Você está na página 1de 5

Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA)

Disciplina: Direitos Humanos

Aula-tema 03: A Evolução dos Direitos Fundamentais: Direitos Econômicos e Sociais


e os Novos Direitos da Solidariedade

NOME ALAN FELIPE MIGUEL DAMACENA


RA 9902002206

Atividade de Autodesenvolvimento

Anhanguera Educacional
2015
Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA)
Disciplina: Direitos Humanos

Aula-tema 03: A Evolução dos Direitos Fundamentais: Direitos Econômicos e Sociais


e os Novos Direitos da Solidariedade

Atividade de Autodesenvolvimento

Trabalho desenvolvido para a


disciplina Direitos Humanos,
apresentado à Anhanguera
Educacional como exigência para a
avaliação na Atividade de
Autodesenvolvimento, sob orientação
do (a) tutor (a) Oriana Martins.

Anhanguera Educacional
2015

Texto 1: Titularidade e objeto do direito à saúde e geração de direitos humanos


em que se classifica

O direito à saúde está inserido na segunda geração dos direitos humanos, no


qual se encontram também os direitos sociais, econômicos e culturais.
De acordo com a Constituição Federal, no artigo 196, o direito à saúde é
descrito como ‘‘um direito de todos e dever do Estado, garantido mediante as
políticas sociais e econômicas que visem à redução do risco de doença e de outros
agravos e ao acesso universal e igualitário às ações e serviços para sua promoção,
proteção e recuperação’’.
A titularidade do direito à saúde é coletiva, ou seja, não pode ser atribuída a
um grupo específico de pessoas, e sim a toda sociedade como um todo. O objeto do
direito à saúde são os direitos sociais, ou seja, os direitos da sociedade, que foca
em garantir aos indivíduos o exercício e o uso dos direitos fundamentais para o
homem, onde também se incluem educação, trabalho, entre outros.
Diferente da primeira geração (liberdades públicas), os direitos da saúde (que
pertencente à segunda geração) não são apenas os poderes de agir, e sim, de
possuir poderes de exigir do Estado à prestação do serviço de saúde, além dos
serviços de educação, cultura, lazer etc.
Portanto, por lei, o Estado é considerado o responsável pelo atendimento ao
direito à saúde, por isso, a sociedade tem o dever de assegurar esse e todos os
outros direitos garantidos na constituição.

Texto 2: Titularidade e objeto do direito ao meio ambiente e a geração de


direitos humanos em que se classifica

O direito ao meio ambiente esta inserido na terceira geração dos direitos


humanos (que se encontra em fase de consolidação), onde se encontram também o
direito a paz, a cooperação entre os povos, ao meio ambiente, a qualidade de vida,
entre outros.
De acordo com a Constituição Federal, no artigo 225, o direito ao meio
ambiente é definido como ‘‘o direito a um meio ambiente ecologicamente equilibrado,
bem de uso comum do povo e essencial à sadia qualidade de vida, impondo-se ao
Poder Público e à coletividade o dever de defendê-lo e preservá-lo para os
presentes e futuras gerações’’.
A titularidade do direito ao meio ambiente é difusa, ou seja, que não se
consegue identificar exatamente os beneficiários, mas que com certeza eles
existem, que não pertence a um grupo específico de pessoas, e sim a toda
sociedade. O objeto do direito ao meio ambiente são os direitos da solidariedade,
que inclui os direitos de exigir (por exemplo: direito à paz); de fazer (por exemplo:
recuperar o meio ambiente poluído) ou de não fazer (por exemplo: não poluir o meio
ambiente).
Portanto, diferente da primeira geração (liberdades públicas) e da segunda
geração (direitos sociais, econômicos e culturais), o direito ao meio ambiente
(terceira geração) não é totalmente consolidado devido ao seu caráter pouco
difundido e muito recente.
Referências Bibliográficas:

MARTINS, Alan. Direitos Humanos: A Evolução dos Direitos Fundamentais: Direitos


Econômicos e Sociais e os Novos Direitos da Solidariedade. Caderno de Atividades.
Valinhos: Anhanguera Educacional. 2014.

Você também pode gostar