Você está na página 1de 8

∴R∴

Órgão Informativo da A∴ ∴L∴


∴S∴
∴ Cavaleiros da Luz nº 18 Or∴
∴ Itapoã - Vila Velha/ES Jurisdicionada à G∴
∴L∴
∴M∴
∴E∴
∴E∴
∴S∴|
∴| MAIO/2006 - Nº 15

OBRIGADO, meus Irmãos!


Ao aproximar-se o fim da nossa progredia um pouco mais. é ser Mestre-Maçom. Porém a glória é: ser
administração e fazendo uma retrospectiva Apesar de não ter feito tudo o que pretendia, Venerável Mestre de sua Loja!
dos objetivos alcançados, temos a grata fiz o possível dentro das minhas limitações e Agradeço, de coração, a todos os Irmãos,
satisfação de constatar que obtivemos êxito da realidade da nossa Loja. Não obstante, que direta ou indiretamente, colaboraram para
na nossa principal tarefa, correspondendo à sinto-me realizado como Venerável Mestre, o bom desempenho da nossa administração
confiança dos nossos Irmãos de bem cuidar pois esforço e dedicação foram constantes e a manutenção da harmonia e equilíbrio da
da nossa Loja, passando-a à nova no cumprimento da missão que já sabia, de nossa Loja.
administração em melhores condições antemão, seria árdua, difícil e espinhosa, mas Ao Venerável Mestre eleito para o período
daquelas que recebemos. ao mesmo tempo, sublime, nobre e 2006/2007, Irmão Osmar Seide, desejamos
Sinto-me feliz por ser o Venerável Mestre encantadora. Especialmente em se tratando todos, acompanhá-lo com nossas preces
da minha Loja! Não pelas honrarias de Maçonaria, a qual se dá tudo sem nada fraternas para que conte com a colaboração
recebidas. Não por ter subido na hierarquia pedir. de todos os obreiros de nossa Loja e seja
maçônica. Não pelos paramentos de que me Dizem que o homem realizado é aquele largamente abençoado pelo G∴ ∴A∴ ∴D∴ ∴U∴∴.
revisto, indicadores do mais alto cargo de que gerou um filho e plantou uma árvore. Eu
dirigente da minha oficina. Mas por perceber, acrescentaria a esta provável verdade o
que a cada sessão realizada, preparada com seguinte: ser Maçom é a realização do Antonio Carlos Bimbato
planejamento e carinho, a nossa Loja homem livre e de bons costumes. A excelência Venerável Mestre

Mensagens aniversário de sua sogra, minha tia Enide.


Sempre tive uma grande admiração pelo Ir∴
bom gosto nos detalhes de todo o trabalho de
direção da Loja Cavaleiros da Luz, entre 2005 e
Bimbato, mas o achava tímido e me preocupava 2006. Parabéns também pela forma elegante e
Meus IIr∴ ∴ com seu desenvolvimento maçônico, hoje vejo sábia com que atuou em todo o seu mandato,
• Fico feliz em ver que chegamos ao final que errei em minha avaliação, e durante toda convivendo eventualmente com divergências, às
desta administração com os laços de fraternidade trajetória maçônica Bimbato foi um Ir∴ atuante, vezes com decepções, mas nunca com
tão estreitos e unidos, dando demonstrações de bastante participativo e que trouxe para nossa prepotência ou autoritarismo. Enfim, acredito
humildade, tolerância e amor ao próximo. Sinto Loja durante sua gestão o retorno do prazer em que o Ir\ possa ter a certeza do bom trabalho
a Loja hoje mais forte e fraterna, tendo a certeza estar presente nas reuniões e participar de suas realizado e que a loja sinta-se estimulada a cada
que a nova administração valorizará ainda mais atividades. vez mais crescer no sentido amplo desse verbo.
essa união. Que sejamos felizes em família! Acredito que o Ir. Bimbato por ser engenheiro Do Ir∴ José Mário - M∴I∴
Paulo Bimbato está mais afeito a matemática e ao raciocínio
lógico e dessa forma conduziu a loja com um Meus Prezados Irmãos
• Agradeço imensamente a oportunidade de pulso firme, porém amável, e colocou a sua • Não sou muito bom para escrever, prefiro
participar da administração da Loja nesse período alma nas reuniões. demonstrar meus sentimentos com atitudes. Agra-
por convite e confiança do meu AMIGO Antônio Parabéns irmão Bimbato, vamos ficar com deço a oportunidade de ter participado dessa
Carlos Bimbato - “Toninho”! O cargo de secretário saudades, porém temos a certeza que sua administração, tenho consciência que poderia ter
demanda muita dedicação do maçom que o sabedoria não é egoísta e que irá partilhá-la feito mais. Este não foi um ano fácil na minha vida,
ocupa, mas o fardo foi muito menor do que o conosco continuamente. entretanto espero ter correspondido com as obri-
esperado, devido, sem dúvidas, a capacidade de Atyla Quintaes de Freitas Lima gações de maneira satisfatória. À nova adminis-
administração do nosso Venerável. Realmente foi tração desejo muito sucesso nos trabalhos e que
uma excelente escolha para a Loja e tenho ∴ Bimbato e sua equipe
Ao Ir∴ seja coroado com muito sucesso Desejo a todos
CERTEZA absoluta que o Ir∴ Osmar continuará • Parabéns pela organização precisa dos os Irmãos muita paz e felicidades em suas vidas
esse trabalho maravilhoso. trabalhos, pela dedicação e entusiasmo, pelo Irmão Dagoberto Chanceler
Bruno de Freitas Lima

• A Loja Cavaleiros da Luz nº 18 finda mais


uma administração e sempre me surpreende. visite nosso site:
Lembro do dia em que o Ir∴ Bimbato externou
o seu desejo de ser maçom e me argüiu sobre
nossa Ordem, era o mês de abril na ocasião do
www.cavaleirosdaluz18.com.br
2 MAIO / 2006 - Nº 15 ÓRGÃO INFORMATIVO DA A∴R∴L∴S∴ CAVALEIROS DA LUZ Nº 18

Editorial

PRAZER: O COMBUSTÍVEL DA PRODUTIVIDADE


“O ser humano é programado para camente já iniciam com certos problemas crôni-
procurar o prazer e fugir da dor”. cos, “quem receberá qual cargo?” Quando exer-
Sigmund Freud. cemos nossas atividades com vontade, quando
fazemos aquilo que gostamos, quando acredita-
“Uma pessoa feliz vai conseguir realizar mos que nosso trabalho é importante, tudo se
suas metas profissionais e atingir seus torna mais fácil e prazeroso, não importando
objetivos. E isso a tornará mais feliz”. cargo, posição de destaque, ou ambição. Um
Roberto Shinyashiki. novo VM já deveria assumir se preocupando
apenas (e já seria o bastante) com o crescimen-
“Não há vento favorável para to da LOJA, em como administrar a LOJA, em
quem não sabe aonde vai”. aglutinar para o engrandecimento da LOJA, re-
Guillaune D’Órange. solver problemas para a comunidade maçônica,
mas na pratica não é isto que vemos, existem
alar sobre trabalho, vontade de cres- sempre heranças mal desejadas.
cer, progresso, ambição etc, é muito É com o nosso desempenho que poderemos
difícil, principalmente quando aponta- contribuir para um mundo mais dinâmico e mais
mos para uma entidade como a maçonaria. Fa- humanizado, não podemos nunca olharmos para valores e desejos. Só se pode ir a algum lugar
zer por fazer. Participar por participar. Freqüen- uma determinada função, encarando-a como quando se sabe onde está e onde quer chegar.
tar para cumprir regras. Estar de corpo presen- um castigo e sim em como iremos trabalhar para Se não houver um caminha traçado, um ponto
te, mas de espírito ausente. Falar, quando não fazer com que este cargo possa contribuir para de chegada, qualquer caminho Server, mas com
tem nada a dizer. Decidir, por influencia. Dar a evolução da administração. Então, como irei certeza nenhum objetivo será alcançado.
palpites somente para que seja notado. Traba- trabalhar para que minha função seja valoriza- Para nós maçons, deveríamos encontrar a
lhar por obrigação. da? Como irei desenvolver minhas atividades felicidade, sentindo prazer tanto nas grandes
Estas frases podem definir bem aquele ma- com alegria e prazer? realizações, como nas pequenas conquistas.
çom que ainda não descobriu para que veio. Mesmo sabendo que estas respostas depen- Deveríamos ser felizes durante o trajeto e não
Realmente somos voluntários na maçonaria, e dem do comportamento de cada um, penso ser só na chegada ou na obtenção de resultados
isto, por si só, já deveria ser visto de forma fáceis as questões acima. Bom senso e coragem positivos, pois realiza mais e melhor todo aquele
completamente diferente da que temos na vida para descobrir o caminho que leva todo obreiro que trabalha com contentamento e dinamismo,
profana. Todas as novas administrações teori- a se sentir bem com o seu próprio cargo sem que são duas características dos que estão sem-
almejar o do próximo. pre vencendo e derrubando barreiras.
É necessário entender que tudo no mundo Estaremos dentro de muito pouco tempo, dan-
pode ser mudado e o melhor, mudado para me- do inicio a mais um ano de trabalhos em LOJA,
lhor. Se o indivíduo na vida profana trabalha uma nova administração desponta no horizonte
Órgão Informativo da como comerciário, por exemplo, e jamais gostaria e para que possamos assegurar de que tere-
∴R∴
A∴ ∴L∴ ∴S∴∴ Cavaleiros da Luz nº 18
Or∴ Itapoã Vila Velha/ES
de trabalhar nesta profissão, é necessário que mos um engrandecimento, necessitamos do en-
Jurisdicionada à G∴L∴M∴E∴E∴S∴ esta pessoa encontre na atual profissão que exer- gajamento de todos, não existe na maçonaria o
ABRIL/2006 - Nº 14 ce, algum prazer, ou pelo menos descubra algu- melhor ou o pior, o mais inteligente e o menos
Condomínio Maçônico de Itapoã - Rua Jaime Duarte ma maneira de tirar proveito deste momento, en- inteligente, somos todos iguais trabalhando com
Nascimento, 447 - Itapoã - V. Velha-ES - CEP 29101-620
grandecendo o seu conhecimento para mais tar- os mesmos objetivos, com caminhos traçados,
Gestão 2005:
V ∴ M ∴ Antonio Carlos Bimbato de ter um melhor rendimento numa outra profis- com ponto de chegada definido, por isto, pode-
1º Vig ∴ Antonio Carlos Barbará são, ou quiçá passe a gostar desta profissão, pois mos dizer com todas as letras que o mundo não
2º Vig ∴ Gilson Almeida Lages
Fundação do jornal - 1997
tudo aquilo que de certa forma desagrada no julgará que trabalhamos inutilmente.
Por Ir ∴ Jaime Carvalho do Carmo momento e se descobre a verdadeira causa, Com prazer, exercendo aquilo que nos foi
Responsável pela edição: aumentará as chances de vir a gostar de forma solicitado por aquele em quem creditamos os
Antonio Carlos Barbará surpreendente. Respondendo a segunda,, basta rumos de nossa loja por um ano, teremos com-
Contato: Antonio Carlos Barbará
Tel.: 9953-6764
que cada um descubra no seu íntimo, valores que bustível suficiente para produzirmos cada vez
e-mail: a.barbara@uol.com.br até então eram desconhecidos. mais e melhor.
Diagramação: Edson Maltez Heringer Voltando nossos olhos novamente para a
Impressão: GM Gráfica & Editora maçonaria, sabemos que todos os maçons de- Antonio Carlos Barbará
27 3323-2900 - gmgrafica@terra.com.br vem descobrir em si mesmo os seus próprios Primeiro Vigilante

“Existe um acordo de coexistência pacifica com o tempo: ele me persegue e eu fujo dele... um dia nos encontraremos”.
(Mario Lago)
ÓRGÃO INFORMATIVO DA A∴R∴L∴S∴ CAVALEIROS DA LUZ Nº 18 MAIO / 2006 - Nº 15 3

Iniciação Maçônica: o que é? Viver como as flores


A palavra iniciação deriva no latim “initiare” (política, filantrópica, religiosa, etc.), como um Mestre, como faço para não me aborre-
e sua orígem etimológica vem de “initium” que verdadeiro embrião, aglutinando em torno de cer? Algumas pessoas falam demais, outras
quer dizer início, começo de qualquer coisa, o si um todo no qual funcionará como núcleo. são ignorantes. Algumas são indiferentes.
que no induz a concluir que o ato seria pura e A verdadeira iniciação, a real, é pessoal e Sinto ódio das que são mentirosas. Sofro
simplesmente dar aos os profanos as primei- só ocorrerá, só é conseguida mediante muito com as que caluniam. Viva como as flores,
ras noções daquilo que lhe é desconhecido. estudo, muita meditação, pesquisas, tentativa advertiu o mestre! Como é viver como as
Mas, para nós maçons, iniciar é muito mais, de melhora, que só o tempo assim o permitirá. flores, perguntou o discípulo? Repare nestas
é admitir profanos aos conhecimentos maçô- E estas considerações generalizadas ser- flores, continuou o
nicos, é abrir-lhe a porta que conduz ao in- vem para nos conscientizar de nossa grande mestre, apon-
gresso em um novo estado moral ou material, responsabilidade para com os profanos que tando lírios que
é o milagre de começarmos a reconhecer os a Loja, brevemente, ira iniciar, especialmente cresciam no jar-
iniciados como irmãos,. aquelas relativas às suas formações maçô- dim. Elas nas-
Iniciar é, de certo modo, fazer morrer ou nicas. cem no esterco,
entretanto, são pu-
provocar a morte. Não a morte física, mas a Não se pode também esquecer que com o
ras e perfumadas. Ex-
morte simbólica é, portando a passagem de um ingresso na ordem há uma mudança no círcu-
traem do adubo mal-
vida para outra, da morte simbólica para renas- lo de suas relações, os quais passarão ter um
cheiroso tudo que lhes é
cimento espiritual. O iniciado deve passar por convívio intenso conosco, seja freqüentando a
útil e saudável, mas não
uma transformação, tornando-se diferente do Loja, seja em nossas reuniões profanas. Por
permitem que o azedu-
que era como profano, sendo alçado do nível isso o exemplo que dermos, não só servirá
me da terra manche o
terreno, material, para o nível espiritual. para o aperfeiçoamento maçônico, mas será frescor de suas pétalas. É justo angustiar-se
E esta é a finalidade da Maçonaria prepa- decisivo para permanência deles entre nós. com as próprias culpas, mas não é sábio
rar o homem para a vida, ensinando-o a ser permitir que os vícios dos outros o importu-
um verdadeiro maçom, de forma que haja na Colaboração: nem. Os defeitos deles são deles e não seus.
sociedade, na atividade que tiver pendores Júlio César Quitiba Carneiro Brandão Se não são seus não há razão para aborreci-
mento. Exercite, pois, a virtude de rejeitar

Meus Irmãos todo mal que vem de fora. Isso é viver como
as flores. Lembre-se: Nesta vida nada nos
aborrece.
Contei meus anos e descobri que terei me- imaturos. Não quero ver os ponteiros do relógio
nos tempo para viver daqui para frente do que já avançando em reuniões de “confrontação”, onde
vivi até agora. Sinto-me como aquele menino “tiramos fatos à limpo”. Detesto fazer acareação
que ganhou uma bacia de jabuticabas. As pri- de desafetos que brigaram pelo majestoso car-
meiras, ele chupou displicente, mas perceben- go de secretário do coral. Lembrei-me agora de
do que faltam poucas, rói o caroço. Já não tenho Mário de Andrade que afirmou: “as pessoas
tempo para lidar com mediocridades. Não que- não debatem conteúdos, apenas os rótulos”.
ro estar em reuniões onde desfilam egos infla- Meu tempo tornou-se escasso para debater
dos. Não tolero gabolices. Inquieto-me com in- rótulos. Sem muitas jabuticabas na bacia, quero
vejosos tentando destruir quem eles admiram, viver ao lado de gente humana, muito humana;
cobiçando seus lugares, talentos e sorte. Já não que sabe rir de seus tropeços, não se encanta
tenho tempo para projetos megalomaníacos. com triunfos, não se considera eleita para a
Não participarei de conferências que estabele- “última hora”; não foge de sua mortalidade,
cem prazos fixos para reverter a miséria do defende a dignidade dos marginalizados, e
mundo. Não quero que me convidem para even- deseja andar humildemente com o
tos de um fim de semana com a proposta de G∴ ∴ A∴∴ D∴ ∴ U∴∴.
abalar o milênio. Já não tenho tempo para reuni- Caminhar perto delas nunca será perda de
ões intermináveis para discutir estatutos, nor- tempo.
mas, procedimentos e regimentos internos. Já
não tenho tempo para administrar melindres de Colaboração:
pessoas, que apesar da idade cronológica, são Francisco Carlos Nascimento

“A vida não é medida pelo número de vezes que você respirou, mas pelos momentos em que você perdeu o fôlego:
de tanto rir... de tanta surpresa... de tanta paixão, de tanto êxtase... de tanta felicidade...”. (Colaboração Vitor Piovesan)
4 MAIO / 2006 - Nº 15 ÓRGÃO INFORMATIVO DA A∴R∴L∴S∴ CAVALEIROS DA LUZ Nº 18

O Filho
m homem muito rico e seu filho marcados, com grandes expectativas de As pessoas já estavam irritadas, não
tinham grande paixão pelas artes. comprar verdadeiras obras de arte. queriam a pintura do filho, queriam as que
Tinham de tudo em sua cole- Em exposição estava o retrato do filho. realmente eram valiosas para sua coleção.
ção, desde Picasso até Rafael. Muito uni- O leiloeiro bateu seu martelo para dar Então o leiloeiro bateu o martelo: “Dou-
dos, se sentavam juntos para admirar as início ao leilão: lhe uma, dou-lhe duas, vendido por R$10!!!”
grandes obras de arte. Por uma desgraça “Começaremos o leilão com o retrato “O “Agora, vamos começar com a cole-
do destino, seu filho foi para guerra. Foi FILHO”. Quem oferece o primeiro lance? ção!” Gritou um.
muito valente, mas morreu na batalha, quan- Quanto oferecem por este quadro?” O leiloeiro soltou seu martelo e disse:
do resgatava outro soldado. Um grande silêncio... Então um grito do “Sinto muito damas e cavalheiros, mas o
O pai recebeu a notícia e sofreu profun- fundo da sala: leilão chegou ao eu final”. “Mas, e as pintu-
damente a morte de seu único filho. “Queremos ver as pinturas famosas!!! ras?” Perguntaram os interessados.
Um mês mais tarde, alguém bateu à Esqueça-se desta!!!!” “Eu sinto muito”, disse o leiloeiro, “quan-
sua porta. Era um jovem com uma grande O leiloeiro insistiu: “Alguém oferece algo do me chamaram para fazer o leilão, havia
tela em suas mãos e foi logo dizendo ao um segredo estipulado
pai: “O senhor não me conhece, mas eu no testamento do antigo
sou o soldado por quem seu filho deu a dono.”
vida; ele salvou muitas vidas nesse dia e “Não seria permitido
estava me levando a um lugar seguro quan- revelar esse segredo
do uma bala lhe atravessou o peito, mor- até esse exato momen-
rendo instantaneamente. Ele falava muito to. Somente a pintura O
do senhor e de seu amor pelas artes.” FILHO seria leiloada;
O rapaz estendeu os braços para entre- aquele que a compras-
gar a tela: “Eu sei que não é muito, e eu se, herdaria absoluta-
também não sou um grande artista, mas mente todas as suas
sei também que seu filho gostaria que o posses, inclusive as fa-
senhor recebesse isto.” mosas pinturas.”
O pai abriu a tela. Era um retrato de seu “O homem que com-
filho, pintado pelo jovem soldado. prou O FILHO fica com
Ele olhou com profunda admiração a tudo!”
maneira com que o soldado havia captura-
do a personalidade de seu filho na pintura. REFLEXÃO:
O pai estava tão atraído pela expressão
dos olhos de seu filho, que seus próprios O G∴ ∴ A∴∴ D∴ ∴ U∴∴
olhos encheram-se de lágrimas. Ele agra- entregou seu único e
deceu ao jovem soldado, e ofereceu-se por essa pintura?? R$100? R$200?...” amado filho, para morrer por nós numa
para pagar-lhe pela pintura. Mais uma vez outra voz: “Não viemos por cruz há 2000 anos atrás. Assim, como o
“Não, senhor, eu nunca poderei pagar o esta pintura, viemos por Van Gogh, Picas- leiloeiro, a mensagem hoje é:
que seu filho fez por mim! Essa pintura é so... Vamos às ofertas de verdade.” “Quem ama o Filho tem tudo com o
um presente.” Mesmo assim o leiloeiro continuou... Pai, e herdará suas riquezas.”
O pai colocou a tela à frente de suas gran- “Quem leva O FILHO?” O G∴∴ A∴ ∴ D∴
∴ U∴∴ não mente. Ele é
des obras de arte, e a cada vez que alguém Finalmente, uma voz: perfeito. Sua palavra nos deixa os ensina-
visitava sua casa, ele mostrava o retrato do “Eu dou R$10 pela pintura.” mentos e as promessas para quem o
filho, antes de mostrar sua famosa galeria. Era o velho jardineiro da casa. Sendo um ama.
O homem morreu alguns meses mais homem muito pobre, esse era o único dinhei- Compartilhe essa mensagem, com um
tarde e se anunciou um leilão de todas as ro que podia oferecer. amigo, alguém que goste muito.
suas obras de arte. Muita gente importante “Temos R$10! Quem dá R$20?” gritou o Sua vida não é uma coincidência, é o
e influente chegou ao local, no dia e horário leiloeiro. reflexo do amor do G∴ ∴A∴∴D∴ ∴U∴ ∴ por ti.

“O tempo é muito lento para os que esperam... muito rápido para os que têm medo... muito grande para
os que lamentam... muito curto para os que festejam. Mas para os que amam... O TEMPO É ETERNO”
ÓRGÃO INFORMATIVO DA A∴R∴L∴S∴ CAVALEIROS DA LUZ Nº 18 MAIO / 2006 - Nº 15 5

O Louco
Conta-se, que na Grécia antiga, por volta de
2600 ac, Existiu um “louco” que ficava observan-
do o comportamento dos outros. Dizem os histori- sério conversava com seus ouvintes. Transmitia terra, levando aos povos de outros continentes
ados, que ele era visto parado em ruas públicas, a eles todos conhecimentos que possuía, e ensi- os conceitos ensinados pelo mestre, sobre a vida
apenas olhando as pessoas e anotando em seu na calmamente a cada aluno como se ele fosse humana. Um pouco antes de sua morte, um discí-
caderno. Muitos gregos, indignados com esse naquele momento a sua única preocupação. Com pulo, surpreso com o conhecimento de seu mes-
seu comportamento, indagavam a esse ser es- o tempo rolando em sua infinita volta pela vida tre, perguntou-lhe:
quisito: “o que fazes aí meu senhor, olhando a humana, esse senhor sério, conquistara tantos – “Como fizestes senhor, para descobrir que
vida dos outros e escrevendo nesse caderno?”. seguidores que se fazia necessário organizar-se os números atuam na vida humana?”
O senhor sério e compenetrado respondia: em um local físico, e construir uma didática de Respondeu-lhe o mestre:
“estou a entender porque fazes assim e não de ensinamento. Os ouvintes que tornaram-se alu- – “Observei como as pessoas viviam, em seu
outra forma.” nos e passaram a seguidores, acompanharam habitat natural, e fui anotando tudo em meu cader-
Como o curioso não entendia a resposta, aca- seu mestre na construção da primeira escola no.”
bava por abandonar esse sujeito esquisito a sua esotérica que se tem conhecimento na história da – “E onde fizestes isso?” – retrucou.
própria sorte. As margens de um belo riacho, humanidade. Assim, há 2600 a.c. na grécia antiga – “Nas ruas de Roma.”
rodeado por montanhas verdejantes. Um homem nasceu a escola Pitagórica, que ensinava aos – “És então o “louco” que dizem antigamente
sério pisava num lençol macio e multicolorido de humanos as influências dos números em suas perambulava pelas ruas de Roma observando
pequenas margaridas brancas, com suaves me- vidas. Pela valiosidade de seus ensinamentos, as pessoas e anotando tudo em seu caderno?”
chas de violetas claras. Sentado em uma pedra seus seguidores tornaram-se discípulos, e com a – “Sim, sou o “louco” das ruas de Roma.
gélida, porém robusta e segura, esse homem morte do mestre, se espalharam pelo planeta Este “Louco” chama-se Pitágoras.

Dicas de Beleza que temos duas mãos, uma para ajudar a nós
mesmos, a outra pra ajudar ao próximo.
A Beleza de uma mulher não está nas roupas
Para ter lábios atraentes, diga palavras doces. que ela veste, nem no corpo que ela carrega, ou
Para ter olhos belos, procure ver o lado bom na forma como penteia o cabelo. A beleza de uma
das pessoas. mulher deve ser vista nos seus olhos, porque
Para ter um corpo esguio, divida sua comida esta é a porta para seu coração, o lugar onde o
com os famintos. amor reside.
Para ter cabelos bonitos, deixe uma criança A beleza de uma mulher não está na expres-
passar seus dedos por eles pelo menos uma vez são facial, mas a verdadeira beleza de uma mu-
ao dia. lher está refletida em sua alma. Está no carinho
Para ter boa postura, caminhe com a certeza que ela amorosamente dá, na paixão que ela
de que nunca andará sozinha. demonstra.
Pessoas, muito mais que coisas, devem ser A beleza de uma mulher cresce com o passar
restauradas, revividas, resgatadas e redimidas: dos anos.
jamais jogue alguém fora.
Lembre-se que, se alguma vez precisar de O texto acima foi escrito por Audrey Hepburn,
uma mão amiga, você encontrará no final do seu quando lhe pediram que revelasse seus segre-
braço. Ao ficarmos mais velhos, descobrimos por- dos de beleza.

MÉDICOS DE NOSSA LOJA


Nome Contato Especialidade
Atyla Quintaes de Freitas Lima 3229-1377 Ortopedia
César Quintaes de Freitas Lima 3229-1377 Urologia
Eduardo Antonio Bertacchio Uvo 3329-5144 Ortopedia
Wagner Lima de Rezende 9981-6762 Cirurgia Plástica
Antonio Tadeu Neves 9982-7785 Ginecologista
Luziélio Alves Sidney Filho 9944-9951 Clínico Geral

“A verdadeira filosofia é aprender a ver o mundo”.


(Merleau-Ponty)
6 MAIO / 2006 - Nº 15 ÓRGÃO INFORMATIVO DA A∴R∴L∴S∴ CAVALEIROS DA LUZ Nº 18

Um Jovem Guerreiro Escorpião


Qual é a aparência de um homem de bem com a vida?
Qual é a aparência de um homem de bem — O homem verdadeiro ajuda sua esposa.
com a vida? — O homem verdadeiro cuida dos filhos
Não posso deixar de me lembrar da afirma- quando eles estão doentes.
ção de um jovem que mora perto de nós — um — O homem verdadeiro não foge dos pro-
rapaz de 16 anos, que cursa o segundo ano do blemas.
curso médio. Seus pais se divorciaram quando — O homem verdadeiro mantém sua pala-
ele tinha oito anos, O pai saiu de casa e nunca vra e cumpre suas promessas.
mais voltou, O padrasto, um homem cruel e — O homem verdadeiro é honesto.
desumano, trata-o muito mal. Ordena que ele — O homem verdadeiro não infringe as leis. “Um mestre do Oriente viu quando um es-
“cale a boca” o tempo todo. Diz que ele é inútil, Esta é a visão que um jovem solitário tem de corpião estava se afogando e decidiu tirá-lo da
idiota e que nunca será nada na vida. um homem verdadeiro. água, mas quando o fez, o escorpião o picou.
Mas, quando alguém pergunta ao jovem Um homem que tem autoridade e vive sob a Pela reação de dor, o mestre o soltou e o animal
qual é o seu sonho, seus olhos adquirem um autoridade. caiu de novo na água e estava se afogando. O
brilho especial. Veja só qual é a resposta dele: Esta é a visão de um Jovem Guerreiro. mestre tentou tirá-lo novamente e outra vez o
— Eu gostaria de descobrir onde meu pai Caráter é o que você é no escuro. animal o picou. Alguém que estava observando
verdadeiro mora. se aproximou do mestre e lhe disse:
E gostaria de me mudar para a casa vizinha Dwight L. Moody – Desculpe-me, mas você é teimoso! Não
à dele, sem que ele soubesse quem eu sou. entende que todas as vezes que tentar tirá-lo
Gostaria, também, de ser seu amigo. Já fui da água ele irá picá-lo? O mestre respondeu:
amigo dele um dia, e talvez fosse bom continu- – A natureza do escorpião é picar, e isto não
armos a amizade, vai mudar a minha, que é ajudar.
Esse mesmo jovem, que tem tido todos os Então, com a ajuda de uma folha, o mestre
tipos de dificuldade na vida, recebeu o convite tirou o escorpião da água e salvou sua vida, e
para escrever um ensaio sobre o tema “O que continuou:
é um homem?” – Não mude sua natureza se alguém te faz
O breve ensaio está reproduzido a seguir —
algum mal; apenas tome precauções.
escrito por um jovem que nunca contou com a
Alguns perseguem a felicidade, outros a cri-
presença de um homem na vida, um homem
am. Quando a vida te apresentar mil razões
verdadeiro, no sentido exato da palavra. Penso
para chorar, mostre-lhe que tens mil e uma
que existem coisas tão inerentes, tão enraiza-
das, tão intrínsecas, tão fundamentais que até razões pelas quais sorrir. Preocupe-se mais
mesmo um jovem, que nunca teve na vida o com sua consciência do que com sua reputa-
exemplo de um homem para seguir, é capaz de ção. Porque sua consciência é o que você é, e
colocá-las em palavras. Aqui está o que ele sua reputação é o que os outros pensam de
escreveu: você.
— O homem verdadeiro é bondoso. E o que os outros pensam, é problema
— O homem verdadeiro é zeloso. deles.”
— O homem verdadeiro afasta-se das bri-
gas provocadas por machos idiotas. Colaboração: Francisco Carlos Nascimento

VILA VELHA
Rod. Carlos Lindenberg, 5019
Tel.: (27) 3339-5200
VITÓRIA
Rua Semides Valandro, 35 - Santa Lúcia
Tel.: (27) 3325-2323
e-mail: locguees@terra.com.br
homepage: www.locguel.com.br

“Para que repetir erros antigos, se existem tantos erros novos para serem cometidos.”
(Bertrand Russel)
ÓRGÃO INFORMATIVO DA A∴R∴L∴S∴ CAVALEIROS DA LUZ Nº 18 MAIO / 2006 - Nº 15 7

Fotos que contam história Banquete


Dia das Mães
Maçônico
A Loja CAVALEIROS DA LUZ,
Nº 18, realizou no dia 30/05/2006
o seu primeiro banquete maçôni-
co. Foi um verdadeiro sucesso,
compareceram a maioria dos obrei-
ros da loja e tivemos ainda o pra-
zer da visita de nosso querido ir-
mão João Pedro Motta André, Ve-
nerável Mestre LOJA REPUBLI-
CANA Nº 25, que como sempre
está pronto a ajudar e a participar
de tudo que lhe é solicitado.
Nosso irmão Antonio Carlos
Bimbato, Venerável Mestre de nos-
sa loja, como sempre deu demons-
tração de dinamismo, organização
e planejamento, pois mesmo não
tendo nunca participado de um,
conseguiu fazer com que todos os
presentes saíssem maravilhados
com a cerimônia.
Parabéns ao nosso Venerável
Mestre;
Parabéns a todos os obreiros
da Loja que participaram;
Passeio a Iriri Parabéns ao nosso irmão
TEVELINO SILVA, pela homena-
gem recebida e ao nosso irmão
Edmilson Souza, pela homensa-
gem prestada, nosso irmão Teve-
lino já o tem do lado esquerdo do
peito, agora, com esta demonstra-
ção de carinho e apreço, ocupará
um lugar maior e mais bem guar-
dado.

Fotos serão mostradas


em nosso site:
Nossas cunhadas Regina, Marlene, Inês, Marta e nossas Foto histórica: Carlos Eduardo, Brandão, Bimbato, Silvio
sobrinhas Nathalia e Débora Foli, Vitor e Jair www.cavaleirosdaluz18.com.br

“A vida só pode ser compreendida olhando para trás, mas só pode ser vivida olhando para a frente.”
(Soren Kierkegaard)
8 MAIO / 2006 - Nº 15 ÓRGÃO INFORMATIVO DA A∴R∴L∴S∴ CAVALEIROS DA LUZ Nº 18

Poema? Constatação? Inauguração do Salão de


Realidade? ou Reflexão? Beleza da cunhada Rosilda Um dia
Mário Quintana
Vida - É o Amor existencial. A Loja Cavaleiros da Luz Nº 18, inaugurou
Um dia descobrimos que beijar uma pessoa
Razão - É o Amor que pondera. neste último domingo, com churrasco e muita con- para esquecer outra é bobagem.
Estudo - É o Amor que analisa. fraternização, o salão de beleza construído para Você não só não esquece a outra pessoa,
Ciência - É o Amor que investiga. que nossa cunhada Rosilda, esposa de nosso como pensa muito mais nela…
Filosofia - É o Amor que pensa. querido irmão Francisco Carlos Camponez, já no Um dia nós percebemos que as mulheres
Religião - É o Amor que busca Deus. Oriente Eterno, possa dar continuidade ao seu têm instinto “caçador” e fazem qualquer
trabalho. homem sofrer…
Verdade - É o Amor que se eterniza. Um dia descobrimos que se apaixonar é
Ideal - É o Amor que se eleva. Tivemos como grande responsável por esta inevitável…
Fé - É o Amor que se transcende. obra o nosso querido irmão Julio César Quitiba Um dia percebemos que as melhores
Esperança - É o Amor que sonha. Carneiro Brandão, que foi incansável, fez em tão provas de amor são as mais simples…
Caridade - É o Amor que auxilia. pouco tempo uma obra de tão grande vulto, não Um dia percebemos que o comum não nos
só na parte civil, mas principalmente na parte atrai…
Fraternidade - É o Amor que se expande. Um dia saberemos que ser classificado
Sacrifício - É o Amor que se esforça. moral e espiritual.
como o “bonzinho” não é bom…
Renúncia - É o Amor que se depura. A Loja Cavaleiros da Luz, espera ter dado o Um dia perceberemos que a pessoa que
Simpatia - É o Amor que sorri. primeiro passo para que nossa cunhada Rosilda nunca te liga
Trabalho - É o Amor que constrói. Camponez, possa levar seu empreendimento em é a que mais pensa em você…
frente. Estamos orgulhosos de pertencermos a Um dia saberemos a importância da frase:
Indiferença - É o Amor que se esconde. “Tu te tornas eternamente responsável por
esta Loja Maçônica, que demonstra com ações
Desespero - É o Amor que se desgoverna. aquilo que cativas…”
que não trabalhamos inutilmente.
Paixão - É o Amor que se desequilibra. Um dia percebemos que somos muito
Parabéns a todos que de uma forma ou de importantes
Ciúme - É o Amor que se desvaira.
outra participou deste empreendimento e, princi- para alguém, mas não damos valor a isso…
Orgulho - É o Amor que enlouquece.
palmente, ao nosso Venerável Mestre, que des- Um dia percebemos como aquele amigo
Sensualismo - É o Amor que se envenena.
de o primeiro momento vestiu a camisa para que faz falta,
tudo saísse da melhor maneira possível. mas aí já é tarde demais…
Finalmente, o Ódio, que julgas ser a antítese Enfim… um dia descobrimos que apesar de
do Amor, não é senão o próprio Amor que Fotos serão mostradas em nosso site: vivermos
adoeceu gravemente. www.cavaleirosdaluz18.com.br quase um século, esse tempo todo não é
suficiente
Francisco Cândido Xavier para realizarmos todos os nossos sonhos,
para beijarmos todas as bocas que nos
atraem,
para dizer tudo o que tem que ser dito…
O jeito é: ou nos conformarmos com a falta
de algumas coisas
na nossa vida ou lutarmos para realizar
todas as nossas loucuras…
Quem não compreende um olhar tampouco
compreenderá uma longa explicação. Para
um homem provar que é homem, não precisa
de mil mulheres.
Iniciação Maçônica Basta fazer uma feliz...

A A∴R∴L∴S∴ Cavaleiros da Luz Nº 18 teve a honra de iniciar dois novos e valorosos


irmãos no dia 27/05/2006.
O Sr. BENEVETUNO JOSÉ LORIATO, analista de sistemas e empregado da antiga ESCELSA
a quase 30 anos. Este já começou a mostrar para que veio, pois com a demonstração de alegria
e orgulho de pertencer a Ordem, já mostra que será um obreiro assíduo e pronto para ajudar
a todos que tiverem uma justa necessidade.
O Sr. GUILHERME DE FREITAS LIMA, estudante de medicina, que sempre conviveu no
meio maçônico, já esteve pertencendo a Ordem Demolay e lá tendo todos os cargos possíveis,
agora vem juntar forças na Maçonaria, para orgulho de seus pais e irmãos, mas principalmente,
dando orgulho para a Loja Cavaleiros da Luz, de poder agora chama-lo de NOSSO IRMÃO.
Colaboração:
Fotos em nosso site: www.cavaleirosdaluz18.com.br Cunhada Regina Maria Neves Gomes

“Muitas pessoas perdem as pequenas alegrias, esperando a grande felicidade”


(Pearl S. Buck)