Você está na página 1de 50

TALISMÃS E

PANTÁCULOS
MÁGICOS
PARA ABERTURA DE CAMINHOS

Nilton Schütz 2006


TRADIÇÃO

Quando falamos de Magia a primeira coisa que devemos vibrar e


sintonizar é a “Tradição”, pois quando ele é conectada acaba o
misticismo que nos tira a verdadeira “Mística”.

Falando de Talismãs e Pantáculos isto deve ser mais do que levado a


sério, pois de grandes aliados para objetivos e metas, podem passar
apenas a meros objetos sem nenhum valor ou vibração mágica.

Talismã: Do Árabe – Telsaman – Figura ou objeto com caracteres


gravados a que se atribuem qualidades ou virtudes sobrenaturais.

Pantáculos ( Não confundir com Pentáculos ) – Derivado do grego


“Pan” traduzido por “tudo”, firmando a Idéia da Tradição de que algo
no microcosmo pode possuir as forças do macrocosmo impregnadas.
Caracteres ou sinais a serem empregados na Arte mágica.

Disse Paracelso: “....os talismãs são caixinhas nas quais encerramos


influências...”

Este grande Ser traduz em poucas palavras todo ato mágico que
envolve a confecção, consagração e utilização de talismã, pois na
Magia tudo tem um “porque” e principalmente uma consciência a ser
trabalhada.

Infelizmente na atualidade as Artes Mágicas foram renegadas, pois


com o grande avanço da ciência formou-se uma polaridade entre elas,
onde tudo deve ter uma lei objetiva e concreta e para a magia ficou a
superstição e o misticismo cego. Mas existirá o dia em que esta
polaridade encontrará o ponto central e as realidades sutis serão
plenamente reconhecidas e manipuladas para a evolução.

2
TALISMÃ

Disse Éliphas Lévi em seu livro Dogma e Ritual da Alta Magia:


“...Chama-se Talismã uma peça de metal que carrega pantáculos ou
caracteres e que recebeu uma consagração especial para uma
determinada intenção...”

O que é necessário compreender é que quanto mais for impregnado


no objeto a “Vontade” ( fluido ) do operador mais força o mesmo terá e
esta vontade pode ser tanto no sentido de construir como destruir,
sendo assim, pode ser utilizado para proteger, se defender, atacar,
prosperar, evoluir etc etc etc....

O Talismã pode ser de qualquer reino, de pedra ou mesmo metal,


planta, parte de um animal, estátua ( Teraphin ) etc.

MAGIA

Falando de um símbolo máximo utilizado em altas magias temos o


Pentagrama, a estrela de 5 pontas, mas porque isto ?

Temos no momento evolucional atual 4 elementos manifestados: ar,


fogo, água e terra, o pentagrama simboliza o 5º elemento que o ser
hominal deve alcançar e vibrar... o éter... ligado ao reino angélico

Quando é falado o éter com no reino angélico temos que ver que os 4
elementos manifestados se relacionam a reinos:

Terra - reino mineral


Água - reino vegetal
Fogo – reino animal
Ar - reino hominal e por fim
Éter – reino angélico ou dévico

3
Cada elemento possui uma força natural o qual denomina-se no
Ocultismo de “Elementais” conhecidos popularmente como:

Gnomos – elementais da terra


Ondinas – elementais da água
Salamandras - elementais do fogo
Silfos – elementais do ar

E por fim as “inteligências” que comandam estas forças naturais


ligados ao elemento Éter são os Anjos ou Devas.
Pudemos observar que estas inteligências angélicas correspondem
aos planos espirituais, representando uma 5ª coisa em relação aos
elementos manifestados ( 4 ), estes por sua vez formam a alma e o
corpo.

Todo homem possui em si sua chama interna, seu “anjo interior”, que
uma vez conectado pode comandar estas forças elementais, daí surge
a alta magia, o pentagrama desenhado no chão e o Mago ( a ) com os
instrumentos mágicos comanda os elementais de acordo com sua
Vontade.

4
Esta Vontade despertada no Mago ( a ) através de Amor e Sabedoria
pode através de um ritual “bem mais simples” impregnar objetos com
sigilos e pantáculos especiais formando o Talismã.

LINGUAGEM MÁGICA

Disse Antonio Castaño Ferreira, Grande Adepto da Teosofia Brasileira


do século XX:

“...Vimos que a Magia, sendo a grande ciência que tem por escopo
principal colocar o homem em ligação com todas as forças e
inteligências naturais, deve ter uma linguagem própria...”

Esta linguagem própria citada pelo Grande Adepto está nas formas,
cores, sons e perfumes, além das horas corretas ( correlações
planetárias ) para que o instrumento/ talismã seja impregnado da
“Vontade escolhida” da maneira mais eficaz possível.

Tabela dos Horários Mágicos

5
Temos os horários correspondentes ao setenário cósmico planetário
onde temos horários do Sol, Vênus, Mercúrio, Lua, Saturno, Júpiter e
Marte...os sete planetas sagrados que se ligam as 7 cores do arco –
íris e as 7 notas musicais...isto será explicado mais adiante.

Hora do Sol : Trabalhar individualidade, força, brilho, sucesso e como


consciência vibra o físico ( corpo ).

Hora de Vênus: Trabalhar relacionamentos, afeto, associações, posse


e como consciência vibra a abstração.

Hora de Mercúrio: Trabalhar a mente, pensamentos, raciocínio,


aprendizado, memória, comunicação, negócios e trabalhos, como
consciência vibra a intuição.

Hora da Lua: Trabalhar a sensibilidade, psique, mediunidade, valores


maternais, o lar e como consciência vibra a Etérica/ Vital.

Hora de Saturno: Trabalhar concentração, disciplina, ordem, estrutura,


profissional e como consciência vibra a Mental Concreta ( humana ).

Hora de Júpiter: Trabalhar a expansão espiritual, filosofia de vida, Fé e


como consciência vibra a Percepção completa ( Divina ).

Hora de Marte: Trabalhar a iniciativa, a força, a coragem,


determinação/ ação e como consciência vibra a Astral ( emocional ).

• Perceber na tabela que os dias e horas mais apropriados são os


sublinhados, pertencentes ao dia da semana e égide planetária,
sempre 6, 13 ou 20 horas, os horários mais fortes.

Abaixo estrela de sete pontas que forma um “relógio” desta seqüência


mágica expressa na tabela.

6
FORMAS E SEUS ARQUÉTIPOS MÁGICOS

Círculo: Representa o zero...o início e o fim junto...o Oroboros –


serpente que morde a própria cauda.
A vibração do círculo, como se fosse o Manto da Mãe da Divina
expresso pelas estrelas e as constelações que formam o círculo- 360°,
relaciona-se a Proteção.

Ponto: Representa o um...o princípio...a unidade...simboliza que algo


existe e possui uma individualidade...podemos colocar como
representação o símbolo astrológico do Sol.....o círculo citado acima
com o ponto no meio...a força da criação germinada no princípio da
substância...a primeira aparição do Eterno materialmente. O “Ponto ou
o um” relaciona-se ao princípio de algo ou unidade.

a
7
Traço : Representa o dois.......a polaridade. A existência de dois
pontos cria o traço de energia que une os dois formando um estado
de consciência que deve evoluir através da sua relação.....a
polaridade........inicia-se a vibração do mistério a ser revelado...o
traço associa-se ao bastão/ bagueta e espada.

Triângulo: Representa o três....a polaridade do dois se equilibra....vem


a essência do triângulo como forma...a manifestação....a tríade de
todos cultos e religiões....Pai, Filho e Espírito Santo...Brahma, Vishinu
e Shiva...Osíris, Ísis e Hórus.

Δ
Quadrado ou Cruz: Representa o quatro....a manifestação se
cristaliza....é formado uma estrutura...a crucificação na matéria que
agora está plena no quaternário manifestado.

□ †
Pentagrama ( Tetragramaton – Estrela de David ): Representa o
cinco....agora existe o rompimento das estruturas do quatro.......a
unidade espiritual do um junta-se ao quatro...surge o cinco...a busca e
plasmação...mas com proteção do espiritual...representa o
microcosmo.

8
Hexagrama ( Selo de Salomão ) : Representa o seis.....a busca cessa
com mais um ponto atingido.... surge o equilíbrio e proteção...dois
triângulos equilibrados...a mesma consciência polar do dois agora
plenamente manifestada e harmônica...céu e terra em união
perfeita.....representa o macrocosmo.

Septagrama : Representa o número sete....a harmonia do seis junta-se


a mais um ponto...a unidade espiritual... surge a evolução...o sete que
liga-se a evolução em todos os sentidos...as 7 cores...os 7 sons...os
7 anjos da presença....os 7 estados de consciência...os 7 Sistemas de
Evolução...

Octograma: Representa o número 8....a síntese da evolução


setenária.....o sete mais um ponto....dois quadrados que se
entrelaçam...dupla estrutura...humana e divina.....conhecido como o
número que representa a Força do Eterno ( Deus )....representado
em muitos baralhos de Tarot como o oito horizontal...∞.....vibra
regeneração.

9
Nonagrama: Representa o número 9.....vibra a perfeição e
prosperidade.....o número do Adepto ( homem perfeito ) nas
tradições...o oito representando o divino recebe o complemento do
ponto humano....simbolizando o homem que desperta seu “eu
divino”...o último nº da corrente...indestrutível.

SÍMBOLO DO ENEAGRAMA – SISTEMA QUE ESTUDA AS


FORÇAS QUE ORIENTAM O COMPORTAMENTO HUMANO.
Decágono ou Estrela de 10 pontas: O grande retorno...a volta ao
princípio com experiência......vibra potencializações...os 10 planetas (
7 sagrados mais o Eterno trino )...as 10 Sephiroth da Cabala...energia
e consciência plena.

DECÁGONO: UTILIZADO NA RADIÔNICA PARA


POTENCIALIZAÇÃO.

Resumo das formas para utilização:

Círculo : Proteção... defesa

Ponto : Iniciar... começo

Traço/ Reta: Polarizar...ocultar

Triângulo: Manifestar

10
Quadrado: Estabilizar...estruturar

Pentagrama : Busca...plasmação...proteção do espiritual

Hexagrama: Equilíbrio...proteção

Septagrama: Evolução

Octograma: Síntese...regeneração

Nonagrama: Perfeição...prosperidade...intransponibilidade

Decágono: Potencializar

AS SETE CORES E SUAS CORRESPONDÊNCIAS COM A


NATUREZA, FORMAS E SONS

As sete cores se relacionam as sete notas e por sua vez possuem


“formas geométricas específicas” quando vibram na natureza.
“...a natureza tudo geometriza...”

Entramos agora na ciência dos tatwas ( forças sutis da natureza )


ligados aos elementos e também a estados de consciência.

Força da terra – tatwa pritivi – cor laranja – quadrado – nota ré


Força da água – tatwa apas – cor violeta – lua nova ( taça ) – nota si
Força do fogo - tatwa tejas - cor vermelha - triângulo - nota dó
Força do ar - tatwa vaiú - cor verde - hexágono - nota fá
Força do éter - tatwa akasha – cor índigo - lua crescente - nota lá

Estes 5 tatwas correspondem aos 4 manifestados e o 5º em formação


e plasmação com o elemento éter.....
Existem mais 2 tatwas que completam o setenário que se “veiculam”
pelo tatwa akasha...mas que possuem cor e forma específica, seus
nomes e referências:

Tatwa anupadaka – cor amarela - lua minguante - nota mi


Tatwa adi - cor azul*- losango - nota sol

11
O tatwa adi foi colocado na cor azul para se obter a seqüência
correta das 7 cores visíveis...mas pode ser relacionado com a
cor púrpura.

Como estados de consciência as cores vibram:

Laranja – nota ré – quadrado : consciência física


Violeta - nota si – meia lua : consciência vital/ etérica
Vermelho – nota dó - triângulo : consciência astral/ emocional
Verde - nota fá - hexágono : consciência mental concreto
Índigo - nota lá - lua crescente : consciência abstrata
Amarelo - nota mi - lua minguante : consciência intuicional
Azul ( Púrpura ) – nota sol – losango : consciência crística

Vemos abaixo um quadro com as correspondências citadas


anteriormente :

Observamos que da cor mais quente ( vermelho ) parte a nota dó....e


tanto a freqüência cromática como a musical seguem o padrão visível
que conhecemos...no sentido horário seguimos do vermelho ( + ) até o
violeta ( - ) e por conseqüência da nota dó até o si.

Correlação astrológica:

Cada forma, cor e som também possui correspondência com uma


égide planetária, pois se temos 7 cores e 7 notas...temos também sete
planetas sagrados...e todos como demonstrado na página anterior
possui estão ligado a um estado de consciência.

12
Cor Laranja - consciência física - Planeta Sol - a

Cor Violeta - consciência etérica/ vital - Planeta Lua - b

Cor Vermelha - consciência astral/ emocional - Planeta Marte - e

Cor Verde - consciência mental concreto - Planeta Saturno - g

Cor Índigo - consciência abstrata - Planeta Vênus - d

Cor Amarelo - consciência intuicional - Planeta Mercúrio - c

Cor Azul ( Púrpura ) - consciência crística - Planeta Júpiter - f

Mais adiante será falado sobre os planetas e suas vibrações.


AS VIBRAÇÕES DOS NÚMEROS E OS ARCANOS DO TARÔ

Seguindo a força da corrente numerológica, encerra-se o ciclo de cada


Reino ou Consciência no 9 e forma-se o portal de passagem no 10,
que reduzido teosoficamente volta ao 1. Como são 7 reinos até o
“grande retorno”, temos esta seqüência repetindo-se 7 vezes com os
números posteriores, chegando ao final na Consciência Deífica,
Crística ou Completa.

Início do Caminho do Filho ( Primeira Criação de Deus )

1 - 2 - 3 - 4 - 5 - 6 - 7 - 8 - 9 10 Mineral – Consc. Física

11 – 12 – 13 – 14 – 15 – 16 – 17 – 18 – 19 20 Vegetal – Cons. Etérica

21 – 22 – 23 – 24 – 25 – 26 – 27 – 28 – 29 30 Animal – Consc. Astral

31 – 32 – 33 – 34 – 35 – 36 – 37 – 38 – 39 40 Hominal – Consc. Mental

13
41 – 42 – 43 – 44 – 45 – 46 – 47 – 48 – 49 50 Anjo – Consc. Abstrata
50 PORTAS DE BINAH DA CABALA = ONDE O HOMEM ATINGE COM UM 5º ESTADO DE CONSCIÊNCIA

51 - 52 – 53 – 54 – 55 – 56 – 57 – 58 – 59 60 Semi Deus - Intuição

61 – 62 – 63 – 64 – 65 – 66 – 67 – 68 – 69 70 Deus

O Filho se torna Deus, retorna e funde-se na Mãe e no Pai :

70 ( Filho ) + Mãe ( 1 ) + Pai ( 1 ) = 72 Nomes ( 72 x 5 = 360 °→ O = Oroboros )

Para trabalharmos os Arcanos do Tarô e entrarmos nos arquétipos


dos números devemos saber que temos 22 Arcanos Maiores que
predizem todos os segredos da criação...Arcano = Sagrado...oposto a
Profano.

Ainda em ligação ao número 7 temos os 22 Arcanos correlacionados


da seguinte forma: São 7 estados de consciência que se “manifestam”
trinamente resultando no 21....sendo o 22º Arcano o “grande retorno”.

22° = SÍNTESE = ∞ ( oitavo estado de consciência )

Os Arquétipos contidos nos 22 Arcanos Maiores expressos de forma


sintética:

1 – Mago - Início... astúcia...primórdio

14
2 – Sacerdotisa - Segredo...revelação...polaridade

3 – Imperatriz - Plasmação...renovação...manifestação

4 – Imperador - Estrutura...estabilidade

5 – Hierofante - Espiritualidade...fé...proteção

6 – Amantes - Decisão...amor...proteção

7 – Carro - Vitória...direção...evolução

8 - Justiça - Retidão...imparcialidade...síntese

9 – Ermitão - Sabedoria...interioridade...perfeição

10 – Roda da Fortuna – Movimento...destino...potencialidade

11 – Força - Equilíbrio entre espírito e matéria...força verdadeira

12 - Pendurado - Crucificação na matéria.....iluminação

13 – Morte - Transformação...viver para o espírito

14 - Temperança - Serenidade...equilíbrio...paz....sabedoria espiritual

15 – Diabo - Essência interior que deve ser transformada para


promover a Luz

16 – Torre - Casa de Deus que “quedou” seus 2 filhos

17 – Estrela - Esperança...adentrar e criar o futuro

18 – Lua - Vencer o passado...completar a consciência

19 – Sol - Vida e Luz...brilhar e viver o espírito...

20 – Julgamento - Ressuscitar para a verdade...após o julgamento ter


direito escutar o anjo interno que o conduzirá a Luz

21 – Louco - Despertar...retornar ao Criador

22 – Mundo - Vitória total....fusão com a Luz

15
Perceber que as 70 etapas narradas na página 13 após o número 22
que está na 2ª etapa do Reino Animal todos os outros números para
se completar a compreensão com a linguagem do Tarô devem ser
reduzidos Teosoficamente, por exemplo: 52 = 5+ 2 = 7...O Carro... e
assim por diante com todo número superior a 22.

Compreendendo a vibração que possui o número...quando ele for


usado tanto diretamente no talismã ou “na soma de caracteres ou
traços” que o mesmo possui.....a vibração arquetipal do número
impregnará a peça/ objeto/ talismã com esta consciência.

LETRAS HEBRÁICAS- CORRESPONDÊNCIAS E


INTERPRETAÇÃO

ARCANO ASTROLOGIA ALFABETO HEBRAICO

01 - MAGO PRIMEIRO LOGOS ALEPH

02 - SACERDOTISA LUA BETH

03 - IMPERATRIZ VÊNUS GIMEL

04 - IMPERADOR JÚPITER DALETH

05 - HIEROFANTE ÁRIES HE ( HEH )

06 - AMANTES TOURO VAU ( WAW )

07 - CARRO GÊMEOS ZAIN

08 - JUSTIÇA CÂNCER HETH ( CHETH )

09 - ERMITÃO LEÃO TETH

10 - RODA DA FORTUNA VIRGEM YOD ( IOD )

11 - FORÇA MARTE CAF ( KAPH )

12 - ENFORCADO LIBRA LAMED

16
13 - MORTE SEGUNDO LOGOS MEM

14 - TEMPERANÇA ESCORPIÃO NUN

15 - DIABO SAGITÁRIO SAMECH ( SAMECK )

16 - TORRE CAPRICÓRNIO GNAIM ( AYIN )

17 - ESTRELA MERCÚRIO PHÊ ( PEH )

18 - LUA AQUÁRIO TSAD ( TZADDI )

19 - SOL PEIXES COF ( KOPH )

20 - JULGAMENTO SATURNO RESH

21 - LOUCO TERCEIRO LOGOS SHIM

22 - MUNDO SOL TAU ( TAW )

ARCANO I - O MAGO (ÁLEPH)

Significado:
Boi, mil, ensinamento, mestre.

Corpo
Boi – realidade física, a mais baixa alma animal.
Mil – a multiplicidade na criação.
Mestre – Unilateralidade, individualização.

Alma
O insight direto da Verdade Divina; ser nada.
Uma só nação na terra.
A orgânica unidade de todas as almas.

Espírito
Mestre do Universo.
O divino Um revelando-se através da pluralidade da criação.
Deus é um; a absoluta unidade de Deus.

ARCANO II - A SACERDOTISA (BÊITH)


Significado:
Uma casa.

17
Corpo
Uma casa física.
O conceito metafísico da casa indica a relação entre a divindade e nossa realidade.
Toda a criação é uma casa em relacionamento com Deus.

Alma
O aspecto feminino da alma representado pela casa.
A alma vista como uma habitação para Deus.
O poder da gravidez.

Espírito
A vontade de Deus de construir uma habitação para si na mais densa realidade.
A casa da imanência e da transcendência.

ARCANO III - A IMPERATRIZ (GUÍMEL)


Significado:
Um camelo, uma ponte, a benevolência.

Corpo
A jornada do camelo através do deserto do mundo.
O camelo simboliza o anjo da morte.
A ponte é a força conectiva inerente na natureza.

Alma
A alma buscando sua fonte.
O processo de desapego através do qual uma pessoa aprende a ser independente.

Espírito
A continua concessão divina de sua misericórdia.
O dever de agradar a Deus através do auxilio aos outros.

ARCANO IV - O IMPERADOR (DÁLETH)

Significado:
Uma porta, um homem pobre, elevar-se.

Corpo
Porta – a entrada para a verdade.
O servo que recusa a ir a frente pela porta da liberdade.

Alma
A verdadeira baixeza da alma.
A lua como símbolo da alma.

18
Espírito
A elevação da alma por Deus em si mesmo.

ARCANO V - O HIEROFANTE (HÊ)


Significado:
Quebrar-se, tomar semente, contemplação. Revelação.

Corpo
Quebra dos veículos resultando na pluralidade da criação.
O mestre quebrando a brilhantez de sua compreensão por amor ao aprendiz.
Quebra da existência resultando em existência unificada.

Alma
Impregnando a realidade como as almas de Israel.

Espírito
Revelação divina - contemplando Deus.
Ultima revelação do Messias.

ARCANO VI - OS AMANTES (VÁV)


Significado:
Um gancho.

Corpo
Os ganchos conectores dos pilares no tabernáculo.
O oculto e o revelado.
O eixo de simetria e o equilíbrio entre a simetria e a assimetria.

Alma
Os pontos da vontade de Deus gravadas no coração do homem.
O eixo que conecta os aspectos positivos de cada ser humano.

Espírito
A conexão entre os opostos.
A força de conexão entre a Luz Divina e as centelhas esparsas através das dimensões da
criação.

ARCANO VII - O CARRO (ZÁIN)

Significado:
Uma arma, espada, um ornamento, espécies, nutrir, gênero, sustentar.

19
Corpo
Armas – uma espada.
Conflito como uma propriedade inerente da natureza física.

Alma
Espécies ou gêneros; a união do marido e da esposa.
O homem e o ornamento da criação.

Espírito
Deus sustenta o universo.

ARCANO VIII - A JUSTIÇA (HÊTH)


Significado:
Temor, energia vital.
Medo, vida, proteção.

Corpo
Amar a Deus com todos os corpos.
Energia vital no corpo.

Alma
Energia vital na alma.
O coração do justo.

Espírito
A unidade essencial de Deus.
A energia vital pura.

ARCANO IX - O ERMITÃO (TÊTH)


Significado:
Uma inclinação, um bastão, serpente, debaixo, uma cama.

Corpo
A serpente no Jardim do Éden; o inato comportamento racional.
Inclinações mundanas.
A tendência à mentira.

Alma
O poder de julgar acertadamente.
O correto poder de imaginação.
Os 12 sentidos.

Espírito
O efode do grande sacerdote.
A cama – símbolo da união do homem e da mulher na presença de Deus.

20
ARCANO X - A RODA DA FORTUNA (YÔD)

Significado:
Uma mão, crer. Introduzir, empurrar.

Corpo
O segredo do espaço; introduzir – o principio da ação e reação.
A onda natural de radiação.

Alma
Inteligência, amizade.
Buscar conhecimento – criar espaço para outros; empatia.

Espírito.
A mão de Deus – a infinita vontade e habilidade para suster o universo.
Caridade, física e espiritual.
Pensamento de Deus – a origem de Adam.

ARCANO XI - A FORÇA (KÁF)


Significado:
A palma da mão, uma nuvem, esconder. Poder de suprimir.

Corpo
O poder de submeter as forças da natureza.
O poder do trabalho.
O poder de reinar.

Alma
O poder de sujeitar e suprimir as más inclinações.
Mentira tendo como símbolo as nuvens escuras.
Mãos limpas – observação dos mandamentos entre os homens.

Espírito
O veiculo para receber a Essência de Deus.
As nuvens de Gloria.

ARCANO XII - O PENDURADO (LÁMED)


Significado:
Aprender, ensinar, torre, agulha.

21
Corpo
O poder de controlar e direcionar o instinto animal.
Conhecimento empírico.

Alma
O anseio da alma em unir-se a Divindade.
Retificação do poder de imaginação.
Aprender na razão de ensinar.

Espírito
Aprender sobre a essência de Deus.
Criatividade.
Linguagem universal.

ARCANO XIII - A MORTE (MÉM)


Significado:
Água, defeito.

Corpo
O poder da água de dissolução.
A natureza descendente da água.
A plenitude da vida física depende da água.
Natureza como o receptáculo da luz divina.

Alma
A raiz da alma é sem macula.
O amor de Deus flui como as águas.

Espírito
Água – uma metáfora para Torah e sabedoria.

ARCANO XIV - A TEMPERANÇA (NÚN)


Significado:
Um peixe (em aramaico), o reino, o herdeiro real. Trono.

Corpo
Peixe do mar – símbolo de reprodução.
A individualidade inerente da consciência.
O mundo retificado.

Alma
O poder de comando da alma.

22
Espírito
O reino de Deus.
Moises – o grande Peixe.

ARCANO XV - O DIABO (SÁMECH)


Significado:
Patrocinar, sustentar, confiar, ordem, construção. Forma gramatical.

Corpo
Apoio ao caído.
O milagre da continuidade da vida frente a entropia.
Apoio e coragem.

Alma
O apoio do mestre ao aprendiz.
O segredo da ordenação.

Espírito.
Sacro-oficio.
A experiência de ser auxiliado por Deus a todo instante.

ARCANO XVI - A TORRE (ÁIN)


Significado:
Um olho, a cor, um manancial, ovelha em aramaico.

Corpo
Visão física – espectro de cores.
Sabedoria vista como uma fonte.
Uma ovelha olhando seu pastor.

Alma
O olho como sinal de busca pelo conhecimento.

Espírito
Providencia divina – Olho de Deus.
A voz do silencio.
Vigilância.

ARCANO XVII - A ESTRELA (PÊ)


Significado:
Boca, aqui (presente)

23
Corpo
Aqui – a não linearidade do tempo e do espaço.
O poder da fala como veiculo de criação.

Alma
O conhecimento está na boca.
O poder da maldição e da benção.

Espírito
Imanência.
A lei oral.
A boca entre o coração e a mente.

ARCANO XVIII - A LUA (TZÁDE)


Significado:
Um justo, um lado, caçar, caos em aramaico.

Corpo
Busca pelos caídos.
Alma
Busca pelas centelhas esparsas.
Um justo une as almas.

Espírito
A busca pela divindade.

ARCANO XIX - O SOL (KÚF)


Significado:
Um macaco, rodear, tocar, força, o buraco de uma agulha em aramaico.

Corpo
Macaco – símbolo da inconstância da mente e da vaidade.
O buraco da agulha – o ponto na contração.

Alma
A alma aberta para Deus.
O toque, o tato como veiculo de percepção do mundo exterior.

Espírito
Concessão dos poderes de cura.

24
ARCANO XX - O JULGAMENTO (RÊISH)
Significado:
Cabeça ou começo, pobre homem.

Corpo
Processo.
A pobreza espiritual do mundo.
A necessidade como mãe das atitudes.
Alma
O estado consciente da mente.
O poder da energia sexual.

Espírito
A arte da iluminação.
Meus pensamentos não são seus pensamentos.

ARCANO XXI - O LOUCO (SHÍN)


Significado:
Um dente; um ano; a mudança; escarlate; a serenidade para dormir; para ensinar; dois; de repente;
velho; vice-rei.

Corpo
Mudança natural dos ciclos.
Dente – simboliza o poder de decomposição inerente a matéria.

Alma
O fogo da Torah.

Espírito
O poder imóvel que causa todo o movimento.
Paz e Totalidade – Shalom
Aceleração das mudanças em direção ao futuro.

ARCANO XXII - O MUNDO (TÁV)


Significado:
Um sinal; uma impressão; um código; mais (em aramaico).

25
Corpo
O sinal na testa de Caim.
Lei natural.
Dna.
A musica da criação.

Alma
O sinal dos justos.
O justo vive ate na morte.

Espírito
O continuum.
A ultima letra da contagem da criação. O selo da verdade.
O mundo vindouro.
Vitória, fim de um ciclo.

PASSADAS PARA O PORTUGUÊS E SEU VALOR NUMÉRICO:

ALEPH - A - 1

BETH - B - 2

GIMEL - G - 3

DALETH - D - 4

HE ( HEH ) - E - 5

VAU ( WAW ) - V,U - 6

ZAIN - Z - 7

HETH ( CHETH ) - H - 8

TETH - T - 9

YOD ( IOD ) - I, J, Y - 10

CAF ( KAPH ) - C - 20

LAMED - L - 30

MEM - M - 40

26
NUN ( NOOM ) - N - 50

SAMECH ( SAMECK )- S - 60

AYIN ( GNAIM ) - O - 70

PHE ( PEH ) - P, Ph, F - 80

TZADI ( TSAD ) - Ts - 90

COF ( KOOF ) - K,Q - 100

RESH - R - 200

SHIM - Ch, X - 300

TAU ( TAW ) - Th - 400

Com todos estes dados passados devemos e “podemos” manipular as


letras hebraicas para construção de palavras e saber qual a vibração
do número e Arcano correspondente como por exemplo:

ISRAEL =

No hebraico sempre se escreve da esquerda para a direita....observe


que foi escrito Israel com Yod = I, Shim = S, Resh = R, Aleph = A e por
fim Lamed = L. Obviamente que esta não é a forma correta de se
escrever hebraico mas muito do arquétipo das letras podem ser
transferido para o português se usado desta maneira, pois o português
é a língua do futuro e devemos vibrá-la com toda intensidade e
espiritualidade... pois assim a Grande Lei o quer.

Continuando com o exemplo acima podemos transformar as letras em


valores numéricos e obter um Arcano para completar a interpretação e
ver se vibra com o objetivo/ meta desejado.

Yod = 10, Shim = 300, Resh = 200, Aleph = 1 e Lamed = 30 resultando


na soma de 541….aplicando a redução tesosófica obtemos 5 + 4 + 1 =
10.....A Roda da Fortuna...movimento...destino......e centraliza-se a
força para a letra Yod ....que tem como toda letra hebraica
interpretações de corpo, alma e espírito, ver se segundo o objetivo/
meta a vibração é correspondente.

27
Quando começamos a interpretar o rico significado e simbolismo das
letras hebraicas, precisamos interpretar se a necessidade almejada
condiz com a interpretação da letra em questão, onde a vibração/
consciência que vamos impregnar no talismã deve convergir com ela.
Podemos analisar a tríade da seguinte forma:

Corpo: Necessidades físicas, de saúde e vitalidade.

Alma : Necessidades ligadas a sentimentos, emoções, pensamentos e


mente.

Espírito: Altos ideais, conexão com a causa e espiritualidade.

SIGNIFICADOS DOS SÍMBOLOS ASTROLÓGICOS


SIGNOS E PLANETAS E SUAS CORRELAÇÕES COM OS
HORÁRIOS MÁGICOS

Estas sintéticas explicações que serão colocadas exprimem apenas


uma pequena fração do que realmente pode ser estudado sobre estas
égides celestes, mas fornecerão sem dúvidas alguns caminhos para
que o estudante prossiga sua jornada.

ÁRIES A: ‘EU SOU’ – Regência Marte


Rege a cabeça no corpo humano.
+ : Espírito pioneiro, empreendedor, corajoso, energético
- : Egoísta, sempre em 1º lugar, impulsivo, belicoso, impaciente

TOURO B : ‘EU TENHO’ – Regência Vênus


Rege o pescoço
+ : Prático, paciente, hábil em negócios, sólido, resistente
- : Possessivo, preguiçoso, sem flexibilidade, ganancioso, rotineiro

GÊMEOS C : ‘EU CONHEÇO’ – Regência Mercúrio


Rege os pulmões
+ : Adaptável, versátil, intelectual, jovial

28
- : Agitado, inconsistente, superficial

CÂNCER D : ‘EU SINTO’ – Regência Lua


Rege o estômago
+ : Protetor, gentil, sensível, simpático, excelente memória
- : Muito emotivo, muda facilmente o humor, rancoroso

LEÃO E : ‘EU CRIO’ – Regência Sol


Rege o coração
+ : Criativo, generoso, entusiasmado, organizador
- : Pomposo, esnobe, arrogante, egocêntrico

VIRGEM F : ‘EU ANALISO’ – Regência Mercúrio


Rege os intestinos
+ : Poder de análise, trabalho, boa memória, modesto e ordeiro
- : Hipercrítico, muito convencional, minucioso aos extremos
LIBRA G : ‘EU E O OUTRO’ – Regência Vênus
Rege os rins
+ : Sociabilidade, diplomata, despreocupado, preza a harmonia
- : Indeciso, muito influenciável, frívolo, frio se necessário

ESCORPIÃO H : ‘EU DESEJO’ – Regência Marte


Rege os órgão genitais
+ : Pesquisa, determinação, finalizador, poder de transformação
- : Vingativo, ciumento, rancoroso, desconfiado

SAGITÁRIO I : ‘EU VEJO’ - Regência Júpiter


Rege as coxas
+ : Otimista, expansivo, mente aberta, fidedigno
- : Exagerado, negligente, extremista

CAPRICÓRNIO J : ‘EU UTILIZO’ – Regência Saturno


Rege os joelhos
+ : Prudente, cuidadoso, disciplina, paciente, senso de humor
- : Rígido, pessimista, melancólico, avarento

AQUÁRIO K : ‘EU SEI’ – Regência Saturno


Rege os tornozelos
+ : Humanitário, independente, original, progressista, inventivo
- : Imprevisível, rebelde, excêntrico, idéia fixa

29
PEIXES L : ‘EU COMPREENDO’ - Regência Júpiter
Rege os pés
+ : Compreensivo, humilde, compassivo, adaptável, intuitivo
- : Desligado, confuso, indeciso, sem força de vontade

PLANETAS:

SOL a
REPRESENTA O IMPULSO INATO DE SERMOS NÓS MESMOS,
NOSSA INDIVIDUALIDADE, O CAMINHO DE ENTRARMOS EM
HARMONIA CONSIGO MESMO. REPRESENTA A FONTE DE
ENERGIA EM NOSSO MAPA, A ENERGIA ATIVA, O BRILHO QUE
EXISTE EM NÓS.
LUA b
REPRESENTA A NOSSA REAÇÃO, A EMOÇÃO, NOSSA
PERCEPÇÃO AO TODO, COMO NOS ADEQUAMOS, PODENDO
NOS SENTIR EM CASA OU FORA DELA ( ASPECTOS ), A
NECESSIDADE DE PERTENCER E SE SENTIR ADEQUADO.

MERCÚRIO c
REPRESENTA A COMUNICAÇÃO, O PENSAMENTO, A MENTE
CONSCIENTE E RACIONAL, A CAPACIDADE DE SE EXPRESSAR E
APRENDER A ASSIMILAR EXPERIÊNCIAS, A LIGAÇÃO DE FATOS
E FATORES, É A NECESSIDADE DE ENTRAR EM CONTATO.

VÊNUS d
O SOL É O DOADOR DA VIDA, O PAI, A LUA É A MÃE, MERCÚRIO
O PENSADOR, VÊNUS É O UNIFICADOR.
REPRESENTA O IMPULSO DE EXPRIMIR O AFETO, SE
RELACIONAR, A NECESSIDADE DE SE LIGAR AOS OUTROS, DE
SENTIR CONFORTO E HARMONIA, GOSTO DE CUNHO
EMOCIONAL PARA EXTRAVASAR AS EMOÇÕES.

MARTE e
REPRESENTA A VONTADE DE AGIR, A INICIATIVA, A ENERGIA
FÍSICA, VIGOR, NECESSIDADE DE CONCRETIZAR OS DESEJOS,
ESTÍMULO FÍSICO E SEXUAL ATRAVÉS DO IMPULSO. COMO

30
SEXO NÃO PODE AGIR SOZINHO, PRECISA DE VÊNUS, POIS UM
É INICIATIVA E O OUTRO É GOSTAR.
A ENERGIA DE MARTE DEMONSTRA COMO A PESSOA AGE
INFLUENCIADA POR SEUS DESEJOS, ONDE HÁ INICIATIVA.

JÚPITER f
REPRESENTA A EXPANSÃO E BENEVOLÊNCIA, O IMPULSO
VISANDO SEMPRE ALGO MAIOR PARA SE ASSOCIAR OU
ALMEJAR. A NECESSIDADE DE TER FÉ E CONFIANÇA NA VIDA E
EM SI MESMO, A NECESSIDADE DE EVOLUIR E EXPANDIR EM
TODOS OS SENTIDOS. É O GRANDE BENÉFICO NA
ASTROLOGIA, ONDE QUER QUE ESTEJA EXPANDE, MAS PODE
TAMBÉM SER NEGATIVO POIS PODE EXPANDIR UMA DOENÇA
OU UM VÍCIO.

SATURNO g
REPRESENTA O ESFORÇO E A CONCENTRAÇÃO, O IMPULSO
EM DIREÇÃO Á SEGURANÇA E A CERTEZA POR MEIO DO QUE É
PALPÁVEL, A DEFESA DA ESTRUTURA E DA INTEGRIDADE DO
EU. SATURNO ESTÁ LIGADO AO ESFORÇO DISCIPLINADO, A
ACEITAÇÃO DE DEVERES E RESPONSABILIDADES. TRABALHO.
PODE REPRESENTAR TAMBÉM A FRIEZA, A AUTO REPRESSÃO
POR DEPENDER DEMAIS DE SI MESMO, A FALTA DE FÉ E
OTIMISMO, MUITO DEFENSIVIDADE E NEGATIVISMO.

URANO h
REPRESENTA O PRIMEIRO PLANETA DOS TRÊS ( TAMBÉM
NETUNO E PLUTÃO ) LIGADOS AS GERAÇÕES, PELO FATO DE
FICAREM MUITO TEMPO EM UM SIGNO.
URANO REPRESENTA A LIBERDADE, SEM RESTRIÇÕES,
FUNCIONANDO COMO UMA ESPÉCIE DE REMÉDIO PARA
SATURNO E SUAS LIMITAÇÕES.
ESTÁ SEMPRE LIGADO A DIFERENCIAÇÃO, ORIGINALIDADE E
INDEPENDÊNCIA EM RELAÇÃO AS TRADIÇÕES, ROMPE O
ESTABELECIDO ATRAVÉS DA NECESSIDADE DE MUDANÇA.

NETUNO i
REPRESENTA A LIBERDADE TRANSCENDENTE, O IMPULSO
PARA SE LIVRAR DAS LIMITAÇÕES DO PRÓPRIO EU E DO

31
MUNDO MATERIAL, A NECESSIDADE DE SE SENTIR LIGADO AO
TODO EM COMPLETA FUSÃO, A PERCEPÇÃO DA DIMENSÃO
ESPIRITUAL DA EXPERIÊNCIA.
NETUNO AMACIA E REFINA ONDE ESTÁ, AO CONTRÁRIO DE
URANO QUE ELETRIFICA E MUDA.
PROVOCA A ILUSÃO.

PLUTÃO j
REPRESENTA A TRANSFORMAÇÃO, TRANSMUTAÇÃO. O
IMPULSO EM DIREÇÃO AO RENASCIMENTO TOTAL. É O
COMPLEXO DE PODER EXISTENTE, QUE PODE NOS CONDUZIR
A REALIZAÇÕES INCRÍVEIS COMO Á RUÍNA. POSITIVAMENTE É
ENCARADO COMO TRANSFORMAÇÃO, SIGNIFICA A ACEITAÇÃO
DE VOLTAR A MENTE E A FORÇA DE VONTADE COMO O PODER
DE SE TRANSFORMAR, ELIMINANDO O QUE NÃO SERVE MAIS
PARA UMA VERDADEIRA EVOLUÇÃO.

Através da égide zodiacal e planetária escolhida, podemos colocar o


símbolo correspondente no talismã ( signo / planeta ou “ambos” ), de
forma a potencializar e impregnar a peça com esta energia/
consciência.

QUADRADOS MÁGICOS

Os quadrados mágicos assim como as cores, notas musicais e


estados de consciência são sete.

Cada um possui a vibração correspondente a um dos estados de


consciência ou energia narrados na páginas 6 e 12.

De acordo com o objetivo e meta almejado deve-se utilizar o quadrado


específico para impregnar esta vontade junto ao talismã.

Muitos utilizam diretamente o quadrado mágico específico para o


objetivo, isto não é errado, é “prático e funciona” mas existe outra
maneira de utilizá-los e será explicado após a exposição dos sete.

32
33
34
Através da tabela da página 26 cada número representa uma letra,
possibilitando a todos formar palavras através da redução do número
dos Arcanos.

Exemplificando o falado suponhamos que trabalhando no quadrado de


Saturno “estruturação para a espiritualidade” vamos formar a palavra
“GADU”...Grande Arquiteto do Universo....temos a seqüência no
quadrado 3 ( G ), 1 ( A ), 4 ( D ) e 6 ( U ) respectivamente com a
tabela.

Iniciamos o traçado sobre o quadrado com a sequência acima


formando uma pequena circunferência no início e outra no fim depois
de todas letras traçadas como no exemplo seguinte.

Através do sigilo obtido no traçado, pode-se usar tanto o quadrado


com o sigilo desenhado sobre ele no talismã, como o sigilo sozinho

35
junto de outros pantáculos e na quantidade que quiser ( lembrar dos
números e seus arquétipos). Está na hora de usar a “abstração” para
chegar no objetivo desejado...isto será um pouco melhor explicado na
parte de exemplos práticos, mas a criatividade e intuição do operador
sempre prevalecem.

Em relação às letras que se correlacionam com os números 10, 30,


100, 200 etc, estes números podem ser reduzidos, ou seja, o 100 vira
1, o 400 vira 4 etc e assim por diante. Sejam criativos e novamente
utilizem a abstração e intuição. Quanto aos outros números que não
estão na tabela, por exemplo 11, vira o 2 ( 1+ 1= 2 ), o 36 vira o 9 ( 3 +
6 = 9 ), e assim por diante, com qualquer número, podendo realizar
qualquer palavras.

SÍMBOLOS DE PODER

Existem inúmeros símbolos que são considerados máximos em


qualquer processo de magia, mas alguns serão destacados neste
trabalho por conterem arquétipos inquestionáveis.

Como disse o Grande Paracelso :

“...Existem 2 pantáculos principais que superam todos os outros


caracteres e hieróglifos...”

36
Estes são os máximos quando é falado de “proteção”. O
Tetragramaton ( Pentagrama ) e o Hexágono. Ambos carregam
égides divinas dos Excelsos Anjos de nossa evolução. Anjos caídos
em nosso sistema evolucional que vieram “cada qual a seu modo”
auxiliar o próprio Eterno em sua criação que tem hoje em “nós” o seu
apogeu máximo.

Sempre podem ser utilizados como instrumentos de proteção e


guarda, não somente com estes caracteres apresentados, mas de
formas que serão ainda expressas neste trabalho. O pentagrama
infelizmente ainda é usado para baixa magia quando invertido “nunca
utilizá-lo assim”, invoca forças contrárias. Com o hexagrama e sua
harmonia geométrica isto não é possível.

Temos duas outras palavras que possuem talismãs que podem ser
feitos na forma triangular de forma a “combater energias negativas” e
também plasmar e potencializar “espiritualidade”.

A primeira com efeito combativo é a palavra ABRACADABRA e a


segunda com efeito espiritual e interior é ABLANATABLA.

A primeira possui um som que exteriorizamos ao pronunciar, como se


quebrasse energias...a segunda possui um som que interioriza as
energias...como se fossem preservadas e mantidas dentro.

Ambas surgem do Tetragramaton e trabalham a polaridade presente


em tudo e todas as coisas. As duas possuem cinco “As” em sua
formação.

Vemos abaixo a forma de dispor as palavras Abracadabra e


Ablanatabla como talismãs que asseguram as vibrações já faladas.

37
Outro símbolo que funciona como grande protetor de energias nocivas
quando utilizado no lar é o Tridente. Deve ser colocado na parte
interna das residências em cima das portas que oferecem saída da
mesma, somente uma peça em cada porta na parte de cima.

O importante é colocá-lo sempre com a parte das setas viradas


para baixo...isto é muito importante...pois estas setas como antenas
captarão as energias nocivas que querem adentrar o domicílio. Alguns
radiestesistas/ radionicistas utilizam esta forma de outras maneiras
mas sempre com as setas para baixo. Alguns exemplos abaixo.

A Rosa Cruz Hermética também é um símbolo muito poderoso


quando seu arquétipo é compreendido. Carrega em seu simbolismo
todas realidades do quaternário manifestado ( às 12 convexidades –
12 signos do zodíaco ) com as consciências do Tetragramaton e do
Hexágono integradas. Os 7 planetas sagrados e os símbolos dos 5
elementos ( 5º em formação- os 5 tatwas já mencionados ). As 22
pétalas da Rosa central simbolizando os Arcanos Maiores e o sagrado
alfabeto hebraico. A força da tríade alquímica Mercúrio, Enxofre e Sal
e o INRI – Ígnea Natura Renovate Integra.

Muita utilizada como símbolo de espiritualidade e proteção.

38
EXEMPLOS PRÁTICOS

Partiremos agora para a criação e confecção dos talismãs para alguns


objetivos e metas utilizando todos os conceitos teóricos passados.
Inicialmente saber que cada planeta ou estado de consciência possui
um metal de correspondência, mas nada impede que o talismã seja
confeccionado em papel, seu funcionamento e vibração serão tão
eficazes quanto os feitos no mais nobre metal. Mas para isto o
operador deve “vibrar e acreditar” no que faz...isto é “Vontade”.

Caso se queira confeccionar o talismã no metal de correspondência


deve-se utilizar:

Sol : Ouro, Lua: Prata, Mercúrio: Mercúrio ou Ouro Branco, Vênus:


Cobre, Marte: Ferro, Júpiter: Estanho e Saturno: Chumbo.

Mas como já foi falado, o desenho traçado em um papel possui


funcionamento tão eficaz como no metal, por isto a Radiônica e seus
inúmeros gráficos realizam notáveis proezas. Não se pode negar que
o talismã confeccionado no metal correto de acordo com o objetivo/

39
meta desejado atrai melhor as energias no ato da consagração...mas
a consciência e a verdadeira vontade sobrepuja qualquer coisa...

Entrando agora diretamente em exemplos práticos vamos figurar


algumas situações que normalmente são muito procuradas matizando-
as com outros bons exemplos:

Relacionamentos:

Quando se confecciona um talismã sobre relacionamentos o símbolo


de Vênus ( página 30 ) sempre deve estar presente. O Arcano Maior
de correspondência com Vênus é o 3- Imperatriz ( página 16 ), este
número além de manifestar algo ( página 8 ) possui esta associação.

A letra hebracia Gimel também pode ser usada, pois vibra com o
Arcano 3 – Imperatriz ( páginas 16 e 17 ), assim como escrever e
utilizar as letras hebraicas ( página 27 ).

A cor índigo pode e deve ser usada se a confecção é feita em papel


( como recomendado ) para facilitar o trabalho ( página 12 ).

O quadrado mágico venusiano é uma grande referência para se


utilizar no centro do talismã como um pantáculo fortíssimo, mas não é
obrigatório ( página 34 ).

Use sempre a própria abstração e intuição .

Utilizando desta linguagem mágica contida nos números, astrologia,


tarô, cabala, quadrados mágicos e cores entramos na parte principal
deste trabalho, a utilização das “formas” ( páginas 7, 8, 9 e 10 ).

Coloquemos como exemplo que o objetivo é o de “plasmar/ criar” um


relacionamento que ainda não existe. A forma principal para este
objetivo é o pentagrama ( ver página 10 ).

Será sempre o desenho principal do talismã. Como é algo que ainda


não existe não devemos usar o círculo ao redor da forma, pois o
círculo é usado apenas para se “proteger” algo que já existe. Se
colocarmos o círculo na forma possivelmente a força de “plasmar”
ficará dificultada.

40
No centro do pentagrama devemos usar o signo da pessoa que deseja
o relacionamento a ser plasmado, usem a intuição. Pessoas que
possuem conhecimento radiestésico e radiônico podem utilizar o
pêndulo como um grande aliado na escolha dos caracteres e
pantáculos.

No centro do pentagrama podemos utilizar também o quadrado


mágico correspondente ao planeta e também traçar sobre ele ,
conforme explicado nas páginas 34 e 35, o nome da pessoa ou uma
palavra que sintetize o objetivo.

O número três está associado com Vênus, então fora do pentagrama


pode-se colocar três caracteres associados ao objetivo/ meta. Tanto
pode-se usar a letra gímel três vezes como o próprio símbolo de
Vênus. Se preferir pode-se utilizar a letra gímel e os símbolos dos
signos de touro e libra, ambos regidos por Vênus ( páginas 28 e 29 ),
sempre formando o número 3 na soma dos pantáculos, no exemplo
acima gímel, libra e touro ou Vênus, libra e touro ou como preferir !

A única forma ao redor do pentagrama que poderia ser utilizado para


circundar esta estrela seria o pentágono,ou seja, a própria forma
central da figura utilizada...se fosse o hexagrama poderia se usar o
hexágono e assim por diante....conhecimentos básicos de geometria.

Cor de fundo e dos traçados:

Todas as consciência/ energias que são trabalhadas possuem uma


cor como esteio ( páginas 11 e 12 ) e devem servir sempre de fundo
em relação ao objetivo almejado. O traçado nesta cor de fundo deve
ser a cor “polar” ao mesmo com o mostra na página seguinte:

Cor Laranja - Planeta Sol - a - Cor Verde

Cor Violeta - Planeta Lua - b - Cor Verde

Cor Vermelha - Planeta Marte - e - Cor Índigo

Cor Verde - Planeta Saturno - g - Cor Laranja

Cor Índigo - Planeta Vênus - d - Cor Vermelha

41
Cor Amarelo - Planeta Mercúrio - c - Cor Azul (ou Púrpura)

Cor Azul ( Púrpura ) - Planeta Júpiter - f - Cor Amarelo

Observamos nas relações acima que todas cores possuem sua


polaridade correspondente...como no exemplo anterior estamos
utilizando Vênus Índigo é a cor de fundo e vermelho é a cor dos
caracteres.

Em relação ao exemplo dado anteriormente temos o talismã acima


feito com os pantáculos comentados. Seu fundo deve ser índigo e os
caracteres em vermelho.

A forma que o envolve é do próprio pentágono.

O Pentagrama com o quadrado de Vênus no centro com o traçado de


uma palavra que sintetize a meta, por ex. – Amor. Foram usados 3
símbolos venusianos, libra, touro e do próprio Vênus.

Apesar da simplicidade, depois de consagrado ( falaremos


posteriormente ) possui “Muita força”.

42
Assim como o anterior mas utilizando outros pantáculos vamos
descrever o talismã acima:

Utilizado pentagrama ( plasmar ) envolvido pelo pentágono ( também


com a força de plasmar ). Mesmas cores.

Como exemplo colocamos o símbolo do signo de Aquário como se


fosse o signo da pessoa que queremos plasmar o relacionamento.

Novamente usamos a tríade Vênus, Libra e Touro mas agora usamos


a letra Gímel ligada ao arquétipo do Arcano 3 ( falado no início do
exemplo ) com o triângulo a envolvendo para que o arquétipo do
número 3 seja plasmado.

Inúmeras formas poderiam ser a de confeccionar este


talismã...devemos utilizar nossa criatividade através de nossa
abstração e intuição “com todos os tópicos dados” desde o início deste
trabalho...a “Vontade” está em tudo que realizamos...e é a energia que
mais deve existir para que a magia funcione.

Outro exemplo:

Vamos supor agora que queremos proteger o processo de evolução


de alguém que em seu contexto profissional ou carreira ( trabalho )
está crescendo, prosperando, “evoluindo” e queremos que qualquer
energia de inveja seja afastada.

Trabalho envolve responsabilidades, deveres então a consciência de


saturno deve ser ativada. Fundo verde e pantáculos em laranja.

Proteção utilizamos o círculo ( oroboros ). Como está em franca


evolução vibramos o septagrama.

Saturno vibra com o Arcano 20 – O Julgamento e a letra hebraica


Resh.

Os signos de capricórnio e aquário vibram a égide saturnina.

O quadrado mágico de saturno pode e deve ser usado.

43
Descrevendo o talismã acima vemos o Oroboros envolvendo toda
figura...o círculo...a proteção necessária para o objetivo meta.

O Septagrama...símbolo de evolução do caso como figura protegida


( o êxito profissional...a evolução ).

Foi colocado o signo de Áries no centro do Septagrama simbolizando


como “exemplo” que o signo da pessoa que prospera no profissional
poderia ser Áries.

Os signos de Capricórnio e Aquário presente assim como o de


Saturno.

Vinte ( 20 ) traços, sendo que 4 são a letra hebraica Resh


correspondente ao Arcano O Julgamento que vibra a consciência de
Saturno, circundam e acompanham o Oroboros.

Muitas outras formas de trabalhar e diagramar os pantáculos poderiam


ser feitas...o importante é sempre manter a harmonia e equilíbrio do
desenho que simbolizará o Talismã.....isto é muito importante....vamos
a outro exemplo de ilustração ainda no mesmo exemplo.

44
As mesma formas foram utilizadas. Mas foram acrescidos alguns
caracteres : o septágono , quadrado de Saturno, os sete planetas
sagrados, o número 20 e as iniciais WG.

A forma correspondente a estrela utilizada pode sempre figurar no


desenho, por isto foi acrescido o septágono.

Os quadrados de Saturno... foram inseridos 2 para harmonia do


desenho como um todo...isto é sempre importante...

Os 7 planetas sagrados atuando de forma uníssona vibram o


arquétipo do número 7, por isto foram desenhados todos...

Poderia se quiser...colocar 7 símbolos de Saturno.

O número 20 vibra o Arcano o Julgamento ligado a saturno...e por fim


e mais importante as iniciais WG figurando como exemplo que a
pessoa a ser protegida chama-se Washington Góes....

Esta técnica de colocar as iniciais do nome da pessoa ligada ao


talismã é “mais do que válida” e deve ser utilizada...assim como o
signo etc....

Usem a abstração e a intuição.....consultem todos os assuntos


abordados até agora “e não existirá erro”...

Agora vamos entrar na última etapa do trabalho...a consagração....que


possui atos, dias e perfumes corretos a serem usados.

CONSAGRAÇÃO

“...Chama-se talismã uma peça de metal que carrega pantáculos ou


caracteres e que recebeu uma consagração especial para uma
determinada intenção...”

45
Éliphas Lévi

Chegou agora à parte onde a Vontade deve ser impregnada na peça


confeccionada.

Deve-se trabalhar as quatro fases da Lua...iniciando sempre na Lua


nova. Um trabalho de um mês mas que envolve 4 horas e 4 dias
específicos.

Inicialmente deve se esperar o signo correspondente à égide


planetária ( ver pg 28 e 29 ) receber a entrada do Sol e aguardar a
primeira Lua Nova que ocorre após este ingresso....por exemplo:

Estamos trabalhando no talismã sobre


“relacionamentos”....precisamos da égide venusiana...então
aguardamos o Sol entrar no signo de Touro ou Libra......signos que
são regidos por Vênus....

Após estarmos na vibração deste signos ( mês certo ) esperamos o


primeiro dia da Lua Nova....

A partir daí vemos na tabela da página 05 quando neste primeiro dia


de lua nova vibrará a hora de Vênus......

Vamos supor que o dia da Lua Nova caia em uma quinta


feira.....consultando a tabela vemos que os horários que Vênus vibra
são: 2 às 3 da madrugada ( não recomendado ), 9 às 10 da manhã, 16
às 17 horas e 23 às 24 horas ( não recomendado )....

Recomenda-se que a magnetização ocorra das 6 até às 20 horas no


máximo...os horários que adentram muito a noite devem ser evitados.

Com esta compreensão temos o início do processo, agora basta


compreender as outras etapas.

Como foi falado tudo se inicia na Lua Nova do mês correspondente a


égide escolhida....agora “seqüencialmente” não importando em que
signo a lua está devemos ver os dias da Lua crescente, cheia e por

46
minguante. Deve-se realizar as 4 etapas lunares para fechar o círculo
energético que impregnará o talismã da Vontade do operador.

Lembrando: O início da operação a Lua Nova deve estar no signo


correspondente a égide planetária que vibra o objetivo/ meta a ser
impregnado no talismã e realizar o início da consagração no horário de
Vênus.....nas outras fases da Lua não importa em qual signo está a
vibração e sim que seja realizada a continuidade do processo no dia
que a fase se inicia e no “horário de Vênus”.

A Lua sempre possui quatro fases: Nova – Crescente – Cheia e


Minguante. Iniciando na Lua nova as outras fases que se sucedem no
período de 7 dias são sempre seqüências como demonstrado acima.

Operação:

Cada horário ligado aos 7 planetas sagrados possuem um perfume


específico a ser incensado no dia e hora de acordo com a égide:

Sol: Sândalo, Lua: Jasmim, Vênus: Mirra, Mercúrio: Mastique, Marte:


Cravo, Júpiter: Açafrão e Saturno: Alecrim.

Deve-se ter uma toalha branca com um pentagrama desenhado em


seu centro onde o talismã devidamente confeccionado ( cores e
pantáculos ) deverá estar posicionado sobre ele.

Caso se queira utilizar algum instrumento mágico na operação não há


problema. ( Recomendo ao leitor que pesquise sobre instrumentos
mágicos na apostila ou Cd de minha autoria no Espaço Consciência
Cósmica ... “A Verdadeira Consagração do Tarô” )

Após a colocação do talismã sobre o pentagrama no dia e hora


corretos acende-se o incenso também correto e sopra muito de sua
essência sobre o talismã, de forma que o perfume firme-se nele.

Caso ele seja de papel cuidado pra não queimá-lo porque se isto
ocorrer deve-se confeccionar outro. Recomenda-se “plastificá-lo”...isto
não impedirá o seu funcionamento, pelo contrário... o preservará.

47
Deve-se ter firme na mente e no coração o propósito pelo qual o
talismã foi confeccionado....a Vontade férrea e verdadeira deve ser
vibrada...

Lua Nova: Momento do novo, recolhimento, a semente está na terra


pronta para começar a germinar, a “Vontade é que fará ela crescer”...

Saúda-se os 4 reinos elementais:

-Os gnomos elementais da terra que condensarão no plano físico o


objetivo para que o talismã existirá...mentaliza-se uma esfera de cor
laranja envolver todo ambiente.....ao término da mentalização
pornuncia-se “LAM”...

- As ondinas elementais da água que vitalizarão o talismã para que ele


tenha força para vibrar o objetivo pelo qual foi confeccionado...
mentaliza-se uma esfera de cor violeta envolver todo ambiente.....ao
término da mentalização pronuncia-se “VAM”...

- As salamandras elementais do fogo que purificarão todas energias


destoantes ao objetivo do talismã... mentaliza-se uma esfera de cor
vermelha envolver todo ambiente.....ao término da mentalização
pronuncia-se “RAM”...

- Os silfos elementais do ar que realizarão a condução da força


plasmada no talismã por onde o objetivo tiver que ser vibrado...
mentaliza-se uma esfera de cor verde envolver todo ambiente.....ao
término da mentalização pronuncia-se “PAM”...

Ordenar que todas estas forças presentes e evocadas comecem a


gerar o início de vida que este talismã começa a ter...como a semente
que desabrocha....com as duas mãos sobre o talismã agradecer o
Anjo do dia por permitir que o ato mágico seja realizado: Mikael-
Domingo, Gabriel- Segunda, Samael- Terça, Rafael- Quarta, Saquiel-
Quinta, Anael- Sexta e Cassiel- Sábado...Observação: O incenso
deve estar aceso durante todo o processo de magnetização e
mentalização...

Lua Crescente: Momento de crescimento, a semente que


desabrochou na Lua nova agora está firme e forte...cresce e começar

48
a ter um corpo...a “Vontade é que a fará continuar o crescimento para
que possa gerar frutos”...

Saúda-se os elementais como na etapa anterior ( Lua Nova )...assim


como o Anjo do dia...

Lua Cheia: Momento de realização....o fruto já começa a ser criado....


a semente germinou...cresceu e agora está plena...a “Vontade é que
gerou isto...mas continua vibrando intensamente para que o processo
seja concluído”...

Saúda-se os elementais como nas etapas anteriores...assim como o


Anjo do dia...

Lua Minguante: Momento de redução...a fruta foi colhida por


completo e o processo deve continuar....uma nova semente deve ser
gerada para que um novo ciclo se inicie...momento de reduzir e retirar
toda e qualquer energia ou consciência negativa e fora do propósito
que possa ter impregnado o talismã.....a “Vontade agora conclui o
processo e deixa o instrumento devidamente magnetizado para
uso...livre de qualquer impureza”...

Saúda-se os elementais que se firmaram no talismã...ordenando aos


mesmos que através de sua consciência ( operador ) eles
permaneçam no talismã até o momento que com a seu “próprio
Comando e Vontade” ...eles possam deixar o instrumento que cumpriu
seu objetivo.....

Honrar todos os Anjos do dia que acompanharam o processo desde o


seu início...

Alguns adendos:

Desde o começo do ato mágico o talismã, seja ele de papel, um anel,


uma corrente, pulseira etc deve ser guardado e somente “tocado” pelo
operador...a operação foi concluída....

Desejo muito conhecimento e saber...

Bibliografia:

49
Dogma e Ritual da Alta Magia – Éliphas Lévi

Tratado Elementar de Magia Prática – Papus

Vários estudos pertencentes à Sociedade que sou membro.....

50