Você está na página 1de 9

Perfil de Funcionalidade

• ABORDAGEM COMPREENSIVA

• Nota: Este exemplo apresentado deve ser encarado


como mero exercício de abordagem compreensiva de
descrição do perfil de funcionalidade. Não deve de
forma alguma ser encarado como critério de atribuição
de qualificadores.
Perfil de funcionalidade; Abordagem compreensiva

A aluna apresenta limitações moderadas em adquirir conceitos,


bem como em aprender a ler, no que diz respeito a adquirir
competências para reconhecer símbolos, incluindo figuras, ícones
caracteres, letras do alfabeto e palavras; em aprender a escrever,
nomeadamente, em adquirir competências para escrever símbolos,
caracteres e o alfabeto e em aprender a calcular, quanto a adquirir
competências para reconhecer números, sinais aritméticos e
símbolos. Estas limitações poderão explicar-se porque regista uma
deficiência moderada nas funções mentais da percepção visual e
uma deficiência grave, ao nível das funções mentais da percepção
visuoespacial e ainda uma deficiência moderada na função da
memória a curto prazo.
Perfil de funcionalidade; Abordagem compreensiva

Além disso, apresenta limitações moderadas em


concentrar a atenção, assim como em levar a cabo uma
tarefa, o que poderá relacionar-se com uma deficiência
ao nível das funções da atenção, mais concretamente,
uma deficiência ligeira na manutenção da atenção e
uma deficiência moderada na mudança de atenção.
Perfil de funcionalidade; Abordagem compreensiva

Acrescem as barreiras graves nos produtos e


tecnologias para a educação, na medida em que a
planificação das actividades, os materiais didácticos e
as estratégias não têm em conta as características da
aluna, nem atendem aos seus conhecimentos prévios
ou ao seu ritmo de aprendizagem. Apesar disso,
existem também facilitadores do ponto de vista dos
produtos para a educação, como, por exemplo, a
apresentação das actividades com instruções claras e
numa sequência apropriada.
Perfil de funcionalidade; Abordagem compreensiva

Do mesmo modo, a aluna depara-se com barreiras graves quanto


aos apoios e relacionamentos da família próxima, quer no que
respeita aos cuidados de alimentação, quer no que respeita à
organização dos materiais e auxílio nas tarefas para casa, quer no
desenvolvimento de competências para a sua autonomia.
Contudo, registam-se também facilitadores elevados no que se
refere aos apoios individuais da família próxima, por exemplo, ao
nível dos cuidados de higiene e saúde da aluna, ou ao nível do
acompanhamento do resultado dos seus trabalhos escolares
Perfil de funcionalidade; Abordagem compreensiva

A aluna apresenta limitações moderadas em adquirir conceitos,


(d137.2), bem como em aprender a ler, no que diz respeito a
adquirir competências para reconhecer símbolos, incluindo
figuras, ícones caracteres, letras do alfabeto e palavras, (d1400.2);
em aprender a escrever, nomeadamente, em adquirir competências
para escrever símbolos, caracteres e o alfabeto, (d1451.2) e em
aprender a calcular, quanto a adquirir competências para
reconhecer números, sinais aritméticos e símbolos, (d1500.2).
Estas limitações poderão explicar-se porque regista uma
deficiência moderada nas funções mentais da percepção visual
(b1561.2) e uma deficiência grave, ao nível das funções mentais da
percepção visuoespacial (b1565.3), e ainda uma deficiência
moderada na função da memória a curto prazo (b1440.2).
Perfil de funcionalidade; Abordagem compreensiva

Além disso, apresenta limitações moderadas em


concentrar a atenção (d160.2), assim como em levar a
cabo uma tarefa, (d210.2), o que poderá relacionar-se
com uma deficiência ao nível das funções da atenção,
mais concretamente, uma deficiência ligeira na
manutenção da atenção (b1400.1) e uma deficiência
moderada na mudança de atenção (b 1401.2).
Perfil de funcionalidade; Abordagem compreensiva

Acrescem as barreiras graves nos produtos e tecnologias para a


educação (e130.3), na medida em que a planificação das
actividades, os materiais didácticos e as estratégias não têm em
conta as características da aluna, nem atendem aos seus
conhecimentos prévios ou ao seu ritmo de aprendizagem. Apesar
disso, existem também facilitadores do ponto de vista dos
produtos para a educação, como, por exemplo, a apresentação das
actividades com instruções claras e numa sequência apropriada.
Perfil de funcionalidade; Abordagem compreensiva

Do mesmo modo, a aluna depara-se com barreiras graves quanto


aos apoios e relacionamentos da família próxima (e310.3), quer no
que respeita aos cuidados de alimentação, quer no que respeita à
organização dos materiais e auxílio nas tarefas para casa, quer no
desenvolvimento de competências para a sua autonomia.
Contudo, registam-se também facilitadores elevados no que se
refere aos apoios individuais da família próxima, por exemplo, ao
nível dos cuidados de higiene e saúde da aluna, ou ao nível do
acompanhamento do resultado dos seus trabalhos escolares