Você está na página 1de 12

10 Exemplos de Empresas com

Cultura Fantástica!
Por Lucas Costa -

set 5, 2015
49691

Compartilhar no Facebook

Tweet no Twitter


Cultura das Empresas


Ter uma ótima cultura na empresa não é mais opção. Os trabalhadores
de hoje consideram que a cultura empresarial é tão
importante quanto os salários e benefícios. Na verdade, uma cultura
corporativa fantástica é quase obrigatória assim como os outros
benefícios tradicionais.

Considerando que a cultura de uma empresa pode não


necessariamente servir para outra, resolvemos escrever sobre as
principais referências de cultura de hoje para que você possa tirar
algumas lições e quem sabe criar o alicerce para a cultura de sua
própria empresa!

1. Zappos

A Zappos ficou conhecida tanto pelos seus sapatos que são vendidos
online, quanto por sua cultura.
A inserção na cultura começa com uma entrevista para avaliar a
possível adaptação cultural. Esta entrevista equivale a metade da
importância de todo o processo de contratação. Para novos
funcionários que parecem não se encaixarem muito bem, são
oferecidos $2.000 para sairem após a primeira semana de treinamento.
Ao todo, são dez os valores principais que são introduzidos a cada um
dos membros da equipe.

Os aumentos salariais vem de testes de habilidades e para aqueles


funcionários que apresentam melhoria, não para os que fazem
politicagem no escritório. Parte do lucro é dedicado ao fortalecimento
e promoção da cultura: é voltado para a formação da equipe de
funcionários.

Os ótimos benefícios e um ambiente de trabalho divertido focado em


fazer consumidores felizes são os quesitos que se encaixam na cultura
da Zappos — quando você cria a cultura certa, e presta um ótimo
serviço aos consumidores, uma grande marca se cria praticamente
sozinha!

Dica: A Zappos sabe que funcionários felizes cria consumidores


felizes, e a única forma de ter funcionários felizes, é contratando
aqueles que se identificam com a cultura e a visão da companhia.

2. Warby Parker

A Warby Parker fabrica e vende óculos de grau desde 2010. Ela


desenha os seus próprios óculos, e vende diretamente para os seus
consumidores, cortando intermediários e mantendo os
preços sempre baixos.

A cultura corporativa da Warby Parker estimula o “choque cultural”, e a


única razão para o sucesso deste método, é a equipe dedicada
exclusivamente a cultura!

Esse time mostra que a cultura positiva está em primeiro lugar!


Organiza almoços divertidos, eventos e programas. A empresa sempre
mantem algum evento agendado para que toda a equipe fique
esperando por ele. Usa métodos para garantir que toda a equipe
trabalhe como um time. Para estimular isso, ela pede para que todos
os funcionários ajudem a manter a área de alimentação limpa ou que
um funcionário vá almoçar com outro de forma aleatória, para não
criar “panelinhas”.

Dica: a cultura da Warby Parker é focada em criar uma


comunidade heterogênea com espírito de equipe. E ela adota
todos os métodos que ajudam a busca deste objetivo.

3. Southwest Airlines

A indústria de aviação vira frequentemente motivo de chacota por


causa de seus funcionários mal humorados e o péssimo atendimento
ao consumidor, mas a Southwest Airlines resiste a este estigma.
Os consumidores mais fiéis da Southwest frequentemente comentam
sobre os funcionários felizes e amigáveis que se desdobram para
ajudá-los.

A Southwest não é nova no meio. Já está em operação faz 43 anos.


Ainda assim, ao longo de todo este tempo, a companhia ainda se
certifica de comunicar as suas metas e visões para todos os
funcionários de tal forma que faz eles se sentirem parte de um só time.
A Southwest também dá aos funcionários “permissão” para passar do
limite para fazer deixar os clientes felizes, estimulando-os a fazer o que
for necessário para manter essa visão.

Dica: Fazer o que for necessário para prestar um ótimo serviço é o


ponto-chave da cultura organizacional da Southwest Airlines.

4. Twitter

Os funcionários do twitter não conseguem conter a excitação sobre a


cultura da empresa. Reuniões no terraço, colegas amigáveis e um
ambiente focado em equipe no qual cada pessoa é motivada pelas
metas da empresa tem inspirado este louvor à cultura da empresa.

Os funcionários do Twitter também podem esperar refeições livres na


sede da empresa em São Francisco, juntamente com aulas de ioga e
férias ilimitadas (!!) para alguns. Essa e muitas outras regalias não são
desconhecidas das demais startups mundiais. Mas o que faz o twitter
realmente se diferenciar?
Os funcionários não param de falar sobre o quanto amam trabalhar
com outras pessoas inteligentes. Eles se empolgam por fazer parte de
uma empresa que está fazendo algo significante no mundo, e há um
consenso entre eles no qual ninguém vai embora para casa até que o
trabalho esteja concluído!

Dica: Nenhum conjunto de regras pode superar a força que tem


funcionários bem preparados que se empolgam com o que fazem.
Coloque as melhores pessoas no mesmo barco e o sucesso será
inevitável.

5. Chevron

Enquanto companhias de petróleo e gás são os principais alvos de


muita ira e publicidade negativa, os funcionários da Chevron
respondem positivamente sobre a cultura da empresa. Eles comparam
a Chevron com outras empresas similares e apontam que o “método
Chevron” é dedicado à segurança, apoio aos funcionários e membros
da equipe sempre cuidando um do outro.

A Chevron mostra que se importa com os funcionários oferecendo


centros de saúde e de ginástica no local de trabalho ou através
parcerias com academias. Ela oferece programas focados na saúde
como massagens e personal training. A Chevron insiste para que os
funcionários façam descansos regulares. Em outras palavras, a empresa
mostra que se preocupa com o bem estar de seus funcionários, e estes
sabem que são valorizados.
Dica: uma cultura organizacional que deixa os funcionários felizes
não é exclusividade de startups modernas de tecnologia. Esta
filosofia pode se encaixar bem em qualquer empresa. Não é
necessário ter mesas de pingue-pongue e cerveja liberada para
que isso aconteça. Basta tratar o seu funcionário como você
gostaria de ser tratado.

6. SquareSpace

Essa startup de sucesso é frequentemente votada como uma das


melhores para trabalhar na cidade de Nova Iorque. A sua cultura
empresarial é “horizontal, aberta e criativa”. Uma organização
horizontal é uma organização que tem poucos ou nenhum nível de
gerência entre a equipe e executivos. Esse método é mais comum
em startups, e pode ser difícil de manter à medida que a companhia
cresce muito.

A SquareSpace também oferece muitos benefícios e regalias, incluindo


100% de cobertura nos planos de saúde premium, férias flexíveis,
espaço de trabalho atraente, comida à la carte, cozinhas abastecidas,
celebrações mensais, espaços de relaxamento e palestras periódicas
com convidados. Benefícios polpudos como estes ajuda a cultura, mas
não são os únicos responsáveis pela cultura bem sucedida da empresa.
Líderes “pé-no-chão” e acesso direto a diretores tem também uma
grande importância nesse impacto.

Dica: uma estrutura organizacional horizontal permite que as


vozes dos funcionários de todos os níveis sejam ouvidas. Dar
liberdade e encorajamento para que eles falem cria funcionários
confiantes e aumenta a moral de todos da empresa.

7. Google

É quase um erro não mencionar o Google nesta lista de empresas com


grandes culturas. A Google tem sido sinônimo de cultura por anos, e
“estabeleceu o tom” de muitas dos mimos e benefícios que as startups
fornecem hoje.

Refeições grátis, viagens, festas, bônus financeiros, apresentações


abertas ao funcionários por executivos de alto nível, academias, um
ambiente que aceita cachorros e por aí vai. Os funcionários são
conhecidos por serem focados, talentosos e como os “melhores dos
melhores”.

O Google cresceu e a organização se espalhou pelo mundo, e manter a


cultura homogênea entre a sede e os demais escritórios se provou
difícil, assim como entre os diferentes departamentos dentro da
própria empresa. Quanto mais a empresa cresce, mais a cultura tem
que se reinventar para acomodar mais funcionários e a grande
necessidade de administração.

Embora o Google ainda receba ótimas críticas sobre o salário,


benefícios e avanços, existe alguns funcionários que notaram a dor do
crescimento que se espera para uma empresa deste porte, incluindo o
estresse associado ao ambiente altamente competitivo. Ao contratar e
esperar o melhor dos funcionários, o ambiente de trabalho se torna
propício para ficar estressante e com grande desequilíbrio entre vida
pessoal e profissional.

Dica: mesmo ótimas culturas organizacionais precisam ser


renovadas. Muitas vezes uma empresa grande precisa fazer
adaptações para manter uma cultura forte. Sabemos que a cultura
de sucesso é o que faz uma empresa de sucesso.

8. REI

Para os entusiastas da vida ao ar livre, a REI há muito tempo é a


empresa certa para encontrar ótimos equipamentos para variados
tipos de esportes.

Os funcionários da REI, uma cooperativa na qual os lucros beneficiam


os seus próprios membros, também concordam que é um lugar onde
coisas maravilhosas acontecem, coisas ainda melhores que seus
produtos de camping e outdoor.

A missão da REI é equipar tanto os consumidores quanto os


funcionários para outdoor, não apenas por diversão, mas também para
promover a gestão do ambiente na empresa.

A REI diz que seus funcionários “dão a vida pelo propósito da


empresa”, afirmando com convicção que eles são os responsáveis pelo
sucesso da companhia. O CEO da REI sabe que seus funcionários
podem ter os benefícios em qualquer lugar, mas a permissão para que
seus funcionários, entusiastas do outdoor, se entranhem na cultura da
REI, é o que faz ela ser única. Os funcionários podem ganhar
equipamentos através de “doação-desafio”, onde eles
apresentam propostas para um desafio ao ar livre.

Reuniões regulares são feitas para que funcionários enviem perguntas


anônimas para ajudar os diretores entenderem o que está
acontecendo dentro da empresa.

Dica: Quando os seus funcionários estão imersos no mesmo


interesse que a empresa, a cultura se propaga quase que por conta
própria.

9. Facebook

Assim como o Google, o Facebook é uma empresa que explodiu em


crescimento, assim como virou sinônimo de cultural empresarial única.

O Facebook oferece, como outras empresas similares, grandes


quantidades de comida, opções sobre ações, um ambiente de trabalho
sem paredes, lavadoras de roupa no escritório, foco no trabalho em
equipe e comunicação aberta, além de uma atmosfera competitiva que
estimula o crescimento pessoal, aprendizado e grandes benefícios.

Mais ainda, o Facebook passa pelas mesmas dificuldades que as


empresas similares: uma indústria altamente competitiva que algumas
vezes leva a um ambiente de trabalho competitivo e estressante. Além
disso, a estrutura organizacional livre e orgânica que funcionou para
uma empresa pequena acaba sendo menos eficiente para uma
empresa grande.

Para enfrentar estes desafios, o Facebook criou salas de


conferência, prédios separados, muitos espaços de recreação para
pausas e colocou os diretores (até mesmo o CEO Mark Zuckerberg)
trabalhando no escritório aberto ao lado de outros funcionários. Esta é
uma tentativa de criar uma cultura organizacional horizontal usando os
prédios e o espaço em si para promover um senso de igualdade entre
os concorrentes.

Dica: Quando a sua empresa depende de contratar novos


funcionários que se destacam em um meio competitivo, a sua
cultura organizacional provavelmente será o diferencial para os
candidatos. Você terá que se destacar de outras empresas que
estão competindo por atenção.

10. Adobe

Adobe é uma empresa faz de tudo para dar aos funcionários projetos
desafiadores, e então fornece a confiança e apoio para ajudá-los a
enfrentar esses desafios de maneira bem sucedida.

Enquanto oferece benefícios e regalias igual qualquer outra empresa


criativa moderna, a Adobe tem uma cultura que evita a gestão muito
detalhista (microgestão) em favor de confiar nos funcionários para que
eles façam o seu melhor.
Os produtos da Adobe são sinônimos de criatividade, e somente
evitando a “microgestão” é que fará com que as pessoas que criam
estes produtos se sintam verdadeiramente livres. Por exemplo, a Adobe
não usa classificações para medir as capacidades dos funcionários,
porque sente que isto inibirá a criatividade e prejudicará a forma
da equipe trabalhar. Os gestores assumem um papel de treinador,
deixando os funcionários estabelecerem as metas e determinarem
como elas serão atingidas.

Os funcionários também ganham opções sobre ações para que eles


saibam que eles fazem parte, e também recebem a recompensa, pelo
sucesso da empresa. Há treinamento constante e uma cultura que
estimula correr risco sem medo de ser penalizado.

Dica: Confiar em seus funcionários é um grande passo para uma


cultura empresarial positiva, porque confiança leva a
funcionários independentes que ajudará a sua empresa crescer.

Conclusão

Um ponto em comum entre todas as culturas é que os funcionários


tem que acreditar no que estão fazendo.

Empresas diferentes podem ter sucesso tendo culturas com


características opostas. A verdade é que mais importante do que a
cultura em si, é a identificação com a cultura em si.
Certifique-se, porém, de não utilizar práticas que façam as pessoas se
sentirem desconfortáveis ou ignoradas dentro da empresa.

O que dizer de uma empresa em que o chefe paga dois mil dólares para os candidatos desistirem
do treinamento se não estiverem satisfeitos? E, ainda, em que o mesmo chefe resolve pendengas
de clientes? Bem-vindo à Zappos’, uma empresa on-line que vende sapatos e entrega felicidade.
Aqui o lema “o cliente em primeiro lugar” é realmente colocado em prática: do empacotador ao
CEO, na Zappos’ todos trabalham literalmente no serviço de atendimento ao cliente.
Avaliações na Amazon:
Diego Alves: “Indico este livro para todas as pessoas que gostem de ler. Seja um leitor de ficção,
romance ou mesmo de livros de business. Tony descreve sua trajetória através de uma linguagem
simples de entender. O livro flui de maneira inesperada. Ele demonstra como a cultura da Zappos
transformou um negócio de zero vendas para mais de um bilhão comprado pela Amazon. A
cultura implementada na Zappos é fantastíca e cativante. Não só focado no cliente mas em trazer
felicidade a seus funcionários e seus fornecedores. Crie “Uau” constantemente, é um dos primeiros
itens da lista de valores da Zappos! Este livro vai mudar sua vida.”
André: “Leitura obrigatória para quem ama empreendedorismo. O livro aborda desafios que são
comuns na vida de todos empreendores e as soluções criativas que o autor tomou para fazer da
Zappos a maior loja on-line de sapatos. Super recomendo!!!”
Juliana Cunha: “O Livro dá uma noção incrível sobre profissionalismo, compromisso com o
trabalho e motivação pelo que se faz! Acho que todos que querem ter sucesso no trabalho, deveria
extrair excelentes lições dessa leitura.”

Fonte: http://www.entrepreneur.com/article/249174

Tradução e Adaptação: www.buyandhold.com.br