Você está na página 1de 3

1/3

ANEXO 9 – CRITÉRIOS PARA EQUIPAMENTOS E FERRAMENTAS ELÉTRICAS, E


PROFISSIONAIS EM ELETRICIDADE

1. OBJETIVO

1.1. Estabelecer critérios para equipamentos e ferramentas elétricas, assim como para
profissional em eletricidade do presente Contrato.

2. DISPOSIÇÕES GERAIS

2.1. A CONTRATADA deve atender, obrigatoriamente, às exigências da PETROBRAS e


às seguintes normas:
- NR-10 - Segurança em instalações e serviços em eletricidade;
- NBR 5410 - Instalações Elétricas de Baixa Tensão;
- NBR IEC 60309-1 - Plugues, tomadas e acopladores para uso industrial.

3. CABLAGEM DA CONTRATADA

3.1. A CONTRATADA deverá fornecer os cabos elétricos que sejam necessários para
chegar à fonte de energia, inclusive desviando-se e seguindo por locais em que os cabos
não ofereçam risco a terceiros.

3.2. Caberá à CONTRATADA enterrar seus cabos ou instalar dutos de proteção para os
cabos ou construir estruturas de elevação dos cabos a altura adequada ao tráfego
previsto. Neste último caso deverá consultar à fiscalização da PETROBRAS.

4. MEDIDAS DE CONTROLE DA CONTRATADA

4.1. Todo equipamento deverá ser aterrado, salvo equipamentos com dupla isolação.

4.2. Todo circuito com ferramenta portátil deverá ter proteção diferencial residual.

4.3. Ferramentas e equipamentos elétricos portáteis (lixadeiras, furadeiras, dentre outros)


devem ser para tensão de 220V em duas fases, dupla isolação e providos de cabos para
ligação elétrica, com extensão e plugues 220V, conforme este anexo.

4.4. Os plugues e tomadas utilizados deverão ter construção conforme a NBR IEC 60309-
1.

4.5. Os plugues e tomadas, para conexão em 480V, devem ser para 380/440V, 63A,
4pólos (3P+T) 6h, IP-65, na cor vermelha.

4.6. Os plugues e tomadas, para conexão em 220V, devem ser para 220/240V, 32A, 3
pólos (2P+T) 6h, IP 44, na cor azul.
2/3
ANEXO 9 – CRITÉRIOS PARA EQUIPAMENTOS E FERRAMENTAS ELÉTRICAS, E
PROFISSIONAIS EM ELETRICIDADE

4.7. Os plugues e tomadas, para conexão em 110V, devem ser para 110/130V, 32A, 3
pólos (2P+T) 4h, IP 44, na cor amarela.

4.8. Equipamentos portáteis de iluminação devem ser para tensão de 24V, com o corpo e
a grade de proteção em material polimérico ou em alumínio fundido, com gancho de
suspensão, manopla de borracha, prensa cabo, classe de proteção IP-54, globo incolor
em boro-silicato ou policarbonato, juntas de vedação e soquete reforçado.

4.8.1. Com lâmpadas de 24V e adequadas à classificação da área onde serão


utilizados. Ou seja, poderão ser de 60W, 100W ou maior, desde que certificados para a
potência e tipo de lâmpada, de modo a que as temperaturas de superfície não provoquem
ignição dos gases ambientes nem tragam risco aos usuários.

4.8.2. Devem ser providos de cabos para ligação elétrica de bitola conforme a
lâmpada, com no mínimo 20m de extensão, plugue com prensa-cabos interno, IP 44, 24V-
16A, 3 pólos (2P+T) na cor lilás.

4.8.3. Devem dispor e serem alimentados por transformador 220:24V, com blindagem
eletrostática entre os enrolamentos e com, no mínimo, 30m de extensão em 220V.

4.9. Todos os equipamentos elétricos não portáteis - ventiladores, exaustores, máquinas


de solda, transformadores abaixadores, etc - devem ser obrigatoriamente trifásicos, 480V,
60 Hz, salvo previamente negociado com a PETROBRAS.

5. AUTORIZAÇÃO DE PROFISSIONAL

5.1. Todo profissional em eletricidade da CONTRATADA precisará estar autorizado pela


PETROBRAS.

5.1.1. Poderão ser autorizados os trabalhadores capacitados e os profissionais


habilitados, com anuência formal da PETROBRAS (10.8.4 da NR-10).

5.1.2. A autorização será dada por eletrotécnico da Atividade de Fornecimento de


Energia, da UO-SEAL/ATP-ST/MI, mediante comprovação de qualificação nos termos da
NR-10.

5.2. Documentação que será exigida para emissão do documento de autorização:

5.2.1. Os trabalhadores autorizados a intervir em instalações elétricas devem ser


submetidos à exame de saúde compatível com as atividades a serem desenvolvidas,
realizado em conformidade com a NR 7 e registrado em seu prontuário médico. (10.8.7 da
NR-10).

5.2.2. Os trabalhadores autorizados a intervir em instalações elétricas devem possuir


treinamento específico sobre os riscos decorrentes do emprego da energia elétrica e as
3/3
ANEXO 9 – CRITÉRIOS PARA EQUIPAMENTOS E FERRAMENTAS ELÉTRICAS, E
PROFISSIONAIS EM ELETRICIDADE

principais medidas de prevenção de acidentes em instalações elétricas, de acordo com o


estabelecido no Anexo II da NR-10. (10.8.8 da NR-10)

5.3. A CONTRATADA obriga-se a empregar, para serviços em eletricidade, profissionais


conforme a NR-10:

5.3.1. Profissional legalmente habilitado é o trabalhador previamente qualificado e com


registro no CREA (10.8.2 da NR-10).

5.3.2. Trabalhador capacitado é aquele que atenda às seguintes condições,


simultaneamente (10.8.3 da NR-10):
- Receba capacitação sob orientação e responsabilidade de profissional
habilitado e autorizado; e
- Trabalhe sob a responsabilidade de profissional habilitado e autorizado.

5.4. Todo autorizado precisará ter consigo, enquanto trabalhando na Unidade da


PETROBRAS, o documento de autorização emitido pela PETROBRAS, de modo a
permitir, a qualquer tempo, conhecer a abrangência da autorização de cada trabalhador,
conforme o item 10.8.4. da NR-10 (10.8.5 da NR-10).

5.5. Em síntese, a legislação obriga a que todo trabalhador em eletricidade, abaixo de


1000V:

5.5.1. Tenha um curso básico em eletricidade, de 40h, incluindo conhecimentos


detalhados de aterramento, proteção, EPIs, primeiros socorros e combate a incêndio.

5.5.2. Tenha formação plena em eletrotécnica e esteja com o CREA em dia, ou trabalhe
sob a supervisão de eletrotécnico formalmente designado.

5.5.3. Esteja formalmente autorizado a trabalhar, segundo essa cadeia de


responsabilidades e comprovação da qualificação aqui descrita.

(FIM DO ANEXO 9)