Você está na página 1de 3

Aula 10

Regime estatutário federal lei 8.112/90


No âmbuito estadual e municipal, os servidores são regidos pela legislação própria, mas
são muito semelhantes à 8.112. A 8.112 se dedica a quem integra os quadros da administração
pública direta (poderes), funcionários dos órgãos da União, forças armadas, servidores públicos
de carreira. Também os da administração pública indireta federal, desde que sejam pessoas
jurídicas de direito público (autarquias, reguladoras).

Cargo Público – conceito


Art. 3º lei 8.112 “conjunto de atribuições e resposabilidades que devem ser cometidas
a um servidor”. § único “os cargos públicos são criados por lei”. Art. 84, VI, CF “decreto pode
dispor sobre organização e funcionamento da estrutura federal” e “extinção de cargos, quando
vagos”.

Servidor Público
Art. 2º lei 8.112
É a pessoa legalmente investida em cargo público.

Provimento é ato administrativo hábil a tornar uma pessoa ocupante de cargo público.

Tipos de provimento
Há dois tipos: efetivo e comissão, quanto à durabilidade. Efetivo tem caráter
permanente, tendo em vista a estabilidade e vitaliciedade do titular do cargo. Vitaliciedade é
mais protetiva que a estabilidade. Para cargo com estabilidade, pode haver demissão com PAD
só. Com vitaliciedade só com decisão judicial.
O cargo em comissão não tem caráter permanente.

Quanto à preexistência do vínculo: i) provimento originário, quanto não há vínculo


pretérito entre a pessoa e a administração. Só tem uma possível, que é a nomeação. Todos os
outros são derivados; i) provimento derivado, quando há já vínculo.

Investidura
Ocorre com a posse e há requisitos: idade mínima, nacionalidade brasileira, estar em
dia com os direitos políticos, homens estar em dia com as obrigações miltares. Isso na prática
ocorre na convocação, quando o aprovado é chamado para trazer documentos.
Nomeação
É a única forma de provimento originária. É o provimento que vai conduzir a pessoa a
cargo público de caráter efetivo ou em comissão. Em caráter efetivo, há necessidade de
aprovação em concurso público prévio.

Promoção
É forma de provimento derivado. Art. 10, § único: desenvolvimento do servidor na
carreira é a promoção.

Readaptação
Art. 24, 8.112
Ocorre quando o funcionário foi afastado por algum motivo que compromete sua
capacidade de exercer o mesmo cargo e retorna, posteriormente, exercendo outro cargo que
seja agora compatível. Quando der. Quando não der, vai ser aposentado. A readaptação tem de
ser em cargo compatível com a escolaridade e vencimentos do cargo original.

Reversão
Art. 25
Ocorre quando o servidor aposentado volta. Ocorre quando há interesse da
administração pública e a pessoa não pode estar aposentada na compulsória. Pode ser o que
estava aposentado por invalidez e verifica-se que a doença não subsiste mais. Há hipótese tb
que pode ser a pedido da administração, quando há cargo vago e a pessoa aposentou-se
voluntariamente. Na reversão por cessação de doença, não precisa ter cargo vago: tem que
voltar a trabalhar e fica como excedente.

Aproveitamento
Art. 30
É o retorno à atividade de servidor posto à disponibilidade. É o caso de haver extinção
do cargo, quando a pessoa é estável.

Reintegração
Art. 28
Provimento derivado. É reinvestidura do servidor no cargo quando invalidada sua
demissão em instância judicial. Retorna pro cargo anteriormente ocupado. Na última hipótese,
pode ser posto em disponibilidade. §§ 1º e 2º.
Se ocupado o cargo, o atual ocupante será reconduzido ou posto em disponibilidade.

Recondução
Art. 29
É o retorno do servidor ao cargo originalmente ocupado e decorrerá de: I – tomou fumo
no estágio probatório; II – reintegração de terceiro em cargo que ocupa atualmente.

Posse
Art. 13
Dar-se-á pela assinatura do termo de posse, em que devem constar as atribuições do
cargo. 30 dias da publicação do ato de provimento.

Exercício
Art. 15
Início efetivo do desempenho das atribuições do cargo. São 15 dias data da posse, sob
pena de ser exonerado do cargo, podendo ser dilatado se houver uma questão médica séria,
etc.
Art. 18 o servidor que deve entrar em exercício em outro município, quando for cedido
ou requisitado, o prazo é de 10 a 30.