Você está na página 1de 4

1

CONFRARIA DE ARTES LIBERAIS


www.artesliberais.com.br
___________________________________________________________________________

LÓGICA.

Joseph Gredt. Elementa philosophiae aritstotelico-thomisticae. Logica, Prolegomena.

Logicae notio. – Logica (λογική 4 Noção de lógica. – A lógica (λογική


ἐπιστήµη) secundum nominis ἐπιστήµη), segundo a etimologia do nome, é
etymologiam est scientia rationalis, quia a ciência racional, porque trata do ato mesmo
versatur circa ipsum actum rationis. da razão. A lógica é definida por S. Tomás
Definitur Logica a S. Thoma: “ars como “a arte diretiva do ato mesmo da razão,
directiva ipsius actus rationis, per quam pela qual o homem, no ato mesmo da razão,
scil. homo in ipso actu rationis ordinate et procede de modo ordenado e fácil e sem
faciliter et sine errore procedat” (In. Anal. erro” (In Anal. Post. I lect. 1). Ora, o ato da
post. I lect. 1). Actus autem rationis est razão é o raciocínio. Com efeito, o intelecto
ratiocinium. Intellectus enim humanus humano é chamado razão enquanto possui a
ratio vocatur,inquantum virtute pollet virtude de deduzir conclusões a partir de
deducendi conclusiones ex principiis. Ad princípios. Ao raciocínio ordenam-se o juízo
ratiocinium ordinantur iudicium et e a simples apreensão. Portanto, o objeto
simplex apprehensio. Quare obiectum principal da Lógica é o raciocínio; mas trata
principale Logicae est ratiocinium; de do juízo e da simples apreensão enquanto se
iudicio autem et simplici apprehensione ordenam ao raciocínio.
agit, inquantum ordinantur ad ratiocinium.

Logicae divisio. – In ratiocinio 5 Divisão da lógica. – No raciocínio devem ser


distinguenda est forma — artificiosa distinguidas a forma – a disposição
conceptuum dispositio ad consequentiam artificiosa dos conceitos para manifestar a
manifestandam, et materia — illud consequência – e a matéria – aquilo de
obiectivum, quod forma ratiocinii objetivo que é contido e exprimido pela
continetur et exprimitur. Ratione formae forma do raciocínio. Em razão da forma, o
ratiocinium vocatur rectum, ratione raciocínio diz-se reto, em razão da matéria,
2
CONFRARIA DE ARTES LIBERAIS
www.artesliberais.com.br
___________________________________________________________________________

materiae verum. Ita ratiocinium: “Omne verdadeiro. Assim o raciocínio “Todo animal
animal est rationale; atqui canis est é racional; ora, o cão é um animal; logo o cão
animal; ergo canis est rationalis”, est é racional” é reto, mas não é verdadeiro. Ora,
rectum, sed non est verum. Ut autem para que o homem “proceda no ato mesmo
homo “in ipso actu rationis ordinate et da razão de modo ordenado e fácil e sem
faciliter et sine errore procedat”, utrumque erro”, requerem-se ambas: a forma reta, isto
requiritur: forma recta, i. e. dispositio é, a disposição dos termos segundo as regras
terminorum secundum regulas Logicae; et da Lógica; e a matéria verdadeira e
materia vera et evidenter vera, ut habeatur evidentemente verdadeira, para que se tenha
conclusio vera et certa. Ve-ritas enim uma conclusão verdadeira e certa. Com
certitudine possidetur, et certitudo efeito, a verdade se possui pela certeza, e a
evidentia gignitur. Quare Logica in duas certeza é gerada pela evidência. Portanto, a
partes dividitur principales: in Logicam Lógica divide-se em duas partes principais:
formalem, quae in actibus rationis na Lógica formal, que nos atos da razão
formam, et Logicam materialem, quae hac considera a forma, e a Lógica material, que
forma contentam materiam considerat. considera a matéria a matéria contida por
Logica formalis resolvit ratiocinium in essa forma. A Lógica formal resolve o
principia sua formalia explicando et raciocínio em seus princípios formais,
probando regulas, quibus ratio nostra explicando e provando as regras pelas quais a
dirigenda est, ut actus eius sint recti; nossa razão deve ser dirigida para que seus
Logica materialis ratiocinium in principia atos sejam retos; a Lógica material resolve o
sua materialia resolvit, ostendendo,qualis raciocínio em seus princípios materiais,
debeat esse materia, ut habeatur conclusio mostrando qual deve ser a matéria para que
vera et certa. Resolutio in principia se tenha uma conclusão verdadeira e certa. A
formalia ab Aristotele vocatur prior, resolução nos princípios formais é chamada
eamque in Analyticis prioribus tradit; ad por Aristóteles de anterior e é transmitida nos
Analytica priora seu ad Logicam Analíticos anteriores; também contempla os
formalem spectat etiam Aristotelis liber Analíticos anteriores, ou antes, a Lógica
Περὶ Ἑρμηνείας seu De interpretatione, formal, o livro Περὶ Ἑρμηνείας de
qui agit de prima et secunda mentis Aristóteles, ou Sobre a interpretação, que
operatione in ordine ad Analytica priora. trata da primeira e da segunda operações da
3
CONFRARIA DE ARTES LIBERAIS
www.artesliberais.com.br
___________________________________________________________________________

Resolutio in principia materialia vocatur mente ordenadas aos Analíticos anteriores. A


posterior et traditur ab Aristotele in resolução nos princípios materiais é chamada
Analyticis posterioribus; ad Analytica posterior e é transmitida por Aristóteles nos
posteriora seu ad Logicam materialem Analíticos posteriores; aos Analíticos
spectat etiam Aristotelis liber posteriores, ou antes, à Lógica material
Praedicamentorum, qui agit de prima contempla também o livro dos Predicamentos
mentis operatione in ordine ad Analytica de Aristóteles, que trata da primeira operação
posteriora. Logicam formalem secundum da mente ordenada aos Analíticos
tres operationes mentis in tres partes posteriores. Subdividimos a Lógica formal
subdividimus, quarum prior agit de segundo as três operações da mente em três
simplici apprehensione (Perihermenias partes, das quais a primeira trata da simples
pars prior), altera de iudicio apreensão (primeira parte do Sobre a
(Perihermenias pars altera), tertia de interpptação), a segunda do juízo (segunda
ratiocinio (Analytica priora). Logicam parte do Sobre a interpretação) e a terceira do
materialem dividimos in Logicam raciocínio (Analíticos anteriores). Dividimos
prooemialem et Logicam a lógica material em proemial, predicamental
praedicamenta1em et Logicam e Lógica demonstrativa (Analíticos
demonstrativam (Analytica posteriora); posteriores); pois o raciocínio, pelo qual se
nam ratiocinium, quo habetur conclusio tem a conclusão verdadeira e certa, diz-se
vera et certa, demonstrativo dicitur. demonstração. A Lógica proemial trata da
Logica prooemialis agit de natura Logicae natureza da lógica e de seu objeto formal, a
et de obiecto eius formali, Logica Lógica predicamental trata da primeira
praedicamentalis agit de prima mentis operação da mente, e a Lógica demonstrativa
operatione, Lógica demonstrativa agit de trata da segunda e da terceira operações da
secunda et de tertia mentís operatione, i. e. mente, isto é, do silogismo demonstrativo e
de syllogismo demonstrativo et de eius de seus princípios.
principiis.
4
CONFRARIA DE ARTES LIBERAIS
www.artesliberais.com.br
___________________________________________________________________________

A DIVISÃO DA LÓGICA SEGUNDO JOSEPH GREDT

Lógica demonstrativa (Analíticos posteriores)

Material Lógica predicamental (Categorias)

Lógica proemial
Lógica
Sobre a terceira operação do intelecto (Analíticos anteriores)

Formal Sobre a segunda operação do intelecto (Sobre a interpretação, p. 2)

Sobre a primeira operação do intelecto (Sobre a interpretação, p. 1)

Você também pode gostar