Você está na página 1de 4

Tipo de Avaliação: ☐ Teste Diagnóstico ☐Teste de Recuperação

X Teste Teórico ☐Teste Prático


☐Trabalho de Grupo ☐Trabalho Individual
UFCD: 9631-Ética e deontologia profissional no trabalho com crianças e jovens
Data de Realização:
Nome/ formando:
Cotação (0-20): Formador:

Ficha de avaliação

1.Dê uma noção de consciência moral. (2 Valores)

_______________________________________________________________________

_______________________________________________________________________

_______________________________________________________________________

_______________________________________________________________________

2. A APEI elege princípios como referência ética. Quais são eles? (4 Valores)

1._____________________________________________________________________

2._____________________________________________________________________

3._____________________________________________________________________

4._____________________________________________________________________

Página 1
2. Assinale a opção correta.

2.1. A convenção dos Direitos da Criança é: (2 Valores)

Um tratado que visa à proteção de crianças e adolescentes de todo o mundo,


aprovada pela Assembleia Geral das Nações Unidas, em 20 de novembro de
1989.

Um tratado que visa à proteção de crianças e adolescentes apenas em território


português.

Um tratado que visa à proteção de crianças em todo o mundo e que foi


elaborado pelo estado português.

Um tratado que visa à proteção de crianças e adolescentes estrangeiras.

2.2. A criança é: (2 Valores)

Todo o ser humano com idades compreendidas entre os 1 e os 15 anos.

Todo o ser humano até completar os 10 anos de idade.

Todo o ser humano até completar os 15 anos de idade.

Todo o ser humano com menos de 18 anos de idade salvo quando, nos casos
previstos na lei, atinja a maioridade mais cedo.

2.3. O acolhimento familiar consiste: (2 Valores)

Página 2
Resposta social, desenvolvida em equipamento, de natureza socioeducativa,
para acolher crianças até aos três anos de idade, durante o período diário
correspondente ao impedimento dos pais ou da pessoa que tenha a sua guarda
de facto, vocacionado para o apoio à criança e à família.

Numa medida de caráter temporário, concretizada através da atribuição da


confiança da criança ou do jovem a uma pessoa singular ou a uma família,
habilitadas para o efeito, visando a integração em meio familiar, bem como a
prestação de cuidados adequados às necessidades, bem-estar e educação
necessária ao desenvolvimento integral das crianças e dos jovens.

Resposta, desenvolvida em equipamento, vocacionada para o desenvolvimento


da criança, proporcionando-lhe atividades educativas e atividades de apoio à
família

Numa medida de caráter definitivo, concretizada através da atribuição da


confiança da criança ou do jovem a uma pessoa singular ou a uma família,
habilitadas para o efeito, visando a integração em meio familiar, bem como a
prestação de cuidados adequados às necessidades, bem-estar e educação
necessária ao desenvolvimento integral das crianças e dos jovens.

3. Mencione dois deveres das famílias de acolhimento. (2 Valores)

_______________________________________________________________________

_______________________________________________________________________

_______________________________________________________________________

_______________________________________________________________________

4. Assinale em cada afirmação se é Verdadeira ou Falsa. (6 Valores)

Página 3
a) A criança tem, desde o nascimento, o direito a um nome, o direito a
adquirir uma nacionalidade e, se possível, o direito de conhecer os seus
pais, cabendo ao Estado promover a realização destes direitos.

b)O Estado garante que a criança não é separada dos seus pais contra a
vontade destes, salvo quando essa separação é realizada no superior
interesse da criança e em harmonia com a lei.

c)A criança não tem o direito de se exprimir livremente, apenas quando


atingir os 18 anos de idade.

d)A criança não tem direito ao acesso à informação e a documentos que


visem promover o seu bem estar social, espiritual e moral, bem como a
sua saúde física e mental.

e)A responsabilidade de educar a criança e de assegurar o seu


desenvolvimento cabe primacialmente à mãe, devendo o Estado apoiá-
la no desempenho desse papel.

f)A criança refugiada ou que requeira este estatuto, acompanhada ou


não dos seus pais ou de outra pessoa, tem o direito à adequada
assistência humanitária por parte do Estado, que lhe permita o gozo dos
seus direitos.

Bom Trabalho! 

Página 4

Você também pode gostar