Você está na página 1de 6

Pergunta 1

1. “As causas de dissolução da companhia, bem como seu procedimento


de liquidação e consequente extinção, estão tratados nos arts. 206 a
218 da LSA. O art. 206 elenca as causas de dissolução. Opera-se
extrajudicialmente a dissolução da empresa: (a) pelo término do prazo
de duração; (b) nos casos previstos no estatuto; (c) por deliberação da
assembleia geral (art. 136, X); (d) pela unipessoalidade; ou (e) pela
extinção de autorização para funcionar”.
VENOSA, S, S; RODRIGUES, C. Direito Empresarial . São Paulo:
Editora Atlas - 7ª edição, 2017, p.203.

A partir do texto, avalie as asserções a seguir e a relação proposta entre


elas.

I. Quanto à morte de seus acionistas, não implica o encerramento da


pessoa jurídica; pelo contrário, as ações passam a ser de titularidade de
seus sucessores.

PORQUE

II. A companhia dissolvida conserva a personalidade jurídica, até a


extinção, com o fim de se proceder à liquidação.

Em conformidade com o texto proposto, assinale a opção correta em


relação as asserções.

As asserções I e II são proposições falsas.


A asserção I é uma proposição verdadeira, e a II é uma proposição falsa.
As asserções I e II são proposições verdadeiras, e a II é uma justificativa
correta da I.
A asserção I é uma proposição falsa, e a II é uma proposição verdadeira.
As asserções I e II são proposições verdadeiras, mas a II não é uma
justificativa correta da I.

0,2 pontos

Pergunta 2

1. O nome denominado aos sócios da sociedade anônima é acionista,


palavra que advém ao fato de a companhia possuir seu capital social
dividido em ações, como nas sociedades limitadas e outras em que o
capital social é dividido em quotas, expresso em quotistas.

É obrigação do acionista

responsabilidade limitada ao valor das ações adquiridas.


fiscalizar a gestão dos negócios da sociedade.
mandar vender as ações em bolsa de valores.
dar preferência na subscrição de valores mobiliários.
participar da divisão do patrimônio da companhia.

0,2 pontos

Pergunta 3

1. “As sociedades empresárias são pessoas jurídicas de direito privado,


constituídas para o exercício da atividade econômica organizada para a
produção ou circulação de bens e serviços, de forma profissional...
devem preencher os requisitos previstos no art. 104 do Código Civil
vigente, quais sejam: agente capaz; objeto lícito, possível, determinado
ou determinável; e forma prescrita ou não defesa em lei”.
SANCHEZ, Alessandro. Direito Empresarial Sistematizado . [Livro
Eletrônico]. São Paulo: Editora Método. 2018, p. 136.

A partir do texto, avalie as asserções a seguir e a relação proposta entre


elas.

I. A regra geral diz respeito à união de pessoas para consecução das


atividades empresariais, ou seja, pluralidade de sócios.

PORQUE

II. Pela regra da união de pessoas para consecução das atividades


empresariais, uma sociedade empresária não poderá ter como sócio
uma única pessoa.

Em conformidade com o texto proposto, assinale a opção correta em


relação as asserções.

As asserções I e II são proposições falsas.


As asserções I e II são proposições verdadeiras, e a II é uma justificativa
correta da I.
A asserção I é uma proposição falsa, e a II é uma proposição verdadeira.
A asserção I é uma proposição verdadeira, e a II é uma proposição
falsa.
As asserções I e II são proposições verdadeiras, mas a II não é uma
justificativa correta da I.

0,2 pontos

Pergunta 4
1. O Código Civil no seu artigo 1.001 apresenta “As obrigações dos sócios
começam imediatamente com o contrato, se este não fixar outra data, e
terminam quando liquidada a sociedade, se extinguirem as
responsabilidades sociais”.

Em relação à responsabilidade dos sócios na sociedade limitada, pode-


se afirmar que

a responsabilidade dos sócios é ilimitada, de modo que todos respondem


solidariamente por sua efetiva integralização.
as cotas quantificam as obrigações dos sócios na Sociedade Limitada.
eventual mora poderá ocasionar a busca por indenização ou
exclusão do sócio remisso, a critério do sócio majoritário.
entre as principais obrigações dos sócios, encontra-se a integralização do
capital social.
as cotas correspondem aos valores que já foram investidos no negócio.

0,2 pontos

Pergunta 5

1. “Conta de participação” é uma expressão empregada para designar o


fato de o sócio oculto participar de uma sociedade a qual é administrada
por sócio ostensivo, ou seja, por conta deste.
TEIXEIRA, T. Direito empresarial sistematizado: doutrina,
jurisprudência e prática . [Livro Eletrônico]. São Paulo: Saraiva. 6ª
edição, 2018,p. 310.

Conforme o art. 996 do Código Civil, as Sociedades em conta de


participação têm como características:

I. Sócio ostensivo.
II. Sócio participante.
III. Dependência formal.
IV. Personalidade jurídica.

É correto apenas o que se afirma em

II e III.
II, III e IV.
I e II.
I e IV.
I, III e IV.

0,2 pontos
Pergunta 6

1. “Inicialmente, vale lembrar que a palavra comandita quer dizer


administrada ou comandada. Além disso, trata-se de uma palavra
originada do italiano accomandita, cujo significado era guarda ou
depósito, pois no passado pessoas confiavam seu capital a outrem para
que este o administrasse em seu nome e risco”.
TEIXEIRA, T. Direito empresarial sistematizado: doutrina,
jurisprudência e prática . [Livro Eletrônico]. São Paulo: Saraiva. 6ª
edição, 2018, p. 369.

Trata-se de uma característica da sociedade em comandita por ações:

O nome empresarial deve ser formado pela junção de firmas dos sócios.
Os diretores nomeados poderão ser destituídos por no mínimo um
terço dos diretores do capital social representado pelos acionistas.
O comanditado é apto a administrar e responder ilimitadamente as
obrigações da sociedade.
O sócio comanditado não é obrigatoriamente um dos acionistas, de modo
que os demais são comanditários.
A administração é feita necessariamente pelo sócio majoritário, apenas.

0,2 pontos

Pergunta 7

1. O valor de cada ação de certa forma equivale a uma fração do capital


social, contudo para se saber o valor real da ação é preciso subtrair o
passivo do ativo, obtendo-se assim o patrimônio líquido da empresa,
dividido pela quantidade das ações resulta no valor individual de cada
ação. Considerando também seu valor de mercado para negociação.

Contudo, as ações podem ser classificadas em:

I. ordinárias.
II. preferenciais.
III. de fruição.

É correto apenas o que se afirma em

I, apenas.
I, II e III.
II e III, apenas.
I e II, apenas.
III, apenas.
0,2 pontos

Pergunta 8

1. As sociedades não personificadas não detêm registro algum, não tendo


portanto relação com o mundo obrigacional do direito empresarial.

Trata-se de sociedade cujos atos constitutivos não foram devidamente


inscritos, razão pela qual lhe falta personalidade jurídica:

Sociedade em nome coletivo.


Sociedade personificada.
Sociedade em comum/ de fato/ irregular.
Sociedade simples.
Sociedade em conta de participação.

0,2 pontos

Pergunta 9

Quando houver o falecimento de algum dos sócios, ocorrerá a liquidação de


sua quota-parte, exceto se no contrato expressar medidas diversas. Podendo
se constituir na substituição do sócio falecido, em acordo com os herdeiros, ou
se os remanescentes optarem pela dissolução.
Fonte: BRASIL. Lei nº 10.406, de 10 de janeiro de 2002. Código Civil.

A dissolução da sociedade em pleno direito pode ocorrer pelas causas


seguintes:

I. vencido o prazo de duração.


II. consenso unânime dos sócios.
III. deliberação por maioria absoluta.
IV. não reconstituída no prazo de noventa dias.

É correto apenas o que se afirma em

I, II e III.
III e IV.
I e II.
I e IV.
II, III e IV.
0,2 pontos

Pergunta 10

1. “Nome coletivo é uma expressão que serve para informar tratar-se de


um tipo societário em que coletivamente todos os sócios respondem
pelas div́ idas da sociedade de forma ilimitada. Ela pertence ao quadro
das sociedades personificadas por ter personalidade jurid ́ ica.
TEIXEIRA, T. Direito empresarial sistematizado: doutrina,
jurisprudência e prática . [Livro Eletrônico]. São Paulo: Saraiva. 6ª
edição, 2018, p. 311.

A partir do texto, avalie as asserções a seguir e a relação proposta entre


elas.

I. Nas sociedades em nome coletivo, os sócios ficam vinculados à


constituição e inscrição de contrato social, através do qual os sócios
podem, desde já, limitar entre si a responsabilidade de cada um.

PORQUE

II. Nas sociedades em nome coletivo, a limitação de responsabilidade é


oponível apenas perante os terceiros, sendo que também pode ser
fixada por convenção posterior, desde que de forma unânime.

Em conformidade com o texto proposto, assinale a opção correta em


relação as asserções.

As asserções I e II são proposições falsas.


A asserção I é uma proposição falsa, e a II é uma proposição verdadeira.
As asserções I e II são proposições verdadeiras, mas a II não é uma
justificativa correta da I.
A asserção I é uma proposição verdadeira, e a II é uma proposição falsa.
As asserções I e II são proposições verdadeiras, e a II é uma justificativa
correta da I.

Você também pode gostar