Você está na página 1de 3

OS FUNDAMENTOS DA LÍNGUA HEBRAICA

- A LINGUÍSTICA DIVIDE AS LÍNGUAS EM GRUPOS DE FAMÍLIAS (GRUPOS DE FAMÍLIAS QUE SE


ASSEMELHAM ENTRE SI).

- AS DIVERSAS LÍNGUAS QUE COMPÕEM CADA FAMÍLIA DESENVOLVERAM-SE A PARTIR DE


UMA ÚNICA, FALADA NUM PASSADO DISTANTE.

- EXISTEM APROXIMADAMENTE 4.000 LÍNGUAS E O NÚMERO DE FAMÍLIAS SÃO MAIS DE 100

- FAMÍLIAS DE LÍNGUAS QUE ATUALMENTE SÃO CONSIDERADAS DISTINTAS, NA VERDADE SE


ORIGINAM DE UMA ÚNICA FAMÍLIA

- DEVIDO AO FATO DE AS LÍNGUAS ESTAREM EM CONSTANTE MUDANÇA, AS


CARACTERÍSTICAS COMUNS A UMA FAMÍLIA DESAPARECEM GRADATIVAMENTE

- NAS ÚLTIMAS DÉCADAS CONSTATOU-SE QUE A FAMÍLIA AO QUAL O HEBRAICO PERTENCE É


MUITO NUMEROSA E AMPLA, DENOMINADA CAMITO-SEMITICA OU AFRO-ASIÁTICA

- A PRINCIPAL CARACTERÍSTICA COMUM A TODAS ESSAS LÍNGUAS É A CONJUGAÇÃO DO


VERBO. COMO O HEBRAICO TAMBÉM APRESENTAM PREFIXOS E SUFIXOS PARA DIFERENTES
PESSOAS VERBAIS E UM ACERVO DE PALAVRAS COMUNS.

- NÃO SE SABE QUANDO E ONDE ESTA LÍNGUA ANCESTRAL COMUM ERA FALADA, MAS
PODEMOS PRESUMIR QUE NUM DETERMINADO PONTO, UM GRUPO DE PESSOAS QUE FALAVA
A LÍNGUA PRIMEVA, SEPAROU-SE DO TRONCO COMUM DAS LÍNGUAS SEMÍTICAS QUE
DENOMINAMOS PROTO-SEMÍTICO.

- É PROVÁVEL QUE ISSO TENHA OCORRIDO ANTES DE 3000 A.C

- AS LÍNGUAS SEMÍTICAS ESTÃO DIVIDIDAS EM 5 RAMOS:

1) ACÁDIO (3000 A.C) – BABILÔNIO E ASSÍRIO

2) CANAANITA (1500 A.C) – HEBRAICO

3) ARAMAICO (900 A.C) – SIRÍACO E MANDAICO (IRAQUE MERIDIONAL)

4) ÁRABE (500 D.C) – SABAICO

- ATÉ RECENTEMENTE, ERA GERALMENTE ACEITO QUE CADA UM DESSES RAMOS FEZ PARTE,
EM ALGUM MOMENTO, DE UMA LÍNGUA COMUM, DA QUAL A LÍNGUA E OS DIALETOS, QUE
COMPUNHAM HISTORICAMENTE AQUELE RAMO, EVOLUÍRAM.

- PORÉM, MAIS RECENTEMENTE, FORAM DESCOBERTAS ALGUMAS LÍNGUAS QUE NÃO SE


ENQUADRAVAM EM NENHUM DOS RAMOS CONHECIDOS. ESTAS ERAM O UGARÍTICO (1500 –
1200 A.C) E O AMORITA (3000 – 2000 A.C)
- CONTRARIANDO A PRIMEIRA PESQUISA, ALGUNS ESTUDIOSOS ACREDITAM QUE ALGUNS
“RAMOS” QUE MENCIONAMOS PODEM TER SURGIDO NÃO PELA DIVERSIFICAÇÃO DE UMA
LÍNGUA PRIMEVA, MAS ANTES PELA INFLUÊNCIA EXERCIDA POR CERTOS DIALETOS SOBRE
OUTROS QUE SE ENCONTRAM NA SUA PERIFERIA

- O HEBRAICO ASSEMELHA-SE BASTANTE PELO MENOS NA ANTIGA ESCRITA SEM VOGAIS ÀS


LINGUAS DE SEUS VIZINHOS MAIS PRÓXIMOS: O FENÍCIO (NOROESTE) E O MOABITA (LESTE).
QUANTO AO VOCABULÁRIO ASSEMELHA-SE TAMBÉM AO ARAMAICO (NORTE) E UM POUCO
AO UGARÍTICO.

- O FATO DE UMA LÍNGUA TÃO PRÓXIMA AO HEBRAICO SER FALADA NA PALESTINA NOS
SÉCULOS ANTERIORES AO ÊXODO DO EGITO, DESPERTA UMA DIFÍCIL QUESTÃO. OS
ANCESTRAIS DA NAÇÃO HEBRAICA, OS PATRIARCAS, VIERAM DA MESOPOTÂMIA, ONDE ERAM
FALADAS LÍNGUAS MUITO DIFERENTES DO HEBRAICO. COMO ENTÃO PODEMOS EXPLICAR QUE
OS HEBREUS TENHAM SE UTILIZADO DE UMA LÍNGUA TÃO PRÓXIMA À DOS CANAANITAS,
CUJA TERRA CONQUISTARAM?

- A ÚNICA RESPOSTA POSSÍVEL É A DE QUE OS HEBREUS MODIFICARAM A SUA LÍNGUA EM


ALGUM ESTÁGIO DA SUA HISTÓRIA. EX: JACÓ E LABÃO

- SABEMOS QUE NEM OS PATRIARCAS E NEM OS SEUS DESCENDENTES SE MESCLARAM NO


INÍCIO C/ OS CANANEUS, OU SEJA, NÃO SE CASAVAM COM ELES E RESIDIAM SEPARADAMENTE

- ESTUDIOSOS DEFENDEM QUE OS ISRAELITAS NÃO FALAVAM O CANAANITA PURO, MAS UMA
MISTURA DO CANAANITA COM SUA LÍNGUA ORIGINAL

- A BÍBLIA NOS RELATA QUE NA ÉPOCA DA CONQUISTA PELOS ISRAELITAS, A TERRA DE CANAÃ
NÃO ERA HABITADA APENAS PELOS CANANEUS, MAS TAMBÉM POR OUTRAS NAÇÕES COMO
OS AMORREUS (SEMITAS), HURRITAS, HITITAS E OS FILISTEUS.

- SE OS ISRAELITAS PERMANECERAM NO EGITO DURANTE, NO MÍNIMO, 190 ANOS, ONDE


ESTÃO OS RASTROS, NA LÍNGUA HEBRAICA DESTE LONGO CONTATO C/ UMA CIVILIZAÇÃO
ALTAMENTE DESENVOLVIDA?

- CHEGAMOS A CONCLUSÃO DE QUE A LÍNGUA LOCAL CANAAITA NÃO REPRESENTA OS


DIALETOS LOCAIS, MAS UMA LÍNGUA DE PRESTÍGIO LITERÁRIO CONHECIDA EM TODAS AS
CIDADES, CULTIVADA PRINCIPALMENTE PELOS ESCRIBAS

- É BEM POSSÍVEL QUE SE TRATAVA APENAS DE UMA INFLUÊNCIA E NÃO DE UMA COMPLETA
MUDANÇA DE LÍNGUA, E QUE OS ISRAELITAS DE FATO SÓ ADOTARAM ALGUMAS DE SUAS
CARACTERÍSTICAS MARCANTES

- É BEM PROVÁVEL QUE AS PRIMEIRAS PALAVRAS EMPRESTADAS PELO HEBRAICO DO ACÁDIO,


CHEGARAM AOS ISRAELITAS ATRAVÉS DO CONTATO PELOS ARTÍFICES QUE PODIAM SER
ENCONTRADOS NAS GRANDES CIDADES

- OUTRO LEGADO DO ESTÁGIO CANAANITA QUE ENCONTRAMOS NO HEBRAICO, SÃO AS


PALAVRAS INDO-EUROPÉIAS
- QUESTIONA-SE A TESE DE QUE TENHA SIDO TRANSMITIDO AOS HEBREUS ATRAVÉS DO
CONTATO COM OS SEUS VIZINHOS CAMPONESES. O CONHECIMENTO DESTE TIPO DE PALAVRA
REQUER CONTATO C/ UMA ELITE SOCIAL

- OUTRO FATOR QUE DENUNCIA O CONTATO C/ CÍRCULOS LITERÁRIOS É O ASPECTO


LINGUÍSTICO DA POESIA BÍBLICA NO QUE SE REFERE AO PARALELISMO

- TAIS ELEMENTOS LINGUÍSTICOS CHEGARAM AO CONHECIMENTO DOS HEBREUS ATRAVÉS DA


LÍNGUA CAANITA LOCAL OU ATRAVÉS DA POESIA FENÍCIA. ISSO, ENTRETANTO, PRESSUPÕE
CONTATOS C/ PESSOAS INSTRUÍDAS, E NÃO APENAS COM CAMPONESES LOCAIS.

- ALGUNS ESTUDIOSOS ACREDITAM QUE A LÍNGUA ORIGINAL DOS ISRAELITAS ERA O


AMORREU. A ÉPOCA DOS PATRIARCAS COINCIDIU COM O AUGE DA PRESENÇA AMORITA NA
MESOPOTÂMIA. POR OUTRO LADO, OS ISRAELITAS, DE ACORDO COM A BÍBLIA, NÃO SE
CONSIDERAVAM APARENTADOS C/ OS AMORITAS, E ALÉM DO MAIS, ODIAVAM-NOS E SE
AFASTAVAM DELES.

- APESAR DE NÃO TERMOS MEIOS DE TRAÇAR ATUALMENTE O DESENVOLVIMENTO DA FALA


USADA PELO GRUPO DO QUAL OS PATRIARCAS EMERGIRAM, PODEMOS SUPOR, COM
ALGUMA SEGURANÇA, QUE COMO QUALQUER OUTRA TRIBO SEMÍTICA, ELES HERDARAM
UMA VARIADA COLEÇÃO DE PALAVRAS DO PROTO-SEMÍTICO, E OUTRAS QUE FORAM CRIADAS
PELOS SEUS ANCESTRAIS OU EMPRESTADAS DE OUTROS POVOS NO DECORRER DE SUAS
ANDANÇAS

- DO CONTATO ENTRE ELES, DOIS MUNDOS LINGUÍSTICOS COMPLEXOS NASCEU O HEBRAICO.