Você está na página 1de 4

Primeiro Reinado (1822-1831)

1. Quais foram os principais acontecimentos?

(1822-1831) 1. Quais foram os principais acontecimentos? 2. A construção de uma nação: Figura 1. Províncias

2. A construção de uma nação:

principais acontecimentos? 2. A construção de uma nação: Figura 1. Províncias brasileiras no início do Primeiro

Figura 1. Províncias brasileiras no início do Primeiro Reinado, em 1824.

Constituição de 1824:

Art. 1. O IMPERIO do Brazil é a associação Politica de todos os Cidadãos Brazileiros. Elles formam uma Nação livre, e independente, que não admitte com qualquer outra laço algum de união, ou federação, que se opponha á sua Independencia.

- De “América Portuguesa” a “Brasil”: de colônia a nação independente

- Primeiro desafio de D. Pedro I: unir todas as províncias sob seu governo

- Guerra da Independência (1822-1824):

> Províncias que aderiram a D. Pedro I:

> Províncias que resistiram à Independência:

- Guerra da Cisplatina (1825-1828): os uruguaios já foram brasileiros?

- O que é ser brasileiro?

- Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro (IHGB):

construção da história oficial do Brasil

3.

A Primeira Constituição Brasileira:

3. A Primeira Constituição Brasileira: Figura 2. "D. Pedro I com a Constituição de 1824", por

Figura 2. "D. Pedro I com a Constituição de 1824", por Manuel de Araújo Porto-Alegre, 1826.

Constituição de 1823:

Art. 7. A Constituição garante a todos os Brazileiros os seguintes Direitos individuaes com as explicaçoes e modificaçoes seguintes; 1º. A liberdade pessoal 2º. O Juízo por Jurados 3º A liberdade religiosa 4º A liberdade de industria 5º A inviolabilidade da propriedade 6º A liberdade da imprensa

Art. 36. A Constituição do Imperio do Brazil he Monarchica Representativa. Art. 38. Os Representantes da Nação Brazileira são o Imperador e a Assemblea Geral Art. 39. Os Poderes Políticos reconhecidos pela Constituição do Imperio são três; o Poder Legislativo, o Poder Executivo, e o Poder Judiciario.

- O que é uma constituição?

-

principais?

Princípios

liberais

e

iluministas:

quais

são

os

- A Assembleia Constituinte de 1823 e a

“Constituição da Mandioca”: liberal demais para D.

Pedro I

- Constituição

Moderador

de

1824:

inclusão

do

Poder

Constituição de 1824:

Art. 10. Os Poderes Politicos reconhecidos pela Constituição do Imperio do Brazil são quatro: o Poder Legislativo, o Poder Moderador, o Poder Executivo, e o Poder Judicial.

Art. 98. O Poder Moderador é a chave de toda a organisação Politica, e é delegado privativamente ao Imperador, como Chefe Supremo da Nação, e seu Primeiro Representante, para que incessantemente vele sobre a manutenção da Independencia, equilibrio, e harmonia dos mais Poderes Politicos. Art. 99. A Pessoa do Imperador é inviolavel, e Sagrada: Elle não está sujeito a responsabilidade alguma. Art. 100. Os seus Titulos são “Imperador Constitucional, e Defensor Perpetuo do Brazil” e tem o Tratamento de Magestade Imperial.

4.

Cidadania para quem?

Constituição de 1824:

Art. 6. São Cidadãos Brazileiros

I. Os que no Brazil tiverem nascido, quer sejam ingenuos, ou

libertos, ainda que o pai seja estrangeiro, uma vez que este não resida por serviço de sua Nação.

II. Os filhos de pai Brazileiro, e os illegitimos de mãi Brazileira,

nascidos em paiz estrangeiro, que vierem estabelecer domicilio

no Imperio.

III. Os filhos de pai Brazileiro, que estivesse em paiz

estrangeiro em serviço do Imperio, embora elles não venham estabelecer domicilio no Brazil.

IV. Todos os nascidos em Portugal, e suas Possessões, que

sendo já residentes no Brazil na época, em que se proclamou a Independencia nas Provincias, onde habitavam, adheriram á esta expressa, ou tacitamente pela continuação da sua residencia.

V. Os estrangeiros naturalisados, qualquer que seja a sua

Religião.

Art. 90. As nomeações dos Deputados, e Senadores para a Assembléa Geral, e dos Membros dos Conselhos Geraes das Provincias, serão feitas por Eleições indirectas, elegendo a

massa dos Cidadãos activos em Assembléas Parochiaes os Eleitores de Provincia, e estes os Representantes da Nação, e

Provincia.

Art. 91. Têm voto nestas Eleições primarias:

I. Os Cidadãos Brazileiros, que estão no gozo de seus direitos

politicos.

II. Os Estrangeiros naturalisados.

Art. 92. São excluidos de votar nas Assembléas Parochiaes.

I. Os menores de vinte e cinco annos, nos quaes se não

comprehendem os casados, e Officiaes Militares, que forem

maiores de vinte e um annos, os Bachares Formados, e Clerigos de Ordens Sacras.

II. Os filhos familias, que estiverem na companhia de seus pais,

salvo se servirem Officios publicos.

III. Os criados de servir, em cuja classe não entram os

Guardalivros, e primeiros caixeiros das casas de commercio, os

Criados da Casa Imperial, que não forem de galão branco, e os administradores das fazendas ruraes, e fabricas.

IV. Os Religiosos, e quaesquer, que vivam em Communidade

claustral.

V. Os que não tiverem de renda liquida annual cem mil réis por

bens de raiz, industria, commercio, ou Empregos. Art. 93. Os que não podem votar nas Assembléas Primarias de Parochia, não podem ser Membros, nem votar na nomeação de alguma Autoridade electiva Nacional, ou local.

Art. 94. Podem ser Eleitores, e votar na eleição dos Deputados, Senadores, e Membros dos Conselhos de Provincia todos, os que podem votar na Assembléa Parochial. Exceptuam-se

I. Os que não tiverem de renda liquida annual duzentos mil réis por bens de raiz, industria, commercio, ou emprego.

II. Os Libertos.

III. Os criminosos pronunciados em queréla, ou devassa.

Art. 95. Todos os que podem ser Eleitores, são habeis para serem nomeados Deputados. Exceptuam-se

I. Os que não tiverem quatrocentos mil réis de renda liquida, na fórma dos Arts. 92 e 94.

II. Os Estrangeiros naturalisados.

III. Os que não professarem a Religião do Estado.

> O que é cidadania?

> As mulheres eram consideradas cidadãs durante o Império?

> Escravos e libertos: de propriedades a cidadãos?

A escrava Maria Firmina dos Reis

Em um salão onde se achavam reunidas muitas

pessoas distintas, e bem colocadas na sociedade, e depois de versar a conversação sobre diversos assuntos mais ou menos interessantes, recaiu sobre o elemento servil.

O assunto era por sem dúvida de alta importância. A

conversação era geral; as opiniões, porém, divergiam. Começou

a

discussão.

Admira-me, disse uma senhora de sentimentos

sinceramente abolicionistas; faz-me até pasmar como se possa sentir, e expressar sentimentos escravocratas, no presente século, no século dezenove! A moral religiosa e a moral cívica aí se erguem, e falam bem alto esmagando a hidra que envenena

a família no mais sagrado santuário seu, e desmoraliza, e avilta

a nação inteira! Levantai os olhos ao Gólgota, ou percorrei-os em torno da sociedade, e dizei-me:

Para quê se deu em sacrifício o Homem Deus, que

ali exalou seu derradeiro alento? Ah! Então não é verdade que

seu sangue era o resgate do homem! É então uma mentira

abominável ter esse sangue comprado a liberdade!? E depois,

Não vedes o abutre que a corrói

Não sentis a desmoralização que a enerva, o

cancro que a destrói? Por qualquer modo que encaremos a escravidão, ela é,

e será sempre um grande mal. Dela a decadência do comércio;

porque o comércio e a lavoura caminham de mãos dadas, e o escravo não pode fazer florescer a lavoura; porque o seu trabalho é forçado. Ele não tem futuro; o seu trabalho não é

indenizado; ainda dela nos vem o opróbrio, a vergonha; porque de fronte altiva e desassombrada não podemos encarar as nações livres; por isso que o estigma da escravidão, pelo cruzamento das raças, estampa-se na fronte de todos nós. Embalde procurará um dentre nós, convencer ao estrangeiro que em suas veias não gira uma só gota de sangue escravo E depois, o caráter que nos imprime e nos envergonha!

olhai a sociedade constantemente!

O

escravo é olhado por todos como vítima e o é.

O

senhor, que papel representa na opinião social?

O

senhor é o verdugo e esta qualificação é hedionda.

Exercícios

1. O que foi o Primeiro Reinado? Qual foi o seu período?

2. O que aconteceu em algumas províncias assim que a Independência do Brasil foi proclamada?

3. Como seria feita a primeira Constituição brasileira?

4. E como de fato foi feita a nossa primeira Constituição?

5. Quais foram os poderes que passaram a existir no Brasil pela Constituição de 1824?

6. O que é o Poder Moderador?

7. O que foi a Confederação do Equador e quais as suas causas?

8. Quais foram os motivos que levaram à abdicação de D. Pedro I?