOS

Leucocitose 3500 x 10³ µL

11.000 x 10³ µL Leucopenia


ALTERAÇÕES DOS LEUCÓCITOS

Leucócitos
 15.000 a 25.000/mm³ ao nascimento

 cerca de 12.000/mm³ a partir do 4º dia

 4.000 a 10.000/mm³ a partir dos 12 anos de


idade
ALTERAÇÕES DOS LEUCÓCITOS
ALTERAÇÕES DOS LEUCÓCITOS

Fatores que alteram a


contagem de leucócitos

 Idade
 Stress
 Fumo e obesidade
 Gestação
 Raça
 Horário de coleta
ALTERAÇÕES DOS LEUCÓCITOS

Fatores que alteram a


contagem de leucócitos

Estado Fisiológico: - Gestação, geralmente


leucocitose com neutrofilia e desvio à esquerda e
granulações tóxicas
ALTERAÇÕES DOS LEUCÓCITOS

Etnia: - raça negra tem em média 20% menos


leucócitos circulantes
DIFERENÇAS ÉTNICAS NO HEMOGRAMA

HOMENS MULHERES
Caucasianos Afrocaribenhos Africanos Caucasianos Afrocaribenhos Africanos

Leucometria 5,7 5,2 4,5 6,2 5,7 5,0


(X 10³/µL) (3,6–9,2) (2,8-9,5) (2,8-7,2) (3,5-10,8) (3,3-9,9) (3,2-7,8)

Neutrofilos 3,2 2,5 2,0 3,6 3,0 2,4


(X 10³/µL) (1,7-6,1) (1,0-5,8) (0,9-4,2) (1,7+7,5) (1,4-6,5) (1,3-4,2)

Linfócitos 1,7 1,9 1,8 1,8 2,0 2,0


(X 10³/µL) (1,0-2,9) (1,0-3,6) (1,0-3,2) (1,0-3,5) (1,2-3,4) (1,1-3,6)

Monócitos 0,34 0,33 0,29 0,30 0,31 0,28


(X 10³/µL) (0,18-0,62) (0,18*0,52) (0,15- (0,14-0,61) (0,16-0,59) (0,15-0,39)
0,58)
Eosinófilos 0,12 0,13 0,12 0,13 0,10 0,10
(X 10³/µL) (0,03-0,48) (0,03-0,58) (0,02- (0,04-0,44) (0,03-0,33) (0,02-0,41)
0,79)
Plaquetas 218 196 183 246 236 207
(X 10³/µL) (143-332) (122-313) (115-290) (169-358) (149-374) (125-342)

Wintrobe – 10ª edição


ALTERAÇÕES DOS LEUCÓCITOS
ALTERAÇÕES DOS LEUCÓCITOS

LEUCÓCITOS - diferencial
ALTERAÇÕES DOS LEUCÓCITOS

hemograma
ALTERAÇÕES DOS LEUCÓCITOS

Proporção dos leucócitos

 Neutrófilos 45-70%
 Eosinófilos 02-04%
 Basófilos 0-01%
 Linfócitos 20-30%
 Monócitos 03-08%
ALTERAÇÕES DOS LEUCÓCITOS

Leucócitos
 Ao nascimento, neutrófilos
predominam.
 A partir da segunda semana, os
linfócitos predominam - 60%.
 Aos 4 anos, equilíbrio entre
granulócitos e linfócitos.
 A partir daí, aumento progressivo de
granulócitos, com padrão adulto aos
14-15 anos.
ALTERAÇÕES DOS LEUCÓCITOS

LEUCÓCITOS - diferencial
ALTERAÇÕES DOS LEUCÓCITOS

NEUTRÓFILOS
ALTERAÇÕES DOS LEUCÓCITOS
ALTERAÇÕES DOS LEUCÓCITOS

GRANULÓCITOS
(polimorfonucleares)
 núcleo irregular neutrófilos eosinófilos
com grânulos
citoplasmáticos
específicos

basófilos
ALTERAÇÕES DOS LEUCÓCITOS

ALTERAÇÕES DOS NEUTRÓFILOS

Contagem absoluta
Neutrofilia < que 1,5 x 10/μl

Contagem absoluta
> que 7,5 x 10/μl Neutropenia
ALTERAÇÕES DOS LEUCÓCITOS

3500 x 10³ µL

Neutropenia é definida como nº


absoluto de neutrófilos < que 2 vezes
o desvio padrão da média referencial
para a idade:
Crianças 1 mês a 10 anos: < 1500
Adultos ambos os sexos: < 1800
Adultos raça negra: < 1200
ALTERAÇÕES DOS LEUCÓCITOS

 Neutropenia leve: 1800- 1000


 Neutropenia moderada:1000-500
 Neutropenia grave: menor 500
ALTERAÇÕES DOS LEUCÓCITOS
Neutropenia
ALTERAÇÕES DOS LEUCÓCITOS

 Defeito na produção: falha da MO


- Agranulocitose Congênita de Kostmann;
 Defeito na maturação: anemia
- Fanconi;
megaloblástica
- Disgenesia Reticular;
causas  Síndrome
- Neutropenia cíclica; Mielodisplásica
- Neutropenia Crônica Idiopática;
 Defeito na sobrevida : Ac-anti-neutrófilos
- Aplasia Medula Óssea;
ou utilização aumentada nos locais de
- Hemoglobinúria Paroxística Noturna
infecção
- Infiltração (linfoma, leucemia, mielofibrose, carcinomatose metastática);
Imunológicas: destruição intra vascular
 Defeito
- Quimioterapia prévia;na distribuição: aumento do pool
- Isoimunes;
marginal,
- Radioterapia prévia.
defeito na liberação pela M.O.
- Associadas a doenças linfoproliferativas;

- Associadas a doenças do colágeno (AR, LES);


ALTERAÇÕES DOS LEUCÓCITOS

Neutropenia

 Em infecção severa por BGN, neutropenia


provavelmente é devido a aumento na
aderência do endotélio e utilização no sítio da
infecção
- Gram negativos-endotoxinas
Infecção crônica como estimulam maior consumo
Tb, brucelose, tissular
febre
de neutrófilos
tifóide, e sequestro
malária, vascular, ultrapassando
provavelmente a quantidade
é pela sequestro
causas liberada pela M.O.
esplênico e supressão da medula óssea.
- Estafilococos
Infecções evirais:
estreptococos também podem
mononucleose, induzir leucopenia
hepatite, HIV
nas formas graves
por infecção das células progenitoras
 Drogas: dipirona, indometacina,
penicilina,propitiouracil, metimazol
ALTERAÇÕES DOS LEUCÓCITOS

- AZT (Zidovudina),
- Interferon,
- Ribavirina.
ALTERAÇÕES DOS LEUCÓCITOS

CAUSAS DE LEUCOPENIA

Alcoolismo
Hemodiálise Desnutrição
ALTERAÇÕES DOS LEUCÓCITOS
Leucopenia ALTERAÇÕES DOS LEUCÓCITOS
(dados isolados)

Constitucional Adquirida

Outras
Série histórica (maioria
leucopênica com Virose simples
neutropenia absoluta Gram-negativo
relativa)

Hemograma
Anamnese: 15 dias após o primeiro
Raça
Jejum
Hora da coleta Leucopenia persistente
Família
Sexo Normal

Alta

Investigar

Aids Hepatite Medicamentos Profissional

Secundária à doença auto-imune


(uso de substância tóxica)

Algoritmo de diagnóstico de leuconeutropênicos


ALTERAÇÕES DOS LEUCÓCITOS

Neutropenia

 Evitar exposição à substância química

“Idiopática”  Evitar ingesta abusiva de álcool


 Evitar auto-medicação
ALTERAÇÕES DOS LEUCÓCITOS

ALTERAÇÕES DOS NEUTRÓFILOS


Contagem absoluta
Neutrofilia < que 1,5 x 10/μl

Contagem absoluta
> que 7,5 x 10/μl Neutropenia
ALTERAÇÕES DOS LEUCÓCITOS

Neutrofilia

 Infecções bacterianas e virais.


 Destruição de tecidos - IAM,
queimaduras.

causas  Neoplasias (por necrose do tecido


neoplásico ou inflamação no local)
 Transitória - exercício físicos mobilizam
neutrófilos das paredes venosas e
arteriolares à circulação
ALTERAÇÕES DOS LEUCÓCITOS
ALTERAÇÕES DOS LEUCÓCITOS
ALTERAÇÕES DOS LEUCÓCITOS

Desvio à esquerda Neutrofilia

 Aumento de formas imaturas - núcleo


em bastão e metamielócitos.
 Encontrado em infecções agudas,
estados tóxicos.
 A extensão do desvio é proporcional
à gravidade do quadro.
 Fisiologia: medula solicitada
intensamente, para controle da causa.
ALTERAÇÕES DOS LEUCÓCITOS

NEUTRÓFILOS

Granulação tóxica Citoplasma vacuolizado Corpúsculo de Döhle

HEMOGRAMA
ALTERAÇÕES DOS LEUCÓCITOS

LEUCÓCITOS - diferencial
ALTERAÇÕES DOS LEUCÓCITOS

EOSINÓFILOS

 Proveniente da CFU-Eo
 Vida Média : 18 horas
 Funções:
 Resposta alérgica
 Defesa contra parasitas
 Remoção de fibrina formada durante
processo inflamatório
ALTERAÇÕES DOS LEUCÓCITOS

Eosinófilos

Normal: < que 500 células/μl

Causas

Causas  Infecções agudas


 Uso de epinefrina
 Parasitária: helmintos
 Alérgicas: asma, rinite,
dermatite atópica
 Síndrome Hipereosinofílica
ALTERAÇÕES DOS LEUCÓCITOS

LEUCÓCITOS - diferencial
ALTERAÇÕES DOS LEUCÓCITOS

BASÓFILOS

 Proveniente da CFU-GEMM

 Recrutados para os tecidos nas


respostas imunológicas e
inflamatórias
ALTERAÇÕES DOS LEUCÓCITOS

Basófilo

Normal: 20 - 80μl

Causas
 Terapia com corticóide
Causas  Urticária
 Reação alérgica ou inflamatória  Anafilaxia
 Infecção: Tb, influenza  Hipertireoidismo
 Mixedema
 Diabetes
 Administração de estrógenos
ALTERAÇÕES DOS LEUCÓCITOS

LEUCÓCITOS - diferencial
ALTERAÇÕES DOS LEUCÓCITOS

MONÓCITOS

 Proveniente da CFU-GEMM

 Recrutados para os tecidos nas


respostas imunológicas e
inflamatórias
ALTERAÇÕES DOS LEUCÓCITOS

ALTERAÇÕES DOS MONÓCITOS


Contagem absoluta
Monocitose < que 200/μl

Contagem absoluta
> que 800/μl Monocitopenia
ALTERAÇÕES DOS LEUCÓCITOS

MONÓCITOS

 Constitui um sistema de defesa contra infecções


 Infecções crônicas: acúmulo de macrófagos
capazes de fagocitar partículas no citoplasma
 O acúmulo de macrófagos nos tecidos pode dar
origem ao granuloma, secundários a bactérias,
fungos ou parasitas
 HIV infecta monócitos, macrófagos, linfócitos T.
 São resistentes aos efeitos citopáticos do vírus
ALTERAÇÕES DOS LEUCÓCITOS

MONÓCITOS

 Principal defesa para parasitas intra-celulares


 M. Tuberculosis
 M.leprae
 Salmonella
 Brucelose
 Listeria
 Criptococos
 Toxoplasma
 Malária
ALTERAÇÕES DOS LEUCÓCITOS

Monócitos

Normal: 400/μl

Causas
 Doença do colágeno: AR, LES
Causas  Anemia aplástica
 Síndrome Mielodisplásica  Pós radioterapia
 Leucemia Mielomonocítica  Inflamações crônicas: colite ulcerativa,
ou Monocítica sarcoidose, enterite regional
 Leucemia Mielóide Crônica
 Regeneração pós-droga
 Outros tumores: Doença de
Hodgkin, Mieloma
ALTERAÇÕES DOS LEUCÓCITOS

LEUCÓCITOS - diferencial
ALTERAÇÕES DOS LEUCÓCITOS

ALTERAÇÕES DOS LINFÓCITOS

Contagem absoluta
Linfocitose < que 1.000/μl

Contagem absoluta
> que 4.000/μl Linfopenia
ALTERAÇÕES DOS LEUCÓCITOS

LINFÓCITOS

 São desprovidos de grânulos


 Defesa contra infecções
 Doenças auto-imunes
 São encontrados em órgãos linfóides:
 Primários: timo e M.O
 Secundários: linfonodos, baço, amídals, Placas de Peyer
ALTERAÇÕES DOS LEUCÓCITOS

Linfócitos

Normal: entre 1.000 e 4.000/μl

Linfócitos B
-Originário da Bursa de Fabricius
-As céluas B transformam-se em plasmócitos
Linfócitos T
ou células de memória
80% dos linfócitos Produzem: IgG, IgA, IgE, IgD, IgM
Função : imunidade celular. Auxiliam
na imunidade humoral
estímulo: vírus, protozoários,
fungos,
ALTERAÇÕES DOS LEUCÓCITOS

Linfócitos
Normal: entre 1.000 e 4.000/μl

Causas
 Imonodeficiência primária
Causas
 Doenças infecciosas: HIV, hepatite
 Doenças hematológicas: LLC,  Doenças inflamatórias: lupus, artrite
Leucemia , linfomas
 Doença de Hodgkin
 Infecciosas: Mononucleose, CMV,
Herpes, varicela, adenovírus, rubéola,
Toxoplasmose, Epstein-Barr vírus
 Doenças auto-imunes
ALTERAÇÕES DOS LEUCÓCITOS

LINFÓCITOS ATÍPICOS

HEMOGRAMA
CURSO DE HEMATOLOGIA E ONCOLOGIA

Apresentação
Prof. Dra. Vanda Sakae
Assahide Ogasawara
ALTERAÇÕES DOS LEUCÓCITOS