Você está na página 1de 2

ORAÇÃO POR

UMA
MENTE CRISTÃ
Paulo está orando em essência por esses santos terem uma mente cristã no meio de um
mundo secular que tem uma mentalidade radical e definitiva em oposição a Deus e Sua
vontade. Harry Blamires coloca dessa forma em seu livro The Christian Mind [A Mente
Cristã] explicando que "A mente Cristã sucumbiu à deriva secular" (cp Col 2: 8 - note) com
um grau de fraqueza e nervelessness inigualável na história cristã ... como um ser pensante,
o cristão moderno sucumbiu à secularização. Ele aceita a religião - sua moralidade, sua
adoração, sua cultura espiritual; mas ele rejeita a visão religiosa da vida, a visão que define
todas as questões terrenas dentro do contexto do eterno ... a visão que vê todas as coisas
aqui abaixo em termos da supremacia de Deus e da transitoriedade da Terra, em termos de
Céu e Inferno. A mente cristã é uma mente treinada, informada, equipada para lidar com
dados de controvérsias seculares dentro de um quadro de referência que é construído a partir
de pressuposições cristãs. A mente cristã é o pré-requisito da ação cristã. ( A Mente Cristã -
Como Um Cristão Pensa. Vine Books. 1997 ).
Eadie - Os colossenses tinham gnosis, mas o apóstolo desejava que eles fossem
preenchidos com conhecimento adicional e suplementar, não conhecimento novo, ou uma
forma ou seção diferente da ciência cristã, mas um desenvolvimento mais completo da
informação teológica parcial que eles já possuíam.
Richison elabora sobre a vontade de Deus: João 7:17 : “Se alguém quiser fazer a
sua vontade , deve saber a respeito da doutrina, seja de Deus, quer eu fale por minha
própria autoridade.” Devemos estar dispostos a fazer sua vontade, vista invisível. Devemos
estar dispostos a fazer sua vontade antes mesmo de sabermos o que é. Nós dizemos: “Bem,
eu vou considerar se a vontade de Deus se ajusta à minha personalidade, então eu farei
isso.” Não, Deus quer que nós estejamos dispostos a fazer a vontade dele, não importando
o custo. Deus nos deixará no escuro sobre sua vontade se não estivermos dispostos
a fazer isto. Deus está disposto a revelar sua vontade para nós se estivermos dispostos a
averiguar isso. Não ousamos dizer a Deus: “Eu gostaria de um teste gratuito de 30 dias da
sua vontade. Se eu gostar, vou fazê-lo ”. Nunca saberemos a vontade de Deus nesse
caso. Não podemos ditar a Deus os termos sobre os quais iremos nos arrepender para fazer
sua vontade. Deus não precisa fazer um acordo conosco. Ele não precisa de nós; nós
precisamos dele . Nós não quebramos a vontade de Deus quando não o fazemos; nós nos
falimos. Nós não podemos chantagear a Deus. Efésios 5:17 , "Portanto, não seja imprudente,
mas entenda qual é a vontade do Senhor". Não é suficiente conhecer a vontade de Deus,
precisamos entendê- la. Nós não precisamos de um Ph.D da nossa universidade local para
entendê-lo também. Rm 12: 1, 2 , “Rogo-vos, pois, irmãos, pelas misericórdias de Deus, que
ofereçais os vossos corpos em sacrifício vivo, santo e agradável a Deus, que é o vosso culto
racional. 2 E não se conformem a este mundo, mas sejam transformados pela renovação de
sua mente, para que provem o que é essa boa, aceitável e perfeita vontade de Deus ”. Não
podemos provar a vontade de Deus até que“ apresentemos ”ou entregamos nossos corpos
a Deus por seu uso. Não podemos provar a vontade de Deus até estarmos livres do puxão
gravitacional do mundo. Deus faz sua vontade conhecida através do ministério de ensino do
Espírito Santo na Palavra de Deus. ( Nota )
Conhecimento (1922) ( epignosis degnosis= conhecimento adquirido pela experiência
+epi= aqui usado para intensificar o significado)conhecimentocompleto, perfeito e preciso,
significando umconhecimentomais completo, mais completo, mais amplo do que aquele
encontrado nagnose. A epignose usada por Paulo enfatiza o verdadeiro conhecimento de
Deus e Sua vontade. Era também, geralmente, o termo apropriado para o conhecimento
pessoal e não intelectual. A epignoseimplica, assim, um relacionamento mais íntimo e
pessoal do que agnose. O aluno exibe uma participação mais completa na aquisição
deconhecimento.
Epignose - 20x em 20v - NAS = reconhecimento * (1), conhecimento (14), conhecimento real
(1), conhecimento verdadeiro (4).