Você está na página 1de 73

ESTRATÉGIA CONCURSOS

CURSO REGULAR DE CONTABILIDADE GERAL


(Esse é um material provisório, contendo apenas parte das questões. O completo,
completamente atualizado, com mais questões, estatísticas, características da banca,
contas cobradas, fatos contábeis tirados de provas, verdades CESPE, etc. será
disponibilizado posteriormente).

QUESTÕES RECENTES CESPE/CEBRASPE – Parte 01

PARTE INTRODUTÓRIA

Considerando que a contabilidade é a ciência que estuda os fenômenos patrimoniais sob o aspecto da
finalidade organizacional, julgue os itens a seguir, no que se refere a conceitos, objetivos e finalidades da
contabilidade.

2018.01 - (CESPE-CEBRASPE/AGENTE DE PF 2018) Sob a ótica citada, o objeto da contabilidade é o


patrimônio do ente contábil específico.

2018.02 - (CESPE-CEBRASPE/AGENTE DE PF 2018) Para o estudo da contabilidade, patrimônio é a


diferença entre ativos e passivos detidos pelas entidades.

2018.03 - (CESPE-CEBRASPE/AGENTE DE PF 2018) A contabilidade integra o rol das ciências exatas


por estar dedicada à mensuração da riqueza do ente contábil.

2018.04 - (CESPE-CEBRASPE/TÉCNICO EM CONTABILIDADE FUB 2018) A contabilidade se define,


atualmente, como a ciência do patrimônio, cujo objetivo é captar os elementos sensíveis, perceptíveis
e habituais de transações que afetem a riqueza das organizações.

2018.05 - (CESPE-CEBRASPE/TÉCNICO EM CONTABILIDADE FUB 2018) Permitir o planejamento, o


controle e a análise patrimonial com vistas à tomada de decisão constitui objetivo da ciência contábil.

2018.06 - (CESPE/CEBRASPE – TÉCNICO EM CONTABILIDADE EBSERH 2018) O principal objetivo da


contabilidade é fornecer informações úteis sobre o patrimônio da entidade para finalidades diversas,
entre as quais, planejamento, controle e auxílio no processo decisório.

2018.07 - (CESPE-CEBRASPE/TÉCNICO EM CONTABILIDADE FUB 2018) O objeto da contabilidade se


restringe ao aspecto quantitativo do patrimônio organizacional.

2018.08 - CESPE/CEBRASPE – TÉCNICO EM CONTABILIDADE EBSERH 2018) O objeto de estudo da


contabilidade são as entidades econômico-administrativas, o que inclui as instituições com fins sociais.
1
www.estrategiaconcursos.com.br Prof. Marcondes Fortaleza
2018.09 - (CESPE/CEBRASPE – TÉCNICO EM CONTABILIDADE EBSERH 2018) A análise de balanços
não é considerada uma técnica contábil, tendo em vista que foi formulada e desenvolvida no âmbito da
administração financeira.

2018.10 - (CESPE-CEBRASPE/TÉCNICO EM CONTABILIDADE FUB 2018) Os investimentos e as


modificações na situação patrimonial são estudados pela dinâmica patrimonial.

2018.11 - (CESPE-CEBRASPE/TÉCNICO EM CONTABILIDADE FUB 2018) A moderna escrituração


contábil pressupõe a identificação da origem e da aplicação dos recursos, fato que justifica a
preferência pela utilização do método das partidas dobradas.

2018.12 - (CESPE-CERASPE/PERITO PF 2018 - CONTÁBEIS) A contabilidade teórica consiste no


registro das operações de determinada entidade em livros mantidos para essa finalidade.

2018.13 - (CESPE-CERASPE/PERITO PF 2018 - CONTÁBEIS) Se um profissional da contabilidade


empreender atividade profissional diversa, haverá conflito de interesse com ameaça aos princípios
éticos somente quando a outra atividade por ele exercida requerer habilidades contábeis ou
relacionadas a questão particular sob seu exame.

2018.14 - (CESPE/CEBRASPE - ANALISTA ADMINISTRATIVO EBSERH 2018) A situação patrimonial


líquida não se confunde com resultado patrimonial, uma vez que a primeira consiste na diferença entre
ativos e passivos enquanto o segundo decorre do confronto entre as variações patrimoniais
aumentativas e diminutivas do período.

2018.15 - (CESPE/CEBRASPE – TÉCNICO EM CONTABILIDADE EBSERH 2018) A controladoria, uma


ramificação da contabilidade, é uma estrutura encontrada nas organizações e que supervisiona, entre
outras, as áreas responsáveis pela contabilidade financeira, contabilidade de custos, auditoria interna e
contabilidade fiscal.

2018.16 - (CESPE/CEBRASPE – TÉCNICO EM CONTABILIDADE EBSERH 2018) A auditoria contábil


tem a mesma finalidade da perícia contábil.

2018.17 - (CESPE-CEBRASPE/AGENTE DE PF 2018) A aquisição a vista de um veículo pelo valor de R$


80.000, ainda que esse valor resulte de um desconto, negociado no momento da aquisição, no valor de
R$ 4.000, representa-se por meio de um lançamento de primeira fórmula.

2018.18 - (CESPE-CEBRASPE/TÉCNICO EM CONTABILIDADE FUB 2018) O registro da aquisição de


mercadorias, parte à vista e parte a prazo, com a ocorrência de encargos financeiros relevantes,
desconsiderados os efeitos tributários, exigirá a utilização de mais de quatro rubricas contábeis e
poderá ser realizado mediante uma única partida de segunda fórmula.

2018.19 - (CESPE-CEBRASPE/TÉCNICO EM CONTABILIDADE FUB 2018) A integralização de capital,


em que parte é feita em dinheiro e parte, em mercadorias, pode ser contabilizada mediante uma
partida de terceira fórmula.

2
www.estrategiaconcursos.com.br Prof. Marcondes Fortaleza
2018.20 - (CESPE/CEBRASPE – AUDITOR DO ESTADO DO RS 2018) A respeito das contas de receitas
e despesas, assinale a opção correta.
A) As contas de receitas e despesas são contas de resultado, também denominadas de contas
temporárias, pois seus saldos são encerrados para a apuração do resultado da entidade.
B) As contas de receitas e despesas, denominadas contas patrimoniais, são encerradas no final do
período para a apuração do resultado.
C) Despesa corresponde à entrada de elementos para o ativo, sob a forma de dinheiro ou de direitos a
receber.
D) Receitas representam o reconhecimento de um passivo, com o aumento de obrigações a serem
cumpridas para com clientes.
E) As contas de despesas são de natureza credora, e as contas de receita são de natureza devedora.

2017.01 - (CESPE/CEBRASPE – TÉCNICO JUDICIÁRIO TRE BA 2017) A contabilidade tem como


principal objetivo a(o):
A) fornecimento de informações que proporcionem aos seus mais diversos usuários — seja internos, seja
externos — utilidade no processo de tomada de decisões.
B) elaboração de guias de recolhimento de tributos a fim de manter a entidade em conformidade com os
ditames legais.
C) elaboração de demonstrações contábeis que atendam às finalidades específicas de determinado grupo
de usuários.
D) avaliação da capacidade das entidades comerciais em arcar com suas obrigações financeiras.
E) mensuração de bens patrimoniais a fim de elaborar corretamente as demonstrações contábeis.
24
2015.01 - (CESPE/CEBRASPE – AUDITOR FEDERAL DE CONTROLE EXTERNO TCU 2015) Se os
objetivos de uma companhia brasileira de capital aberto (S.A.) incluírem a exploração de serviços de
energia elétrica, um dos principais usuários da informação contábil dessa sociedade será a Agência
Nacional de Energia Elétrica.

2014.01 - (CESPE/FUB 2014) A contabilidade consiste em um sistema de informações financeiras


destinado a identificar, registrar e comunicar os eventos econômicos de uma organização.

2014.02 - (CESPE/FUB 2014) As finalidades da contabilidade incluem auxiliar os gestores de uma


organização a exercer seu papel na gestão de negócios.

2014.03 - (CESPE/FUB 2014) Auxiliar um governo no processo de fiscalização tributária é uma das
finalidades da contabilidade.

2013.01 - (CESPE/UNIPAMPA 2013) A contabilidade é uma ciência social cuja finalidade é permitir aos
seus usuários, que podem ser tanto pessoas físicas quanto pessoas jurídicas, a avaliação da situação
econômica e financeira de uma entidade, independentemente dessa entidade apresentar, ou não,
finalidade lucrativa.

2013.02 - (CESPE/CONTADOR MJ 2013) A parcela não realizada do capital social é apresentada no


patrimônio líquido, de modo a retificar o saldo do capital já subscrito pela empresa.

2013.03 - (CESPE/UNIPAMPA 2013) O capital autorizado corresponde a um limite de aumento do capital


social, em valor do capital ou em número de ações, previsto no estatuto social, independentemente da
modificação deste.

3
www.estrategiaconcursos.com.br Prof. Marcondes Fortaleza
GABARITO – PARTE INTRODUTÓRIA
2018.01 2018.02 2018.03 2018.04 2018.05 2018.06 2018.07 2018.08 2018.09
Certo Errado Errado Errado Certo Certo Errado Errado Errado
2018.10 2018.11 2018.12 2018.13 2018.14 2018.15 2018.16 2018.17 2018.18
Certo Certo Errado Certo Certo Certo Errado Certo Errado
2018.19 2018.20 2017.01 2015.01 2014.01 2014.02 2014.03 2013.01 2013.02
Certo A A Certo Certo Certo Errado Certo Certo
2013.03
Certo

ATOS E FATOS CONTÁBEIS - LANÇAMENTOS

2018.01 - (CESPE/CEBRASPE – TÉCNICO EM CONTABILIDADE EBSERH 2018) Para registro do fato


“Apropriação da despesa relativa ao aluguel do prédio onde a empresa está instalada, no valor de R$
2.000”, o lançamento contábil será como o apresentado a seguir:

D – Aluguéis ativos – R$ 2.000


C – Aluguéis a pagar – R$ 2.000

2018.02 - (CESPE/CEBRASPE – TÉCNICO EM CONTABILIDADE EBSERH 2018) Para registro do fato


“Pagamento, em fevereiro de 2017, do aluguel referente ao mês de janeiro de 2017”, o lançamento
contábil será como o apresentado a seguir:

D – Aluguéis a pagar – R$ 2.000


C – Caixa/Bancos – R$ 2.000

2018.03 - (CESPE-CEBRASPE/TÉCNICO EBSERH 2018) As contas de ativo e de despesas serão


debitadas sempre que for necessário aumentar os seus saldos, e serão creditadas quando a intenção
for diminuí-los. Já as contas de passivo e de receitas seguem mecanismo inverso.

2018.04 - (CESPE-CEBRASPE/TÉCNICO EBSERH 2018) As contas patrimoniais, independentemente da


posição hierárquica que ocupem no grupo a que pertençam, podem receber lançamentos a débito e a
crédito.

2018.05 - (CESPE-CEBRASPE/TÉCNICO EM CONTABILIDADE FUB 2018) A aplicação de recursos em


uma entidade é representada por um lançamento a crédito em uma conta patrimonial credora.

2018.06 - (CESPE-CEBRASPE/TÉCNICO EM CONTABILIDADE FUB 2018) O pagamento de uma


despesa em dinheiro exige a redução do saldo da conta caixa, o que se dá por meio de lançamento a
débito dessa conta.

2018.07 - (CESPE-CEBRASPE/TÉCNICO EM CONTABILIDADE FUB 2018) Os juros decorrentes de


pagamento em atraso e relativos à compra de mercadorias são registrados na contabilidade do
fornecedor em conta representativa de receita financeira com contrapartida na conta clientes.

4
www.estrategiaconcursos.com.br Prof. Marcondes Fortaleza
2018.08 - (CESPE-CEBRASPE/TÉCNICO EM CONTABILIDADE FUB 2018) A contratação de um novo
empregado para uma empresa constitui um ato administrativo, visto que essa ação afeta o patrimônio
da entidade.

2018.09 - (CESPE/CEBRASPE – TÉCNICO EM CONTABILIDADE EBSERH 2018) Os atos


administrativos relevantes, como é o caso de fianças para terceiros, podem, futuramente, modificar o
patrimônio da entidade.

2018.10 - (CESPE/CEBRASPE – TÉCNICO EM CONTABILIDADE EBSERH 2018) Assinaturas de


contratos de compra e venda com fornecedores e compra de mercadorias a prazo são exemplos de
fatos administrativos e que, portanto, devem ser contabilizados.

2018.11 - (CESPE/CEBRASPE – TÉCNICO EM CONTABILIDADE EBSERH 2018) As contas de


compensação ou extrapatrimoniais, quando utilizadas, devem registrar os eventos no momento de sua
ocorrência por meio de débitos em contas passivas e créditos em contas ativas, invertendo-se os
lançamentos por ocasião do vencimento do contrato ou da extinção do compromisso.
QUESTÃO 56
2018.12 - (CESPE/CEBRASPE – AUDITOR DO ESTADO DO RS 2018) Um registro de débito na
contabilidade de uma empresa tem o efeito de
A) aumentar os ativos e reduzir os passivos.
B) aumentar tanto os ativos como os passivos.
C) reduzir tanto os ativos como os passivos.
D) neutralidade: não altera nem os ativos nem os passivos.
E) reduzir os ativos e aumentar os passivos.

2018.13 - (CESPE/CEBRASPE – ANALISTA JUDICIÁRIO STM 2018) Uma redução no saldo da conta de
estoques de matérias-primas em função de uma devolução efetuada representa uma fonte de caixa;
uma redução na conta de fornecedores como resultado de um desconto obtido representa uma
aplicação de caixa.

2016.01 - (CESPE/AUDITOR DO TCE PA 2016) Pelo sistema de partidas dobradas, a conta caixa e
equivalentes é debitada pelo ingresso de recursos financeiros na entidade, e creditada por ocasião dos
pagamentos em caixa.

2016.02 - (CESPE/CEBRASPE – AUDITOR DE CONTROLE EXTERNO FISCALIZAÇÃO TCE PA 2016)


Uma conta de natureza devedora que não seja retificadora expressa uma aplicação de recurso.

2016.03 - (CESPE/CEBRASPE – ANALISTA CONTABILIDADE E FINANÇAS FUNPRESP 2016) Uma


entidade adiantou os salários de seus funcionários e o contador dessa entidade lançou os pagamentos
na conta salários a pagar, a débito, e na conta adiantamento de salário, a crédito. Nessa situação, o
procedimento contábil foi realizado de forma correta.

5
www.estrategiaconcursos.com.br Prof. Marcondes Fortaleza
2016.04 - (CESPE/CEBRASPE – ANALISTA ÁREA ADM CONTABIDADE FUNPRESP JUD 2016)
Segundo o método das partidas dobradas, o registro de um fato contábil sempre implicará um
lançamento a débito, que corresponde à aplicação dos recursos da entidade, e um lançamento a
crédito, que corresponde à origem dos recursos aplicados.

2016.05 - (CESPE/CEBRASPE – AUDITOR DE CONTROLE EXTERNO FISCALIZAÇÃO TCE PA 2016)


Um evento que altera de forma qualitativa, mas não monetária, o patrimônio de uma entidade é um fato
administrativo, mas não um fato contábil.

2016.06 - (CESPE/CEBRASPE – AUDITOR DE CONTROLE EXTERNO ÁREA ADM TCE PA 2016) Pelo
sistema de partidas dobradas, a conta caixa e equivalentes é debitada pelo ingresso de recursos
financeiros na entidade, e creditada por ocasião dos pagamentos em caixa.

2016.07 - (CESPE/AUDITOR DO TCE PA 2016) A obtenção de empréstimos junto a instituições


financeiras provoca, na data da liberação dos recursos, um aumento simultâneo do ativo e do passivo
das entidades beneficiárias desse tipo de operação de crédito.

2015.01 - (CESPE/CEBRASPE – AUDITOR TCE RN 2015) Um lançamento contábil é composto por, pelo
menos, um débito e um crédito.

2015.02 - (CESPE/CEBRASPE – AUDITOR TCE RN 2015) No momento da aquisição de um bem


financiado, a origem do recurso é registrada em uma conta de natureza credora, e a aplicação, em
uma conta do ativo.

2015.03 - (CESPE/CEBRASPE – ESPECIALISTA EM GESTÃO AUDITORIA TELEBRÁS 2015) O


método das partidas dobradas também é conhecido como método veneziano.

2015.04 - (CESPE/AUDITOR DO TCE RN 2015) No momento da aquisição de um bem financiado, a


origem do recursos é registrada em uma conta de natureza credora, e a aplicação, em uma conta do
ativo.

2014.01 - (CESPE/FUB 2014) Na escrituração contábil, a soma de todos os valores das contas contábeis
com saldos devedores deve coincidir com a soma de todos os valores das contas contábeis com
saldos credores.

2014.02 - (CESPE/TÉCNICO EM CONTABILIDADE SUFRAMA 2014) O registro do recebimento de uma


duplicata em atraso, incluídos os juros, pode ser efetuado por meio de um lançamento de diário de
terceira fórmula, ao passo que o registro de uma aplicação em certificado de depósito bancário pós-
fixado deve ser realizado por meio de um lançamento de diário de primeira fórmula.

2013.01 - (CESPE/UNIPAMPA 2013) No registro contábil pelo método das partidas dobradas, o destino
dos recursos representa o débito e a origem o crédito.

6
www.estrategiaconcursos.com.br Prof. Marcondes Fortaleza
2013.02 - (CESPE/ANALISTA DO MPU 2013) A amortização de dívida com desconto é evento que
provoca os seguintes impactos no patrimônio da entidade que efetuou o pagamento: crédito em conta
de disponibilidades, débito em conta de passivo e débito em conta de resultado pelo reconhecimento
de despesa financeira.

2013.03 - (CESPE/TRE MS 2013) Considerando que uma instituição educacional privada emita os boletos
de cobrança da mensalidade com a oferta de um desconto de 5% se o cliente (estudante ou
responsável) realizar o pagamento até 5 dias antes da data do vencimento, e que uma mensalidade no
valor de R$ 500,00, com vencimento para 15/12/2012, tenha sido recebida em 1.º/12/2012, assinale a
opção correspondente ao correto lançamento contábil dessa operação pela referida instituição
educacional.

2012.01 - (CESPE/CONTADOR DO TJ RR 2012) Adiantamentos de clientes ocasionam aumento do ativo


e do passivo.

2011.01 - (CESPE/ANALISTA JUDICIÁRIO TRE ES 2011) O sistema de partidas dobradas consiste no


registro de fatos contábeis de modo que, para cada conta debitada, corresponde uma conta creditada
e com o mesmo valor.

2011.02 - (CESPE/ANALISTA PREVIC 2011) O registro do aumento de determinada conta do lado


esquerdo do razonete não significa que a conta deva estar posicionada no lado esquerdo no balanço
patrimonial.

2010.01 - (CESPE/SEFAZ ES 2010) O método contábil das partidas dobradas é um método de


lançamentos a débito e a crédito, sendo que os valores dos débitos devem corresponder ao dobro dos
valores dos créditos registrados.

7
www.estrategiaconcursos.com.br Prof. Marcondes Fortaleza
2010.02 - (CESPE/AGENTE DA ABIN 2010) O item seguinte apresenta um fato contábil seguido de uma
proposta de lançamento contábil desse fato, devendo ser julgado certo se o lançamento proposto
estiver adequado ao respectivo fato, ou errado, em caso contrário.

pagamento de juros devidos


débito em: despesas financeiras de juros
crédito em: juros a transcorrer

2009.01 -(CESPE/AGENTE DE POLÍCIA FEDERAL 2009) Em decorrência da aplicação do método das


partidas dobradas, as contas retificadoras do patrimônio líquido têm seu saldo aumentado quando são
debitadas, e diminuído quando são creditadas.

2009.02 - (CESPE/AGENTE DE POLÍCIA FEDERAL 2009) O fato contábil registrado no lançamento de


4.ª fórmula abaixo pode ser entendido como recebimento por uma venda a prazo, após o vencimento
da obrigação, e concessão de abatimento por problemas com a mercadoria ou sua entrega.
D bancos
D abatimentos
C cliente
C juros

2008.01 - (CESPE/ANALISTA JUDICIÁRIO TST 2008) De acordo com o sistema de partidas dobradas,
um lançamento de primeira fórmula cujo registro a débito diminua o passivo pode ter como
contrapartida um registro a crédito diminuindo o ativo.

2008.02 - (CESPE/SEFAZ ES 2008) A apropriação de despesa, a prazo, advinda de manutenção e


conservação de ativos será contabilizada a débito do resultado do exercício e a crédito de passivo.

2008.03 - (CESPE/SEFAZ ES 2008) O registro de instrumentos financeiros derivativos (IFD) não afeta o
resultado do exercício. O valor total do ativo da empresa que adquire o IFD não é modificado no
momento da operação.

2007.01 - (CESPE/AUDITOR DO TCU 2007) O lançamento a seguir pode corresponder corretamente à


venda de mercadorias a um cliente que havia efetuado um adiantamento à conta da operação.

2004.01 - (CESPE/POLÍCIA FEDERAL 2004) Ao se efetuar o registro de investimento em outra


companhia, a empresa aumenta seu ativo e reduz a receita antecipada.

2004.02 - (CESPE/AGENTE DE POLÍCIA FEDERAL 2004) A aquisição de mercadorias para revenda a


prazo não representará redução no resultado do exercício.

8
www.estrategiaconcursos.com.br Prof. Marcondes Fortaleza
2001.01 - (CESPE/AUDITOR FISCAL DA PREVIDÊNCIA SOCIAL 2001) A venda a prazo de uma
mercadoria estocada deve ser lançada a débito de contas a receber. Em contrapartida, deve ser
lançado um crédito em estoque, no valor correspondente ao custo da mercadora vendida, e um crédito
em receita de venda, pelo valor do resultado da transação, que é igual ao preço de venda menos custo
de mercadoria vendida, inclusive no caso de esse resultado ser negativo.

2001.02 - (CESPE/AUDITOR FISCAL DA PREVIDÊNCIA SOCIAL 2001) O aumento do capital social com
reservas de capital, sem emissão de novas ações, dá-se com um lançamento a crédito das reservas
de capital a serem utilizadas, em contrapartida de um débito na conta capital social.

2000.01 - (CESPE/AGENTE DE POLÍCIA FEDERAL 2000) A compra de material de estoque por R$


1.000,00, para pagamento a prazo, acarreta um débito em conta de estoques e um crédito em conta de
passivo de fornecedores.

2000.02 - (CESPE/AGENTE DE POLÍCIA FEDERAL 2000) No recebimento de dinheiro de acionistas para


integralização do capital social subscrito, deverá haver um registro a crédito do capital social ou da
conta que registra o capital a integralizar.

GABARITO – ATOS E FATOS CONTÁBEIS - LANÇAMENTOS


2018.01 2018.02 2018.03 2018.04 2018.05 2018.06 2018.07 2018.08 2018.09
Errado Certo Certo Errado Errado Errado Errado Errado Certo
2018.10 2018.11 2018.12 2018.13 2016.01 2016.02 2016.03 2016.04 2016.05
Errado Errado A Certo Certo Certo Errado Certo Errado
2016.06 2016.07 2015.01 2015.02 2015.03 2015.04 2014.01 2014.02 2013.01
Certo Certo Errado Certo Certo Certo Certo Errado Certo
2013.02 2013.03 2012.01 2011.01 2011.02 2010.01 2010.02 2009.01 2009.02
Errado D Certo Errado Certo Errado Errado Certo Certo
2008.01 2008.02 2008.03 2007.01 2004.01 2004.02 2001.01 2001.02 2000.01
Certo Certo Certo Errado Errado Certo Errado Errado Certo
2000.02
Certo

9
www.estrategiaconcursos.com.br Prof. Marcondes Fortaleza
ESTADOS PATRIMONIAIS E CLASSIFICAÇÃO DOS FATOS CONTÁBEIS

2019.01 - (CEBRASPE/ AFRE SEFAZ RS 2019) Se uma entidade adquirir, à vista, ações da própria
entidade pelo valor de mercado, então, para a entidade essa operação representará um fato contábil

A) misto aumentativo.
B) misto diminutivo.
C) modificativo diminutivo.
D) modificativo aumentativo.
E) permutativo.

2018.01 - (CESPE-CEBRASPE/TÉCNICO EM CONTABILIDADE FUB 2018) A aquisição de equipamento


em que parte do valor seja paga à vista e o restante, a prazo, sem encargos financeiros relevantes,
constitui fato permutativo do patrimônio.

2018.02 - (CESPE-CEBRASPE/TÉCNICO EM CONTABILIDADE FUB 2018) Por ocasião da venda de


mercadorias, à vista ou a prazo, é necessária a baixa no estoque dos itens entregues ao cliente,
evidenciando-se o sacrifício patrimonial realizado e representando-se um fato modificativo do
patrimônio.

2018.03 - (CESPE-CEBRASPE/TÉCNICO EM CONTABILIDADE FUB 2018) O pagamento em atraso de


um boleto, juntamente com os encargos financeiros correspondentes, é exemplo de fato misto.

Nas demonstrações contábeis de determinada empresa, foram selecionadas as contas a seguir,


reunidas em quatro grupos, e seus respectivos saldos.

grupo 1
caixa e equivalentes R$ 10.000
créditos contra clientes R$ 350.000
estoques para revenda R$ 250.000
veículos R$ 120.000

grupo 2
duplicatas descontadas R$ 100.000
fornecedores R$ 80.000
salários e encargos a pagar R$ 50.000

grupo 3
capital social R$ 400.000
reservas de lucros R$ 100.000

grupo 4
depreciação R$ 15.000
vendas líquidas R$ 2.000.000
salários e encargos R$ 450.000

Com base nessas informações, julgue os seguintes itens.

2018.04 - (CESPE-CEBRASPE/AGENTE DE PF 2018) O rol de contas está incompleto, visto que o total
de saldos das contas dos grupos 1 e 2 supera o montante do grupo 3.
10
www.estrategiaconcursos.com.br Prof. Marcondes Fortaleza
2018.05 - (CESPE-CEBRASPE/AGENTE DE PF 2018) Um fato modificativo exige um registro contábil em
conta do grupo 4.

2018.06 - (CESPE-CEBRASPE/AGENTE DE PF 2018) Se a empresa realizar um credito em conta do


grupo 1, em contrapartida a um débito em contas dos grupos 2 e 4, ela estará representando um fato
misto.

2018.07 - (CESPE-CEBRASPE/TÉCNICO EM CONTABILIDADE FUB 2018) A situação patrimonial


líquida em que o total de passivos supera o montante do patrimônio líquido é denominada passivo a
descoberto.

2018.08 - (CESPE/CEBRASPE – TÉCNICO EM CONTABILIDADE EBSERH 2018) Situação líquida e


patrimônio líquido são expressões sinônimas, mas a primeira é mais adequada para expressar o
estado patrimonial da entidade, enquanto a segunda é de utilização obrigatória no balanço patrimonial.

2018.09 - (CESPE/CEBRASPE – TÉCNICO EM CONTABILIDADE EBSERH 2018) No que diz respeito


aos estados patrimoniais, é possível que ativo e passivo tenham valor igual a zero, respectivamente,
na constituição e no encerramento das atividades da empresa.

2018.10 - (CESPE/CEBRASPE – TÉCNICO EM CONTABILIDADE EBSERH 2018) Uma entidade cujos


bens e direitos somem R$ 2 milhões e que possua obrigações que totalizem R$ 5 milhões estará em
uma situação líquida que pode ser definida como ativo a descoberto ou deficitária.

2018.11 - (CESPE/CEBRASPE – TÉCNICO EM CONTABILIDADE EBSERH 2018) Quando o passivo é


igual ao ativo subtraído do patrimônio líquido, sendo todos maiores que zero, tem-se a situação
patrimonial conhecida como positiva, ativa ou superavitária.

2018.12 - (CESPE/CEBRASPE – TÉCNICO EM CONTABILIDADE EBSERH 2018) Representam algumas


das possibilidades de fatos administrativos que devem ser contabilizados: fatos modificativos
diminutivos; fatos permutativos entre elementos ativos e passivos que provoquem aumento no
patrimônio; fatos permutativos entre elementos ativos e passivos que provoquem diminuição no
patrimônio; e fatos permutativos entre elementos passivos.

2018.13 - (CESPE/CEBRASPE – TÉCNICO EM CONTABILIDADE EBSERH 2018) Pagamento de


salários, compra de mercadoria à vista e recebimento de duplicatas com juros são, respectivamente,
fato modificativo diminutivo, fato permutativo entre elementos do ativo e fato misto aumentativo.

2017.01 - (CESPE/CEBRASPE – TÉCNICO JUDICIÁRIO TRE BA 2017) O fato que envolve


simultaneamente um fato qualitativo e um fato quantitativo, alterando positivamente o patrimônio
líquido, é denominado fato:
A) modificativo aumentativo.
B) misto diminutivo.
C) permutativo.
D) composto aumentativo.
E) modificativo diminutivo.QUETÃO 26

11
www.estrategiaconcursos.com.br Prof. Marcondes Fortaleza
2017.02 - (CESPE/CEBRASPE – TÉCNICO JUDICIÁRIO TRE BA 2017) O recebimento de uma duplicata
com desconto representa um fato
A) misto diminutivo.
B) modificativo aumentativo.
C) modificativo diminutivo.
D) permutativo.
E) misto aumentativo.

2016.01 - (CESPE/CEBRASPE – ANALISTA ÁREA ADM CONTABIDADE FUNPRESP JUD 2016) Todos
os fatos contábeis modificativos e mistos envolvem, ao menos, um lançamento em alguma conta de
resultado.

2016.02 -(CESPE/CEBRASPE – CONTADOR DPU 2016) O recebimento de vendas a prazo é


considerado um fato contábil permutativo, visto que ele não provoca alterações no patrimônio líquido
da entidade e modifica apenas a composição do ativo circulante com o aumento das disponibilidades.

2016.03 - (CESPE/CEBRASPE – CONTADOR DPU 2016) Havendo liquidação de empresa em situação


líquida nula ou equilibrada, o seu ativo será suficiente apenas para o pagamento das dívidas com
terceiros, não sendo suficiente para o pagamento do capital próprio.

2016.04 - (CESPE/CEBRASPE – AUDITOR DE CONTROLE EXTERNO ÁREA ADM TCE PA 2016) A


compra de uma mercadoria à vista, com desconto incondicional, é um fato contábil misto que aumenta
o patrimônio da entidade.

2016.05 - (CESPE/CONTADOR DPU 2016) O recebimento de vendas a prazo é considerado um fato


contábil permutativo, visto que ele não provoca alterações no patrimônio líquido da entidade e modifica
apenas a composição do ativo circulante com o aumento das disponibilidades.

2015.01 - (CESPE/CEBRASPE – AUDITOR TCE RN 2015) Em uma empresa que faz controle por
inventário permanentemente, a contabilização realizada no ato da compra de mercadorias a prazo,
com juros identificáveis e embutidos, gera um fato contábil modificativo.

2015.02 - (CESPE/CEBRASPE – ESPECIALISTA EM GESTÃO AUDITORIA TELEBRÁS 2015) O


passivo a descoberto ocorre quando o ativo é igual ao passivo, fazendo com que o patrimônio líquido
seja zero.

2015.03 - (CESPE/CEBRASPE – ESPECIALISTA EM GESTÃO AUDITORIA TELEBRÁS 2015) A


existência de prejuízo acumulado não garante que a companhia esteja em situação líquida negativa.

2015.04 - (CESPE/CEBRASPE – ESPECIALISTA EM GESTÃO AUDITORIA TELEBRÁS 2015) A


situação líquida patrimonial será sempre positiva caso o patrimônio líquido seja positivo.

2015.05 - (CESPE/CEBRASPE – ESPECIALISTA EM GESTÃO AUDITORIA TELEBRÁS 2015) A


situação líquida nula ocorre caso o passivo seja igual ao patrimônio líquido.

12
www.estrategiaconcursos.com.br Prof. Marcondes Fortaleza
2015.06 - (CESPE/CEBRASPE – AUDITOR GOVERNAMENTAL CGE PI 2015) Se, em uma compra de
materiais para estoque, 50% do valor total for pago à vista e o restante for financiado com juros, tem-se
um fato contábil misto.

2014.01 - (CESPE/AGENTE DE POLÍCIA FEDERAL 2014) Caso uma empresa compre mercadorias a
prazo, no momento do pagamento de uma das duplicatas referentes a essa compra ocorrerá um fato
permutativo.

2014.02 - (CESPE/TÉCNICO EM CONTABILIDADE SUFRAMA 2014) A transferência de recursos do


caixa da empresa para uma aplicação de renda variável constitui exemplo de fato contábil modificativo
aumentativo.

2013.01 - (CESPE/ESPECIALISTA CONTÁBEIS ANTT 2013) Uma emissão de debêntures com ágio é
fato misto aumentativo.

Considere os seguintes registros:

A: entrada de imóvel recebido em doação;


B: entrada de veículo adquirido a vista;
C: apropriação de despesas de água, luz e telefone;
D: ingresso de recurso decorrente de convênio;
E: lançamento de tributo a receber

A partir desses registros e com base na perspectiva das variações patrimoniais, julgue os itens
subsequentes.

2013.02 - (CESPE/ANALISTA JUDICIÁRIO DO CNJ 2013) Os registros C e D demonstram variações


patrimoniais qualitativas, uma vez que alteram a composição dos elementos patrimoniais sem afetar o
patrimônio líquido.

2013.03 - (CESPE/ANALISTA JUDICIÁRIO DO CNJ 2013) Os registros A, B e E demonstram variações


patrimoniais aumentativas, uma vez que aumentam o patrimônio líquido da entidade.

2013.04 - (CESPE/AUDITOR FISCAL DO TRABALHO 2013) A compra de veículos à vista é um fato


modificativo aumentativo que deve ser registrado em lançamento de primeira fórmula.

2013.05 - (CESPE/AUDITOR FISCAL DO TRABALHO 2013) O pagamento de duplicatas com juros é um


fato modificativo diminutivo que deve ser registrado em lançamento de terceira fórmula.

13
www.estrategiaconcursos.com.br Prof. Marcondes Fortaleza
2013.06 - (CESPE/TRE MS 2013) O lançamento acima representa um fato contábil:
A) misto, pois ocasiona permutação de valores patrimoniais e modificação na
situação líquida do patrimônio.
B) modificativo, pois os débitos são iguais aos créditos.
C) misto, porque há lançamentos em contas do passivo e do ativo.
D) permutativo, pois há lançamentos em contas patrimoniais e de resultado.
E) modificativo, porque é um lançamento de terceira fórmula, com duas contas
debitadas.

2013.07 - (CESPE/ANALISTA JUDICIÁRIO DO TRT 17ª REGIÃO 2013) O recebimento do valor relativo a
um título de crédito com atraso, acrescido de juros, é um fato patrimonial permutativo-modificativo, pois
representa uma troca de ativos e produz impacto sobre o patrimônio líquido da entidade.

2013.08 - (CESPE/ESPECIALISTA CONTÁBEIS ANTT 2013) Ao aprovar a contratação de uma nova


funcionária com salário mensal de R$ 1.500,00, o departamento de recursos humanos gera um fato
contábil modificativo diminutivo.

2012.01 - (CESPE/ANALISTA JUDICIÁRIO DO TRE RJ 2012) Uma das condições essenciais para a
conceituação de determinado fato contábil como modificativo é que haja permuta de elementos
patrimoniais.

Considere os eventos de I a V listados abaixo.

I aquisição de veículo à vista para uso na atividade operacional


II baixa de bem inservível registrado no imobilizado
III apropriação da folha de pessoal do mês
IV registro da diminuição do valor de dívida a receber em função da variação
monetária
V pagamento de obrigação com desconto

Com base nas informações acima, julgue os itens a seguir, relativos à classificação dos fatos
administrativos.

2012.02 - (CESPE/AGENTE DE POLÍCIA FEDERAL 2012) Os eventos II, IV e V são classificados


como fatos mistos, pois, além de provocarem variações no saldo patrimonial, representam a
transposição de valores entre os grupos de contas patrimoniais.

2012.03 - (CESPE/AGENTE DE POLÍCIA FEDERAL 2012) Os eventos I e III classificam-se como


fatos permutativos e não afetam o saldo patrimonial da entidade.

2011.01 - (CESPE/ANALISTA JUDICIÁRIO TRE ES 2011) Considera-se a compra de um computador


para uso da administração da firma com parte do pagamento à vista e parte a prazo como um fato
administrativo modificativo.

14
www.estrategiaconcursos.com.br Prof. Marcondes Fortaleza
2011.02 - (CESPE/ANALISTA JUDICIÁRIO TRE ES 2011) Considera-se a compra a prazo de uma
cafeteira para preparo do lanche dos empregados um fato administrativo permutativo.

2011.03 - (CESPE/ANALISTA JUDICIÁRIO TRE ES 2011) Se uma empresa contratou um eletricista e,


como pagamento, entregou mercadorias de seu estoque, e se o valor do serviço recebido superou o
custo da mercadoria entregue, então a empresa terá de reconhecer um fato administrativo modificativo
diminutivo.

2011.04 - (CESPE/ANALISTA JUDICIÁRIO TRE ES 2011) O pagamento de um encargo, como, por


exemplo, salários e aluguéis, pode ser considerado um fato permutativo ou modificativo, dependendo
da data de ocorrência do respectivo fato gerador.

2010.01 - (CESPE/ANALISTA DO MPU 2010) A integralização do capital social em mercadorias


representa evento modificativo aumentativo.

2008.01 - (CESPE/AUDITOR FISCAL SEFAZ ES 2008) Suponha que o responsável pela contabilidade de
uma empresa registre a venda de um ativo fixo – com valor líquido contábil de R$ 60.000,00 – por R$
80.000,00, metade à vista, metade a prazo. Esse fato representa uma variação mista aumentativa, que
é caracterizada pela troca de ativos, com acréscimo de valor.

2008.02 - (CESPE/ANALISTA JUDICIÁRIO TST 2008) No reconhecimento da despesa, tanto pode haver
redução de ativo (à vista) como aumento no passivo (a prazo). Nisso reside a distinção entre fatos
modificativos aumentativos ou diminutivos.

2008.03 - (CESPE/ANALISTA JUDICIÁRIO TST 2008) O lançamento representado a seguir configura um


fato permutativo.
D- lucros acumulados
C- capital a integralizar

2002.01 - (CESPE/FISCAL DA SEFAZ AL 2002) Os fatos contábeis modificativos alteram a situação


líquida patrimonial.

2002.02 (CESPE/FISCAL DA SEFAZ AL 2002) O registro de uma compra de mercadoria à vista


corresponde a um fato contábil modificativo.

15
www.estrategiaconcursos.com.br Prof. Marcondes Fortaleza
GABARITO – ESTADOS PATRIMONIAIS CLASSIFICAÇÃO DOS FATOS
CONTÁBEIS
2019.01 2018.01 2018.02 2018.03 2018.04 2018.05 2018.06 2018.07 2018.08
ANULADA Certo Certo Certo Errado Certo Certo Errado Certo
2018.09 2018.10 2018.11 2018.12 2018.13 2017.01 2017.02 2016.01 2016.02
Errado Errado Certo Certo ANULADA D A Certo Certo
2016.03 2016.04 2016.05 2015.01 2015.02 2015.03 2015.04 2015.05 2015.06
Certo Errado Certo Errado Errado Certo Certo Errado Errado
2014.01 2014.02 2013.01 2013.02 2013.03 2013.04 2013.05 2013.06 2013.07
Certo Errado Errado Errado Errado Errado Errado A Certo
2013.08 2012.01 2012.02 2012.03 2011.01 2011.02 2011.03 2011.04 2010.01
Errado Errado Errado Errado Errado Certo Certo Certo Errado
2008.01 2008.02 2008.03 2002.01 2002.02
Certo Errado Certo Certo Errado

16
www.estrategiaconcursos.com.br Prof. Marcondes Fortaleza
DEMONSTRAÇÕES OBRIGATÓRIAS – ESTRUTURA DO BALANÇO PATRIMONIAL
CRITÉRIOS DE CLASSIFICAÇÃO DO ATIVO E DO PASSIVO

2019.01 - (CEBRASPE/SLUDF – 2019) A classificação de ativos e passivos como circulantes ou não


circulantes deve obedecer ao ciclo operacional da empresa.

2019.02 - (CEBRASPE/SLUDF – 2019) No balanço patrimonial de uma companhia aberta, os saldos


credores e devedores devem ser apresentados em contas separadas, mesmo aqueles que a legislação
autoriza a companhia a compensar.

2019.03 - (CEBRASPE/SLUDF – 2019) Com as alterações implementadas na Lei n.º 6.404/1976 pela Lei
n.º 11.941/2009, o patrimônio líquido deixou de ser considerado como um grupo do passivo.

2019.04 - (CEBRASPE/ CGE CE 2019) À luz da Lei n.º 6.404/1976, assinale a opção correta.

A) A elaboração da demonstração financeira do resultado abrangente é obrigatória para as sociedades


por ações de capital aberto.
B) A elaboração da demonstração financeira dos lucros ou prejuízos acumulados é facultativa para as
sociedades por ações de capital fechado.
C) A elaboração da demonstração financeira dos fluxos de caixa é facultativa para as sociedades por
ações de capital fechado ou aberto.
D) A elaboração da demonstração financeira do valor adicionado é obrigatória para as sociedades por
ações de capital aberto.
E) A elaboração das demonstrações financeiras consolidadas é obrigatória para as sociedades por ações
de capital aberto ou fechado.

2019.05 - (CEBRASPE/ AFRE SEFAZ RS 2019) Na fiscalização de uma sociedade anônima comercial,
após o seu primeiro ano de funcionamento, verificou-se que a empresa possuía

• capital subscrito no valor de R$ 2.000;


• capital realizado no valor de R$ 1.700;
• capital de terceiros no valor de R$ 600;
• prejuízo acumulado no valor de R$ 300.

Constatou-se, ainda, que não havia reservas, ações em tesouraria nem ajuste de avaliação patrimonial nas
demonstrações contábeis da sociedade.

Nessa situação hipotética, o valor do capital total à disposição da sociedade é igual a

A) R$ 1.700.
B) R$ 2.000.
C) R$ 2.300.
D) R$ 3.400.
E) R$ 4.000.

2018.01 - (CESPE-CEBRASPE/TÉCNICO EM CONTABILIDADE FUB 2018) Por convenção, no lado


esquerdo da representação gráfica do patrimônio, são representados os elementos que exigirão
sacrifício de elementos capazes de gerar resultados econômicos positivos.

17
www.estrategiaconcursos.com.br Prof. Marcondes Fortaleza
2018.02 - (CESPE-CEBRASPE/TÉCNICO EM CONTABILIDADE FUB 2018) Em consonância com a
legislação societária vigente, os dividendos a serem pagos aos acionistas em prazo mais alongado,
superior ao ciclo operacional da entidade, deverão compor o patrimônio líquido como conta retificadora
dos lucros ou prejuízos acumulados.

2018.03 - (CESPE-CEBRASPE/TÉCNICO EM CONTABILIDADE FUB 2018) As contas representativas de


direitos autorais e da correspondente amortização acumulada devem figurar no ativo não circulante, no
subgrupo intangível.

2018.04 - (CESPE-CEBRASPE/TÉCNICO EM CONTABILIDADE FUB 2018) Os valores correspondentes


a participações permanentes no capital de outras sociedades e avaliados pelos métodos do custo, da
equivalência patrimonial ou do valor justo devem compor o subgrupo investimentos do ativo não
circulante.

2018.05 - (CESPE-CEBRASPE/TÉCNICO EM CONTABILIDADE FUB 2018) Se uma empresa industrial


tiver participação de caráter permanente no capital social de outras empresas, esse item patrimonial
deverá ser classificado em investimentos, no ativo não circulante.

2018.06 - (CESPE-CEBRASPE/TÉCNICO EM CONTABILIDADE FUB 2018) Se uma empresa adquire um


fundo de comércio, esse item patrimonial deve ser classificado no ativo imobilizado.

2018.07 - (CESPE-CEBRASPE/ESCRIVÃO DE PF 2018) O BP apresenta as contas de resultado da


entidade, correspondentes a um exercício financeiro coincidente com o ano civil.

2018.08 - (CESPE-CEBRASPE/ESCRIVÃO DE PF 2018) O BP permite ao usuário da informação a


análise da situação financeira da companhia em dado momento.

2018.09 - (CESPE-CERASPE/PERITO PF 2018 - CONTÁBEIS) O patrimônio líquido constitui uma


obrigação da entidade para com outras pessoas físicas ou jurídicas.

2018.10 - (CESPE-CEBRASPE/ANALISTA PORTUÁRIO EMAP 2018) No ativo circulante, as contas a


receber devem ser segregadas em valores a receber de clientes comerciais e de partes relacionadas,
por um lado, e pagamentos antecipados e outros valores, por outro lado.

2018.11 - (CESPE-CEBRASPE/ANALISTA JUDICIÁRIO STM 2018) Para fins de levantamento do


balanço patrimonial e outras demonstrações financeiras, o exercício social deve ter a duração de um
ano, mas, na constituição da entidade e quando de alterações estatutárias, a duração do exercício
poderá ser diferente.

2018.12 - (CESPE/CEBRASPE - ANALISTA ADMINISTRATIVO EBSERH 2018) A segregação usual


entre ativos circulantes e não circulantes, realizada no balanço patrimonial, pode ser substituída pela
apresentação de alguns ativos e passivos por ordem de liquidez, quando tal procedimento fornecer
informação mais confiável e relevante sobre tais itens patrimoniais, mantendo-se, para os demais
ativos e passivos, o critério tradicional.

2018.13 - (CESPE/CEBRASPE – TÉCNICO EM CONTABILIDADE EBSERH 2018) As aplicações de


recursos em despesas do exercício seguinte são classificadas no ativo circulante.
18
www.estrategiaconcursos.com.br Prof. Marcondes Fortaleza
2018.14 - (CESPE/CEBRASPE – TÉCNICO EM CONTABILIDADE EBSERH 2018) Se, em determinada
empresa, o prazo entre a aquisição de ativos para a produção e sua transformação em caixa ou
equivalente for superior ao exercício social, a classificação no ativo circulante terá por base o ano civil.

2018.15 - (CESPE/CEBRASPE – OFICIAL DE INTELIGÊNCIA ABIN 2018) Quando a apresentação do


balanço patrimonial baseada na liquidez proporcionar informação confiável e mais relevante, a
entidade deverá apresentar seus grupos de contas de forma sequenciada, sem separá-los em
circulante e não circulante.

2018.16 - (CESPE/CEBRASPE – AUDITOR DO ESTADO DO RS 2018) Na equação patrimonial ativo =


passivo + patrimônio líquido,
A) o patrimônio líquido está diretamente relacionado ao ativo.
B) o patrimônio líquido está diretamente relacionado ao passivo.
C) o ativo está inversamente relacionado ao passivo.
D) o ativo está inversamente relacionado ao patrimônio líquido.
E) o passivo está diretamente relacionado ao patrimônio líquido.
QUESTÃO 55
2018.17 - (CESPE/CEBRASPE – AUDITOR DO ESTADO DO RS 2018) Se, ao final de determinado ano,
o ativo de uma empresa era de R$ 60.000 e o passivo, de R$ 200.000, então o valor de seu patrimônio
líquido era:
A) negativo em R$ 140.000.
B) negativo em R$ 260.000.
C) igual a R$ 260.000.
D) igual a R$ 200.000.
E) igual a R$ 140.000.

2017.01 - (CESPE/CEBRASPE – ANALISTA DE CONTROLE EXTERNO TCE PE 2017) Situação


hipotética: Determinada empresa apresentou as seguintes contas ao fim de determinado exercício.

Assertiva: Nessa situação, o valor do patrimônio líquido a ser apresentado no balanço patrimonial
será superior a R$ 8 milhões.

2017.02 - (CESPE/CEBRASPE – TÉCNICO JUDICIÁRIO TRE BA 2017) Os direitos que tenham por
objeto bens corpóreos destinados à manutenção das atividades da companhia ou da empresa, ou
exercidos com essa finalidade, incluídos os decorrentes de operações que transfiram à companhia os
benefícios, os riscos e o controle desses bens, são classificados
A) no intangível.
B) no ativo circulante.
C) no ativo realizável em longo prazo.
D) em investimentos.
E) no ativo imobilizado.QUESTÃ23
19
www.estrategiaconcursos.com.br Prof. Marcondes Fortaleza
2017.03 - (CESPE/CEBRASPE – TÉCNICO JUDICIÁRIO TRE BA 2017) As contrapartidas de aumentos
ou diminuições de valor atribuídos a elementos do ativo e do passivo em decorrência da sua avaliação
a valor justo são classificadas como
A) depreciação, exaustão e amortização.
B) valores em uso.
C) provisões para créditos de liquidação duvidosa.
D) reservas para contingências.
E) ajustes de avaliação patrimonial.
QUESTÃO
2017.04 - (CESPE/CEBRASPE – TÉCNICO JUDICIÁRIO TRE BA 2017) Ao analisar a equação
patrimonial de uma empresa, um técnico em contabilidade constatou que o valor total do passivo
correspondia ao dobro do valor do patrimônio líquido. Nessa situação hipotética,
A) o total do ativo da empresa equivale a três vezes o total do patrimônio líquido.
B) o total do passivo da empresa é igual a um terço do total do ativo.
C) o total do ativo da empresa corresponde a duas vezes e meia o total do passivo.
D) a empresa está com o passivo a descoberto.
E) o total do patrimônio líquido da empresa é igual à metade do total do ativo.

2017.05 - (CESPE/CEBRASPE – TÉCNICO JUDICIÁRIO TRE BA 2017)

20
www.estrategiaconcursos.com.br Prof. Marcondes Fortaleza
A tabela antecedente representa o modelo de balanço patrimonial de determinada companhia. Com
base nessas informações, assinale a opção correta.

A) A conta ações em tesouraria acumula valores relativos a ações adquiridas da própria empresa ou de
coligadas e controladas, e não deveria apresentar o sinal negativo por se tratar de credoras.
B) As receitas recebidas antecipadamente e os correspondentes custos e despesas estão classificados no
grupo adequado, conforme a legislação brasileira atual e as normas brasileiras de contabilidade.
C) As contas do ativo estão adequadamente ordenadas, em ordem decrescente de grau de liquidez.
D) A conta prêmios de seguros a apropriar deveria ser apresentada com sinal negativo, uma vez que é
retificadora do ativo.
E) Os grupos, tanto do ativo quanto do passivo, estão de acordo com a legislação brasileira atual e com as
normas brasileiras de contabilidade; a composição do ativo não circulante, todavia, se apresenta em
desconformidade.

2017.06 - (CESPE/CEBRASPE – TÉCNICO JUDICIÁRIO TRE BA 2017) O total de recursos controlados


por uma entidade que sejam resultado de eventos passados, cujo prazo estimado para a realização
ultrapasse o término do exercício seguinte, e dos quais se espera que resultem benefícios econômicos
futuros, é classificado como
A) capital social.
B) ativo circulante.
C) ativo não circulante.
D) patrimônio líquido.
E) PNC.

2016.01 - (CESPE/CEBRASPE – ANALISTA ÁREA ADM CONTABIDADE FUNPRESP JUD 2016) As


contas retificadoras acompanham as respectivas contas principais no balanço patrimonial, sendo
lançadas sempre com sinal oposto ao do lançamento das contas que retificam.

2016.02 - (CESPE/CEBRASPE – ANALISTA ÁREA ADM CONTABIDADE FUNPRESP JUD 2016) O


investimento avaliado pelo método da equivalência patrimonial deve compor o ativo não circulante no
balanço patrimonial, exceto se esse investimento for classificado como mantido para venda.

2016.03 - (CESPE/CEBRASPE – CONTADOR DPU 2016) Caso uma empresa possua R$ 50.000,00 de
capital de terceiros, que representa 25% do total de recursos à disposição da sociedade, o ativo total
da empresa será inferior a R$ 150.000,00.

2015.01 - (CESPE/CEBRASPE – CONTADOR TELEBRÁS 2015) No balanço patrimonial, o ativo deve ser
dividido em circulante e não circulante, e este apresenta os grupos realizável a longo prazo,
investimentos e intangível.

2015.02 - (CESPE/CEBRASPE – ESPECIALISTA EM GESTÃO FINANÇAS TELEBRÁS 2015) Os


direitos realizáveis reais lançados no ativo circulante e(ou) não circulante realizável em longo prazo
são em regra direitos sobre a coisa própria; o que significa que, a princípio, devem ser registrados
nesses grupos os bens realizáveis de propriedade da companhia.

21
www.estrategiaconcursos.com.br Prof. Marcondes Fortaleza
2015.03 - (CESPE/CEBRASPE – ESPECIALISTA EM GESTÃO FINANÇAS TELEBRÁS 2015) Duplicatas
a receber, ICMS a recuperar e empréstimos e financiamentos são exemplos de direitos realizáveis
pessoais.

2015.04 - (CESPE/CEBRASPE – ESPECIALISTA EM GESTÃO FINANÇAS TELEBRÁS 2015) O balanço


patrimonial é dividido em ativo e passivo, cujos totais são sempre iguais. O primeiro é constituído pelos
bens e créditos; o segundo, pelo passivo exigível, que representa as dívidas com terceiros, e pelo
patrimônio líquido.

2015.05 - (CESPE/CEBRASPE – ANALISTA JUDICIÁRIO CONTADORIA STJ 2015) Os adiantamentos


recebidos de clientes são considerados passivos não monetários que podem ser classificados como
passivo circulante ou passivo não circulante, a depender do prazo estipulado em contrato para a
entrega do bem ou para a execução do serviço.

2015.06 - (CESPE/CEBRASPE – CONTADOR ENAP 2015) O patrimônio líquido das sociedades


anônimas de capital aberto divide-se em capital social, reservas de capital, ajustes de avaliação
patrimonial, reservas de lucros, ações em tesouraria e lucros ou prejuízos acumulados.

2015.07 - (CESPE/CEBRASPE – CONTADOR ENAP 2015) Denominam-se passivos exigíveis, tanto as


obrigações classificadas até o término do exercício seguinte, quanto as que irão vencer após esse
término.

2015.08 - (CESPE/CEBRASPE – CONTADOR ENAP 2015) No balanço patrimonial de uma empresa, as


participações permanentes em outras sociedades e os direitos de qualquer natureza — não
classificáveis no ativo circulante e que não se destinem à manutenção da atividade da empresa —
deverão ser classificados no ativo realizável a longo prazo, ou no ativo imobilizado, conforme natureza
de tais participações e direitos.

2015.09 - (CESPE/CEBRASPE – AUDITOR GOVERNAMENTAL CGE PI 2015) Os adiantamentos


concedidos a sociedades controladas e não ligados à exploração do objeto social da empresa
controladora devem ser registrados no ativo não circulante da controladora.

2015.10 - (CESPE/CEBRASPE – ANALISTA DO MPU 2015) Para avaliar a conformidade da


apresentação das contas de forma separada no balanço patrimonial, a entidade deve utilizar os
seguintes critérios: a natureza e a liquidez dos ativos; a função dos seus ativos; e os montantes, a
natureza e o prazo dos passivos.

2015.11 - (CESPE/CEBRASPE – ANALISTA DO MPU 2015) O capital social integralizado pelos sócios
deve ser discriminado, em uma única conta, pelo seu montante, sem qualquer dedução.

2015.12 - (CESPE/CEBRASPE – CONTADOR FUB 2015) O balanço patrimonial é a demonstração


contábil estática que apresenta, em termos qualitativos, a posição financeira e patrimonial da entidade
em data determinada.

2015.13 - (CESPE/CEBRASPE – CONTADOR TELEBRÁS 2015) Os recebimentos em cheques ainda


não depositados integram o caixa da entidade.

22
www.estrategiaconcursos.com.br Prof. Marcondes Fortaleza
2015.14 - (CESPE/CEBRASPE – CONTADOR FUB 2015) Determinada empresa, no final do exercício,
levantou os seguintes saldos contábeis:

Nessa situação, a conta disponibilidade (caixa e equivalentes de caixa) registrará um saldo de R$


52.000.

2013.01 - (CESPE/ANALISTA DO MPU 2013) Os recursos recebidos antecipadamente como parte do


pagamento de serviços a serem prestados após o término do exercício social seguinte geram aumento
simultâneo de um ativo circulante e de um passivo circulante na contabilidade da empresa que
prestará os serviços.

GABARITO – DEMONSTRAÇÕES OBRIGATÓRIAS – ESTRUTURA DO BALANÇO


PATRIMONIAL - CRITÉRIOS DE CLASSIFICAÇÃO DO ATIVO E DO PASSIVO
2019.01 2019.02 2019.03 2019.04 2019.05 2018.01 2018.02 2018.03 2018.04
Errado Errado Errado D B Errado Errado Certo Certo

2018.05 2018.06 2018.07 2018.08 2018.09 2018.10 2018.11 2018.12 2018.13


Certo Certo Errado Certo Certo Errado Certo Errado Certo
2018.14 2018.15 2018.16 2018.17 2017.01 2017.02 2017.03 2017.04 2017.05
Errado Certo A A Errado E E A B
2017.06 2016.01 2016.02 2016.03 2015.01 2015.02 2015.03 2015.04 2015.05
C Certo Certo Errado Certo Certo Errado Certo Certo
2015.06 2015.07 2015.08 2015.09 2015.10 2015.11 2015.12 2015.13 2015.14
Errado Certo Errado Certo Certo Errado Certo Certo Certo
2013.01
Errado

23
www.estrategiaconcursos.com.br Prof. Marcondes Fortaleza
REGIMES DE ESCRITURAÇÃO

Acerca de despesas antecipadas, julgue os próximos itens.

2019.01- (CEBRASPE/ANALISTA JUDICIÁRIO TJ AM 2019) Situação hipotética: O pagamento à vista


do prêmio de um seguro com vigência de três anos gerou um lançamento na conta de despesa
antecipada. Assertiva: O valor dessa despesa deve ser registrado no ativo realizável a longo prazo do
balanço patrimonial.

2019-02. (CEBRASPE/ANALISTA JUDICIÁRIO TJ AM 2019) Despesas antecipadas representam o


direito de receber bens ou serviços contratados de terceiros e pagos pelo adquirente previamente à
execução do contrato pelo fornecedor do bem ou pelo executante do serviço.

2018.01 - (CESPE/CEBRASPE – AUDITOR DO ESTADO DO RS 2018) No regime de competência, as


receitas são reconhecidas quando são ganhas, mesmo que não recebidas.

2018.02 - (CESPE/CEBRASPE – AUDITOR DO ESTADO DO RS 2018) De acordo com o regime de


competência, as receitas e as despesas são consideradas em função dos recebimentos ou dos
pagamentos.

2018.03 - (CESPE-CEBRASPE/ACE TCE MG 2018) Uma companhia efetuou, em 1.º/9/2017, pagamento


de prêmio de seguro, no valor de R$ 1.800.000, referente à proteção de seus imóveis contra incêndios
e outros sinistros pelo prazo de dois anos, a contar da data do pagamento. Considerando-se essa
situação hipotética, é correto afirmar que, em 31/12/2017, com referência às despesas de seguro
pagas antecipadamente, deve ter constado do ativo não circulante da companhia o valor de
A) R$ 900.000.
B) R$ 1.800.000.
C) R$ 600.000.
D) R$ 1.500.000.
E) R$ 300.000.

2018.04 - (CESPE-CEBRASPE/ACE TCE MG 2018) As tabelas a seguir apresentam as movimentações


patrimoniais relativas aos meses de dezembro de 2017 e janeiro de 2018 de uma sociedade
empresária que utiliza o regime de competência contábil.

24
www.estrategiaconcursos.com.br Prof. Marcondes Fortaleza
Desconsiderados eventuais tributos incidentes e encargos financeiros incorridos, as transações
constantes das tabelas precedentes indicam que, no mês de dezembro de 2017, houve:

A) prejuízo superior a R$ 25.000 e inferior a R$ 40.000.


B) lucro superior a R$ 10.000 e inferior a R$ 20.000.
C) lucro superior a R$ 20.000 e inferior a R$ 30.000.
D) prejuízo inferior a R$ 10.000.
E) prejuízo superior a R$ 10.000 e inferior a R$ 25.000.

2018.05 - (CESPE-CEBRASPE/AGENTE DE PF 2018) Em função da competência contábil, deve ser


considerado despesa do exercício corrente o valor do aluguel do imóvel que tenha sido utilizado no
exercício corrente e só será pago no exercício seguinte.

2018.06 - (CESPE-CEBRASPE/AGENTE DE PF 2018) Em algumas atividades, é comum que o cliente


realize um adiantamento ao fornecedor, por conta do bem ou do serviço que lhe será entregue.
Quando do efetivo recebimento do adiantamento, o fornecedor, em cumprimento ao regime de caixa,
deverá lançar em sua contabilidade um crédito em conta de passivo, em contrapartida a conta caixa ou
equivalentes.

2017.01 - (CESPE/CEBRASPE – ANALISTA JUDICIÁRIO TRE PE 2017) No dia 31/8/2015, determinada


empresa pública firmou contrato de seguros para cobertura de seus ativos para o período equivalente
a 1.º/9/2015 a 31/8/2016. Na referida data, a entidade pagou o montante total de R$ 18.000. Em caso
de sinistro, o valor da franquia equivale a R$ 1.800 e a empresa poderá receber indenização no
montante de até dez vezes o prêmio pago.
As demonstrações contábeis da empresa foram feitas de acordo com a legislação societária em
31/12/2015.
Com base nessas informações, é correto afirmar que
A) a conta Despesas Pagas Antecipadamente, integrante do grupo ativo não circulante, foi apresentada no
balanço patrimonial, com saldo de R$ 18.000.
B) a conta Seguros a Vencer, integrante do grupo ativo circulante, foi apresentada no balanço patrimonial,
com saldo de R$ 12.000.
C) o balanço patrimonial apresentou a conta Seguros a Receber, no ativo não circulante, com saldo de R$
180.000.
D) a DRE continha o valor de R$ 4.500, referente à conta Despesas com Seguros, no rol de despesas
operacionais.
25
www.estrategiaconcursos.com.br Prof. Marcondes Fortaleza
E) a DRE continha o valor de R$ 1.800, referente à conta Despesas com Seguros, no rol de despesas não
operacionais.

2017.02 - (CESPE/CEBRASPE – TÉCNICO JUDICIÁRIO TRE BA 2017) Em 31/12/2015, para receber


determinada revista durante o ano de 2016, uma empresa pagou a uma banca de jornal o valor de R$
1.000. Nessa situação, o efeito do registro contábil no ato da contratação foi um(a)
A) receita da contratada no valor de R$ 1.000.
B) diminuição líquida de R$ 1.000 no ativo circulante da contratante.
C) aumento líquido de R$ 1.000 no ativo circulante da contratante.
D) despesa da contratante no valor de R$ 1.000.
E) aumento líquido de R$ 1.000 no passivo circulante da contratada.

2016.01 - (CESPE/CEBRASPE – CONTADOR DPU 2016) O valor das vendas de ingressos para os Jogos
Olímpicos de 2016, ocorridas em abril de 2015, deve ser reconhecido no balanço patrimonial do
exercício de 2015 da empresa vendedora como um passivo exigível.

2016.02 - (CESPE/CEBRASPE – ANALISTA DE CONTROLE CONTÁBIL TCE PR 2016) Determinada


empresa levantou as informações mostradas a seguir (valores em reais), referentes às operações
realizadas no mês de julho de 2016.

Com base nessas informações, é correto afirmar que, de acordo com o regime de competência, a
referida empresa obteve:

A) prejuízo de R$ 10.000.
B) lucro de R$ 80.000.
C) lucro de R$ 90.000.
D) lucro de R$ 140.000.
E) lucro de R$ 180.000.

2016.03 - (CESPE/AFCE TCE SC 2016) Para fins de elaboração da demonstração do resultado do


exercício, a receita de venda é contabilizada por ocasião da transferência dos riscos e benefícios das
mercadorias, dos produtos e dos serviços fornecidos pela entidade.

2015.01 - (CESPE/CONTADOR FUB 2015) O valor das receitas de vendas a prazo que ainda não tenha
sido recebido quando da elaboração da demonstração do resultado do exercício será evidenciado
juntamente com o valor das demais receitas, em decorrência do princípio da competência.

26
www.estrategiaconcursos.com.br Prof. Marcondes Fortaleza
2015.02 - (CESPE/CEBRASPE – AUDITOR FEDERAL DE CONTROLE EXTERNO TCU 2015) Situação
hipotética: Em 30 de junho de 2015, o livro diário de determinada empresa registrou a seguinte partida
dobrada.

Assertiva: Nesse caso, as informações se referem a um lançamento de ajuste — decorrente da


aplicação do princípio da competência — para reconhecimento da despesa com o prêmio de seguros,
que havia sido pago antecipadamente.

2015.03 - (CESPE/CEBRASPE – AUDITOR FEDERAL DE CONTROLE EXTERNO TCU 2015) Uma


companhia aérea que se comprometer a conceder viagens gratuitas aos clientes cadastrados em seu
programa de milhagem deverá contabilizar uma provisão no momento em que as receitas de
passagens aéreas forem reconhecidas.

2015.04 - (CESPE/CEBRASPE – CONTADOR FUB 2015) Em maio de 2015, foram recolhidos R$ 32


milhões em vendas de ingressos para os Jogos Olímpicos de 2016, valor definido para ser recebido
em até três vezes, entre julho e setembro de 2015. Nessa situação, o reconhecimento da receita de R$
32 milhões pela entidade vendedora ocorrerá em 2016, quando da realização dos Jogos Olímpicos.

2014.01 - (CESPE/CADE 2014) As despesas pagas antecipadamente, como aplicação de recursos em


despesas do exercício seguinte, representam obrigações quitadas antes do vencimento, cujos fatos
geradores já ocorreram.

2014.02 - (CESPE/CADE 2014) O registro contábil de um débito na conta caixa e de um crédito na conta
receita de aluguéis a vencer diferida corresponde à receita cujo fato gerador ainda não ocorreu. Dessa
forma, o reconhecimento da referida receita no resultado em momento futuro estará em conformidade
com o regime de competência.

2014.03 - (CESPE/ACE TCDF 2014) O regime de competência é comumente utilizado pelas empresas,
ainda que algumas mantenham sua contabilidade pelo regime de caixa. Mesmo as empresas que
utilizam o regime de competência em sua contabilidade elaboram alguma demonstração em regime de
caixa.

2014.04 - (CESPE/CONSULTOR LEGISLATIVO DA CÂMARA DOS DEPUTADOS 2014) Com relação ao


regime de competência e ao regime de caixa aplicados na contabilidade geral e internacional, julgue o
item a seguir.

Considere que um comprador, sem histórico comercial, tenha efetuado o pagamento de uma série de
parcelas a uma empresa vendedora, para que, ao fim desses pagamentos, recebesse determinado
produto. Nesse caso, a empresa vendedora deverá reconhecer, de acordo com o regime de
competência, as receitas nas datas dos respectivos recebimentos.

27
www.estrategiaconcursos.com.br Prof. Marcondes Fortaleza
2013.01 - (CESPE/ANALISTA MPU 2013) A confrontação das receitas com as despesas correlatas é um
pressuposto do princípio da competência, segundo o qual o reconhecimento de receitas e despesas
deve ocorrer nos períodos a que se referem, independentemente do recebimento ou pagamento. De
acordo com esse princípio, o pagamento antecipado de uma despesa não afeta o resultado da
empresa no momento de sua ocorrência.

2013.02 - (CESPE/TRE MS 2013) Considerando que, em 1.o/10/2012, determinada empresa tenha


alugado um galpão pelo prazo de doze meses, mediante o pagamento à vista do valor total de R$
24.000,00, e que, ao longo de todo o ano de 2012, a citada empresa não tenha alugado nenhum outro
bem, é correto afirmar que a
A) despesa de aluguel do ano de 2012 foi de R$ 18.000,00.
B) despesa antecipada de aluguel, em 31/12/2012, foi de R$ 18.000,00.
C) despesa antecipada de aluguel, em 31/12/2012, foi de R$ 6.000,00.
D) despesa de aluguel do ano de 2012 foi de R$ 24.000,00.
E) despesa antecipada de aluguel, em 31/12/2012, foi de R$ 24.000,00.

2013.03 - (CESPE/TRE MS 2013) No mês de dezembro de 2012, em uma empresa hipotética, ocorreram
os fatos descritos a seguir.
• despesa de janeiro de 2013, paga em dezembro de 2012 = R$ 1.000,00;
• despesa de dezembro de 2012, a ser paga em janeiro de 2013 = R$ 2.000,00;
• despesa de dezembro de 2012, paga em novembro de 2012 = R$ 4.000,00;
• receita de janeiro de 2013, recebida em dezembro de 2012 = R$ 5.000,00;
• receita de dezembro de 2012, a ser recebida em janeiro de 2013 = R$ 6.000,00;
• receita de dezembro de 2012, recebida em dezembro de 2012 = R$ 8.000,00.
De acordo com os princípios de contabilidade, na situação hipotética acima descrita, o resultado da
empresa em dezembro de 2012 foi igual a
A) R$ 12.000,00.
B) R$ 14.000,00.
C) R$ 6.000,00.
D) R$ 8.000,00.
E) R$ 10.000,00.

28
www.estrategiaconcursos.com.br Prof. Marcondes Fortaleza
2013.04 - (CESPE/AFRE SEFAZ ES 2013) Uma empresa realizou os seguintes eventos contábeis durante
o mês de marco do ano X1.
 prestação de serviços no valor de R$ 100 mil a vista;
 pagamento de despesas com salários de funcionários no valor de R$ 30 mil, referente a mão de
obra do mês anterior;
 despesas com contratação de empresa para consultoria e treinamento no valor de R$ 5 mil, a
serem pagas em trinta dias;
 empréstimos concedidos a funcionários no valor de R$ 10 mil, sendo a primeira parcela vincenda
em sessenta dias;
 recebimento da antecipação de um cliente no valor de R$ 15 mil, por serviços que serão prestados
somente em abril;
 pagamento de despesas de energia elétrica do mês no valor de R$ 1 mil.

Considerando a situação hipotética acima apresentada, assinale a opção correta acerca dos
procedimentos de escrituração contábil, do regime de apuração e do sistema de partidas dobradas.

A) No livro diário, a antecipação de um cliente deve ser registrada a debito da conta caixa ou banco e a
credito da conta receitas antecipadas, logo o impacto nas disponibilidades será nula em função da
obrigação preestabelecida.
B) O empréstimo no valor de R$ 10 mil representa um passivo de curto ou longo prazo, em função da
quantidade de parcelas para amortização da divida.
C) O recebimento da antecipação de um cliente no valor de R$ 15 mil representa um ativo, em função do
direito de prestar o serviço em data posterior.
D) O resultado da empresa pelo regime de competência será R$ 30 mil maior que aquele apurado pelo
regime de caixa, em razão das despesas de salários do período.
E) Caso a empresa esteja apurando o resultado pelo regime de caixa, ela terá aferido um lucro de R$ 84
mil ao final do mês de marco.

2013.05 - (CESPE/TCE ES 2013) Uma empresa varejista permite que o pagamento de seus clientes
cadastrados seja feito em até três parcelas iguais. Porém, quando opta pelo parcelamento, o cliente
deve pagar a primeira parcela no momento da compra. No mês de outubro de 2013, a empresa
realizou as seguintes vendas:

Com base nessas informações, e correto afirmar que, no referido mês, a receita que deve ser
reconhecida pela empresa e de:

A) R$ 220.500,00
B) R$ 260.000,00.
C) R$ 426.000,00.
D) R$ 83.000,00.
E) R$ 142.000,00.
29
www.estrategiaconcursos.com.br Prof. Marcondes Fortaleza
Determinada entidade apresentou os seguintes eventos no mês de abril de 2012.

I pagamento de R$ 4.200,00, no mês de abril de 2012, referentes a aluguel dos meses de abril e maio
de 2012;
II consumo e pagamento de despesas, em abril de 2012, com serviços de limpeza e conservação,
relativos ao mês de abril de 2012, no valor de R$ 1.800,00;
III recebimento, em abril de 2012, em dinheiro, por serviços prestados no mês de março de 2012, no valor
de R$ 3.600,00;
IV prestação de serviços, no mês de abril de 2012, para recebimento em maio de 2012, no valor de R$
5.700,00.

À luz do regime de caixa e do regime de competência, julgue os itens seguintes, relativos à apuração
de resultado do mês de abril de 2012 da entidade considerada.

2012.01 - (CESPE/AGENTE DE POLÍCIA FEDERAL 2012) Independentemente do regime considerado,


os resultados apurados no mês de abril de 2012 serão iguais.

2012.02 - (CESPE/AGENTE DE POLÍCIA FEDERAL 2012) Na apuração do resultado do mês de abril de


2012, não se consideram, tanto no regime de caixa quanto no de competência, os eventos III e IV, os
quais repercutem na apuração do resultado, respectivamente, dos meses de março e maio.

2011.01 - (CESPE/PREVIC 2011) Considere que determinada empresa, costumeiramente, pague seus
empregados somente no quinto dia útil do mês seguinte à prestação dos seus serviços. Nesse caso,
se o regime contábil para efeito de registro fosse o de caixa, e não o de competência, no mês da
prestação desses serviços, haveria redução no passivo e aumento no lucro ou redução do prejuízo.

Uma empresa de aluguel de veículos realizou, sob o regime de competência, as seguintes operações.

Em 1.º/1/2010, a empresa alugou, por dois anos, à quantia de R$ 3.000,00 mensais, uma garagem de
400 m2, com vencimento no décimo dia útil do mês seguinte.

Em 1.º/3/2010, pagou com desconto o aluguel de vagas em prédio-garagem pelo o período de


abril/2010 a março/2011, no valor de R$ 4.800,00.

Em 1.º/6/2010, recebeu R$ 45.000,00, pelo serviço de aluguel de minivan para os 10 meses seguintes,
inclusive junho.

Em 2010, essa empresa recebeu R$ 254.000,00, referentes aos aluguéis de carros do tipo passeio,
durante o período.

Em 1.º/10/2010, a empresa alugou, por quatro meses, veículos utilitários para o órgão fiscalizador do
programa de combate à dengue, por R$ 200.000,00, a serem recebidos no ano seguinte.

Com base nessa situação hipotética, julgue os itens subsequentes.

2010.01 - (CESPE/ABIN 2010) Durante 2010, a despesa de aluguel da garagem deverá ser, no mínimo,
igual a R$ 36.000,00.

2010.02 - (CESPE/ABIN 2010) No final de 2010, o saldo contabilizado pela empresa em despesas
antecipadas de aluguel deverá ser superior a R$ 4.800,00.

30
www.estrategiaconcursos.com.br Prof. Marcondes Fortaleza
2010.03 - (CESPE/ABIN 2010) A receita de aluguel dos veículos, no ano de 2010, será inferior a R$
290.000,00.

2010.04 - (CESPE/ABIN 2010) Durante o ano de 2010, serão contabilizados, no mínimo, créditos no valor
de R$ 31.500,00 nas receitas diferidas de aluguel.

2010.05 - (CESPE/ABIN 2010) Uma locadora de filmes tem sua receita principal oriunda dos aluguéis de
DVDs, que são oferecidos nas seguintes condições:
spot, quando o cliente retira o DVD e paga no ato da retirada; promocional, quando o cliente compra
cartela que dá direito à retirada de 10 unidades de DVDs, quando o cliente desejar; e vip, quando o
cliente tem cadastro pré-aprovado e paga o valor correspondente aos filmes alugados ao fim de cada
mês. O valor do aluguel é de R$ 10,00 por DVD, exceto no caso do pacote promocional, que resulta
em desconto de 10% sobre esse valor. No mês de outubro, quando foram emprestados 500 DVDs, a
locadora recebeu R$ 2.000,00 das vendas spot, R$ 2.000,00 das vendas de cartelas promocionais e
R$ 2.000,00 das vendas vip.

Nessa situação, a empresa deve contabilizar como receita de aluguel o valor de R$ 6.000,00.

2009.01 - (CESPE/AGENTE DE POLÍCIA FEDERAL 2009) De acordo com a doutrina e a legislação


contábeis, a prescrição de uma dívida e o perecimento de um direito correspondem, respectivamente,
a uma realização de receita e à incorrência de uma despesa.

2008.01 - (CESPE/ANALISTA JUDICIÁRIO TST 2008) Com o lançamento representado a seguir ocorre o
reconhecimento da receita pelo regime de competência, relativo a serviços já prestados e registrados.
D – duplicatas a receber
C – serviços a faturar

2004.01 - (CESPE/AGENTE DE POLÍCIA FEDERAL 2004) Ao se registrar a contribuição social do


período, com pagamento futuro, há um acréscimo no ativo e um decréscimo no resultado do exercício,
considerando-se o regime de competência.

2004.02 - (CESPE/AGENTE DE POLÍCIA FEDERAL 2004) Ao se considerar o registro do imposto de


renda pessoa jurídica segundo o regime de competência, o imposto de renda recolhido além do valor
devido será configurado como crédito tributário.

2004.03 - (CESPE/AGENTE DE POLÍCIA FEDERAL 2004) No regime de caixa para registro de venda de
mercadorias, a empresa reconhece o valor correspondente à venda no momento em que esta ocorre,
independentemente da forma de pagamento.

2002.01 - (CESPE/FISCAL DE TRIBUTOS ESTADUAIS SEFAZ AL 2002) Ao assumir um empréstimo


bancário com desconto do juro antecipado, referente a um período de seis meses, a empresa deve
reconhecer a despesa financeira correspondente como despesa no ato da operação.

31
www.estrategiaconcursos.com.br Prof. Marcondes Fortaleza
A respeito da demonstração de resultado abaixo apresentada, julgue o item

2000.01 -(CESPE/PAPILOSCOPISTA DA PF 2000) As receitas devem ter sido registradas de acordo com
o regime de caixa, conforme estabelece a Lei nº 6.404/76.

GABARITO – REGIMES DE ESCRITURAÇÃO


2019.01 2019.02 2018.01 2018.02 2018.03 2018.04 2018.05 2018.06 2017.01
Errado Certo Certo Errado Certo C Certo Errado B
2017.02 2016.01 2016.02 2016.03 2015.01 2015.02 2015.03 2015.04 2014.01
E Certo C Certo Certo Certo Certo Certo Errado
2014.02 2014.03 2014.04 2013.01 2013.02 2013.03 2013.04 2013.05 2012.01
Certo Certo Errado Certo B D E C Errado
2012.02 2011.01 2010.01 2010.02 2010.03 2010.04 2010.05 2009.01 2008.01
Errado Certo Certo Errado Errado Certo Errado Certo Errado
2004.01 2004.02 2004.03 2002.01 2000.01
Errado Certo Errado Errado Errado

32
www.estrategiaconcursos.com.br Prof. Marcondes Fortaleza
NORMAS SOBRE ESCRITURAÇÃO

2018.01 - (CESPE-CEBRASPE/TÉCNICO EM CONTABILIDADE FUB 2018) Enquanto o livro-razão —


que agrupa as contas sempre com lançamentos de débito e crédito — é essencial para o levantamento
do balancete e, em decorrência, do balanço, o livro diário reúne os fatos em ordem cronológica, sendo
independente da escrituração no livro-razão.

2018.02 - (CESPE/CEBRASPE – TÉCNICO EM CONTABILIDADE EBSERH 2018) O livro caixa é, ao


mesmo tempo, facultativo e obrigatório; neste último caso, para alguns tipos de entidades, como as
microempresas e empresas de pequeno porte optantes pelo SIMPLES Nacional.

2018.03 - (CESPE/CEBRASPE – TÉCNICO EM CONTABILIDADE EBSERH 2018) O lançamento é a


técnica utilizada para se processar a escrituração. No caso dos livros caixa e de contas a pagar, os
eventos são registrados por meio de lançamentos contábeis que seguem o método das partidas
simples.

2018.04 - (CESPE/CEBRASPE – TÉCNICO EM CONTABILIDADE EBSERH 2018) No lançamento


contábil, é permitido o uso de código de histórico padronizado, desde que esteja baseado em tabela
auxiliar que contenha os códigos e respectivos textos padrão.

2018.05 - (CESPE/CEBRASPE – TÉCNICO EM CONTABILIDADE EBSERH 2018) No caso de operações


que sejam realizadas fora da sede do estabelecimento, é admitida a escrituração resumida no livro
diário, por totais relativos ao período máximo de 60 dias, desde que sejam conservados os
documentos que permitam verificação posterior.

2018.06 - (CESPE/CEBRASPE – AUDITOR DO ESTADO DO RS 2018) No lançamento em livro diário,


devem-se descrever o título e o saldo da conta.

2018.07 - (CESPE/CEBRASPE – AUDITOR DO ESTADO DO RS 2018) No livro razão, o confronto dos


créditos e dos débitos denomina-se saldo.

2018.08 - (CESPE/CEBRASPE – AUDITOR DO ESTADO DO RS 2018) Considerando o disposto no


Código Civil sobre o livro diário, assinale a opção correta.
A) A prescrição ou decadência dos atos consignados no diário não eximem o empresário e a entidade
empresária da sua guarda por um prazo adicional de cinco anos.
B) Antes de ser colocado em uso, o livro diário deverá ser autenticado no Registro Público de Empresas
Mercantis, salvo disposição especial de lei.
C) Mesmo no caso de escrituração mecanizada ou eletrônica, o diário não poderá ser substituído por
fichas.
D) O balanço patrimonial e o de resultado econômico devem ser lançados em livro distinto do diário.
E) No diário, deve constar unicamente a assinatura do técnico em ciências contábeis legalmente habilitado
e responsável pelos lançamentos nele efetuados.

33
www.estrategiaconcursos.com.br Prof. Marcondes Fortaleza
2017.01 - (CESPE/CEBRASPE – TÉCNICO JUDICIÁRIO TRE BA 2017) A pessoa jurídica tributada com
base no lucro real deverá manter o livro razão ou fichas utilizadas para resumir e totalizar, por conta ou
subconta, os lançamentos efetuados no livro diário. Com relação ao livro razão, assinale a opção
correta.
A) É obrigatória a escrituração do livro razão por qualquer pessoa jurídica.
B) A escrituração do livro razão deverá ser individualizada, obedecendo-se à ordem cronológica das
operações.
C) O livro razão, com escrituração sintética, é auxiliar do livro diário.
D) São dispensados no livro razão os termos de abertura e de encerramento.
E) As entidades comerciais que adotem escrituração completa estão obrigadas a autenticar o livro razão.

2017.02 - (CESPE/CEBRASPE – TÉCNICO JUDICIÁRIO TRE BA 2017) No que se refere à escrituração,


o lançamento que consiste na regularização da conta indevidamente debitada ou creditada com a
transposição do registro para a conta adequada é denominado
A) transferência.
B) estorno.
C) retificação.
D) complementação.
E) ressalva.

2016.01 - (CESPE/CEBRASPE – ANALISTA ÁREA ADM CONTABIDADE FUNPRESP JUD 2016) A


legislação brasileira determina ser obrigatória a escrituração contábil; por isso, o empresário e a
sociedade empresária devem escriturar, pelo menos, os livros diário e razão.

GABARITO – NORMAS SOBRE ESCRITURAÇÃO


2018.01 2018.02 2018.03 2018.04 2018.05 2018.06 2018.07 2018.08 2017.01
Errado Certo Errado Certo Errado Errado Certo B B
2017.02 2016.01
A Errado

34
www.estrategiaconcursos.com.br Prof. Marcondes Fortaleza
CPC 00 – ESTRUTURA CONCEITUAL BÁSICA

Com base no Pronunciamento Conceitual Básico (R1) — Estrutura Conceitual para Elaboração e
Divulgação de Relatório Contábil-Financeiro — do Comitê de Pronunciamentos Contábeis (CPC),
julgue os itens seguintes.

2019.01. (CEBRASPE/ANALISTA JUDICIÁRIO TJ AM 2019) Uma entidade que controla determinado


recurso, mas que não detém a sua propriedade, não deve reconhecê-lo como ativo na contabilidade,
pois, independentemente de qualquer condição, tal recurso não se enquadra na definição de ativo.

2019.02. (CEBRASPE/ANALISTA JUDICIÁRIO TJ AM 2019) A forma legal é o elemento determinante


para se concluir que uma obrigação se enquadra ou não na definição de passivo.

2018.01 - (CESPE/CEBRASPE - ANALISTA ADMINISTRATIVO EBSERH 2018) Um dos requisitos para


que um recurso seja classificado como ativo de uma entidade é o seu controle, o que significa sua
propriedade legal.

2018.02 - (CESPE/CEBRASPE – OFICIAL DE INTELIGÊNCIA ABIN 2018) Característica qualitativa da


informação, a comparabilidade permite que o usuário identifique semelhanças e diferenças entre dois
conjuntos de fenômenos.

2018.03 - (CESPE/CEBRASPE – OFICIAL DE INTELIGÊNCIA ABIN 2018) As características qualitativas


são inaplicáveis às informações não financeiras e prospectivas do ente que as divulga.

2018.04 - (CESPE/CEBRASPE – OFICIAL DE INTELIGÊNCIA ABIN 2018) Uma informação será


considerada relevante se possuir a capacidade de influenciar a decisão do usuário e se este, de fato,
fizer uso dela.

2018.05 - (CESPE/CEBRASPE – AUDITOR DO ESTADO DO RS 2018) Conforme a NBC TG Estrutura


Conceitual aprovada pela Resolução CFC n.º 1.374/2011, o valor realizável é a base de mensuração
que implica avaliar o ativo de acordo com o
A) valor presente descontado dos fluxos futuros de entradas líquidas de caixa esperados do ativo no
curso normal das operações.
B) montante de caixa ou equivalentes de caixa que poderiam ser obtidos pela sua venda em forma
ordenada.
C) montante de caixa ou equivalentes de caixa a serem pagos se esse mesmo ativo ou um ativo
equivalente for adquirido na data do balanço.
D) maior montante entre o seu valor justo líquido de despesa de venda e o seu valor em uso.
E) valor justo dos recursos entregues para adquiri-lo na data de aquisição.

35
www.estrategiaconcursos.com.br Prof. Marcondes Fortaleza
2018.06 - (CESPE/CEBRASPE – AUDITOR DO ESTADO DO RS 2018) Assinale a opção que apresenta
a premissa subjacente para a elaboração das demonstrações contábeis, de acordo com a NBC TG
Estrutura Conceitual.
A) relevância
B) tempestividade
C) essência econômica sobre a forma jurídica
D) representação fidedigna
E) continuidade

2018.07 - (CESPE-CEBRASPE/TÉCNICO EM CONTABILIDADE FUB 2018) Os bens capazes de gerar


benefícios econômicos futuros para uma entidade, independentemente de estarem ou não sob seu
controle, integram o ativo patrimonial dessa entidade.

2018.08 - (CESPE-CEBRASPE/TÉCNICO EM CONTABILIDADE FUB 2018) A empresa que detém o


controle de um determinado recurso está cumprindo um dos requisitos exigidos para que esse recurso
seja considerado um ativo na contabilidade.

2018.09 - (CESPE-CEBRASPE/ACE TCE MG 2018) Uma entidade pública realizou operação de


arrendamento mercantil financeiro de um ativo tangível. O gestor contábil interpretou a operação como
direito cedido por meio de contrato de licenciamento e contabilizou o fato como ativo intangível.
Considerando essa situação hipotética, assinale a opção que indica a característica qualitativa da
informação violada pela entidade quando da publicação dos relatórios contábeis.
A) compreensibilidade
B) tempestividade
C) imparcialidade
D) relevância
E) representação fidedigna

2018.10 - (CESPE-CEBRASPE/AGENTE DE PF 2018) De acordo com a Norma Brasileira de


Contabilidade, para que uma informação contábil seja capaz de fazer a diferença nas decisões, ela
deve ter valor preditivo, confirmatório ou ambos.

2018.11 - (CESPE-CEBRASPE/AGENTE DE PF 2018) Relevância, materialidade e fidedignidade são as


características qualitativas fundamentais da informação contábil útil.

Uma instituição europeia, ao analisar demonstrações contábeis de entidades brasileiras com a


finalidade de realizar investimentos, tomou conhecimento de que os relatórios financeiros publicados
no Brasil possuem diversos atributos, entre eles as características qualitativas fundamentais da
relevância e da representação fidedigna.

A respeito dessa situação hipotética, julgue os próximos itens.

2018.12 - (CESPE-CEBRASPE/ESCRIVÃO DE PF 2018) Se uma demonstração contábil analisada tiver


valor confirmatório para a investidora, então a característica da relevância estará presente na
informação.

36
www.estrategiaconcursos.com.br Prof. Marcondes Fortaleza
2018.13 - (CESPE-CEBRASPE/ESCRIVÃO DE PF 2018) Na situação descrita, o fato de a representação
fidedigna ser um atributo das demonstrações contábeis garante para a investidora estrangeira que as
informações publicadas apresentam exatidão em todos os seus aspectos.

2018.14 - (CESPE-CEBRASPE/ESCRIVÃO DE PF 2018) Por serem passíveis de comparação com


demonstrações contábeis de entidades de outros países, os relatórios publicados pelas entidades
brasileiras representam para a investidora uma informação relevante e fidedigna.

2017.01 - (CESPE/CEBRASPE – ANALISTA JUDICIÁRIO TRE TO 2017) De acordo com a estrutura


conceitual para elaboração e divulgação de relatório contábil-financeiro, emitida pelo Comitê de
Pronunciamentos Contábeis (CPC), todo e qualquer elemento patrimonial que se enquadre na
definição de ativo deve
A) ter a forma legal de um bem ou direito.
B) ter custo ou valor mensurável monetariamente.
C) estar associado a um direito de propriedade.
D) resultar de transações ou eventos passados.
E) ter forma física.

2017.02 - (CESPE/CEBRASPE – ANALISTA JUDICIÁRIO TRE TO 2017) O gerente comercial de uma


empresa, querendo informações acerca do estoque de mercadorias, recorre ao seu contador a fim de
obter respostas para as seguintes questões:
I Quanto de recursos financeiros será necessário para a empresa repor os estoques?
II Quanto gastou a empresa para adquirir os bens que se encontram atualmente em estoque?
III Quanto arrecadaria a empresa com a venda ordenada dos seus estoques?
IV Quanto teria a empresa de desembolsar caso queira quitar hoje a dívida de longo prazo que tem com
os seus fornecedores de mercadorias?
A partir dessa situação hipotética, assinale a opção que apresenta, na ordem em que aparecem, as
bases de mensuração que o contador deve observar para responder cada questionamento,
considerando o disposto na estrutura conceitual para elaboração e divulgação de relatório contábil-
financeiro, emitida pelo CPC.
A) custo corrente; custo histórico corrigido; valor presente; valor justo
B) custo corrente; custo histórico; valor realizável; valor presente
C) custo histórico corrigido; custo corrente; equivalente corrente de caixa; valor presente
D) valor realizável; custo histórico; custo corrente; valor presente
E) valor realizável; custo histórico; valor justo; valor de liquidação

37
www.estrategiaconcursos.com.br Prof. Marcondes Fortaleza
2017.03 - (CESPE/CEBRASPE – ANALISTA JUDICIÁRIO TRT 7ª REGIÃO 2017) Uma loja estava
ofertando uma máquina de lavar e secar roupas por determinado preço, que poderia ser parcelado em
quatro vezes iguais e sem acréscimo. Se o cliente pagasse à vista, teria um desconto de 10% sobre o
valor anunciado. Um cliente, ao certificar-se das condições de venda nessa loja, dirigiu-se a outras
lojas, a fim de conferir o preço do bem, e constatou que, nessas outras lojas, o preço à vista era igual
ao preço com desconto de 10% que estava sendo oferecido pela primeira loja. Nessa situação
hipotética, o preço do bem com 10% de desconto corresponde ao
A) custo corrente.
B) valor presente.
C) valor justo.
D) valor realizável.
STÃO 37
2017.04 - (CESPE/CEBRASPE – ANALISTA JUDICIÁRIO TRT 7ª REGIÃO 2017) A aplicação da regra
contábil do conservadorismo na elaboração do balanço patrimonial pode provocar distorções, erros e
enviesar a informação contábil, o que demonstra que o conservadorismo está em desacordo com a
característica qualitativa da informação contábil útil denominada
A) verificabilidade.
B) relevância.
C) materialidade.
D) fidedignidade.
EST
2017.05 - (CESPE/CEBRASPE – ANALISTA JUDICIÁRIO TRE BA 2017) Previstas na estrutura
conceitual, as características qualitativas de melhoria da informação contábil incluem, além de
comparabilidade:
A) materialidade, representação fidedigna e verificabilidade.
B) compreensibilidade, relevância, representação fidedigna.
C) compreensibilidade, verificabilidade e tempestividade.
D) compreensibilidade, representação fidedigna e representatividade.
E) confiabilidade, tempestividade e verificabilidade.

2017.06 - (CESPE/CEBRASPE – TÉCNICO JUDICIÁRIO TRE BA 2017) De acordo com a estrutura


conceitual do CPC, assinale a opção que apresenta as características qualitativas fundamentais da
informação contábil.
A) conservadorismo e neutralidade
B) relevância e representação fidedigna
C) comparabilidade e verificabilidade
D) tempestividade e compreensibilidade
E) confiabilidade e prudência
QUESTÃO 48

38
www.estrategiaconcursos.com.br Prof. Marcondes Fortaleza
2017.07 - (CESPE/CEBRASPE – TÉCNICO JUDICIÁRIO TRE BA 2017) A estrutura conceitual do CPC,
que estabelece os conceitos fundamentais da elaboração e apresentação de demonstrações contábeis
destinadas a usuários externos, visa
A) prover uma base para o aumento do número de tratamentos contábeis alternativos.
B) subsidiar os órgãos reguladores nacionais e internacionais na elaboração de normas contábeis.
C) auxiliar os responsáveis pela auditoria das demonstrações contábeis, melhorando a qualidade da
auditoria feita nas empresas.
D) proporcionar aos interessados informações sobre o enfoque adotado na formulação dos
pronunciamentos técnicos, das interpretações e das orientações.
E) subsidiar o Congresso Nacional no desenvolvimento de novas leis.

2017.08 - (CESPE/CEBRASPE – ANALISTA JUDICIÁRIO TRE PE 2017) De acordo com a NBC TG


Estrutura Conceitual, assinale a opção correta, acerca das características qualitativas da informação
contábil.
A) Uma informação contábil é relevante se privilegia a essência contábil sobre a forma legal.
B) Uma informação contábil possui os atributos de melhoria se pode ser utilizada por todos os usuários da
informação.
C) A informação contábil relevante pode ser capaz de fazer diferença na tomada de decisões pelos
usuários, mesmo que eles não a levem em consideração.
D) A representação fidedigna determina que uma informação contábil deve ser passível de comparação
com outras demonstrações contábeis.
E) São características qualitativas fundamentais da informação contábil a comparabilidade, a
compreensibilidade e a essência sobre a forma.

2016.01 - (CESPE/CEBRASPE – ASSISTENTE ÁREA ADM CONTABIDADE FUNPRESP JUD 2016)


Entre as características qualitativas das informações contábeis incluem-se compreensibilidade,
relevância, confiabilidade e comparabilidade.

2016.02 -(CESPE/CEBRASPE – ASSISTENTE ÁREA ADM CONTABIDADE FUNPRESP JUD 2016)


Passivo corresponde à obrigação presente que é resultante de eventos passados e cuja liquidação
poderá implicar baixa do resultado ou desembolso de recursos pela entidade.

2016.03 - (CESPE/CEBRASPE – PERITO CRIMINAL CONTÁBEIS SDS PE 2016) Segundo a teoria


contábil, uma condição indispensável para que um item patrimonial seja definido como um passivo e
que
A) o vencimento da obrigação se de em uma data futura previamente acordada entre as partes.
B) o devedor saiba que possui uma dívida e o credor tenha reconhecido o direito de receber.
C) o valor da obrigação seja líquido e certo.
D) a obrigação exista no momento presente, fruto de eventos passados.
E) o sacrifício futuro de um ativo para satisfazer a obrigação seja uma decisão do devedor.

39
www.estrategiaconcursos.com.br Prof. Marcondes Fortaleza
2016.04 - (CESPE/CEBRASPE – PERITO CRIMINAL CONTÁBEIS SDS PE 2016) As subavaliações de
ativos e as superavaliações de passivos, com consequentes registros de desempenhos posteriores
inflados, são incompatíveis com a pretensão de neutralidade da informação.
Em função disso, o Conselho Federal de Contabilidade, por meio da Resolução nº 1.374/2011, acatou
que se retirasse da condição de aspecto da representação fidedigna
A) a convenção da materialidade.
B) a característica da compreensibilidade.
C) a característica da essência sobre a forma.
D) o princípio do registro pelo valor original.
E) o princípio da prudência.
QO 33
2016.05 - (CESPE/CEBRASPE – PERITO CRIMINAL CONTÁBEIS SDS PE 2016) As decisões dos
usuários da informação contábil implicam, muitas vezes, a escolha entre alternativas, como vender ou
manter um investimento, ou, ainda, investir em uma entidade ou em outra. Conforme a NBC TG
1.374/2011, essa necessidade dos usuários reforça, em especial, a importância da característica
qualitativa de melhoria denominada
A) comparabilidade.
B) compreensibilidade.
C) representação fidedigna.
D) relevância.
E) verificabilidade.
UESTÃ1
2016.06 - (CESPE/CEBRASPE – PERITO CRIMINAL CONTÁBEIS SDS PE 2016) Acerca do
reconhecimento e da divulgação de ativos e passivos, assinale a opção correta.
A) Um passivo trabalhista só será objeto de registro contábil quando do transito em julgado de sentença
condenatória.
B) Registra-se em passivo não circulante a existência de uma obrigação presente com remota
probabilidade de saída de recursos.
C) Existindo uma obrigação presente, mas que apenas provavelmente vá requerer uma saída de recursos
para sua liquidação, não se registra uma provisão, porem divulga-se informação pertinente em nota
explicativa.
D) Se um ingresso de benefícios econômicos for praticamente certo, um ativo contingente deverá ser
reconhecido.
E) Caso uma entrada de benefício econômico não seja provável, nenhum ativo deverá ser reconhecido ou
divulgado.

40
www.estrategiaconcursos.com.br Prof. Marcondes Fortaleza
2016.07 - (CESPE/CEBRASPE – PERITO CRIMINAL CONTÁBEIS SDS PE 2016) A loja Alpha vende
uma geladeira por R$ 2.500 a vista, podendo esse valor ser parcelado em quatro vezes sem juros. A
entrega é paga pela loja e custa R$ 50. A loja adquiriu a geladeira, há três meses, por R$ 1.700, mas,
hoje, ela já custa R$ 1.800. Um comprador verificou que a mesma geladeira poderia ser adquirida na
loja Beta, a vista, por R$ 2.200 e questionou o vendedor da loja Alpha, o qual assegurou um desconto
de R$ 300 para não perder a venda, mas com a condição de que o frete fosse pago pelo cliente, que
concordou com as condições oferecidas.
Nessa situação hipotética de compra e venda, o
A) custo histórico da geladeira é de R$ 1.800.
B) valor justo da geladeira é de R$ 2.500.
C) valor realizável da geladeira é de R$ 2.250.
D) custo corrente da geladeira é de R$ 1.700.
E) valor presente da geladeira é de R$ 2.200.

2016.08 - (CESPE/CEBRASPE – AUDITOR DE CONTROLE EXTERNO FISCALIZAÇÃO TCE PA 2016)


A convicção de que uma saída de recursos será dispensável para a liquidação de uma obrigação
presente da entidade não elimina o caráter de passivo dessa obrigação.

2016.09 - (CESPE/CEBRASPE – AUDITOR DE CONTROLE EXTERNO ÁREA ADM TCE PA 2016) Os


relatórios contábil-financeiros devem demonstrar o valor da entidade que reporta a informação.

2016.10 - (CESPE/CEBRASPE – AUDITOR DE CONTROLE EXTERNO ÁREA ADM TCE PA 2016) Um


passivo, obrigação presente resultante de eventos passados, é reconhecido como tal, mesmo não
sendo provável que uma saída de recursos que incorporem benefícios econômicos seja exigida para
liquidar essa obrigação.

2016.11 - (CESPE/CEBRASPE – AUDITOR DE CONTROLE EXTERNO ÁREA ADM TCE PA 2016) Ativo
é o conjunto de bens e direitos que resultam de eventos passados e sobre os quais a entidade detém
direitos de propriedade que lhe permitem obter benefícios econômicos.

2016.12 - (CESPE/CEBRASPE – AUDITOR FISCAL DE CONTROLE EXTERNO TCE SC 2016) O


público-alvo dos relatórios contábil-financeiros de propósito geral são, primariamente, os órgãos
reguladores.

2016.13 - (CESPE/CEBRASPE – ANALISTA CONTABILIDADE E FINANÇAS FUNPRESP 2016) A


verificabilidade, uma das características qualitativas de melhoria, é aquela que garante a uniformidade
das demonstrações contábeis, dando segurança ao usuário sobre a adoção de métodos semelhantes
para contabilização de itens idênticos.

2016.14 - (CESPE/CEBRASPE – ANALISTA CONTABILIDADE E FINANÇAS FUNPRESP 2016) A


relevância, característica fundamental da informação contábil-financeira, representa a confiabilidade
dos relatórios contábeis.

41
www.estrategiaconcursos.com.br Prof. Marcondes Fortaleza
2016.15 - (CESPE/CEBRASPE – ANALISTA CONTABILIDADE E FINANÇAS FUNPRESP 2016) Os
valores preditivo e confirmatório de uma informação contábil-financeira não estão inter-relacionados,
visto que a predição é individual e a confirmação é geral, advinda da divulgação das demonstrações a
todos os usuários.

2016.16 - (CESPE/CEBRASPE – ANALISTA CONTABILIDADE E FINANÇAS FUNPRESP 2016) Conterá


o atributo da materialidade a informação cuja omissão ou distorção influenciar nas decisões tomadas
pelos usuários.

2016.17 - (CESPE/CEBRASPE – ANALISTA CONTABILIDADE E FINANÇAS FUNPRESP 2016)


Considera-se fidedigna a informação livre de erros e que possua os atributos da neutralidade e da
completude.

2016.18 - (CESPE/CEBRASPE – CONTADOR DPU 2016) O objetivo do relatório contábil-financeiro de


propósito geral é fornecer informações contábil-financeiras úteis acerca da entidade para a tomada de
decisão por parte de usuários internos, como os gerentes de produção, e de usuários externos, como
os acionistas.

2016.19 - (CESPE/CEBRASPE – CONTADOR DPU 2016) Os relatórios contábil-financeiros de propósitos


gerais não são os instrumentos que atendem a todas as informações de que os usuários externos —
investidores, credores por empréstimos e outros credores, existentes e em potencial — necessitam.

2016.20 - (CESPE/CEBRASPE – CONTADOR DPU 2016) Deve-se reconhecer um passivo caso haja uma
obrigação futura da entidade, derivada de eventos passados, cuja liquidação resultará na saída de
recursos da entidade capazes de gerar benefícios econômicos.

2016.21 - (CESPE/CEBRASPE – CONTADOR DPU 2016) Perdas são decréscimos nos benefícios
econômicos durante o período contábil, portanto não são enquadradas como despesas, visto que
despesas têm origem em atividades usuais da entidade e perdas, em atividades não usuais.

2016.22 -(CESPE/CEBRASPE – CONTADOR DPU 2016) Caso uma empresa realize gastos para a
aquisição de um bem, em que se espera que os benefícios econômicos ocorram somente ao longo do
período corrente, então essa transação deverá ser reconhecida como despesa na demonstração do
resultado.

2015.01 - (CESPE/CEBRASPE – AUDITOR TCE RN 2015) A essência sobre a forma é conceito


indispensável para o cumprimento da característica qualitativa da representação fidedigna, ao passo
que a prudência, por ser inconsistente com a neutralidade, é incompatível com a representação
fidedigna.

2015.02 - (CESPE/CEBRASPE – CONTADOR TELEBRÁS 2015) O princípio ou característica da


prudência é conflitante com a característica qualitativa fundamental da representação fidedigna.

2015.03 - (CESPE/CEBRASPE – ESPECIALISTA EM GESTÃO AUDITORIA TELEBRÁS 2015) Receita é


o ingresso bruto de benefícios econômicos durante o período observado no curso das atividades
ordinárias de uma entidade que resultam no aumento ou na diminuição do seu patrimônio líquido.
42
www.estrategiaconcursos.com.br Prof. Marcondes Fortaleza
2015.04 - (CESPE/CEBRASPE – AUDITOR GOVERNAMENTAL CGE PI 2015) O principal objetivo da
preparação e divulgação de relatórios contábil-financeiros pelas empresas é subsidiar as ações
governamentais de fiscalização tributária.

2015.05 - (CESPE/CEBRASPE – CONTADOR FUB 2015) Os aumentos de benefícios econômicos


empresariais em espécie relacionados a contribuições dos detentores de instrumentos patrimoniais,
que gerem aumento do patrimônio líquido, denominam-se receita.

GABARITO – CPC 00
2019.01 2019.02 2018.01 2018.02 2018.03 2018.04 2018.05 2018.06 2018.07
Errado Errado Errado Certo Errado Errado B E Errado

2018.08 2018.09 2018.10 2018.11 2018.12 2018.13 2018.14 2017.01 2017.02


Certo E Certo Errado Certo Errado Errado D B
2017.03 2017.04 2017.05 2017.06 2017.07 2017.08 2016.01 2016.02 2016.03
C D C B D C Errado Errado D
2016.04 2016.05 2016.06 2016.07 2016.08 2016.09 2016.10 2016.11 2016.12
E A E E Errado Errado Errado Errado Errado
2016.13 2016.14 2016.15 2016.16 2016.17 2016.18 2016.19 2016.20 2016.21
Errado Errado Errado Certo Certo Errado Certo Errado Errado
2016.22 2015.01 2015.02 2015.03 2015.04 2015.05
Certo Certo Certo Errado Errado Errado

43
www.estrategiaconcursos.com.br Prof. Marcondes Fortaleza
FOLHA DE PAGAMENTO

2018.01 - (CESPE/CEBRASPE – TÉCNICO EM CONTABILIDADE EBSERH 2018) O fato “Apropriação


das despesas relativas aos salários dos empregados (R$ 2.000) e registro dos valores retidos dos
empregados, relativos a contribuições de previdência social (R$ 160)” deverá ser registrado por meio
do seguinte lançamento:

D – Salários – R$ 2.000
C – Salários a pagar – R$ 2.000
e
D – Salários a pagar – R$ 160
C – Contribuições previdenciárias a recolher – R$ 160

2018.02 - (CESPE/CEBRASPE – TÉCNICO EM CONTABILIDADE EBSERH 2018) O fato “Pagamento,


em fevereiro de 2017, dos salários dos empregados e das contribuições de previdência social, relativos
ao mês de janeiro de 2017” deverá ser registrado por meio do seguinte lançamento:

D – Salários a pagar – R$ 1.840


D – Contribuições previdenciárias a recolher – R$ 160
C- Caixa/Bancos – 2.000

2017.01 - (CESPE/CEBRASPE – TÉCNICO JUDICIÁRIO TRE BA 2017) Relativamente à contabilização


de operações contábeis relacionadas à folha de pagamento, assinale a opção correta.
A) O lançamento
salários
a caixa/bancos
é utilizado para apropriar as despesas de salários incorridas no mês e registrar a obrigação da
empresa de pagar os salários dos trabalhadores.
B) O lançamento
salários
a caixa/bancos
é utilizado para registrar o pagamento dos salários dos trabalhadores; em condições normais, no mês
seguinte ao da prestação dos serviços.
C) O lançamento
salários
a salários a pagar
é utilizado para apropriar as despesas de salários incorridas no mês e registrar a obrigação futura da
empresa de pagar os salários dos trabalhadores.
D) O lançamento
salários a pagar
a salários
é utilizado para registrar o pagamento dos salários dos trabalhadores; em condições normais, no mês
seguinte ao da prestação dos serviços.
E) O lançamento
salários a pagar
a caixa

44
www.estrategiaconcursos.com.br Prof. Marcondes Fortaleza
é utilizado para apropriar as despesas de salários incorridas no mês e registrar a obrigação da
empresa de pagar os salários dos trabalhadores.

2017.02 - (CESPE/CEBRASPE – TÉCNICO JUDICIÁRIO TRE BA 2017) O lançamento contábil composto


por um débito na conta salários a pagar e um crédito na conta contribuições de previdência a recolher
é utilizado para registrar a contribuição previdenciária retida dos empregados.

2016.01 - (CESPE/CEBRASPE – PERITO CRIMINAL CONTÁBEIS SDS PE 2016) Levando em


consideração que o valor do salário de um empregado mensalista de uma empresa seja de R$ 1.200,
assinale a opção correta.
A) O valor referente aos encargos trabalhistas deverá ser registrado na contabilidade quando ocorrer o seu
efetivo pagamento.
B) A apropriação do valor referente as férias será de R$ 1.200, desconsiderando-se o número de faltas do
empregado e os encargos trabalhistas.
C) A conta de despesa de decimo terceiro salário deverá receber contabilização em função do seu
pagamento.
D) A contabilização da apropriação do salário mensal deverá ser feita a debito em conta patrimonial e a
credito em conta de resultado.
E) A apropriação da provisão mensal referente ao decimo terceiro salário correspondera a um doze avos
da remuneração mensal acrescida dos encargos trabalhistas.

Considerando que razonetes são registros simplificados que contrapõem em suas colunas os débitos e
créditos de cada conta contábil, o item seguinte apresenta uma conta e os fatos que a alteram.

Julgue o razonete apresentado no próximo item de acordo com a conta que representa.

2010.01 - (CESPE/AGENTE DA ABIN 2010)

GABARITO – FOLHA DE PAGAMENTO


2018.01 2018.02 2017.01 2017.02 2016.01 2010.01
Certo Certo C Certo E Errado

45
www.estrategiaconcursos.com.br Prof. Marcondes Fortaleza
OPERAÇÕES COM DUPLICATAS

2016.01- (CESPE/CEBRASPE – PERITO CRIMINAL CONTÁBEIS SDS PE 2016 - Adaptada) Uma


empresa endossou duplicatas de sua propriedade e efetuou o desconto delas em instituição financeira
em que mantem conta corrente. O valor dos juros pagos decorrentes da operação foi de R$ 1.400 e o
valor referente a comissão e cobrança foi de R$ 800.
Nessa situação hipotética,
A) o valor referente a comissão e cobrança deve ser lançado em conta de passivo pelo regime de caixa.
B) os juros na operação de desconto de duplicatas devem ir para a conta encargos a transcorrer, que é
retificadora do passivo e apropriada no resultado em observância ao regime de competência.
C) o pagamento do título pelo cliente deverá ser registrado a debito da conta banco e a credito de
duplicatas a receber.
D) o valor liquido creditado na conta corrente da empresa referiu-se ao valor total das duplicatas
endossadas.
E) ao efetuar o desconto, a empresa se eximiu da responsabilidade de pagar os títulos, se eventualmente
seus devedores não os quitarem.

Considerando que razonetes são registros simplificados que contrapõem em suas colunas os débitos e
créditos de cada conta contábil, o item seguinte apresenta uma conta e os fatos que a alteram.

Julgue o razonete apresentado no próximo item de acordo com a conta que representa.

2010.01 (CESPE/AGENTE DA ABIN 2010)

GABARITO – OPERAÇÃO COM DUPLICATAS


2016.01 2010.01
B Errado

46
www.estrategiaconcursos.com.br Prof. Marcondes Fortaleza
DEPRECIAÇÃO/IMOBILIZADO

2019.01 - (CEBRASPE/ AFRE SEFAZ RS 2019) Em 2/1/2015, determinada empresa incorporou ao seu
imobilizado um equipamento industrial pelo valor de R$ 120.000. O fornecedor informou que a vida útil do
equipamento é de quinze anos, mas a empresa verificou que revistas especializadas apontam durabilidade
de doze anos e, assim, pretende utilizar o equipamento por dez anos. A empresa tem por prática considerar
um valor residual de 10% em todos os seus equipamentos industriais. O equipamento é destinado ao uso
em dois turnos de oito horas, e a empresa aplica a depreciação contábil acelerada, pelo método da linha
reta, com quotas constantes.

No encerramento do exercício de 2017, depois de contabilizada a depreciação do período, o valor contábil


líquido do bem era

A) inferior a R$ 70.000.
B) superior a R$ 70.000 e inferior a R$ 74.000.
C) superior a R$ 74.000 e inferior a R$ 78.000.
D) superior a R$ 78.000 e inferior a R$ 82.000.
E) superior a R$ 82.000.

2018.01 - (CESPE-CEBRASPE/TÉCNICO EM CONTABILIDADE FUB 2018) Os custos de manutenção


periódica de determinado item do ativo imobilizado devem ser acrescentados ao valor contábil desse
item.

2018.02 - (CESPE-CEBRASPE/ACE TCE MG 2018) A tabela seguinte refere-se a itens comprados em


procedimento licitatório realizado por uma entidade pública. Todos os itens foram postos em
funcionamento no dia 2/1/20X7.

Considerando as informações precedentes e os dispositivos da contabilidade para entidades públicas


quanto ao registro da depreciação pelo método de cotas constantes, assinale a opção correta.
A) A despesa anual de depreciação, que deve ser contabilizada com o mesmo valor todos os anos,
corresponde a R$ 13.750.
B) A depreciação acumulada dos ativos, ao final do terceiro ano, será inferior a 75% do valor total das
aquisições.
C) O valor contábil dos ativos descritos no balanço patrimonial de 31/12/20X7 corresponde a R$ 59.000.
D) Ao final do exercício de 20X7, o valor da despesa de depreciação descrita no ativo imobilizado
corresponderá a R$ 13.550.
E) O valor total da despesa de depreciação, ao final do exercício de 20X8, corresponderá a R$ 25.000.

47
www.estrategiaconcursos.com.br Prof. Marcondes Fortaleza
Para a melhoria na qualidade do atendimento ao público, certa unidade policial adquiriu 8
computadores e 3 impressoras, que foram postos em uso na mesma data de compra, nas seguintes
condições:

- preço de cada computador: R$ 3.500;


- preço de cada impressora: R$ 600;
- tempo de vida útil estimada: 5 anos para ambos os equipamentos;
- data da compra: 1.o/7/20x0.

A respeito dessa situação hipotética, julgue os itens subsequentes.

2018.03 - (CESPE-CEBRASPE/ESCRIVÃO DE PF 2018) O valor da despesa de depreciação dos 8


computadores a ser contabilizada pela unidade ao final do exercício de 20x0 será de R$ 2.800.

2018.04 - (CESPE-CEBRASPE/ESCRIVÃO DE PF 2018) Se, decorridos 4 anos da data de aquisição, um


dos computadores for totalmente baixado do patrimônio por dano irreparável, a perda a ser
contabilizada será de R$ 2.800.

2018.05 - (CESPE-CEBRASPE/ESCRIVÃO DE PF 2018) Ao realizar-se a contabilização dos bens


adquiridos, eles deverão ser classificados no patrimônio da unidade como imobilizados do grupo de
ativos não circulantes.

2018.06 - (CESPE/CEBRASPE - ANALISTA ADMINISTRATIVO EBSERH 2018) Situação hipotética:


Uma empresa adquiriu o equipamento industrial X, com vida útil estimada de 10 anos e capacidade de
processamento de um milhão de peças. X custou R$ 350 mil e apresentou a produtividade de 80 mil
peças no primeiro ano e 120 mil peças no segundo ano. No final do primeiro trimestre do terceiro ano
de utilização de X, quando já haviam sido produzidas mais 40 mil peças, a empresa resolveu substituir
esse equipamento por um mais moderno, tendo realizado a venda de X por R$ 270 mil. A depreciação
de X foi calculada pelo método das unidades produzidas. Assertiva: Nessa situação, a empresa
realizou uma perda com a baixa de X.

2018.07 - (CESPE/CEBRASPE - ANALISTA ADMINISTRATIVO EBSERH 2018) Os imóveis são ativos


imobilizados e, portanto, sofrem depreciação; no entanto, essa depreciação recai somente sobre a
parcela do imóvel correspondente à construção, mas não sobre a parcela correspondente ao terreno.

2018.08 - (CESPE/CEBRASPE – TÉCNICO EM CONTABILIDADE EBSERH 2018) Venda de veículo pelo


valor de R$ 10.000, registrado no ativo imobilizado por R$ 30.000, com depreciação acumulada de R$
25.000.
Considerando-se que, na baixa por venda do veículo, há que se apurar ganho ou perda de capital, o
fato deverá ser contabilizado por meio dos seguintes lançamentos.
D – Depreciação acumulada – R$ 25.000
C – Veículos – R$ 25.000
e
D – Caixa/Bancos – R$ 10.000
D – Veículos – R$ 5.000
C – Ganho na baixa de bens – R$ 15.000

48
www.estrategiaconcursos.com.br Prof. Marcondes Fortaleza
2017.01 - (CESPE/CEBRASPE – ANALISTA JUDICIÁRIO TRE TO 2017) De acordo com os padrões
contábeis do CPC, para os itens do imobilizado que não tenham sido totalmente depreciados, a
depreciação deverá cessar na data em que o
A) valor residual do ativo for menor que o seu valor contábil.
B) ativo estiver disponível para uso, mas não tenha começado ainda a ser utilizado.
C) ativo for classificado como mantido para venda.
D) ativo se tornar ocioso ou for retirado do seu uso normal.
E) ativo estiver sujeito a manutenções preventivas e corretivas que preservem as suas condições originais.
QUEST
2017.02 - (CESPE/CEBRASPE – ANALISTA JUDICIÁRIO TRE PE 2017) Com base na NBC TG 27 (ativo
imobilizado), assinale a opção correta, em relação à depreciação, ao valor depreciável e ao período de
depreciação.
A) Os normativos contábeis não permitem que o valor residual de um ativo imobilizado seja aumentado
depois de estabelecido.
B) A obsolescência técnica proveniente de mudanças ou as melhorias na produção não são consideradas
na determinação de vida útil de um ativo.
C) O valor depreciável de um ativo imobilizado deve ser apropriado de forma eventual ao longo de sua
vida útil.
D) A depreciação de um ativo imobilizado deve ser interrompida caso ele seja classificado como ativo
mantido para venda.
E) O valor depreciável dos ativos imobilizados é determinado pelo seu valor histórico, antes da dedução de
seu valor residual.
ÃO
2017.03 - (CESPE/CEBRASPE – ANALISTA JUDICIÁRIO TRT 7ª REGIÃO 2017) Uma indústria adquiriu
um equipamento produtivo por R$ 320 mil, o qual foi registrado contabilmente e colocado em operação
em 13/8/2013. O fabricante estimava a vida útil do equipamento em dez anos. O equipamento será
utilizado em dois turnos de oito horas, razão por que será aplicada a depreciação acelerada calculada
pelo método da linha reta. A empresa considera um valor residual de 10% para todos os seus
equipamentos industriais.
Nessa situação hipotética, considerando-se que a indústria encerra seu exercício social no dia trinta de
setembro de cada ano, é correto afirmar que o valor contábil líquido do equipamento apurado para o
balanço de 2017 é igual a
A) R$ 80 mil.
B) R$ 108 mil.
C) R$ 140 mil.
D) R$ 200 mil.
25

49
www.estrategiaconcursos.com.br Prof. Marcondes Fortaleza
2017.04 - (CESPE/CEBRASPE – ANALISTA JUDICIÁRIO TRE BA 2017) Um item patrimonial que atenda
aos requisitos para ser reconhecido como ativo imobilizado no balanço patrimonial de uma companhia
aberta deve ser mensurado por seu custo.
Na ocasião do reconhecimento contábil, deve-se incluir no cálculo do custo do ativo imobilizado o valor
A) do custo incorrido por ocasião da manutenção periódica do ativo imobilizado.
B) do custo de realocação ou reinstalação do ativo imobilizado adquirido.
C) da estimativa inicial dos custos com que o adquirente do ativo imobilizado terá de arcar no futuro para
desmontar e remover o item adquirido e para restaurar o local em que o bem está localizado.
D) do imposto recuperável e incidente no momento da compra do ativo imobilizado.
E) do custo incorrido no período em que o ativo imobilizado ainda não estava sendo utilizado pela
empresa, embora já estivesse apto a operar da forma pretendida pela administração.

2017.05 - (CESPE/CEBRASPE – TÉCNICO JUDICIÁRIO TRE BA 2017) Em relação à depreciação de


bens e aos respectivos métodos e cálculo de quotas, assinale a opção correta.
A) A quota de depreciação é o valor resultante da aplicação da taxa sobre o valor correspondente ao
custo de aquisição do bem.
B) A aplicação do método de depreciação denominado soma dos algarismos dos anos resulta em quotas
crescentes ou decrescentes de depreciação.
C) O método de depreciação escolhido deve ser utilizado durante toda a vida útil do ativo, a fim de que
sejam mantidas a uniformidade e comparabilidade das informações.
D) O cálculo das quotas de depreciação e a respectiva contabilização devem ter como referência o mês
em que o bem tenha sido incorporado ao ativo da entidade.
E) Se a depreciação acumulada alcançar 100% do valor depreciável, as quotas deverão continuar a ser
calculadas, desde que o bem ainda esteja em uso na entidade.

2017.06 - (CESPE/CEBRASPE – TÉCNICO JUDICIÁRIO TRE BA 2017) No que se refere à


contabilização da baixa de bens do ativo não circulante, o lançamento contábil composto por um débito
na conta
A) depreciação e por um crédito na conta depreciação acumulada é representativo da apuração do valor
contábil por ocasião da venda de bens do ativo não circulante.
B) depreciação acumulada e por um crédito na conta veículos é representativo da efetiva baixa do referido
bem, por ocasião de sua venda.
C) caixa/bancos e por um crédito na conta depreciação acumulada é representativo da apuração do ganho
ou da perda na venda de bens do ativo não circulante.
D) ganho ou perdas de capital e por um crédito na conta caixa/bancos é representativo da apuração do
ganho ou perda na venda de bens do ativo não circulante.
E) depreciação acumulada e por um crédito na conta veículos é representativo da apuração do valor
contábil do referido bem, por ocasião de sua venda.

50
www.estrategiaconcursos.com.br Prof. Marcondes Fortaleza
2016.01 - (CESPE/CEBRASPE – PERITO CRIMINAL CONTÁBEIS SDS PE 2016) Tendo em vista que,
de acordo com o CPC 27, do Comitê dos Pronunciamentos Contábeis, quando permitida por lei, a
reavaliação de um item do ativo imobilizado a valor justo, mensurado de maneira confiável, poderá ser
reconhecida no balanço patrimonial, assinale a opção correta.
A) A redução do valor contábil do ativo em decorrência de reavaliação deverá ser reconhecida em conta
especifica de resultado, independentemente de haver saldo na conta de reserva de reavaliação no
patrimônio líquido.
B) Poderá ser reconhecido no balanço patrimonial o valor reavaliado de um bem correspondente ao seu
valor justo na data da reavaliação menos qualquer depreciação e perda por redução ao valor
recuperável que tenham sido acumuladas subsequentemente.
C) Após o item do imobilizado ser reavaliado, não são necessárias futuras atualizações a valor justo,
mesmo que o valor apresente divergência relevante em relação ao seu valor justo na data do balanço.
D) A reavaliação poderá ser realizada em um único item de um grupo do imobilizado.
E) Quando a reavaliação resultar em aumento do valor contábil do ativo, a contrapartida desse aumento
deverá ser reconhecida em conta de resultado.

2016.02 - (CESPE/CEBRASPE – ANALISTA CONTABILIDADE E FINANÇAS FUNPRESP 2016) Uma


entidade cujas atividades sejam exercidas em dois ou mais turnos de trabalho poderá desconsiderar
essa informação ao estabelecer a vida útil de suas máquinas, para fins de contabilização da
depreciação de seu imobilizado, visto que a legislação do imposto de renda determina os percentuais
fixos para cada tipo de ativo.

2016.03 - (CESPE/CEBRASPE – ANALISTA CONTABILIDADE E FINANÇAS FUNPRESP 2016) Ao


adquirir um veículo por meio de arrendamento mercantil financeiro, uma entidade deverá registrar o
lançamento a débito desse ativo no imobilizado somente ao final do prazo de vigência de contrato, haja
vista ela não ter a propriedade do bem.
QUES4
2015.01 - (CESPE/CEBRASPE – ANALISTA JUDICIÁRIO TRE MT 2015) Determinada indústria que
opera com uma estimativa de valor residual de 10% para todos os itens de seu imobilizado produtivo
adquiriu um maquinário produtivo por R$ 200.000. A depreciação é realizada pelo método de unidades
produzidas e a capacidade produtiva da máquina foi estimada em 2 milhões de peças. No primeiro e
no segundo exercícios sociais, essa máquina produziu 250.000 peças/ano; no terceiro ano, a produção
da máquina foi de 300.000 peças. Toda a depreciação foi adequadamente contabilizada, de acordo
com a competência contábil.
De acordo com essa situação hipotética, o valor contábil líquido da máquina ao final do terceiro ano de
atividade, em reais, foi de
A) 108.000.
B) 120.000.
C) 128.000.
D) 72.000.
E) 80.000.

2015.02 - (CESPE/CEBRASPE – CONTADOR TELEBRÁS 2015) A depreciação de uma máquina


utilizada na produção de determinado ativo não deve ser reconhecida no resultado, mas deve ser
incluída no custo do ativo produzido pela máquina.

51
www.estrategiaconcursos.com.br Prof. Marcondes Fortaleza
2015.03 - (CESPE/CEBRASPE – CONTADOR TELEBRÁS 2015) O valor depreciável de um ativo será
obtido após a dedução do seu valor residual, que representa uma estimativa do valor a ser obtido com
a venda desse ativo ao fim de sua vida útil, deduzidas as despesas estimadas de venda.

2015.04 - (CESPE/CEBRASPE – CONTADOR FUB 2015) Determinado bem imobilizado foi adquirido ao
custo de R$ 100.000, sendo sua vida útil estimada em dez anos, sem valor residual. Em 2014, após
oito anos de uso, foram realizados gastos de R$ 1.000 para manutenção e reparos nesse imobilizado.
Nessa situação, o valor líquido desse imobilizado, no final de 2014, é igual a R$ 20.000.

2015.05 - (CESPE/CEBRASPE – CONTADOR ENAP 2015) O conceito de depreciação implica o


reconhecimento de perda de valor nos ativos fixos tangíveis, em decorrência do uso, da
desatualização, ou da obsolescência, e se constitui em despesa para recuperar, de forma gradual, o
dispêndio inicial, ainda que não exija desembolso nem pagamento.

2015.06 - (CESPE/CEBRASPE – CONTADOR FUB 2015) O valor da depreciação de um ativo imobilizado


pode ser calculado por vários métodos, mas, uma vez escolhido, o método deve ser mantido até a
baixa do ativo em questão.

GABARITO – DEPRECIAÇÃO E IMOBILIZADO


2019.01 2018.01 2018.02 2018.03 2018.04 2018.05 2018.06 2018.07 2018.08
B Errado B Certo Errado Certo Errado Certo Errado
2017.01 2017.02 2017.03 2017.04 2017.05 2017.06 2016.01 2016.02 2016.03
C D C C B E B Errado Errado
2015.01 2015.02 2015.03 2015.04 2015.05 2015.06
C Certo Certo Certo Certo Errado

52
www.estrategiaconcursos.com.br Prof. Marcondes Fortaleza
PERDAS ESTIMADAS NO ATIVO

2019.01- (CEBRASPE/ANALISTA JUDICIÁRIO TJ AM 2019) O fato de um item de estoque estar


avaliado pelo seu valor realizável líquido no balanço patrimonial é indicativo de que o valor do
investimento feito no referido item é plenamente recuperável por meio de sua venda ou de seu uso.

2018.01 - (CESPE-CERASPE/PERITO PF 2018 - CONTÁBEIS) Para uma empresa que realize vendas a
prazo e constitua provisão para créditos de liquidação duvidosa, essa provisão deverá ser adicionada
ao lucro líquido na apuração do lucro real.

2018.02 - (CESPE/CEBRASPE – TÉCNICO EM CONTABILIDADE EBSERH 2018) A conta perdas


estimadas por redução ao valor realizável líquido, componente do subgrupo estoques, tem natureza
credora, apesar de figurar no ativo.

2016.01 - (CESPE/CEBRASPE – PERITO CRIMINAL CONTÁBEIS SDS PE 2016) Com referência as


perdas estimadas em credito de liquidação duvidosa, assinale a opção correta.
A) Notícia veiculada a respeito da recuperação judicial do cliente em atraso caracteriza uma perda
incorrida.
B) A baixa do título considerado incobrável e feita mediante lançamento contábil a credito diretamente na
conta de despesa não operacional.
C) O fato de o cliente estar inadimplente junto a outras entidades não e motivo suficiente para que a dívida
dele seja incluída na estimativa de perdas.
D) As garantias reais não reduzem as perspectivas de perdas com contas a receber.
E) A apuração da estimativa da perda dispensa a análise individual dos títulos em atraso por cliente.

2016.02 - (CESPE/CEBRASPE – ANALISTA JUDICIÁRIO TRT 8ª REGIÃO 2016) Em relação aos


conceitos, à classificação e aos critérios de avaliação dos componentes patrimoniais, assinale a opção
correta.
A) As contas a receber são avaliadas pelo valor líquido de realização, isto é, os valores são ajustados
pelas perdas estimadas na liquidação dos créditos e, se for o caso, reduzidas a valor presente.
B) Caso uma empresa adquira mercadorias importadas de um fornecedor que exige o pagamento em
moeda estrangeira, o valor dessa obrigação no balanço patrimonial da empresa constará em reais de
acordo com a taxa cambial da data da operação de compra.
C) O numerário em trânsito, como as remessas para filiais, constitui disponibilidade para a empresa
transportadora de valores, e não para a empresa que solicitou a remessa.
D) Quando uma empresa realiza uma operação de desconto de duplicatas, aumenta-se o valor do passivo
exigível a partir do valor nominal das duplicatas negociadas.
E) Em uma companhia comercial, os empréstimos a diretores devem ser classificados como ativos
circulantes ou ativos não circulantes, de acordo com o prazo concedido para liquidação.

2016.03 - (CESPE/CEBRASPE – ANALISTA CONTABILIDADE E FINANÇAS FUNPRESP 2016) Se o


valor histórico da conta de estoques de uma entidade for superior ao valor realizável, então a diferença
entre eles deverá ser reconhecida no balanço patrimonial, mediante débito em estoques.

53
www.estrategiaconcursos.com.br Prof. Marcondes Fortaleza
2015.01 - (CESPE/CEBRASPE – CONTADOR TELEBRÁS 2015) Situação hipotética: Uma mercadoria
foi adquirida pelo valor contábil líquido de R$ 100,00 e necessitará de custos adicionais de R$ 5,00
para poder ser colocada no mercado. O preço de venda dessa mercadoria é R$ 115,00 e estima-se
que haverá custos de venda de R$ 4,00. Assertiva: Nessa situação, o valor realizável líquido dessa
mercadoria é inferior a R$ 100,00.

GABARITO – PERDAS ESTIMADAS NO ATIVO


2018.01 2018.02 2016.01 2016.02 2016.03 2015.01
Certo Certo A A Errado Errado

TESTE DE RECUPERABILIDADE

2019.01 - (CESPE-CEBRASPE/ANALISTA MPC PA 2019) Um gestor contábil, ao identificar possível perda


de valor de tratores registrados no ativo de um município, contratou laudo pericial para embasar o
correto registro dos bens.
O gestor informou ao profissional contratado que os tratores foram adquiridos em 1.º/6/20X6, pelo valor
de R$ 1.200.000, entraram em funcionamento no mês seguinte ao da aquisição e estão sendo
depreciados à taxa de 10% ao ano.
O laudo, datado de 31/12/20X9, conforme solicitado, apresentou os seguintes valores:
• valor de uso dos tratores — R$ 820.000;
• valor líquido de venda — R$ 800.000.
A partir dessa informação, o gestor contabilizou, em 31/12/20X9, uma perda a título de valor
recuperável, no montante de R$ 20.000. O procedimento adotado está incorreto.
A respeito dessa situação hipotética, assinale a opção que apresenta o valor recuperável e a conclusão
correta.
A) O valor recuperável é de R$ 820.000, logo o gestor deveria ter contabilizado a perda de R$ 40.000.
B) O valor recuperável é de R$ 820.000, logo o gestor deveria ter contabilizado a perda de R$ 50.000.
C) O valor recuperável é de R$ 820.000, logo não há perda a ser contabilizada pelo gestor.
D) O valor recuperável é de R$ 800.000, logo o gestor deveria ter contabilizado a perda de R$ 40.000.
E) O valor recuperável é de R$ 800.000, logo o gestor deveria ter contabilizado uma perda de R$ 30.000.

Com referência à mensuração da redução ao valor recuperável de ativos, a incorporação de entidades,


a retificação de erros e ao reconhecimento de receitas, julgue os seguintes itens.

2019.02 - (CEBRASPE/SLUDF – 2019) Situação hipotética: O valor em uso de um imóvel de valor contábil
líquido igual a R$ 250 mil foi avaliado em R$ 200 mil, e o valor justo desse mesmo imóvel, deduzido
das despesas de venda, foi estimado em R$ 235 mil.

Assertiva: O valor contábil desse imóvel deverá ser reduzido em R$ 15 mil, por meio da contabilização
da despesa correspondente ou, se for o caso, pela diminuição do saldo da reavaliação realizada.

54
www.estrategiaconcursos.com.br Prof. Marcondes Fortaleza
2019.03 - (CEBRASPE/ AFRE SEFAZ RS 2019) O imobilizado de certa empresa é composto pelos ativos
A e B. Os dados contábeis relativos a esses ativos, em R$, estão apresentados a seguir.

Em razão de cenário macroeconômico recessivo, a empresa resolveu realizar o teste de recuperabilidade


desses ativos, tendo constatado as informações presentes na seguinte tabela (valores em R$).

Nessas condições, o procedimento contábil necessário é

A) constituir R$ 1.500 para perda de recuperabilidade do ativo A, baixar toda a perda relativa ao ativo B e
baixar mais R$ 5.000 de sua depreciação.
B) constituir mais R$ 8.500 em perda por valor não recuperável, dos quais R$ 3.500 sejam relativos ao
ativo A e R$ 5.000, relativos ao ativo B.
C) reverter toda a perda por valor não recuperável do ativo B e registrar perda de R$ 1.500 para o ativo A.
D) manter os saldos atuais, pois eles já refletem o valor recuperável dos ativos.
E) registrar R$ 3.500 por perda de recuperabilidade do ativo A.

2018.01 - (CESPE-CEBRASPE/TÉCNICO EM CONTABILIDADE FUB 2018) Ao realizar o teste de valor


recuperável de um ativo, uma entidade deve reconhecer um ganho sempre que o valor contábil desse
ativo estiver maior do que o seu valor recuperável.

2018.02 - (CESPE-CEBRASPE/ACE TCE MG 2018) Determinada sociedade adquiriu, por R$ 180.000, um


equipamento, que ficou disponível para uso em condições operacionais em 2/1/2008. Sabe-se que:
 a vida útil do bem foi estimada em 10 anos;
 a empresa costuma constituir um valor residual de 10% para todos os seus equipamentos e
utilizar o método linear para a aplicação da depreciação;
 ao final do oitavo ano de utilização do equipamento, a empresa constatou que a venda do bem
geraria um caixa líquido de R$ 50.000;
 a empresa constatou também, ao final do oitavo ano de utilização do bem, que o equipamento,
se continuar em operação, gerará retornos líquidos de caixa de R$ 38.000.
Nessa situação hipotética, de acordo com o Pronunciamento Técnico CPC 01 (R3) — redução ao valor
recuperável de ativos —, ao final do oitavo ano de utilização do bem, a empresa deverá constituir uma
provisão para perda de valor recuperável
A) superior a R$ 10.000 e inferior a R$ 20.000.
B) superior a R$ 20.000.
C) inferior a R$ 1.000.
D) superior a R$ 1.000 e inferior a R$ 5.000.
E) superior a R$ 5.000 e inferior a R$ 10.000.

55
www.estrategiaconcursos.com.br Prof. Marcondes Fortaleza
2018.03 - (CESPE-CEBRASPE/ACE TCE MG 2018) Um hospital público adquiriu um equipamento para
radiologia e diagnóstico por imagem. Os dados relativos à compra são os seguintes:
 data de aquisição: 31/12/20X4;
 valor de compra: R$ 920.000;
 vida útil estimada: 10 anos;
valor residual previsto ao fim de 10 anos: R$ 20.000.
Ao final do exercício de 20X7, após contabilização da depreciação, a entidade realizou teste de
recuperabilidade em razão de evidências de que o desempenho do serviço do ativo poderá ser pior
que o esperado. Identificou-se que o valor justo do equipamento hospitalar, deduzido de custos para
comercialização, era R$ 610.000, e que o valor de uso era R$ 600.000. Considerando essas
informações, o gestor contábil deverá contabilizar uma perda por recuperabilidade no valor de
A) R$ 30.000.
B) R$ 24.000.
C) R$ 20.000.
D) R$ 14.000.
E) R$ 34.000.

2018.04 - (CESPE-CEBRASPE/ANALISTA PORTUÁRIO EMAP 2018) Analisada a situação concreta, o


reconhecimento da perda de valor recuperável de um instrumento financeiro poderá se dar por meio de
uma abordagem prospectiva, ponderado o significativo incremento no risco de crédito, ou por meio de
uma abordagem simplificada baseada na perda esperada.

2018.05 - (CESPE-CEBRASPE/ANALISTA PORTUÁRIO EMAP 2018) Situação hipotética: Um ativo


produtivo, adquirido por R$ 250.000 havia três anos completos, recebeu depreciação acelerada de
60% desse valor. Ao final do terceiro ano, a empresa avaliou a recuperabilidade desse ativo e
constatou que ele ainda poderia ser utilizado, produtivamente, por mais dois anos, caso em que geraria
um valor de R$ 95.000, ou poderia ser levado a mercado e vendido como equipamento usado,
hipótese em que geraria um caixa líquido de R$ 105.000.

Assertiva: Nessa situação, a empresa deve constituir uma provisão por perda de recuperabilidade do
valor desse ativo.

2018.06 - (CESPE-CEBRASPE/ANALISTA PORTUÁRIO EMAP 2018) O impairment test dos ativos


intangíveis com vida útil indefinida deve ser realizado anualmente, mesmo que não haja indícios de
que possa ter havido perda da recuperabilidade de seu valor.

2018.07 - (CESPE-CEBRASPE/ANALISTA JUDICIÁRIO STM 2018) Situação hipotética: Um


equipamento industrial em uso foi adquirido, pela indústria Alfa, por R$ 300 mil e, no final do exercício
de 20XX, o equipamento já tinha sofrido depreciação de 60% de seu valor depreciável. A indústria
considera um valor residual de 10% para esse equipamento. No final do exercício de 20XX, o valor em
uso do equipamento foi estimado em R$ 136 mil, e seu valor para venda estimado em R$ 120 mil.
Assertiva: Nessa situação, a indústria Alfa deveria contabilizar, para esse equipamento, no
encerramento do exercício de 20XX, uma provisão para perda de valor recuperável superior a R$ 5 mil.

56
www.estrategiaconcursos.com.br Prof. Marcondes Fortaleza
2018.08 - (CESPE/CEBRASPE - ANALISTA ADMINISTRATIVO EBSERH 2018) A constatação de que o
valor de mercado das ações de uma empresa é inferior ao seu valor patrimonial é um indicativo
externo de que seus ativos podem estar sobre avaliados, sinalizando a necessidade de realização de
testes de recuperabilidade do valor patrimonial desses ativos.

2018.09 - (CESPE/CEBRASPE - ANALISTA ADMINISTRATIVO EBSERH 2018) Um ativo imobilizado ou


intangível pode ter seu valor contábil aumentado em função de teste de imparidade, desde que esse
aumento configure reversão de uma perda por irrecuperabilidade reconhecida anteriormente e até o
limite do valor contábil que ele teria se nenhuma perda por irrecuperabilidade tivesse sido reconhecida.

2018.10 - (CESPE/CEBRASPE – ANALISTA JUDICIÁRIO STM 2018) A provisão para perda de valor
recuperável de ágio por expectativa de rentabilidade futura (goodwill) só será revertida, em período
posterior ao de sua constituição, se ficar comprovado que houve recomposição das expectativas de
rentabilidade.
89
2018.11 - (CESPE/CEBRASPE – AUDITOR ESTADUAL DE CONTROLE EXTERNO TCM BA 2018 -
Adaptada) Em 31/12/2017, após realizar o levantamento dos ativos de longo prazo, encontrou-se a
situação apresentada na tabela seguinte, cujos valores estão em reais.

Com base nos dados apresentados no texto, a empresa deverá registrar um ajuste para perda de valor
recuperável no ativo.

2017.01 - (CESPE/CEBRASPE – ANALISTA JUDICIÁRIO TRE PE 2017) O Tribunal Regional Eleitoral de


Pernambuco (TRE/PE) possui, no rol de seus ativos imobilizados, um bem de custo histórico igual a R$
50.000 e cuja depreciação acumulada equivale a 30% desse valor. Para esse ativo, o TRE/PE apurou um
valor justo líquido de despesas de venda de R$ 20.000 e um valor de uso de R$ 28.000.
Considerando essa situação hipotética, assinale a opção correta de acordo com a NBC TG 01
(redução ao valor recuperável de ativos).
A) Na contabilização da depreciação do ativo imobilizado, faz-se necessário deduzir a perda por
desvalorização do ativo, que na situação apresentada é igual a R$ 28.000.
B) Na situação apresentada, o custo histórico do ativo equivale a R$ 15.000.
C) O tribunal deverá registrar como perda por desvalorização do ativo o valor de R$ 7.000.
D) Por ser o custo histórico superior ao valor recuperável, a perda não deve ser contabilizada.
E) O valor recuperável do ativo é igual ao valor mínimo entre o valor justo e o valor de uso, ou seja, R$
20.000 nessa situação.

57
www.estrategiaconcursos.com.br Prof. Marcondes Fortaleza
2017.02 - (CESPE/CEBRASPE – ANALISTA JUDICIÁRIO TRT 7ª REGIÃO 2017) Determinada empresa
adquiriu um equipamento produtivo, com vida útil estimada de dez anos, pelo valor de R$ 250 mil. A
empresa trabalha com um valor residual de 10% para todos os seus ativos produtivos. Ao final do
quinto ano de uso, após apurada e contabilizada a depreciação correspondente de todos os ativos da
empresa, avaliou-se o valor em uso do referido equipamento produtivo em R$ 125 mil, e o seu valor
justo, líquido das despesas de venda, em R$ 135 mil.
Nessa situação hipotética, a empresa deverá reconhecer uma perda por desvalorização do
equipamento no valor de
A) R$ 2,5 mil.
B) R$ 10,0 mil.
C) R$ 12,5 mil.
D) R$ 22,5 mil.

2017.03 - (CESPE/CEBRASPE – ANALISTA JUDICIÁRIO TRE BA 2017) O pronunciamento técnico do
Comitê de Pronunciamentos Contábeis (CPC) que trata da redução ao valor recuperável de ativo
estabelece que as empresas avaliem, ao fim de cada período de reporte contábil, se existe indicação
de que um ativo possa ter sofrido alguma espécie de desvalorização. Considerando-se essas
informações, é correto afirmar que a redução do valor contábil de um ativo ocorrerá quando
A) o valor contábil do patrimônio líquido da empresa for inferior ao valor de suas ações no mercado de
bolsa.
B) o valor de mercado do ativo cair, como resultado do seu uso, em condições normais, pela empresa.
C) um ativo cuja vida útil tenha sido inicialmente considerada indefinida passar por nova avaliação que
constate que a sua vida útil é de fato finita.
D) o relatório interno da empresa indicar que o desempenho econômico do ativo permanecerá dentro do
esperado.
E) as taxas de juros de mercado, que servem de base para o cálculo da taxa de desconto utilizada pela
empresa para fins de cálculo do valor em uso de um ativo, sofrerem redução significativa de valor
durante o período.

2017.04 - (CESPE/CEBRASPE – ANALISTA DE GESTÃO EDUCACIONAL SEE DF 2017) O cálculo do


valor presente de um fluxo de caixa exige o conhecimento do valor do fluxo futuro, da data de
ocorrência desse fluxo e da taxa de desconto aplicável.

2017.05 - (CESPE/CEBRASPE – ANALISTA DE GESTÃO EDUCACIONAL SEE DF 2017) Situação


hipotética: Um ativo que possui valor contábil líquido de R$ 100.000 pode ser alienado em mercado
concorrencial por R$ 95.000, livre de despesas de venda, ou pode ser mantido em atividade, quando
então gerará um fluxo de caixa a valor presente de R$ 102.000. Assertiva: Nessas condições, cabe à
entidade detentora do referido ativo constituir uma provisão para perda de valor recuperável.

2017.06 - (CESPE/CEBRASPE – ANALISTA DE GESTÃO EDUCACIONAL SEE DF 2017) Caso tenha


sido reconhecida uma perda de valor realizável em um goodwill e se constate, em exercício
subsequente, que houve recuperação do valor realizável, a perda reconhecida deverá ser revertida até
o montante do valor originalmente reconhecido como perda.

2016.01 - (CESPE/CEBRASPE – ANALISTA ÁREA ADM CONTABIDADE FUNPRESP JUD 2016) Os


investimentos avaliados pelo método da equivalência patrimonial estão sujeitos ao reconhecimento de
perdas adicionais em função da redução ao seu valor recuperável.
58
www.estrategiaconcursos.com.br Prof. Marcondes Fortaleza
2016.02 - (CESPE/CEBRASPE – ANALISTA CONTABILIDADE E FINANÇAS FUNPRESP 2016) O
contador de uma empresa fez o lançamento na conta despesa com perda por desvalorização de
maquinário, a débito, e na conta perda por desvalorização de maquinário, a crédito. Nessa situação, o
lançamento é justificado pelo reconhecimento da depreciação provocada pela perda de valor das
máquinas decorrente do uso ou da obsolescência dessas.

2016.03 - (CESPE/CEBRASPE – ANALISTA DE CONTROLE CONTÁBIL TCE PR 2016) Em 31/12/2015,


o ativo imobilizado da Cia. Beta mostrava um valor contábil líquido de R$ 3.000.000. Naquela data,
apurou-se que o valor em uso desse ativo era de R$ 4.000.000 e estimou-se que o valor justo menos
os custos para vender era de R$ 2.500.000.
Em janeiro de 2016, após forte temporal, esses ativos foram severamente danificados, o que provocou
a perda de 50% do imobilizado.
Nesse caso hipotético, sabendo-se que a autorização para publicação dos relatórios contábeis-
financeiros da Cia. Beta foi feita em fevereiro de 2016, o valor correto do imobilizado evidenciado no
balanço patrimonial de 2015 deveria ter sido de
A) R$ 1.500.000, visto que o dano sofrido no imobilizado foi material.
B) R$ 2.000.000, visto que os danos ocorreram antes da publicação do balanço.
C) R$ 2.500.000, que corresponde ao valor recuperável em 31/12/2015.
D) R$ 3.000.000, visto que o valor contábil líquido era inferior ao valor recuperável.
E) R$ 1.000.000, que corresponde à diferença entre o valor recuperável e o valor contábil em 31/12/2015.

2015.01 - (CESPE/CEBRASPE – CONTADOR ENAP 2015) O teste de recuperabilidade, também


chamado de impairment, define que o valor recuperável de um ativo é o menor número absoluto entre
o valor justo, líquido de despesas de venda, e o seu valor de uso.

2015.02 - (CESPE/CEBRASPE – CONTADOR FUB 2015) A vida útil de determinado ativo intangível foi
considerada indefinida, pois, com base na análise dos fatos relevantes, não foi possível prever um
período durante o qual seriam gerados fluxos de caixa líquidos positivos para a empresa. Nessa
situação, o impairment test deve ser aplicado anualmente a esse intangível.

2015.03 - (CESPE/CEBRASPE – CONTADOR FUB 2015) A substância econômica do ágio pago pela
expectativa de rentabilidade futura na aquisição de uma entidade deve ser verificada, no mínimo,
anualmente, por meio de um impairment test.

2015.04 - (CESPE/CEBRASPE – CONTADOR FUB 2015) Considere que uma máquina industrial tenha
sido adquirida por R$ 120 mil e, posteriormente, tenha sofrido depreciação de R$ 20 mil. O valor em
uso dessa máquina foi calculado em R$ 95 mil e seu valor líquido de venda foi apurado em R$ 97,5
mil. Nessa situação, caso a empresa deseje manter o bem em operação, deveria constituir provisão
para redução ao valor recuperável de R$ 5 mil.

2015.05 - (CESPE/CEBRASPE – CONTADOR TELEBRÁS 2015) A mensuração do valor em uso é


realizada com base em estimativas de fluxos de caixa futuros, os quais devem ser trazidos a valor
presente por uma taxa de desconto que reflita as avaliações atuais do mercado em relação ao valor do
dinheiro no tempo e aos riscos específicos do ativo que não tenham sido contemplados nas
estimativas de fluxos de caixa futuros.

59
www.estrategiaconcursos.com.br Prof. Marcondes Fortaleza
2015.06 - (CESPE/CEBRASPE – CONTADOR TELEBRÁS 2015) O aumento da taxa de juros de
mercado pode ser indicativo de que determinado ativo imobilizado esteja sofrendo desvalorização. Isso
ocorre pela redução que o aumento da taxa de juros de mercado é capaz de provocar no valor em uso
do ativo imobilizado, quando este é submetido ao teste de redução ao valor recuperável.

2015.07 - (CESPE/CEBRASPE – AUDITOR FEDERAL DE CONTROLE EXTERNO TCU 2015) Situação


hipotética: Ao final de 2014, determinada companhia estimou o valor em uso do seu imobilizado em
R$ 2 milhões e o valor líquido de venda em R$ 1,7 milhão. Na mesma data, o valor contábil líquido
desse imobilizado era de R$ 1,5 milhão. Assertiva: Nesse caso, a companhia deve fazer um
lançamento contábil para redução ao valor recuperável, cujo débito será em conta de resultado,
resultando em redução da situação líquida da companhia.

GABARITO – TESTE DE RECUPERABILIDADE


2019.01 2019.02 2019.03 2018.01 2018.02 2018.03 2018.04 2018.05 2018.06
C Certo C Errado C ANULADA Certo Errado Certo
2018.07 2018.08 2018.09 2018.10 2018.11 2017.01 2017.02 2017.03 2017.04
Errado Certo Certo Errado Certo C A C Certo
2017.05 2017.06 2016.01 2016.02 2016.03 2015.01 2015.02 2015.03 2015.04
Errado Errado Certo Errado D Errado Certo Certo Errado
2015.05 2015.06 2015.07
Certo Certo Errado

60
www.estrategiaconcursos.com.br Prof. Marcondes Fortaleza
CPC 25 – PROVISÕES, PASSIVOS CONTINGENTES E ATIVOS CONTINGENTES

2019.01- (CEBRASPE/ANALISTA JUDICIÁRIO TJ AM 2019) O reconhecimento de provisões no passivo


ocorre quando a entidade possui obrigações com terceiros classificadas como prováveis, possíveis ou
remotas.

2019.02 - (CESPE-CEBRASPE/ANALISTA MPC PA 2019) A tabela a seguir apresenta informações sobre


processos judiciais de uma entidade pública, nos quais a referida entidade é ré.

O departamento jurídico dessa entidade informa ainda que é considerada provável a saída de recursos
que incorporem benefícios econômicos para liquidar as obrigações.
A partir da classificação desses processos, o valor da provisão que deverá ser reconhecida nas
contingências pelo gestor contábil da entidade corresponde a
A) R$ 813.000, visto que a contingência de todas as situações é o principal fator para reconhecimento.
B) R$ 733.000, visto que estimativas não confiáveis não podem compor o valor de reconhecimento.
C) R$ 693.000, visto que valores de obrigações não presentes não podem compor o valor de
reconhecimento.
D) R$ 613.000, visto que estimativas não confiáveis e obrigações não presentes não podem compor o valor
de reconhecimento.
E) R$ 558.000, visto que as estimativas de natureza ambiental e as estimativas não confiáveis não podem
compor o valor de reconhecimento.

2019.03 - (CEBRASPE/SLUDF – 2019) A possibilidade de perda em ação judicial trabalhista, mesmo que
mensurada confiavelmente como remota, deve ser reconhecida, por ser resultado de eventos
passados e constituir obrigação presente que demandará sacrifício de recursos que possam trazer
benefícios econômicos futuros.

2018.01 - (CESPE-CEBRASPE/TÉCNICO EM CONTABILIDADE FUB 2018) A reversão do saldo não


utilizado de uma provisão constituída para suportar prováveis gastos decorrentes de danos ambientais
deve ser registrada por meio de um lançamento que debite uma conta de resultado e credite uma
conta patrimonial componente do passivo.

2018.02 - (CESPE-CEBRASPE/TÉCNICO EM CONTABILIDADE FUB 2018) Os ativos contingentes não


devem ser objeto de reconhecimento pela contabilidade.

61
www.estrategiaconcursos.com.br Prof. Marcondes Fortaleza
2018.03 - (CESPE-CEBRASPE/ACE TCE MG 2018) A fim de proceder à correta elaboração de relatórios
financeiros, o gestor de uma entidade pública solicitou ao departamento jurídico informações sobre a
existência de eventos resultantes de obrigações presentes decorrentes de eventos passados em que
as probabilidades de saída de recurso tivessem sido classificadas como prováveis e remotas. Em
resposta, o gestor recebeu a seguinte tabela.

Considerando essas informações, o gestor deverá reconhecer e evidenciar na conta de provisões um


montante igual a
A) R$ 770.000.
B) R$ 950.000.
C) R$ 1.180.000.
D) R$ 250.000.
E) R$ 350.000.

2018.04 - (CESPE-CEBRASPE/ACE TCE MG 2018 – Adaptada) Uma sociedade deve registrar uma
provisão sempre que, em função de seu compromisso público e de sua reputação, for exigível um
sacrifício de bens que possam gerar benefícios econômicos para ela, ainda que não haja legislação ou
compromisso contratual que a obrigue a fazê-lo.

A empresa X, ré nos processos trabalhistas A, B e C, que discutem a mesma matéria, mas correm em
varas trabalhistas distintas, será provavelmente condenada a pagar as indenizações reclamadas. A
tabela a seguir refere-se aos processos trabalhistas desfavoráveis à empresa X.

Com referência à tabela precedente, julgue o item seguinte.

2018.05 - (CESPE-CEBRASPE/ANALISTA PORTUÁRIO EMAP 2018) Na situação hipotética


apresentada, o montante de provisão a ser reconhecido é de R$ 260.000.

62
www.estrategiaconcursos.com.br Prof. Marcondes Fortaleza
2018.06 - (CESPE/CEBRASPE – AUDITOR ESTADUAL DE CONTROLE EXTERNO TCM BA 2018)
Segundo o CPC 25, um passivo deve ser reconhecido quando a sua ocorrência for provável, isto é,
quando a probabilidade de sua ocorrência for
A) igual a 20%.
B) superior a 20% e inferior a 30%.
C) superior a 30% e inferior a 40%.
D) superior a 40% e inferior a 50%.
E) superior a 50%.

2017.01 - (CESPE/CEBRASPE – ANALISTA JUDICIÁRIO TRT 7ª REGIÃO 2017) Uma companhia


enfrenta quatro processos judiciais que, se perdidos, gerarão obrigações de pagamento. Para estipular
a soma a ser resguardada para garantir o cumprimento dessas obrigações legais no caso de perda
judicial, a companhia cotejou os valores das ações com suas chances de perda, conforme mostra a
tabela a seguir.

Considerando-se essa situação hipotética e as normas contábeis vigentes relativas a provisões,


passivos contingentes e ativos contingentes, é correto afirmar que a empresa deverá provisionar o
montante de
A) R$ 450.000.
B) R$ 650.000.
C) R$ 100.000.
D) R$ 800.000.

2017.02 - (CESPE/CEBRASPE – AUDITOR DE CONTROLE EXTERNO TCE PE 2017) Como é


dispensada a divulgação dos passivos contingentes, eles estão isentos da avaliação periódica.

63
www.estrategiaconcursos.com.br Prof. Marcondes Fortaleza
2017.03 - (CESPE/CEBRASPE – ANALISTA JUDICIÁRIO TRE BA 2017) Provavelmente em decorrência
da ingestão de alimentos contaminados servidos em uma festa de casamento em 2015 pela empresa
contratada para realizar o evento, cinco pessoas faleceram. Procedimentos legais foram instaurados
pelos familiares dos falecidos para exigir indenização da entidade promotora da festa, que decidiu
encarar a disputa judicialmente. Por ocasião da elaboração das demonstrações contábeis do exercício
encerrado em 31 de dezembro de 2015, os advogados da empresa avaliaram ser provável que a
decisão da justiça fosse desfavorável à empresa. Com base na jurisprudência, os advogados puderam
estimar o valor a ser desembolsado pela empresa em caso de sentença desfavorável.
Nessa situação hipotética, conforme o previsto pelo CPC, recomenda-se para a empresa, como
procedimento contábil,
A) o reconhecimento de provisão ativa com base na melhor estimativa do valor que será exigido para
liquidar a obrigação.
B) o reconhecimento de provisão passiva com base na melhor estimativa do valor que será exigido para
liquidar a obrigação.
C) a divulgação de passivo contingente em notas explicativas.
D) a não divulgação do fato em notas explicativas e o não reconhecimento do registro do evento em
contas patrimoniais.
E) o reconhecimento de passivo contingente com base na melhor estimativa do valor que será exigido para
liquidar a obrigação.

2017.04 - (CESPE/CEBRASPE – ANALISTA DE GESTÃO EDUCACIONAL SEE DF 2017) Um fabricante


deve registrar um passivo líquido e certo relativo às garantias de reparo ou troca de seus produtos,
dadas aos compradores, se, pela sua experiência passada, for provável — ou seja, mais provável que
sim do que não — que algumas garantias serão executadas pelos compradores.

Uma empresa do setor farmacêutico que atua em diversos países realiza atividades que causam
poluição ambiental. Embora estejam conscientes desse problema, os administradores dessa empresa
se comprometem a despoluir áreas impactadas por suas atividades apenas nos locais em que houver
determinação legal para isso. Há anos essa empresa tem causado poluição ambiental em áreas
públicas de um país onde, atualmente, está em curso o processo de votação de um projeto de lei
antipoluição. Se esse projeto for aprovado, como se estima, a lei entrará em vigor após o término do
exercício social em curso. Prevendo que terá de arcar com a despoluição das áreas impactadas, a
empresa estabeleceu uma estimativa do valor que deverá desembolsar.

Considerando essa situação hipotética, julgue os itens seguintes, que tratam de provisões, passivos
contingentes e ativos contingentes.

2016.01 - (CESPE/CEBRASPE – ANALISTA ÁREA ADM CONTABIDADE FUNPRESP JUD 2016) Se o


efeito do valor do dinheiro no tempo for considerado imaterial, o valor da estimativa feita pela empresa
não estará sujeito a ajuste com base em valor presente, quando do seu reconhecimento pela
contabilidade.

2016.02 - (CESPE/CEBRASPE – ANALISTA ÁREA ADM CONTABIDADE FUNPRESP JUD 2016) Na


situação apresentada, a saída de recursos que incorporam benefícios econômicos é considerada
possível, pois a probabilidade de a saída de recursos ocorrer é superior à de ela não ocorrer.

64
www.estrategiaconcursos.com.br Prof. Marcondes Fortaleza
2016.03 - (CESPE/CEBRASPE – ANALISTA ÁREA ADM CONTABIDADE FUNPRESP JUD 2016) No
término do exercício social em curso, a empresa deverá reconhecer um passivo contingente.

2016.04 - (CESPE/CEBRASPE – ANALISTA ÁREA ADM CONTABIDADE FUNPRESP JUD 2016) Se,
independentemente da aprovação da lei antipoluição, a empresa aceitar publicamente a
responsabilidade pela reparação do dano causado ao meio ambiente, estará configurada a existência
de um evento passado que conduziu a uma obrigação presente.

2016.05 - (CESPE/CEBRASPE – ANALISTA ÁREA ADM CONTABIDADE FUNPRESP JUD 2016) Caso
a empresa tenha direito ao reembolso, por terceiro, do total a ser desembolsado para reparação da
área poluída, esse direito a reembolso deverá ser registrado em uma conta retificadora de passivo.

Em outubro de 2010, uma empresa acionou judicialmente seu principal fornecedor de matérias-primas
reivindicando um direito. Até o final de 2014, o desfecho da ação ainda era incerto, embora se
considerasse provável uma entrada de benefícios econômicos. No final de 2015, quando o processo
tramitava em última instância, foi proferida decisão judicial a favor da empresa, ficando o fornecedor
comprometido a honrar o pagamento do direito reivindicado à empresa no ano de 2016.

Com base nessa situação hipotética, julgue os próximos itens, acerca de provisões, passivos
contingentes e ativos contingentes.

2016.06 - (CESPE/CEBRASPE – ANALISTA ÁREA ADM CONTABIDADE FUNPRESP JUD 2016) No


final de 2015, a empresa teve de reconhecer, em suas demonstrações contábeis, o ativo e os ganhos
decorrentes da decisão judicial proferida a seu favor.

2016.07 - (CESPE/CEBRASPE – ANALISTA ÁREA ADM CONTABIDADE FUNPRESP JUD 2016) No


período de 2010 a 2014, a empresa teve a obrigação de divulgar, nas datas de cada balanço,
informações acerca da natureza dos ativos contingentes e, quando praticáveis, as estimativas dos
efeitos financeiros dos referidos ativos.

2016.08 - (CESPE/CEBRASPE – ASSISTENTE ÁREA ADM CONTABIDADE FUNPRESP JUD 2016) O


contador de uma empresa que tenha sido multada por haver causado danos ambientais deverá
reconhecer uma provisão para contingências no valor da multa a ser paga.

2016.09 - (CESPE/CEBRASPE – ASSISTENTE ÁREA ADM CONTABIDADE FUNPRESP JUD 2016)


Passivo contingente corresponde a um passivo de prazo ou valor incerto; provisão caracteriza uma
obrigação possível, resultante de eventos passados, que será confirmada pela ocorrência ou não de
eventuais acontecimentos futuros, sobre os quais a entidade não terá controle.

2016.10 - (CESPE/CEBRASPE – ASSISTENTE ÁREA ADM CONTABIDADE FUNPRESP JUD 2016)


Sendo identificada uma contingência ativa na fase final de uma ação impetrada por uma empresa
contra outra empresa, os valores a serem convertidos para a impetrante deverão ser reconhecidos.

65
www.estrategiaconcursos.com.br Prof. Marcondes Fortaleza
2016.11 - (CESPE/CEBRASPE – ANALISTA DE CONTROLE CONTÁBIL TCE PR 2016) Em 2015, a Cia.
Alfa foi autuada pelo não recolhimento de R$ 3.000.000, referentes a determinado imposto. Em
31/12/2015, foi reconhecida contabilmente uma provisão de apenas R$ 1.500.000, por sugestão do
setor jurídico da companhia.
Simultaneamente, a Cia. Alfa impetrou recurso junto ao órgão fiscal. Em 25/1/2016, após julgamento
do recurso, o órgão fiscal entendeu que era devido o recolhimento do valor de R$ 2.000.000.
A companhia optou por não recorrer dessa decisão. Em seguida, em 18/3/2016, foi autorizada a
emissão das demonstrações contábeis referentes ao exercício de 2015.
Nesse caso hipotético, o procedimento contábil correto a ser adotado pela Cia. Alfa consiste em
reconhecer, nas demonstrações contábeis
A) de 2015, uma provisão complementar de R$ 1.500.000.
B) de 2016, uma provisão de R$ 1.500.000.
C) do ano em que ocorrer o efetivo recolhimento, uma despesa tributária de R$ 2.000.000.
D) de 2015, uma provisão complementar de R$ 500.000.
E) de 2016, uma provisão de R$ 500.000.

2016.12 - (CESPE/CEBRASPE – CONTADOR DPU 2016) Caso determinada sociedade empresária estime
uma provisão, em virtude de garantia oferecida por problema no funcionamento inadequado de produto
vendido, essa sociedade deverá reconhecer um passivo e uma despesa no momento da venda, pelo valor
estimado.

Uma companhia aberta criou expectativa válida de um pagamento extra em dinheiro aos seus
empregados em data futura ainda não definida. Esse pagamento independeria da ocorrência de
eventos futuros incertos, não totalmente sob o controle da companhia.

A respeito dessa situação hipotética, julgue os itens a seguir.

2015.01 - (CESPE/CEBRASPE – CONTADOR TELEBRÁS 2015) A companhia assumiu uma obrigação


não formalizada com os empregados e deve considerar esse compromisso como um passivo
contingente.

2015.02 - (CESPE/CEBRASPE – CONTADOR TELEBRÁS 2015) Nessa situação, trata-se de evento


passado que conduz a uma obrigação presente. Assim, caso seja possível estimar de forma confiável
o valor da obrigação para com os empregados, um passivo deverá ser reconhecido pela companhia.

2015.03 - (CESPE/CEBRASPE – ESPECIALISTA EM GESTÃO AUDITORIA TELEBRÁS 2015) O ativo


contingente não deve ser reconhecido no balanço patrimonial da entidade, pois, entre outros motivos,
não é um evento totalmente sob o controle da empresa.

Uma companhia aberta que fabrica aparelhos celulares vende o seu produto oferecendo garantia ao
cliente no momento da venda. No contrato de venda, o fabricante compromete-se a consertar, por
meio de reparo ou substituição do aparelho, defeitos que vierem a se tornar aparentes dentro de três
anos, a partir da data da venda. A experiência passada revela que é provável que haja reclamações
dentro do período de cobertura da garantia. O fabricante tem condições de fazer uma estimativa
confiável do valor com o qual terá que arcar em caso de danos nos aparelhos.

Com base na situação hipotética apresentada e nos pronunciamentos do Comitê de Pronunciamentos


Contábeis, julgue os itens que se seguem.
66
www.estrategiaconcursos.com.br Prof. Marcondes Fortaleza
2015.04 - (CESPE/CEBRASPE – ANALISTA JUDICIÁRIO CONTADORIA STJ 2015) A restrição, nesse
caso, para o reconhecimento contábil de uma provisão está relacionada à inexistência de uma
obrigação presente.

2015.05 - (CESPE/CEBRASPE – ANALISTA JUDICIÁRIO CONTADORIA STJ 2015) O fabricante está


diante de uma situação que configura a existência de um passivo contingente. Nesse caso, o
procedimento contábil apropriado é a divulgação desse passivo contingente em notas explicativas.

2015.06 - (CESPE/CEBRASPE – AUDITOR FEDERAL DE CONTROLE EXTERNO TCU 2015 -


Adaptada) Situação hipotética: No fim do exercício social, determinada empresa estimou os
seguintes valores para os processos judiciais em que figurava como ré e em relação aos quais os
especialistas consideraram ser provável a perda.

Assertiva: Nesse caso, o montante de R$ 124.971 milhões deverá ser reconhecido no balanço
patrimonial do exercício, em contas classificadas no passivo exigível, em subgrupos de provisões e de
acordo com os prazos de liquidação.

2015.07 - (CESPE/CEBRASPE – CONTADOR FUB 2015) A empresa X está sendo acusada pela
concorrente Y de prática desleal, por combinar preços com as demais concorrentes. A empresa Y pede
judicialmente uma indenização de R$ 1 milhão. Nessa situação, a empresa X deve reconhecer uma
obrigação no passivo, pelo valor requerido, mesmo que seja remota a probabilidade de saída de
recursos que incorporem benefícios econômicos.

2015.08 - (CESPE/CEBRASPE – CONTADOR FUB 2015) As características dos passivos exigíveis


incluem constituir obrigação líquida e certa, mensurável monetariamente e com fato gerador passado.

67
www.estrategiaconcursos.com.br Prof. Marcondes Fortaleza
GABARITO – CPC 25
2019.01 2019.02 2019.03 2018.01 2018.02 2018.03 2018.04 2018.05 2018.06
Errado D Errado Errado Certo E Certo Errado E

2017.01 2017.02 2017.03 2017.04 2016.01 2016.02 2016.03 2016.04 2016.05

A Errado B Errado Certo Errado Errado Certo Errado

2016.06 2016.07 2016.08 2016.09 2016.10 2016.11 2016.12 2015.01 2015.02

Certo Certo Errado Errado Errado D Certo Errado Certo

2015.03 2015.04 2015.05 2015.06 2015.07 2015.08

Certo Errado Errado Certo E Certo

68
www.estrategiaconcursos.com.br Prof. Marcondes Fortaleza
CPC 04 – ATIVO INTANGÍVEL

2019.01- (CEBRASPE/ANALISTA JUDICIÁRIO TJ AM 2019) As patentes, além de serem amortizadas


contabilmente, são sujeitas a redução de valor em decorrência da avaliação de seus valores de
recuperação.

2019.02 - (CESPE-CEBRASPE/ANALISTA MPC PA 2019) Um ente federativo adquiriu um software


específico para controlar a distribuição de material escolar entre todas as unidades educacionais. O
custo desse ativo intangível foi de R$ 25.000, acrescido de 10% de tributos não recuperáveis.
Para garantir o pleno funcionamento do sistema, foram necessários ainda os seguintes recursos:
• pagamento a profissionais responsáveis pela instalação do sistema: R$ 4.000;
• custos de realização de testes: R$ 1.800;
• outras despesas administrativas incorridas: R$ 500.
Após analisar essas informações, o gestor contábil do referido ente, sabendo que este espera a geração
de benefícios econômicos a partir da implantação do sistema, deverá reconhecer o intangível no valor,
em reais, de
A) 25.000.
B) 27.500.
C) 31.500.
D) 33.300.
E) 33.800.

2019.03 - (CEBRASPE/ AFRE SEFAZ RS 2019) Determinado clube brasileiro de futebol adquiriu, por R$ 20
milhões, o passe de um jogador uruguaio, de um clube uruguaio de futebol. Imediatamente após a
aquisição, o clube brasileiro recebeu uma proposta de um clube argentino para a compra do passe desse
jogador uruguaio por R$ 40 milhões.

Nessa situação, assinale a opção correta quanto à contabilidade do clube brasileiro, no que se refere ao
passe do jogador uruguaio.

A) Por ocasião da aquisição do passe do jogador, o clube brasileiro deverá registrá-lo como um ativo
imobilizado, pelo seu custo, e realizar sua depreciação ao longo do tempo de vida útil estimado, não
tendo a proposta do time argentino qualquer influência contábil.
B) Quando do recebimento da proposta do clube argentino, o clube brasileiro deverá registrá-lo como
investimento, pelo valor de R$ 20 milhões, e apurar a valorização desse investimento, pelo seu valor
de mercado.
C) O clube brasileiro deverá reconhecer, a custo histórico, um intangível, abstendo-se de qualquer
procedimento quanto à proposta recebida do clube argentino.
D) O clube brasileiro deverá registrá-lo como estoque, pelo seu valor justo de R$ 40 milhões.
E) O clube brasileiro deverá registrar um ativo realizável em longo prazo, no valor de R$ 20 milhões.

69
www.estrategiaconcursos.com.br Prof. Marcondes Fortaleza
2018.01 - (CESPE-CEBRASPE/ACE TCE MG 2018) Julgue os próximos itens, a respeito do tratamento de
ativos intangíveis, conforme pronunciamento do CPC.
I O início da amortização dos ativos intangíveis, que se caracterizam como itens imateriais, não
depende da colocação desse tipo de ativo em condições operacionais.
II Caso não seja possível definir o padrão de consumo do item intangível ou caso a definição dada não
seja confiável, a amortização do ativo intangível deverá ser realizada pelo método linear.
III O reconhecimento de um ativo intangível gerado internamente é possível, desde que sejam
identificados os custos incorridos para sua geração e preenchidos os requisitos normativos para seu
reconhecimento.
Assinale a opção correta.
A) Apenas o item I está certo.
B) Apenas o item II está certo.
C) Apenas os itens I e III estão certos.
D) Apenas os itens II e III estão certos.
E) Todos os itens estão certos.

2018.02 - (CESPE-CERASPE/PERITO PF 2018 - CONTÁBEIS) Um ativo proveniente de projeto de


desenvolvimento somente poderá ser classificado como ativo intangível se a empresa for capaz de
demonstrar a viabilidade técnica de concluir o desenvolvimento do ativo, se houver comprovação da
geração efetiva de resultados e se a empresa tiver a intenção de concluir o desenvolvimento desse
ativo e a capacidade para usá-lo e vendê-lo.

2018.03 - (CESPE/CEBRASPE – OFICIAL DE INTELIGÊNCIA ABIN 2018) Os gastos incorridos com


marcas, títulos de publicações, listas de clientes e outros itens similares devem ser reconhecidos como
ativos intangíveis: seus custos podem ser mensurados com confiabilidade, e os fluxos de benefícios
econômicos futuros esperados atribuíveis ao uso desse ativo são gerados em favor da entidade.

2018.04 - (CESPE/CEBRASPE – OFICIAL DE INTELIGÊNCIA ABIN 2018) Software em fase de


desenvolvimento de projeto interno é exemplo de ativo intangível a ser reconhecido, em que os custos
incorridos só podem ser capitalizados após a possibilidade de determinação da viabilidade tecnológica,
se for possível medir os fluxos de benefícios econômicos futuros atribuídos a esse ativo, e ainda, se
houver a intenção de uso ou venda.

2018.05 - (CESPE/CEBRASPE – OFICIAL DE INTELIGÊNCIA ABIN 2018) Para que um item seja
classificado como ativo intangível, o seu custo deve ser mensurado com confiabilidade e os fluxos de
benefícios econômicos futuros esperados atribuíveis ao uso desse ativo devem ser gerados em favor
da entidade.

70
www.estrategiaconcursos.com.br Prof. Marcondes Fortaleza
2017.01 - (CESPE/CEBRASPE – ANALISTA JUDICIÁRIO TRE TO 2017) De acordo com o
pronunciamento do CPC que trata de ativos intangíveis, o tratamento contábil que uma companhia
aberta deve adotar em relação aos gastos destinados à geração de ativo intangível internamente e
realizados durante a fase de pesquisa de projeto interno consiste em reconhecer esses gastos como
A) despesa, que não deve ser apropriada ao custo do ativo intangível no futuro.
B) resultado não abrangente, que permanecerá em conta específica do patrimônio líquido até que o ativo
intangível atenda aos critérios de reconhecimento.
C) ativo não circulante, que estará sujeito a amortização futura.
D) despesa, que deve ser apropriada ao custo do ativo intangível a partir da data em que tal ativo passar a
atender aos critérios de reconhecimento.
E) ativo não circulante, que não estará passível de amortização futura.

2017.02 - (CESPE/CEBRASPE – ANALISTA JUDICIÁRIO TRT 7ª REGIÃO 2017) Assinale a opção


correspondente a elemento que é classificado no ativo intangível.
A) benfeitorias em imóveis de terceiros
B) despesas pré-operacionais
C) participações em fundos de investimentos
D) ágio pago por rentabilidade futura (goodwill)

2017.03 - (CESPE/CEBRASPE – ANALISTA JUDICIÁRIO TRE BA 2017) Por meio de um contrato de


cessão de direitos autorais, uma editora que está sujeita às regras contábeis estabelecidas pelo CPC
adquire o direito de publicar, com exclusividade, determinada obra pelo prazo de cinco anos,
esperando um retorno de 10% ao ano sobre o capital investido. Considerando os preceitos do
pronunciamento contábil do CPC que disciplinam o reconhecimento, a mensuração e a evidenciação
de ativos intangíveis, assinale a opção correta a respeito da situação apresentada.
A) O reconhecimento inicial dos direitos autorais adquiridos pela editora deve ser feito com base no valor
de mercado, independentemente do valor negociado entre as partes no momento da transação.
B) Dada a expectativa de retorno de 10% ao ano, permite-se que não se aplique o teste de valor
recuperável de ativo aos direitos autorais adquiridos pela editora.
C) Os direitos autorais adquiridos não estão sujeitos à amortização periódica de seu valor.
D) As características dos direitos autorais adquiridos revelam que eles não podem ser considerados
ativos identificáveis para fins de reconhecimento contábil desses ativos.
E) As condições da contratação indicam que a editora passou a ter o controle sobre os direitos autorais
por ela adquiridos.
32

71
www.estrategiaconcursos.com.br Prof. Marcondes Fortaleza
2017.04 - (CESPE/CEBRASPE – ANALISTA JUDICIÁRIO TRE PE 2017) Considerando que, na correta
contabilização de ativos intangíveis, os analistas contábeis devem ter atenção especial aos critérios de
reconhecimento e mensuração, assinale a opção correta.
A) Os valores aplicados em softwares, patentes, direitos autorais, listas de clientes, quotas de importação
e franquias devem ser reconhecidos como ativos intangíveis integrantes do patrimônio da entidade.
B) A perda por redução ao valor recuperável não se aplica a ativos intangíveis.
C) Gastos aplicados em pesquisa e desenvolvimento são reconhecidos como ativos intangíveis
independentemente da geração de expectativa de benefícios econômicos futuros.
D) Ativos intangíveis não podem ser classificados como mantidos para venda, mesmo que se destinem a
alienação.
E) Um dos critérios para a identificação de um ativo intangível diz respeito à possibilidade de separação
deste ativo dos demais pertencentes à entidade, de forma que ele possa ser vendido, transferido,
licenciado ou alugado.

2016.01 - (CESPE/CEBRASPE – ANALISTA CONTABILIDADE E FINANÇAS FUNPRESP 2016) O


departamento de contabilidade de uma empresa fez o lançamento na conta sistemas de aplicativos
software, a débito, e na conta bancos, a crédito. O custo do aplicativo foi mensurado com segurança
para que a empresa pudesse usufruir dos benefícios econômicos desse software. Nessa situação, o
lançamento realizado representa o registro da aquisição de um aplicativo, com pagamento à vista,
sendo esse ativo contabilizado como integrante do grupo do ativo não circulante — intangível.

2015.01 - (CESPE/CEBRASPE – ANALISTA JUDICIÁRIO TRE MT 2015) Com relação a contas ativas
diversas, assinale a opção correta.
A) Um ativo que possa ser vendido em uma eventual necessidade financeira da empresa é um item de
estoque.
B) Os direitos realizáveis devem ser registrados, no ativo realizável a longo prazo, em até 360 dias do
encerramento do exercício social.
C) Uma patente desenvolvida pela própria empresa deve ser registrada no intangível e mensurada a valor
justo.
D) Um ativo intangível com vida útil definida, apesar de ser objeto de amortização, também está sujeito a
teste de impairment.
E) A contabilização da provisão para perda em contas a receber deve ser realizada de forma prospectiva.

A Cia. ABC adquiriu uma patente capaz de lhe gerar entradas líquidas de caixa durante doze anos. Na
mesma data, um terceiro assumiu o compromisso de comprar, após seis anos, essa patente da Cia.
ABC por um valor equivalente a 50% do valor justo da patente na data em que esta foi adquirida. A
Cia. ABC pretende honrar o compromisso assumido e vender a patente conforme o acordado.

A partir dessa situação hipotética, julgue os próximos itens.

2015.02 - (CESPE/CEBRASPE – CONTADOR TELEBRÁS 2015) O compromisso de venda futura


desobriga a Cia. ABC de efetuar a análise quanto à redução no valor recuperável da patente durante o
período em que esta estiver sob o controle da referida companhia.

2015.03 - (CESPE/CEBRASPE – CONTADOR TELEBRÁS 2015) A patente deve ter o seu valor contábil
integralmente amortizado pela Cia. ABC ao longo dos seis anos.

72
www.estrategiaconcursos.com.br Prof. Marcondes Fortaleza
2015.04 - (CESPE/CEBRASPE – CONTADOR ENAP 2015) O ativo intangível deve, prioritariamente, ser
financiado com recursos de longo prazo, sejam eles próprios ou de terceiros; em último caso, podem
ser utilizados recursos de curto prazo, de terceiros.

2015.05 - (CESPE/CEBRASPE – ANALISTA DO MPU 2015) O ativo intangível gerado internamente não
deve ser reconhecido nas demonstrações contábeis.

2015.06 - (CESPE/CEBRASPE – CONTADOR FUB 2015) A venda de uma marca desenvolvida por
determinada empresa implica a baixa do intangível correspondente contra uma conta de custo ou
despesa e o registro do valor efetivamente recebido contra uma conta de receita, para posterior
apuração do resultado obtido na transação.

2015.07 - (CESPE/CEBRASPE – CONTADOR FUB 2015) Em 1.º/1/2014, certa sociedade empresária


adquiriu dois ativos intangíveis com as seguintes características:

Em 31/12/2014, os valores justos dos intangíveis I e II foram avaliados em R$ 90.000 e R$ 80.000,


respectivamente. Dessa forma, em 31/12/2014, o valor líquido desses dois ativos evidenciado no
balanço patrimonial foi de R$ 180.000.

GABARITO – CPC 04
2019.01 2019.02 2019.03 2018.01 2018.02 2018.03 2018.04 2018.05 2017.01
Certo D C D Certo ANULADA Certo Certo A

2017.02 2017.03 2017.04 2016.01 2015.01 2015.02 2015.03 2015.04 2015.05

D E E Certo D Errado Errado Certo Errado

2015.06 2015.07

Errado Errado

73
www.estrategiaconcursos.com.br Prof. Marcondes Fortaleza