Você está na página 1de 34
f] Vogais oreis @ A palavra é de prata, o.siléncio é de our < As paredes tém ouvides Em boca fechada nao entra mosquito. Quem no deve, néio teme. Deus escreve direito por linhas tort Pais ricos, filhos nobrés, netes pobres ee ee ee rw | we | A’ | de o silencio pporedes é uo. tortos u dae xo fecido | dove ows ones 1 feme mosquito Deus scree boca pobves 1 escreve certo cetia rmosiiio pores owes wot robes fas ' pots ftos | © | Vogal "i" Vogal “u" r representocias fics represents grlicas . i | siténcio u | agua iif of e de; de oO mosquito; ouvidos sil onto — sino fnco esauonous Em final de palavras, quando no € ace vogal “B" se pronuncia /i e a voyal pronuncia [u/ Vogal “e” fechada Vogal “e” aberta Tepresentacbes gréficas ‘epresentacées graficas e /ef depois Jel e | certo sinbolo fonético voc’ café simbola fonética ‘fe! Como 0 “B” da palavra espanhola “Usted”. /£/- Vogal que niio portence a fonética do espanhol, Para pronuncid-la, o maxilar infecior desce um pouco mais do que o necessério para a pronunciagao da vogal /e/ @ /o/ simboto fonético Vogal “o” fechada Vogal “o” aberta represeniosies géficas representbes rficas © | boca © | tonas A/ 3 6 6 | awe “ simbolo fontco fol - Como 0 “O” da palavra “posible” 191- Esta vogal também nfo existe no espanhol Para a emissio do som //, 0s labios devem ficar um pouco menos contraidos do que o necessirio para pronunciar a yogal /o/. D 2 € 1) Escute atentamente os pares ce palavras e repita fof apés nova senhora povos aeroportos a) b) fel /of ele depois esse novo este senhor feira povo aeroporto ° ; Jefov/e/| Sif é é e até ate bebe bebe através as traves G9 O- 2) Marque a palavra que tem a vogal “o” aberta. 2) gosto / gosto / gosto / gosto b) jogo / jogo / jogo / jogo ©) pode / pide / pode / pade d) gostoso / gostoso / gostosa / gastos ©) doce / dose / doce / doce GQ O-» 3) No quadro abaixo, classifique a vogal “e” como fechada ou aberta /ef fe/ voce equipe escreve escrevo deve projeto Epoca ant sg aan ven eee Vogais nasais e sons consonantais /s/@ /z/ As aparéhéiag enganam. @e_ Nao hd rosas sem e8pinhos. O homem propde e Deus dispée. : A pressa é ifliniga da'perfeigdo. 0 coragiio tem razées que a,prd Quem conta um.conto, aumenta um ponto. ; ria razdo desconhece. fil mand |aumenta “| espinhos — } desconhece | um aparéncias | rosas enganam | quem Jeomo [muito sem _——_razdes coragio | homer ponto pressa.—|razio nfo propie perfeigio j mie, dispie coragio [pis | razées desconhece © Quando; ao pronunciar as vogais (a-e-i-o-u), uma parte do ar sai pela boca e outra pelas ‘Fossas * nasais, ptodtz-se um fendmeno muito caracteristico do poriugués: as Wigais nasais: ‘A correta pronunciago dessus vogais € muito importante porque, muitas vezes, isto € 0 fyag0 istintvo entre palavras. Por exemplo, a nica diferenca fonética entre 2s palavras “mau” e “mo” é que, na primeira, a vogal “a” € oral e, na segunda, a yogal € nasal. Vogal nasal “a” “| [ Vogal nasal “e” represeritacdes aréficas represenagies gréficas am | ambiente Jaf | om) tempo /a/ an | antes . | en | aparéncias, enganam simbolo fonéiico sinbol fonda | ® | 8° i 125) = Vogal nasal “o” representocies grificas represenocies gros Jif | 2] importante om | bomba /o/ eo | im | insist on | onde sirbolo fonétco ; sco | 8 a sinboo fanético Propée Vogal nasal *u” simbolo fonética tif representuges gras um | comum un untar* @ Som consonantal /s/ Som consonantal /2/ Af representagoas giificas Tepresentacbesgrticas sd on hf intervocatco'« | MeS2, fase ss pressa z sash) cotesscurery | desconbece |] | egitay |eato, ext “Assemelha-se. coracto simbolo fonétca | *e3uido de consoante) | 6Xperiencia Como 0 “s" da palavra espanhola “Sudamérica”. Som consonantal inexistente na fonética espanhole a0 zumbido das abelhas. Sua pronunciagio se dé de maneira similar ao do 4s, diferenciando-se apenas em que, para pronunciar 0 /2/, acrescenta-se a vibragiio das cordas vocais. Legrmareeeser: Q B 1) Bsoute atentamente os pares de palavras com as vogais orais ¢ nusais erepita, a) 7 b) °°) F = /a/ Ja) | [riwie/| ff | vie | yal inanto veto vento cito cinto mau mio beta benta pito pinto pau pio pega pensa mito ‘into a 7 7" °) a fof /o/| fof /of fil boba bomba © | mudo mundo ode onde oO um bode bonde tudo rotundo. G2) Agora prest © atengiio gos. + Qe pEEE Ke palaragcom os sons ‘onsonantais /s! /2/ € repita. sf hf hf aga prego assa igs“ yocts mega seus casa preso asa usa vozes exato adagante eafezinho | producao prazer vock ‘Luisa’ gravacbes necessirio exético Biasil fazer f] Sons consonantais /{/, /3/, hy e / d3/ chorar | longe ajuda suja Oe eed fer winded Devagar se vai ao longe. Para baixe todo santo ajuda’ Néo adianta charar Sabre o leite de ‘Antes tarde ‘do qué nunca. Roupa suja se lava ef casa; adiamta tarde Som consonantal /{/ Som consonantal /5/ repnesetaries qrfcas reprsentaies rficas sciatoxt fear g [5] fatto] Jf | ages, | gene slete chorar, A jf, jiboia; i h a J, jibela; simibolo fonético “ cheiro, chato simbolo fonético } Jogo Como 0 “sh” das pulaveas inglesas “she” ou “shall”. ‘Som consonantal que néo pertence & fonética do espanol. Pronuncia-se de,maneira andloga a0 som /i/, diferenciando-se apenas em que, para prontincia do {Sf acrescenta-se a’ vibragao das cordas vocais. Som consonantal /1J/ Som consonantal /d5/ representacies qraficus representacies graficas 1 (quando forma - (quando formal dig, adianta, silaba com @ tio, antigo coma a As vost 8 (WS/ | Negsiat* | aitado te i de " ; (emfinat de | arte, feite 2 (emfinal de | tarde, onde simbolo fontico patlaveas) simbal fonética palavras) Como 6 “ch” do espanhol (Bx. Chile, cuchara). Como 0 “g das palavras inglesas “George” ou “gentleman”. Gy Ge D.Eseute atemtarenteos pares de palwres com os sons consonaniais bj e sf e repita cha ja cheiro jeito enchente | gente China Gina chinés Jipes choro jogo chuva juba. 044.2) No quadro abuixo, ordené as palavras segundo os sons /i/ ou ff; JU ou fas]. S/ Wei Ay /3/ gente tarde. didlogo pritica chegar avite deixar cidade 1 T editor particular | | Sons consenantais /b/ e /v/ 9 Mais vale um pdssaro na mio do que’dois voando.* @c A boa vida n&o quer pressa A bom entendedor-Ineia’pi Quem vé cara néio vé coragio. Nem todas as verdades se dizem.. vale yoando vidal palavra ve verdades Som consonantal /b/ [ Som consonantal /v/ tepresentacies graficas rersenogies gs Af /o/ b bela, bambi simbolo fonético vela, vejo, volta ‘simbolo fonético E uma consoante explosiva. Pronuncia-se apertando os ldbios antes de soltar 0 som como nas palavras espanholas “boca” ou “érbol”, G1) Escite atentamente os pares de palavras & com sons consonaniais 1, /v/e foe repita. E uma cdnsoainte fricativa; que se pronuncia de maneira andloga ‘io /f, diferenciando-se apenas em que, para a pronunciagao da consoante /v/ acrescenta-se a vibracio das cordas vocais. nrdene as palavras nas 0-2) No quadro abaixo, colunas congspouid : Ay hi] [La [a | aw fala vala fera Vera fim vim foto voto futebol voleibol cerveja Sons consonantais /1/, /R/ ea pronincia do “L" em final de silabas * Quel tem. see wai a Quem tudo quer, tud Som consonantal /r/ Som consonantal /R/ Ni representorbes gas representa grficas v r Rio, Roma, intl tonto | imtervoeatin | Fe" Paved /®/ nua Como 0 “r” du palavra “pero” do espanol. ; rr ferro, caro e simbolo fonética Como 0 “h” do inglés em “he” ou “hot”. @ aed ad ‘A letra “”, que participa da formacdo das sila- Vogal /u/ bas ~al, -el, -il, -ol e ~ul, € sempre pronunciada representacies gréticas como a vogal /u/. Af . uy 1 alcool, papel, em final de ee simbolo fonético silaba Brasil, timo 1 o GB 1) Bscute atentamente a prontincia do sin; — 2) Figue ateinto a prontincia da consoante “L” & onsonaital /R/ e repita. nas seguintes palavras e repita, 2/ fof Rio vestaurante jomal possivelmente sol 2) rua cairo almogar il volta reuniao: correto realmente. Brasil sul Teserva sorriso hotel filme azul | refeigées | seve futebol cultura jifique as palavras segundo.os sons /r/,/R/e/ ul: id PR recepeao hotel individual | Roberto churrasco endetego alguém acrumar _— desculpa recado praia Silvia carioca bairro solteira q Nomeros cardinals e ordinals [e Be 1) Hscute a fita e repita os mimeros Cardinais: 0 - 100 0 | zet0 1 | am (uma) 11 | onze 21 | vinte eum 2| dois(duas) [12 doze 22 | vinie e dois 3 | wes 13 | treze 30 | trinta 4 {quatro 14] quatorze 40 | quareata 5 | cinco 15 | quinze 50 | cingiienta— 6 | seis [16 | dezesseis © | sessenta 7 | sete 17 | dezessete 70 |_setenta 8 | oto 13,| dezoito 80 | oitenta [9 | nove 19 | dezenove 90 | noventa 10 | dez 20 | vinte 100) cem Ordinais 1° | Primeiro 1 | Primeira £ 2 | Segundo 2 | Segunda ‘ 3 | Terceiro 3: | Terceira 4 | Quarto [a Quarta [5 | Quinto 3 | Quinta 6 | Sexto 6 | Sexta 7 | Sétimo 7 | Sétima | 8+ | Oitavo 8 | Oitava 9 | Neno 9 | Nona” 1o*| Décimo 10*| Décima Tie] Décimo-primeiro | 11*| Décima-primeira Ta) Décimo-segando | 12°] Décima-segunds Cordinais: 100 -1 bilhao 100 | cem | cento e vinte e dois | djzgntos - trezgntes 400° | quajrocentos 500 quighentos, 600 seistentos 700 __| setecentos 800 _| itocentos | 900 _| novecentos 1000 __| ail 1002 mile dois 1900 _| mile novecentos 1999 mil novecentos ¢ noventa e nove Ss) 2012 __| dois mile doze Gil | seismilcento e onze 10.000 _| dez mil 50,000 cingtienta.mil 80.000 _| oitenta mil 100.000 _| ccm mil 1.000.000 _| umm mitho 7.000.000 _| sete miles 700.000.000 | cem mithoes 1.000.000.000 | um-biho | | Condes @ Aquarela (Toguinho) fio | lade 0 Noma folha qualquer Eu desenho um sol amarelo E cont cinco ou seis retas & facil fazer um castelo Coro um lipis em tomo da mio! E me dou uina Java / E se fago chover Com dois tiseos Teno um guarda-thuva Se um pinguinho de tinta Cai num pedacinho azul do papel ‘Nem instante imagino ‘Una linda gaivota a voar no céu Vai voando Contornando a imensa curva, iléite-sul Vou com ela viajando a0. Havaf; Pequim ou Istambul Pinto um barco a vela branco, navegando HA tanto c6u & mac, num beijo azul Entre as nuvens vem surgindo um lindo avido rosa e grené Tudo em volta, colorinds Com suas luzes a piscar Basta imaginar Bele est partindo, sereno, indo € Se a gente quiser Ble vai pousar O samba da minha terra (Leta: Dorival Caymii /Intézprete: Jodo Gilberto) ia © samba da minha terra Deixa a gente inole Quando se canta ‘Todo mundo bole Quem no gosta de samba Bom sujeito nfo € Ermuimn da cabega Ou doente do pé 35] Numa fotha qualquer Eu desenho um navio de partida Com alguns bons amigos Bebendo de bem com a vida De uma América a outra Eu consigo passar num segundo Giro um simples compasso E num citculo eu tago o mundo ‘Um menino caminba “ E caminhando chega no muro Bali logo em frente’ A esperar pela gente O futuro esti Bo futuro € uma astronave Que tentamos pilotar Nao tem tempo, nem piedade Nem tem hora de chegar ‘Sem pedir licenga ‘Muda a nossa vida E depois convida a rir ou chorar Nessa estrada nfo nos cabe conhecer Ou ver o que. viet No fim dela ninguém sibe bem ao certo Onde vai dar ‘Yannos todos numa linda passarela De uma aquarela Que um dia, enfim, descolorizé. 1 - lado b Bu nasci com o samba Com 0 samba me criei E do danado do samba Nunca me separei @ Feijoada completa (Chico Buarque de Holanda) ft | -ldob Mather voce vai gostar TO levando uns amigos Pra conversar les vio cor uma fore que mem me contem / Eles vao com uma sede de anteontem Salta cerveja estupidamente gelada, Prom batalhio, E vamos botar agua no feijao, Muther Nao va se afobar , Nao tem que pOr a mesa nern dar lugar Poe os pratos no chao Eo cho té posto E prepare as Lingiligas pro tira-gostoy Uca,-agtear, cumbuca de gelo e li vamos botar agua no feijao BE hoje Mulher, Vocé vai fritar Um montao de tOrresmo pra acompanhar ‘Arroz branco, farcfa e s.malagueta A laranja-baga ‘ow da,seleta ‘Joga o paip, carne seca, toucinho n E vamos botar gua no feijo alder’ Mather, Depois de salgar Faga um bom refogado:que é pra fag Aproveite a govdura da frigidcira Pra melhor tenipsrar a-Goive inineica , z que esté dca Pendura a fatura no nosso irmior E vamos botar agua no feijao (Letra: Didi-Mestrinko /Intérprete: Fernanda Abrew) fia? lado 0 AA minha alegria atravessou 0 mar e ancorou na passarela Fez um desembarque fascinante No maior show da terra Sera que eu serei 0 dono dessa festa Um rei no meio de uma gente tio modesta Bu vim descendo a serra Cheio de euforia para desfilar © mundo inteiro espera Hoje € dia do riso chocar Levei o meu samba para a mije-de-santo rezar Contra 0 mal-olliado eu camego 0 meu fittus Acredito ser 0 mais valtente Nessa luta do roghedo com 0 mar B hoje o dia da alegria Ea wisteza nem pode pensar em chegar Diga espelho meu Se hd na avenida alguém mais feliz que cu A gente Nosotros Avista Bn efeciive ‘Abacate alia Abacaxi Anand Abafado Calwoso & der Aceitar Acepiac Achar Greer, encontrar Aconchegante Acogedor Acrescentat ‘Agregar Adogante Bndolzante Agasalho Agasajo, buzo Aguia Aguila Ainda “Todavia, ain Aipo Apio Alga Ademas Alface Lechuga Abuser Aguiar Amana Mafiana ‘Andar Piso ‘Aparclho de barbear Maquina de afeitar Apetido Sobrenombre Apetio Apret6a Apito Silbato ‘Aposentado Jubilado Area aberta Jardin f Patio / Canteco Area de servigo Lavadero ‘Arrumar Areylar Antigo Anteulo Aico Rambla /Explatada Ala Clase Bagagein Bquipaje Baruthento, Ruidoso Batata Papa Bater papo Charlar Beijar Besar Beterraba Remolacha Bibet6 Objetos decorativos Boia Boya Bola Pelora Bola de ences Globo: Bolo ‘Torta Bolsa Cantera Bong Gorra con visera > Botar Poner Brinear Jogar Brinco Ato Bule Tetera Cabo Cable Cachecol Bufands, echarpe Cagala Hijo menor Cadeira Silla Catié da manba Desayuno Calga Pantalén Caleinha Bombacha Camera Cameraman Caneta Birome Cano Caio Cansativo Cansador Canto Lado, rinesu Carcspio Mend Carro Coche Cartéo Tage Cartio postal ‘Tarjota postal Cortera Billetera Casuco Saco / Casaea # Chaqueta Casal Pareja, matrimonio Cedo ‘Temprano Cena Escena Cenoura Zanrahoria Cesto de fixe. ‘acho de basura ca Te Chao Suelo Chapée Sombrero Cheear Chequear Chirmarrio Mate Chique Fino Cinzeiro Cenicero Cobertor Frazada Coitado Pobre, digno de piedad Colega Comparero Cotete Chaleco Colher Cuchara ‘Comodo Aumbiente Compride Largo Conteivo Contite Coalerir Vevificar Conversa Conversacién Copa Comedor diario Cope Vaso Cor Color Coruja Lechuza Corwvelo Code Cox Muslo Criangn Chico cru Ceudo Cumprimente Saludo Dado Dato Data Fecha, Deseer Bajar, descender Dica ‘Aclaracién f observacién Findicacién Doente Enferm Dona Dowa E Blevador Em prestagdes Embaixo Encher Endereso Engarrafado Ensolarsdo Entio Ewvilha Escada Bscova Bscravidio Escuna Esmagado Espinatie Esquecer Bsquisito Ascensor Aphuo Abajo Llenae Direecisn Embetellado/ ccongestionade (et tifico) Graciaso Mientras, micatras tanto Soleado Entonces Anveja Escalera Cepitlo Esclavitud Barco Triturado Espinaca Olvidar Raro, extravagante, feo Estdgio Estoque Experiente Pasantia Reserva, stock Experimentado E Cuchillo Heblar Fea Fato Hecho Farer Facer Fazer questto ‘Ser imprescindbte Fechaento Cieme Feo Proto negco Frias vacaciones Ficar * Quedar Fiear vontade ——_-Panerse eémodo File” Bife de lomo Fi eset Fite eepe “Cinta engomada Fogo Cocina Folga Dia libre, franco Fome Hamre Fraco pavit Frango Polio Frente Delante Furadorde papel -ApijeFder-: Gargom Mozo Gurto “Tenedor arora Muchach, chica Gavetr Cajén Gostoso Sabroso, tivo Grarnpeador Abrochdora Gio Grano Gravara Conbata Guard-chava Paraguss Guardanapo Servllta ~Guiché Veatanila Figje Hoy Inesquesivel Inolvidable nsosso Insulso Isqueiro Encendedor J a L Janel Ventana Jantar Cena Jeitw Estilo, modo, manera Joetho Rouitta Joyo Juego Jornalista Periodista Jur Intere’ (dines0) La Lana Lance Mexienda Lanchonete Peesto de comidas al paso Lar Hogar Lareira Hogar Lazer Entretenimniento Legal Barbaro, buenisimo Legume Verdura Lembrete Nota Ligacio Liamado Listrads Rallada Local Lugar Loge Pronto Loja Negocio Longe Lejos Lumingria Lémpara Luv Guante Maga Manzana Macio Blando Mai Malla de batio Mala Valija Manga Mango Menino Chico Metré Subte Mexer Revolver, mezclar Millio Chocto Moga Chica /“ muchacha Montar Acmar Morar Vivir, babitar Mével Mueble Madanga Cambio Nusa Navidad Nota Bille Nota fiscal Factura de pago 0 Obrigadota Gracias culos Anteojos Olfice boy Cadete Oi Hola Otar Mirar Ontem Ayer jOrelligo atTeléfono piblico : ‘Ouvido ido, Palets ‘Saco Path Paja Panels Cacerola’ Pasta Campers Pegar ‘Tomar Peixe Pescado Pendurar * Colzar Pente Peine Pesto Cerca Pesquisa Tnvestigacion Plano. Plan PS. Polvo Pois alo Coma no, a sus érgenes Paltsona Sillon / Asiento Per Poner Pris Playa Pratclera Estante Prato Plato Prédio Edificio Preencher Completa, enar Presente Regalo Preto Negro Quadro Cuadro, pizarra, pigacrén Quartacfeiea Migrooles Quarizirio Cundra Queixo Mentén Quinta-feira Jueves Quintal ‘Terreno Rede Homaca paraguay Releigio Comidas del dia Refletir Reflejar Refrigerame Gascosa Renda ‘Tajido delicedo Reporteso Refinamicnto, esmexo ‘Terminal de omnibus Roteirista Guionista Rotineias De rutina Rua calle Sacada Balosn Saco Bolsa Sacola Bolsa Saia Poller Segunda-feira Lunes Sexta-feira Viernes Sobrado, Casa dé dos pisos Sobrancelta Ceja Sobremesa. Poste Sobrenome, Apellide Som Sonido, Soryete Helada Sorveteria Heladesia Sozinha Sols Sozinho Solo ‘Sublinhar Subrayar Suco Jugo Sumit Desaparecer Sutia Corpo Taga Copa, ‘Talheres Cubiectos “Tampar ‘Tapar “Tempero Condimento j Tenis Zapatillas 4} Tenis 2apatila “Teega-feira Maxtes emo Taje “Temnago Zagesn 0 frente Time Equipo Tia Sacar,levantar ‘Toalha ‘Tala, mantel Tomara ojala “Travessa Fuerte Troco Cambio (diners) Vag Vacante Veranda Baleén Vaso de flores Flocero Waso de plantas aceias é Yello Vigjo i Venie Vitrine Vidviera Vosal Vocal Yoliat Volver adver | Xicara Ajedvez Twa F Sa {Gopiivlo | vg. 12-2 ste Muito racer Este & / ele € /Igualmenie | Esta 6 felaé {gualmente fig. 17 -e0.1 2 J teabalainos J fomsamos [540 /s80 /¢f tabatha / welaxa 7 tem] s80 /negam [precisa pag. 18-044 {) posta muito de tabalar neste projeo; 6 tomas caexito os imerros.d) Ns temas qué visjar hequenteiments A[Copitule 2 pig. 2208.2 '%) embaixo do; 4) ats da; 5") no conte do; 6°) no canta superior tireito; 79) a0 lado do. op Dat 1 no s€) ea dn; @) dos; g) do; da pig. 25-2n.4 1) em cima ¢) Os Seulos esto dentro da bolsa; d) Os Geulos| esti atris da bolsa c) Os Goulos estio embsixo da bolsa pig 2-002 1b) Apresento;c) Devemos; d) Ni, no canhecemos no, fig. 20-er. | 4) Os 6culos extio em cima da cadeira. 6) A caneta est ert cia ‘do eaderna. ¢) A pasta esti embaixo da mesa, d) As chaves esto fem cima da mesa €) O cartio de crédito esté 20 lado do livro. ‘0 catemo esti oa chi, g) O liveo est em cima da mest. h) O video esté a posta i) O guardacchuva est ina jane. E Copitulo 3 pig. 35-en.3 1) Na quacta-feira;b) na sexte-feira; ) No domingo: na quinta-feira; ) Na terga-feira g) No sabado. pig. 37-en.2 8) moro ftabaliames /comenios /assistem / gostamos;b) gosto estou / fico / tenho /€;€) esti /€ /tem / divides / podemes mG 2 pig. 29 en. 1 ‘vou aproveitar / vo fica / vou asst vamos fazer / vo dora / io poder / vou sait J vamos ver | vou dom pig. 29-06.2 1b) wait c) Vamos a, d} vio; e) vai a; 6 vai a; g) val) va fig. 40-e0.1 2) a0 / pela; b) pelo c) Aes /3/pela; d) a0 pela; e) pel. pig. AT en 8 pelo / do fdas) na / a0 / na /na I pelo. pig. 46-061 1b) Como esti ¢) Seu reftigerane ess gelodo?; d) Sua sobremesa até oa? ;«) Seu café esti bom? ig 49-01 2 todas J wa 2 tad ft, pi, ST-ex.3 fesqueei J prometeu / encontrou [ voliou demoron f pense f cencontet Ficamnes pig. 52-en. 1 ‘a/um /pelos No fda os / uma dos 0/38/08 1A Fos do. FLGopitule 5 pig. 57-28. ») esti abrindo«) esto correndo;d) est flando; e est endo; {ests vartendo;g) esto sorrindo. fig. $8-ee.1 ') E meio.dia, /E meia-note,b) SBo duas horas, c) So ito emt panto d) Sao sete e mefa.e) Sto quatro « qunae. f) $0 quinae paras oito, pag. 61 -ex. 1 tum / uc f um / umas / 3s / dos / No / nes Na / uns fuse J we) ‘um / um /um. pig. -en.2 foi/ fui /crescemos / foi eneontramos /fomos / convidei J comi'f comeu J Leberuos | eonversamos, Honila 6 pin. le. 1 2) Por favor, vost sabe ine der onde fica asorvetei? 2) O sear coaheceslgams loa de esos aqui por peo? 6) A seahora sabe me diaer onde Fen last Pasteu? 1) Veed conhece 0 Cinema Bandeirantes? pig, 70-01, 4 ‘deci faleifYevou/insistin J comnegou festiveros/ fi vous entiou / subiw fdeseeu fFiqueifchegamos /teve f vole ‘caminheifandei/ cheguet ig, 78-ex.1 imexessava/morava festudava /bahava/ fia a tina fia f tna / passedvamos ffmos ficava ig 19-00.2 conhesi /chimou / taba / fui eoavidou fu ive J comp. ig 79-03 Arabalho fpasso / estou / esto / sou / tenho / vou / acho. lg. 82 ex. 2 Gostei muito /o que é que voce achou /'Achei hortivel F[Gopitula 8 Mg, 87 -ex.1 1) tmbathavs festudava / sabia / ea pot; b) paticipava J aproveitava /andava ffovagrafuva / sabia / er; c) er /pensava jegavam J procurava /essistia / podia / queries / proporcionava. Eg Capitulo 9 ig. 97-02 Use / exquesa /evite Coma J Faga/ aproveite /cometa. pi, 97-3 Use coloque /evite/ Pretira / Coma J Faga ig, 97 20.5 8) devagar,b) lent; €) eSpido d) depeess, HL Goitulo 10 pig. 102-e3.1 ') vocé compra a saia compra / vou bavear a8 Fotos; «) clas vo a shopping. ig, 105-01 fomos/okamos/entamas sino esmos/ quis ise 7 voltou /deidimos/ dssemos. pig, 108-ex. 1 fev acho que / maior eu gosto mais de (= eu prefire)/ maior / EL Fonologi : pig, 12-042 2) 3 paavea “posta (verbo goat) 1) 2 pave» "jogo" (verbo jogs) ©) pales “pode” 6) 3 palaven ©) 2 palavea- pig. 127-06 3 Jel -voct, equipe,eserevo Fel -esexeve, deve, proj, époce ig. 130-24. 3 ‘1 adogante, produgio, voe8, gravagées, nevessério Fo} -exato, cafeziio, raze, Luisa, exttico, Brasil, fazer ig. 132-0. 2 Al - chegar, deixar dof = geate 25) gente pitic, noite, particular Hsf tarde, didlogo, cidade, editor pig. 133-ax. 2 Kt fh Wf video, vida, vivendo, vapor, esereve, voot,vinho, cerveja Pol -boi Pig. 135- ax. 9 et ~enderego, praia, carioes, solicra 7R/ recepeao, Roberto, churasco, rruma,reeado, barra ‘Jad ~ hotel, individual, alguém,deseulps, Sava, solteira PE] EL CAITULO [Unto coe a Guinprimentos 3 “eaten formal informal 10 Aprsentagio 2 ‘Apresena pessoal 4 EX coin 2 ‘A producto do Conhecend o Brasil 20) Gltimos preparativos para a viagem 20 Deserigi de un ambiente 2 ‘Lowaliago no espago 2 Frases intnogativas,aFinnativase negativas 26 28 Exprensbes de comtesia | CAPITULO 3 Dias da semana Prangjamento das aividedes da semana ‘Atividades rtineiras o finn de sername PE covirun0 4 [nero pao una el 4 is sar om coi a Solsitagto de servigos “ Exoxessropinito «6 Freparnda a reteigfo “8 Pore tira mess 50 ES] CAPITULO 5 | chegendo o hor 7] Pazer eserva nom hotel 54 O que cles esto Fazendo? : 36 Forse hacrioe : 38 ‘cite € una crianga “0 CAPITULO 6 | Caminhando peld cidade 64 Solis lostaag - a Pedi dr inicagtos : 66 eats fats pastes 68 EST CATULOT [Ur logor para mora 72 Procurando apartament pa alngar n Eaprimi esos - 14 Deserigfo de um apartamento ov una esa %6 Escolhendo os méveis 78 50 Lembranas do passat ma - ‘ EQLCAPHTULO 8_[ Comenaranio o avers 84 Dats comemorativas a Lembrangas do pasado (2) 8% A amin 88 GHPITULOY | Sade e bo forma 92 Desi fen 2 Deserve sensagbes eopoais 4 Fanerrocomendagies 96 Incr de veloidade 98 GAPTULO 10 [ Conpras no shoprng 100| a aja coupes 100 ‘ges simuldoeas 102 Pagano a conta 108 Expres preeccia 106 Nia nj de clorodomésticns 105 EA CaPTULO 11 | Conhecendoo Bras ns fas 110 Ey FONOLOGIA 124| 1.Oalhibet 16 2. Vogais ois - rs 3: Vopis masse sons consonants ef. pe 4 Son consonant 5,7 4S. Bi 5, Sons consonants fe. Bi 6 Sons consonarsis © /U, ea prondngia do “Len final de sabes Be 7 Némeros eardinase nina 16 8. Conges Bs jOCABULARIO 140) | CORRECOES DoS EXERCICO: 14 68% DOS FINANCIAMENTOS CONGEDIDOS AC SS eo Bind = eG = ey a = gaye 917.445-{ RASIL VEM DO MESMO BANCO: (0 NORDESTE, E CLARO. Os orficas acima comprovam. O Banco de Nordste€ nagente que paticipa cam maior volunedefisanclamentes na Nordste do ra Sto recursos aplicados a criagdo de intra-astraura¢ em empreendmentas dos rats varados pets. Oe aoportasa hoeis, de estradas & planaptes, de aroindistiasafabvicas de picolé, Pequenos, micro, médias, grandes. Qvalquer que se o amano do empreendimento, ele gora emprego e renda, a Banco do Nordeste apna. Para isso une parceras,capacita as empreendedores, integra cadeias produlvas, pesquisa cendrios, cia instumentos de desenvolvimento anima a economia de todas 0s 1.875 ‘municipios nordestinos. 0 vabalho do Banca do Nordeste tem um sO objetiv: aistormar cada espag daregiao wma oportunidade eal de bonsnegécins. Faraquem vem de fora, Paraquem vive la fancode eG i Nordeste soveano FEDERAL Bra: rotu que exe ene lone Brasil. Mas que un pais fascinante, un mune de eportunidades. 3rasil Une demacracia estable, sin confliclos ni guerras. Uno vaturaleza generosa, sin feremotos ni huracanes, con més 42 3.200 especies de paces de agua dulce. Pais del fulwo, ue en 1998 recibié US$ 26,1 mil millones en inversiones sanjeras directo, Un pofs que ivirié USS 2,5 mil millones 1 obras de inroestructor haistica y que iene US$ 6 mil mit 2nes en nuevas proyectos lurslicos de la iniciatverprivada, Un pois de gran riqueza cukual, con amplic voriedad de productos turisicas, que esti preparondo un escenario ‘envidiable pora recibir a turitas de! mundo entero GOBER § DelpRssa 9 PROGRAMA 1 | Couhecentoo Basi PROGRAMA 8 | Tempera braslaio ~ Apresentagbes e cumprimentos - advésbios de tempo += Advédbios de lugar Pronones pess = Verba SER ~ Presente do Indieativo = Palavras © capo PROGRAMA 2 “Tratamento Feral e informal (Prowones) Yerbo ESTAR ~ presente do Inicativo + Frases internagativas,afiemativas © negatives Expressbes de cortesia i de ttamento PROGRAMA 3 | Sdo Paulo ndo pode porar “Artigas deinidos ~ ‘ConibinagGes « comtragéies de preposigBes e artigos Balavras e expeess6es te tempo Nastlidade de vo ‘Yeibos da I conjugagio (TRABALHAR) - Palavas interrogativas 2) PROGRAMA 4 | A noite é uma festa : ‘nigas detinidos Palayras e expresses de lugae Verbs da 2 conjugagde (DEVER — TER) [Nameais eudinais de 1a 12 PROGRAMA 5 | Pacque hoje & sbhodo ‘Dias da semana - Novas palvrase expressBes de cempo (2) + Verbos da 3° eoajugayio - DIVIDIR oasis abertase fechas = PRIMERA REVISAO ~ Prononies possessivos Uso das pslavras B— OU — MAS Palavras e expresses elacionadas com comida Ea PROGRAMA 9 [ atin! al PROGRAMA 10 | Luz, cimera, cio “Cores \Verbos ENTRAR e SAIR — presente do Indicativo = Polavras que india movimento no espago + Palaveas que indica lugar ~Ampliande @ -vocabulirio = Comparativos de: superioridade,igualdade, inferior = Yerbos cla 1# conjugagio - petéito pereito da Laicativo - SEGUNDA REVISAO EEBETPROGRAMA 11 | tera aa PROGRAMA 12 | Album de familia EB procrana 13 | Soide ~ Verbos da 2c 3 eonjugagio ~ ESCREVER e ABRIR pretéito perfeito do indicaivo + Pronomes indefinidos - Emprego dos verbos TER - HAVER ~ EXISTIR ~ Verbo FICAR = Preteio pete eimperieio Jo Tndicativo « Principais graus de parentesco «= Verbo SER ~ perfeito do Indicativo - Estados civis = Verbo SENTIR ~ Presents do Indicative = Verbo ESTAR ~ Pretéit perfeito do Indieativo = Palaeras que indicam MODO cam INTENSIDADE, PROGRAMA 6 | 0 som do Bras oy, doce lar “Pronomes demonstatives «Verba IR = indicagto de futuro Nuimerais ordinals (a 12) - Sonoridde de algumas consoantes ‘Verbo TER — Pretiit perfeito do Indicative = Numerais (dezena, center, nia) = Verbo MORAR ~ Pretérito pefeto do Indicativo BESTPROGRAMA 15 | 0 mundo da cian PROGRAMA 7 | Fests! ~ Verb ESTAR - indicando agio continua no presente = Indiagio de tempo Sonovidade de alguns consoantes (2) ~Palavras que indicam DIMENSAO - Palaveat que indicam AFETIVIDADE. = Palayras que indicam INTENSIDADE = Verbos DEVER ABRIR ~ Pretrteimpertito do lnicativo = Verbos da I¥ conjugagio ~fututa do tndieativo -TERCEIRA REVISAO ce ea | SE [peoceanta 17 EES PROGRAMA 22 EEG PROGRAMA TE duc: cain do futuro | Vero da 2” eonjugagio » ESCILEVER ~ futuro do Indicaivo «= Numersis (da ondem dos MILHOES) ‘Vebos da 3" conjuyagio - ABRIR — futuro do hicativo 23] PROGRAMA 23 | Din de feira ~Weibos DEVER © ABR — presented Subjuntiva Verbos FAZER e VER ~ pretrito perfeito do inicativo Fons pa expressreonseessio (EMBORA, AINDA QUE) Espo esportiva FEET PROGRAMA 24] Frodo indus PROGRAMA 18 [Un puis om de bola Uso dos indicaoves de tempo - Enmpiego de PORQUE ~ PORTANTO Uso dos indiendoves de velocidad Uso tls prncipais formas de saudagio = Releréncia aa numeral BILHAD Uso de sulixo "AGO™ Nogasia com NAO e NEM = ludiengSo de posse com: DELE; DELA PROGRAMA 19| Feliz oiversrio oe ~ Nise do ano Foviasinterrogatva iis por SERA QUE. teins com NAO 6) = Fiases com os verbs no FASSADO, PRESENTE © FUTURO Yaibo VIR presente do Incaivo Founas de cots ~ verbo PICAR — futur 0 puerto do aiativa PROGRAMA 20 | Pais fihos ~ Verbo USAR = pretérite imparieia do Subjuntivo Significados da palavea GENTE / A GENTE = Peosoms reflexivos = Como formulae hipéteses © condigoes (uso &3 particula SE + verbos no irmperfito do Subjuntivo & ne futuro do pretdito do Indicativo) - QUARTA REVISAO PROGRAMA 21 | Cartas na mesa Pronoses oBTqu08 - Expresiesusadas em cartas forse infoomais = Verbo ENVIAR — pretérito mais-que-perfeito do Indiativo \Verbo ESTAR e'TER — pretério pereito do indicative Momento de dcisio ~ Verbos VER e FAZER - presente do Indicaivo - Verbos da fa conjugae — presente do Subjuntivo [Expresses de VONTADE ~ DUVIDA ~ FINALIDADE ‘Vero Viit~ predrito peieto do Tadicativo = Como farer um eonvite : = Come dav conse | = Com dar ores wilizanclo@ verbo na Impesative Uso de TER QUE / TER DE / DEVER para exprcssir necessidade c abrigagio - Formas feqientes para indicar MODO el PROGRAMA 25 | 0 canto da terro * | = Verio PLANTAR, COLHER, PROD do sutntvo | Verbos OUVIR ¢ PEDIR ~ presente do Indicative “odicagSo de tempo com ae expressbes ANTES QUE, 1,060, DEPOIS - QUINTA REVISAO, PROGRAMA 26 | Usno tarde no shopping ~Veibos DAK, QUERER e DIZER ~ preténits perfeito Ato Indicative « Pattcipis eegulaes dos verbos das 8s conjugagées | “= Verbos com paticiios ivegulares ~ ABR, DIZER Ea PROGRAMA 27 | Pé na estrada ‘Veit TRAZER - presente to Indicative - Verbo PODER = presente do Inicativo - Verbos com particfpio IRREGULAR BEEZ PROGRAMA 28 Far osteo ~ ero SABER = presente do nino “Eapeessies de proporcionalidade: A MEDIDA QUE ~ [A PROPORGAO QUE ey BES roceaits 29 | Foun sla ~Verbo POR — presente do Indicative “Uso de feases com verbas na YOZ. ATIVA © VOZ PASSIVA PROGRAMA 30 | Din de uz, festa de sol ‘Veibos POR, IR, SABER — pretérito perfeto do Indicative “Uso dos PRONOMES RELATIVOS a lingus pextuguesa - SEXTA REVISAO Be AS FITAS CASSETES © material apreseninda nas fitas cassetes tém como finalidade a prética oral. O uso repetitive e continuo das Fitas eassotes permite adquirir estruturas gramaticsis © ‘vocubulitio desenvolvides no curso, Seu conteddo reproduz trechos que aparecem 80 material impresso. Podem-se utilizar as fitas cassetes em forma independente.ou articulada com 0 livro ¢ 0 video Quando ot eos dias a apes fone initio jant6 2 ex : As tas cassis permitem a0 aun: 1. Esctar : b.Eseutar e epi €. Bscuare leet As chomadas As chamadas visam a destacar contetidos informativos e linguisticos que reforcem. © processo de aprendizagem. Vida cotidiana Fatso amigo: termos que geram mal-entendidos para os faltantes do espanhol; Talo Anigo “Expres Terese de empe | : ae Re ‘ unl s Fonética: indicagdes para uma adequada prontacia, sl fatto - Exerdtag Eee Alguuaias das atividades propostas apresenta encontiard o exercicio tesolvido no anexo ou as de sua utilizagio, 0 aluine poder, reconbhecs® ses avaliat os seus avangos. Exerctocio de integracio Encontram-se no Final de cada capitulo, nas folhas de cor azul claro. Os cestudantes deverdo aplicar todos os conhecimentos aprendidos no capitulo 0s incorporudos até o momento. Esse tipo de proposta permite que 0 aluno faca uma auto-avaliagio de seu provesso de aprendizagem. ESTRUTURA DO CURSO Os materiais diditicos que integram 0 curso «Conhecendo o Brasil» so: +3 videos contentio 9 horas de telecurse + 1 Livro de 147 paginas + 2fitas eassetes Os materiais diditicos reunidos no curso so complementérios ¢ correlacionados. (Os conteidos lingisticos € gramaticais de cada eapitalo do livso slo reforcados nos programas de vieleo ¢ nas fitas cassetes. Sua utilizagio deverd ses Jguir 0 ritmo de aprendizagem proposto em forma individual ou coletiva Asague set desert ovement os conteids de coda materia BB viveos (0s videos retinem uma série de 96 programas de 15 minutos cada, que apresentam a cultura, a vida cotidiana e, principais caracteristicas do povo brasileiro, Seus contetidos linguisticos e gramaticais estio articulades com aqueles apresentados no livro © nas fitas ceassetes. Ea OLIVRO O livro se divide em: 10 capitulos que apreseatam a informagio ling para que 0 aluno consiga desenvolver-se em diversas situagdes eotidianss ‘Também esto incluidos: um capitulo complementar que tem como objetivo a integracio dos anteriores; um capitulo de Fonolegia com indicagdes sobre a prontin ‘que contem as respostas de alguns exeicicies propostos nos capitulos; ‘um vocabulirio basico relacionado aos temas desenvolvidos. Os capitulos estéo orgonizados da seguinte forma: Em cada capitulo com o Vocabulario & as estruturas gramaticais a serem trabalhads “Também se incluem 05 esclarecimentos ¢ propostas de exereitacao para ‘que possa alcangar urna aprendizagem satisfatoria. ica necesséria icin do portugués falado no Brasil; um ariexo oaluno encontrar varias situagoes cotidianas CONHECENDO_O BRASIL Para o Brasil, a lingua portuguesa representa um elemento essencial de sua cultura ¢ identidade. Sua difusd0 no Ambito dos patses falantes do espanhol, comresponde a uma tarefit cada dia mais importante para aprofundar rosso , relacionamento com a comunidade hispanica, Ao mesino tempo, observa-se & expansio do interesse pelo aprendizado do portugués, no Mercosul, em toda América Latina e na Espana. O curso “Coahecendo o Brasil” é uma realizagio da Fundacién Centro de Estudos Brasileiros (FUNCEB) e da Associacio de Comunicagio Educativa Roquette-Pinto (ACERP - TV Educativa do Rio de Janeiro), que procura atender esta demanda de forma criativa e estimulante. Seu objetivo principal é motivar 0 aprendiz. uma melhoria progressiva de seu desempenho oral e escrito em portugués. A proposia deste curso consiste em apresentar situagSes selecionadas da vida cotidiana no Brasil, utitizando dramatizagbes, didlogos ¢ narratives, Sio utilizados materiais televisivos, educativos ¢ culturais, que informam sobre os aspectos mais relevantes de nossa hist6ria, literatura, miisica, cinema, teatro & artes plisticns ‘A claboragio deste cuso prev8 sua utilizago em forma coletiva os individual Seus contetidos lingiifsticas e gramaticais visam a propiciar a aprendizagem do portugués de nivel basico, Preparado especialmente para alunos falantes de espankiol, “Conhecendo 0 Brasil” pretende ofececer 0s instrurrientos adequados que permitam evitar 0 caminho ficil, porém equivocado, do portuahot. Esperamos que “Conhecendo o Brasil” represente uma experiéncin eficaz e enriquecedora. Nossa expectativa & de que este curso constitua simultaneamente uum meio de aproximago a0 aosso idioma e uma opoctunidade de melhor conhecimento de nossa realidade. Monica Hirst Mauro Garcia Diese FUNC Present ACER IVE DIRECKO GERAL Monica Hirst Mave‘ Gareia FUNCEB, ‘ACERP-TVE b aa MATERIAIS DIDATICOS Coordenadara Pedagisica Nocimar Iiioe DiretorsAssistente Sergio Rosie Produtor Executive ent Tob Azulay Diregin de Produio Giovanis Cosa Dicesio de Fotografia Beto Campos (César Moraes Soun Diceto Ctiano Maciel , “onino Muriey Co-Praducso ‘sLAbarg Cinema & Video oordenagi Geral Fundacion Cenco de Extuos Braco: FUNCEB (Buenos Airs) Realizagio ‘TVE Rin de Janeiro uyRo Covedenagio Geral Leonardo Sout laboragio de eonteddus ‘ Geren Coe ce Macedo Olivera Wore Pereira Lima Keaay Assessoria metodoligiea Bers Rotten de Culler Desenbo, diagramagio e armada Baro - grupo de disedo lebsr@ametcomar Buenos Aies, Argentina asteages Ls Roce z Fovogratias Enbratu Babi / Visual Abe imogens Grate ‘Akian Grafica Eo S.A (tay 2992 Bucos ies, Ageatina Fotoltos LD. Gropic Calo 326 Budaos Ales, Argenton FITAS CASSETES MMontagea Macias Alves Cost Yores Marcos Piccolo Febcio Paco Sans . Mais Rezende dos Santos Ley Frongosn oe Almada Silvana de Souzit Reprodueto de Has eassetes "tne Sou Sao ‘e Cérdc 13907" piso enor Ais, Argentina "2000 FUNCEB 2 ACERP. TV “Todos 6 deretos reservados & prtegid pela Ley 5988 de 14/1273. Neat pate te vo, em aseri2gio pea poe esc as es, perl sex eprodnis sansa sjam qua fore foes engegador: lennon, meeseicos, ogres, grvaiS0 00 _qisquer ous, Primeica edi: agosto de 2000 TSN 987.96551.55, . Fundacion - 0 le Estudos rasileiros sensu 965 /9 (1007) Buenos Altes, Argentine ‘email funesb@sinectiscomar de Estudos dep Braslenne BRASIL - 4 Fundacion anh f= ¢ Centro ‘UV