Você está na página 1de 12

UNIVERSIDADE SALVADOR - UNIFACS

DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA

CURSO DE ENGENHARIA CIVIL

JEFFERSON ANSELMO OLIVEIRA SANTOS – 030161146

VINICIUS TRINDADE MENDES DE SOUZA - 030161094

CARACTERÍSTICAS DO TRÁFEGO

SALVADOR
2019.2

JEFFERSON ANSELMO OLIVEIRA SANTOS - 030161146

CARACTERÍSTICAS DO TRÁFEGO

O trabalho apresentado dentro do


processo de avaliação da disciplina
Engenharia de Tráfego como requisito
para composição de nota no semestre
2019.2.

Professor Orientador: Prof. André Jordão De Lima.

SALVADOR
1
2019.2

SUMÁRIO

1. VOLUME DE TRÁFEGO.................................................................3

2. VELOCIDADE.................................................................................5

3. DENSIDADE....................................................................................6

4. RELAÇÃO ENTRE VOLUME, VELOCIDADE E DENSIDADE......7

5. ESTATÍSTICAS VIÁRIAS...............................................................8

6. CONCLUSÃO................................................................................9

7. REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICA..................................................10

2
VOLUME DE TRÁFEGO

3
4
VELOCIDADE

A velocidade é dependente de alguns fatores como: a geometria da via, trânsito


existente dos veículos e respectivos condutores, do clima e da sinalização.
Podemos definir velocidade como a relação entre espaço percorrido por um veiculo
e o tempo gasto, onde usualmente determinamos km/h.
Existem diversos conceitos, quando falamos de velocidade, sendo eles :

Velocidade instantânea ou Pontual (Vi)


É a velocidade desenvolvida por um veículo num dado instante, medida por
velocímetros ou radares. Usada para efeito de fiscalização.

Velocidade média de Projeto (Vmp)


É a média ponderada das velocidades de projeto dos diversos trechos de uma via.

Velocidade média de Viagem (no Espaço)


É a velocidade em um trecho de uma via, determinada pela razão do comprimento
do trecho pelo tempo médio gasto em percorrê-lo, incluindo os tempos que os
veículos estejam parados.
Onde pode ser obtida pela expressão:

Fonte : Manual de estudos de trafego 2006_DNIT

Velocidade média de percurso


A única diferença em relação a velocidade média de viagem é que eles incluem
apenas os tempos que os veículos estão em movimento.

5
sendo representada pela mesma expressão, mudando apenas o tempo que é de
percurso.
Velocidade de projeto ou diretriz (Vp)
É a velocidade selecionada de acordo com o projeto geométrico da via. É a máxima
velocidade de segurança que pode ser mantida. De uma maneira geral, quanto
maior a velocidade diretriz, maiores são os custos de construção.

Velocidade Percentual N% (VPN%)


É a velocidade abaixo da qual trafegam N% dos veículos. Sendo comum utilizar
VP85% como valor razoável para velocidade máxima permitida.

Velocidade de Fluxo livre


É a velocidade média dos veículos de uma determinada via, quando apresenta
volumes baixos de tráfego.

Velocidade de Operação (V)


É a mais alta velocidade com que o veículo pode percorrer uma dada via atendendo
ás limitações impostas pelo tráfego. Não pode exceder a velocidade de projeto.

6
DENSIDADE

7
RELAÇÃO ENTRE VOLUME, VELOCIDADE E DENSIDADE

8
ESTATÍSTICAS VIÁRIAS

As estatísticas servem para se ter um parâmetro do Brasil em relação aos


outros países do mundo comparando as ofertas de rodovias rurais. O IRF
nos mostra dados como: percentuais de rodovias pavimentadas, habitantes
por veículos, números de automóveis e outros dados representando cada
país e ano.

9
CONCLUSÃO

10
REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICA

Manual de estudos de trafego 2006_DNIT

11