Você está na página 1de 17

Universidade Federal de Minas Gerais

Faculdade de Ciências Econômicas


Departamento de Ciências Contábeis

Exercícios 01:

a) O que você entende por plano de contas?

O plano de contas é uma forma de organizar o registro de eventos econômicos de uma empresa,
através da criação de classificações e códigos a serem usados para cada registro de entradas e
saídas financeiras.
Assim o plano de contas previamente estabelecido serve de base para estruturar relatórios
contábeis como o balanço patrimonial (BP) e a Demonstração do Resultado do Exercício (DRE).

b) “Um mesmo plano de contas serve para qualquer empresa.” Analise a afirmativa.

Como o plano de contas é um agrupamento ordenado de todas as contas que serão utilizadas
pela contabilidade dentro de determinada entidade ele pode variar de empresa para empresa.
Cada entidade desenvolve um plano de contas capaz de atender suas necessidades, a depender
do tipo de empresa, do objetivo, do ramo de atividade, como funciona o fluxo de entradas e
saídas dessa empresa e complexidade de suas operações. É comum que uma empresa inicie com
um plano de contas simplificado e evolua de acordo com sua maturidade de gestão. Entretanto,
é fundamental que o plano de contas atenda pelo menos quatro grandes grupos: Ativo,
Passivo+PL, Receitas e Despesas. Os dois primeiros grupos correspondem às contas patrimoniais
da empresa, e os dois últimos, às contas de resultado.

c) Explique por que podemos afirmar que o Plano de Contas é de vital importância para a
escrituração contábil de uma empresa.

Ele não é um simples relatório com informações ou saldos de contas, é um parâmetro para a
elaboração das demonstrações contábeis, trás um padrão específico que facilita o entendimento
dos usuários. Por exemplo, O nome utilizado para determinada conta precisa ser o mesmo usado
por todos os envolvidos na empresa (a contabilidade, a controladoria e o departamento
financeiro responsável pelos orçamentos). Se o nome é padronizado, bem como o grupo onde se
encaixa essa conta, podemos evitar erros e possíveis desvios de dados e valores.

d) Por que codificamos ou numeramos o Plano de Contas?

Cada um dos quatro grandes grupos (ativo, passivo+PL, receitas e despesas) possui subdivisões.
Algumas delas, como é o caso das principais categorias de ativo e passivo, estão estabelecidas
por lei. Outras são mais flexíveis, variando de acordo com as especificidades da empresa. Para
classificar os ativos e passivos em um plano de contas contábil, é preciso saber quais são os
códigos referentes à classe deles, como também subgrupos, contas, subcontas e itens.
Cada dígito do código corresponde a um deles, sendo que o 1° dígito se refere a Classe, o 2º dígito
ao grupo, o 3° dígito ao Subgrupo, o 4° dígito a Conta e o 5° dígito a Subconta. Existem diversas

Laboratório Contábil Professor: Eduardo Mendes Nascimento


Universidade Federal de Minas Gerais
Faculdade de Ciências Econômicas
Departamento de Ciências Contábeis

classes, mas nem todas são obrigatórias. É obrigatório definir a classe dos ativos (1), passivos (2)
e resultados, porém, dependendo da empresa, pode ser que seja necessário preencher outras.

e) É viável uma empresa em implantação importar um Plano de Contas de outra empresa de


um mesmo ramo de atividade?

Sim é viável, mas pode ser que seja necessário adaptar algumas contas, criando ou excluindo,
pois toda empresa tem suas particularidades, mesmo sendo do mesmo ramo de atividade o porte
da empresa por exemplo pode ser diferente da qual você está importando o plano de contas e
assim você precisará detalhar mais, ou menos, as contas a partir dele.

Laboratório Contábil Professor: Eduardo Mendes Nascimento


Universidade Federal de Minas Gerais
Faculdade de Ciências Econômicas
Departamento de Ciências Contábeis

Exercício 02:

Crie dois planos de contas (apenas o grupo 3 e 4) até o nível analítico para todos os subgrupos
para uma empresa industrial e uma outra comercial.
Seu plano de contas deverá considerar os possíveis impostos incidentes sobre venda e lucro
para uma empresa optante do lucro presumido e apresentar no máximo 03 contas analíticas
para os subgrupos de despesas administrativas, de vendas e outras despesas/receitas
operacionais.

plano de contas para empresa industrial:

CONTAS DE RESULTADO

3 - LUCRO DO EXERCÍCIO
3.1 RECEITA LÍQUIDA

3.1.01 Receita bruta de vendas

3.1.01.01 Receita bruta de vendas

3.1.01.01.01 Receita de vendas mercado interno

3.1.01.01.02 Receita de vendas de mercadorias

3.1.01.01.03 Receita de vendas de sucatas

3.1.02 Deduções das vendas

3.1.02.01 Deduções das vendas

3.1.02.01.01 vendas canceladas

3.1.02.01.02 descontos incondicionais

3.1.02.01.03 IPI s/ vendas

3.1.02.01.04 ICMS s/ vendas

3.1.02.01.05 PIS s/ vendas

3.1.02.01.06 COFINS s/ vendas

3.2 CUSTOS DOS PRODUTOS E SERVIÇOS VENDIDOS

Laboratório Contábil Professor: Eduardo Mendes Nascimento


Universidade Federal de Minas Gerais
Faculdade de Ciências Econômicas
Departamento de Ciências Contábeis

3.2.01 Custos dos serviços vendidos

3.2.01.01 Custos dos serviços vendidos

3.2.01.01.01 Salarios

3.2.01.01.02 Encargos

3.2.01.01.03 Outros materiais

3.2.02 Custos dos produtos vendidos

3.2.02.01 Custos dos produtos vendidos

3.2.02.01.01 Custos dos produtos vendidos

3.3 DESPESAS OPERACIONAIS

3.3.01 Despesas de vendas

3.3.01.01 Despesas comerciais

3.3.01.01.01 salário e encargos sociais

3.3.01.01.02 Água

3.3.01.01.03 Energia elétrica

3.3.02 Despesas Administrativas

3.3.02.01 Despesas Administrativas

3.3.02.01.01 Salários e encargos sociais

3.3.02.01.02 Telefone

3.3.02.01.09 Energia elétrica

3.3.03 Receitas e despesas financeiras

3.3.03.01 Receitas Financeias

3.3.03.01.01 Rendimento de aplicações financeiras

3.3.03.01.02 descontos obtidos

3.3.03.01.03 variação cambial ativa

3.3.03.02 Despesas financeiras

3.3.03.02.01 juros pagos

3.3.03.02.02 Descontos concedidos

Laboratório Contábil Professor: Eduardo Mendes Nascimento


Universidade Federal de Minas Gerais
Faculdade de Ciências Econômicas
Departamento de Ciências Contábeis

3.3.03.02.03 Variação cambial passiva

3.4 OUTROS RESULTADOS

3.4.01 Outros Resultados

3.4.01.01 Outras receitas

3.4.01.01.01 Venda de Imobilizado

3.4.01.02 Outras despesas

3.4.01.02.01 Custo com a venda de imobilizado

3.4.01.02.02 Taxas

3.4 PROVISÕES FISCAIS

3.4.01 Provisão da CSLL e IRPJ sobre os Resultados

3.4.01.01 Provisão para a Contribuição social sobre o Lucro

3.4.01.01.01 Provisão para a Contribuição social sobre o Lucro

3.4.01.02 Provisão sobre imposto de renda da Pessoa Juridica

3.4.01.02.01 Provisão sobre imposto de renda da Pessoa Jurídica

ESTRUTURA DAS CONTAS DE CUSTOS

4 - SISTEMA DE CUSTOS - PRODUÇÃO

4.1 CUSTO DA PRODUÇÃO - setor Alumínio

4.1.01 Custos diretos/variáveis

4.1.01.01 Custo de materiais

4.1.01.01.01 Matéria Prima

4.1.01.01.02 Embalagens

4.1.01.01.03 (-) Transferência para o estoque de produtos acabados

4.1.01.01.04 (-) Transferência para o estoque de produtos em elaboração

4.1.01.02 Mão de obra Direta

4.1.01.02.01 Salários Diretos

4.1.01.02.02 INSS mão de obra direta

4.1.01.02.03 FGTS mão de obra direta

Laboratório Contábil Professor: Eduardo Mendes Nascimento


Universidade Federal de Minas Gerais
Faculdade de Ciências Econômicas
Departamento de Ciências Contábeis

4.1.01.02.04 Provisão de Férias

4.1.01.02.05 Provisão de 13° salário

4.1.01.02.06 Vale transporte

4.1.01.02.07 Programa de alimentação do trabalhador

4.1.01.02.08 (-) transferência para o estoque de produtos acabados

4.1.01.02.09 (-)Transferência para o estoque de produtos em elaboração

4.1.01.03 Serviços de Terceiros

4.1.01.03.01 Processamento de Embalagem

4.1.01.03.02 INSS serviços de cooperativas de trabalho

4.1.01.03.08 (-) transferência para o estoque de produtos acabados

4.1.01.03.09 (-) Transferência para o estoque de produtos em elaboração

4.1.02 Custos Indiretos

4.1.02.01 Mão de obra Indireta

4.1.02.01.01 INSS mão de obra indireta

4.1.02.01.02 FGTS mão de obra indireta

4.1.02.01.03 Provisão de Férias

4.1.02.01.04 Provisão de 13° salário

4.1.02.01.05 Vale transporte

4.1.02.01.06 Programa de alimentação do trabalhador

4.1.02.01.07 (-) transferência para o estoque de produtos acabados

4.1.02.01.08 (-) Transferência para o estoque de produtos em elaboração

4.1.02.02 Gastos Gerais de Fabricação

4.1.02.02.01 Energia Elétrica

4.1.02.02.02 água

4.1.02.02.03 vigilância e limpeza

4.1.02.02.04 Depreciações e Amortizações

4.1.02.02.05 materiais de consumo

Laboratório Contábil Professor: Eduardo Mendes Nascimento


Universidade Federal de Minas Gerais
Faculdade de Ciências Econômicas
Departamento de Ciências Contábeis

4.1.02.02.06 Manutenção industrial

4.1.02.02.07 (-) transferência para o estoque de produtos acabados

4.1.02.02.08 (-) Transferência para o estoque de produtos em elaboração

Laboratório Contábil Professor: Eduardo Mendes Nascimento


Universidade Federal de Minas Gerais
Faculdade de Ciências Econômicas
Departamento de Ciências Contábeis

plano de contas para empresa comercial:

3 - RECEITAS

3.1 RECEITA LÍQUIDA

3.1.1 Receita Bruta de vendas

3.1.1.1 Receita c/ venda de mercadorias

3.1.1.2 Receita de serviços Prestados

3.1.2 Deduções de Vendas

3.1.2.1 vendas canceladas

3.1.2.2 abatimentos

3.1.2.3 descontos concedidos

3.1.3 Impostos s/ vendas

3.1.3.1 ICMS s/ faturamento

3.1.3.2 PIS s/ faturamento

3.1.3.3 COFINS s/ faturamento

3.1.3.4 ISS s/ faturamento

3.2 RECEITAS FINANCEIRAS

3.2.1 Receitas Financeiras

3.2.1.1 Rendimento de aplicações financeiras

3.2.1.2 descontos obtidos

3.2.1.3 variação cambial ativa

3.3 OUTRAS RECEITAS OPERACIONAIS

3.3.1 receitas de equivalência patrimonial

3.3.1.1 receitas na equivalência patrimonial

3.4 RECEITAS COM OPERAÇÕES DESCONTINUADAS

3.4.1 Receita de alienação de bens imobilizados

Laboratório Contábil Professor: Eduardo Mendes Nascimento


Universidade Federal de Minas Gerais
Faculdade de Ciências Econômicas
Departamento de Ciências Contábeis

3.4.1.1 Receita de alIenação de bens imobilizados

3.4.2 Outras receitas não operacionais

3.4.2.1 Receita com aluguel

4 - CUSTOS E DESPESAS
4.1 CUSTOS OPERACIONAIS

4.1.1 Custo das mercadorias vendidas

3.1.1.1 Materiais

3.1.1.2 Mão de obra

3.1.1.3 Encargos sociais

4.1.2 Custo dos serviços prestados

3.1.2.1 Custo de materiais utilizados

3.1.2.2 Mão de obra

3.1.2.3 Encargos sociais

4.2 DESPESAS OPERACIONAIS

4.2.1 Despesas administrativas

4.2.1.1 Aluguel

4.2.1.2 Energia elétrica

4.2.1.3 Salários e encargos sociais

4.2.2 Despesas financeiras

4.2.2.1 Descontos concedidos

4.2.2.2 Juros passivos

4.2.2.3 Despesas bancárias

3.3 DESPESAS COM OPERAÇÕES DESCONTINUADAS

3.3.1 Despesas com alienação de ativo permanente

3.3.1.1 Custo da alienação do ativo permanente

Laboratório Contábil Professor: Eduardo Mendes Nascimento


Universidade Federal de Minas Gerais
Faculdade de Ciências Econômicas
Departamento de Ciências Contábeis

3.4 PROVISÕES FISCAIS

3.4.01 Provisão da CSLL e IRPJ sobre os Resultados

3.4.01.01 Provisão para a Contribuição social sobre o Lucro

3.4.01.01.01 Provisão para a Contribuição social sobre o Lucro

3.4.01.02 Provisão sobre imposto de renda da Pessoa Juridica

3.4.01.02.01 Provisão sobre imposto de renda da Pessoa Jurídica

Laboratório Contábil Professor: Eduardo Mendes Nascimento


Universidade Federal de Minas Gerais
Faculdade de Ciências Econômicas
Departamento de Ciências Contábeis

Exercício 03:
As contas analíticas do Balanço Patrimonial da Companhia Atlas Ltda. era a seguinte:
BALANÇO PATRIMONIAL
EXERCÍCIO FINANCEIRO FINDO EM 31.12.2018

ATIVO Terrenos
Instalações
Caixa - Matriz
Móveis/utensílios
Caixa – Filial 1
Veículos
Banco-conta corrente
(-) Depreciação acumulada
Aplicações financeiras de curto prazo em
Obras em Andamento (Casa para aluguel)
moeda estrangeira
Desenvolvimento de produtos
Clientes
Gastos de reorganização
(-) Perdas para créditos de liquidação
(-) Amortização acumulada
duvidosa
Impostos a recuperar (Curto Prazo)
PASSIVO
Faturas a receber
Faturas a receber (Longo Prazo) Empréstimos e financiamentos (LP)
Banco conta vinculada Fornecedores
Adiantamentos a terceiros IR/CSL a Recolher
Adiantamentos a funcionários Pis a Recolher
Impostos a recuperar FGTS/INSS a Recolher
Investimentos temporários Duplicatas descontadas (CP)
Matéria Prima Passivo de Contrato
Produto em Elaboração Dividendos a Pagar
Produtos Acabados Salários a Pagar
Prêmio de seguros a apropriar Títulos a pagar (LP)
Encargos financeiros a apropriar Financiamento de Construção - SFH
Adiantamentos a terceiros (Longo Prazo)
Empréstimos compulsórios Retenções contratuais (Longo Prazo)
Participações societárias na Cia. A Imposto de Renda diferido
Obras de arte Capital Social Autorizado

Laboratório Contábil Professor: Eduardo Mendes Nascimento


Universidade Federal de Minas Gerais
Faculdade de Ciências Econômicas
Departamento de Ciências Contábeis

(-) Capital social a integralizar Reserva Estatutária


Ágio na Emissão de Ações Reserva De Lucros A Realizar
Reserva de Contingência (-) Prejuízos acumulados
Reserva Legal (-) Ações em tesouraria

Pede-se:
Estruture o plano de contas da empresa e acrescente valores (que você julgar adequado)
apresentando ao final o Balanço Patrimonial da Empresa. Você pode alterar o nome ou a
localização da conta para melhor expressar sua essência econômica/financeira

1 - ATIVO R$ 7.034.529,00
1.01 ATIVO CIRCULANTE R$ 5.503.956,00
1.01.001 Disponível R$ 548.533,00
1.01.001.0001 Caixa - Matriz R$ 30.000,00
1.01.001.0002 Caixa – Filial 1 R$ 18.000,00
1.01.001.0003 Banco-conta corrente R$ 410.000,00
1.01.001.0004 Banco conta vinculada R$ 553,00
1.01.001.0005 Aplicações financeiras de curto prazo em moeda estrangeira R$ 90.000
1.01.002 Contas a receber R$ 2.024.685,00
1.01.002.0001 Clientes R$ 2.000.000,00
1.01.002.0002 (-) Perdas para créditos de liquidação duvidosa (R$ 100.000,00)
1.01.002.0003 Faturas a receber R$ 324.685,00
1.01.003 Estoques R$ 2.790.726,00
1.01.003.00001 Matéria Prima R$ 790.000,00
1.01.003.00002 Produto em Elaboração R$ 1.000.076,00
1.01.003.00003 Produtos Acabados R$ 1.000.700,00
1.01.004 Outros ativos R$ 46.357,00
1.01.004.0001 Impostos a recuperar (Curto Prazo) R$ 6.000,00
1.01.004.0002 Adiantamentos a terceiros R$ 20.000,00
1.01.004.0003 Adiantamentos a funcionários R$ 20.357,00
1.01.005 Despesas Antecipadas R$ 93.635,00

Laboratório Contábil Professor: Eduardo Mendes Nascimento


Universidade Federal de Minas Gerais
Faculdade de Ciências Econômicas
Departamento de Ciências Contábeis

1.01.005.0001 Prêmio de seguros a apropriar R$ 90.000,00


1.01.005.0002 Encargos financeiros a apropriar R$ 3.635,00
1.02 ATIVO NÃO CIRCULANTE R$ 1.530.573,00
1.02.001 Realizável a longo prazo R$ 14.571,00
1.02.001.0001 Faturas a receber (Longo Prazo) R$ 7.000,00
1.02.001.0002 Impostos a recuperar R$ 571,00
1.02.001.0003 Empréstimos compulsórios R$ 7.000,00
1.02.002 Investimentos R$ 165.000,00
1.02.002.0001 Investimentos R$ 100.000,00
1.02.002.0002 Participações societárias na Cia. A R$ 50.000,00
1.02.002.0003 Obras de arte R$ 15.000,00
1.02.003 Imobilizado R$ 849.463,00
1.02.003.00001 Terrenos R$ 400.000,00
1.02.003.00002 Instalações R$ 200.000,00
1.02.003.00003 Móveis/utensílios R$ 100.000,00
1.02.003.00004 Veículos R$ 49.463,00
1.02.003.00005 (-) Depreciação acumulada (R$ 20.000,00)
1.02.003.00006 Obras em Andamento (Casa para aluguel) R$ 120.000,00
1.02.004 Intangível R$ 501.539,00
1.02.004.0001 Desenvolvimento de produtos R$ 334.359,00
1.02.004.0002 Gastos de reorganização R$ 189.180,00
1.02.004.0003 (-) Amortização acumulada (R$ 22.000,00)
2 - PASSIVO R$ 5.352.965,36
2.01 PASSIVO CIRCULANTE R$ 4.438.383,36
2.01.001 Obrigações a pagar R$ 3.886.459,00
2.01.001.0001 Fornecedores R$ 4.068.459,00
2.01.001.0002 Dividendos a pagar R$ 182.000,00
2.01.002 Obrigações trabalhistas R$ 270.855,36
2.01.002.0001 FGTS/INSS a Recolher R$ 20.063,36
2.01.002.0002 Sálarios a pagar R$ 250.792,00
2.01.003 Empréstimos e financiamentos R$ 130.685,00
2.01.003.0001 Empréstimos e financiamentos (LP) R$ 70.000,00
2.01.003.0002 Duplicatas descontadas (CP) R$ 60.685,00
2.01.004 Obrigações tributárias R$ 135.384,00
2.01.004.0001 IR/CSLL a Recolher R$ 132.876,08

Laboratório Contábil Professor: Eduardo Mendes Nascimento


Universidade Federal de Minas Gerais
Faculdade de Ciências Econômicas
Departamento de Ciências Contábeis

2.01.004.0002 Pis a recolher R$ 2.507,92


2.01.005 Outras obrigações R$ 15.000,00
2.01.005.0001 Passivo de Contrato R$ 15.000,00
2.02 PASSIVO NÃO CIRCULANTE R$ 914.582,00
2.02.001 Exigível a longo prazo R$ 100.000,00
2.02.001.0001 Titulos a pagar (LP) R$ 100.000,00
2.02.002 Empréstimos e financiamentos R$ 323.402,00
2.02.002.0001 Financiamento de Construção - SFH (Longo Prazo) R$ 323.402,00
2.02.003 Outras obrigações de longo prazo R$ 390.980,00
2.02.003.0001 Retenções contratuais (Longo Prazo) R$ 390.980,00
2.02.004 IR e CSLL diferidos R$ 100.200,00
2.02.004.0001 Imposto de Renda diferido R$ 100.200,00
2.03 PATRIMÔNIO LÍQUIDO R$ 1.681.563,64
2.03.001 Capital social R$ 1.000.000,00
2.03.001.0001 Capital Social Autorizado R$ 1.000.000,00
2.03.001.0002 (-) Capital social a integralizar -
2.03.002 Reservas De capital R$ 40.000,00
2.03.002.001 Ágio na Emissão de Ações R$ 40.000,00
2.03.003 Reservas de lucro R$ 780.806,28
2.03.002.0001 Reserva de Contingência R$ 40.000,00
2.03.002.0002 Reserva legal R$ 50.000,00
2.03.002.0003 Reserva estatutária R$ 100.406,28
2.03.002.0004 Reserva de lucros a realizar R$ 590.400,00
2.03.004 Ações em Tesouraria (R$ 97.015,00)
2.03.003.002 (-) Ações em tesouraria (R$ 97.015,00)
2.03.005 Resultados Acumulados (R$ 42.227,64)
2.03.005.0001 (-) Prejuizos acumulados (R$ 42.227,64)

BALANÇO PATRIMONIAL
EXERCÍCIO FINANCEIRO FINDO EM 31.12.2018

Laboratório Contábil Professor: Eduardo Mendes Nascimento


Universidade Federal de Minas Gerais
Faculdade de Ciências Econômicas
Departamento de Ciências Contábeis

1 - ATIVO 2 - PASSIVO

1.01 ATIVO CIRCULANTE R$ 5.503.956,00 2.01 PASSIVO CIRCULANTE R$ 4.438.383,36

1.01.001 Disponível R$ 548.553,00 2.01.001 Obrigações a pagar R$ 3.886.459,00


1.01.001.0001 Caixa - Matriz R$ 30.000,00 2.01.001.0001 Fornecedores R$ 4.068.459,00
1.01.001.0002 Caixa – Filial 1 R$ 18.000,00 2.01.001.0002 Dividendos a R$ 182.000,00
1.01.001.0003 Banco-conta corrente R$ 410.000,00 pagar
1.01.001.0004 Banco conta vinculada R$ 553,00
1.01.001.0005 Aplicações financeiras R$ 90.000
de curto prazo em moeda estrangeira

1.01.002 Contas a receber R$ 2.024.685,00 2.01.002 Obrigações R$ 270.855,36


1.01.002.0001 Clientes R$ 2.000.000,00 trabalhistas
1.01.002.0002 (-) Perdas para créditos (R$ 100.000,00) 2.01.002.0001 FGTS/INSS a R$ 20.063,36
de liquidação duvidosa Recolher
1.01.002.0003 Faturas a receber R$ 324.685,00 2.01.002.0002 Sálarios a pagar R$ 250.792,00

1.01.003 Estoques R$ 2.790.726,00 2.01.003 Empréstimos e R$ 130.685,00


1.01.003.00001 Matéria Prima R$ 790.000,00 financiamentos
1.01.003.00002 Produto em Elaboração R$ 1.000.076,00 2.01.003.0001 Empréstimos e R$ 70.000,00
1.01.003.00003 Produtos Acabados R$ 1.000.700,00 financiamentos (LP)
2.01.003.0002 Duplicatas R$ 60.685,00
descontadas (CP)

1.01.004 Outros ativos R$ 46.357,00 2.01.004 Obrigações R$ 135.384,00


1.01.004.0001 Impostos a recuperar R$ 6.000,00 tributárias
1.01.004.0002 Adiantamentos a R$ 20.000,00 2.01.004.0001 IR/CSLL a R$ 132.876,08
terceiros Recolher
1.01.004.0003 Adiantamentos a R$ 20.357,00 2.01.004.0002 Pis a recolher R$ 2.507,92
funcionários

1.01.005 Despesas Antecipadas R$ 93.635,00 2.01.005 Outras obrigações R$ 15.000,00


1.01.005.0001 Prêmio de seguros a R$ 90.000,00 2.01.005.0001 Passivo de R$ 15.000,00
apropriar Contrato
R$ 3.635,00

Laboratório Contábil Professor: Eduardo Mendes Nascimento


Universidade Federal de Minas Gerais
Faculdade de Ciências Econômicas
Departamento de Ciências Contábeis

1.01.005.0002 Encargos financeiros a


apropriar

1.02 ATIVO NÃO CIRCULANTE R$ 1.530.573,00 2.02 PASSIVO NÃO R$ 914.582,00


CIRCULANTE

1.02.001 Realizável a longo prazo R$ 14.571,00 2.02.001 Exigível a longo R$ 100.000,00


1.02.001.0001 Faturas a receber R$ 7.000,00 prazo
1.02.001.0002 Impostos a recuperar R$ 571,00 2.02.001.0001 Titulos a pagar R$ 100.000,00
1.02.001.0003 Empréstimos R$ 7.000,00
compulsórios

1.02.002 Investimentos R$ 165.000,00 2.02.002 Empréstimos e R$ 323.402,00


1.02.002.0001 Investimentos financiamentos
1.02.002.0002 Participações societárias 2.02.002.0001 Financiamento
na Cia. A R$ 100.000,00 de Construção - SFH (Longo R$ 323.402,00
1.02.002.0003 Obras de arte R$ 50.000,00 Prazo)

R$ 15.000,00

1.02.003 Imobilizado R$ 849.463,00 2.02.003 Outras obrigações R$ 390.980,00


1.02.003.00001 Terrenos R$ 400.000,00 de longo prazo
1.02.003.00002 Instalações R$ 200.000,00 2.02.003.0001 Retenções R$ 390.980,00
1.02.003.00003 Móveis/utensílios R$ 100.000,00 contratuais (Longo Prazo)
1.02.003.00004 Veículos R$ 49.463,00
1.02.003.00005 (-) Depreciação (R$ 20.000,00)
acumulada
1.02.003.00006 Obras em Andamento R$ 120.000,00
(Casa para aluguel)

1.02.004 Intangível R$ 501.539,00 2.02.004 IR e CSLL diferidos R$ 100.200,00


1.02.004.0001 Desenvolvimento de R$ 334.359,00 2.02.004.0001 Imposto de R$ 100.200,00
produtos Renda diferido
1.02.004.0002 Gastos de reorganização R$ 189.180,00
1.02.004.0003 (-) Amortização (R$ 22.000,00)
acumulada

Laboratório Contábil Professor: Eduardo Mendes Nascimento


Universidade Federal de Minas Gerais
Faculdade de Ciências Econômicas
Departamento de Ciências Contábeis

2.03 PATRIMÔNIO LÍQUIDO R$ 1.681.563,64

2.03.001 Capital social R$ 1.000.000,00


2.03.001.0001 Capital Social R$ 1.000.000,00
Autorizado
2.03.001.0002 (-) Capital -
social a integralizar

2.03.002 Reservas De capital R$ 40.000,00


2.03.002.001 Ágio na Emissão R$ 40.000,00
de Ações

2.03.003 Reservas de lucro R$ 780.806,28


2.03.002.0001 Reserva de R$ 40.000,00
Contingência
2.03.002.0002 Reserva legal R$ 50.000,00
2.03.002.0003 Reserva R$ 100.406,28
estatutária
2.03.002.0004 Reserva de R$ 590.400,00
lucros a realizar

2.03.004 Ações em Tesouraria (R$ 97.015,00)


2.03.003.002 (-) Ações em (R$ 97.015,00)
tesouraria

2.03.005 Resultados (R$ 42.227,64)


Acumulados
2.03.005.001 (-) Prejuízos (R$ 42.227,64)
acumulados

TOTAL DO ATIVO R$ 7.034.529,00 TOTAL DO PASSIVO E 7.034.529,00


PATRIMÔNIO LÍQUIDO

Laboratório Contábil Professor: Eduardo Mendes Nascimento