Você está na página 1de 9

PROFo MAURINO - MATEMÁTICA

PROF.º: Maurino Atanásio

DISCIPLINA: Matemática

ASSUNTO DA AULA: Funções Trigonométricas Circulares;

Equações trigonométricas

1. O CICLO TRIGONOMÉTRICO Dos ciclos trigonométricos das figuras abaixo, definimos:

Denomina–se ciclo trigonométrico uma circunferência de raio


unitário, sobre o qual marcamos um ponto A (origem), e adotamos um
sentido positivo de percurso (anti–horário).

Os eixos x e y dividem o círculo trigonométrico em quatro partes


iguais denominados QUADRANTES.

Seja x a medida de um arco de extremidade P na circunferência


trigonométrica. Definimos:

 sen x é a ordenada de P , ou seja, OP1 . (fig. 1)

 cos x é a abscissa de P , ou seja, OP 2 . (fig. 2)

1.1. Eixo das Principais Funções Circulares

2.2. Variação

Pelas definições dadas, decorre que:

2.3. Sinais nos Quadrantes

A partir da definição do eixo para o seno e para o cosseno, ficam


assim determinados os sinais nos quadrantes:

(v) eixo dos senos: sentido positivo O  B.

(u) eixo dos cossenos: sentido, positivo O  A.

(c) eixo dos tangentes: sentido positivo A  C.

2.4. Valores Notáveis

2. SENO E COSSENO NO CICLO TRIGONOMÉTRICO

2.1. Definição

MÓDULO MAT - Página 1


PROFo MAURINO - MATEMÁTICA

3. TANGENTE NO CICLO TRIGONOMÉTRICO

3.1. Definição  Cossecante de x é o inverso do seno de x:

Dos ciclos trigonométricas das figuras abaixo, definimos:

 Tangente:

4.2. Variação

Pelas definições dadas, decorre que:

4.3. Sinais nos quadrantes

 Cotangente: A partir da definição do eixo para o seno e para o cosseno, fica


assim determinado os sinais nos quadrantes:

5. RELAÇÕES FUNDAMENTAIS
3.2. Sinais nos Quadrantes

A partir da definição do eixo para a tangente e cotangente, ficam


assim determinados os sinais nos quadrantes:

3.3. Valores notáveis

4. SECANTE E COSSECANTE NO CICLO TRIGONOMÉTRICO


6. REDUÇÃO AO 1º QUADRANTE
4.1. Definição
Quando um arco x não pertence ao 1º quadrante podemos
Se P é a extremidade de um arco de medida x, definimos: calcular as funções trigonométricas de x a partir das funções
trigonométricas conhecidas de arcos do 1º quadrante.
 Secante de x é o inverso do cosseno de x:

MÓDULO MAT - Página 2


PROFo MAURINO - MATEMÁTICA

6.1. Redução do 2º ao 1º Quadrante

3 1
01. ( UFU ) Sabendo-se que cos x= , cosy = e que x e y estão
5 2

entre 0 e , a afirmação correta é:
2

 
a) 0 < x + y < e0<x-y<
6.2. Redução do 3º ao 1º Quadrante
2 2

 
b) < x + y < e 0 < x - y <
2 2

3 
c)  < x + y < e0<x-y<
2 2

 
d) < x + y < e - <x-y<0
2 2

 
e) 0 < x + y < e- <x-y<0
2 2

6.3. Redução do 4º ao 1º quadrante

02. (MACK-2001)
a) cos 2250 < cos 2150

MÓDULO MAT - Página 3


PROFo MAURINO - MATEMÁTICA

5 5 vezes em um segundo, no sentido anti- horário, a partir do ponto (1,0).


b) tg > sen Supondo sua velocidade constante, a função que representa a
12 12 variação de sua ordenada y em função do tempo t, em segundos, é:

c) sen 1600 > sen 1720 a) f(x) = sen (4  t)

Das afirmações acima: d) f(x) = cos (2t)

a) todas são verdadeiras. b) f(x) = cos (4  t)

b) todas são falsas. e) f(x) = sen (2  t)

c) somente b e c são verdadeiras.


c) f(x) = sen (2t)

d) somente b é verdadeira.
02. ( FGV - 2002 )

e) somente a e b são verdadeiras.


a) Para que valores de m, a equação na incógnita x, 2senx - 1 = 3m
admite solução ?
17
03. ( UFU ) Se m é o número de raízes da equação senx = no b) Dois lados de um triângulo medem 10cm cada um. Qual a medida
21 do ângulo formado por esses lados, de modo que resulte em um
intervalo 0,6  e n é o número de raízes de cos x = -1 nesse triângulo de área máxima ?
mesmo intervalo, então:
03. (FUVEST) A soma das raízes da equação sen2x - 2
cos4x = 0, que estão no intervalo [0, 2], é:
m
a) =2
n a) 2 b) 3 c) 4 d) 6 e) 7

b) m – n = 2 04. (UNICAM) Considere a função


S(x) = 1 + 2. Senx +4. ( Senx)2 +8 (Senx)3 para todo X  R.
c) m + n = 2

d) m . n = 12 a) Calcule S( )
3
04. (FUVEST) Ache todas as soluções da equação
b) Resolva a equação: S(x) = 0 para x   -2; 2.
sen3x.cosx-3senx . cos3x = 0 no intervalo [ 0, 2 ].

3
05. (UFMT) No intervalo [ 0, [ , o número de soluções distintas da
2
equação sec2x = 1 + tgx é ?

06. (UFMT) Determinar os valores reais de a para os quais as relações


abaixo se verificam simultaneamente: Sen x = 2a-1 e Cos x = a

07. (CESCEA-SP) A soma das raízes da equação 1 - 2cos2x = 0,


compreendidas entre 0 e  , é ?

08. Determine o domínio das seguintes funções:

 
a) y = Sen( x  ) com 0 x  2
3 3

 
b) y = cos(2x  ) com 0  2x   2
6 6

Exercícios Complementares 09. Determine o conjunto solução das seguintes equações


01. (UEL – 2001/2) Considere uma circunferência de centro na origem trigonométricas:
(0,0) e raio igual a 1. Um ponto P percorre esta circunferência, duas
a) 2 Sen x+ 1= 0

MÓDULO MAT - Página 4


PROFo MAURINO - MATEMÁTICA

b) 2 Sen(2x) = 1 a) − 0,8.

 1 b) 0,8.
c) cos (  x) 
2 2 c) − 0,6.

10. Determine o domínio das seguintes funções: d) 0,6.

 e) − 0,2.
a) y = tg ( 5x + )
3 
13. (Udesc) Se tg x  2 6 e   x  , o cos x é igual a:
2

b) y = 5sec(2x - )
2 a)
2 6
.
5

c) y = cotg ( 2x + )
2 6
4 b) – .
5
d) y =cossec (x - 60º)
1
c) – .
11. (Upe 2015) Num triângulo retângulo, temos que tg x  3 . Se x é 5
um dos ângulos agudos desse triângulo, qual o valor de cos x ?
1
d) – .
1 3
a) .
2
1
e) – .
5 4
b) .
10
 
14. (Fuvest) se  está no intervalo 0;  e satisfaz
2  2
c) .
2
sen4  – cos4  
1
, então o valor da tangente de
 é:
4
1
d) .
4 3
a) .
5
10
e) .
10 5
b) .
12. (INSPER 2014) Na figura abaixo, em que o quadrado PQRS está
3

inscrito na circunferência trigonométrica, os arcos e têm


3
medidas iguais a  e , respectivamente, com 0       . c) .
7

7
d) .
3

5
e) .
75

Respostas
Sabendo que cos   0,8 , pode-se concluir que o valor de
01. A
cos  é: 02. a) –1 < m < 1/3 b) 90º
03. C

MÓDULO MAT - Página 5


PROFo MAURINO - MATEMÁTICA

04. a) 4 . ( 1 + √3 ) 01. Em cada caso, determine a medida dos arcos (A, B, C e D), com
cada arco no intervalo de 0  arco  360 .

b) V = { - 30º, -150º, 210º , 330º }

05. 4
4
06. a = 0 ou a =
5
07. 
 4
08. a) D = { x  R / x }
3 3

  2 11
b) D = { x  R /   x  ou x }
12 3 3 12

7 11
09. a) = { x  R / x   n  2 ou x   n  2 }
6 6

 5
b) S = { x  R / x  n   ou x   n}
12 12

c)
 5
S={xR / x   n  2 ou x    n  2 }
6 6

 n
10. a) { x  R / x   ,n }
30 5

 n
b) { x  R / x   ,n }
2 2

 n 02. Em cada caso, determine a medida dos arcos (A, B, C e D), com
c) { x  R / x    }n   cada arco no intervalo de 0  arco  2 .
8 2

d) { x  R / x  60º + n180º, n  Z }

11. E

12. C

13. C

14. B

EXERCÍCIOS DE FIXAÇÃO

MÓDULO MAT - Página 6


PROFo MAURINO - MATEMÁTICA

b) 0,8.

c) − 0,6.

d) 0,6.

e) − 0,2.

05. (UFSJ) Considerando os valores de  , para os quais a expressão


sen  cos 
 é definida, é CORRETO afirmar que ela está
cossec  sec 
sempre igual a:

a) 1.

b) 2.

c) sen  .

d) cos  .


06. (Udesc) Se tg x  2 6 e   x  , o cos x é igual a:
2

03. (Upe 2015) Num triângulo retângulo, temos que tg x  3 . Se x é


2 6
um dos ângulos agudos desse triângulo, qual o valor de cos x ? a) .
5
1
a) . 2 6
2 b) – .
5
5
b) . 1
10 c) – .
5

2 1
c) . d) – .
2 3

1 1
d) . e) – .
4 4

10  
e) . 07. (Fuvest) se  está no intervalo 0;
2 
e satisfaz
10 
1
04. (INSPER 2014) Na figura abaixo, em que o quadrado PQRS está sen4  – cos4   , então o valor da tangente de ∝ é:
4
inscrito na circunferência trigonométrica, os arcos e têm
medidas iguais a  e , respectivamente, com 0       .
3
a) .
5

5
b) .
3

3
c) .
7

7
d) .
3
Sabendo que cos   0,8 , pode-se concluir que o valor de
cos  é: e)
5
.
75
a) − 0,8.

MÓDULO MAT - Página 7


PROFo MAURINO - MATEMÁTICA

3   11. (Uel) Seja x a medida de um arco em radianos.


08. (PUC–RS) Se x   ; 2  e sen x  3n – 1 , então "n" varia
 2 
O número real que satisfaz as sentenças sen x  3–a e
no intervalo:
a–2
cos x  é tal que:
 1  3
a)  – ; 1 .
 3 
a) a  7 .
b) (– 1; 1) .
b) 5  a  7 .

c) (– 1; 0) .
c) 3  a  5 .

d) (0; 1) . d) 0  a  3 .

 1 e) a  0
e)  0;  .
 3
1
12. (Fuvest) O menor valor de , com x real é:
09. (UCSAL) O valor da expressão 3 – cos x

    1
 sen  (cos )  ( tg 2)  sen  é:
 
a) .
 2  4 6

a) – 1. 1
b) .
4
b) 0.
1
1 c) .
c) . 2
2
d) 1.
d) 1.
e) 3.
e) 2.
GABARITO

10. (Fuvest) Os valores máximo e mínimo da função


1
f (x)  1 – sen2 x são, respectivamente:

a) 2 e 1.

b) 1 e 0.
03.E
1
c) 1 e . 04.C
2
05.A
d) 2 e 0.
06.C
1
e) 2 e 07.B
2
08.E

09.A

10.C

11.D

MÓDULO MAT - Página 8


PROFo MAURINO - MATEMÁTICA

12.B

MÓDULO MAT - Página 9