Você está na página 1de 20

JANEIRO | FEVEREIRO | MARÇO DE 2018

ANO 27 • Nº 103

ESPAÇO
DO SABER
Universidade Corporativa
Tecumseh eleva nível de
capacitação de profissionais
PÁGINAS 6, 7 E 8

ACESSÓRIOS ELÉTRICOS LIMPEZA DO SISTEMA AQUÁRIO TUBO CAPILAR


PÁGINAS 9, 10 E 11 PÁGINAS 12 E 13 PÁGINA 15 16 E 171
FIC FRIO
PÁGINAS
2 JAN | FEV | MAR | 2018
EDITORIAL

VALORIZAÇÃO DO
EXPEDIENTE
A revista Fic Frio é uma publicação
trimestral da Tecumseh do Brasil.

CONHECIMENTO
Rua Ray Wesley Herrick, 700
Jardim Jockey Club | São Carlos-SP
CEP: 13565-090
Telefone: (16) 3362-3000
Fax: (16) 3363-7219
A implementação da Universidade Corporativa Tecumseh (UCT),
Coordenação: inaugurada em dezembro do ano passado, encontra-se num contex-
Guilherme Rubi
to global muito bem definido e alinhado: a agenda do Programa das
Colaboram nesta edição: Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), incorporado no
Andresa do Carmo, David Machado,
Eduardo Oliveira, Evânio Santinon, Brasil pelo Ministério do Meio Ambiente, para a redução gradativa e,
Evandro Bueno, Guilherme Rubi, Hélen
Girotto, Homero Busnello, Luís Sales, Mário
posteriormente, a substituição dos HCFCs (fluidos refrigerantes de-
Berti, Orlando Armanhi, Philipe Schiavon rivados de hidroclorofluorocarbonos), substâncias destruidoras de
Produção: ozônio (ODP, da sigla em inglês) e com potencial de aquecimento
Rebeca Come Terra Propaganda global (GPW, também da sigla em inglês), por, num primeiro mo-
www.rebecacometerra.com.br
mento, fluidos menos agressivos, como o R410A, e, no cenário ideal,
Jornalista responsável:
Beatriz Flório por hidrocarbonetos, que apresentam GPW próximo de zero.
MTb: 81250/SP Como todo remédio tem seu efeito colateral, os hidrocarbone-
Edição: tos, compostos naturais renováveis, são altamente inflamáveis. Daí
Rodrigo Brandão a necessidade da oferta de treinamentos que visam à elevação da
Redação: qualidade e da segurança.
Rodrigo Brandão, Beatriz Flório e Viviane
Moura No entanto, fazendo jus à etimologia da palavra “universidade”,
que do latim significa “universalidade”, a UCT, no movimento de
Projeto gráfico e editoração:
Fábio Pereira e Camila Colletti intercâmbio com o mercado, em que a empresa transmite o co-
nhecimento desenvolvido e entra em contato com as demandas
Revisão:
Beatriz Flório e Viviane Moura do setor, vai além dos cursos de formação técnica. A ideia é se
Gráfica: aproximar cada vez mais das tecnologias atuais e ainda disponibi-
Suprema lizar cursos de gestão.
Tiragem: “Atenas Paulista”, “Capital da Tecnologia”, “Capital do Conheci-
5.000 exemplares mento” ou “Capital Nacional da Tecnologia”. São Carlos tem voca-
CONTATOS ção para educação, pesquisa, inovação e transformação de conhe-
Acompanhe a Fic Frio pelo site da revista.
Faça seus comentários e sugestões por cimento em riqueza, ou seja, para a materialização de descobertas
e-mail ou Correios. e invenções, com geração de renda, empregos e impostos.
Sites: A atmosfera científica são-carlense só ajuda a inspirar esse pro-
www.tecumseh.com jeto de atuação em rede – tecnologia, contato, relacionamento e
www.ficfrio.com.br
comunicação –, que preza essencialmente pela evolução contí-
E-mail:
ficfrio@tecumseh.com nua na fabricação de equipamentos de ponta e pela capacitação
constante do público interno e externo. Numa leitura sustentável, a
Correios:
Tecumseh do Brasil – Fic Frio qualidade é uma tarefa interminável, de perseguição incessante. E
Rua Ray Wesley Herrick, 700
a UCT, conectada ao mercado, ao mundo e às pessoas, é uma alia-
Jardim Jockey Club
CEP: 13565-090 | São Carlos-SP da poderosa para produzir e transferir conhecimento. Boa leitura.

VALE A PENA CONFERIR


Arquivo Tecumseh

MANUTENÇÃO:
Como realizar a limpeza do sistema de
refrigeração e o procedimento de vácuo
para assegurar o desempenho previsto e
evitar revisões desnecessárias
PÁGINAS 12 E 13

Ao retirar a umidade do sistema, vácuo


impede oxidação das peças FIC FRIO 3
ENTREVISTA

REDES SOCIAIS
APROXIMAM MERCADO
DE REFRIGERAÇÃO
Tecnologias facilitam troca de informações entre empresas e profissionais

O
ramo da refrigeração segue se atu- tor comercial da loja Girelli Refrigeração respondeu
alizando com as novas tecnologias. às perguntas da Fic Frio e avaliou as relações que
Não só com aquelas diretamente observa de perto nas redes sociais.
ligadas ao desenvolvimento dos
produtos mas também com as que Você é criador de um grupo sobre refrigeração
permitem interações. Engenheiro mecânico e em- no Facebook que promove a divulgação e dis-
presário do mercado de refrigeração desde 2002, cussão sobre produtos, instalação e manuten-
Edson Girelli vem utilizando as mídias sociais para a ção. Qual a importância da troca de informa-
troca de informações. ções nesse segmento?
Em uma sociedade cada vez mais moderna, in- Atualmente, o grupo já tem quase 40 mil membros,
formada e interativa, na qual as pessoas compar- mas nossa preocupação não é privilegiar somente
tilham novos tipos de relacionamento e as notícias a quantidade de participantes, e sim que eles sejam
circulam rapidamente por diferentes meios, o dire- da área de refrigeração, climatização e linha branca.

4 JAN | FEV | MAR | 2018


Arquivo pessoal
Edson Girelli (quarto, da esquerda para direita)
com membros do grupo Refrigeração, do
Facebook, na Febrava 2017

Como surgiu a ideia de criar o grupo? um meio rápido e eficiente para críticas, reclama-
O grupo já existia no Orkut, com pouco mais de 4 ções e sugestões que evidenciam as necessidades
mil membros, e por conta de minha ativa partici- do mercado.
pação, em um determinado momento, fui escolhido
como administrador. Com o fim dessa plataforma, De que forma você acredita que as mídias so-
foi necessário migrar rapidamente o grupo para ou- ciais quebram barreiras e fronteiras, aproxi-
tra rede social. Fizemos tentativas com o Google mando as pessoas?
Plus, VK e Linkedin, mas no Facebook acreditamos A internet e as redes sociais têm o poder de reu-
ter encontrado os requisitos certos. Os membros se nir pessoas de diferentes lugares com os mesmos
sentiram contemplados pelas ferramentas disponí- interesses. Em nosso grupo, temos membros de
veis e desejamos continuar nessa plataforma. No diversas nacionalidades, de brasileiros que traba-
Facebook, o grupo tomou grandes proporções, e lham no exterior, falantes de língua portuguesa de
precisamos criar medidas para manter o bom fun- países como Angola e Portugal, até profissionais da
cionamento dele. Por isso, hoje somos mais de dez América Latina, com quem a comunicação se dá
administradores cuidando do grupo e disponíveis em “portunhol” devido à relativa proximidade dos
para resolver questões de forma rápida e precisa. idiomas. Através do grupo, também conseguimos
Fazemos isso porque gostamos. organizar encontros e eventos. Já realizamos chur-
rascos em diversos estados, no Rio Grande do Sul,
O que você avalia como mais interessante e po- Paraná, São Paulo, e o próximo será no Rio de Ja-
sitivo no grupo? neiro. O principal evento em que nos encontramos
Além da troca de experiências e de conhecimen- é a Feira Internacional de Refrigeração, Ar-Condi-
to, os laços e as amizades criadas são muito fortes. cionado, Ventilação, Aquecimento e Tratamento
No grupo, os fornecedores encontraram um espa- do Ar (Febrava), e nas duas últimas edições perso-
ço para se aproximar mais dos profissionais e para nalizamos camisetas para facilitar a organização e
obter avaliações sobre seus produtos. Encontramos identificação do grupo.

FIC FRIO 5
CAPA

Fotos: Arquivo Tecumseh


UNIVERSIDADE
CORPORATIVA TECUMSEH
É INAUGURADA
Objetivo é atualizar profissionais ligados à refrigeração sobre as
principais demandas e mais novas tecnologias da área por meio de
cursos presenciais de curta duração

E
mpresas de todo o mundo trabalham para o setor de refrigeração, deixassem de ser uti-
para desenvolver tecnologias cada lizados. Dessa forma, fluidos refrigerantes precisa-
vez mais sustentáveis e menos agres- ram ser revistos e passam por processos de subs-
sivas ao meio ambiente. Com a criação tituição. O Brasil tem sido um dos precursores na
do Protocolo de Montreal, em 1987, redução das SDOs, mas ainda há muito a ser feito.
a preservação da camada de ozônio tornou-se Em sintonia com essas demandas, surge a
uma prioridade, e a Tecumseh segue buscando Universidade Corporativa Tecumseh, em 2012,
as melhores alternativas para seus produtos. nos Estados Unidos. O diretor de Marketing da
O estabelecimento da progressiva eliminação Tecumseh América Latina, Homero Busnello,
de Substâncias Destruidoras de Ozônio (SDO ou importou a ideia, trazendo para o Brasil a única
ODP, do inglês) propôs que os clorofluorcarbonos unidade além da americana. Inaugurada em de-
(CFCs), substâncias consideradas fundamentais zembro de 2017, a Universidade pretende trans-

6 JAN | FEV | MAR | 2018


mitir informações sobre produtos e aplicações física, promove melhor aproveitamento do tem-
e minimizar dúvidas, preparando e atualizando po a partir do encurtamento de distâncias.
profissionais ligados à área de refrigeração para
a atuação no mercado. Por atingir prestadores Curso Especialista em Refrigeração Tecumseh
de serviços, garante segurança em diversos tipos
de procedimentos e informa sobre a necessida- O primeiro curso para público externo, Espe-
de do uso de fluidos refrigerantes que se ade- cialista em Refrigeração Tecumseh, foi realiza-
quem às exigências do Protocolo de Montreal. do em março de 2018 com a participação de 11
De acordo com Busnello, a unidade brasileira profissionais de diferentes áreas e possibilitou
busca ainda compartilhar e disseminar o conhe- grande troca de experiências dentro e fora do
cimento gerado pela própria Tecumseh. “Com ambiente da Universidade – que oferece cursos
a missão de unir infraestrutura, conteúdo e ex- livres, sem vínculo com o Ministério da Educa-
celência, a Universidade Corporativa Tecumseh ção. “Tudo que for estado da arte da tecnologia,
permite que a empresa seja referência e se apro- quer ela seja da Tecumseh ou não, nós vamos
xime do mercado de outras formas, atuando em trabalhar aqui dentro. Quem vier fazer o curso
rede e estreitando laços ao disseminar conheci- vai sair daqui um profissional de referência na
mento sobre o que há de mais novo em tecnolo- área”, acrescenta Busnello.
gia de refrigeração no mundo”, explica. O material didático foi desenvolvido pelo es-
O espaço da Universidade foi projetado para pecialista de produtos da Tecumseh do Brasil
que os alunos experienciem ao máximo as aulas. Luís Sales, da área de Marketing, que destaca
“Você não se sente dentro da Tecumseh. Criamos que o curso pretende aumentar a compreensão
um ambiente diferenciado em que os alunos es- sobre os fundamentos da refrigeração, propor-
tão em contato exclusivo com o assunto que está cionar familiaridade com produtos Tecumseh e
sendo discutido, elevando seu nível de concen- instruir sobre a aplicação de ferramentas mais
tração e melhorando o processo de aprendiza- recentes para identificação de peças e solução
gem”, comenta Busnello. Com capacidade para de problemas. “A apostila traz informações des-
receber até 20 alunos por turma, a ampla sala da de a história da termodinâmica até a área espe-
Universidade Corporativa Tecumseh conta com cífica da refrigeração, compondo um conjunto
bancadas para testes e aulas práticas, laborató- que atenda diversos públicos”, comenta Sales.
rio digital distribuído em três ilhas, diversas fer- O curso tem duração de 32 horas, distribuídas
ramentas, partes e peças de produtos, além de durante uma semana, com cerca de 60% de au-
contar com showroom – tudo isso integrado à las práticas, além de visita guiada pela fábrica da
sala de aula teórica. Essa disposição, sem divisão Tecumseh e outros encontros.

FIC FRIO 7
Voltado para profissionais do Brasil e da Amé- A Universidade Corporativa Tecumseh tam-
rica Latina, as três próximas edições do curso bém oferece cursos internos para capacitação
Especialista em Refrigeração Tecumseh já estão de seus funcionários, a exemplo de um treina-
programadas para abril, maio e agosto. As inscri- mento para os engenheiros da empresa, minis-
ções podem ser feitas pelo telefone (16) 3363- trado em parceria com a Universidade de São
7022 ou e-mail marketing@tecumseh.com. Paulo (USP).

Primeira turma do curso


Especialista em Refrigeração
da Tecumseh do Brasil

Avaliação positiva dos alunos perto a fábrica, desde a Fundição até a monta-
gem dos compressores, e espero que a empresa
A diretora de Refrigeração Monique Basso, do continue desenvolvendo projetos para que pos-
Grupo Basso, revenda de equipamentos e peças samos estar sempre atualizados sobre as novi-
com três unidades no ABC paulista, participou dades do mercado”, avalia.
da primeira turma do curso Especialista em Re- Para o diretor de Pesquisa e Desenvolvimento
frigeração Tecumseh. Bastante envolvida com a Michael Asmussen, da Birco, empresa de refrigera-
área comercial, Monique acredita que os dados ção localizada em Natividade da Serra (SP), o curso
técnicos obtidos durante as aulas permitirão que tem potencial para ser referência no Brasil. “Aprendi
ela ofereça melhor suporte a seus funcionários e muito e também reforcei coisas que já sabia. O cur-
clientes. “Participar do curso foi uma experiência so foi esclarecedor na medida certa e os profissio-
única. Tivemos a oportunidade de conhecer de nais envolvidos foram muito atenciosos”, opina.

8 JAN | FEV | MAR | 2018


ELÉTRICA
Por Mário Berti
Engenheiro de Aplicação da Tecumseh do Brasil

COMPRESSORES

Imagens: Arquivo Tecumseh


SEMI-HERMÉTICOS Acesse o catálogo

E SEUS
do produto

ACESSÓRIOS
A linha de compressores
semi-herméticos Tecumseh conta com
diversos acessórios para aumentar
a segurança dos equipamentos e
proporcionar flexibilidade nas mais
variadas aplicações

O
s compressores semi-herméticos motor, módulo de monitoramento e proteção, sen-
apresentam algumas vantagens em sor de temperatura de descarga, sensor de pressão
relação aos herméticos. Uma delas é diferencial de óleo, sensor ótico de nível de óleo,
a diversidade de acessórios disponí- controles de capacidade frigorífica CC e RSH e ven-
veis para controlá-los e protegê-los. tilador de cabeçote.
A linha de compressores semi-herméticos Tecum- De acordo com sua capacidade e número de ci-
seh possui os seguintes acessórios: resistência de lindros, os compressores semi-herméticos são sub-
aquecimento de óleo, sensor de temperatura do divididos em oito famílias, conforme a tabela abaixo.

FAMÍLIA DE COMPRESSORES SEMI-HERMÉTICOS TECUMSEH

Série do Compressor
Número de
Cilindros

SHW
8
SHZ
6
SHV

SHS
4
SHQ

SHD
2 SHA
SHB

HP 0,50 0,75 1 1,5 2 3 4 5 7,5 10 15 20 25 30 35 40 50 60 70 80

kW 0,55 0,75 1,1 1,5 2,2 3 3,7 5,5 7,5 11 15 18,5 22 26 30 37 44,5 52 60

FIC FRIO 9
A resistência de aquecimento de óleo e o sensor O sensor diferencial de pressão, um acessório
de temperatura do motor acompanham todos os opcional, é instalado na face frontal do compressor.
compressores. O sensor de temperatura do motor é Caso o cliente não tenha interesse em adquiri-lo,
um termistor PTC. A função desse item é monitorar terá de conectar no INT69TML um resistor de 10 kΩ
a temperatura dos enrolamentos do motor, prote- na entrada destinada ao sensor (veja foto abaixo).
gendo-o contra superaquecimento e queima por
sobrecarga. É importante ressaltar que o termistor,
por si só, não executa a desconexão do compressor
da rede de alimentação, ele é apenas um elemento
sensor. O termistor é conectado diretamente aos
módulos de monitoramento de temperatura INT69,
INT69 Diagnose ou INT69TML. O módulo será o
responsável por desconectar o contator do com- INT250FR
pressor em caso de superaquecimento. Desta for-
ma, o instalador deve realizar as conexões elétricas
do módulo de monitoramento corretamente para
que as proteções funcionem adequadamente. O módulo INT69TML possui três LEDs (verde,
vermelho e laranja). As inúmeras falhas detectadas
Módulos de monitoramento de temperatura pelo módulo e seus sensores podem ser decodifica-
das conforme o número e sequência de piscadas de
O INT69 é fornecido nos compressores das famí- cada LED, como mostra a tabela na página ao lado.
lias A, B e D; o INT69 Diagnose está nas famílias Q e
S; já o INT69TML é o módulo das famílias V, Z e W. Sensor de óleo e controles de capacidade
O INT69 não possui nenhuma função extra além
do monitoramento da temperatura do motor, atu- Além do INT250FR, há outros acessórios opcio-
ando quando a temperatura limite é atingida. nais, como o sensor ótico de nível de óleo, que pro-
O INT69 Diagnose possui dois tipos de monito- tege o compressor caso ocorra a migração inade-
ramento de temperatura: estático e dinâmico. O quada do óleo para o sistema. Ele é instalado sobre
estático é idêntico ao INT69. O dinâmico monito- o visor de óleo, na lateral da carcaça do compressor.
ra a taxa de elevação de temperatura, protegendo Para aplicações com grande variação de carga
o motor em casos de aumento repentino de tem- térmica, existem os controles de capacidade. Esses
peratura. Além disso, o INT69 Diagnose armazena dispositivos podem ser instalados nos compresso-
os dados de partidas e temperaturas dos últimos res das famílias Q, S, V, Z e W. O controle de capaci-
sete dias e das últimas 20 falhas em que o módulo dade do tipo CC inativa o par de cilindros onde foi
atuou. Essas informações podem ser acessadas via instalado. Em compressores com quatro cilindros
cabo USB específico. (Q, S e V), é possível reduzir a capacidade para 50%
O INT69TML possui as mesmas funções do quando o dispositivo é acionado. Em compressores
INT69 Diagnose, porém com o acréscimo de entra- com seis cilindros (Z), é possível reduzir a capaci-
das para outros dois acessórios: o sensor PTC de dade para 66% acionando um dispositivo ou para
monitoramento de temperatura de descarga e o 33% acionando dois dispositivos simultaneamente.
sensor diferencial de pressão de óleo (INT250FR). Em compressores com oito cilindros (W), é possível
O sensor PTC é instalado próximo aos cilindros e ao reduzir a capacidade para 75% acionando um dis-
tubo de descarga (veja foto abaixo). positivo ou 50% acionando dois.

PTC

10 JAN | FEV | MAR | 2018


Verde aceso: compressor pronto para funcionar Verde piscando: compressor ligado
Vermelho e laranja piscando: erro, compressor desligado

1,5 s 0,8 s 1,5 s …

Pausa 1 Vermelho piscando Pausa 2 Laranja piscando Pausa 1


(Sequência 1 a 5) (Sequência 1 a 5)

Categoria 1ª Sequência 2ª Sequência


Descrição do erro
do erro (LED vermelho) (LED laranja)

Acionamento por aumento de temperatura estática.


1
Temperatura do motor foi excedida.
Acionamento por aumento dinâmico.
2
Possível rotor bloqueado.
Temperatura
1
do motor 3 Contando tempo de retorno após acionamento estático.

4 Falha no sensor de temperatura (PTC).

5 Contando tempo de retorno após acionamento dinâmico.

Geral 3 5 Contando tempo de retorno após limitação de frequência.

1 Pressão diferencial muito baixa.

3 Contando tempo de retorno após acionamento por pressão muito baixa.


Óleo 4
4 Sensor de pressão não instalado corretamente.

5 Falha no sensor de pressão.

1 Excesso de temperatura de descarga.

Temperatura Contando tempo de retorno após acionamento por excesso de temperatura de


5 2
de descarga descarga.

3 Falha no sensor de temperatura (PTC).

O controle de capacidade RSH, em vez de inati- Ventilador de cabeçote


var por completo o par de cilindros onde foi insta-
lado, apenas reduz sua capacidade em 50%. Assim, Nas situações em que o compressor é mais exigi-
combinando a utilização de dispositivos CC e RSH, do, a instalação do ventilador de cabeçote reduz a
obtém-se maior modulação de capacidade frigorí- temperatura. Assim, a janela de aplicação do com-
fica. O acionamento de ambos é feito por meio de pressor é ampliada. O catálogo da Tecumseh infor-
válvulas solenoides. ma a janela de aplicação dos compressores nas duas
Por exemplo, um compressor de quatro cilindros condições – com e sem ventilação de cabeçote.
com um controle CC e um RSH pode ter sua capa-
cidade modulada em degraus de 25%. Onde comprar: entre em contato com a equipe de
vendas Tecumseh pelo telefone (16) 3363-7015 ou
CAP CC RSH pelo site www.lojatecumseh.com.br.
Em caso de dúvida na instalação ou operação de
25% algum acessório, entre em contato com a Tecumseh
50% do Brasil: Serviço de Atendimento ao Consumidor
(SAC) para Assuntos Técnicos - (16) 3363-7096.
75%
100%

Solenoide ligada
Solenoide desligada

FIC FRIO 11
BOAS PRÁTICAS

Imagens: Arquivo Tecumseh

COMO REALIZAR A
LIMPEZA IDEAL DO
SISTEMA
Um procedimento bem executado garante a qualidade de
funcionamento do produto e evita manutenções de correção

A
limpeza do sistema de refrigera- lhas, manutenções corretivas desnecessárias e
ção deve ser realizada durante a grandes perdas.
instalação, antes de seu primeiro Efetuar a limpeza é importante para retirar re-
funcionamento, e também quando síduos provenientes da solda, do próprio compo-
há a troca de algum componente nente que está sendo instalado, de alguma con-
do sistema. Uma instalação bem feita evita fa- taminação por queima de compressor ou óleo e

12 JAN | FEV | MAR | 2018


também para retirar a umidade resultante de um lação de uma válvula de esfera, que serve para
sistema que ficou aberto por muito tempo, do ajustar a passagem do fluido refrigerante, per-
fluido refrigerante ou do óleo contaminado. mitindo que, no momento da manutenção do
A realização de vácuo constitui praticamente compressor, com o fechamento da válvula an-
toda a limpeza do sistema e é um dos procedi- tes do condensador, o fluido fique armazenado
mentos mais importantes. Por meio dele, será no tanque de líquido, não perdendo gás para o
garantida a retirada da umidade e de gases não meio externo. Filtros com núcleos intercambiá-
condensáveis do sistema de refrigeração, pois veis também são recomendados. O modelo para
em uma pressão tão baixa a água presente no linha de sucção deve ficar o mais próximo possí-
sistema irá evaporar e sair através da bomba de vel do compressor.
vácuo.
Após um processo bem feito de vácuo, as de- Manutenção
mais etapas vão apenas assegurar melhor eficá-
cia da limpeza e do funcionamento do sistema. Para troca de compressor em sistemas pe-
Dentre os outros procedimentos geralmente em- quenos é recomendada a limpeza com o fluido
pregados estão a utilização de filtros de carca- R141b – é importante não passar o fluido pelo
ça e pedra, instalados temporariamente quando compressor. Os filtros e válvulas devem ser
há queima do compressor e contaminação do substituídos se houver contaminação e, caso o
sistema, e dos filtros secadores (tipo cartucho, compressor tenha sido queimado, é necessário
núcleo removível ou cobre), que costumam ser trocar o óleo lubrificante. Quando o compressor
instalados permanentemente e trocados como for instalado, deverá ser feita a verificação de
medida de manutenção preventiva, pois retiram vazamentos, a repetição do vácuo e a carga de
a umidade e impurezas durante o ciclo de fun- gás.
cionamento normal. O fluido R141b também cos- Em sistemas grandes, caso a manutenção seja
tuma ser utilizado em sistemas pequenos para devido à queima do compressor, os filtros tipo
retirar umidade e impurezas. carcaça e pedra são instalados nas linhas de lí-
O vácuo ideal é alcançado aos 200 mícrons de quido e sucção. Instala-se o novo compressor,
Hg. Este valor deve ser conferido com o vacuô- vazamentos são verificados e o procedimento
metro e nunca com o manômetro. de vácuo deve ser realizado. Após 72 horas de
Para auxiliar técnicos que realizam instalação funcionamento, o teste de acidez no óleo deve
e manutenção de sistemas de refrigeração, a ser feito e, se o resultado estiver dentro dos pa-
Fic Frio consultou o técnico e instalador Márcio drões, retira-se os filtros de carcaça e pedra. É
Monteiro e a analista de Produto da Tecumseh recomendada uma nova substituição dos filtros
Hélen Girotto sobre os procedimentos mais indi- de sucção e de linha de líquido.
cados para a limpeza de sistemas. Se realizada conforme o procedimento do fa-
bricante, a limpeza do sistema de refrigeração
Instalação é muito simples e evita problemas de manuten-
ções corretivas.
De forma geral, ao instalar um sistema de re-
frigeração, o procedimento mais adequado para
a limpeza consiste na verificação de vazamentos
e na realização do vácuo. Atenção para nunca
utilizar um compressor como bomba de vácuo.
Em seguida, deve ser realizado o procedimento
de carga de gás e balanceamento do sistema. É
recomendada a instalação de um filtro para re-
tenção de ácidos e umidade na linha de sucção,
o mais próximo possível do compressor, e outro
filtro posicionado antes do dispositivo de expan-
são, para reter partículas ou umidade do sistema
que possam ter entrado através do fluido refri-
gerante ou do óleo.
Para sistemas grandes, recomenda-se a insta-

FIC FRIO 13
CONHEÇA A TECUMSEH

DESENVOLVIMENTO
DE PESSOAS
Atualização cultural para um trabalho seguro e de qualidade são as
principais diretrizes da Tecumseh

U
m dos pilares que sustentam a Te- De acordo com o supervisor de Recursos Hu-
cumseh é o desenvolvimento de manos da Tecumseh, Evanio Santinon, o Progra-
pessoas. Surgido da necessidade ma de Treinamento está alinhado à estratégia
de capacitar funcionários dos mais de RH da empresa, fundamentada na formação
diversos segmentos da empresa, de pessoas. “Nós da Tecumseh reconhecemos
essa proposta tem como objetivo garantir que que um funcionário desenvolvido em âmbitos
segurança no trabalho, produtividade e qualida- pessoais e profissionais é o grande diferencial
de mantenham o nível elevado. competitivo da organização. No caso da lide-
Entre diversos métodos criados para aten- rança, por exemplo, o principal objetivo é ofe-
der às demandas do desenvolvimento existe o recer ferramentas modernas e atualizadas de
Programa de Treinamento, que vem para desen- gestão, possibilitando o engajamento dos fun-
volver funcionários no âmbito de competências cionários”, diz Santinon.
técnicas e comportamentais. Esses treinamen- Santinon conta ainda que a Tecumseh partici-
tos são voltados para necessidades de cargos e pa anualmente de uma pesquisa de engajamen-
funções, divididos em trilhas de desenvolvimen- to conduzida pela consultoria Aon e, por meio
to – liderança e operadores. dos resultados, elabora o plano estratégico
Arquivo Tecumseh
com diversas ações, possibilitando o aumento
do comprometimento dos funcionários com a
empresa.
Para a efetividade contínua do Programa de
Treinamento, a Tecumseh desenvolve métodos
de avaliação de performance, divididos entre
avaliação de reação e avaliação de aplicabili-
dade. A avaliação de reação tem como objeti-
vo priorizar o ponto de vista dos funcionários
e permite retorno sobre a qualidade das ativi-
dades oferecidas, competência do instrutor e
conhecimento adquirido. Já a avaliação de apli-
cabilidade visa verificar a aplicação do conhe-
cimento e a mudança de comportamento dos
funcionários. Essa última avaliação é realizada
pelo gestor da área dos participantes.
Santinon explica que esses métodos de ava-
liação são uma importante ferramenta de de-
senvolvimento. “Por meio dos feedbacks com
gestores e equipes, podemos estabelecer novas
estratégias de progressos para competências
Mauricio Silva, gerente de funcionários que ainda necessitam de algu-
da Unidade de Serviços ma melhoria. É dessa forma que desenvolvemos
da Tecumseh do Brasil,
durante treinamento novos talentos”, afirma o supervisor.

14 JAN | FEV | MAR | 2018


UNIDADE CONDENSADORA

TEMPERATURA
CONTROLADA
Pinguinário de Ubatuba, no litoral paulista, recebe unidade condensadora
Tecumseh para melhorar qualidade de vida dos pinguins-de-magalhães

E
m fevereiro deste ano, o Aquário de cionado residencial e deu início a uma importante
Ubatuba (SP) recebeu uma unidade parceria entre a empresa e o aquário. O especialista
condensadora Tecumseh com conden- em produtos do setor de Marketing da Tecumseh,
sador microcanal para a climatização Luís Sales, explica a importância da aplicação para
de seu pinguinário, que abriga seis pin- o projeto de unidades condensadoras micronal, em
guins-de-magalhães, espécie nativa de Argentina face dos desafios que um ambiente costeiro apre-
e Chile cuja condição climática ideal é 20°C. senta. “Oferecemos a unidade condensadora ao
O diretor do aquário, o oceanógrafo Hugo Gallo pinguinário e aproveitamos a oportunidade para
Neto, conta que, buscando um sistema de ar-con- realizar um teste de resistência a corrosão aplicado
dicionado mais potente para aumentar a qualidade em campo, sob a influência do clima litorâneo, tido
de vida das aves, fez uma pesquisa na internet e como hostil para o condensador microcanal, feito
encontrou na Fic Frio – Nº 80 – uma matéria sobre de alumínio.”
o caso de sucesso do pinguinário do Parque Eco- No aquário, os benefícios já começam a ser per-
lógico de São Carlos (SP), que havia recebido um cebidos. “Desde a instalação, a temperatura nunca
sistema de refrigeração controlada da Tecumseh. ficou abaixo de 20 ou acima de 23°C, mesmo com a
“Outra questão fundamental é que primamos abertura da claraboia [porta para a entrada de sol].
pela sustentabilidade: usar um sistema que nos per- O novo sistema esfria rápido e desliga automatica-
mite economizar energia por meio de alternativas mente, deixando o ambiente na temperatura certa
tecnológicas que visam menor impacto ao meio a todo o momento”, comenta o diretor do aquário.
ambiente vem ao encontro dos nossos objetivos”, O próximo passo será a instalação de IoT (In-
diz Gallo Neto. “Contatamos a Tecumseh e, após a ternet das Coisas, do inglês), tecnologia que pos-
análise da equipe, foi feita a instalação”, conta. sibilita o acionamento da unidade condensadora
A unidade condensadora microcanal da Tecum- de forma automática e permite monitoramento re-
seh alia alto rendimento e economia. Mais eficiente moto. “O sistema envia mensagem por GPRS, que
do que os condensadores aletados convencionais, avisa sobre qualquer mudança de temperatura,
o microcanal consome menos energia elétrica, utili- aumentando a eficiência do monitoramen-
za menos fluido refrigerante e possui grande capa- to do ambiente dos pinguins”,
cidade de transferência térmica. esclarece Sales.
O equipamento Tecumseh substitui um ar-condi-

FIC FRIO 15
BOAS PRÁTICAS

Arquivo Tecumseh
TUBOS
CAPILARES
Conheça as funções, aplicações e
recomendações de seleção deste dispositivo

O
s sistemas de refrigeração contam a queda da pressão do fluido refrigerante.
com um dispositivo de expan- As vantagens são o baixo custo, fácil instalação,
são entre os trocadores de calor tamanho compacto e a possibilidade de equali-
– condensador e evaporador. O zação de pressões durante o ciclo desligado do
tubo capilar é o dispositivo mais compressor. Apesar de não serem recomendados
difundido em sistemas de refrigeração e clima- para sistemas de grande porte, por apresentarem
tização doméstica e sistemas comerciais de pe- restrição constante da passagem de refrigerante,
queno porte. pelo menor rendimento do sistema se comparado
Os tubos capilares têm a função de reduzir a com válvulas e pela determinação de dimensional
pressão do fluido refrigerante no estado líquido, empírico, ainda assim são muito utilizados.
separando o lado de baixa e alta pressão. Por Em sistemas com tubos capilares, é recomen-
conta dos tubos serem de cobre e com diâme- dada a instalação de um filtro secador. Ele irá
tros pequenos – geralmente de 0,7112 a 1,6256 remover umidade e impurezas do sistema antes
mm –, o fluido escoa com bastante atrito entre da passagem do fluido pelo dispositivo, evitando
suas paredes e ganha velocidade, o que permite obstruções e perda de função.

16 JAN | FEV | MAR | 2018


Selecionando um tubo capilar do sistema, uma vez que cada produto trabalha
com condições específicas. Além disso, o dimen-
Para selecionar um tubo capilar, os métodos sionamento do tubo capilar deve ser feito de for-
disponíveis no mercado são apenas referência, ma criteriosa, considerando o fluido refrigerante,
mas servem como ótimos pontos de partida. capacidade do compressor e temperaturas de
Porém, testes devem ser realizados para ajuste evaporação e condensação.

COMO ESCOLHER O TUBO CAPILAR


Para auxiliar na seleção do dispositivo, a Tecum- Esta opção deve ser selecionada apenas pelos
seh disponibiliza uma ferramenta online, que usuários que ainda não dispõem do compressor
pode ser acessada em boxload.tecumseh.com. Tecumseh a ser utilizado.
Nesta página, o usuário deve selecionar a op-
ção Dimensionamento do tubo capilar (Capillary Temperatura de Evaporação
5
Tube Sizing, do inglês) e preencher corretamen- (Evaporator Temp)
te os campos. Confira a explicação dos dados a Insira a temperatura de evaporação na qual seu
serem inseridos: evaporador irá operar.

Unidades de Medida Temperatura de Condensação


1 6
(Units of Measurement) (Condensing Temp)
Dentre os conjuntos de unidades, selecione Coloque a temperatura de condensação de fun-
aquele com o qual tem mais familiaridade. cionamento do seu condensador.

Sugestão: no Brasil, as unidades mais utilizadas Comprimento da Troca de Calor


7
para temperatura, metragem e capacidade do (Heat Exchange Length)
compressor são: °C – in – Btu/h ou °C – m – kW. É muito comum que o instalador enrole uma
parte do tubo capilar no tubo de sucção para
Fluido Refrigerante (Refrigerant) que o superaquecimento seja atingido e para
2
Escolha o fluido refrigerante a ser utilizado garantir que o fluido refrigerante chegue em
em sua aplicação. estado de vapor na sucção.
Neste campo, o usuário deve inserir a extensão
Bitola do Tubo (Tube ID) do tubo capilar que está enrolado.
3
Se você já selecionou a bitola do seu capi-
lar, escolha a mesma na lista para então obter Atenção: Não confunda com a extensão do
o comprimento sugerido. Caso você ainda não tubo de sucção que está com o capilar enrola-
tenha selecionado, clique na seleção automática do ao seu redor. Considere que o comprimento
(Auto Select) para obter uma recomendação deve ser o do tubo capilar como se estivesse
da ferramenta, tanto para o diâmetro interno estendido.
do seu capilar quanto para o comprimento que
poderá ser aplicado. Capacidade Frigorífica (System Capacity)
8
Informe ao Box Load qual a capacidade fri-
Seleção de Compressores gorífica necessária para o bom funcionamento
4
(Select Compressor Model From List) do seu sistema.

Inseridos todos os dados, a ferramenta dará ao É muito importante que todos os dados forneci-
usuário a bitola (“Tube ID (in)”) e o comprimento su- dos pelo usuário estejam sempre de acordo com o
gerido (“Required Tube Length (in)”) mais adequa- conjunto de unidades selecionado no primeiro item.
dos para seu tubo capilar, fazendo com que o siste- Se algum engano ocorrer, o resultado pode se alte-
ma de refrigeração atue com maior confiabilidade. rar drasticamente e ficar longe do ideal.

FIC FRIO 17
METAL ETERNO

APLICAÇÃO DO COBRE
NA REFRIGERAÇÃO

O
cobre, metal de destaque na refri- dade de dobramento e permanece no formato de
geração, possui diversas aplicações barra. Além disso, os tubos devem permanecer ex-
devido à sua resistência e maleabili- tremamente limpos, desidratados e hermeticamen-
dade. Foi um dos primeiros metais a te selados até a sua instalação no sistema.
ser dominado pelo homem. A união dos tubos requer cuidados. Ela geral-
Acredita-se que tenha sido descoberto há mais mente é feita por meio da brasagem utilizando ligas
de 10 mil anos, nas margens dos rios Nilo e Eufrates, de cobre como material de adição. Para abaixar a
e que sua técnica de fundição foi desenvolvida em temperatura de fusão e aumentar a escoabilidade
3.500 a.C. Nesse momento, passou a ser utilizado do material de adição, essas ligas geralmente são
para confeccionar armas, ferramentas, objetos de ricas em prata ou fósforo, que permitem que a tem-
arte e outros utensílios, permitindo que os homens peratura de fusão do cobre vá de 1.085°C para 650
vivessem de forma mais segura fora das cavernas. a 750°C. Para assegurar uma boa união dos tubos
O cobre foi decisivo no progresso humano ao per- é necessário que as pontas deles estejam limpas,
mitir a passagem da Idade da Pedra para a Idade sem a presença de umidade, óleo ou óxidos. Como
dos Metais, representando o início da metalurgia. as folgas entre os tubos são extremamente impor-
É utilizado na rede elétrica, em aquecedores de tantes para a capilaridade durante a brasagem, os
água, sistemas de encanamento, aparelhos eletrôni- diâmetros – interno e externo – devem ser padroni-
cos, fabricação de veículos e na área da saúde para zados e muito bem controlados.
barrar o acúmulo de bactérias em hospitais.
Atenção
Tubos de cobre na refrigeração
• Devido ao risco de fragilização do fósforo com o
Os países líderes em reserva e produção de co- ferro, ligas ricas em fósforo não devem ser utilizadas
bre são o Chile e os Estados Unidos. O Brasil apre- para a união de tubos de cobre com tubos de aço;
senta modesta quantidade dessa matéria-prima, • O corte do tubo deve ser realizado com ferramen-
precisando importá-la e manufaturar o metal nas tas adequadas. Não é recomendada a utilização de
três usinas presentes no país. nenhum tipo de lubrificante ou refrigerante durante
Na refrigeração, os tubos de cobre são utilizados o corte para que não haja risco de contaminações
para a troca de calor. Eles conduzem o fluido refri- no sistema;
gerante através do circuito de refrigeração e man- • As rebarbas e os resíduos de corte devem ser re-
têm o sistema hermético, impedindo a entrada de movidos com ferramentas especiais após o corte
umidade e ar atmosférico. Sua elevada condutivi- para evitar que partículas de cobre entrem no tubo;
dade térmica – que é aproximadamente oito vezes • O uso de calibradores após o corte é recomenda-
maior que a do aço –, sua resistência à corrosão e do para assegurar as dimensões e permitir a correta
ductilidade, que confere grande versatilidade ao junção das peças;
tubo, permitindo que ele seja facilmente moldado • O processamento durante a dobra do tubo deve
em diversos formatos e ângulos, aumentam a qua- ser feito com ferramentas apropriadas, de modo a
lidade dos produtos. evitar a geração de concentradores de tensão que
É importante adequar as propriedades mecâni- possam provocar uma fratura prematura por fadiga;
cas do cobre às necessidades de trabalho. Por isso, • Não é permitido o uso de brasagem para aplica-
os tubos de cobre já são fornecidos em duas op- ções com fluidos refrigerantes inflamáveis. Deve-se,
ções: na condição recozida (mole), em formato de para tanto, fazer uso de solda por ultrassom ou tra-
bobina, ou encruada (dura), que apresenta dificul- ves de selamento mecânico como rotor lock.

18 JAN | FEV | MAR | 2018


COLECIONE

TABELA DE DIMENSIONAMENTO
DE TUBO CAPILAR

Dimensionamento de Tubo Capilar

Temperatura de Evaporação

Fluido Capacidade
-23,3ºC -3,9ºC 7,2ºC
Refrigerante (Btu/h)
Diâmetro Comprimento Diâmetro Comprimento Diâmetro Comprimento
(polegada) (metro) (polegada) (metro) (polegada) (metro)

500 0,028 5,18 0,028 5,18 0,028 5,18

750 0,028 2,13 0,028 2,13 0,028 2,13

1000 0,031 1,98 0,031 1,98 0,031 1,98

1250 0,040 5,34 0,040 5,34 0,040 5,34

1500 0,040 3,66 0,040 3,66 0,040 3,66

2000 0,040 1,98 0,040 1,98 0,040 1,98


R134a
3000 0,052 3,51 0,052 3,51 0,052 3,51

4000 0,052 1,83 0,052 1,83 0,052 1,83

6000 0,064 2,44 0,064 2,44 0,064 2,44

8000 0,064 1,37 0,064 1,37 0,064 1,37

10000 0,064 3,81 0,064 3,81 0,064 3,81

12000 0,064 2,44 0,064 2,44 0,064 2,44

500 0,028 3,51 0,028 3,81 0,028 3,96

750 0,028 1,52 0,028 1,52 0,028 1,68

1000 0,031 1,37 0,031 1,52 0,031 1,52

1250 0,040 3,66 0,040 3,96 0,040 4,12

1500 0,040 2,44 0,040 2,59 0,040 2,74

R404A 2000 0,040 1,37 0,040 1,37 0,040 1,52

R507 3000 0,052 2,44 0,052 2,59 0,052 2,74

4000 0,064 4,12 0,052 1,37 0,052 1,37

6000 0,064 1,68 0,064 1,83 0,064 1,98

8000 0,064 4,12 0,052 1,37 0,052 1,37

10000 0,064 2,59 0,064 2,74 0,064 2,90

12000 0,064 1,68 0,064 1,83 0,064 1,98

750 0,028 4,57 0,028 4,27 0,028 4,12

1000 0,028 2,44 0,028 2,29 0,028 2,13

1250 0,028 1,52 0,028 1,37 0,028 1,37

1500 0,031 1,83 0,031 1,68 0,031 1,52

2000 0,040 3,96 0,040 3,81 0,040 3,66

R22 3000 0,040 1,68 0,040 1,52 0,040 1,52

4000 0,052 3,96 0,052 3,66 0,052 3,51

6000 0,052 1,68 0,052 1,52 0,052 1,52

8000 0,064 2,74 0,064 2,59 0,064 2,59

10000 0,064 1,68 0,064 1,68 0,064 1,52

12000 0,064 1,22 0,052 1,52 0,052 1,52

FIC FRIO 19
20 JAN | FEV | MAR | 2018

Você também pode gostar