Você está na página 1de 11

CONHECIMENTOS DIDÁTICOS PEDAGÓGICOS EM EDUCAÇÃO INFANTIL

Curso Normal em Nível Médio

3ª Série - 4° Bimestre

Eixo Temático: CONTRIBUIÇÕES DAS CIÊNCIAS E DA MATEMÁTICA PARA A EDUCAÇÃO INFANTIL

Neste eixo, pretende-se que os alunos possam refletir que a educação em Ciências pressupõe uma amplitude maior, ela não exclui propósitos, mas inclui a
dimensão reflexiva cultural, além de conhecimento e compreensão, também participação e cidadania. Assim como, na Matemática, é expor ideias próprias,
escutar as dos outros, formular e comunicar procedimentos de resolução de problemas, confrontar, argumentar e procurar validar seu ponto de vista, antecipar
resultados de experiências não realizadas, aceitar erros, buscar dados que faltam para resolver problemas, entre outros. Dessa forma as crianças poderão tomar
decisões, agindo como produtoras de conhecimento e não apenas executoras de instruções. Portanto, o trabalho com a Matemática e com Ciências podem
contribuir para a formação de cidadãos autônomos, capazes de pensar por conta própria, sabendo resolver problemas.

• Perceber que o desenvolvimento dos conhecimentos matemáticos e os conhecimentos da natureza devem acontecer
no espaço da Educação Infantil.
• Construir conceitos relacionados à vida e à natureza para que professor e aluno se percebam como parte e agentes
Habilidades e Competências a transformadores do ambiente em que vivem.
serem desenvolvidas • Entender a Matemática como objeto histórico-cultural de conhecimento: alguns aspectos que a constituem, seus usos
e funções e sua linguagem.
• Desenvolver metodologias que consolidem os conhecimentos matemáticos e da natureza na Educação Infantil.
EIXO CONTRIBUIÇÕES DAS CIÊNCIAS E DA MATEMÁTICA PARA A EDUCAÇÃO INFANT
• Leitura de artigos referentes aos temas, abordados no eixo, para aprofundamento do assunto e seleção de recursos
pedagógicos, necessários para o ensino da Ciência e da Matemática na Educação Infantil.
• Exibição de filmes e vídeos para orientação, quanto à melhor metodologia, no Ensino das Ciências e da Matemática na
Educação Infantil.
• Seleção de livros da Literatura Infantil que podem ser utilizados como recurso no planejamento de aulas para a
Sugestões de Atividades
Educação Infantil, tendo como referência os Eixos Matemática e Natureza, citados no Referencial Curricular Nacional
para a Educação Infantil;
• Criar um ambiente em sala de aula ou em outro espaço que a escola disponha, com diversos materiais produzidos pelos
alunos, com o objetivo de simular diferentes ideias para se trabalhar os conceitos da matemática na Educação Infantil.
Esses conceitos devem ser vivenciados pelos alunos em formação e não devem ser somente numéricos, mas também
referentes à geometria, às medidas e as noções de estatística, e que possam compreender a matemática como fator
inserido no cotidiano.
• Elaborar um projeto dentro do Eixo Natureza para que haja um trabalho de sensibilização frente às questões
ambientais. Alguns temas, como controle de uso da água, lixo e reciclagem e economia de energia podem fazer parte
deste trabalho. O projeto pode ainda ter como atividades: dramatizações de situações do cotidiano, apresentadas
através de esquetes, que favorecem uma percepção maior dessas questões tão importantes de serem trabalhadas
desde a Educação infantil.

BARATA, Ana Paula. Saber e Fazer - Estudos Sociais e Ciências 2 - Educação Infantil. Recife: Construir, 1998.

Descrição: Este livro apresenta uma série de atividades sugeridas para o estudo das Ciências e dos Estudos Sociais na
Educação Infantil. Tais atividades podem ser trabalhadas com as mais diversificadas faixas etárias de 0 a 5 anos.

CRAIDY, Maria e KAERCHER, Gladis. Educação Infantil: pra que te quero. Porto Alegre: Artmed Editora, 2001.

Descrição: Os autores procuraram voltar o olhar para a ação cotidiana dos educadores de creches e pré-escolas, buscando
dialogar sobre as dimensões de educação e cuidado dessa prática. São discutidas e repensadas questões como concepção
de infância e educação infantil, a organização do espaço físico e do tempo de permanência da criança na instituição, a
inclusão de experiências diversificadas de conhecimento, no decorrer do dia, através de situações desafiadoras e
contextualizadas.

Livros
EDWARDS. Carolyn et al. As cem linguagens da criança: a abordagem de Reggio Emilia na Educação da primeira Infância.
Tradução Dayse Batista. Porto Alegre: Artmed, 1999.

Descrição: Este é um livro com uma introdução abrangente que aborda história e filosofia, currículo e métodos de ensino,
escola e sistema organizacional, uso do espaço e ambiente físico, além dos papéis do adulto profissional.

FERREIRA, Maria Clotilde Rossetti et al. (org.). Os Fazeres na Educação Infantil. São Paulo: Cortez, 1998.

Descrição: Educação Infantil,

diferenciadas de tra
.

HARLAN, Jean Durgin & RIVKIN, Steve. Ciências na Educação Infantil- Uma abordagem Integrada. Porto Alegre:
Artmed,2000.
Descrição: Ciências na educação infantil: uma abordagem integrada reúne o que há de mais atual em aprendizagem e
cognição para propor um ensino envolvente e esclarecedor das ciências na primeira infância. Sua proposta é a utilização de
recursos da comunidade e de fenômenos reais para o desenvolvimento da linguagem, das habilidades matemáticas e das
capacidades globais das crianças.

HOFFMANN, Jussara e DA SILVA, Maria Beatriz G. Ação Educativa na creche. Porto Alegre: Mediação, 1995.

Descrição: Primeiro da série, este caderno é inédito no tema. Apresenta uma coleção de textos sobre a ação educativa com
crianças de 0 a 4 anos. Um grupo de professoras de escolas infantis, orientadas por Jussara Hoffmann e Maria Beatriz G. da
Silva, relatam atividades desenvolvidas e apresentam reflexões teóricas acerca do desenvolvimento das crianças. Leitura
importante para a ação educativa com essa faixa etária.

KLISYS, Adriana. Ciência, Arte e Jogo - Projetos e Atividades Lúdicas na Educação Infantil. São Paulo: Editora Petrópolis, 2010.

Descrição: A obra de Adriana Klisys mostra-nos muitas maneiras de enxergar a produção das crianças e seus processos.
Mostra-nos também a satisfação dos mestres ao acompanhar seus alunos e, ao descobrir, eles próprios, o fascínio pelo
conhecimento.

LORENZATO, Sérgio. Educação Infantil e Percepção Matemática - Col. Formação de Professores. Campinas, SP: Autores Associados,
2008.

Descrição: Este livro tem como foco o desenvolvimento da percepção da criança em idade pré-escolar. Ele trata dos
principais aspectos que compõem o conhecimento matemático da criança: o espacial, o numérico e o de medida. Assuntos
como perfil da criança pré-escolar e concepção atual de educação infantil, princípios facilitadores do desenvolvimento
infantil e função do professor e a percepção matemática discutidos nesta obra.

MOYSÉS, Lucia. Aplicações de Vygotsky à Educação Matemática. Campinas, SP: Papirus, 2007.

Descrição: Neste livro, Lucia Moysés relata uma experiência de ensino de matemática, com turmas de 5ª série de uma
escola pública. Com base nos conhecimentos legados por Vygotsky e seus seguidores, a autora criou uma parceria com
professores que estudaram e aplicaram tais princípios em suas aulas. O resultado do trabalho comprova que é promissor o
uso do enfoque sócio-histórico para a qualidade de ensino.

PARRA, Cecília, SAIZ, IRMA et al. Didática da matemática. Porto Alegre: Artes Médicas, 1996.

Descrição: Esta obra traz reflexões sobre qual é a matemática que deve ser ensinada na educação básica, analisando, ainda,
a situação atual do ensino e da aprendizagem de conteúdos importantes do ensino fundamental, e apresentando propostas
didáticas que dão ao aluno a oportunidade de colocar em jogo suas conceituações, suas reflexões e seus questionamentos.

REIS, Silvia Marina Guedes dos. A matemática no cotidiano infantil: Jogos e atividades com crianças de 3 a 6 anos para o
desenvolvimento do raciocínio lógico-matemático. Campinas, SP: Papirus, 2006.

Descrição: Esse livro apresenta sugestões de jogos, brincadeiras e atividades que buscam desenvolver o raciocínio lógico-
matemático e trabalhar o conteúdo a ser explorado com crianças de 3 a 6 anos de forma lúdica, interativa e desafiadora,
auxiliando o educador a construir um ambiente matemático em sala de aula. Várias atividades aliam arte e criatividade,
como o desenho com formas geométricas e a construção de jogos e materiais com sucata, proporcionando às crianças a
satisfação de construir seus próprios jogos, além de trabalhar o conceito de reciclagem. A obra também tem por objetivo
levar à reflexão dos caminhos que conduzem a essa aprendizagem. É destinada a todos que trabalham com crianças nessa
faixa etária - professores, coordenadores e orientadores - e também aos estudantes na área da educação.

ROSA NETO, Ernesto. Didática da matemática. 9 ed. São Paulo: Ática, 1997.

Descrição: Esse livro é destinado a educadores interessados em educação matemática. Levando em consideração o
interacionismo e a psicogenética, discute os principais tópicos da matemática de pré-escola e ensino fundamental,
viabilizando sua aplicação em sala de aula. Para isso, tem como pressuposto que a própria pessoa constrói seu
conhecimento em interação com o meio, partindo de seu acervo de conhecimentos para a elaboração do novo. A obra
apresenta os materiais e os recursos que o professor deve utilizar em suas aulas, bem como os desafios e a curiosidade que
podem tornar a matemática uma atividade gostosa e interessante. O livro será útil em cursos de Pedagogia e Matemática
(licenciatura), porém muito mais no dia a dia do professor, porque é interação de teoria e prática.
SMOLE, Diniz & Candido. Coleção Matemática de 0 a 6 anos: Brincadeiras Infantis nas Aulas de Matemática Vol.1. Porto
Alegre: Artmed, 2000.

Descrição: A proposta desta coleção é organizar uma série de atividades para a Educação Infantil que incentivem a
exploração de uma variedade de ideias matemáticas, não apenas numéricas, mas também sobre geometria, às medidas e
às noções de estatística, estimulando nas crianças uma agradável curiosidade acerca da matemática e adquirindo
diferentes formas de perceber a realidade.

TOLEDO, Marília. Didática da Matemática: como dois e dois. São Paulo: FTD, 1997.

Descrição: Este livro traz atividades que permitem despertar a intuição matemática que há em todas as pessoas e
relacioná-la à teoria formal da matemática apresentada nos manuais tradicionais. Várias delas testadas em aula. Há
também textos complementares para despertar a noção de desenvolvimento da ciência e apontar interpretações variadas
da perspectiva matemática. Abordagem que evidencia a importância de os alunos procurarem respostas e de evitar
monólogos longos, permitindo que haja a troca de impressões e experiências e o desenvolvimento das habilidades de
comunicação, formulação de hipóteses e crítica.

Título: Gênio Indomável.

País: EUA
Ano: 1997
Direção: Gus Van Sant
Duração: 126min

Descrição: Em Boston, um jovem de 20 anos chamado Will Hunting que já teve algumas passagens pela polícia e é servente
de uma universidade, revela-se um gênio em matemática e, por determinação legal, precisa fazer terapia, mas nada
Filmes
funciona, pois ele debocha de todos os analistas, até se identificar com um deles, Sean Maguire.

Título: Uma mente brilhante.


País: EUA
Ano: 2001
Direção: Ron Howard
Duração: 135min
Descrição: Este filme de 2001 retrata a vida real de John Nash um gênio da matemática que, aos 21 anos, formulou um
teorema que provou sua genialidade e o tornou aclamado no meio onde atuava. Criou sua fórmula ao se opor ao conceito
clássico de Adam Smith a respeito da competição (entendida como forma de estímulo para o avanço rumo a um objetivo, a
uma lucratividade). Nash elaborou um conceito em que o essencial seria a colaboração do grupo para que todos
conseguissem chegar a algum lugar, a certo objetivo, a um lucro final.

Título: Alexandria.

País: Espanha
Ano: 2009
Direção: Alejandro Amenábar
Duração: 127min

Descrição: O filme relata a história de Hipátia, filósofa e professora em Alexandria, no Egito entre 335 e 415 da nossa era.
Ela ensina Filosofia, Matemática e Astronomia na Escola de Alexandria, junto à biblioteca.

Título: Donald no país da matemática.

País: EUA
Ano: 1959
Direção: Joshua Meador
Duração: 27min

Descrição: O Pato Donald compreende a importância da matemática com os gregos da Antiguidade, os primeiros a
descobrirem alguns dos princípios matemáticos básicos. Em sequências sucessivas, esses princípios são relacionados à
música, escultura, pintura, arquitetura, mecânica, esportes e outras atividades do nosso dia a dia.
WEBLIOGRAFIA

Título: A história infantil na Prática de Matemática e Ciências.

Descrição: O presente artigo relata sobre um projeto desenvolvido com crianças de 4 a 5 anos, e que utiliza a Literatura
infantil, entendendo que as histórias infantis abrem caminhos para o ensino multidisciplinar. Nesse artigo a Matemática e a
Ciência são trabalhadas a partir dos conteúdos de representação de números e alimentação saudável. Assim, a Ciência deve
ser compreendida como necessidade básica de compreender o mundo, com vistas a sobreviver e viver melhor.

Endereço eletrônico (URL):


http://www.pesquisa.uncnet.br/pdf/educacaoInfantil/HISTORIA_INFANTIL_PRATICA_MATEMATICA_CIENCIAS.pdf

Título: Ensino de Ciências na Educação Infantil? O trabalho com a atividade investigativa...

Descrição: O referido artigo busca discutir o trabalho na Educação Infantil com o ensino de Ciências, área de conhecimento
que deve possibilitar nas crianças a oportunidade de se expressarem e de compreender o mundo em que vivem. Devemos
construir nas instituições escolares de Educação Infantil, uma Ciência viva, prazerosa, instigante, rica e sensível e não fria,
Artigos
distante, estanque e puramente quantitativa.

Endereço eletrônico (URL): http://www.partes.com.br/educacao/ensinodecienciasnaei.asp

Título: A ludicidade e o ensino de Matemática na Educação Infantil.

Descrição: Dada a importância da brincadeira na Educação Infantil, como uma das formas mais eficazes de despertar na
criança o seu interesse, o artigo oferece inúmeras sugestões de atividades que podem ser recriadas e modificadas, de
acordo com a realidade em que está sendo trabalhada. São muitas as possibilidades, pois não existem fórmulas mágicas
que atendam todas as crianças, pois elas possuem necessidades distintas na hora do ensino da Matemática.

Endereço eletrônico (URL): http://www.partes.com.br/educacao/ludicidade.asp

Título: Seres humanos e natureza nos espaços da Educação Infantil.


Descrição: O texto de Léa Tiriba apresenta a reflexão sobre as condições ambientais do planeta, levando a compreender
suas origens e a criar estratégias de intervenção em espaços formais e não formais de Educação. Oferece conhecimentos
teóricos e práticos relativos às questões ambientais e quanto à metodologia de trabalho com as crianças, visando a sua
mobilização em torno de ações que impliquem, já, em mudanças no estilo atual de viver e pensar a vida.

Endereço eletrônico (URL): http://www.partes.com.br/educacao/ensinodecienciasnaei.asp

Título: Jogo, brinquedo, brincadeira e a educação.

Descrição: O artigo de Maria Carmem Silveira Barbosa aborda a aprendizagem matemática através de jogos e brincadeiras
dando pistas para as possibilidades de um trabalho multidisciplinar.

Endereço eletrônico: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S010173301997000200011&lng=pt&nrm=iso

Título: Uma perspectiva para o ensino da matemática na pré-escola.

Descrição: As autoras deste artigo (Rosa Maria Maciel e Maria Luiza do Canto Benedetti) defendem que a pré-escola é um
espaço privilegiado para o ensino da Matemática. E que a educação matemática neste segmento da Educação Básica deve
visar à construção de um saber que capacite nossas crianças a pensar e a refletir sobre a realidade, assim como a agir e
transformá-la.

Endereço eletrônico: http://www.crmariocovas.sp.gov.br/inf_a.php?t=008

Título: Educação Infantil visita Espaço Ciência.


Descrição: O vídeo apresenta a ida de um grupo de crianças ao espaço CIÊNCIA, suas experimentações, suas hipóteses a
partir do contato com materiais e experimentos oportunizados para eles pelos monitores. Há vivência da Ciência e
construção de conhecimentos.

Vídeos Tempo de duração: 3min04seg

Endereço Eletrônico (URL): WWW.youtube.com/watch?V=3AI2Yp8vPmM

Título: A Matemática na Educação Infantil.

Descrição: O vídeo mostra uma atividade de sequência numérica, feita a partir de uma brincadeira conhecida como “cama
de gato”. Também mostra como realizar uma receita culinária e o que deve ser explorado, como: a capacidade, as medidas,
estimativa, resolução de problemas e outros conceitos da matemática, em turmas de Educação Infantil. Indicado para que
os alunos formandos vivenciem atividades lúdicas no ensino da Matemática.

Tempo de duração: 17min29seg

Endereço eletrônico:
http://www.acervodigital.unesp.br/handle/123456789/347?mode=full&submit_simple=Mostrar+item+completo

Endereço Eletrônico (URL): http://www.assimsefaz.com.br/sabercomo/como-ensinar-matematica-a-seu-bebe

Título: Como ensinar Matemática a seu bebê.

Os bebês devem ser estimulados devidamente e se sentirem acompanhados durante a sua aprendizagem. Uma das mais
notáveis capacidades das crianças são a associação e distinção das quantidades, embora possuam uma vasta gama de
outras capacidades para desenvolver. Nesse sentido, este material oferece sugestões para que os profissionais de creche
tenham um melhor desempenho.
Sítios (URLs)

Endereço Eletrônico (URL): http://oaeducopedia.blogspot.com.br/2011/10/objetos-de-aprendizagem-e-seu-uso-na.html

Título: Objetos de aprendizagem e seu uso na Educação Infantil.

Descrição: Para os professores em formação, orientações sobre a importância de objetos lúdicos virtuais que servem de
ferramenta pedagógica no ensino de Ciências da Educação Infantil e para os alunos, os objetos de aprendizagem permitem:
observação do fenômeno; interação com a situação-problema; interferência nos resultados observados.

Título: Banco Internacional de Objetos Educacionais

Endereço Eletrônico (URL): http://objetoseducacionais2.mec.gov.br/handle/mec/17

Softwares Descrição: Neste software, encontramos muitas possibilidades de interação com os eixos Matemática e Natureza e
sociedade, além dos outros, citados no Referencial Curricular Nacional para Educação Infantil. São objetos educacionais,
criativos e dinâmicos, que ajudam o professor no planejamento de suas ações, tornando melhor a sua Prática.
INTERDISCIPLINARIDADE

Práticas Pedagógicas e Iniciação à Pesquisa – PPIP: Os alunos poderiam realizar entrevistas com os professores de Educação Infantil indagando sobre suas práticas
com relação ao estudo das Ciências e da Matemática neste segmento de ensino. Poderia ser desenvolvida uma avaliação conjunta por meio da análise e debate
das entrevistas realizadas.

Conhecimentos Didáticos Pedagógicos em Ensino Fundamental – CDPEF: Os alunos podem realizar uma Feira de Ciências e da Matemática para a Educação Infantil
e Ensino fundamental com estatísticas, jogos e brincadeiras para as crianças. Poderia ser desenvolvida uma avaliação em conjunto dos trabalhos realizados e
expostos, pelos alunos, na Feira de Ciências e de Matemática.

Política Educacional e Organização do Sistema de Ensino – PEOSE: Poderia ser realizada uma mesa redonda para discussão do Referencial Curricular Nacional para
Educação Infantil. Os alunos poderiam realizar um relatório sobre a discussão da Mesa Redonda; Seminários também poderiam ser realizados para o debate sobre
o assunto. Poderia ser desenvolvida uma avaliação conjunta das disciplinas por meio dos relatórios da Mesa Redonda e também as notas pelos seminários
poderiam ser dadas em conjunto.

ABERKANE, Cerqueti Françoise. O Ensino da Matemática na Educação Infantil. Porto Alegre: Artes Médicas, 2001.

BRASIL. Ministério da Educação e Desporto. Secretaria da Educação Fundamental. Referencial Curricular Nacional para
Educação Infantil. Vol.3. Brasília. MEC/SEF, 1998.

BRASIL. Livro de estudo: Módulo IV. Karina Rizek Lopes, Roseana Pereira Mendes, Vitória Líbia Barreto de Faria,
organizadoras. – Brasília: MEC. Secretaria de Educação Básica. Secretaria de Educação a Distância, 2006. 72p. (Coleção
PROINFANTIL; Unidade 8).
Referências Bibliográficas
ABERKANE, Cerqueti Françoise & BERDONNEAU, Catherine. O ensino da Matemática na educação Infantil. Porto Alegre:
Artes Médicas, 2001.

SPODECK, Bernard, SARACHO, Olívia N. Ensinando crianças de três a oito anos. Porto Alegre: Artes Médicas, 1998.

BRONOWSWY, J. Ciências e valores humanos. Belo Horizonte: Itatiaia/São Paulo: Ed. Universidade de São Paulo, 1979.

KAMII, Constance. A criança e o número: implicações educacionais da teoria de Piaget para a atuação com escolares de 4
a 6 anos. Tradução de Regina A. de Assis. Campinas, SP: Papirus, 1990.

REIS, Silvia Marina Guedes dos. A matemática no cotidiano infantil: jogos e atividades com crianças de 3 a 6 anos para o
desenvolvimento do raciocínio-lógico-matemático. Campinas, SP: Papirus, 2006.
SMOLE, Kátia Stocco; DINIZ, Maria Ignez (orgs). Ler, escrever e resolver problemas: habilidades básicas para aprender
matemática. Porto Alegre: Artmed Editora, 2001.

Você também pode gostar