Você está na página 1de 43

CIRCUITOS

TRIFÁSICOS

Leonardo
Notz

CIRCUITOS TRIFÁSICOS

Leonardo Notz

Instituto Federal da Bahia - IFBA


Campus - Salvador

19 de Julho de 2019
Sumário

CIRCUITOS
TRIFÁSICOS

Leonardo
Notz 1 Relações entre os valores de fase e linha das correntes para
componente conectado em triângulo

2 Circuitos trifásicos equilibrados e desequilibrados

3 Ligações de consumidores

4 Conexão Y-Y em equilı́brio;

5 Conexão Y-∆ em equilı́brio;

6 Fonte conectada em ∆ ;
Ligações em estrela e triângulo

CIRCUITOS
TRIFÁSICOS

Leonardo
Notz

Em uma ligação em estrela, as correntes de fase coincidem


com as correntes de linha.
Em uma ligação em triângulo, as tensões de fase
coincidem com as tensões de linha.
Relação entre Corrente de Linha e de Fase para
Componente Conectado em Triângulo
CIRCUITOS
TRIFÁSICOS Considerando um sistema trifásico simétrico com
Leonardo sequência de fase positiva ligado em triângulo.
Notz

       
IA IAB ICA 1
 IB  =  IBC  −  IAB  = IAB  α2  − (1)
IC ICA IBC α
 √
3∠−30◦
    
α 1−α √
IAB  1  = IAB  α2 − 1  = IAB  √3∠−30◦ α2  (2)
α2 α − α2 3∠−30◦ α
   
IA √ 1
 IB  = 3∠−30◦ IAB  α2  (3)
IC α

Ilinha = 3∠−30◦ Ifase (4)
Relação entre Corrente de Linha e de Fase para
Componente Conectado em Triângulo
CIRCUITOS
TRIFÁSICOS

Leonardo
Notz Considerando um sistema trifásico simétrico com
sequência de fase negativa ligado em triângulo.
     
IAB IAB 1
 IBC  =  αIAB  = IAB  α  (5)
ICA α2 IAB α2
   
IA √ 1
 IB  = 3∠30◦ IAB  α  (6)
IC α2

Ilinha = 3∠30◦ Ifase (7)
Ligação estrela

CIRCUITOS
TRIFÁSICOS

Leonardo
Notz

Interligando uma das extremidades de cada bobina entre


si, obteremos o condutor neutro.
Ligação estrela

CIRCUITOS
TRIFÁSICOS

Leonardo
Notz
Ligação estrela

CIRCUITOS
TRIFÁSICOS

Leonardo
Notz
Cargas conectadas em estrela

CIRCUITOS
TRIFÁSICOS

Leonardo
Notz i Quando as cargas estão ligadas entre fase e neutro.
Cargas equilibradas conectadas em estrela

CIRCUITOS
TRIFÁSICOS

Leonardo
Notz
Cargas desequilibradas conectadas em estrela

CIRCUITOS
TRIFÁSICOS

Leonardo
Notz
Cargas desequilibradas conectadas em estrela

CIRCUITOS
TRIFÁSICOS

Leonardo
Notz
Cargas conectadas em triângulo

CIRCUITOS
TRIFÁSICOS

Leonardo
Notz
As cargas estão ligadas entre fases em um circuito
trifásico;
Ligações de consumidores

CIRCUITOS
TRIFÁSICOS

Leonardo
Notz
Existem três tipos de atendimento às UCs (COELBA):
Ligações de consumidores

CIRCUITOS
TRIFÁSICOS

Leonardo i Tabela extraı́da da norma “Fornecimento de Energia


Notz
Elétrica em Tensão Secundária de Distribuição a Edificações
Individuais - NOR.DISTRIBU-ENGE-0021 - REV 02”.
Padrão de entrada

CIRCUITOS
TRIFÁSICOS

Leonardo
Notz
Conexão Y-Y em Equilı́brio

CIRCUITOS
TRIFÁSICOS

Leonardo
Notz
Conexão Y-Y em Equilı́brio

CIRCUITOS
TRIFÁSICOS
i Suponhamos que a fonte e a carga estão ambas conectadas
Leonardo
Notz em Y, conforme figura abaixo:
Conexão Y-Y em Equilı́brio

CIRCUITOS
TRIFÁSICOS
As tensões de fase com sequência de fase positiva são:
Leonardo
Notz

Van = Vp ∠0◦ (8)

Vbn = Vp ∠−120◦ (9)

Vcn = Vp ∠120◦ (10)

As tensões de linha (tensões fase a fase) podem ser


calculadas usando-se a LKT, por exemplo:

Vab = Van − Vbn (11)


Conexão Y-Y em Equilı́brio

CIRCUITOS
TRIFÁSICOS

Leonardo
Notz

= Vp ∠0◦ − Vp ∠−120◦ (12)


h √ i
3
= Vp − Vp − 21 −j 2
(13)
h √ i
= Vp 3 3 (14)
2 +j 2


Vab = 3Vp ∠30◦ (15)
Conexão Y-Y em Equilı́brio

CIRCUITOS
TRIFÁSICOS

Leonardo
Notz

De modo semelhante, obtemos o conjunto de tensões fase


a fase como:


Vab = 3Vp ∠30◦ (16)


Vbc = 3Vp ∠−90◦ (17)


Vca = 3Vp ∠−210◦ (18)
Conexão Y-Y em Equilı́brio

CIRCUITOS
TRIFÁSICOS Para um sistema em equilı́brio:
Leonardo
Notz

VL = 3Vp (19)

Van Vp ∠0◦
Ia = = (20)
Zy Zy
A corrente neutra In é então:

In = Ia + Ib + Ic = 0 (21)
Como ilustrado pela conexão Y-Y, a corrente na linha
conectando a fonte à carga é a mesma que a corrente de fase
fluindo através da impedância Zy .

IL = Iy (22)
Exemplo 01

CIRCUITOS
TRIFÁSICOS

Leonardo Uma fonte de tensão trifásica de sequência abc conectada em


Notz
Y e em equilı́brio, tem uma tensão de linha de Vab =
208∠−30◦ V rms. Desejamos determinar as tensões de fase.
Exemplo 01

CIRCUITOS
TRIFÁSICOS

Leonardo Uma fonte de tensão trifásica de sequência abc conectada em


Notz
Y e em equilı́brio, tem uma tensão de linha de Vab =
208∠−30◦ V rms. Desejamos determinar as tensões de fase.

Solução:

A magnitude da tensão de fase é dada pela expressão:


208
Vp = √ (23)
3

Vp = 120Vrms (24)

As relações entre as tensões de linha e de fase são:


Exemplo 01

CIRCUITOS
TRIFÁSICOS

Leonardo
Notz

Van = 120∠−60◦ Vrms (25)

Vbn = 120∠−180◦ Vrms (26)

Vcn = 120∠+60◦ Vrms (27)


Conexão Y-Delta em Equilı́brio

CIRCUITOS
TRIFÁSICOS

Leonardo
Notz
Conexão Y-Delta em Equilı́brio

CIRCUITOS
TRIFÁSICOS

Leonardo i Suponhamos que a fonte esteja conectada em Y e a carga


Notz
conectada em ∆, conforme figura abaixo:
Conexão Y-Delta em Equilı́brio

CIRCUITOS
TRIFÁSICOS
Se as tensões de fase da fonte forem:
Leonardo
Notz
Van = Vp ∠0◦ (28)

Vbn = Vp ∠−120◦ (29)

Vcn = Vp ∠120◦ (30)

Então as tensões de linha serão:



Vab = 3Vp ∠30◦ = VL ∠30◦ = VAB (31)

Vbc = 3Vp ∠−90◦ = VL ∠−90◦ = VBC (32)

Vca = 3Vp ∠−210◦ = VL ∠−210◦ = VCA (33)
Conexão Y-Delta em Equilı́brio

CIRCUITOS
TRIFÁSICOS

Leonardo A partir da figura notamos que se Z∆ = Z∆ ∠θ◦ , as


Notz
correntes de fase na carga são:

VAB
IAB = = I∆ ∠30 − θ◦ (34)
Z∆

onde IBC e ICA tem a mesma magnitude, porém estão


atrasadas de 120o e 240o em relação a IAB ,
respectivamente. A magnitude das correntes de fase em ∆
é:

VL
I∆ = (35)
Z∆
Conexão Y-Delta em Equilı́brio

CIRCUITOS
TRIFÁSICOS

Leonardo A LKC pode agora ser empregada em conjunto com as


Notz
correntes de fase para determinar as correntes de linha.
Por exemplo:

IaA = IAB + IAC (36)

= IAB − ICA (37)

Usando-se o mesmo método empregado anteriormente


para determinar a relação entre as tensões de linha e as
tensões de fase em uma conexão Y-Y, podemos mostrar
que desde que ∠Van = 0o ,
Conexão Y-Delta em Equilı́brio

CIRCUITOS
TRIFÁSICOS

Leonardo
Notz


IaA = 3I∆ ∠−θ (38)

i onde IbB e IcC tem a mesma magnitude, porém, estão


atrasadas de 120o e 240o em relação a IaA ,
respectivamente, e portanto, a relação entre as magnitudes
das correntes de linha e as correntes no delta é:


IL = 3I∆ (39)
Exemplo 02

CIRCUITOS
TRIFÁSICOS

Leonardo
Notz Uma fonte de tensão trifásica de sequência abc conectada em
Y e em equilı́brio, alimenta uma carga equilibrada conectada
em delta. A corrente da carga IAB = 4∠20◦ A rms. Desejamos
determinar as correntes de linha.
Exemplo 02

CIRCUITOS
TRIFÁSICOS

Leonardo
Notz Uma fonte de tensão trifásica de sequência abc conectada em
Y e em equilı́brio, alimenta uma carga equilibrada conectada
em delta. A corrente da carga IAB = 4∠20◦ A rms. Desejamos
determinar as correntes de linha.

Solução:

Das relações entre ∆ e as correntes de linha, notamos que se:

IAB = 4∠20◦ A (40)

então:
Exemplo 02

CIRCUITOS
TRIFÁSICOS

Leonardo
Notz


IaA = 4 3∠−10◦ A (41)


IbB = 4 3∠−130◦ A (42)


IcC = 4 3∠110◦ A (43)
Fonte conectada em Delta

CIRCUITOS
TRIFÁSICOS i Até agora concentramos nossa discussão em circuitos com
Leonardo
Notz
fontes conectadas em Y. Entretanto, nossa análise de
conexões Y-Y e Y-∆ fornece a informação necessária para
manipular uma fonte conectada em ∆.
Fonte conectada em Delta

CIRCUITOS
TRIFÁSICOS i Note que as fontes estão conectadas entre fases. Se as
Leonardo fontes delta forem:
Notz

Vab = VL ∠0◦ (44)

Vbc = VL ∠−120◦ (45)

Vca = VL ∠120◦ (46)

i onde VL é a magnitude da tensão de linha, as fontes


equivalentes em Y (ver eq 16) mostradas na figura abaixo
serão:

VL
Van = √ ∠−30◦ = Vp ∠−30◦ (47)
3
Fonte conectada em Delta

CIRCUITOS
TRIFÁSICOS
VL
Leonardo Vbn = √ ∠−150◦ = Vp ∠−150◦ (48)
Notz 3
VL
Vcn = √ ∠−270◦ = Vp ∠90◦ (49)
3
Fonte conectada em Delta

CIRCUITOS
TRIFÁSICOS i onde VP é a magnitude da tensão de fase de uma fonte
Leonardo
Notz
equivalente conectada em Y. Além disso, se as correntes de
linha forem:

Ia = IL ∠θ◦ (50)

Ib = IL ∠θ − 120◦ (51)

Ic = IL ∠θ + 120◦ (52)

i a corrente de fase Iba na fonte delta será:

IL
Iba = √ ∠θ + 30◦ = I∆ ∠θ + 30◦ (53)
3
Fonte conectada em Delta

CIRCUITOS
TRIFÁSICOS

Leonardo
Notz

i onde Icb e Iac tem a mesma magnitude, I∆ , porém estão


atrasadas em relação a Iba de 120o e 240o , respectivamente.
Logo, se encontrarmos uma rede contendo uma fonte
conectada em delta, podemos facilmente converter a fonte
de delta para Y para que todas as técnicas discutidas
anteriormente sejam válidas para uma análise.
Exemplo 03

CIRCUITOS
TRIFÁSICOS

Leonardo i Considere a rede mostrada na figura abaixo:


Notz

i Desejamos determinar as correntes de linha, a magnitude da


tensão de linha na carga e a magnitude das correntes de
fase na fonte delta.
Exemplo 03

CIRCUITOS
TRIFÁSICOS

Leonardo
Notz
i O diagrama monofásico equivalente em Y para a rede é
mostrado na figura abaixo.

OBS: Exemplo 12.5 - Análise de circuitos em Engenharia - J.


David Irwin
Referências Bibliográficas

CIRCUITOS
TRIFÁSICOS

Leonardo
Notz SADIKU, Matthew N O.; ALEXANDER, Charles K.
Fundamentos de Circuitos Elétricos. 1 ed. Porto Alegre:
Bookman, 2003.
IRWIN, David J. Análise de Circuitos em Engenharia.
4 ed. São Paulo: Pearson, 2000.
GOMES, Flávio V. Análise de Sistemas Elétricos
de Potência 1 - Circuitos Trifásicos Equilibrados e
Desequilibrados. Universidade Federal de Juiz de Fora,
2012.
BRINHOLE, Everaldo R. Circuitos Elétricos Trifásicos
– Equilibrados e Desequilibrados. Instituto Federal da
Bahia, 2010.
CIRCUITOS
TRIFÁSICOS

Leonardo
Notz

Obrigado!