Você está na página 1de 3

EXCELENTISSIMO SENHOR JUIZ FEDERAL DA VARA ÚNICA

DA SUBSEÇÃO JUDICIÁRIO DE TUCURUI/PA.

Processo nº 3615-53.2017.4.01.39-07

LINDOMAR SAMPAIO SOUZA, devidamente qualificado nos autos, por meio de sua
Curadora Especial, nos termos do art. 72 II, nomeada pelo esse juízo ás fls. 62 vem,
respeitosamente, perante Vossa Excelência, apresentar: CONTESTAÇÃO POR
NEGATIVA GERAL com fulcro no artigo 341 parágrafos único do NCPC.
Movida pelo MINISTERIO PÚBLICO FEDERAL, expondo e requerendo o que segue:·.

I. SÍNTESE FÁTICA

Em que lhe pese a denúncia do MPF em acusa o réu por dano ambiental pelo fato
de supostamente ter cometido desmatamento de 58,15 ha, de floresta na zona rural do
município de Pacajá-PA, na data de 27/08/2016 através do centro nacional de
monitoramento via satélite gerando auto de infração nº9076250-E.
No entanto, o arrazoado inicial é lacunoso, não identifica com precisão a conduta
atribuída ao demandado e, muito menos evidencia os danos causados, sendo essencial
existência para promover uma ação civil pública.
Excelência forma de negativa geral, pelos motivos de fato e fundamentos jurídicos
a seguir, expondo e requerendo o que segue:
II. DA CONTESTAÇÃO POR NEGATIVA GERAL

Excelência no caso em comento verifica-se que o réu foi citado por hora certa,
permanecendo inerte e com a nomeação, o certo é que cabe ao Curador Especial
obrigatoriamente contestar a lide, não aplicando o princípio do ônus da impugnação
especificada, conforme preceitua o art. 341, parágrafo único do Novo Código de
Processo Civil, que reza:

Art. 341. Incumbe também ao réu manifestar-se


precisamente sobre as alegações de fato
constantes da petição inicial, presumindo-se
verdadeiras as não impugnadas, salvo se:

Parágrafo único. O ônus da impugnação


especificada dos fatos não se aplica ao defensor
público, ao advogado dativo e ao curador
especial.

Foi-lhe, assim, assegurado o direito de subsídios à ampla defesa, não se


vislumbrando, nos presentes autos, nenhum vício processual a ser apontado.

Art. 341. Incumbe também ao réu manifestar-se precisamente sobre as


alegações de fato constantes da petição inicial, presumindo-se verdadeiras as não
impugnadas, salvo se:

Parágrafo único. O ônus da impugnação especificada dos fatos não se aplica


ao defensor público, ao advogado dativo e ao curador especial.

“Não se aplica o efeito na revelia disposto no artigo 344 e ss. do Código de


Processo Civil,

“Ao revel que tenha sido citado por edital ou com hora certa, a luz da
legislação vigente” (YVES PATRICK PESCATORI GALENDI).

Senhor se faz salientar o entendimento doutrinário e jurisprudencial a


respeito da Contestação por Negativa Geral, senão vejamos:

“Parágrafo único: Dispensa o ônus da prova da


impugnação especificada”. Quando o
contestante for o MP, Advogado dativo ou
Curador especial, a eles não se aplica a regra da
contestação especificada. Podem contestar por
negativa geral controvertendo todos os fatos
afirmados pelo autor na petição inicial.
“De consequência, havendo contestação
genérica, formulada por um dos órgãos
mencionados no artigo CPC 302 parágrafo
único, ao autor incumbe provar em audiência
aos fatos constitutivos de seu direito, CPC artigo
333, inciso I.” (Código de processo Civil
comentado, Nelson Nery Junior e outros 2ª
Edição).

Excelência no mérito, usando da prerrogativa concedida ao Curador


Especial pelo parágrafo único do art. 341 do NCPC, aliado à míngua de maiores
elementos para a realização da defesa, CONTRARIA o pedido da Autor, em todos os seus
termos, por NEGATIVA GERAL, controvertendo todos os fatos.

3. DOS PEDIDOS
Ante todo o exposto, REQUER a Vossa Excelência.
Por todo o exposto, invocando a aplicação do quanto previsto no parágrafo único do art.
341 do CPC, o (a) Curador (a) Especial, apresenta Contestação por Negativa Geral à
pretensão formulada pelo Requerente, requerendo a IMPROCEDÊNCIA desta.

Protesta provar o alegado por todos os meios de prova em direito admitidas.

Nestes Termos
P. Deferimento.
Tucuruí, 14 de agosto 2019.

Argélia Colares Almeida


OABPA/25461