Você está na página 1de 8

UNIVERSIDADE DO ESTADO DO AMAPÁ

ENGENHARIA DE PRODUÇÃO

FARLEY ICARO SILVA SOUZA


LUÍS OTÁVIO SÁ DE MIRANDA FILHO
IZA DA COSTA DE LIMA
TAINAR COSTA DE OLIVEIRA

RELATÓRIO DO EXPERIMENTO 04
DETERMINAÇÃO DA MASSA MOLAR DO MAGNÉSIO

Macapá
2019

1
FARLEY ICARO SILVA SOUZA
IZA DA COSTA DE LIMA
LUÍS OTÁVIO SÁ DE MIRANDA FILHO
TAINAR COSTA DE OLIVEIRA

RELATÓRIO DO EXPERIMENTO 04
DETERMINAÇÃO DA MASSA MOLAR DO MAGNÉSIO

Relatório 04 apresentado ao Curso de


Engenharia de Produção da UEAP -
Universidade do Estado Amapá, como
requisito avaliativo de disciplina de
Química Tecnológica. Sob a
orientação do Prof. José Fragoso.
Turma EPR 19.1

Macapá
2019

2
1. INTRODUÇÃO elemento) é a massa molar desse
O magnésio é um elemento químico elemento. A massa molar pode ser
de símbolo Mg de número atômico 12 obtida pela equação:
(12 prótons e 12 elétrons) com massa Número de mols =Massa (g)Massa
atômica 24 u. É um metal Molar (mol)Calculando a Massa Molar a
alcalinoterroso, pertencente ao grupo (ou partir de dados de P, V e T. Quando um
família) 2 (anteriormente chamada IIA), novo composto é isolado no laboratório,
sólido nas condições ambientais. uma das primeiras coisas a serem feitas
É o oitavo elemento mais abundante é determinar sua massa molar. Se o
na crosta terrestre, onde constitui cerca composto for um gás, para determinar
de 2,5% da sua massa, e o nono no sua massa molar basta medir a pressão
Universo conhecido, no seu todo. Esta e o volume exercido por determinada
abundância do magnésio está massa do gás em determinado volume e
relacionada com o facto de se formar certa temperatura.
facilmente em supernovas através da Pressão: É definida como a força por
adição sequencial de três núcleos de unidade de área, isto é, aforça total
hélio ao carbono (que é, por sua vez, sobre a superfície dividida pela área
feito de três núcleos de hélio). A alta desta superfície. A unidade no SI é o
solubilidade dos iões de magnésio na Pascal.
água assegura-lhe a posição como Temperatura: A temperatura de um
terceiro elemento mais abundante na gás ideal está relacionada com a energia
água do mar. O magnésio é médias das partículas deste gás. A
extremamente inflamável, especialmente unidade no SI é a escala de temperatura
quando está pulverizado. Reage em Kelvin.
rapidamente, com liberação de calor, em Volume: O volume de um gás ocupa
contato com o ar, motivo pelo qual deve todo o recipiente que o contém. Sua
ser manipulado com precaução. unidade no SI é o metro cúbico (m³).
Neste relatório será determinado a
massa molar do Magnésio a partir do 2. OBJETIVO
volume de hidrogênio molecular liberado
O objetivo nesse experimento é
da reação do metal com ácido clorídrico.
calcular a massa molar do Magnésio
A massa em gramas de um mol de
através da sua reação com o ácido
átomos que qualquer elemento
clorídrico.
(6,02214199 x 10 ²³ átomos do

3
3. MATERIAIS UTILIZADOS  Pisseta com água
No momento do experimento foram destilada
utilizados no laboratório:  Cronômetro
 HCl (aq,3 mol/L) (na capela)  Fio de cobre
 Béquer de 50 ml desencapado
 Proveta de 25 ml
Figura 2: Montagem do sistema
 Filme de PVC transparente
 Fita de Magnésio
 Pequenos pedaços de lixa
 Tesoura
 Balança semianalítica
 Termômetro
 Barômetro

Figura 1: Solução de HCl

Fonte: Acervo pessoal, 2019.

4. PROCEDIMENTO
EXPERIMENTAL

Inicialmente foi realizado a


preparação da solução de HCl 6
mol/l determinado pela equação:

𝑚 𝑚
𝑀 = 𝑚.𝑚.𝑣(𝑙) 6 = 36,5.0,2 →

Fonte: Acervo pessoal, 2019. 𝑀 = 43,8 𝑔

Por cada equipe:


𝑚 43,8
 Proveta de 50 mL 𝑑= → 1,21 = →
𝑣 𝑣
 Béquer de 250 mL
𝑉 = 36,2𝑚𝑙
 Suporte
 Garra
 Régua escolar
4
A solução foi pipetada na capela, em 5- Depois foi Completado o volume da
seguida transferida para o balão e proveta com água. O tubo ficou
depois completada com H2O, para ser completamente cheio;
utilizada por cada equipe que estava 6- Foi tampado a proveta com o filme de
realizando o experimento. PVC transparente, em seguida invertido
em um béquer de 250 mL contendo
Figura 3: Solução preparada. água de torneira, conforme a figura 4.
Evitando a formação de bolha no fundo
da proveta;

Figura 4. Montagem experimental do


experimento em execução.

Fonte: Acervo pessoal, 2019

Foi realizado a preparação do material e


montagem do sistema.
1- Foi feita a limpeza e lixamento de um
pedaço de fita de magnésio de
aproximadamente 2,2 a 2,3 cm. Fonte: Acervo pessoal, 2019.
2- Realizado a pesagem da fita de
magnésio, a massa foi M= 0,035g; 7- Introduzir a fita de magnésio presa no
3- Após a pesagem foi preso, fixado a anzol, conforme mostra a figura 4 e
fita de magnésio na extremidade de um desta forma foi acionado o cronômetro;
fio de cobre desencapado na forma de 8- Foi anotado o tempo transcorrido a
um anzol, conforme a ilustração da cada 5mL especificado na tabela 1 deste
figura 4; relatório no tópico de resultados;
4- Colocado inicialmente 10mL de HCl 6 9- Após que a reação cessou, foi
mol/L na proveta de 50mL; aguardado cerca de 5 minutos pra deixar

5
o sistema atingir a temperatura 1ª Parte) Registro do volume em
ambiente; função do tempo.
10- Após Igualado a pressão interna do
gás à pressão atmosférica, foi medido o Tabela 1: Volume de gás em função do
comprimento da coluna de água com tempo
uma régua tamanho de 6,2 cm; VH2, Tempo Tempo, s
mL (do
11- Foi determinado o volume do gás cronômetro)
formado V= 0,025 l, cálculo especificado
5 01minuto 11s
no tópico de resultados deste relatório 10 57 segundos 32centessimos
12- Foi aferido a temperatura ambiente 15 59 segundos 49centessimos
20 01minuto 34centessimos
do laboratório em 28ºC com o
25 01minuto 55s
Termômetro de Mercúrio.
Vfinal de gás = 25 mL :1000= 0,025L
Figura 5: Reação do Magnésio no HCl
2ª Parte) Cálculo da massa molar do
Mg

Reação:
Mg + 2H+ = Mg2+ + H2
Estequiometria:
nMg=nH2
mMg/MMg=pV/RT

onde:
p=pH2
Pressão do H2:
Fonte: Acervo pessoal, 2019. pgás=pH2+pH2O+poutros
pgás+pcoluna=patm
Portanto,
5. RESULTADOS E DISCUSSÃO pH2=patm-pcoluna-pH2O-poutros
Massa de magnésio pesada: 0,035 g; Considerando:
Comprimento da Coluna de gás: 6,2 cm; poutros(quando a água é previamente
Temperatura ambiente: 28ºC; aquecida) ~ 0
Volume medido: 0,025 L

6
Pressão coluna: Tabela 2: Massa molar do magnésio
Pcoluna = 6,2 x 10-2 / 10,2 = 6,07.10-3 Equipes Massa Molar do
atm. Mg, g/mol

1 34,57
Temperatura ambiente: 28°C 2 35,55
3 35,56
T(K)= 28o+273,15= 301,15 K 4 35,10
MEDIA 35,195
Pressão da água: DESVIO 1,84
PH2O= 98,0368/760 = 0,1289 atm PADRÃO

sx -
Pressão atm= p(barômetro, hPa) 760 x
± tsx, s (90%) -
100/105 = 0,76 atm.

Logo,
PH2=patm-pcoluna-pH2O-poutros Erro percentual cometido na
=atm determinação experimental
PH2 = 1 - 6,07.10-3 – 0,1289 – 0 = 0,8650 da massa molar do magnésio:
atm Valor exato= 24,3050 g/mol
Erro = [(valor exato – valor calculado) /
valor exato)] x100= __%
Cálculo da massa molar do Magnésio:
Portanto, Erro = [(24,3050 – 34,57) / 24,3050)] x
R = 0,0817atm.L/mol.K 100= 42,23%
Erro= 42,23%
Vfinal do gás = 0,025L

MMg=mMg.R.T/pV = g/mol
MMg = 0,035x62,32x301,15/ 760x0,025
MMg= 34,57 g/mol

7
6. CONCLUSÃO 7. REFERÊNCIAS

No experimento realizado no laboratório ATKINS, Peter. Princípios básicos de


de Química Inorgânica da Universidade química: Questionando a vida moderna e
Estadual do Amapá – UEAP, analisou-se o meio ambiente. 3 ed. Porto Alegre:
que as condições de temperatura, Bookman, 2006.
pressão e volume podem determinar a
Evolução da história dos pesos
quantidade de gás produzido. Foi
atômicos. Mário Tolentino e outros.
observado a reação da fita de magnésio
Química nova 17(2) (1994).
ao ser submerso no ácido clorídrico. A
[http://quimicanova.sbq.org.br/imageban
massa molar do magnésio na tabela é
k/pdf/Vol17No2_182_v17_n2_%2813%2
de 24,3050 g/mol e a do valor calculado
9.pdf] Acesso em: 10 out. 2019.
foi de 34,57 g/mol, essa diferença entre
a massa molar obtida e a tabelada Fundamentos de Química Experimental.
teve um Erro= 42,23%, tal erro pode ser Maurício Gomes Constantino e outros.
explicado por vários fatores, sendo o Edusp, 2º edição, 2004.
mais influente a proporção
estabelecida na medição volumétrica Magnésio. Eduardo Motta Alves Peixoto.
de gás hidrogênio na proveta, pois Química Nova na Escola, nº12, nov.
qualquer medição feita pode estar 2000.
submetido á erros sistemáticos. Outro [http://qnesc.sbq.org.br/online/qnesc12/v
fator pode ser a presença de impurezas 12a11.pdf]. Acesso em: 10 out. 2019.
na amostra de magnésio que não
reagiram com o ácido clorídrico, ou Roteiro de química da Universidade
uma possível película de óxido de Federal de Alfenas, UNIFAL.
magnésio, que ao reagir com o ácido Experimento 08: Determinação da
formaria água ao invés de gás massa molar do magnésio. 2017.1
hidrogênio, comprometendo o volume
final.

Você também pode gostar