Você está na página 1de 2

Lucas 18 – João 21

Podemos pontuar algumas reflexões adicionais sobre a Parábola do Juiz


Iníquo.

Em primeiro lugar, essa parábola nos ensina que devemos orar


continuamente e com perseverança. A viúva não desistiu de suplicar sua
causa a um homem ímpio e sem consideração por ninguém. Nós, porém,
temos um Juiz santo e justo; então não podemos desanimar.

Em segundo lugar, a Parábola do Juiz Iníquo nos ensina a orar pelos


motivos corretos. Todo o contexto da parábola parece indicar que a
viúva que importunava o juiz estava do lado da justiça, ou seja, seu
pedido era legítimo e aceitável.

Em terceiro lugar, a Parábola do Juiz Iníquo nos ensina que a resposta


da oração pode demorar. Uma oração sem resposta não significa que
Deus não a escutou. A demora na resposta de uma oração sempre tem
um propósito. Se você está orando pelos motivos certos, não com
propósitos egoístas, mas visando o bem do reino de Deus, e ainda não
foi respondido, então talvez o Senhor esteja lhe ensinando algumas
lições necessárias.

A demora na resposta de uma oração se dá por razões que somente


Deus conhece. Mas durante esse período, aproveite para aprender mais
sobre a paciência e a perseverança, e tenha sua fé fortalecida. Às vezes
Deus nos reserva uma bênção ainda maior que vai além do nosso
pedido, mas nossa impaciência muitas vezes acaba prejudicando nossa
compreensão a esse respeito.

Não desistir, perseverar e ouvir a Palavra de Cristo

Às vezes, lutamos, trabalhamos, nos esforçamos e nos desgastamos


tentando fazer com que algo grandioso aconteça. Tentamos mudar as
coisas, o mundo e as pessoas.
Podemos trabalhar incansavelmente e ainda assim não ter nada para
mostrar como fruto desse trabalho. Então pensamos logo em desistir.

Vem o desânimo, a tristeza e a falta de esperança. Assim foi com os


discípulos, que insistiram em dizer: ” já fizemos isso, já fizemos aquilo!”

Decisões baseadas nas nossas emoções geralmente nos deixam de


mãos vazias. Em outras palavras, não dão resultados gratificantes.

Nossa vida é semelhante a situação com que os discípulos se


encontraram. Podemos ser bons no que fazemos, mas se não
escutarmos a Deus, não conquistaremos nada!

Jogar a rede do lado esquerdo, significa tomar decisões com nosso


próprio entendimento.

Jogar a rede do lado direito é seguir a direção de Deus para onde


devemos agir.

É ter a certeza de que nosso futuro não está limitado ao que vemos, mas
sim, nas promessas que Ele tem para todos os que nEle esperam.

Façamos pois, como Ele nos diz e assim, veremos a rede cheia de
“peixes!”.