Você está na página 1de 20

Organização

EU SOU!
PP. MÁRCIA GIANNE DE C. F. ALVES

Sou Cearense/ moro em Irecê-Ba /Diretora de Mobilização


Sindical.

Formada em Pedagogia – Pela Universidades Estadual Vale do


Acaraú – Ce.

Especialista em Psicopedagogia – pelo Faculdade de Ciências


da Bahia- FACIBA.

Especialista em Gestão nas Org. (pela UNEB)

Professora de pós Graduação em Psicopedagogia. (Na


Faculdade do sertão – UESSBA)

Pós- Graduanda em Neuropsicopedagogia (pelo Inst. Realiza.)

Docência do Ensino Superior. Diretora de Mobilização


Municipal representante de Irecê
Organização

ADOLESCÊNCIA

De acordo com a OMS:


Essa palavra tem origem no
latim e de acordo com a
etiologia apresenta-se assim:

FILIE-SE AO SINDICATO DOS PSICOPEDAGOGOS DO BRASIL


sindpsicoppbr@gmail.com

AD = “PARA” OLESCERE = “CRESCER”


POR TANTO SEU SIGNIFICADOS É “CRESCER PARA”
Organização

Físicas:

Mudanças aceleradas do crescimento e


desenvolvimento dos órgão sexuais;
E características secundarias, como :
voz , estatura, etc..

MUDANÇAS INTERNAS
Cerebrais: aceleração do desenvolvimento elétrico e fisiológico ( O numero
de células cerebrais chegam a praticamente duplicar, nesse período.
As redes neurais são radicalmente reorganizadas, o que causa grande
impacto sobre a capacidade mental, física e emocional.
FILIE-SE AO SINDICATO DOS PSICOPEDAGOGOS DO BRASIL
CURIOSIDADE sindpsicoppbr@gmail.com

Durante a fase inicial da adolescência o lobo frontal entra em pleno


desenvolvimento e influência totalmente as emoções , o raciocínio,
e as tomadas de decisões.

Organização
Organização

MENINOS X MENINAS
Os meninos tem desenvolvimento mais tardio e mais prolongado que nas
meninas.
Estudos revelam que meninos tendem, por esse motivo, serem mais
impulsivos e o pensamento mais critico permanece um tempo maior
que nas meninas

ESSE FENÔMENO CONTRIBUI PARA DIFUNDIR A PERCEPÇÃO


GENERALIZADA DE QUE AS MENINAS AMADURECEM MAIS
CEDO DO QUE OS MENINOS.

FILIE-SE AO SINDICATO DOS PSICOPEDAGOGOS DO BRASIL


sindpsicoppbr@gmail.com
Físicas:

Continuam a acontecer, o corpo


continua a mudar .

MUDANÇAS INTERNAS

O desenvolvimento cerebral continua e a reorganização das capacidades de


pensamento analítico e reflexivo é bastante ampliada.
O QUE É PUBERDADE:
é o processo que leva o corpo humano Vou agarrar
esse garoto!
à maturidade sexual ou fertilidade, que Ele é muito Tomara
é a capacidade de reprodução. fofo! que ela
me beije!

Nas meninas, a puberdade tem


início entre os 8 e 13 anos de idade,
enquanto que nos meninos inicia-se 1 a
2 anos depois.
ADOLESCÊNCIA X PUBERDADE

ADOLESCÊNCIA PUBERDADE

é o período de vida é uma parte da


compreendido entre adolescência, ou seja,
os 10 e os 20 anos. é o período em que
Tem início com a ocorrem todas as
puberdade, mas transformações físicas
continua até que seja e fisiológicas descritas
alcançada a anteriormente.
maturidade física e Quando elas
mental, o que implica terminam, a
mudanças fisiológicas puberdade chega ao
e psicossociais. fim.
AVALIAÇÃO PSICOPEDAGÓGICA
Contexto Não prender- Desenvolvimento
Sujeito - meio
• social se apenas as cerebral causa
• Afetivo questões impacto em todos
• familiar. intelectuais os aspectos
Avaliação cognitiva não deve ater-se apenas:
Organização

Examinar
processos
sujeito aproveita esses formais.
processos e os combina
com sua imaginação, sua
memoria e sua
criatividade, no campo FONTE: AVALIAÇÃO PSICOPEDAGOGICA DO ADOLESCENTES – ED. VOZES – 14ª EDÇÃO.
das aprendizagens
FILIE-SE AO SINDICATO DOS PSICOPEDAGOGOS DO BRASIL
sindpsicoppbr@gmail.com

ORGANIZADORES
ÂMBITOS DE AVALIAÇÃO PSICOPEDAGOGICA
Na clinica

de instrumentos que nos permita analisar as


dificuldades relatadas (queixa).

Na clinica

técnicas e instrumentos, direcionados ao


período de desenvolvimento de seu aprendente

Na clinica
Preparação e segurança para aplicar técnicas e
instrumentos.

FILIE-SE AO SINDICATO DOS PSICOPEDAGOGOS DO BRASIL


sindpsicoppbr@gmail.com

ORGANIZADORES
ÂMBITOS DE AVALIAÇÃO PSICOPEDAGOGICA

Escolar

O uso de instrumentos e técnicas na escola pressupõe um olhar mais amplo

Escolar

é um espaço confortável ao qual o adolescente esta inserido e bem adaptado

Escolar
estaremos observando também as formas de ensinagem.
o psicopedagogo ingressa na sala de aula e observa seu sujeito e suas condições de aprendizagem.

FILIE-SE AO SINDICATO DOS PSICOPEDAGOGOS DO BRASIL


sindpsicoppbr@gmail.com

ORGANIZADORES
Desenvolvimento cognitivo
Levando em conta que a psicopedagogia se ocupa do sujeito na situação de
aprendizagem, é de suma importância tanto no diagnostico, quanto na
intervenção, conhecer os processos/etapas pelos quais os adolescentes
passam e
Desliga-se da logica Os esquemas
concreta; antecipatórios
Surgimento do
Ultrapassa o estão presentes
pensamento
empírico imediato; mais ainda não
formal ou
Chegando ao mundo são aplicados.
hipotético
das hipóteses e do
dedutivo
possível

Algumas Elabora conceitos abstratos e


características reflexões maiores / porem
marcantes nesse apresentam dificuldades para tomar
processo decisões
FILIE-SE AO SINDICATO DOS PSICOPEDAGOGOS DO BRASIL
sindpsicoppbr@gmail.com

ORGANIZADORES
Avaliação na escola
Entrevista com os
Observação em sala de aula educadores
Formas de ensinagem Observação dos vínculos
Professor – aluno.

ESCOLA

Desempenho nas
atividades Entrevista com os pais
Vinculo com a metodologia

FILIE-SE AO SINDICATO DOS PSICOPEDAGOGOS DO BRASIL


sindpsicoppbr@gmail.com

ORGANIZADORES
Entrevistas livres Provas do diagnóstico Operatório
Teste de desenho livre Permutação e combinação de fichas
Teste da figura humana Espaço bidimensional e tridimensional
Par educativo
Teste Bender
Retas e curvas

clinica
Provas Pedagógicas Analise do material escolar
TDE – Teste de Desempenho Escolar Analise do comportamento em âmbitos de
Teste de competência de Leitura de aprendizagens sistemática e assistemática.
Palavras e Pseudopalavras Anamnese
Produção de textos Devolutiva.

A adolescência é uma etapa particularmente vulnerável, de grande labilidade e


instabilidade biopsicocial e , justamente por essas características, os jovens
são rotulados com maior facilidade de “doentes”
Avaliação psicopedagógica do adolescente (Bossa, 2013.
ALGUNS JOGOS PARA AVALIAÇÃO:

FILIE-SE AO SINDICATO DOS PSICOPEDAGOGOS DO BRASIL


sindpsicoppbr@gmail.com

ORGANIZADORES
PERGUNTAS?

Chegou a hora de conversarmos...


Espero que tenha chegado ao seu
objetivo, que o tempo tenha nos
ajudado....
Fico a sua disposição para dialogarmos!
Lembrem-se de manter-se no foco sobre a
avaliação com adolescentes.

FILIE-SE AO SINDICATO DOS PSICOPEDAGOGOS DO BRASIL


sindpsicoppbr@gmail.com

ORGANIZADORES
FONTES UTILIZADAS PARA ESTE CURSO.
BARBOSA, Laura Monte Serrat. - A Psicopedagogia no âmbito da instituição escolar. Curitiba:
Expoente, 2001

CHAMAT, Leila Sara José. Diagnóstico Psicopedagógico: o diagnóstico clínico na abordagem


interacionista. São Paulo: Vetor, 2004.

BARBOSA, Laura M.S. (org.). Intervenção psicopedagógica no espaço da clínica. Curitiba: Ibpex,
2010.

SÁNCHES-CANO,Manuel; BONALS,Joan.Avaliação Psicopedagógica. Porto Alegre: Artmed, 2008.

FILIE-SE AO SINDICATO DOS PSICOPEDAGOGOS DO BRASIL


sindpsicoppbr@gmail.com

ORGANIZADORES
AGRADEÇO IMENSAMENTE SUA PARTICIPAÇÃO.

CONTATOS: 74.9.99883008
E-MAIL – GIANNEALVES.FEITOSA@GMAIL.COM

FILIE-SE AO SINDICATO DOS PSICOPEDAGOGOS DO BRASIL


sindpsicoppbr@gmail.com

ORGANIZADORES