Você está na página 1de 41

Prof.

Engº Vasco Peixoto de Freitas, Lda


Rua do Amial, 495 - 3º Esq - 4200-061 PORTO
Telefone: 22 8347770 - Fax: 22 834 7779
Email: mail@vpfreitas.net

SELECÇÃO TÉCNICO-ECONÓMICA DA ESPESSURA DE


ISOLANTES TÉRMICOS A APLICAR NA ENVOLVENTE
EXTERIOR OPACA DOS EDIFÍCIOS

IBERFIBRAN, Poliestireno Extrudido, S.A.

Relatório HT 314R/07

Porto, Março de 2007


Prof. Engº Vasco Peixoto de Freitas, Lda
Rua do Amial, 495 - 3º Esq - 4200-061 PORTO
Telefone: 22 8347770 - Fax: 22 834 7779
Email: mail@vpfreitas.net

SELECÇÃO TÉCNICO-ECONÓMICA DA ESPESSURA DE


ISOLANTES TÉRMICOS A APLICAR NA ENVOLVENTE
EXTERIOR OPACA DOS EDIFÍCIOS

IBERFIBRAN, Poliestireno Extrudido, S.A.

ÍNDICE

1. INTRODUÇÃO ...................................................................................................................... 1

2. EFICIÊNCIA ENERGÉTICA DOS EDIFÍCIOS ..................................................................... 1

3. METODOLOGIA DE AVALIAÇÃO DO CUSTO GLOBAL .................................................. 3

3.1 CONCEITO DE CUSTO GLOBAL ..................................................................................... 3

3.2 EVOLUÇÃO DO CUSTO DA ENERGIA ELÉCTRICA ...................................................... 5

3.3 CUSTO DOS ISOLANTES TÉRMICOS ............................................................................ 5

3.4 PERDAS TÉRMICAS DURANTE A ESTAÇÃO DE AQUECIMENTO – INVERNO .......... 6

4. OPTIMIZAÇÃO DA ESPESSURA DO ISOLANTE TÉRMICO DE CINCO


SOLUÇÕES CONSTRUTIVAS............................................................................................. 8

4.1 PAREDE DUPLA ............................................................................................................... 8

4.2 PAREDE SIMPLES COM ISOLAMENTO PELO EXTERIOR ......................................... 14

4.3 PAREDE SIMPLES COM ISOLAMENTO PELO INTERIOR........................................... 20

4.4 COBERTURA EM TERRAÇO ......................................................................................... 26

4.5 PAVIMENTO ELEVADO (ISOLAMENTO EXTERIOR) ................................................... 32

5. CONCLUSÕES ................................................................................................................... 38

HT 314R_07.doc I
Prof. Engº Vasco Peixoto de Freitas, Lda
Rua do Amial, 495 - 3º Esq - 4200-061 PORTO
Telefone: 22 8347770 - Fax: 22 834 7779
Email: mail@vpfreitas.net

SELECÇÃO TÉCNICO-ECONÓMICA DA ESPESSURA DE


ISOLANTES TÉRMICOS A APLICAR NA ENVOLVENTE
EXTERIOR OPACA DOS EDIFÍCIOS

IBERFIBRAN, Poliestireno Extrudido, S.A.

1. INTRODUÇÃO

Na sequência da solicitação da empresa IBERFIBRAN, Poliestireno Extrudido, S.A., elaborou-


-se o presente relatório com o objectivo de realizar um estudo sobre a selecção técnico-
-económica da espessura dos isolantes térmicos a aplicar na envolvente exterior opaca dos
edifícios, contrapondo os correspondentes custos de investimento inicial e os gastos
energéticos para aquecimento (custo de exploração).

2. EFICIÊNCIA ENERGÉTICA DOS EDIFÍCIOS

Os edifícios residenciais e de serviços são responsáveis por uma parcela superior a 40% do
consumo final de energia nos países membros da União Europeia (UE).

Segundo dados de 2004, disponibilizados pela Direcção-Geral de Geologia e Energia (DGGE),


em Portugal os sectores doméstico e de serviços correspondem a 29% do consumo final de
energia e a 60% do consumo nacional de electricidade. Para além disso, verificou-se entre
1990 e 2004, naqueles dois sectores, uma taxa de crescimento média anual do consumo final
de energia de 1,9% e 8,6%, respectivamente.

Estima-se que os consumos de energia nos edifícios residenciais tenham a seguinte


distribuição aproximada: cozinhas e águas quentes sanitárias – 50%, iluminação e
equipamentos – 25% e climatização (aquecimento e arrefecimento) – 25%.

Os edifícios de serviços apresentam grande heterogeneidade de consumos, nomeadamente,


quanto à utilização final da energia e aos consumos específicos (até 800 kWh/m²·ano), embora
privilegiando na generalidade dos casos a energia eléctrica. Entre os maiores consumidores
distinguem-se os restaurantes, piscinas cobertas, grandes superfícies comerciais, hotéis e
hospitais. De acordo com um estudo da Agência para a Energia (ADENE) de 1999, os
consumos para climatização correspondem a 70% dos consumos finais de energia nos centros
comerciais, a 30% nos hipermercados e variam entre 30% e 35% nos hotéis de 4 ou 5 estrelas.

HT 314R_07.doc 1
Prof. Engº Vasco Peixoto de Freitas, Lda
Rua do Amial, 495 - 3º Esq - 4200-061 PORTO
Telefone: 22 8347770 - Fax: 22 834 7779
Email: mail@vpfreitas.net

Por outro lado, a produção de energia a partir de recursos naturais não renováveis, tais como
os produtos petrolíferos, o gás natural e os combustíveis sólidos, é uma das principais fontes
de emissão de dióxido de carbono (CO2) e de outros gases responsáveis pelo aumento do
efeito de estufa (GEE).

Assim, a necessidade de fazer face à escassez de alguns recursos e de cumprir os limites


impostos aos países signatários do Protocolo de Quioto, relativos às emissões de GEE para a
atmosfera, tornam imperativo que haja uma maior eficiência energética dos edifícios e
consequente contenção dos consumos energéticos.

Para que sejam atingidos estes objectivos, a Directiva 2002/91/CE do Parlamento Europeu e
do Conselho, de 16 de Dezembro de 2002, relativa ao desempenho energético dos edifícios,
impõe aos Estados-Membros da União Europeia, entre outras, a adopção das seguintes
medidas:

• Adoptar uma metodologia de cálculo do desempenho energético dos edifícios;

• Estabelecer requisitos mínimos para o desempenho energético dos novos edifícios e


dos grandes edifícios existentes que sejam sujeitos a importantes intervenções de
reabilitação, que deverão ser revistos em intervalos regulares não superiores a cinco
anos e, se necessário, actualizados a fim de reflectir o progresso técnico no sector dos
edifícios;

• Estudar a viabilidade técnica, ambiental e económica de sistemas energéticos


alternativos em edifícios novos com uma área útil total superior a 1000 m²;

• Assegurar que, aquando da construção, da venda ou do arrendamento de um edifício,


seja fornecido um certificado de desempenho energético ao proprietário ou por este ao
potencial comprador ou arrendatário, cuja validade não deve ser superior a 10 anos.

Neste sentido, foi apresentado em 2002 o Programa para a Eficiência Energética nos Edifícios
(P3E), promovido pela Direcção-Geral de Geologia e Energia (DGGE), que reúne um conjunto
de acções estratégicas destinadas a moderar a tendência de crescimento dos consumos
energéticos nos edifícios em Portugal.

Entre as medidas de intervenção previstas no P3E incluía-se, nomeadamente, a revisão do


Regulamento das Características de Comportamento Térmico dos Edifícios (RCCTE),
aprovado pelo Decreto-Lei n.º 40/90, de 6 de Fevereiro, e do Regulamento dos Sistemas
Energéticos de Climatização em Edifícios (RSECE), aprovado pelo Decreto-Lei n.º 118/98, de 7
de Maio, a introdução da certificação energética de edifícios, a definição de requisitos de
formação e competência técnica para os técnicos intervenientes no processo de aplicação da
regulamentação, a organização de acções de formação acreditadas obrigatórias para a
qualificação dos técnicos e a promoção da utilização de energias renováveis nos edifícios.

HT 314R_07.doc 2
Prof. Engº Vasco Peixoto de Freitas, Lda
Rua do Amial, 495 - 3º Esq - 4200-061 PORTO
Telefone: 22 8347770 - Fax: 22 834 7779
Email: mail@vpfreitas.net

No âmbito do Programa para a Eficiência Energética nos Edifícios foram publicados os


seguintes diplomas:

• Decreto-Lei n.º 78/2006, de 4 de Abril, que aprova o Sistema Nacional de Certificação


Energética e da Qualidade do Ar Interior nos Edifícios (SCE);

• Decreto-Lei n.º 79/2006, de 4 de Abril, que aprova o Regulamento dos Sistemas


Energéticos de Climatização em Edifícios (RSECE);

• Decreto-Lei n.º 80/2006, de 4 de Abril, que aprova o Regulamento das Características


de Comportamento Térmico dos Edifícios (RCCTE).

Os consumos energéticos associados ao aquecimento e arrefecimento dos edifícios, que têm


crescido com o aumento das exigências de conforto térmico dos utilizadores, dependem,
fundamentalmente, dos hábitos dos consumidores, da eficiência dos dispositivos de
climatização e das características dos edifícios.

Os isolantes térmicos, que se caracterizam por apresentarem uma condutibilidade térmica (λ)
inferior a 0,065 W/(m·º C) ou uma resistência térmica (R) superior a 0,30 m²·º C/W, são os
materiais que mais contribuem para a resistência térmica da envolvente opaca exterior e,
assim, para a redução das trocas de calor através destes elementos. A influência do
isolamento térmico, em zona corrente, é determinada pela sua espessura, que é proporcional à
sua resistência térmica.

Entre as alterações introduzidas com a entrada em vigor do novo RCCTE, inclui-se


implicitamente a necessidade de reduzir os valores dos coeficientes de transmissão térmica da
envolvente dos edifícios em Portugal Continental.

3. METODOLOGIA DE AVALIAÇÃO DO CUSTO GLOBAL


3.1 CONCEITO DE CUSTO GLOBAL

A maior eficiência energética dos edifícios, para além dos benefícios atrás apresentados,
implica também menores gastos por parte dos consumidores na factura energética anual. No
entanto, só existe um benefício económico efectivo a partir do momento em que o custo do
investimento inicial, nomeadamente, na melhoria das características térmicas da envolvente
dos edifícios, é ultrapassado pelo custo do consumo acumulado de energia para aquecimento
ou arrefecimento do ambiente interior.

A resistência térmica dos elementos construtivos é especialmente condicionada pela espessura


dos isolantes térmicos que fazem parte da sua composição. Por isso, para além dos critérios
energéticos, importa também avaliar qual a espessura de isolante mais vantajosa do ponto de

HT 314R_07.doc 3
Prof. Engº Vasco Peixoto de Freitas, Lda
Rua do Amial, 495 - 3º Esq - 4200-061 PORTO
Telefone: 22 8347770 - Fax: 22 834 7779
Email: mail@vpfreitas.net

vista económico, sendo para tal necessário conhecer o custo global associado, que resulta da
composição dos custos iniciais (aplicação de isolante térmico) com os custos de exploração
(consumo de energia).

Na Figura 1 são apresentadas as curvas correspondentes aos custos iniciais, custos de


exploração e custos globais para o isolamento térmico de um elemento construtivo, em função
do respectivo coeficiente de transmissão térmica (U).

Custo inicial

Custo de exploração

Custo global
Custo [€]

0
U
0
Coeficiente de transmissão térmica - U [W/(m²·º C)]

Figura 1 – Variação do custo global associado ao isolamento de um elemento construtivo em


função do respectivo coeficiente de transmissão térmica

A redução do coeficiente de transmissão térmica, resultante do aumento da espessura de


isolamento térmico, corresponde a um crescente investimento inicial e a menores consumos
energéticos durante a exploração do edifício. A partir do valor mínimo da curva de custos
globais é possível identificar a espessura de isolamento economicamente mais vantajosa.

Contudo, cada curva de custo global está indexada a um determinado horizonte temporal.

HT 314R_07.doc 4
Prof. Engº Vasco Peixoto de Freitas, Lda
Rua do Amial, 495 - 3º Esq - 4200-061 PORTO
Telefone: 22 8347770 - Fax: 22 834 7779
Email: mail@vpfreitas.net

3.2 EVOLUÇÃO DO CUSTO DA ENERGIA ELÉCTRICA

No presente estudo consideraram-se apenas os consumos energéticos para aquecimento do


ambiente interior, admitindo-se o recurso a sistemas eléctricos com uma eficiência nominal de
100%.

A evolução do preço médio de aquisição de energia eléctrica para consumidores domésticos


(baixa tensão), entre 1980 e 2005, é apresentada na Figura 2. Os restantes valores,
posteriores a 2006, foram estimados, tendo-se admitido que a taxa de crescimento anual será
de 2,5%.

0,30 €

0, 6
27 8
0, 61

5 €
Consumidor doméstico médio, BT (fonte: DGGE)

2
0, 55


2
0, 49
2
0, 43


Estimativa

2
0,


2
0, 31


23 €
0,25 €

0,


7
2
0, 20


22 €
0, 15
2

5
0,


2
0, 04
20 €
0,


2

9
0, 94


19 €
0, 90
1
0, 85

9
1


0, 80
0,20 €
1
0, 6
1
0, 72


17 €
0, 8


0, 63
1


0, 60
16 €


0, 56
1
0, 52
1


0, 48
1
0, 45
1


0,
1 €


1


0,15 €

0,10 €

0,05 €

0,00 €
1980 1985 1990 1995 2000 2005 2010 2015 2020 2025 2030

Figura 2 – Evolução do preço de aquisição de energia eléctrica para um consumidor doméstico


médio (Baixa Tensão)

3.3 CUSTO DOS ISOLANTES TÉRMICOS

No âmbito do presente estudo, os custos do investimento inicial, resultantes da aplicação de


isolamento térmico nos elementos da envolvente exterior dos edifícios, foram definidos a partir
dos preços de venda ao público, fornecidos pelo fabricante, dos seguintes produtos:

• Placas de poliestireno extrudido “XPS FIBRAN ECO RF” da IBERFIBRAN;

• Placas de poliestireno extrudido “XPS FIBRAN ECO WL” da IBERFIBRAN.

HT 314R_07.doc 5
Prof. Engº Vasco Peixoto de Freitas, Lda
Rua do Amial, 495 - 3º Esq - 4200-061 PORTO
Telefone: 22 8347770 - Fax: 22 834 7779
Email: mail@vpfreitas.net

Os valores apresentados no Quadro 1 incluem o IVA à taxa de 21%.

Quadro 1 – Preços de venda das placas de poliestireno extrudido em estudo


(1)
Designação comercial Espessura das placas Preço de venda
30 mm 6,06 €/m²
40 mm 8,08 €/m²

“XPS FIBRAN ECO RF” da 50 mm 10,10 €/m²


IBERFIBRAN 60 mm 12,12 €/m²
70 mm 14,14 €/m²
80 mm 16,17 €/m²
30 mm 5,84 €/m²
40 mm 7,79 €/m²

“XPS FIBRAN ECO WL” da 50 mm 9,74 €/m²


IBERFIBRAN 60 mm 11,69 €/m²
70 mm 13,64 €/m²
80 mm 15,58 €/m²
(1)
Valores fornecidos pelo fabricante, válidos para Portugal a partir de 2 de Outubro de 2006.

3.4 PERDAS TÉRMICAS DURANTE A ESTAÇÃO DE AQUECIMENTO – INVERNO

A estimativa do consumo de energia durante a estação de aquecimento foi obtida de acordo


com a metodologia proposta no Regulamento das Características de Comportamento Térmico
dos Edifícios (RCCTE), aprovado pelo Decreto-Lei n.º 80/2006, de 4 de Abril, para
contabilização das perdas de calor por condução através dos elementos da envolvente exterior,
em zona corrente, que é traduzida pela seguinte expressão:

Qext = 0,024 · U · A · GD [kWh]

em que:

Qext – Perdas de calor pelas zonas correntes dos elementos construtivos em contacto
com o exterior [kWh].
U – Coeficiente de transmissão térmica do elemento da envolvente [W/(m²·º C)].
A – Área do elemento da envolvente medida pelo interior [m²].
GD – Número de graus-dias de aquecimento especificados para cada concelho no
Anexo III do RCCTE [º C·dias].

Para cada um dos elementos construtivos estudado, foram adoptados os valores do coeficiente
de transmissão térmica correspondentes aos níveis de qualidade térmica da envolvente opaca

HT 314R_07.doc 6
Prof. Engº Vasco Peixoto de Freitas, Lda
Rua do Amial, 495 - 3º Esq - 4200-061 PORTO
Telefone: 22 8347770 - Fax: 22 834 7779
Email: mail@vpfreitas.net

(N1 a N4), definidos na publicação “Isolamento térmico – Aplicação de poliestireno extrudido na


envolvente dos edifícios”, que resultam da variação da espessura do isolante térmico.

Foram ainda determinados os valores de U, dos mesmos elementos da envolvente, para a


menor espessura admissível de isolante térmico (N0), atendendo aos seguintes critérios:

• O coeficiente de transmissão térmica do elemento construtivo não pode ultrapassar os


valores máximos regulamentares definidos no Anexo IX do RCCTE;

• A espessura mínima das placas de poliestireno extrudido consideradas neste estudo é


de 30 mm (Quadro 1);

• Nas paredes com isolamento térmico aplicado pelo exterior a resistência térmica do
isolante deve ser de, pelo menos, 1 m²·º C/W.

O número de graus-dias de aquecimento caracteriza a severidade de um clima durante a


estação de aquecimento e é igual ao somatório das diferenças positivas registadas entre uma
dada temperatura de base e a temperatura do ar exterior durante aquele período. As diferenças
são calculadas com base nos valores horários da temperatura do ar (termómetro seco).

No RCCTE foi adoptado como temperatura de base o valor de 20º C, definindo-se a estação
convencional de aquecimento como o período do ano com início no primeiro decendio posterior
a 1 de Outubro em que, para cada localidade, a temperatura média diária é inferior a 15º C e
com termo no último decendio anterior a 31 de Maio em que a referida temperatura ainda é
inferior a 15º C.

Seleccionaram-se para este estudo oito concelhos de Portugal Continental tendo em atenção,
quer a correspondente zona climática de Inverno, quer o número de graus-dias de aquecimento
definido no RCCTE (Quadro 2).

Quadro 2 – Dados climáticos de Inverno

Número de graus-dias (GD)


Concelho Zona climática de Inverno
[º C·dias]
Braga I2 1800
Bragança I3 2850
Coimbra I1 1460
Évora I1 1390
Faro I1 1060
Lisboa I1 1190
Porto I2 1610
Viseu I2 1940

HT 314R_07.doc 7
Prof. Engº Vasco Peixoto de Freitas, Lda
Rua do Amial, 495 - 3º Esq - 4200-061 PORTO
Telefone: 22 8347770 - Fax: 22 834 7779
Email: mail@vpfreitas.net

4. OPTIMIZAÇÃO DA ESPESSURA DO ISOLANTE TÉRMICO DE CINCO


SOLUÇÕES CONSTRUTIVAS
4.1 PAREDE DUPLA

Considerou-se que as paredes duplas apresentam a seguinte composição:

• Revestimento exterior;

• Pano exterior em alvenaria de tijolo (e ≥ 150 mm);

• Espaço de ar (e ≥ 15 mm);

• “XPS FIBRAN ECO WL” da IBERFIBRAN (0 ≤ e ≤ 110 mm e λ = 0,035 W/m·º C);

• Pano interior em alvenaria de tijolo (e ≥ 110 mm);

• Revestimento interior.

Admitiu-se que o coeficiente de transmissão térmica (U) da parede sem qualquer isolamento
térmico é de 1,1 W/m²·º C.

Quadro 3 – Espessuras do isolante térmico (e) e respectivo coeficiente de transmissão térmica


da parede dupla (U) em função das zonas climáticas de Inverno

Zona climática de Inverno


Nível de
I1 I2 I3
qualidade
térmica e U e U e U
[mm] [W/m²·º C] [mm] [W/m²·º C] [mm] [W/m²·º C]
N0 0 1,10 0 1,10 0 1,10
N1 30 0,57 40 0,49
30 0,57
N2 50 0,43 60 0,38
N3 50 0,43 70 0,34 80 0,31
N4 70 0,34 80 0,31 110 0,25

HT 314R_07.doc 8
Prof. Engº Vasco Peixoto de Freitas, Lda
Rua do Amial, 495 - 3º Esq - 4200-061 PORTO
Telefone: 22 8347770 - Fax: 22 834 7779
Email: mail@vpfreitas.net

200,00 €

Sem isolamento térmico | N0

175,00 € XPS FIBRAN ECO WL (30 mm) | N1/N2

XPS FIBRAN ECO WL (50 mm) | N3

150,00 € XPS FIBRAN ECO WL (70 mm) | N4

125,00 €

100,00 €

75,00 €

50,00 €

25,00 €

0,00 €
2006 2008 2010 2012 2014 2016 2018 2020 2022 2024 2026 2028 2030

Figura 3 – Parede dupla no concelho de Faro (I1)

200,00 €

Sem isolamento térmico | N0

175,00 € XPS FIBRAN ECO WL (30 mm) | N1/N2

XPS FIBRAN ECO WL (50 mm) | N3

150,00 € XPS FIBRAN ECO WL (70 mm) | N4

125,00 €

100,00 €

75,00 €

50,00 €

25,00 €

0,00 €
2006 2008 2010 2012 2014 2016 2018 2020 2022 2024 2026 2028 2030

Figura 4 – Parede dupla no concelho de Lisboa (I1)

HT 314R_07.doc 9
Prof. Engº Vasco Peixoto de Freitas, Lda
Rua do Amial, 495 - 3º Esq - 4200-061 PORTO
Telefone: 22 8347770 - Fax: 22 834 7779
Email: mail@vpfreitas.net

200,00 €

Sem isolamento térmico | N0

175,00 € XPS FIBRAN ECO WL (30 mm) | N1/N2

XPS FIBRAN ECO WL (50 mm) | N3

150,00 € XPS FIBRAN ECO WL (70 mm) | N4

125,00 €

100,00 €

75,00 €

50,00 €

25,00 €

0,00 €
2006 2008 2010 2012 2014 2016 2018 2020 2022 2024 2026 2028 2030

Figura 5 – Parede dupla no concelho de Évora (I1)

200,00 €

Sem isolamento térmico | N0

175,00 € XPS FIBRAN ECO WL (30 mm) | N1/N2

XPS FIBRAN ECO WL (50 mm) | N3

150,00 € XPS FIBRAN ECO WL (70 mm) | N4

125,00 €

100,00 €

75,00 €

50,00 €

25,00 €

0,00 €
2006 2008 2010 2012 2014 2016 2018 2020 2022 2024 2026 2028 2030

Figura 6 – Parede dupla no concelho de Coimbra (I1)

HT 314R_07.doc 10
Prof. Engº Vasco Peixoto de Freitas, Lda
Rua do Amial, 495 - 3º Esq - 4200-061 PORTO
Telefone: 22 8347770 - Fax: 22 834 7779
Email: mail@vpfreitas.net

200,00 €

Sem isolamento térmico | N0


XPS FIBRAN ECO WL (30 mm) | N1
175,00 €
XPS FIBRAN ECO WL (50 mm) | N2
XPS FIBRAN ECO WL (70 mm) | N3
150,00 € XPS FIBRAN ECO WL (80 mm) | N4

125,00 €

100,00 €

75,00 €

50,00 €

25,00 €

0,00 €
2006 2008 2010 2012 2014 2016 2018 2020 2022 2024 2026 2028 2030

Figura 7 – Parede dupla no concelho do Porto (I2)

200,00 €

Sem isolamento térmico | N0


XPS FIBRAN ECO WL (30 mm) | N1
175,00 €
XPS FIBRAN ECO WL (50 mm) | N2
XPS FIBRAN ECO WL (70 mm) | N3
150,00 € XPS FIBRAN ECO WL (80 mm) | N4

125,00 €

100,00 €

75,00 €

50,00 €

25,00 €

0,00 €
2006 2008 2010 2012 2014 2016 2018 2020 2022 2024 2026 2028 2030

Figura 8 – Parede dupla no concelho de Braga (I2)

HT 314R_07.doc 11
Prof. Engº Vasco Peixoto de Freitas, Lda
Rua do Amial, 495 - 3º Esq - 4200-061 PORTO
Telefone: 22 8347770 - Fax: 22 834 7779
Email: mail@vpfreitas.net

200,00 €

Sem isolamento térmico | N0


XPS FIBRAN ECO WL (30 mm) | N1
175,00 €
XPS FIBRAN ECO WL (50 mm) | N2
XPS FIBRAN ECO WL (70 mm) | N3
150,00 € XPS FIBRAN ECO WL (80 mm) | N4

125,00 €

100,00 €

75,00 €

50,00 €

25,00 €

0,00 €
2006 2008 2010 2012 2014 2016 2018 2020 2022 2024 2026 2028 2030

Figura 9 – Parede dupla no concelho de Viseu (I2)

200,00 €

Sem isolamento térmico | N0


XPS FIBRAN ECO WL (40 mm) | N1
175,00 €
XPS FIBRAN ECO WL (60 mm) | N2
XPS FIBRAN ECO WL (80 mm) | N3
150,00 € XPS FIBRAN ECO WL (110 mm) | N4

125,00 €

100,00 €

75,00 €

50,00 €

25,00 €

0,00 €
2006 2008 2010 2012 2014 2016 2018 2020 2022 2024 2026 2028 2030

Figura 10 – Parede dupla no concelho de Bragança (I3)

HT 314R_07.doc 12
Prof. Engº Vasco Peixoto de Freitas, Lda
Rua do Amial, 495 - 3º Esq - 4200-061 PORTO
Telefone: 22 8347770 - Fax: 22 834 7779
Email: mail@vpfreitas.net

Quadro 4 – Período de retorno do investimento na aplicação de isolantes térmicos em paredes


duplas (N1 a N4) e poupança relativamente a N0

Período de retorno Poupança relativamente a N0


Nível de qualidade
Concelho relativamente a N0 15 Anos 20 Anos 25 Anos
térmica
[anos] [€/m²] [€/m²] [€/m²]
N1/N2 3 36 59 87
Faro (I1) N3 4 42 69 104
N4 5 43 73 112
N1/N2 3 42 67 99
Lisboa (I1) N3 4 49 80 119
N4 5 51 85 129
N1/N2 3 50 80 117
Évora (I1) N3 3 59 96 143
N4 4 63 104 155
N1/N2 3 53 85 124
Coimbra (I1) N3 3 63 102 151
N4 4 67 110 164
N1 2 60 94 138
N2 3 71 114 169
Porto (I2)
N3 4 76 124 184
N4 4 77 126 189
N1 2 68 107 156
N2 3 82 130 191
Braga (I2)
N3 3 88 142 209
N4 4 89 145 215
N1 2 74 116 169
N2 3 89 142 208
Viseu (I2)
N3 3 96 154 228
N4 3 98 158 234
N1 2 127 199 289
N2 2 145 229 334
Bragança (I3)
N3 2 155 246 359
N4 3 161 258 380

HT 314R_07.doc 13
Prof. Engº Vasco Peixoto de Freitas, Lda
Rua do Amial, 495 - 3º Esq - 4200-061 PORTO
Telefone: 22 8347770 - Fax: 22 834 7779
Email: mail@vpfreitas.net

4.2 PAREDE SIMPLES COM ISOLAMENTO PELO EXTERIOR

Considerou-se que as paredes simples com isolamento pelo exterior apresentam a seguinte
composição:

• Acabamento exterior do sistema de fachada ventilada;

• Espaço de ar ventilado (e ≥ 20 mm);

• “XPS FIBRAN ECO WL” da IBERFIBRAN (0 ≤ e ≤ 120 mm e λ = 0,035 W/m·º C);

• Pano em alvenaria de tijolo (e ≥ 220 mm);

• Revestimento interior.

Admitiu-se que o coeficiente de transmissão térmica (U) da parede sem qualquer isolamento
térmico é de 1,56 W/m²·º C.

Quadro 5 – Espessuras do isolante térmico (e) e respectivo coeficiente de transmissão térmica


da parede simples com isolamento pelo exterior (U) em função das zonas climáticas de Inverno

Zona climática de Inverno


Nível de
I1 I2 I3
qualidade
térmica e U e U e U
[mm] [W/m²·º C] [mm] [W/m²·º C] [mm] [W/m²·º C]
(1)
N0 0 1,56 0 1,56 0 1,45
N1 40 0,56 50 0,48
40 0,56
N2 60 0,42 70 0,38
N3 60 0,42 80 0,34 90 0,31
N4 80 0,34 90 0,31 120 0,25
(1)
Admitiu-se neste caso que o coeficiente de transmissão térmica (U) da parede sem qualquer
isolamento térmico é de 1,45 W/m²·º C, ou seja, idêntico ao valor máximo regulamentar para
elementos opacos exteriores verticais de edifícios localizados na zona climática I3.

HT 314R_07.doc 14
Prof. Engº Vasco Peixoto de Freitas, Lda
Rua do Amial, 495 - 3º Esq - 4200-061 PORTO
Telefone: 22 8347770 - Fax: 22 834 7779
Email: mail@vpfreitas.net

200,00 €

Sem isolamento térmico | N0

175,00 € XPS FIBRAN ECO WL (40 mm) | N1/N2

XPS FIBRAN ECO WL (60 mm) | N3

150,00 € XPS FIBRAN ECO WL (80 mm) | N4

125,00 €

100,00 €

75,00 €

50,00 €

25,00 €

0,00 €
2006 2008 2010 2012 2014 2016 2018 2020 2022 2024 2026 2028 2030

Figura 11 – Parede simples com isolamento pelo exterior no concelho de Faro (I1)

200,00 €

Sem isolamento térmico | N0

175,00 € XPS FIBRAN ECO WL (40 mm) | N1/N2

XPS FIBRAN ECO WL (60 mm) | N3

150,00 € XPS FIBRAN ECO WL (80 mm) | N4

125,00 €

100,00 €

75,00 €

50,00 €

25,00 €

0,00 €
2006 2008 2010 2012 2014 2016 2018 2020 2022 2024 2026 2028 2030

Figura 12 – Parede simples com isolamento pelo exterior no concelho de Lisboa (I1)

HT 314R_07.doc 15
Prof. Engº Vasco Peixoto de Freitas, Lda
Rua do Amial, 495 - 3º Esq - 4200-061 PORTO
Telefone: 22 8347770 - Fax: 22 834 7779
Email: mail@vpfreitas.net

200,00 €

Sem isolamento térmico | N0

175,00 € XPS FIBRAN ECO WL (40 mm) | N1/N2

XPS FIBRAN ECO WL (60 mm) | N3

150,00 € XPS FIBRAN ECO WL (80 mm) | N4

125,00 €

100,00 €

75,00 €

50,00 €

25,00 €

0,00 €
2006 2008 2010 2012 2014 2016 2018 2020 2022 2024 2026 2028 2030

Figura 13 – Parede simples com isolamento pelo exterior no concelho de Évora (I1)

200,00 €

Sem isolamento térmico | N0

175,00 € XPS FIBRAN ECO WL (40 mm) | N1/N2

XPS FIBRAN ECO WL (60 mm) | N3

150,00 € XPS FIBRAN ECO WL (80 mm) | N4

125,00 €

100,00 €

75,00 €

50,00 €

25,00 €

0,00 €
2006 2008 2010 2012 2014 2016 2018 2020 2022 2024 2026 2028 2030

Figura 14 – Parede simples com isolamento pelo exterior no concelho de Coimbra (I1)

HT 314R_07.doc 16
Prof. Engº Vasco Peixoto de Freitas, Lda
Rua do Amial, 495 - 3º Esq - 4200-061 PORTO
Telefone: 22 8347770 - Fax: 22 834 7779
Email: mail@vpfreitas.net

200,00 €

Sem isolamento térmico | N0


XPS FIBRAN ECO WL (40 mm) | N1
175,00 €
XPS FIBRAN ECO WL (60 mm) | N2
XPS FIBRAN ECO WL (80 mm) | N3
150,00 € XPS FIBRAN ECO WL (90 mm) | N4

125,00 €

100,00 €

75,00 €

50,00 €

25,00 €

0,00 €
2006 2008 2010 2012 2014 2016 2018 2020 2022 2024 2026 2028 2030

Figura 15 – Parede simples com isolamento pelo exterior no concelho do Porto (I2)

200,00 €

Sem isolamento térmico | N0


XPS FIBRAN ECO WL (40 mm) | N1
175,00 €
XPS FIBRAN ECO WL (60 mm) | N2
XPS FIBRAN ECO WL (80 mm) | N3
150,00 € XPS FIBRAN ECO WL (90 mm) | N4

125,00 €

100,00 €

75,00 €

50,00 €

25,00 €

0,00 €
2006 2008 2010 2012 2014 2016 2018 2020 2022 2024 2026 2028 2030

Figura 16 – Parede simples com isolamento pelo exterior no concelho de Braga (I2)

HT 314R_07.doc 17
Prof. Engº Vasco Peixoto de Freitas, Lda
Rua do Amial, 495 - 3º Esq - 4200-061 PORTO
Telefone: 22 8347770 - Fax: 22 834 7779
Email: mail@vpfreitas.net

200,00 €

Sem isolamento térmico | N0


XPS FIBRAN ECO WL (40 mm) | N1
175,00 €
XPS FIBRAN ECO WL (60 mm) | N2
XPS FIBRAN ECO WL (80 mm) | N3
150,00 € XPS FIBRAN ECO WL (90 mm) | N4

125,00 €

100,00 €

75,00 €

50,00 €

25,00 €

0,00 €
2006 2008 2010 2012 2014 2016 2018 2020 2022 2024 2026 2028 2030

Figura 17 – Parede simples com isolamento pelo exterior no concelho de Viseu (I2)

200,00 €

Sem isolamento térmico | N0


XPS FIBRAN ECO WL (50 mm) | N1
175,00 €
XPS FIBRAN ECO WL (70 mm) | N2
XPS FIBRAN ECO WL (90 mm) | N3
150,00 € XPS FIBRAN ECO WL (120 mm) | N4

125,00 €

100,00 €

75,00 €

50,00 €

25,00 €

0,00 €
2006 2008 2010 2012 2014 2016 2018 2020 2022 2024 2026 2028 2030

Figura 18 – Parede simples com isolamento pelo exterior no concelho de Bragança (I3)

HT 314R_07.doc 18
Prof. Engº Vasco Peixoto de Freitas, Lda
Rua do Amial, 495 - 3º Esq - 4200-061 PORTO
Telefone: 22 8347770 - Fax: 22 834 7779
Email: mail@vpfreitas.net

Quadro 6 – Período de retorno do investimento na aplicação de isolantes térmicos em paredes


simples com isolamento pelo exterior (N1 a N4) e poupança relativamente a N0

Período de retorno Poupança relativamente a N0


Nível de qualidade
Concelho relativamente a N0 15 Anos 20 Anos 25 Anos
térmica
[anos] [€/m²] [€/m²] [€/m²]
N1/N2 3 72 115 168
Faro (I1) N3 3 78 125 185
N4 4 79 129 192
N1/N2 2 83 130 191
Lisboa (I1) N3 3 89 143 211
N4 4 91 148 220
N1/N2 2 98 155 225
Évora (I1) N3 3 107 171 250
N4 3 111 178 262
N1/N2 2 104 163 238
Coimbra (I1) N3 3 114 180 264
N4 3 117 188 277
N1 2 116 181 264
N2 2 127 201 294
Porto (I2)
N3 3 132 210 309
N4 3 133 213 313
N1 2 131 205 297
N2 2 144 227 331
Braga (I2)
N3 3 150 238 349
N4 3 152 242 355
N1 2 142 222 321
N2 2 157 247 359
Viseu (I2)
N3 2 164 259 379
N4 3 166 263 385
N1 1 205 319 461

(1)
N2 2 223 348 505
Bragança (I3)
N3 2 232 365 531
N4 2 238 377 551
(1)
Admitiu-se neste caso que o coeficiente de transmissão térmica (U) da parede sem qualquer
isolamento térmico é de 1,45 W/m²·º C, ou seja, idêntico ao valor máximo regulamentar para
elementos opacos exteriores verticais de edifícios localizados na zona climática I3.

HT 314R_07.doc 19
Prof. Engº Vasco Peixoto de Freitas, Lda
Rua do Amial, 495 - 3º Esq - 4200-061 PORTO
Telefone: 22 8347770 - Fax: 22 834 7779
Email: mail@vpfreitas.net

4.3 PAREDE SIMPLES COM ISOLAMENTO PELO INTERIOR

Considerou-se que as paredes simples com isolamento pelo interior apresentam a seguinte
composição:

• Revestimento exterior;

• Pano de alvenaria ou betão;

• Espaço de ar não ventilado;

• “XPS FIBRAN ECO WL” da IBERFIBRAN (30 ≤ e ≤ 120 mm e λ = 0,035 W/m·º C);

• Revestimento interior.

Admitiu-se que o coeficiente de transmissão térmica (U) da parede sem qualquer isolamento
térmico é de 2,5 W/m²·º C.

Quadro 7 – Espessuras do isolante térmico (e) e respectivo coeficiente de transmissão térmica


da parede simples com isolamento pelo interior (U) em função das zonas climáticas de Inverno

Zona climática de Inverno


Nível de
I1 I2 I3
qualidade
térmica e U e U e U
[mm] [W/m²·º C] [mm] [W/m²·º C] [mm] [W/m²·º C]
N0 30 0,79 30 0,79 30 0,79
N1 40 0,65 40 0,65 60 0,47
N2 50 0,55 60 0,47 80 0,37
N3 70 0,42 80 0,37 100 0,31
N4 90 0,34 100 0,31 120 0,26

HT 314R_07.doc 20
Prof. Engº Vasco Peixoto de Freitas, Lda
Rua do Amial, 495 - 3º Esq - 4200-061 PORTO
Telefone: 22 8347770 - Fax: 22 834 7779
Email: mail@vpfreitas.net

200,00 €

XPS FIBRAN ECO WL (30 mm) | N0


XPS FIBRAN ECO WL (40 mm) | N1
175,00 €
XPS FIBRAN ECO WL (50 mm) | N2
XPS FIBRAN ECO WL (70 mm) | N3
150,00 € XPS FIBRAN ECO WL (90 mm) | N4

125,00 €

100,00 €

75,00 €

50,00 €

25,00 €

0,00 €
2006 2008 2010 2012 2014 2016 2018 2020 2022 2024 2026 2028 2030

Figura 19 – Parede simples com isolamento pelo interior no concelho de Faro (I1)

200,00 €

XPS FIBRAN ECO WL (30 mm) | N0


XPS FIBRAN ECO WL (40 mm) | N1
175,00 €
XPS FIBRAN ECO WL (50 mm) | N2
XPS FIBRAN ECO WL (70 mm) | N3
150,00 € XPS FIBRAN ECO WL (90 mm) | N4

125,00 €

100,00 €

75,00 €

50,00 €

25,00 €

0,00 €
2006 2008 2010 2012 2014 2016 2018 2020 2022 2024 2026 2028 2030

Figura 20 – Parede simples com isolamento pelo interior no concelho de Lisboa (I1)

HT 314R_07.doc 21
Prof. Engº Vasco Peixoto de Freitas, Lda
Rua do Amial, 495 - 3º Esq - 4200-061 PORTO
Telefone: 22 8347770 - Fax: 22 834 7779
Email: mail@vpfreitas.net

200,00 €

XPS FIBRAN ECO WL (30 mm) | N0


XPS FIBRAN ECO WL (40 mm) | N1
175,00 €
XPS FIBRAN ECO WL (50 mm) | N2
XPS FIBRAN ECO WL (70 mm) | N3
150,00 € XPS FIBRAN ECO WL (90 mm) | N4

125,00 €

100,00 €

75,00 €

50,00 €

25,00 €

0,00 €
2006 2008 2010 2012 2014 2016 2018 2020 2022 2024 2026 2028 2030

Figura 21 – Parede simples com isolamento pelo interior no concelho de Évora (I1)

200,00 €

XPS FIBRAN ECO WL (30 mm) | N0


XPS FIBRAN ECO WL (40 mm) | N1
175,00 €
XPS FIBRAN ECO WL (50 mm) | N2
XPS FIBRAN ECO WL (70 mm) | N3
150,00 € XPS FIBRAN ECO WL (90 mm) | N4

125,00 €

100,00 €

75,00 €

50,00 €

25,00 €

0,00 €
2006 2008 2010 2012 2014 2016 2018 2020 2022 2024 2026 2028 2030

Figura 22 – Parede simples com isolamento pelo interior no concelho de Coimbra (I1)

HT 314R_07.doc 22
Prof. Engº Vasco Peixoto de Freitas, Lda
Rua do Amial, 495 - 3º Esq - 4200-061 PORTO
Telefone: 22 8347770 - Fax: 22 834 7779
Email: mail@vpfreitas.net

200,00 €

XPS FIBRAN ECO WL (30 mm) | N0


XPS FIBRAN ECO WL (40 mm) | N1
175,00 €
XPS FIBRAN ECO WL (60 mm) | N2
XPS FIBRAN ECO WL (80 mm) | N3
150,00 € XPS FIBRAN ECO WL (100 mm) | N4

125,00 €

100,00 €

75,00 €

50,00 €

25,00 €

0,00 €
2006 2008 2010 2012 2014 2016 2018 2020 2022 2024 2026 2028 2030

Figura 23 – Parede simples com isolamento pelo interior no concelho do Porto (I2)

200,00 €

XPS FIBRAN ECO WL (30 mm) | N0


XPS FIBRAN ECO WL (40 mm) | N1
175,00 €
XPS FIBRAN ECO WL (60 mm) | N2
XPS FIBRAN ECO WL (80 mm) | N3
150,00 € XPS FIBRAN ECO WL (100 mm) | N4

125,00 €

100,00 €

75,00 €

50,00 €

25,00 €

0,00 €
2006 2008 2010 2012 2014 2016 2018 2020 2022 2024 2026 2028 2030

Figura 24 – Parede simples com isolamento pelo interior no concelho de Braga (I2)

HT 314R_07.doc 23
Prof. Engº Vasco Peixoto de Freitas, Lda
Rua do Amial, 495 - 3º Esq - 4200-061 PORTO
Telefone: 22 8347770 - Fax: 22 834 7779
Email: mail@vpfreitas.net

200,00 €

XPS FIBRAN ECO WL (30 mm) | N0


XPS FIBRAN ECO WL (40 mm) | N1
175,00 €
XPS FIBRAN ECO WL (60 mm) | N2
XPS FIBRAN ECO WL (80 mm) | N3
150,00 € XPS FIBRAN ECO WL (100 mm) | N4

125,00 €

100,00 €

75,00 €

50,00 €

25,00 €

0,00 €
2006 2008 2010 2012 2014 2016 2018 2020 2022 2024 2026 2028 2030

Figura 25 – Parede simples com isolamento pelo interior no concelho de Viseu (I2)

200,00 €

XPS FIBRAN ECO WL (30 mm) | N0


XPS FIBRAN ECO WL (60 mm) | N1
175,00 €
XPS FIBRAN ECO WL (80 mm) | N2
XPS FIBRAN ECO WL (100 mm) | N3
150,00 € XPS FIBRAN ECO WL (120 mm) | N4

125,00 €

100,00 €

75,00 €

50,00 €

25,00 €

0,00 €
2006 2008 2010 2012 2014 2016 2018 2020 2022 2024 2026 2028 2030

Figura 26 – Parede simples com isolamento pelo interior no concelho de Bragança (I3)

HT 314R_07.doc 24
Prof. Engº Vasco Peixoto de Freitas, Lda
Rua do Amial, 495 - 3º Esq - 4200-061 PORTO
Telefone: 22 8347770 - Fax: 22 834 7779
Email: mail@vpfreitas.net

Quadro 8 – Período de retorno do investimento na aplicação de isolantes térmicos em paredes


simples com isolamento pelo interior (N1 a N4) e poupança relativamente a N0

Período de retorno Poupança relativamente a N0


Nível de qualidade
Concelho relativamente a N0 15 Anos 20 Anos 25 Anos
térmica
[anos] [€/m²] [€/m²] [€/m²]
N1 4 9 15 23
N2 5 15 25 38
Faro (I1)
N3 6 20 35 53
N4 7 20 38 60
N1 4 11 18 26
N2 4 17 29 43
Lisboa (I1)
N3 5 24 41 62
N4 6 25 45 70
N1 3 13 21 31
N2 4 21 35 52
Évora (I1)
N3 5 30 50 75
N4 6 32 56 86
N1 3 14 23 33
N2 4 23 37 55
Coimbra (I1)
N3 5 32 53 80
N4 6 35 60 92
N1 3 16 25 37
N2 4 32 52 78
Porto (I2)
N3 5 39 65 98
N4 5 41 71 108
N1 3 18 29 42
N2 3 37 60 88
Braga (I2)
N3 4 45 75 112
N4 5 49 82 124
N1 2 20 31 45
N2 3 41 65 96
Viseu (I2)
N3 4 50 82 122
N4 5 54 90 136
N1 2 64 101 147
N2 3 81 129 189
Bragança (I3)
N3 3 89 144 213
N4 4 94 153 228

HT 314R_07.doc 25
Prof. Engº Vasco Peixoto de Freitas, Lda
Rua do Amial, 495 - 3º Esq - 4200-061 PORTO
Telefone: 22 8347770 - Fax: 22 834 7779
Email: mail@vpfreitas.net

4.4 COBERTURA EM TERRAÇO

Considerou-se que as coberturas em terraço apresentam a seguinte composição:

• Protecção superior;

• Geotêxtil;

• “XPS FIBRAN ECO RF” da IBERFIBRAN (30 ≤ e ≤ 160 mm e λ = 0,036 W/m·º C);

• Impermeabilização;

• Camada de forma;

• Laje de suporte;

• Revestimento interior.

Admitiu-se que o coeficiente de transmissão térmica (U) da cobertura sem qualquer isolamento
térmico é de 2,2 W/m²·º C.

Quadro 9 – Espessuras do isolante térmico (e) e respectivo coeficiente de transmissão térmica


da cobertura em terraço (U) em função das zonas climáticas de Inverno

Zona climática de Inverno


Nível de
I1 I2 I3
qualidade
térmica e U e U e U
[mm] [W/m²·º C] [mm] [W/m²·º C] [mm] [W/m²·º C]
N0 30 0,78 30 0,78 30 0,78
N1 60 0,47 60 0,47 70 0,42
N2 80 0,37 90 0,34 100 0,31
N3 100 0,31 120 0,26 130 0,25
N4 130 0,25 140 0,23 160 0,20

HT 314R_07.doc 26
Prof. Engº Vasco Peixoto de Freitas, Lda
Rua do Amial, 495 - 3º Esq - 4200-061 PORTO
Telefone: 22 8347770 - Fax: 22 834 7779
Email: mail@vpfreitas.net

200,00 €

XPS FIBRAN ECO RF (30 mm) | N0


XPS FIBRAN ECO RF (60 mm) | N1
175,00 €
XPS FIBRAN ECO RF (80 mm) | N2
XPS FIBRAN ECO RF (100 mm) | N3
150,00 € XPS FIBRAN ECO RF (130 mm) | N4

125,00 €

100,00 €

75,00 €

50,00 €

25,00 €

0,00 €
2006 2008 2010 2012 2014 2016 2018 2020 2022 2024 2026 2028 2030

Figura 27 – Cobertura em terraço no concelho de Faro (I1)

200,00 €

XPS FIBRAN ECO RF (30 mm) | N0


XPS FIBRAN ECO RF (60 mm) | N1
175,00 €
XPS FIBRAN ECO RF (80 mm) | N2
XPS FIBRAN ECO RF (100 mm) | N3
150,00 € XPS FIBRAN ECO RF (130 mm) | N4

125,00 €

100,00 €

75,00 €

50,00 €

25,00 €

0,00 €
2006 2008 2010 2012 2014 2016 2018 2020 2022 2024 2026 2028 2030

Figura 28 – Cobertura em terraço no concelho de Lisboa (I1)

HT 314R_07.doc 27
Prof. Engº Vasco Peixoto de Freitas, Lda
Rua do Amial, 495 - 3º Esq - 4200-061 PORTO
Telefone: 22 8347770 - Fax: 22 834 7779
Email: mail@vpfreitas.net

200,00 €

XPS FIBRAN ECO RF (30 mm) | N0


XPS FIBRAN ECO RF (60 mm) | N1
175,00 €
XPS FIBRAN ECO RF (80 mm) | N2
XPS FIBRAN ECO RF (100 mm) | N3
150,00 € XPS FIBRAN ECO RF (130 mm) | N4

125,00 €

100,00 €

75,00 €

50,00 €

25,00 €

0,00 €
2006 2008 2010 2012 2014 2016 2018 2020 2022 2024 2026 2028 2030

Figura 29 – Cobertura em terraço no concelho de Évora (I1)

200,00 €

XPS FIBRAN ECO RF (30 mm) | N0


XPS FIBRAN ECO RF (60 mm) | N1
175,00 €
XPS FIBRAN ECO RF (80 mm) | N2
XPS FIBRAN ECO RF (100 mm) | N3
150,00 € XPS FIBRAN ECO RF (130 mm) | N4

125,00 €

100,00 €

75,00 €

50,00 €

25,00 €

0,00 €
2006 2008 2010 2012 2014 2016 2018 2020 2022 2024 2026 2028 2030

Figura 30 – Cobertura em terraço no concelho de Coimbra (I1)

HT 314R_07.doc 28
Prof. Engº Vasco Peixoto de Freitas, Lda
Rua do Amial, 495 - 3º Esq - 4200-061 PORTO
Telefone: 22 8347770 - Fax: 22 834 7779
Email: mail@vpfreitas.net

200,00 €

XPS FIBRAN ECO RF (30 mm) | N0


XPS FIBRAN ECO RF (60 mm) | N1
175,00 €
XPS FIBRAN ECO RF (90 mm) | N2
XPS FIBRAN ECO RF (120 mm) | N3
150,00 € XPS FIBRAN ECO RF (140 mm) | N4

125,00 €

100,00 €

75,00 €

50,00 €

25,00 €

0,00 €
2006 2008 2010 2012 2014 2016 2018 2020 2022 2024 2026 2028 2030

Figura 31 – Cobertura em terraço no concelho do Porto (I2)

200,00 €

XPS FIBRAN ECO RF (30 mm) | N0


XPS FIBRAN ECO RF (60 mm) | N1
175,00 €
XPS FIBRAN ECO RF (90 mm) | N2
XPS FIBRAN ECO RF (120 mm) | N3
150,00 € XPS FIBRAN ECO RF (140 mm) | N4

125,00 €

100,00 €

75,00 €

50,00 €

25,00 €

0,00 €
2006 2008 2010 2012 2014 2016 2018 2020 2022 2024 2026 2028 2030

Figura 32 – Cobertura em terraço no concelho de Braga (I2)

HT 314R_07.doc 29
Prof. Engº Vasco Peixoto de Freitas, Lda
Rua do Amial, 495 - 3º Esq - 4200-061 PORTO
Telefone: 22 8347770 - Fax: 22 834 7779
Email: mail@vpfreitas.net

200,00 €

XPS FIBRAN ECO RF (30 mm) | N0


XPS FIBRAN ECO RF (60 mm) | N1
175,00 €
XPS FIBRAN ECO RF (90 mm) | N2
XPS FIBRAN ECO RF (120 mm) | N3
150,00 € XPS FIBRAN ECO RF (140 mm) | N4

125,00 €

100,00 €

75,00 €

50,00 €

25,00 €

0,00 €
2006 2008 2010 2012 2014 2016 2018 2020 2022 2024 2026 2028 2030

Figura 33 – Cobertura em terraço no concelho de Viseu (I2)

200,00 €

XPS FIBRAN ECO RF (30 mm) | N0


XPS FIBRAN ECO RF (70 mm) | N1
175,00 €
XPS FIBRAN ECO RF (100 mm) | N2
XPS FIBRAN ECO RF (130 mm) | N3
150,00 € XPS FIBRAN ECO RF (160 mm) | N4

125,00 €

100,00 €

75,00 €

50,00 €

25,00 €

0,00 €
2006 2008 2010 2012 2014 2016 2018 2020 2022 2024 2026 2028 2030

Figura 34 – Cobertura em terraço no concelho de Bragança (I3)

HT 314R_07.doc 30
Prof. Engº Vasco Peixoto de Freitas, Lda
Rua do Amial, 495 - 3º Esq - 4200-061 PORTO
Telefone: 22 8347770 - Fax: 22 834 7779
Email: mail@vpfreitas.net

Quadro 10 – Período de retorno do investimento na aplicação de isolantes térmicos em


coberturas em terraço (N1 a N4) e poupança relativamente a N0

Período de retorno Poupança relativamente a N0


Nível de qualidade
Concelho relativamente a N0 15 Anos 20 Anos 25 Anos
térmica
[anos] [€/m²] [€/m²] [€/m²]
N1 6 16 29 44
N2 7 18 34 53
Faro (I1)
N3 8 18 35 57
N4 9 13 32 56
N1 5 20 33 51
N2 6 23 40 63
Lisboa (I1)
N3 7 22 42 68
N4 8 19 41 68
N1 5 24 41 61
N2 6 29 50 77
Évora (I1)
N3 7 30 54 84
N4 8 27 54 87
N1 4 26 43 65
N2 5 31 54 82
Coimbra (I1)
N3 6 32 58 90
N4 7 30 58 93
N1 4 30 49 73
N2 5 37 64 98
Porto (I2)
N3 6 38 68 106
N4 7 36 67 107
N1 4 34 56 83
N2 5 44 74 112
Braga (I2)
N3 6 45 80 123
N4 7 44 80 125
N1 3 38 61 91
N2 4 49 82 123
Viseu (I2)
N3 5 51 89 136
N4 6 50 89 139
N1 3 69 111 162
N2 4 84 137 203
Bragança (I3)
N3 4 89 148 222
N4 5 89 152 230

HT 314R_07.doc 31
Prof. Engº Vasco Peixoto de Freitas, Lda
Rua do Amial, 495 - 3º Esq - 4200-061 PORTO
Telefone: 22 8347770 - Fax: 22 834 7779
Email: mail@vpfreitas.net

4.5 PAVIMENTO ELEVADO (ISOLAMENTO EXTERIOR)

Considerou-se que os pavimentos elevados com isolamento pelo exterior apresentam a


seguinte composição:

• Revestimento exterior;

• Espaço de ar;

• “XPS FIBRAN ECO WL” da IBERFIBRAN (30 ≤ e ≤ 150 mm e λ = 0,035 W/m·º C);

• Estrutura de suporte;

• Camada de forma;

• Revestimento de piso.

Admitiu-se que o coeficiente de transmissão térmica (U) do pavimento sem qualquer


isolamento térmico é de 1,6 W/m²·º C.

Quadro 11 – Espessuras do isolante térmico (e) e respectivo coeficiente de transmissão


térmica do pavimento elevado (U) em função das zonas climáticas de Inverno

Zona climática de Inverno


Nível de
I1 I2 I3
qualidade
térmica e U e U e U
[mm] [W/m²·º C] [mm] [W/m²·º C] [mm] [W/m²·º C]
N0 30 0,67 30 0,67 30 0,67
N1 50 0,49 60 0,43 70 0,38
N2 70 0,38 80 0,34 90 0,31
N3 90 0,31 110 0,27 120 0,25
N4 120 0,25 130 0,23 150 0,20

HT 314R_07.doc 32
Prof. Engº Vasco Peixoto de Freitas, Lda
Rua do Amial, 495 - 3º Esq - 4200-061 PORTO
Telefone: 22 8347770 - Fax: 22 834 7779
Email: mail@vpfreitas.net

200,00 €

XPS FIBRAN ECO WL (30 mm) | N0


XPS FIBRAN ECO WL (50 mm) | N1
175,00 €
XPS FIBRAN ECO WL (70 mm) | N2
XPS FIBRAN ECO WL (90 mm) | N3
150,00 € XPS FIBRAN ECO WL (120 mm) | N4

125,00 €

100,00 €

75,00 €

50,00 €

25,00 €

0,00 €
2006 2008 2010 2012 2014 2016 2018 2020 2022 2024 2026 2028 2030

Figura 35 – Pavimento elevado (isolamento exterior) no concelho de Faro (I1)

200,00 €

XPS FIBRAN ECO WL (30 mm) | N0


XPS FIBRAN ECO WL (50 mm) | N1
175,00 €
XPS FIBRAN ECO WL (70 mm) | N2
XPS FIBRAN ECO WL (90 mm) | N3
150,00 € XPS FIBRAN ECO WL (120 mm) | N4

125,00 €

100,00 €

75,00 €

50,00 €

25,00 €

0,00 €
2006 2008 2010 2012 2014 2016 2018 2020 2022 2024 2026 2028 2030

Figura 36 – Pavimento elevado (isolamento exterior) no concelho de Lisboa (I1)

HT 314R_07.doc 33
Prof. Engº Vasco Peixoto de Freitas, Lda
Rua do Amial, 495 - 3º Esq - 4200-061 PORTO
Telefone: 22 8347770 - Fax: 22 834 7779
Email: mail@vpfreitas.net

200,00 €

XPS FIBRAN ECO WL (30 mm) | N0


XPS FIBRAN ECO WL (50 mm) | N1
175,00 €
XPS FIBRAN ECO WL (70 mm) | N2
XPS FIBRAN ECO WL (90 mm) | N3
150,00 € XPS FIBRAN ECO WL (120 mm) | N4

125,00 €

100,00 €

75,00 €

50,00 €

25,00 €

0,00 €
2006 2008 2010 2012 2014 2016 2018 2020 2022 2024 2026 2028 2030

Figura 37 – Pavimento elevado (isolamento exterior) no concelho de Évora (I1)

200,00 €

XPS FIBRAN ECO WL (30 mm) | N0


XPS FIBRAN ECO WL (50 mm) | N1
175,00 €
XPS FIBRAN ECO WL (70 mm) | N2
XPS FIBRAN ECO WL (90 mm) | N3
150,00 € XPS FIBRAN ECO WL (120 mm) | N4

125,00 €

100,00 €

75,00 €

50,00 €

25,00 €

0,00 €
2006 2008 2010 2012 2014 2016 2018 2020 2022 2024 2026 2028 2030

Figura 38 – Pavimento elevado (isolamento exterior) no concelho de Coimbra (I1)

HT 314R_07.doc 34
Prof. Engº Vasco Peixoto de Freitas, Lda
Rua do Amial, 495 - 3º Esq - 4200-061 PORTO
Telefone: 22 8347770 - Fax: 22 834 7779
Email: mail@vpfreitas.net

200,00 €

XPS FIBRAN ECO WL (30 mm) | N0


XPS FIBRAN ECO WL (60 mm) | N1
175,00 €
XPS FIBRAN ECO WL (80 mm) | N2
XPS FIBRAN ECO WL (110 mm) | N3
150,00 € XPS FIBRAN ECO WL (130 mm) | N4

125,00 €

100,00 €

75,00 €

50,00 €

25,00 €

0,00 €
2006 2008 2010 2012 2014 2016 2018 2020 2022 2024 2026 2028 2030

Figura 39 – Pavimento elevado (isolamento exterior) no concelho do Porto (I2)

200,00 €

XPS FIBRAN ECO WL (30 mm) | N0


XPS FIBRAN ECO WL (60 mm) | N1
175,00 €
XPS FIBRAN ECO WL (80 mm) | N2
XPS FIBRAN ECO WL (110 mm) | N3
150,00 € XPS FIBRAN ECO WL (130 mm) | N4

125,00 €

100,00 €

75,00 €

50,00 €

25,00 €

0,00 €
2006 2008 2010 2012 2014 2016 2018 2020 2022 2024 2026 2028 2030

Figura 40 – Pavimento elevado (isolamento exterior) no concelho de Braga (I2)

HT 314R_07.doc 35
Prof. Engº Vasco Peixoto de Freitas, Lda
Rua do Amial, 495 - 3º Esq - 4200-061 PORTO
Telefone: 22 8347770 - Fax: 22 834 7779
Email: mail@vpfreitas.net

200,00 €

XPS FIBRAN ECO WL (30 mm) | N0


XPS FIBRAN ECO WL (60 mm) | N1
175,00 €
XPS FIBRAN ECO WL (80 mm) | N2
XPS FIBRAN ECO WL (110 mm) | N3
150,00 € XPS FIBRAN ECO WL (130 mm) | N4

125,00 €

100,00 €

75,00 €

50,00 €

25,00 €

0,00 €
2006 2008 2010 2012 2014 2016 2018 2020 2022 2024 2026 2028 2030

Figura 41 – Pavimento elevado (isolamento exterior) no concelho de Viseu (I2)

200,00 €

XPS FIBRAN ECO WL (30 mm) | N0


XPS FIBRAN ECO WL (70 mm) | N1
175,00 €
XPS FIBRAN ECO WL (90 mm) | N2
XPS FIBRAN ECO WL (120 mm) | N3
150,00 € XPS FIBRAN ECO WL (150 mm) | N4

125,00 €

100,00 €

75,00 €

50,00 €

25,00 €

0,00 €
2006 2008 2010 2012 2014 2016 2018 2020 2022 2024 2026 2028 2030

Figura 42 – Pavimento elevado (isolamento exterior) no concelho de Bragança (I3)

HT 314R_07.doc 36
Prof. Engº Vasco Peixoto de Freitas, Lda
Rua do Amial, 495 - 3º Esq - 4200-061 PORTO
Telefone: 22 8347770 - Fax: 22 834 7779
Email: mail@vpfreitas.net

Quadro 12 – Período de retorno do investimento na aplicação de isolantes térmicos em


pavimentos elevados com isolamento pelo exterior (N1 a N4) e poupança relativamente a N0

Período de retorno Poupança relativamente a N0


Nível de qualidade
Concelho relativamente a N0 15 Anos 20 Anos 25 Anos
térmica
[anos] [€/m²] [€/m²] [€/m²]
N1 6 10 17 27
N2 7 13 24 38
Faro (I1)
N3 8 12 26 42
N4 9 9 24 42
N1 5 12 20 31
N2 6 16 29 45
Lisboa (I1)
N3 7 16 31 51
N4 8 13 30 52
N1 5 15 25 37
N2 6 20 36 55
Évora (I1)
N3 7 22 40 63
N4 8 20 41 67
N1 5 16 26 40
N2 6 22 38 59
Coimbra (I1)
N3 7 24 43 68
N4 8 23 45 72
N1 5 23 38 57
N2 6 27 47 73
Porto (I2)
N3 7 28 52 82
N4 8 27 52 84
N1 4 26 44 65
N2 5 32 55 84
Braga (I2)
N3 6 35 62 96
N4 7 33 62 99
N1 4 29 48 71
N2 5 36 61 92
Viseu (I2)
N3 6 39 69 106
N4 7 38 70 110
N1 3 55 88 130
N2 4 64 105 156
Bragança (I3)
N3 5 70 117 176
N4 5 71 121 185

HT 314R_07.doc 37
Prof. Engº Vasco Peixoto de Freitas, Lda
Rua do Amial, 495 - 3º Esq - 4200-061 PORTO
Telefone: 22 8347770 - Fax: 22 834 7779
Email: mail@vpfreitas.net

5. CONCLUSÕES

As principais conclusões deste estudo são as seguintes:

1. A eficiência energética dos edifícios é um imperativo decorrente dos compromissos


internacionais assumidos por Portugal no âmbito do Tratado de Quioto, da escassez de
recursos energéticos não renováveis e mesmo da necessidade de redução da
dependência energética do país em relação ao exterior;

2. No entanto, existem outras consequências benéficas, tais como, o maior conforto térmico
dos utilizadores dos edifícios e a redução dos custos de exploração associados aos
consumos energéticos para aquecimento e arrefecimento;

3. Os isolantes térmicos são os materiais que mais contribuem para a resistência térmica da
envolvente opaca exterior e, assim, para a redução das trocas de calor através destes
elementos;

4. É fundamental avaliar qual a espessura de isolante mais vantajosa do ponto de vista


económico, dentro de um prazo de tempo aceitável, sendo para tal necessário conhecer o
custo global associado, que resulta da composição dos custos iniciais (aplicação de
isolante térmico) com os custos de exploração (consumo de energia);

5. No § 4 é apresentada a optimização da espessura dos isolantes térmicos de cinco


soluções construtivas da envolvente exterior dos edifícios, considerando diferentes valores
do coeficiente de transmissão térmica, correspondentes a distintos níveis de qualidade
térmica da envolvente opaca (N1 a N4), e para oito concelhos de Portugal Continental:

— Parede dupla;

— Parede simples com isolamento pelo exterior;

— Parede simples com isolamento pelo interior;

— Cobertura em terraço;

— Pavimento elevado (isolamento exterior).

6. O período de retorno do investimento na aplicação de isolamento térmico, considerando


apenas os consumos de energia para aquecimento, é muito variável em função do
número de graus-dias de aquecimento definidos no RCCTE para o concelho onde se
localiza o edifício, da solução construtiva e do nível de qualidade térmica pretendido;

HT 314R_07.doc 38
Prof. Engº Vasco Peixoto de Freitas, Lda
Rua do Amial, 495 - 3º Esq - 4200-061 PORTO
Telefone: 22 8347770 - Fax: 22 834 7779
Email: mail@vpfreitas.net

7. É fundamental isolar termicamente os edifícios existentes, no âmbito da sua reabilitação


energética, sendo a avaliação apresentada neste estudo também válida.

Porto, Março de 2007

Vasco Peixoto de Freitas

Pedro Filipe Gonçalves

HT 314R_07.doc 39