Você está na página 1de 8

REGULAMENTO 2019

JUDÔ
Capítulo I

DAS COMPETIÇÕES

Art. 1º. Teremos 3 (três) competições oficiais nacionais no ano de 2019.

I- Grand Prix Internacional de Judô Paralímpico 2019

II- Grand Prix de Judô Paralímpico 2019 – Etapa Final

III – Copa Antônio Tenório de Judô Paralímpico

a) Esta competição será realizada paralelamente ao Grand Prix, no mesmo formato da


antiga competição de iniciantes.

Art. 2º. O Grand Prix de Judô Paralímpico 2019 será dividido nas seguintes categorias:

I- Adulto individual masculino e feminino (acima de 16 anos).

II- Adulto por equipes masculinas e femininas (acima de 16 anos).

III- Adulto absoluto masculino e feminino (acima de 16 anos).

IV- Iniciantes individual masculino e feminino (acima de 10 anos).

§ 1º. As categorias “Adulto individual masculino e feminino”, “Adulto por equipes masculino e
feminino” e “Adulto absoluto masculino e feminino” contarão pontos para a classificação
geral.

§ 2º. As categorias que estarão em disputa em cada etapa do Grand Prix de Judô
Paralímpico 2019, serão definidas pela Diretoria Técnica da CBDV e serão informadas no
Ofício Convite de inscrição de cada competição.

§ 3º. Na categoria iniciantes a competição será subdividida por idade. Essa divisão será feita
apenas após o encerramento das inscrições para o evento.

Capítulo II

DAS INSCRIÇÕES

Art. 3º. Poderão participar das competições de Judô do ano de 2019 os atletas classificados
como B1, B2 ou B3.

§1º. De acordo com as Regras de Judô da IBSA os atletas classificados como B1, B2 e B3
competem na mesma categoria.

§2º. Durante os eventos poderá ocorrer classificação oftalmológica oficial.

Confederação Brasileira de Desportos de Deficientes Visuais (CBDV)


Rua do Orfanato, nº 760 - sala 72 Fone: +55 11 2548-0463
Vila Prudente | SP | Brasil | CEP: 03.131-010 cbdv@cbdv.org.br
www.cbdv.org.br
§3º. O atleta que for convocado para realizar a classificação deverá OBRIGATORIAMENTE
faze-la. Caso não faça, o mesmo não estará apto a competir e deverá retornar a sua cidade
de origem.

§4º. A CBDV informará previamente à suas afiliadas a lista de atletas convocados para
classificação oftalmológica, assim como os prazos para envio de formulários e exames.

§5º. Atletas e membros das comissões técnicas de clubes da cidade de São Paulo e
da grande São Paulo não terão direito a hospedagem quando o evento for realizado
no Centro de Treinamento Paralímpico.

Art. 4º. As Associações, Entidades ou Clubes deverão enviar ficha de inscrição dentro do
prazo estabelecido no convite da competição.

§1º. A associação que inscrever até 2 (dois) atletas, poderá inscrever apenas um técnico ou
membro da comissão técnica.

§2º. A associação que inscrever de 3(três) a 5 (cinco) atletas, poderá inscrever um técnico e
um membro da comissão técnica.

§2º. A associação que inscrever de 6 (seis) a 9 (nove) atletas poderá inscrever um técnico e
dois membros da comissão técnica.

§3º. A associação que inscrever mais de 10 (dez) atletas poderá inscrever um técnico e três
membros da comissão técnica.

§4º. Atletas inscritos não poderão exercer as funções de chefe de delegação, técnico ou
staff.

§5º. A CBDV autoriza as associações filiadas que forem participar do Grand Prix de Judô
Paralímpico a levar 1 (um) árbitro na condição de voluntário, desde que o mesmo seja no
mínimo árbitro nacional. Tal comunicado deve ser feito junto à ficha de inscrição.

Art. 5º. Atletas não poderão competir no mesmo ano por duas ou mais equipes diferentes.
Exceto por empréstimo como gere o artigo 9º deste regulamento.

Art. 6º. Todos os atletas menores de 18 anos deverão apresentar autorização dos
responsáveis para participar das competições, ficando sua participação no evento
condicionada à apresentação deste documento.

Art. 7º. As equipes que inscreverem atletas menores de idade deverão,


OBRIGATORIAMENTE, inscrever um técnico ou chefe de delegação.

I- Os atletas menores de idade deverão obrigatoriamente levar para o evento um


documento com autorização de hospedagem e outro com autorização de
participação no evento. Estes documentos serão enviados pela secretaria da
CBDV junto ao convite do evento.

Art. 8º. Estarão sujeitas a sanções as equipes que cancelarem participações de atletas
e/ou membros das comissões técnicas com menos de 15 dias para o início do evento.

Confederação Brasileira de Desportos de Deficientes Visuais (CBDV)


Rua do Orfanato, nº 760 - sala 72 Fone: +55 11 2548-0463
Vila Prudente | SP | Brasil | CEP: 03.131-010 cbdv@cbdv.org.br
www.cbdv.org.br
$ 1º. Serão consideradas as seguintes sanções:

I. Advertência

II. Taxa de desistência: A associação deverá arcar com uma multa de R$300,00
(trezentos reais) por cada atleta e/ou membro da comissão técnica que não
comparecer ao evento sem aviso prévio. Em caso de não pagamento da taxa o
atleta e/ou membro da comissão fica impossibilitado de participar dos próximos
eventos.

$ 2º. Serão aceitos apenas cancelamentos através de atestados médicos.

Art. 9º. Dos Empréstimos

§ 1º. Os atletas que disputarem o Grand Prix Internacional por uma equipe e esta
equipe não se inscrever para o Grand Prix de Judo Paralimpico – Etapa Final poderá
ser emprestado para qualquer uma equipe participante da segunda etapa.

a) Ao final da segunda etapa o atleta terá que voltar para sua equipe de origem e só
poderá transferir-se para outra equipe no ano seguinte.

b) Para oficializar o empréstimo a CBDV terá que receber a “declaração de empréstimo”


devidamente assinada pelos presidentes das associações de origem e de destino e
com assinatura e firma reconhecida pelo atleta a ser transferido.

c) Cada equipe participante das competições nacionais poderá contar com 1 (um) atleta
emprestado.

Capítulo III

DAS CATEGORIAS E FÓRMULAS DE DISPUTA

Art. 10º. Conforme art. 2º deste Regulamento, as etapas do Grand Prix de Judô Paralímpico
poderão ser disputadas nas categorias abaixo e seguirão suas especificidades.

§1º. Adulto individual masculino e feminino (acima de 16 anos):

I- Divisão de pesos:

Masculino Classe Feminino


Até 60 kg Ligeiro Até 48 kg
60 kg a 66 kg Meio-leve 48 kg a 52 kg
66 kg a 73 kg Leve 52 kg a 57 kg
73 kg a 81 kg Meio-médio 57 kg a 63 kg
81 kg a 90 kg Médio 63 kg a 70 kg
90 kg a 100
Meio pesado ---------
kg
+ de 100 kg Pesado + de 70 kg

Confederação Brasileira de Desportos de Deficientes Visuais (CBDV)


Rua do Orfanato, nº 760 - sala 72 Fone: +55 11 2548-0463
Vila Prudente | SP | Brasil | CEP: 03.131-010 cbdv@cbdv.org.br
www.cbdv.org.br
II- Duração dos combates:

a) Cada combate terá duração de 4 (quatro) minutos cronometrados nas classes masculina
e feminina, se os combates terminarem empatados com “Golden score” até a primeira
vantagem.

b) Os participantes terão um mínimo de 10 (dez) minutos de intervalo entre suas lutas.

III- Sistemas de disputa de acordo com o número de atletas por categoria:

a) 2 (dois) atletas: será realizado o melhor de três confrontos;

b) 3 (três) a 5 (cinco) atletas: será realizado o rodízio e serão considerados números de


vitórias, número de pontos e confronto direto;

c) 6 (seis) ou mais atletas: será realizada chave olímpica (repescagem dos semifinalistas).

IV- Na categoria Adulta (masculino e feminino) serão exigidos os judoguis azul e branco.

§2º. Adulto por equipe masculino e feminino (acima de 16 anos):

I- As equipes serão compostas no mínimo por 2 (dois) e no máximo por 5 (cinco) atletas,
sendo neste último caso 2 (dois) reservas.

II- A equipe deverá ter no mínimo 2 (dois) atletas de categorias diferentes.

III- A pesagem da competição individual vale para o campeonato por equipes.

IV- Os atletas integrantes da equipe deverão ter participado das competições individuais na
categoria adulto.

V- Cada combate terá duração de 4 (quatro) minutos cronometrados na classe masculina e


feminina, se os combates terminarem empatados com “Golden Score” até a primeira
vantagem.

VI- Divisão de pesos e confrontos:

Masculino Confronto Feminino


Até 73 kg 1 Até 52 kg
73 kg a 90 kg 2 52 kg a 63 kg
Mais de 90 kg 3 Mais de 63kg

VII- Em cada rodada o técnico poderá utilizar os atletas reservas nas categorias de pesos
em que estiverem enquadrados.

VIII- Sistema de disputa:

a) 2 (duas) equipes: será realizado um único confronto.

Confederação Brasileira de Desportos de Deficientes Visuais (CBDV)


Rua do Orfanato, nº 760 - sala 72 Fone: +55 11 2548-0463
Vila Prudente | SP | Brasil | CEP: 03.131-010 cbdv@cbdv.org.br
www.cbdv.org.br
b) 3 (três) equipes: será realizado o rodízio.

c) 4 (quatro) ou mais equipes: será realizada chave simples, sem repescagem.

IX- Critério de desempate

1- Número de vitórias.

2- Número de pontos.

3- Sorteio de um confronto para nova luta. (5 minutos golden score)

§3º. Adulto absoluto masculino e feminino:

I- A pesagem da competição individual vale para o campeonato absoluto.

II- Para participar das competições do absoluto o atleta tem que ter participado das
competições adulto individuais.

III- Cada associação poderá inscrever dois atletas em cada categoria do masculino e do
feminino.

IV – Divisão de pesos:

Masculino Classe Feminino


Até 73 kg Absoluto A Até 57 kg
Acima de 73 kg Absoluto B Acima de 57 kg

V- Cada combate terá duração de 4 (quatro) minutos cronometrados nas classes masculina
e feminina, se os combates terminarem empatados com “Golden Score” até a primeira
vantagem.

VI- Os participantes terão um mínimo de 10 minutos de intervalo entre suas lutas.

VII- Sistema de disputa por categoria:

a) 2 (dois) atletas: será realizado o melhor de três confrontos.

b) 3 (três) a 5 (cinco) atletas: será realizado o rodízio, considerando-se os números de


vitórias, número de pontos e confronto direto.

c) 6 (seis) ou mais atletas: será realizada chave olímpica (repescagem dos semifinalistas).

§4º. Iniciantes individual masculino e feminino: (Copa Antônio Tenório de Judô Paralímpico)

I- Poderão participar da categoria iniciante atletas a partir de 10 anos com a graduação


máxima de faixa laranja.

II- Os atletas inscritos nesta categoria não poderão participar da categoria adulta.

Confederação Brasileira de Desportos de Deficientes Visuais (CBDV)


Rua do Orfanato, nº 760 - sala 72 Fone: +55 11 2548-0463
Vila Prudente | SP | Brasil | CEP: 03.131-010 cbdv@cbdv.org.br
www.cbdv.org.br
III- Cada combate terá duração de 3 (três) minutos cronometrados nas classes masculina e
feminina.

IV- Em caso de empate haverá Golden Score com duração até a primeira vantagem.

V- Só serão permitidas as técnicas de shime-waza e kansetsu-waza a partir de 15 anos de


idade.

VI- As chaves serão organizadas por aproximação de peso, idade e graduação.

Capítulo IV

DA JUSTIÇA DESPORTIVA

Art. 11. As infrações e ocorrências cometidas no transcorrer das competições regionais e/ou
nacionais serão processadas e julgadas pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva da
CBDV na forma estabelecida pelo CBJD, com base nas súmulas, relatórios dos árbitros,
representantes e outros meios de provas pelo CBJD admitidos.

I. Serão aplicadas medidas disciplinares às equipes, atletas, membros de comissão


técnicas, dirigentes, árbitros, anotadores e representantes.

II. Os julgamentos serão baseados nos relatórios da arbitragem e/ou da coordenação


técnica.

Art. 12. As equipes participantes das competições Regionais e Nacionais, reconhecem a


Justiça Desportiva como única e definitiva instância para resolver as questões que surjam
entre elas e a Confederação Brasileira de Desportos de Deficientes Visuais - CBDV.

Capítulo V

DA PREMIAÇÃO

Art. 13. Serão premiados com medalhas os atletas classificados em 1º, 2º e os dois 3º s
colocados em cada categoria nas classes Adulto e medalhas de participação para todos os
atletas das categorias iniciante.

Art. 14. As três equipes melhores colocadas na classificação geral final do Grand Prix de
Judô Paralímpico 2019 – Etapa Final receberão premiações nos seguintes valores brutos:

I. Equipe Campeã – R$ 21.750,00 (Vinte e um mil e Setecentos e cinquenta reais).

II. Equipe Vice-Campeã – R$ 14.500,00 (Quatorze mil e quinhentos reais).

III. Terceiro lugar – R$ 7.250,00 (Sete mil e duzentos e cinquenta reais).

§ 1º. Dos valores supracitados haverão descontos obrigatórios para recolhimento de


encargos incidentes no momento do pagamento da premiação.

Confederação Brasileira de Desportos de Deficientes Visuais (CBDV)


Rua do Orfanato, nº 760 - sala 72 Fone: +55 11 2548-0463
Vila Prudente | SP | Brasil | CEP: 03.131-010 cbdv@cbdv.org.br
www.cbdv.org.br
Art. 15. A classificação geral será feita através do maior número de medalhas de ouro,
seguido de medalhas de prata e medalhas de bronze obtidas na Categoria Adulta Individual
Masculina e Feminina, Adulto Absoluto Masculino e Feminino e por Equipes Masculinas e
Femininas.

§1º. Os critérios de desempate serão:

I. Maior número de atletas inscritos.

II. Maior número de vitórias durante a etapa.

III. Persistindo o empate será realizado sorteio.

§2º. A classificação geral da Etapa Final do Grand Prix de Judô Paralímpico não levará em
consideração os resultados da primeira etapa.

§3º. Serão premiadas com troféus as três primeiras associações na classificação geral por
Etapa nas categorias Adulto e Iniciante.

§4º. Para o resultado ser validado para contagem geral é necessário que o atleta tenha
ganhado pelo menos uma luta.
Exemplo: Se tivermos apenas 4 atletas inscritos na categoria todos ganham medalhas, mas o atleta que não ganhou luta não
terá a medalha computada no quadro geral de medalhas.

Capítulo VI

DAS DISPOSIÇÕES GERAIS

Art. 16. Poderão atuar nos eventos os técnicos regularmente inscritos e cadastrados pela
organização do evento.

§1º. Os técnicos estão autorizados a acompanhar e orientar as lutas ao lado da área, nos
locais determinados pela organização do evento.

§2º. A organização poderá excluir o técnico do ginásio de competição em caso de atitudes


antidesportivas.

§3º. Os técnicos deverão seguir as normas da Federação Internacional de Judô - FIJ para
passar instruções aos seus atletas durante as lutas.

§4º. Será obrigatório que o técnico seja profissional registrado pelo CREF ou possua
provisionado. A carteirinha deverá ser apresentada no congresso técnico.

§5º. Na disputa por medalhas todos os técnicos devem estar de terno ou roupa social.

Art. 17. Estarão aptos a participar do evento somente os atletas que possuírem atestado
médico dentro da validade de um ano.

Art. 18. Somente poderá participar do Congresso Técnico dois representantes por Entidade,
sendo obrigatoriamente o técnico e o chefe de delegação.

Confederação Brasileira de Desportos de Deficientes Visuais (CBDV)


Rua do Orfanato, nº 760 - sala 72 Fone: +55 11 2548-0463
Vila Prudente | SP | Brasil | CEP: 03.131-010 cbdv@cbdv.org.br
www.cbdv.org.br
a) Todos os técnicos e/ou chefes de delegações que foram participar do congresso
técnico deverão estar usando calças. Não será permitida a entrada de participantes
com bermudas e/ou shorts.

b) Atletas não poderão participar do Congresso Técnico exceto se previamente


autorizado pela organização do evento.

Art. 19. A pesagem será efetuada em local e hora determinada pela Coordenação técnica do
evento e constará na programação do evento enviada previamente às associações.

§1º. Todos os atletas inscritos deverão estar presentes no horário e local marcado para o
início da pesagem.

§2º. É obrigatória a apresentação do documento de identidade ou passaporte para participar


da pesagem.

§3º. Só poderão entrar no recinto da pesagem a coordenação técnica do evento, os


membros da comissão de pesagem e os atletas chamados acompanhados dos seus
técnicos.

Art. 20. Poderá ter pesagem aleatória no dia da competição antes do início dos combates.

Art. 21. As competições seguirão as regras internacionais da IBSA.

Art. 22. A arbitragem será realizada seguindo as orientações da IBSA, possibilitando a


homologação dos resultados.

Art. 23. A critério da CBDV poderá haver exame para controle de Doping em todas as
etapas.

Art. 24. Os casos omissos a este regulamento serão resolvidos pela Coordenação Técnica
do evento e, em última instância, serão encaminhados para o STJD.

Departamento Técnico

Confederação Brasileira de Desportos de Deficientes Visuais (CBDV)


Rua do Orfanato, nº 760 - sala 72 Fone: +55 11 2548-0463
Vila Prudente | SP | Brasil | CEP: 03.131-010 cbdv@cbdv.org.br
www.cbdv.org.br