Você está na página 1de 14

“Nós somos aquilo que repetidamente fazemos. A excelência não é um ato, mas um hábito.”

(Aristóteles)

PROF:MARDEN BARRETO

FÍSICA-MECÂNICA

COLISÕES OU CHOQUES MECÂNICOS

Choque entre dois corpos que obedecem leis físicas
Choque entre dois corpos que
obedecem leis físicas
• ENERGIA MECÂNICA • CONSERVAÇÃO DE ENERGIA • ENERGIA CINÉTICA • QUANTIDADE DE MOVIMENTO •
• ENERGIA MECÂNICA
• CONSERVAÇÃO DE ENERGIA
• ENERGIA CINÉTICA
• QUANTIDADE DE
MOVIMENTO
• IMPULSO DE UMA FORÇA

COEFICIENTE DE RESTITUIÇÃO (e):

É o coeficiente que relaciona a velocidade de afastamento e a velocidade de aproximação entre os corpos participantes do choque mecânico.

V

1

V

2

1

2
2

1 2
1
2

V’ 1

V’ 2

1

2

V afastamento e = V aproximação
V afastamento
e =
V aproximação
e = V’ 2 – V’ 1 V 1 – V 2
e =
V’ 2 – V’ 1
V 1 – V 2

TIPOS DE CHOQUES MECÂNICOS:

Existem três tipos de choques mecânicos, em função do coeficiente de restituição. São eles:

- Choque perfeitamente elástico ou plástico;

- Choque parcialmente elástico ou parcialmente inelástico;

- Choque inelástico ou perfeitamente inelástico.

Cada um desses choques possui uma característica própria em relação ao coeficiente de restituição e em relação à energia cinética dos corpos, antes e depois do choque.

Vejamos cada um deles e suas respectivas características:

CHOQUE PERFEITAMENTE ELÁSTICO:

Toda a energia cinética que existia no sistema antes da colisão é devolvida. Ou seja, ocorre uma restituição perfeita, total, de

100%.

10 m/s

20 m/s

1

2
2

1 2
1
2

12 m/s

18 m/s

2
2
1
1
V afast. = V aprox. e=1 Ec antes = Ec depois
V afast. = V aprox.
e=1
Ec antes = Ec depois

CHOQUE PARCIALMENTE ELÁSTICO:

Apenas uma parte da energia cinética que existia no sistema antes da colisão é devolvida. Ou seja, ocorre uma restituição parcial após a colisão.

10 m/s

20 m/s

1

2
2

1 2
1
2

8 m/s

16 m/s

2
2
1
1
V afast. < V aprox. 0<e<1 Ec antes > Ec depois
V afast. < V aprox.
0<e<1
Ec antes > Ec depois

CHOQUE PERFEITAMENTE INELÁSTICO:

Nesse caso, os corpos permanecem juntos após a colisão. Isso significa que a velocidade de afastamento dos corpos é nula. Portanto, não há restituição de energia ao sistema.

10 m/s

20 m/s

1
1
2
2

1 2
1
2

6 m/s

1 2
1
2
0 V afast. = e=0 Ec antes > Ec depois
0
V afast. =
e=0
Ec antes > Ec depois

RESUMINDO:

TIPO DE CHOQUE COEFICIENTE ENERGIA PERFEITAMENTE e = 1 Ec antes = Ec depois ELÁSTICO
TIPO DE CHOQUE
COEFICIENTE
ENERGIA
PERFEITAMENTE
e = 1
Ec antes = Ec depois
ELÁSTICO
PARCIALMENTE
0 < e < 1
Ec antes > Ec depois
ELÁSTICO
PERFEITAMENTE
e = 0
INELÁSTICO
Ec antes > Ec depois

Equações para a resolução de problemas sobre colisões:

1) Conservação da quantidade de movimento

Q antes =

Q depois

de movimento Q a n t e s = Q d e p o i s
m 1 .V 1 + m 2 .V 2 = m 1 .V’ 1 +
m 1 .V 1 + m 2 .V 2 = m 1 .V’ 1 + m 2 .V’ 2

2) Coeficiente de restituição:

e =

V afastamento V aproximação

2 .V’ 2 2) Coeficiente de restituição: e = V afastamento V aproximação e = V’
e = V’ 2 – V’ 1 V 1 – V 2
e = V’ 2 – V’ 1
V 1 – V 2

EXEMPLOS:

1) Uma esfera A, de massa igual a 4 kg tem velocidade de 10 m/s, horizontalmente para a direita. Outra esfera, B, de massa igual a 2 kg, tem velocidade de 15 m/s, horizontalmente para a esquerda. Ambas se movem pela mesma reta e, em determinado momento se chocam. Sabendo que o choque foi perfeitamente elástico, calcule as velocidades das esferas após a colisão.

Resolução:

10 m/s

15 m/s

A
A
B
B

A B V’ A V’ B A B 
A
B
V’ A
V’ B
A
B

referência

15 m/s A B  A B V’ A V’ B A B  referência Dados:

Dados:

+

m A = 4 kg m B = 2 kg V A = 10 m/s V B = – 15 m/s V’ A e V’ B = ?

1) Equação do Coeficiente de restituição:

e = V’ B – V’ A V A – V B

e = V’ B – V’ A V A – V B 1 = V’ B

1 =

V’ B – V’ A 10 – (–15)

1 = V’ B – V’ A

25

A 10 – (–15) 1 = V’ B – V’ A 25 V’ B – V’

V’ B – V’ A = 25

V’ B – V’ A 25 V’ B – V’ A = 25 V’ B =

V’ B = 25 + V’ A

2) Conservação da quantidade de movimento:

Q antes =

Q depois

de movimento: Q a n t e s = Q d e p o i s

m A .V A + m B .V B = m A .V’ A + m B .V’ B

4.10 + 2.(– 15) = 4.V’ A + 2.V’ B 40 – 30 = 4.V’ A + 2.(25 + V’ A )

10 = 4.V’ A + 50 + 2. V’ A

– 40 = 6.V’ A

V’ A = – 6,7 m/s
V’ A = – 6,7 m/s

V’ B = 25 + V’ A

V’ B = 25 + (– 6,7)

V’ B = 18,3 m/s
V’ B = 18,3 m/s

2) Uma esfera A, de massa igual a 4 kg tem velocidade de 10 m/s, horizontalmente para a direita. Outra esfera, B, de massa igual a 2 kg, tem velocidade de 12 m/s, horizontalmente para a esquerda. Ambas se movem pela mesma reta e, em determinado momento se chocam. Sabendo que o choque foi parcialmente elástico, com coeficiente de restituição igual a 0,5, calcule as velocidades das esferas após a colisão.

Resolução:

10 m/s

12 m/s

A
A

B

A B V’ A V’ B A B 
A
B
V’ A
V’ B
A
B

referência

12 m/s A B  A B V’ A V’ B A B  referência Dados:

Dados:

+

m A = 4 kg m B = 2 kg V A = 10 m/s V B = – 12 m/s V’ A e V’ B = ?

1) Equação do Coeficiente de restituição:

e = V’ B – V’ A V A – V B

e = V’ B – V’ A V A – V B 0,5 = V ’

0,5 =

V B V A 10 – (–12)

0,5 = V B V A

22

– (–12) 0,5 = V ’ B – V ’ A 22 V’ B – V’

V’ B – V’ A = 11

B – V ’ A 22 V’ B – V’ A = 11 V’ B =

V’ B = 11 + V’ A

2) Conservação da quantidade de movimento:

Q antes =

Q depois

de movimento: Q a n t e s = Q d e p o i s

m A .V A + m B .V B = m A .V’ A + m B .V’ B

4.10 + 2.(– 12) = 4.V’ A + 2.V’ B 40 – 24 = 4.V’ A + 2.(11 + V’ A )

16 = 4.V’ A + 22 + 2. V’ A

– 6 = 6.V’ A

V’ A = – 1 m/s
V’ A =
– 1 m/s

V’ B = 11 + V’ A

V’ B = 11 + (– 1)

V’ B = 10 m/s
V’ B = 10 m/s

3) Uma esfera A, de massa igual a 4 kg tem velocidade de 10 m/s, horizontalmente para a direita. Outra esfera, B, de massa igual a 2 kg, tem velocidade de 11 m/s, horizontalmente para a esquerda. Ambas se movem pela mesma reta e, em determinado momento se chocam. Sabendo que, após o choque, os veículos permaneceram juntos, calcule as velocidades das esferas após a colisão.

Resolução:

10 m/s

11 m/s

A
A

B

A B
A
B

V’ A = V’ B

A B
A
B

referência

m/s A B  A B  V’ A = V’ B A B referência Dados:

Dados:

+

m A = 4 kg m B = 2 kg V A = 10 m/s

V B = – 11

m/s

V’ A e V’ B = V = ?

Quando os corpos permanecem juntos após a colisão, o choque é totalmente inelástico. Nesse caso, e=0. Como as velocidades finais dos corpos serão iguais, basta uma única equação para resolver o problema.

Equação da Conservação da quantidade de movimento:

Q antes =

Q depois

de movimento: Q a n t e s = Q d e p o i s

m A .V A + m B .V B = m A .V’ A + m B .V’ B

4.10 + 2.(– 11) = 4.V’ A + 2.V’ B

40 – 22 = 4.V + 2.V

18 = 6.V V = 3 m/s
18 = 6.V
V =
3 m/s

PORTANTO:

V’ A = 3 m/s
V’ A = 3 m/s
V’ B = 3 m/s
V’ B = 3 m/s