Você está na página 1de 3

FACULDADE DE DI RE ITO UFMG

PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM DIREITO DA UFMG

PLANO DE ENSINO

ANO E SEMESTRE

2019/1º

PROFESSOR(ES)

EMILIO PELUSO NEDER MEYER

CÓDIGO DA DISCIPLINA

DIR 872

TEMA

TEMAS DE TEORIA DA CONSTITUIÇÃO

SUBTEMA

DEMOCRACIA E AUTORITARISMO: SUBVERTENDO CONSTITUIÇÕES II

AUTORIZA OFERTA DE MATRÍCULA NA MODALIDADE DISCIPLINA ISOLADA?

(X) Sim ( ) Não

AUTORIZA OFERTA DE MATRÍCULA DE GRADUANDO NA MODALIDADE DISCIPLINA ELETIVA?

(X) Sim ( ) Não

DIA DA SEMANA HORÁRIO CARGA HORÁRIA CRÉDITOS VAGAS TIPO DA DISCIPLINA

Terça-feira 09:30 às 60 4 20 REGULAR - PRESENCIAL


12:50

A DISCIPLINA É MINISTRADA EM IDIOMA ESTRANGEIRO: CASO SIM, QUAL IDIOMA?

(X) Não ( ) Sim Qual:

PARTICIPAÇÃO DE PROFESSOR(ES) CONVIDADO(S)?

( X ) Sim ( ) Não

NOME(S) DO(S) PARTICIPANTE(S) INSTITUIÇÃO

MARJORIE CORRÊA MARONA UFMG/DCP

EMENTA

Continuidade dos estudos iniciados na disciplina “Democracia e Autoritarismo: Subvertendo Constituições” que não é,
contudo, pré-requisito. Definição de autoritarismo. Análise de formas sofisticadas de autoritarismo. O uso de instituições do
constitucionalismo e do direito para a subversão dos seus propósitos. Constitutional hardball (Tushnet). Retrocesso
autoritário (Dresden e Howard). Constitucionalismo autoritário. Constitucionalismo populista. Recessão democrática.
Decadência democrática. Autocontrole e tolerância mútua (Levitsky e Ziblatt). Constitucionalismo populista (Dixon). A
proposta é a confrontar a recente literatura no campo do Direito Constitucional e da Ciência Política que procura apresentar

_______________________________________________
PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM DIREITO
Av. João Pinheiro, 100 - 11º andar - Centro - Belo Horizonte - MG – Brasil - 30130-180
Fone: (31) 3409.8635 ou (31) 3409.8636 - E-mail: info.pos@direito.ufmg.br – https://pos.direito.ufmg.br
FACULDADE DE DI RE ITO UFMG

PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM DIREITO DA UFMG

as diversas vias pelas quais o autoritarismo se estabelece em nome do discurso constitucional. Busca-se apresentar diversos
contextos constitucionais em que a ruptura democrática ou o retrocesso autoritário se estabelecem com o manejo das
próprias vias constitucionais. Confronto dos insucessos de processos transicionais e eventuais remédios. Análise dos casos
brasileiro, turco, polonês, húngaro, estadunidense, entre outros.

BIBLIOGRAFIA

ALBERTUS, Michael. MENALDO, Victor. Authoritarianism and the Elite Origins of Democracy. Cambridge: Cambridge
University Press, 2018.
BERMEO, Nancy. “On Democratic Backsliding.” Journal of Democracy 27, no. 1 (2016): 5–19.
CHOUDHRY, Sujit. Resisting democratic backsliding: An essay on Weimar, self-enforcing constitutions, and the Frankfurt
School. Global Constitutionalism, 2018, 7:1, p. 54–74.
DALY, Tom Gerald. The Alchemists: Courts as Democracy-Builders in Contemporary Thought. Cambridge: Cambridge
University Press, 2017.
DIAMOND, Larry. Facing Up to the Democratic Recession. Journal of Democracy, vol. 26, n. 1, jan. 2015, p. 141-155.
DRESDEN, Jennifer. HOWARD, Marc. Authoritarian Backsliding and the Concentration of Political Power, Democratization,
2015, p. 1-26.
GINSBURG, Tom. SIMPSER, Alberto (eds.). Constitutions in Authoritarian Regimes. Cambridge: Cambridge University Press,
2014.
GINSBURG, Tom. HUQ, Aziz. How to Save a Constitutional Democracy. Chicago: University of Chicago Press, 2018.
GRABER, Mark. LEVINSON, Sanford. TUSHNET, Mark (eds). Constitutional Democracy in Crises? Oxford: Oxford University
Press, 2018.
HAGGARD, Stephan. KAUFMAN, Robert. Dictators and Democrats: Masses, Elites and Regime Change. Princeton and
Oxford: Princeton University Press, 2016.
LEVITSKY, Steven. ZIBBLATT, Daniel. How Democracies Die? New York: Crown Publishing, 2018.
KOVÁCS, Kriszta. SCHEPPELE, Kim Lane. “The Fragility of an Independent Judiciary: Lessons from Hungary and Poland and
the European Union.” Communist and Post-Communist Studies 51, no. 3 (2018): 189–200.
KUTTNER, Robert. Can Democracy Survive Global Capitalism? New York: W.W. Norton & Company, 2018.
MARAVALL, José Maria. PRZEWORSKI, Adam (eds). Democracy and the Rule of Law. Cambridge: Cambridge University
Press, 2003.
MÜLLER, Jan-Werner. What is Populism? Philadelphia: University of Pennsylvania Press, 2016.
MOUNK, Yasha. The People vs. Democracy: Why Our Freedom is in Danger and How to Save It. Cambridge, Massachusets;
London, England: Harvard University Press, 2018.
RÍOS-FIGUEROA, Julio. Constitutional Courts as Mediators: Armed Conflict, Civil-Military Relations,
and the Rule of Law in Latin America. New York: Cambridge University Press, 2017.
RUNCIMAN, David. How Democracies End. New York: Basic Books, 2018.
SNYDER, Timothy. Sobre a Tirania: Vinte Lições do Século XX para o Presente. Trad. Donaldson Garshagen. São Paulo:
Companhia das Letras, 2016.
SNYDER, Timothy. The Road to Unfreedom: Russia, Europe, America. New York: Tim Duggan Books, 2018.
STANLEY, Jason. How Fascism Works: The Politics of Us and Them. New York: Random House, 2018.
STENNER, Karen. The Authoritarian Dynamic. Cambridge: Cambridge University Press, 2005.
SUNSTEIN, Cass. Can it happen here? Authoritarianism in America. Dey Street Books, 2018.
TUSHNET, Mark. Constitutional Hardball, The John Marshall Law Review 37, 2003-2004, p. 523-553.

TEXTOS E DOCUMENTOS DISPONÍVEIS NA WEB

_______________________________________________
PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM DIREITO
Av. João Pinheiro, 100 - 11º andar - Centro - Belo Horizonte - MG – Brasil - 30130-180
Fone: (31) 3409.8635 ou (31) 3409.8636 - E-mail: info.pos@direito.ufmg.br – https://pos.direito.ufmg.br
FACULDADE DE DI RE ITO UFMG

PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM DIREITO DA UFMG

BARROS, Celso Rocha de. O Brasil e a Recessão Democrática, Piauí, http://piaui.folha.uol.com.br/materia/o-brasil-e-


recessao-democratica/, abr. 2018.
BLOKKER, P., ‘Populist Constitutionalism’ Int’l J. Const. L. Blog 4 May 2017 http://bit.ly/2qV5P6N.
DALY, Tom Gerald. Public Law and the Puzzle of Democratic Decay in Brazil.
https://www.academia.edu/33649220/Public_Law_and_the_Puzzle_of_Democratic_Decay_in_Brazil, acesso 9 nov. 2017.
DALY, Tom Gerald. ‘The “C word”: Democratic Decay and the New Frontiers of Comparative Law’ Int’l J. Const. L. Blog 8
March 2017.
DIXON, Rosalind, ‘Populist Constitutionalism and the Democratic Minimum Core’ Int’l J. Const. L. Blog 26 April 2017
http://bit.ly/2rFq2yg.
MEYER, Emilio. ‘Brazil’s Authoritarianism Anteroom: A Meeting Between Judges and Military’. IACL Blog, https://blog-iacl-
aidc.org/blog/2018/11/6/brazils-authoritarianism-anteroom-a-meeting-between-judges-and-military.
TÓTH, Gabor. The Authoritarian’s New Clothes: Tendencies Away from Constitutional Democracy. The Foundation for Law,
Justice and Society,
http://www.fljs.org/sites/www.fljs.org/files/publications/The%20Authoritarians%20New%20Clothes.pdf.

INFORMAÇÕES ADICIONAIS

Requer-se do aluno leitura em inglês para a maior parte da bibliografia.


Metodologia: apresentação de textos pelos alunos com introdução dos principais elementos da estrutura constitucional de
cada país analisado. Busca por setorização segundo áreas de estudo em cada aula.
Avaliações
40,0 pontos – entrega de artigo final da disciplina, procurando abordar alguma decisão judicial doméstica, estrangeira ou
internacional que reflita concepções autoritárias, segundo conceitos discutidos ao longo do semestre.
30,0 pontos – apresentação de um ou mais textos da disciplina. É permitido e incentivado que o aluno se utilize de outros
materiais para além do texto designado (mas em correlação com a temática), assim como de outras metodologias de
apresentação.
30,0 pontos – participação nos debates em sala de aula. Espera-se que todos os alunos leiam os textos designados e
participem ativamente das discussões em sala de aula.

_______________________________________________
PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM DIREITO
Av. João Pinheiro, 100 - 11º andar - Centro - Belo Horizonte - MG – Brasil - 30130-180
Fone: (31) 3409.8635 ou (31) 3409.8636 - E-mail: info.pos@direito.ufmg.br – https://pos.direito.ufmg.br