Você está na página 1de 19

Terminal de Venda MultiPDV 2

Manual de Operação
CONTEÚDO
1. INTRODUÇÃO............................................................................................................................................................... 3
2. VISÃO GERAL DO SISTEMA..................................................................................................................................... 3
2.1. TELA PRINCIPAL ........................................................................................................................................................ 3
2.2. TECLADO ................................................................................................................................................................... 4
2.3. EDIÇÃO DE VALORES ................................................................................................................................................. 5
2.4. OPERAÇÕES DE CONFIRMAÇÃO ................................................................................................................................. 6
2.5. TIPOS DE USUÁRIOS ................................................................................................................................................... 6
2.6. LOGIN ........................................................................................................................................................................ 6
2.7. MENU DE FUNÇÕES ................................................................................................................................................... 7
2.8. MENU DE CAIXA ........................................................................................................................................................ 8
2.9. MENU DE ADMINISTRAÇÃO ....................................................................................................................................... 8
3. TURNO FISCAL DE OPERADORES E MOVIMENTAÇÃO DE CAIXA ............................................................. 9
3.1. ABERTURA DE CAIXA .............................................................................................................................................. 10
3.2. ENTRADA DE OPERADOR ......................................................................................................................................... 10
3.3. SUPRIMENTO DE CAIXA ........................................................................................................................................... 10
3.4. SANGRIA DE CAIXA ................................................................................................................................................. 10
3.5. FECHAMENTO DE OPERADOR................................................................................................................................... 11
3.6. FECHAMENTO DE CAIXA (REDUÇÃO Z) ................................................................................................................... 11
4. OPERAÇÃO DE VENDA ............................................................................................................................................ 11
4.1. VENDA SIMPLES COM PAGAMENTO EM DINHEIRO .................................................................................................... 12
4.2. VENDA SIMPLES COM PAGAMENTO EM DINHEIRO E CHEQUE .................................................................................... 13
4.3. VENDA SIMPLES COM PAGAMENTO COM MÚLTIPLAS FORMAS DE PAGAMENTO ........................................................ 14
4.4. CONSULTA, CANCELAMENTO E DESCONTO SOBRE ITENS DE VENDA......................................................................... 15
4.5. PAGAMENTO EM TEF .............................................................................................................................................. 16
4.6. DEFINIÇÃO DE PARÂMETROS DA VENDA .................................................................................................................. 17
Especificação de Vendedores ......................................................................................................................................... 17
Definição do Cliente da Venda ....................................................................................................................................... 17
Definição do CRM .......................................................................................................................................................... 18
PBM ................................................................................................................................................................................ 18
Convênio ......................................................................................................................................................................... 18
Manual de Operação do Terminal de Venda MultiPDV 2 - 3

1. Introdução

Esta documentação tem por finalidade apresentar o manual de operação do Sistema MultiPDV 2, assumindo
que o leitor já possua conhecimentos prévios dos processos de venda e ECF (Emissor de Cupom Fiscal). As
explicações sobre instalação e configuração do Sistema devem podem ser consultas na respectiva
documentação. Os seguintes tópicos são abordados nesta documentação:

• Visão geral do sistema;


• Funções de Supervisão;
• Operações.

2. Visão Geral do Sistema

Este capítulo apresenta uma visão geral e o padrão geral de operação adotado pelo Sistema.

2.1. Tela Principal

A Tela Principal de operação do MultiPDV 2 tem a seguinte aparência:

Subtotal da venda ou
Número do
Data hora corrente
Caixa
Número de
volumes na venda

Logomarca do
cliente
Fita Detalhe

Informações da
Venda Tipo de
Venda

Preço

Área de
Mensagens
Nome do Operador Atual
Área de Edição

ANALISA Consultoria em Informática – www.analisa.com.br


Manual de Operação do Terminal de Venda MultiPDV 2 - 4

Todos os dados digitados pelo operador de caixa serão apresentados na área de edição, dando total
transparência dos processos ao cliente. A maioria das indicações para o operador serão efetuadas através da
área de mensagem, além da descrição do produto corrente da venda. Se esta área apresentar as informações
na cor vermelha, indica que o terminal não está pronto para efetuar venda, como por exemplo: caixa fechado
ou trancado.

A fita detalhe somente é apresentada quando houver um cupom aberto na impressora, e NÃO reflete
exatamente a impressão do ECF, mas sim uma orientação para o cliente e para o operador.

As informações da venda podem apresentar os eventuais dados associados ao processo, tais como código do
vendedor, informações do cliente, CRM, etc. O tipo de venda indica alguma tabela de preço especial, ou venda
através de convênios e PBMS.

O campo Subtotal poderá apresentar o subtotal da operação se houver um cupom em andamento, ou a data e
hora corrente e caso contrário. O operador deve estar atento para que a data e hora estejam sempre corretas e
sincronizadas com o ECF.

Entre a área de subtotal e número do caixa, poderá aparecer um símbolo para indicar a operação em OFF-LINE,
ou seja, o servidor de dados está inacessível no momento.

2.2. Teclado

O MultiPDV suporta tanto teclados reduzidos como teclado convencional, onde são utilizadas as teclas de
funções e edições. A qualquer momento o operador poderá pressionar F1 para obter informações sobre as
teclas disponíveis e suas respectivas funcionalidades. De uma forma geral, as seguintes teclas do teclado
convencional são aceitas pelo sistema:

Tecla Identificação Descrição


F1 Ajuda Apresenta um resumo das teclas disponíveis no
momento
F2 Menu Acesso o menu de operações, de acordo como tipo de
usuário logado
F3 Cliente/Rec Identifica o cliente (CPF) ou inicia o processo de
recebimento de contas, se configurado
F4 Fita Detalhe Apresenta a fita detalhe virtual (não é a cópia fiel do
ECF)
F5 Gaveta Abre a Gaveta de dinheiro se instalada
F7 Orçamento Processo de Orçamento
F8 Ficha Processo de Ficha
F9 Consulta Menu de consulta
F10 Lista Lista de consulta de acordo com o campo solicitado
F11 PLU Carga forçada de tabelas no PDV, forçando a reconexão
F12 Calculadora Calculadora de quatro operações
PageUp Total Totaliza o processo corrente
PageDown Dinheiro Modalidade de pagamento dinheiro
Delete Mod1 Modalidade de pagamento 1
End Mod2 Modalidade de pagamento 2
Insert Mod3 Modalidade de pagamento 3
Home Mod4 Modalidade de pagamento 4
ScrollLock Desconto Desconto sobre item ou no total da venda
Pause/Break Cancelamento Cancelamento de Item ou finalização da transação TEF.
Quando fora de um cupom de venda, efetua o acesso

ANALISA Consultoria em Informática – www.analisa.com.br


Manual de Operação do Terminal de Venda MultiPDV 2 - 5

ao Menu Fiscal
BackSpace Limpa Apaga o conteúdo do campo em edição

Algumas teclas somente operam durante o processo de venda. A tecla F1 sempre apresentará as teclas
disponíveis no processo.

O sistema não necessita de MOUSE para sua operação e TODAS as funcionalidades podem ser efetuadas pelo
teclado.

2.3. Edição de Valores

Sempre que houver a necessidade da digitação de um valor numérico, temos a seguinte padronização geral:

Valor A digitação dos centavos é sempre opcional, e somente precisa ser digitado se
Numérico: houver centavos no valor. Tanto a vírgula como o ponto poderão ser utilizados para
separa as casas decimais, como por exemplo:

Valor Digitar
10,00 10
10,10 10,1 ou 10.1
2,59 2,59 ou 10.59
0,20 ,2 ou .2
0,89 ,89 ou .89

Correção: A tecla Seta-Para-Esquerda permite apagar o digito a esquerda do cursor.

Limpeza: A tecla Limpa (BackSpace) permite apagar todo o conteúdo do campo em edição.

Mudança de A navegação entre campos de uma janela de edição poderá ser realizada através das
Campo: teclas Seta-Para-Cima e Seta-Para-Baixo.

Calculadora Na edição de um campo numérico, como por exemplo em um processo de sangria, é


em Campos possível efetuar cálculos básicos da mesma forma que uma calculadora de quatro
Numéricos: operações, da seguinte forma:

Para efetuar a conta: (43 + 50,43 – 10) * 2, temos as seguintes digitações no


campo numérico:

Digitado Display
43+ 43+
50,43- 93,43-
10* 83,43*
2= 166,86

A calculadora permite ainda cálculo de percentuais, como por exemplo, para


adicionar 10% de 20,49 temos:

Digitado Display
20,49+ 20,49
10% 22,54

ANALISA Consultoria em Informática – www.analisa.com.br


Manual de Operação do Terminal de Venda MultiPDV 2 - 6

2.4. Operações de Confirmação

Em alguns processos, o sistema poderá solicitar uma confirmação como por exemplo:

Cartão Magnético?
Para confirmar o operador deverá pressionar a tecla ‘1’ ou ‘S’ ou ENTER. Para não confirmar, deve pressionar a
tecla ‘0’ (zero) ou ‘N’.

2.5. Tipos de Usuários

Somente operadores previamente cadastrados poderão ter acesso o Terminal de Venda. Este cadastro é
efetuado pelo módulo de retaguarda, onde é definido o tipo do operador, a identificação (Login) e a senha de
acesso, além das funções permitidas. O sistema assume basicamente três tipos de usuários:

• Operador: tipo básico, restrito ao processo de venda;


• Supervisor: supervisor de caixa, responsável por liberações de cancelamento, desconto, fechamento de
caixa, etc.;
• Gerente: acesso completo a todas as funcionalidades do sistema.

Alguns processos deverão ser autorizados por um Supervisor, de acordo com a configuração de segurança
definida no sistema de retaguarda.

2.6. Login

Ao iniciar o sistema, o sistema solicitará obrigatoriamente a identificação e senha de um usuário através da


seguinte tela:

O título da janela pode ser Operador, Supervisor ou Manutenção, de acordo com o estado atual do caixa. Se o
título for SUPERVISOR, indica que existe um processo de venda em andamento e o mesmo necessita de
autorização de um supervisor para efetivar seu cancelamento. Se o título for MANUTENÇÃO, deverá ser
fornecida a identificação e senha de manutenção (maiores detalhes consulte o manual de instalação e
configuração). Por fim, a indicação OPERADOR permite o acesso ao menu de funções tanto por um Operador
ou Supervisor.

Para especificar o LOGIN o usuário poderá efetuar o seguinte procedimento:

• Digitar o código de identificação e teclar ENTER;


• O cursor será posicionado no campo senha, onde deverá ser digitada a senha seguida da tecla
ENTER.

ANALISA Consultoria em Informática – www.analisa.com.br


Manual de Operação do Terminal de Venda MultiPDV 2 - 7

Dependendo da configuração do terminal, e da função a ser liberada, poderá ser solicitada ainda a leitura da
tarja magnética do cartão de identificação do cliente. Neste caso, a operação somente será confirmada se o
cartão lido estiver associado ao usuário em questão.

Após o LOGIN, será apresentado o menu de funções que poderá variar de acordo com o tipo do usuário logado
e com o estado atual do caixa (fechado, aberto, trancado, etc.), conforme descrito a seguir.

2.7. Menu de Funções

Considerando a entrada de um gerente, onde todo acesso será disponibilizado, o seguinte menu poderá ser
apresentado de acordo com o estado do caixa:

A opção poderá ser selecionada através das teclas de setas, ou pressionando o número indicado para a função.

As opções apresentadas dependem do estado atual do caixa, como por exemplo: a opção “5. Fechar Operador”
será apresentada como “5. Entrada de Operador” quando o operador estiver fechado, ou ainda, a opção
“7.Redução Z” (fechamento de caixa), será apresentada como “7.Abrir Caixa” quando o caixa estiver fechado. A
seguir são descritas todas as funções disponibilizadas pelo sistema:

Função Usuário Descrição


0. Trancar Terminal Todos Tranca o terminal, não permitindo acesso a
nenhuma funcionalidade até a sua liberação
1. Outros Supervisor Acesso as funcionalidades de convênio, quando
disponível
2. Caixa Supervisor Funções de caixa, tais como sangria,
suprimento, etc.
3. TEF Supervisor Funções de TEF tais como cancelamento,

ANALISA Consultoria em Informática – www.analisa.com.br


Manual de Operação do Terminal de Venda MultiPDV 2 - 8

reimpressão, etc.
4. Trocar Operador Supervisor Efetua o fechamento do operador corrente e a
abertura de um novo operador
5. Entrar Operador Supervisor Efetua a entrada (abertura) de um operador
5. Fechar Operador Supervisor Efetua o fechamento do operador
6. Leitura X Supervisor Emite um relatório de Leitura X
7. Abrir Caixa Supervisor Abre o caixa (turno fiscal)
7. Redução Z Supervisor Fechamento do caixa (turno fiscal)
8. Fiscal Supervisor Acesso as funções fiscais adicionais: Geração
da Nota Fiscal Paulista, Horário de Verão e
Registro Manual de venda (nota fiscal D1).
9. Administração Todos Acessa o menu de administração

2.8. Menu de Caixa

Acessado a partir da opção “2. Caixa”, o seguinte menu será apresentado:

Função Usuário Descrição


1. Sangria Supervisor Efetua a retirada de valores do caixa
2. Suprimento Supervisor Dá entrada de numerário no caixa para troco
3. Despesas Supervisor Registro de despesas de caixa
4. Troca de Modalidade Supervisor Permite a troca de modalidades de pagamento

2.9. Menu de Administração

Acessado a partir da opção “9. Administração” do menu principal, apresenta as seguintes opções:

ANALISA Consultoria em Informática – www.analisa.com.br


Manual de Operação do Terminal de Venda MultiPDV 2 - 9

Função Usuário Descrição


0. Informações Supervisor Informações gerais do estado do caixa
1. Configuração Manutenção Configuração local do terminal
5. Comandos Manutenção Acesso a área de comandos para manutenção
do sistema
6. Sobre o Programa Todos Apresenta informações sobre a versão do
sistema
7. Data e Hora Supervisor Verifica a data e hora do micro
8. Reinicializar Todos Permite a reinicialização do terminal de venda
(não do micro)
9. Desligar Todos Finaliza a execução do programa, e de acordo
com a configuração, permite efetuar o
desligamento do micro.

As funções são descritas em detalhes a seguir nesta documentação.

3. Turno Fiscal de Operadores e Movimentação de Caixa

Entende-se como turno fiscal, a movimentação de caixa realizada em um dia com vendas. O turno inicia através
da operação de Abertura de Caixa, e se encerra normalmente até a meia-noite do mesmo dia. Alguns ECF
possuem tolerância de até uma hora para o fechamento, porém o MultiPDV irá alertar a necessidade de
fechamento após a meia-noite, ou dependendo da configuração, bloquear a operação. Durante um turno fiscal,
o sistema controla os valores de caixa por operadores os quais poderão entrar e sair de acordo com a
necessidade.

Para efetuar estes controles, o sistema disponibiliza as seguintes funcionalidades:

• Abertura de Caixa;
• Entrada de Operador;
• Caixa: Suprimento (entrada de numerário no caixa para troco);
• Caixa: Sangria (saída de numerário do caixa);
• Fechamento de Operador;
• Redução Z (Fechamento de Caixa).

As funções são acessadas a partir do menu e são descritas a seguir.

ANALISA Consultoria em Informática – www.analisa.com.br


Manual de Operação do Terminal de Venda MultiPDV 2 - 10

3.1. Abertura de Caixa

Função somente disponível se o caixa estiver fechado e permite efetuar a abertura do turno fiscal. Ao ser
solicitado, o sistema solicita o código do operador e o valor inicial do caixa. Se o código do operador for
definido, ou seja, um valor diferente de zero (pressionamento da tecla ENTER puro) também será efetuada a
entrada do operador. O valor inicial indica o valor de troco que estará entrando no caixa junto com o operador.
Se o operador não for definido, deverá ser utilizada a função de Entrada de Operador posteriormente.

Será emitida uma Leitura X (relatório de totais do ECF), seguido de um comprovante não fiscal com as
informações da operação. Se a operação for bem sucedida a opção 7 do menu será indicada como “Redução
Z” ao invés de Abertura de Caixa.

Estando o operador devidamente definido, o caixa está pronto para efetuar vendas.

3.2. Entrada de Operador

Essa função permite dar entrada de operador no caixa. O sistema solicita o código do operador e valor inicial
(fundo de caixa) a ser contabilizado para troco. Será emitido um relatório gerencial com as informações da
operação, e caso tenha sido especificado o valor inicial, será emitido um registro de suprimento no ECF.

Se a operação for bem sucedida, esta operação passará a ser apresentada como “Saída de Operador”.

3.3. Suprimento de Caixa

Função acessada a partir da opção Caixa do menu de administração, permite efetuar entrada de numerário no
caixa para troco. O sistema solicitará o valor do numerário que será adicionado ao caixa, e efetuará a impressão
de um comprovante com as informações relacionadas.

3.4. Sangria de Caixa

Esta função permite a retirada de valores do caixa e será apresentada a seguinte janela:

ANALISA Consultoria em Informática – www.analisa.com.br


Manual de Operação do Terminal de Venda MultiPDV 2 - 11

Para cada modalidade de pagamento existente, é apresentado o valor total em caixa e o valor que será
retirado. As modalidades que estão zeradas no momento são apresentadas de forma desabilitada. O usuário
deverá digitar os valores a serem retirados, podendo navegar entre os campos através das teclas de direção
(setas). Para confirmar o processo, basta pressionar a tecla ENTER. Se for definido um valor superior ao total
em caixa, a função não será concretizada, e o usuário deverá redefinir o valor correto. Após a confirmação será
gerado um relatório gerencial com as informações da operação.

Se não houver nenhum valor em caixa, a opção SANGRIA não será apresentada no menu de opções Caixa.

3.5. Fechamento de Operador

Efetua o fechamento do operador atual, e caso exista algum valor em caixa, o mesmo será zerado (Sangria
automática). Um relatório gerencial será impresso com as informações da operação.

3.6. Fechamento de Caixa (Redução Z)

Permite efetuar o fechamento do turno fiscal, também denominado de Redução Z. Como esta operação finaliza
as operações do dia, o sistema solicita além de uma confirmação, a identificação e a senha de um supervisor ou
gerente de loja. Se houver um operador aberto, seu fechamento será efetuado automaticamente e o caixa será
zerado. Um relatório gerencial será emitido com as informações da operação e o total do caixa, e o ECF emitirá
o relatório de Redução Z. O caixa somente poderá ser aberto no próximo turno fiscal.

4. Operação de Venda
Quando o terminal está pronto para efetuar uma venda a seguinte tela será apresentada:

A indicação “Próximo Cliente” indica que uma venda poderá ser iniciada. Dependendo da configuração, o
vendedor e/ou o cliente poderão ser definidos no início da venda. No exemplo indicado, operador poderá

ANALISA Consultoria em Informática – www.analisa.com.br


Manual de Operação do Terminal de Venda MultiPDV 2 - 12

associar um vendedor a venda, através da digitação do seu código de identificação. A seguir são descritos
alguns processos de venda passo-a-passo.

4.1. Venda simples com pagamento em dinheiro

Para efetuar uma venda simples, efetue os seguintes passos:

# Mensagem MultiPDV Alternativas Operador Descrição


1. Vendedor • Digitar o código do operador e Define o vendedor principal da venda
pressionar ENTER ou;
• Pressione ENTER sem a
digitação de nenhum código;
2. Quantidade/Código • Digitar o código interno do Ao ser especificado o produto, será
produto e pressionar ENTER ou; apresentada sua descrição na área de
• Digitar o código EAN do produto mensagem da tela, além do preço do
e pressionar ENTER ou; produto. O item será imediatamente
• Ler o código de barras do enviado para o ECF e uma cópia das
produto na leitora ou; informações do item serão
• Digitar o nome do produto e apresentadas na fita detalhe.
selecionar na lista de consulta.

3. Quantidade/Código • Para especificar mais de uma Exemplo: para vender duas unidades
unidade de um mesmo item, o do produto de código 125, o operador
operador poderá digitar antes da deverá digitar:
especificação do produto, a
quantidade seguida do sinal de 2*125
multiplicação (asterisco * ou X,
dependendo do teclado). Seguido da tecla ENTER.
4. Quantidade/Código As operações 2 e 3 deverão ser Ao pressionar TOTAL, a venda entra
refeitas para todo os produtos do no processo de totalização e definição
cupom até o processo de da forma de pagamento conforme
finalização. descrito a seguir.

Para totalizar o cupom, o operador


deverá pressionar a tecla TOTAL
(ou PgUp do teclado convencional)
5. TOTAL Apresenta o total da venda e Supondo que a venda totalizou o valor
solicita ao operador digitar o valor de R$ 22,00 e o cliente irá pagar com
a ser pago, seguido da tecla uma nota de R$ 50,00 o operador
referente a forma de pagamento deverá digitar:
que pode ser:
50
Page Down: Dinheiro
Delete: Cheque Pressionar a tecla referente a
End: Cartão Próprio dinheiro, que no caso é PageDown.
Insert: Convênio
Home: TEF Observe que não há necessidade de
digitação das casas decimais (,00).
O operador ainda poderá
pressionar ESC para vender mais Se o cliente fosse pagar com
produtos nesta venda. exatamente R$ 22,00 que o é o valor
devido, o operador poderá pressionar
a tecla PageDown (Dinheiro) sem a
necessidade de digitação do valor.

ANALISA Consultoria em Informática – www.analisa.com.br


Manual de Operação do Terminal de Venda MultiPDV 2 - 13

Isso agiliza o processo de pagamento.

6. Troco: 28,00 Apresenta o troco da venda e O operador deverá então retirar o


finaliza o cupom. Se houver uma troco indicado e entregar ao cliente, e
gaveta de dinheiro conectada no ao fechar a gaveta, a tela a
ECF, ela será aberta. mensagem de “Próximo Cliente” será
apresentada permitindo a abertura de
uma nova venda conforme o passo 1.

4.2. Venda simples com pagamento em dinheiro e cheque

# Mensagem MultiPDV Alternativas Operador Descrição


1. Vendedor • Digitar o código do operador e Define o vendedor principal da venda
pressionar ENTER ou;
• Pressione ENTER sem a
digitação de nenhum código;
2. Quantidade/Código • Digitar o código interno do Ao ser especificado o produto, será
produto e pressionar ENTER ou; apresentada sua descrição na área de
• Digitar o código EAN do produto mensagem da tela, além do preço do
e pressionar ENTER ou; produto. O item será imediatamente
• Ler o código de barras do enviado para o ECF e uma cópia das
produto na leitora ou; informações do item serão
• Digitar o nome do produto e apresentadas na fita detalhe.
selecionar na lista de consulta.

3. Quantidade/Código Para totalizar o cupom, o operador Ao pressionar TOTAL, a venda entra


deverá pressionar a tecla TOTAL no processo de totalização e definição
(ou PgUp do teclado convencional) da forma de pagamento conforme
descrito a seguir.
4. TOTAL Apresenta o total da venda e Supondo agora uma venda no valor
solicita ao operador digitar o valor total de R$ 85,29, o cliente deseja
a ser pago, seguido da tecla pagar R$ 70,00 em cheque e o
referente a forma de pagamento restante, no caso R$ 15,29 em
que pode ser: dinheiro. Para isso o operador deverá
digitar:
Page Down: Dinheiro
Delete: Cheque 70 e pressionar a tecla referente a
End: Cartão Próprio modalidade Cheque, que no caso é
Insert: Convênio DELETE.
Home: TEF
Dependendo da configuração, os
O operador ainda poderá dados do cheque poderão ser
pressionar ESC para vender mais solicitados. Porém para este exemplo,
produtos nesta venda. considere que nenhum parâmetro
será solicitado.

5. Falta: 15,29 Indica que o valor referente ao Supondo que o cliente irá efetuar o
pagamento foi acatado, e que pagamento do restante com R$ 20,00
agora faltam R$ 15,29 para em dinheiro, o operador deverá
finalizar a venda. digitar:

ANALISA Consultoria em Informática – www.analisa.com.br


Manual de Operação do Terminal de Venda MultiPDV 2 - 14

20 e pressionar a tecla referente a


Dinheiro (Page Down).
6. Troco: 4,71 Apresenta o troco da venda, abre O operador deverá fechar a gaveta de
a gaveta de dinheiro, se instalada dinheiro para iniciar uma nova venda.
e finaliza o cupom.

4.3. Venda simples com pagamento com múltiplas formas de pagamento

O exemplo anterior apresentou a finalização da venda com duas formas pagamento, porém o sistema permite a
enumeras formas. Para isso, o sistema ficará acatando os valores pagos enquanto houver um saldo a pagar, ou
seja, enquanto a indicação “Falta: nn,nn” for apresentada. Se em um mesmo pagamento for definido mais de
um valor em dinheiro, o sistema irá totalizar o valor digitado ao montante já definido, como no exemplo a
seguir, considerando o pressionamento da tecla TOTAL em uma venda de R$ 100,00.

# Mensagem MultiPDV Alternativas Operador Descrição


1. TOTAL Apresenta o total da venda e Supondo que o cliente tenha dado ao
solicita ao operador digitar o valor operador uma nota de R$ 20,00, o
a ser pago, seguido da tecla operador poderá digitar:
referente a forma de pagamento
que pode ser: 20 seguido de PageDown

Page Down: Dinheiro


Delete: Cheque
End: Cartão Próprio
Insert: Convênio
Home: TEF

O operador ainda poderá


pressionar ESC para vender mais
produtos nesta venda.
2. Falta: 80,00 Indica que ainda faltam R$ 80,00 O operador então define que o cliente
para pagamento. O operador lhe deu mais uma nota de R$ 50,00
deverá definir mais valores para
pagamento.
3. Falta: 30,00 Abate R$ 50,00 do valor devido e O cliente pagará agora 10,00 em
operador deverá mais valores para cheque. O operador então digita:
pagamento
10 seguido da tecla Delete (cheque)
4. Falta: 20,00 Abate R$ 20,00 do valor devido. O O cliente então paga mais 15,00 em
operador deverá ainda definir mais TEF. No momento vamos ignorar a
valores para o fechamento transação de TEF, e focar apenas no
fechamento da venda, e portanto ele
deve digitar:

15 seguido da tecla Home (TEF) e


especificar os valores dos campos
relacionados a transação TEF,
conforme mostrado posteriormente
nesta documentação.

5. Falta: 5,00 O cliente ainda deve R$ 5,00 para Considerando que o cliente pagará o
quitar a venda. O operador deverá restante com uma nota de R$ 5,00 o
definir mais um valor a ser pago. operador poderá pressionar apenas a

ANALISA Consultoria em Informática – www.analisa.com.br


Manual de Operação do Terminal de Venda MultiPDV 2 - 15

tecla PageDown (Dinheiro).


6. Troco: 0,00 A gaveta será aberta, o cupom No exemplo não existe troco a ser
fiscal finalizado e os eventuais retornado, e por isso a indicação do
comprovantes adicionais ao cupom valor 0,00 no troco.
serão impressos. O operador
deverá fechar a gaveta para iniciar
uma nova venda.

4.4. Consulta, cancelamento e desconto sobre itens de venda

Durante um processo de venda, o operador poderá pressionar a tecla de SETA PARA CIMA () e será
apresentada uma janela com o seguinte formato:

Pressionando as setas, o operador poderá selecionar um dos itens da venda, e pressionar uma das seguintes
teclas:

ESC: Retorna ao registro de itens da venda;


ENTER: Apresenta as informações do item em uma janela;
Pause (CANC): Para cancelar o item;
Srcroll (DESC): Para aplicar um desconto sobre o item (nem todos os ECF permitem esta
operação);

Ao ser pressionada a tecla PAUSE (CANC) sobre o item selecionado, o sistema solicitará a confirmação do seu
cancelamento apresentando a seguinte mensagem:

Supervisor Cancelar

ANALISA Consultoria em Informática – www.analisa.com.br


Manual de Operação do Terminal de Venda MultiPDV 2 - 16

Um supervisor de caixa deverá digitar sua identificação e pressionar ENTER e sua senha e pressionar ENTER,
para autorizar o cancelamento do item. Dependendo da configuração do sistema, o supervisor deverá ainda
efetuar a leitura do seu cartão magnético pessoal. Ao confirmar a operação, o item será cancelado no ECF, e a
seguinte informação será apresentada na área de mensagem da tela principal:

*** Item 002 CANCELADO


O valor total do item cancelado será apresentado na área de preço ao lado da mensagem. Quando a navegação
da venda for solicitada novamente, o item cancelado será apresentado riscado por uma linha vermelha.

Com a operação parecida ao cancelamento, o processo de desconto sobre o item poderá ser efetuado da
seguinte forma:

• Selecione o item que receberá o desconto, e pressione a tecla Scroll Lock (DESC). A seguinte
mensagem será apresentada:

Desconto
• O operador poderá especificar o valor absoluto do desconto sobre o preço unitário, digitando o valor do
desconto e pressionando a tecla ENTER, ou
• Digitando o percentual do desconto a ser aplicado no item e pressionar a tecla % (percentual);
• Em ambos os casos um supervisor poderá ser chamado para efetuar a autorização do desconto, através
da seguinte indicação:

Supervisor Desconto

• O supervisor deverá se identificar para efetivar o desconto no item.

Tanto no desconto, como no cancelamento do item, o valor do SUBTOTAL da venda será abatido do valor
relacionado.

Uma segunda forma de aplicar desconto sem a utilização da lista de seleção é a seguinte:

• Antes da definição da quantidade ou do código do item a ser vendido, pressione a tecla Scroll Lock
(DESC);
• A indicação de desconto será apresentada, e o operador poderá definir o valor a ser descontando no
preço unitário ou percentual de desconto seguido da tecla de percentual, da mesma forma que
apresentado anteriormente;

4.5. Pagamento em TEF

Estando devidamente configurado e habilitado o processo de pagamento em TEF (Transferência Eletrônica de


Fundos), a operação irá variar de acordo com o cartão utilizado, que pode ser de crédito ou débito, de diversas
administradoras, tais como VISA, Redacard, American Express, etc. A operação pode sofrer alterações, mesmo
que nenhum módulo do sistema seja atualizado, uma vez que algumas integrações são geradas diretamente
pelo servidor TEF, que no caso do MultiPDV, é utilizado o SITEF da Software Express.

Porém, algumas regras de operação de TEF podem ser assumidas para todas as operações:

• Uma transação de TEF pode ser cancelada pelo pressionamento da tecla ESC, ou da tecla CANCELAR
(tecla Pause/Break do teclado convencional);

ANALISA Consultoria em Informática – www.analisa.com.br


Manual de Operação do Terminal de Venda MultiPDV 2 - 17

• Quando da digitação de uma data, em alguns casos o pressionamento da tecla ENTER sem a definição
de nenhum valor indica a data atual;
• Normalmente nas primeiras operações de TEF, poderá ocorrer carga de tabela nos PIN PAD. Este
processo ocorre de acordo com a necessidade de atualização das informações do PIN PAD
criptografado por parte das administradoras, e não existe uma regra para sua realização. Será
apresentada mensagem do tipo:

Atualizando Reg. 1/4


Neste caso o operador deverá aguardar a carga para dar continuidade a operação, a qual não poderá
ser cancelada.

• Algumas interações poderão ocorrer diretamente no PIN PAD, principalmente para os cartões com
CHIP. A operação da transação poderá ser obtida diretamente com a administradora de cartões.

4.6. Definição de parâmetros da venda

Dependendo da configuração do sistema, uma venda poder estar associada aos seguintes processos e
informações:

• Vendedor: uma venda e um item podem estar associados a um vendedor que poderá ser
comissionado pelo sistema de retaguarda;
• Cliente: a definição dos dados do cliente, tais como CPF ou CNPJ, nome e endereço poderão ser
associados a uma venda, principalmente para atender as exigências legais, mas também podendo ser
utilizada para os processos de fidelidade;
• CRM: definição da identificação de um médico para as vendas realizadas em uma drogaria;
• PBM: processo de benefícios de medicamentos, tais como e-Pharma, VidaLink, PrevSaúde, entre
outros;
• Convênio: venda realizada através de convênios variados.

Alguns parâmetros somente poderão ser definidos no início da venda, ou seja, antes do registro de um item de
venda, e todos eles dependem da configuração especificada. Os parâmetros definidos na venda serão
apresentados na área de informações de venda, permitido ao operador identificar os valores digitados.

Especificação de Vendedores

Normalmente o estabelecimento que utiliza o processo de comissão, solicita o código do vendedor


obrigatoriamente no início da venda, conforme apresentado anteriormente no processo de venda. Se
configurado, um vendedor poderá ser definido manualmente para um item através do pressionamento da tecla
F8 durante um processo de venda. Esta definição deve ser efetuada antes da definição do código do produto.

Em qualquer caso, a identificação do cliente também poderá ser efetuada através do leitor de código de barras.

Definição do Cliente da Venda

Legalmente, um cupom fiscal associado a um CPF ou CNPJ, serve como nota fiscal identificada, além disso,
alguns estados da união possuem legislação específica para este processo, como é o caso de São Paulo onde
existe o programa da Nota Fiscal Paulista.

ANALISA Consultoria em Informática – www.analisa.com.br


Manual de Operação do Terminal de Venda MultiPDV 2 - 18

O cliente pode ser solicitado obrigatoriamente no início da venda, se configurado, porém sua definição poderá
ser efetuada a qualquer momento, mesmo após o início da venda, através do pressionamento da tecla F3
(Cliente), que pode apresentar as seguintes alternativas:

• Definir CPF/CNPJ;
• Dados do Cliente.

A primeira opção define apenas o CPF ou CNPJ do cliente, enquanto que a segunda opção permite a definição
dos dados cliente configurado no sistema, tais como nome, endereço, telefone, etc.

O CPF/CNPJ definido com qualquer umas das formas indicadas será registrado no ECF e no sistema.

Definição do CRM

Somente se o sistema estiver configurado para leitura do CRM, a tecla / (divisão) poderá ser pressionada no
início ou durante uma venda para definir um médico associado ao processo. O sistema também poderá forçar a
definição do CRM de acordo com o cadastro de produtos, que será solicitado após a definição do código e antes
do registro ser efetivado no ECF.

PBM

Um processo de PBM deve ser definido antes do início da venda através do pressionamento da tecla + (mais),
onde serão apresentados todos os tipos configurados para seleção do operador. Será solicitado o número da
autorização relacionada, e após a devida verificação a venda deverá ser realizada da mesma forma que o
processo normal.

Dependo da PBM, poderão ser aplicados descontos sobre o item vendido ou assumido uma forma de
pagamento especial automática, de responsabilidade da PBM. Por exemplo:

• O cliente deve ir até o balcão da farmácia e solicitar uma autorização de produtos após a devida
identificação;
• Os produtos que serão comprados serão submetidos a autorização, uma parcela do pagamento destes
itens será paga pela PBM. Supondo uma venda de R$ 100,00 e um pagamento de R$ 20,00 da PBM, o
cliente se direciona ao caixa com os produtos solicitados;
• A venda é iniciada com a tecla + (mais) e a digitação do número da autorização passada pelo
balconista;
• Os produtos vendidos serão registrados um a um, totalizando R$ 100,00 e quando o operador
pressionar TOTAL (PgUp) para iniciar a forma de pagamento, o sistema irá indicar que falta um saldo
de R$ 80,00 para pagamento (Falta: 80,00), uma vez que R$ 20,00 serão pagos pela PBM;
• O operador deverá indicar a forma de pagamento do saldo restante e finalizar o cupom;
• Normalmente será impresso um comprovante referente a transação de PBM.

Convênio

O processo de convênio também depende da configuração, e opera de forma similar a PBM, porém
normalmente sem o processo de autorização, podendo o cliente ir diretamente ao caixa. O processo também é
iniciado através da tecla + (mais) e pode solicitar as seguintes informações:

• Código da empresa e matrícula do funcionário;


• Código do cartão de identificação do cliente.

ANALISA Consultoria em Informática – www.analisa.com.br


Manual de Operação do Terminal de Venda MultiPDV 2 - 19

Tanto na solicitação da empresa como do funcionário, o operador poderá utilizar as teclas F9 (Consulta) e F10
(Lista).

A venda convênio poderá aplicar descontos sobre os itens, ou também subsidiar parte ou totalidade da venda,
quando permitir o pagamento com a modalidade de débito em folha. O processo de pagamento poderá ocorrer
através das seguintes possibilidades, de acordo com a configuração do convênio:

• Parte da venda é paga de forma automática, da mesma forma que apresentado para o processo de
PBM;
• A venda pode ser paga na modalidade indicada como débito em folha, se o cliente desejar;
• Ou simplesmente deve ser paga da mesma forma que a venda convencional, considerando que o
convênio apenas aplique desconto.

ANALISA Consultoria em Informática – www.analisa.com.br

Você também pode gostar