Você está na página 1de 6

REQUISITOS E INFORMAÇÕES

NECESSÁRIAS PARA A

ELABORAÇÃO DE ESTUDOS DE

VIABILIDADE ECONÓMICA E

FINANCEIRA (EVEF)
SUMÁRIO

1.INTRODUÇÃO

2.APRESENTAÇÃO DA EMPRESA

2.1.INFORMAÇÕES DA EMPRESA
2.2.EXPERIÊNCIA NAS ACTIVIDADES ACTUAIS E PROJECTADAS
2.3.ORGANIZAÇÃO

3.APRESENTAÇÃO DO PROJECTO

3.1. ESTUDO DE LOCALIZAÇÃO


3.2.PROJECTO TÉCNICO
3.2.1.PROCESSO PRODUTIVO
3.2.2.MÃO-DE-OBRA
3.2.3.ENERGIA
3.2.4.ASPECTOS AMBIENTAIS
3.3.INVESTIMENTO
3.4.FINANCIAMENTO
3.5. SERVIÇO DA DÍVIDA

4.MERCADO E CONCORRÊNCIA

4.1.DIMENSÃO DO MERCADO
4.2.CONCORRÊNCIA
4.3.VANTAGENS COMPETITIVAS

5.ANÁLISE SWOT

6.PLANO DE NEGÓCIOS

6.1.PLANO DE INVESTIMENTOS
6.2.PLANO OPERACIONAL
6.3.PLANO FINANCEIRO
6.4. ANÁLISE DO DESEMPENHO ECONÓMICO E FINANCEIRA DO PROJECTO

7.CONCLUSÃO

8.ANEXOS
1. INTRODUÇÃO

Descrever o negócio que se pretende desenvolver e que justifica a realização do investimento


para o qual se solicita o financiamento, destacando-se o(s) produto(s) ou o(s) serviço(s) que se
pretende oferecer.

2. APRESENTAÇÃO DA EMPRESA

2.1. Informações da Empresa


Identificação da entidade promotora do projecto, incluindo a seguinte informação:

 Denominação social;
 Natureza da sociedade (sociedade por quotas, empresa em nome individual, etc.) e
objecto;
 Data da constituição;
 Número de Identificação Fiscal;
 Actividades que desenvolve;
 Endereço; e
 Contactos.

2.2. Experiência nas Actividades Actuais e Projectadas


Apresentar a experiência da empresa nas actividades que desenvolve e na actividade do
empreendimento.

Apresentar a relação dos sócios ou accionistas e dos gestores e as respectivas experiências e


na actividade do empreendimento, seja nos domínios técnicos e de gestão.

2.3. Organização
Informar como se estruturará orgânica e funcionalmente o empreendimento, com a identificação
dos órgãos estratégicos e de gestão, a estrutura administrativa e operacional, funções e
atribuições, assim como o quadro do pessoal.

3. APRESENTAÇÃO DO PROJECTO

3.1. Estudo de Localização


Informar a localização do projecto, dimensão da área de implementação e identificar os factores
que estão na base da escolha do local.

3.2. Projecto Técnico


Apresentar a estrutura do projecto, relevando o fluxo operacional bem como apresentar a
descrição técnica das suas componentes, nomeadamente instalações, máquinas e
equipamentos.
3.2.1. Processo Produtivo
Descrever e explicar o processo produtivo projectado dos principais produtos e serviços e, em
consequência, os requisitos que devem ser satisfeitos em termos de:

 Instalações, máquinas e equipamentos necessários;


 Necessidades de fornecimentos e serviços de terceiros (matérias primas e similares
e todos os inputs indispensáveis à produção dos bens ou o fornecimento dos
serviços); e
 Mão-de-obra em termos de número e qualificação; e

Apresentar as opções existentes para o atendimento dos requisitos estabelecidos – incluindo as


opções tecnológicas –, indicar as opções feitas e apresentar a justificação da sua escolha.

3.2.2. Mão-de-Obra
Comentar sobre a disponibilidade de recursos humanos (gestores, pessoal administrativo,
pessoal técnico e pessoal auxiliar) para o nível de qualificação exigido pelo empreendimento,
bem como a abordagem feita para assegurar o atendimento as necessidades do
empreendimento.

3.2.3. Energia
Destacar o tipo de energia a utilizar bem como a sua fonte.

3.2.4. Aspectos Ambientais


Referir-se à avaliação do eventual impacto ambiental do projecto, conforme estudo específico
exigível, bem como as medidas consideradas para a mitigação doe eventuais efeitos negativos
identificados.

3.3. Investimento
Identificar a natureza das despesas de investimento (corpóreo, incorpóreo e capital circulante),
tendo em conta o projecto técnico, bem como o montante global do investimento.

3.4. Serviço da Dívida


Apresentar o cálculo do serviço da dívida relativo ao financiamento (montante, prazos e juros).

4. MERCADO E CONCORRÊNCIA

4.1. Dimensão do Mercado


Avaliar a dimensão do mercado em que a oferta dos bens ou serviços do empreendimento se
enquadram, relevando os volumes da procura e da oferta presente e futura, bem como a sua
dinâmica.
Relevar as fontes da oferta de mercado em termos de produção interna e importações, a
estrutura de custos da produção interna do sector e sua comparação com os eventuais preços
de importação.

Apresentar uma avaliação da rentabilidade do sector.

4.2. Concorrência
Apresentar os elementos de avaliação da concorrência, nomeadamente a identificação de
concorrentes e sua capacidade, bem como identificar os factores chave de sucesso.

4.3. Vantagens Competitivas


Destacar as vantagens competitivas do projecto que lhe permitam inserir-se no mercado de
maneira sustentável, sejam a qualidade do produto, os preços, facilidades de distribuição etc..

Relevar o destino da produção do empreendimento, seja local, nacional e externo. Relatar o


esquema de comercialização a ser adoptado, abordando os aspectos infraestruturais
necessários para sua realização (estradas, sistemas de transporte, armazenagem, e a forma de
penetração nos mercados).

Identificar os principais clientes.

5. ANÁLISE SWOT

A análise SWOT é uma ferramenta utilizada para fazer a análise de cenários (ou análise de
ambiente), sendo usada como base para gestão e planeamento estratégico de uma corporação
ou empresa, mas podendo, devido à sua simplicidade, ser utilizada para qualquer tipo de análise
de cenários.

A análise SWOT visa verificar a posição estratégica da empresa no ambiente em questão, onde
são identificadas de modo claro: os Pontos Fortes (Strenghts), os Pontos Fracos (Weaknesses),
as Oportunidades (Opportunities) e as Ameaças (Threats).

Considerando as condições presentes da economia nacional, comentar os pontos fortes, os


pontos fracos, as oportunidades e as ameaças do empreendimento, a forma como o podem
afectar negativa ou positivamente, assim como o modo como se entende encará-los.

6. PLANO DE NEGÓCIOS

6.1. Plano de Investimentos


Identificar a natureza das despesas de investimento e os correspondentes cenários e respectivos
fluxos financeiros de despesas.
6.2. Plano Operacional
Apresentar os pressupostos da produção dos bens ou serviços, bem como os cenários de
projecções dos fluxos operacionais de produção dos bens ou dos serviços.

6.3. Plano Financeiro


Apresentar os pressupostos relevantes e os cenários para as projecções financeiras
correspondentes, nomeadamente as contas de exploração previsionais, os balanços
previsionais, as contas de resultados previsionais e os fluxos de caixa previsionais.

Devem ser especificados as receitas e os custos de exploração do projecto. Os custos devem


incluir, nomeadamente:
 Consumo de matérias-primas ou equivalente;
 Mão-de-obra;
 Política de amortizações; e
 Fornecimentos e serviços de terceiros.

6.4. Análise do Desempenho Económico e Financeira do Projecto


Apresentar o cálculo dos indicadores económicos e financeiros essenciais, incluindo os
correspondentes testes de sensibilidade.

Apresentar os benefícios do projecto na economia nacional.

7. CONCLUSÃO

Fazer uma apreciação geral sobre a viabilidade do projecto nos seus aspectos técnicos,
económicos e financeiros.

Comentar a adequação das garantias face aos prazos para reembolso dos créditos.

8. ANEXOS

Juntar os anexos que sejam relevantes para sustentar as informações dos dados apresentados
em excel.