Você está na página 1de 27

Pronunciamento Conceitual

Básico CPC (R1)


CFC-NBC-TG Estrutura Conceitual –
Resolução1.374/11 (8/12/2011)

Primeira versão aprovada em 11 de janeiro de 2008 resolução 1.121/08 do CFC


e Deliberação 529/08 da CVM
Exercícios

CFC-NBC-TG Estrutura Conceitual Resolução1.374/11


(Analista de Saneamento- Ciências Contábeis-Embasa-2009-Cespe)
Acerca dos conceitos de manutenção do capital e determinação do lucro,
contemplados no Pronunciamento Técnico CPC 00, julgue os itens a seguir.
1. O conceito de manutenção do capital está relacionado à forma como a
entidade define o capital que ela procura manter, representando um elo
entre os conceitos de capital e os conceitos de lucro.
Comentário : O conceito de manutenção do capital está relacionado à
forma como a entidade define o capital que ela procura manter. Ele
representa um elo entre os conceitos de capital e os conceitos de lucro ,
pois fornece um ponto de referência para medição do lucro; é uma condição
essencial para distinguir entre o retorno sobre o capital da entidade e a
recuperação do capital; somente os ingressos de ativos que excedem os
valores necessários para manutenção do capital podem ser considerados
como lucro e, portanto, como retorno sobre o capital. Portanto, o lucro é o
valor remanescente depois que as despesas(inclusive os ajustes de
manutenção do capital, quando for apropriado) tiverem sido deduzidas do
resultado. Se as despesas excederem a receita, o saldo será um prejuízo.
(Item 4.60 do pronunciamento Conceitual Básico)
A afirmação está correta !!!
(Analista de Saneamento- Ciências Contábeis-
Embasa-2009-Cespe) Acerca dos conceitos de
manutenção do capital e determinação do lucro,
contemplados no Pronunciamento Técnico CPC 00,
julgue os itens a seguir.
2. O conceito financeiro de manutenção de capital
requer a adoção do custo corrente como base de
avaliação
4.61. O conceito de manutenção do capital físico requer a
adoção do custo corrente como base de mensuração. O
conceito de manutenção do capital financeiro, entretanto, não
requer o uso de uma base específica de mensuração. A
escolha da base conforme este conceito depende do tipo de
capital financeiro que a entidade está procurando manter.
Resposta “errada”
3 (TJ-MG-Contador/FUMARC/2012- modificada) As
características qualitativas são os atributos que tornam
as demonstrações contábeis úteis para os usuários. As
quatro características qualitativas de melhoria são:
a) Compreensibilidade, verificabilidade, tempestividade
e comparabilidade.
b) Representação Adequada, confiabilidade,
neutralidade e prudência.
c) Competência, Prudência, Tempestividade,
relevância.
d) Integridade, Primazia da Essência sobre a Forma,
Neutralidade e Prudência.

25/04/2014 6
3 (TJ-MG-Contador/FUMARC/2012- modificada) As
características qualitativas são os atributos que tornam as
demonstrações contábeis úteis para os usuários. As quatro
características qualitativas de melhoria são:
a) Compreensibilidade, verificabilidade, tempestividade e
comparabilidade.(*)
b) Representação Adequada, confiabilidade, neutralidade e
prudência.
c) Competência, Prudência, Tempestividade, relevância.
d) Integridade, Primazia da Essência sobre a Forma,
Neutralidade e Prudência.
QC4. Se a informação contábil-financeira é para ser útil, ela
precisa ser relevante e representar com fidedignidade o que se
propõe a representar. A utilidade da informação contábil-
financeira é melhorada se ela for comparável, verificável,
tempestiva e compreensível.
25/04/2014 7
4. (PETROBRÁS/ContadorCESGRANRIO/2011)
O pronunciamento conceitual básico do Comitê de Pronunciamentos
Contábeis, que trata da Estrutura Conceitual para a Elaboração e
Apresentação das Demonstrações Contábeis, no item 89, estabelece que
um ativo é reconhecido no balanço patrimonial quando
a) gerar benefícios futuros de modo a poder identificar de forma aceitável o
reconhecimento do custo efetivo do ativo.
b) puder ser assim classificada a obrigação, desde que sejam atendidos os
critérios de reconhecimento nas circunstâncias específicas.
c) for provável a saída de recursos envolvendo benefícios econômicos
futuros na liquidação da obrigação, a valor presente determinado em
bases confiáveis.
d) for provável que os benefícios econômicos futuros dele provenientes
fluirão para a entidade e seu custo ou valor puder ser determinado em
bases confiáveis.
e) houver um valor futuro estimado para o ativo, de acordo com as normas
ditadas dos pronunciamentos em vigor que lhe atribuam o maior valor
possível.
4. (PETROBRÁS/ContadorCESGRANRIO/2011)
O pronunciamento conceitual básico do Comitê de Pronunciamentos Contábeis, que trata da
Estrutura Conceitual para a Elaboração e Apresentação das Demonstrações Contábeis, no
item 89, estabelece que um ativo é reconhecido no balanço patrimonial quando
a) gerar benefícios futuros de modo a poder identificar de forma aceitável o reconhecimento do
custo efetivo do ativo.
b) puder ser assim classificada a obrigação, desde que sejam atendidos os critérios de
reconhecimento nas circunstâncias específicas.
c) for provável a saída de recursos envolvendo benefícios econômicos futuros na liquidação da
obrigação, a valor presente determinado em bases confiáveis.
d) for provável que os benefícios econômicos futuros dele provenientes fluirão para a entidade e
seu custo ou valor puder ser determinado em bases confiáveis.
e) houver um valor futuro estimado para o ativo, de acordo com as normas ditadas dos
pronunciamentos em vigor que lhe atribuam o maior valor possível.

4.44. Um ativo deve ser reconhecido no balanço


patrimonial quando for provável que benefícios
econômicos futuros dele provenientes fluirão
para a entidade e seu custo ou valor puder ser
mensurado com confiabilidade.
5. (PETROBRÁS/ContadorCESGRANRIO/2011)
De acordo com o pronunciamento da Estrutura Conceitual para a Elaboração
e Apresentação das Demonstrações Contábeis, a contabilização das
transações que prioriza a substância e a realidade econômica dos fatos e
não sua forma legal, indica que os registros contábeis devem contemplar,
prioritariamente,
a) integridade.
b) prudência.
c) essência sobre a forma.
d) representação adequada.
e) relação entre custo e benefício.
5. (PETROBRÁS/ContadorCESGRANRIO/2011)
De acordo com o pronunciamento da Estrutura Conceitual para a Elaboração
e Apresentação das Demonstrações Contábeis, a contabilização das
transações que prioriza a substância e a realidade econômica dos fatos e
não sua forma legal, indica que os registros contábeis devem contemplar,
prioritariamente,
a) integridade.
b) prudência.
c) essência sobre a forma.
d) representação adequada.
e) relação entre custo e benefício.

A característica essência sobre a forma foi formalmente retirada da condição de


componente separado da representação fidedigna, por ser considerado isso
uma redundância. A representação pela forma legal que difira da substância
econômica não pode resultar em representação fidedigna, conforme citam
as Bases para Conclusões. Assim, essência sobre a forma continua, na
realidade, bandeira insubstituível nas normas do IASB.
6. (PETROBRÁS/ContadorCESGRANRIO/2011- Atualizada) O
pronunciamento conceitual básico intitulado Estrutura
Conceitual para a Elaboração e Apresentação das
Demonstrações Contábeis, emitido pelo Comitê de
Pronunciamentos Contábeis, estabelece as diretrizes para a
preparação e apresentação das demonstrações contábeis
destinadas primariamente aos
a) administradores corporativos.
b) bancos e investidores.
c) contadores e executivos da empresa.
d) sócios/acionistas da empresa.
e) usuários externos.
6. (PETROBRÁS/ContadorCESGRANRIO/2011-Atualizada) O
pronunciamento conceitual básico intitulado Estrutura Conceitual para a
Elaboração e Apresentação das Demonstrações Contábeis, emitido pelo
Comitê de Pronunciamentos Contábeis, estabelece as diretrizes para a
preparação e apresentação das demonstrações contábeis destinadas
primariamente aos
a) administradores corporativos.
b) bancos e investidores.
c) contadores e executivos da empresa.
d) sócios/acionistas da empresa.
e) usuários externos.

Prefácio (a) : posicionamento mais claro de que as informações contidas nos


relatórios contábil-financeiros se destinam primariamente aos seguintes usuários
externos: investidores, financiadores e outros credores, sem hierarquia de
prioridade;
7. (PETROBRÁS/Administrador/CESGRANRIO/2011- Atualizada)
O Comitê de Pronunciamentos Contábeis no CPC 00 –
Pronunciamento Conceitual Básico – estabelece as
características qualitativas desejáveis para a informação
contábil. Segundo o pronunciamento, as características que
tornam as demonstrações contábeis úteis para os usuários são:
a) essência sobre a forma, neutralidade, prudência e continuidade.
b) compreensibilidade, relevância, e comparabilidade.
c) materialidade, continuidade, neutralidade e integridade.
d) tempestividade, integridade, materialidade e comparabilidade.
e) tempestividade, uniformidade, consistência e
compreensibilidade.
7. (PETROBRÁS/Administrador/CESGRANRIO/2011-Atualizada)
O Comitê de Pronunciamentos Contábeis no CPC 00 – Pronunciamento
Conceitual Básico – estabelece as características qualitativas desejáveis
para a informação contábil. Segundo o pronunciamento, as características
que tornam as demonstrações contábeis úteis para os usuários são:
a) essência sobre a forma, neutralidade, prudência e continuidade.
b) compreensibilidade, relevância, tempestividade e comparabilidade.
c) materialidade, continuidade, neutralidade e integridade.
d) tempestividade, integridade, materialidade e comparabilidade.
e) tempestividade, uniformidade, consistência e compreensibilidade.

QC4. Se a informação contábil-financeira é para ser útil, ela


precisa ser relevante e representar com fidedignidade o que se
propõe a representar. A utilidade da informação contábil-
financeira é melhorada se ela for comparável, verificável,
tempestiva e compreensível.
8. (Nossa Caixa-Contador /FCC/2011)
Recurso controlado pela entidade como resultado de eventos
passados e do qual se espera que resultem futuros benefícios
econômicos para a entidade.
Segundo pronunciamento do Comitê de Pronunciamentos
Contábeis (CPC), cujo teor foi aprovado pela Resolução nº
1.121/2008 do Conselho Federal de Contabilidade, e que
versa sobre Estrutura Conceitual para a Elaboração e
Apresentação das Demonstrações Contábeis, esta é a
definição de
a) Passivo.
b) Receitas.
c) Despesas.
d) Ativo.
e) Patrimônio Líquido.
8. (Nossa Caixa-Contador /FCC/2011)
Recurso controlado pela entidade como resultado de eventos passados e
do qual se espera que resultem futuros benefícios econômicos para a
entidade.
Segundo pronunciamento do Comitê de Pronunciamentos Contábeis
(CPC), cujo teor foi aprovado pela Resolução nº 1.121/2008 do Conselho
Federal de Contabilidade, e que versa sobre Estrutura Conceitual para a
Elaboração e Apresentação das Demonstrações Contábeis, esta é a
definição de
Resposta “d”
4.4. (a) ativo é um recurso controlado pela entidade como resultado de eventos
passados e do qual se espera que fluam futuros benefícios econômicos para a
entidade;
(b) passivo é uma obrigação presente da entidade, derivada de eventos
passados, cuja liquidação se espera que resulte na saída de recursos da entidade
capazes de gerar benefícios econômicos;
(c) patrimônio líquido é o interesse residual nos ativos da entidade depois de
deduzidos todos os seus passivos.
9 (TJ-MG-Contador/FUMARC/2012) Os benefícios econômicos
futuros de um ativo podem fluir para a entidade de diversas
maneiras. Por exemplo, um ativo pode ser:
I. usado isoladamente ou em conjunto com outros ativos na
produção de mercadorias e serviços a serem vendidos pela
entidade;
II. trocado por outros ativos;
III. usado para liquidar um passivo;
IV. distribuído aos proprietários da entidade.
Marque a opção CORRETA:
a) Estão corretos somente os itens I e III.
b) Estão corretos somente os itens II e III.
c) Estão corretos somente os itens III e IV.
d) Estão corretos os itens I, II, III e IV.
25/04/2014 18
9 (TJ-MG-Contador/FUMARC/2012) Os benefícios econômicos
futuros de um ativo podem fluir para a entidade de diversas
maneiras. Por exemplo, um ativo pode ser:
I. usado isoladamente ou em conjunto com outros ativos na
produção de mercadorias e serviços a serem vendidos pela
entidade;
II. trocado por outros ativos;
III. usado para liquidar um passivo;
IV. distribuído aos proprietários da entidade.
Marque a opção CORRETA:
a) Estão corretos somente os itens I e III.
b) Estão corretos somente os itens II e III.
c) Estão corretos somente os itens III e IV.
d) Estão corretos os itens I, II, III e IV.
25/04/2014 19
10) (TRF- 2 0 Contadoria/FCC/2012) De acordo com o disposto na
Estrutura Conceitual da Contabilidade atualmente vigente em nosso
país,
a) um recurso, para ser contabilizado como ativo, precisa
obrigatoriamente ser de propriedade formal da entidade.
b) uma obrigação futura e que não é resultado de eventos passados
pode ser contabilizada como um passivo da entidade.
c) as receitas são aumentos de ativos ou diminuições de passivos
que tem como consequência aumentos do patrimônio líquido,
resultantes de transações da entidade com seus sócios ou acionistas.
d) o valor do patrimônio líquido de uma entidade com fins lucrativos
não pode ser menor que zero.
e) toda despesa implica uma diminuição do patrimônio líquido, mas
nem toda diminuição do patrimônio líquido resulta de uma despesa.

25/04/2014 20
10) (TRF- 2 0 Contadoria/FCC/2012) De acordo com o disposto na
Estrutura Conceitual da Contabilidade atualmente vigente em nosso
país,
a) um recurso, para ser contabilizado como ativo, precisa
obrigatoriamente ser de propriedade formal da entidade.
b) uma obrigação futura e que não é resultado de eventos passados
pode ser contabilizada como um passivo da entidade.
c) as receitas são aumentos de ativos ou diminuições de passivos
que tem como consequência aumentos do patrimônio líquido,
resultantes de transações da entidade com seus sócios ou acionistas.
d) o valor do patrimônio líquido de uma entidade com fins lucrativos
não pode ser menor que zero.
e) toda despesa implica uma diminuição do patrimônio líquido,
mas nem toda diminuição do patrimônio líquido resulta de uma
despesa.

25/04/2014 21
11.( ESAF/2012/AFRFB). Entre as características qualitativas de melhoria, a comparabilidade
está entre as que os analistas de demonstrações contábeis mais buscam. Dessa forma, pode-
se definir pela estrutura conceitual contábil que comparabilidade é a característica que

a) permite que os usuários identifiquem e compreendam similaridades dos itens e diferenças


entre eles nas Demonstrações Contábeis.

b) utiliza os mesmos métodos para os mesmos itens, tanto de um período para outro,
considerando a mesma entidade que reporta a informação, quanto para um único período entre
entidades.

c) considera a uniformidade na aplicação dos procedimentos e normas contábeis, onde, para


se obter a comparabilidade, as entidades precisam adotar os mesmos métodos de apuração e
cálculo.

d) garante que usuários diferentes concluam de forma completa e igual, quanto à condição
econômica e financeira da empresa, sendo levados a um completo acordo.

e) estabelece procedimentos para a padronização dos métodos e processos aplicados em


demonstrações contábeis de mesmo segmento.
11.( ESAF/2012/AFRFB). Entre as características qualitativas de melhoria, a comparabilidade
está entre as que os analistas de demonstrações contábeis mais buscam. Dessa forma, pode-
se definir pela estrutura conceitual contábil que comparabilidade é a característica que
a) permite que os usuários identifiquem e compreendam similaridades dos itens e
diferenças entre eles nas Demonstrações Contábeis.
QC21. Comparabilidade é a característica qualitativa que permite
que os usuários identifiquem e compreendam similaridades dos
itens e diferenças entre eles
b) utiliza os mesmos métodos para os mesmos itens, tanto de um período para outro,
considerando a mesma entidade que reporta a informação, quanto para um único período entre
entidades. (Consistência)
c) considera a uniformidade na aplicação dos procedimentos e normas contábeis, onde, para
se obter a comparabilidade, as entidades precisam adotar os mesmos métodos de apuração
e cálculo. (Consistência)
d) garante que usuários diferentes concluam de forma completa e igual, quanto à condição
econômica e financeira da empresa, sendo levados a um completo acordo. (Verificabilidade)
A verificabilidade ajuda a assegurar aos usuários que a informação representa fidedignamente o
fenômeno econômico que se propõe representar. A verificabilidade significa que diferentes observadores,
cônscios e independentes, podem chegar a um consenso, embora não cheguem necessariamente a um
completo acordo, quanto ao retrato de uma realidade econômica em particular ser uma representação
fidedigna.
e) estabelece procedimentos para a padronização dos métodos e processos aplicados em
demonstrações contábeis de mesmo segmento. (Consistência)
Contato
• Caros Alunos, acessem meu site e se cadastrem.
www.eugenio.pro.br Em breve colocarei à
disposição uma série de conteúdos de
Contabilidade, Matemática Financeira, Estatística
e Raciocínio Lógico.
• No meu canal no youtube:
youtube.com/eugeniomontoto vc pode
encontrar videoaulas de contabilidade e das
outras disciplinas. Cadastre-se.
• Qualquer dúvida meu email é
eugeniomontoto@gmail.com
24
O Jornal do Comércio informa que os livros O que a
vida me ensinou e Contabilidade geral
esquematizada dos autores Washington Olivetto e
Eugenio Montoto foram escolhidos para receberem o
prêmio Troféu Cultura Econômica, nas categorias
Publicidade e Propaganda e Contabilidade,
respectivamente.
Estas obras foram selecionadas por uma comissão de
professores doutores de diversas universidades do Rio
Grande do Sul objetivando destacar as melhores obras
técnicas, nos últimos quatro anos, na área de economia
e negócios da Feira do Livro de Porto Alegre. Veja o
encontro dessa comissão no nosso blog
http://jcrs.uol.com.br/acontecendo/.
25