Você está na página 1de 47

ANÁLISE DAS

DEMONSTRAÇÕES
FINANCEIRAS (ADFs)

Necessidade de Capital de Giro,


Efeito Tesoura e EBITDA

MÓDULO 9 e 10
Reclassificação de Contas no BP
ATIVO PASSIVO
 ATIVO CIRCULANTE FINANCEIRO  PASSIVO CIRCULANTE FINANCEIRO
o Caixa o Empréstimos
o Banco o Duplicatas Descontadas
o Dividendos a Pagar
o Instrumentos Financeiros

 ATIVO CIRCULANTE OPERACIONAL  PASSIVO CIRCULANTE OPERACIONAL


o Duplicatas a Receber o Fornecedores
o Estoques o Salários a Pagar
o Despesas Antecipadas o Impostos e Contribuições a Pagar
o Encargos Sociais a Pagar

 CONTAS NÃO CÍCLICAS  CONTAS NÃO CÍCLICAS


o Empréstimos a Terceiros de Longo Prazo o Empréstimos de Longo Prazo
o Títulos a Receber o Capital Social
o Investimentos o Reservas de Capital
o Imobilizado o Ajustes de Avaliação Patrimonial
o Intangível o Reserva de Lucro
o Diferido
Necessidade de Capital de Giro(NCG)

AC PC
Caixa 500 Fornecedor 500
Banco 10.000 Duplicatas a Pagar 1.000
Duplicatas a Receber 7.000 Salários a Pagar 1.000
Mercadorias 8.000 Imposto a Pagar 2.500
Títulos a Receber (Venda
9.000 Empréstimos 3.500
Imóvel)
Duplicatas Descontadas 2.000
Necessidade de Capital de Giro(NCG)
Esta empresa necessita de Capital de Giro?
AC PC
Caixa 500 Fornecedor 500
Banco 10.000 Duplicatas a Pagar 1.000
Duplicatas a Receber 7.000 Salários a Pagar 1.000
Mercadorias 8.000 Imposto a Pagar 2.500
Títulos a Receber (Venda
9.000 Empréstimos 3.500
Imóvel)
Duplicatas Descontadas 2.000

Ativo Circulante Operacional Passivo Circulante Operacional


ACO = 15.000 PCO = 5.000
Necessidade de Capital de Giro(NCG)

AC PC
Caixa 500 Fornecedor 500
Banco 10.000 Duplicatas a Pagar 1.000
Duplicatas a Receber 7.000 Salários a Pagar 1.000
Mercadorias 8.000 Imposto a Pagar 2.500
Títulos a Receber (Venda
9.000 Empréstimos 3.500
Imóvel)
Duplicatas Descontadas 2.000

Ativo Circulante Financeiro Passivo Circulante Financeiro


ACF = 19.500 PCF = 5.500
Análise da Necessidade de
Capital de Giro

ACO  PCO

PCO
ACO

Necessita de Capital de Giro!!!


Análise da Necessidade de
Capital de Giro

ACO = PCO

ACO PCO

Não necessita de Capital de Giro !.


Análise da Necessidade de
Capital de Giro

ACO  PCO
ACO
PCO

Existe excesso de Capital de Giro !.


1. (AFR/SP/06-FCC) A Cia. Estrela possui as seguintes contas patrimoniais,
dentre outras, com valores em reais:
Fornecedores 1.500
Provisões 1º Salário e Férias 1200
Contas a Receber 90 dias 2.500
Empréstimos de Curto Prazo 1.500
Empréstimos a Controladas 2.500
Contas a receber por Venda de Imobilizado 2.500
Estoques 3.000
Impostos a Pagar 900

Tendo como base somente essas informações, a necessidade de capital de


giro da empresa é $:
a)1.200.00;
b)1.600.00;
c)1.900,00;
d)2.100,00;
e)2.500,00.
1. (AFR/SP/06-FCC) A Cia. Estrela possui as seguintes contas patrimoniais,
dentre outras, com valores em reais:
Fornecedores 1.500
Provisões 1º Salário e Férias 1200
Contas a Receber 90 dias 2.500
Empréstimos de Curto Prazo 1.500
Empréstimos a Controladas 2.500
Contas a receber por Venda de Imobilizado 2.500
Estoques 3.000
Impostos a Pagar 900

Tendo como base somente essas informações, a necessidade de capital de


giro da empresa é $:
a)1.200.00; Ativo Circulante Operacional Passivo Circulante Operacional
b)1.600.00; Contas a Receber 2.500 Fornecedores 1.500
c)1.900,00; Estoques 3.000 Provisão Salários 1.200
d)2.100,00; Impostos a Pagar 900
e)2.500,00. Total ACO 5.500 Total PCO 3.600
Necessidade de Capital de Giro NCG = ACO – PCO = 1.900
Saldo de Tesousaria (ST)

ST = ACF  PCF

Ativo Circulante Passivo Circulante


Financeiro Financeiro
Relação entre CCL, ST e NCG

PCF
ACF
PC
AC PCO
ACO
CCL

CCL = ST + NCG
Efeito Tesoura (ET)
ST = Saldo de
Tesouraria

ST
ET =
NCG

NCG = Necessidade de
Capital de Giro
Efeito Tesoura (ET)
Exemplo 1
Supondo que o saldo tesouraria no ano X0 seja de - $ 5.000 e
que haja uma necessidade de capital de giro de $ 10.000,
teríamos neste ano o índice ET =  0,5.
Supondo que no ano X2 esta mesma empresa estivesse com
um salto tesouraria = - $ 7.500 e uma necessidade de capital
de giro de $ 12.500 o índice ET seria de =  0,6.
O crescimento negativo encontrado acima indica que essa
empresa está tendo o efeito tesoura, porque ela está se
endividando mais no curto prazo para financiar a necessidade
do capital de giro.
Efeito Tesoura (ET)
Efeito Tesoura (ET)
Exemplo 2
O saldo tesouraria no ano X0 seja de $ 10.000 e que haja
uma necessidade de capital de giro de $ 20.000, teríamos
neste ano o índice ET = 0,5.
Supondo que no ano X2 esta mesma empresa estivesse com
um salto tesouraria = $ 5.000 e uma necessidade de capital
de giro de $ 25.000 o índice ET seria de = 0,2.
O decréscimo positivo encontrado indica que essa empresa
está tendo o efeito tesoura, porque ela está se endividando
mais no curto prazo para financiar a necessidade do capital
de giro.
Efeito Tesoura (ET)
Efeito Tesoura (ET)
Conclusão !

Quando a razão ET = ST/NCG diminui positivamente ou


aumenta negativamente de um exercício em relação ao outro a
empresa está sofrendo o chamado Efeito Tesoura que significa
que ela poderá não ter condições de suportar
financeiramente o crescimento dos negócios baseado nas
vendas a prazo e na ampliação dos estoques.
2.(BNDES - Contador - Prova Discursiva/Fundação CESGRANRIO) Considerando o
Balanço Patrimonial apresentado a seguir, demonstre e analise, em relação aos anos
de 2001, 2002 e 2003, a Necessidade de Capital de Giro, o Saldo de Tesouraria e o
Capital de Giro Líquido dessa empresa.
ATIVO 2003 2002 2001
CIRCULANTE 1.250 520 700
Disponibilidades 55 80 60
Clientes 874 320 500
Estoques 321 120 140
REALIZÁVEL a LP 120 100 130
Empréstimos a Coligadas 120 100 130
PERMANENTE 900 870 970
Investimentos 534 450 550
Imobilizado 280 310 300
Diferido 86 110 120
TOTAL 2.270 1.490 1.800
PASSIVO 2003 2002 2001
CIRCULANTE 970 520 610
Fornecedores 400 100 210
Empréstimos Bancários 300 200 220
Salários a Pagar 108 120 100
Impostos a Recolher 162 100 80
EXIGÍVEL a LP 200 100 130
Empréstimos a LP 200 100 130
PATRIMÔNIO LÍQUIDO 1.100 870 1.060
Capital Social 1.100 800 1.000
Reservas 100 70 60
TOTAL 2.270 1.490 1.800
4 ) O NGC é:
a) 525 120 250; b) 500 100 200; c) 250 120 525;
d) 610 520 970; e) 390 320 670.

5 ) O saldo em tesouraria é:
a) 60 80 55; b) 500 320 874; c) -160 -120 -245;
d) -245 -120 -160; e) 160 245 120.

6) O Capital de Giro Líquido (CGL) é:


a) 0 90 280; b) 280 0 90; c) 90 0 280;
d) 180 90 0; e) 0 90 180.
ATIVO 2003 2002 2001
CIRCULANTE 1.250 520 700
Disponibilidades 55 80 60
Clientes 874 320 500
Estoques 321 120 140
REALIZÁVEL a LP 120 100 130
Empréstimos a Coligadas 120 100 130
PERMANENTE 900 870 970
Investimentos 534 450 550
Imobilizado 280 310 300
Diferido 86 110 120
TOTAL 2.270 1.490 1.800
PASSIVO 2003 2002 2001
CIRCULANTE 970 520 610
Fornecedores 400 100 210
Empréstimos Bancários 300 200 220
Salários a Pagar 108 120 100
Impostos a Recolher 162 100 80
EXIGÍVEL a LP 200 100 130

(alternativa “c”)
Empréstimos a LP 200
2001 100
2002 130
2003
PATRIMÔNIO LÍQUIDO 1.100 870 1.060

ACO
Capital Social 640
1.100 440
800 1195
1.000
Reservas 100 70 60
TOTAL Clientes 500
2.270 320
1.490 874
1.800

Estoques 140 120 321


PCO 390 320 670
Fornecedores 210 100 400
Salários a Pagar 100 120 108
Impostos a Recolher 80 100 162
NCG 250 120 525
ATIVO 2003 2002 2001
CIRCULANTE 1.250 520 700
Disponibilidades 55 80 60
Clientes 874 320 500
Estoques 321 120 140
REALIZÁVEL a LP 120 100 130
Empréstimos a Coligadas 120 100 130
PERMANENTE 900 870 970
Investimentos 534 450 550
Imobilizado 280 310 300
Diferido 86 110 120
TOTAL 2.270 1.490 1.800
PASSIVO 2003 2002 2001
CIRCULANTE 970 520 610
Fornecedores 400 100 210
Empréstimos Bancários 300 200 220
Salários a Pagar 108 120 100
Impostos a Recolher 162 100 80
EXIGÍVEL a LP 200 100 130
Empréstimos a LP 200 100 130
PATRIMÔNIO LÍQUIDO 1.100 870 1.060
Capital Social 1.100 800 1.000
Reservas 100 70 60
TOTAL 2.270 1.490 1.800

(alternativa “c”) 2001 2002 2003


ACF 60 80 55
Disponibilidades 60 80 55
PCF 220 200 300
Empréstimos Bancários 220 200 300
Saldo em Tesouraria (ST) (160) (120) (245)
2001 2002 2003
ACO 640 440 1195
Clientes 500 320 874
Estoques 140 120 321
PCO 390 320 670
Fornecedores 210 100 400
Salários a Pagar 100 120 108
Impostos a Recolher 80 100 162
NCG 250 120 525

2001 2002 2003


ACF 60 80 55
Disponibilidades 60 80 55
PCF 220 200 300
Empréstimos Bancários 220 200 300
Saldo em Tesouraria (ST) (160) (120) (245)

Capital de Giro Líquido 2001 2001 2003


CGL = CCL = NCG + ST 90 ZERO 280

(alternativa “c”)
7. (Contador Junior–Petrobras BR/CESGRANRIO 2010) A Necessidade de Capital
de Giro em cada ano é
:
Resposta: “c”
ANO 1 2 3 4
NCG = ACO – PCO 61.720
Contas a Receber 62.500
Estoques 28.125
Ativo Circulante Operacional 90.625
Fornecedores 9.375
Impostos e Contribuições 18.750
IR e CSL 780
Passivo Circulante Operacional 28.905
8. (ACE-TCE-BA/FGV/2013) Observe o balanço patrimonial a seguir e
responda a questão.

O grau do passivo oneroso sobre o ativo e o valor da necessidade de


capital de giro são, respectivamente,
a) 7% e ($40).
b) 25% e ($120).
c) 28% e $80.
d) 36% e $60.
e) 54% e $40.
8. (ACE-TCE-BA/FGV/2013) Observe o balanço patrimonial a seguir e
responda a questão.

Passivo Oneroso 250


Empréstimos 50
Financiamentos 200

250 ÷ 700 = 0,357 = 36 %

O grau do passivo oneroso sobre o ativo e o valor da necessidade de


capital de giro são, respectivamente,
NCG = ACO – PCO 60
a) 7% e ($40). Clientes 90
b) 25% e ($120). Estoques 100

c) 28% e $80. Ativo Circulante Operacional 190


Fornecedores 110
d) 36% e $60.
Salários a Pagar 20
e) 54% e $40.
Passivo Circulante Operacional 130
9. (Auditor-AUGE/CESPE/2009) A necessidade de capital de giro
(NCG) está entre

a)R$ 10.501 e R$ 11.600.


b)R$ 9.301 e R$ 10.500.
c)R$ 8.200 e R$ 9.300.
d)R$ 7.101 e R$ 8.200.
e)R$ 6.000 e R$ 7.100.
9. (Auditor-AUGE/CESPE/2009) A necessidade de capital
de giro (NCG) está entre Resposta: “c” NCG entre R$
8.200 e R$ 9.300.

NCG = ACO – PCO 8.810


Duplicatas a Receber 2.880
Mercadorias 4.200
Contas a Receber 5.400
Ativo Circulante Operacional 12.480
Impostos a Recolher 600
Encargos a Recolher 880
Salários a Pagar 990
Fornecedores 1.200
Passivo Circulante Operacional 3.670
a)R$ 10.501 e R$ 11.600.
b)R$ 9.301 e R$ 10.500.
c)R$ 8.200 e R$ 9.300.
d)R$ 7.101 e R$ 8.200.
e)R$ 6.000 e R$ 7.100.
EBITDA
=

Lucro antes dos juros, impostos,


depreciação e amortização
Demonstração do Resultado - DRE
Receita Líquidas 200.000
(-) CMV 80.000
Lucro Bruto 120.000
(-) Despesas Operacionais 50.000
EBITDA 70.000
(-) Depreciação (10.000)
EBIT 60.000
Despesas Financeiras (5.000)
Imposto de Renda (15.000)
Resultado Líquido 40.000
10. (Perito-Contador-Polícia-RJ/IBFC/2012) Da demonstração de Resultado do
exercício do período findo em 19X1 da empresa Altos dos Morros, extraíram-se
as seguintes informações EBITDA é no valor de:

Receita de vendas 31.000,00


Custo dos produtos vendidos -19.000,00
Despesas com vendas -1.500,00
Despesas gerais e administrativas -2.500,00
Despesas financeiras 3.000,00
Depreciação -1.400,00
Provisão para IR -1.400,00
Com base nestas informações, pode-se afirmar que o indicador EBITDA é no
valor de:
a) $ 8.000,00.
b) $ 9.400,00.
c) $ 14.400,00.
d) $ 13.800,00
e) $ 6.600,00.
10. (Perito-Contador-Polícia-RJ/IBFC/2012) Da demonstração de Resultado do
exercício do período findo em 19X1 da empresa Altos dos Morros, extraíram-se
as seguintes informações EBITDA é no valor de:

Receita de vendas 31.000,00


Custo dos produtos vendidos -19.000,00
Despesas com vendas -1.500,00
Despesas gerais e administrativas -2.500,00
Despesas financeiras 3.000,00
Depreciação -1.400,00
Provisão para IR -1.400,00
Com base nestas informações, pode-se afirmar que o indicador EBITDA é no
valor de:
a) $ 8.000,00.(*) Demonstração de Resultado
b) $ 9.400,00. Receita de Vendas 31.000,00
c) $ 14.400,00.
Custo dos Produtos (19.000,00)
d) $ 13.800,00
e) $ 6.600,00. Lucro Bruto 12.000,00
(-) Despesas (4.000,00)
Com vendas 1.500,00
Gerais e Administrativas 2.500,00
EBITDA 8.000,00
11. (Contador-BNDES/CESGRANRIO/2013) Uma empresa disponibiliza, em reais, as seguintes
informações:
Receita líquida de vendas 12.000,00
Custo dos produtos vendidos 6.200,00
Despesas operacionais 2.850,00
Despesas com vendas 2.000,00
Despesas administrativas e gerais 550,00
Despesas financeiras 300,00
Despesas não operacionais 500,00
Impostos e Taxas 500,00
Despesas com juros 300,00
Despesas Depreciação/Amortização
inclusas no custo dos produtos vendidos 200,00
e nas Despesas operacionais
Lucro Líquido 5.300,00
Capital 50.000,00
Com base nas informações apresentadas acima, verifica-se que a(o)

a) EBTIDA da empresa é igual a R$ 4.950,00.


b) EBTIDA é R$ 500,00 maior do que o lucro operacional.
c) taxa de retorno da empresa é 5,3%.
d) lucro bruto da empresa é igual a R$ 5.300,00.
e) lucro operacional é igual a R$ 3.450,00.
11. (Contador-BNDES/CESGRANRIO/2013) Uma empresa disponibiliza, em reais, as seguintes informações:
Receita líquida de vendas 12.000,00
Custo dos produtos vendidos 6.200,00
Despesas operacionais 2.850,00
Despesas com vendas 2.000,00 a) EBTIDA da empresa é igual a R$
Despesas administrativas e gerais 550,00 4.950,00.
Despesas financeiras 300,00 b) EBTIDA é R$ 500,00 maior do que
Despesas não operacionais 500,00 o lucro operacional.
c) taxa de retorno da empresa é 5,3%.
Impostos e Taxas 500,00
d) lucro bruto da empresa é igual a R$
Despesas com juros 300,00 5.300,00.
Despesas Depreciação/Amortização e) lucro operacional é igual a R$
inclusas no custo dos produtos vendidos 200,00 3.450,00.
e nas Despesas operacionais
Lucro Líquido 5.300,00
Capital 50.000,00

Lucro Líquido 5.300


(+) Impostos e Taxas (500)
Lucro Operacional 5.800
(+) Despesas Financeiras (300)
(+) Depreciação (200)
EBITDA 6.300
Taxa de Retorno (5.300 ÷ 50.000) 10.6 %
Receita Líquida 12.000
(-) CPV 6.200
Lucro Bruto 5.800
12. (Economista-ANTAQ/CESPE/2009) O
EBITDA (earning before interests, taxes,
depreciation and amortization) é um
indicador de desempenho que não se
restringe aos custos operacionais
diretamente administráveis pela empresa,
podendo ser apurado a partir do lucro
operacional líquido antes dos impostos,
adicionando-se juros, depreciação e
amortização.
( ) Certo ( ) Errado
12. (Economista-ANTAQ/CESPE/2009) O
EBITDA (earning before interests, taxes,
depreciation and amortization) é um
indicador de desempenho que não se
restringe aos custos operacionais
diretamente administráveis pela empresa,
podendo ser apurado a partir do lucro
operacional líquido antes dos impostos,
adicionando-se juros, depreciação e
amortização.
(X) Certo ( ) Errado
13. (Analista-EPE/CESGRANRIO/2010) Após a apuração da
Demonstração do Resultado do Exercício, determinada sociedade de
economia mista federal apresentou os seguintes valores contábeis:
Considerando-se os dados apresentados, o EBITDA corresponde, em
reais, ao valor de

a) 114.000,00
b) 140.000,00
c) 155.000,00
d) 160.000,00
e) 165.000,00
13. (Analista-EPE/CESGRANRIO/2010) Após a apuração da
Demonstração do Resultado do Exercício, determinada sociedade de
economia mista federal apresentou os seguintes valores contábeis:
Considerando-se os dados apresentados, o EBITDA corresponde, em
reais, ao valor de

a) 114.000,00
b) 140.000,00
c) 155.000,00
d) 160.000,00
e) 165.000,00
14. (Analista-TJ-ES/CESPE/2011) EBITDA
constitui medida de desempenho operacional que
considera as receitas operacionais líquidas com o
acréscimo das depreciações e amortizações.
Trata-se, pois, de um lucro calculado antes das
despesas financeiras e dos tributos incidentes
sobre o resultado. Assim, para efeito de avaliação
do desempenho operacional, excluem-se o
impacto das imobilizações (pela exclusão das
depreciações e amortizações) e os efeitos da
estrutura de capital (pela exclusão das despesas
financeiras).
( ) Certo ( ) Errado
14. (Analista-TJ-ES/CESPE/2011) EBITDA
constitui medida de desempenho operacional que
considera as receitas operacionais líquidas com o
acréscimo das depreciações e amortizações.
Trata-se, pois, de um lucro calculado antes das
despesas financeiras e dos tributos incidentes
sobre o resultado. Assim, para efeito de avaliação
do desempenho operacional, excluem-se o
impacto das imobilizações (pela exclusão das
depreciações e amortizações) e os efeitos da
estrutura de capital (pela exclusão das despesas
financeiras).
(X) Certo ( ) Errado
15. (Analista-Contabilidade-FHS/CESPE/2009) No
cálculo do chamado EBITDA, freqüentemente
divulgado por publicações especializadas, não se
consideram as depreciações e as amortizações,
as despesas financeiras, os tributos sobre o
resultado e o resultado da equivalência
patrimonial. Isso significa que se trata de uma
avaliação que leva em conta a política de
investimentos da empresa e a dependência de
capitais alheios.
( ) Certo ( ) Errado
15. (Analista-Contabilidade-FHS/CESPE/2009) No
cálculo do chamado EBITDA, freqüentemente
divulgado por publicações especializadas, não se
consideram as depreciações e as amortizações,
as despesas financeiras, os tributos sobre o
resultado e o resultado da equivalência
patrimonial. Isso significa que se trata de uma
avaliação que leva em conta a política de
investimentos da empresa e a dependência de
capitais alheios.
( ) Certo (X) Errado
16. ( ESAF/2012/AFRFB). Ao encerrar o período contábil de 2010, a Cia. Harmonia
identifica em suas demonstrações finais os seguintes saldos nas contas abaixo:

Com base nos saldos fornecidos, pode-se afirmar que:

a) o índice de liquidez seca é 1,45.

b) no período, o giro dos estoques foi 8 vezes.

c) o índice de liquidez corrente é 1,66.

d) o nível de endividamento da empresa é de 60%.

e) a participação do capital próprio é de 40%.


16. ( ESAF/2012/AFRFB). Ao encerrar o período contábil de 2010, a Cia. Harmonia
identifica em suas demonstrações finais os seguintes saldos nas contas abaixo:

Com base nos saldos fornecidos, pode-se afirmar que:

a) o índice de liquidez seca é 1,45.

b) no período, o giro dos estoques foi 8 vezes.

c) o índice de liquidez corrente é 1,66.

d) o nível de endividamento da empresa é de 60%.

e) a participação do capital próprio é de 40%.


AC 5.800 PC 3.500
Disponibilidades 800 Contas a Pagar 450
Clientes 4.000 Duplicatas 1.050
Descontadas
(-) PDD (200) Fornecedores 2.000
Estoques 1.200
ANC 3.200 PL
Edificações 1.000 Capital 5.000
Veículos 2.900 R. Legal 200
(-) Depreci. Acum. (700) R. Lucros 300
Lucro Ex 400
Total do Ativo 9.000 Total do Passivo + 9.400
PL

a) o índice de liquidez seca é 1,45.


b) no período, o giro dos estoques foi 8 vezes.
c) o índice de liquidez corrente é 1,66.
d) o nível de endividamento da empresa é de 60%.
e) a participação do capital próprio é de 40%.